Páginas

sábado, 15 de abril de 2017

Avião cai próximo a aeroporto e dois morrem em colisão com árvore

 

Acidente aconteceu a 200 metros do aeroporto
  • Foto de destroços da aeronave (Via Whats App)
  • Otávio Borges Rodrigues, 31, e Luiz Henrique Garcia Ferreira, de 29 anos, morreram no início da noite desta sexta-feira (14) em um acidente de avião monomotor em Cassilândia, distante 430 quilômetros de Campo Grande. Otávio era quem estaria pilotando e Luiz seria o passageiro.
    Saiba Mais
     
    A Polícia Militar, perícia e os bombeiros estiveram no local para a retirada dos corpos das ferragens. Os dois são da cidade de Itajá (GO).
    No acidente, a aeronave bateu em uma árvore e os dois jovens morreram na hora. O avião caiu a 200 metros do aeroporto, que fica a sete quilômetros da entrada da cidade.
    Segundo testemunhas, Otávio e Luiz chegaram ao aeroporto aproximadamente às 15h30 e, após checagem na aeronave, iniciaram o primeiro voo aproximadamente às 17h40.
    Antes do acidente, os dois fizeram o primeiro voo com duas mulheres como passageiras. Elas então desembarcaram, e, Otávio e Luiz seguiram para o segundo voo que culminou com a morte de ambos.
    Depois da colisão, o corpo do piloto foi afastado dos destroços por testemunhas, por causa do forte cheiro de combustível. Não houve explosão no acidente. O caso é investigado pela Polícia Civil da cidade.

    INVESTIGAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL ESCLARECEU AUTORIA DE HOMICÍDIO DE JOVEM EM SANTA FÉ DO SUL

     
    No dia 26 de março de 2017 a vítima RAFAEL MACIMINIANO MARCELO, de 33 anos de idade, foi localizada despida, sem vida, caída no córrego que passa pelo Sítio São Luiz, na área rural de Santa Fé do Sul.
    O referido córrego passa pela área urbana deste município, exatamente por uma área do município conhecida como "Córrego da Mula".
    O Setor de Investigações da Polícia Civil, nos dias seguintes, passou a receber informações preliminares de que a vítima teria sido agredida por duas pessoas e, depois, jogada no córrego e que teria sido levada pela correnteza para o local dos fatos. A forma com que o crime foi praticado causou muita comoção no município.
    No decorrer da investigação, segundo o delegado de polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge, os investigadores do Setor de Investigações receberam informações de que J.C.S., 25 anos e C.S.R., de 26 anos, seriam desafetos da vítima e, apesar de estarem cumprindo pena no regime semi-aberto no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) da Secretaria de Administração Penitenciária em São José do Rio Preto, estariam na cidade de Santa Fé do Sul, pois haviam sido beneficiados por uma saída temporária em razão do período de páscoa.
    Depois de alguns dias foram identificadas testemunhas do homicídio, bem como outras pessoas que sabiam que os investigados iriam tirar a vida da vítima.
    Em posse dessas informações a Polícia Civil de Santa Fé do Sul representou para que fosse decretada a prisão preventiva dos investigados.
    O Juiz de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Santa Fé do Sul decretou a prisão preventiva dos investigados e houve o encaminhamento dos mandados de prisão para o Centro de Progressão Penitenciária, aonde eles foram transferidos para o regime fechado, sendo que eles responderão pelo crime de homicídio duplamente qualificado (meio cruel e motivo fútil) e ocultação de cadáver.
    Os policiais civis que foram ouvidos sobre os fatos destacaram a importância da colaboração da comunidade com as informações sobre os fatos, o que foi imprescindível para que a investigação criminal fosse eficaz e desencadeasse a identificação e decretação da prisão preventiva dos autores.

    Polícia procura marido que arrancou e comeu lábio de idosa

    Ele fugiu e é procurado pela polícia
    Renata Portela (Midiamax Campo Grande MS)
    Na manhã desta quinta-feira (13), um caso de violência doméstica contra uma idosa de 71 anos foi registrado na delegacia de Iguatemi.
    A vítima teve o lábio inferior arrancado pelo marido durante uma briga do casal, que ocorreu na aldeia indígena em que eles moram, em Japorã, a 477 quilômetros da Capital.
    Conforme o boletim de ocorrência, o caso aconteceu na noite da última terça-feira (11) e foi registrado pela Polícia Militar. De acordo a equipe que atendeu a vítima, ela sofreu agressão por parte do marido, que foi identificado e é procurado.
    Segundo os policiais, com uma mordida o marido arrancou o lábio inferior da vítima e o comeu. Ela foi socorrida e levada ao Hospital de Iguatemi por outros moradores da aldeia, que ainda tentaram localizar o agressor, mas ele conseguiu fugir.
    Investigadores foram até o hospital, onde tiraram fotos das lesões da vítima. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa, quando há intenção, qualificada por violência doméstica.

    Parabéns Jales, são os votos da UniJales


    Jales está mais bonita e confiante


    4º Passeio Ciclístico em prol da Santa Casa de Jales será em maio

    Mais um evento movimenta o setor de Captação de Recursos que está organizando a 4ª edição do passeio ciclístico, que será realizado no dia 21 de maio, com concentração às 6h30 no Centro Integrado de Valorização ao Idoso – CIEVI.

    O tradicional passeio reúne ciclistas profissionais e amadores da região de Jales e outros estados, como Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, para percorrer um percurso de 20 ou 40 quilômetros pelas estradas de terra, sendo direcionado pelos pontos de hidratação nos locais sinalizados.

    A expectativa é reunir 300 ciclistas e o provedor, Junior Ferreira, enalteceu a importância desse evento para a instituição. "O passeio ciclístico possibilita uma mobilização abrangente de outras cidades e estados em sintonia com a Santa Casa. É gratificante ver a união dos ciclistas e demais pessoas em participar de um evento solidário. Desde já agradeço a interação de todos e esperamos ser mais um sucesso de público", relatou o provedor.

    A inscrição para o passeio ciclístico no valor simbólico de R$ 35,00 inclui café da manhã, almoço e pontos de hidratação e já pode ser feita no setor de Captação de Recursos. Mais informações pelo telefone (17) 99613-6273 ou whatsapp 99679-5602.

    12ª Feira do Agronegócio da Uva e do Mel será em setembro

    A Comissão da 12ª Feira do Agronegócio da Uva e do Mel formada por viticultores das cidades de Jales e Urânia, produtores de Mel, empresários, comerciantes e entidades, esteve reunida com o prefeito Flávio Prandi Franco, na Prefeitura, no dia 11 de abril, com o objetivo reafirmar o empenho da comissão em realizar o evento com tempo e dedicação que os produtores de Uva de toda região tanto merecem. A data da Feira já está definida: será nos dias 1 e 2 de setembro com localização a ser definida nos próximos dias.
     
    A finalidade da Feira do Agronegócio da Uva e do Mel é promover e consolidar a região como produtora de Uva de ótima qualidade, atingindo um mercado consumidor em plena entre safra, além de dar oportunidade à participação, integração, contato com o consumidor e compradores de Uva para aproximadamente 200 viticultores que é o que a Feira pretende receber nos dias do evento. É importante destacar que a Viticultura é um dos motores econômico-financeiro que sustenta a geração de renda e emprego na nossa região.


    Sendo assim, para valorizar e apoiar os nossos produtores de UVA e MEL da nossa região, a comissão solicitou do atual Prefeito empenho e apoio para a realização da Feira, que prontamente se comprometeu assumindo empenhar-se para o sucesso do evento, inclusive fazendo convite ao Secretário Estadual de Agricultura Arnaldo Jardim para que participe da abertura oficial da Feira.

    Participaram da reunião representantes de várias instituições públicas e privadas do município

    Iamonike: 3ª colocada no Miss São Paulo 2017 será recepcionada por Flá e Garça

     
    Representante de de Jales Iamonike Helena Silva , ficou em 3º lugar no concurso Miss São Paulo 2017

    A grande final do certame foi realizada em 25 de março, no Palácio das Convenções do Anhembi, na capital paulista, com transmissão ao vivo da BAND.

    Com o 3º lugar Iamonike Helena ganhou três diárias para uma unidade Village do Club Med, além de um relógio da marca Bulova.

    As seletivas que definiram essas 20 (não mais 30) candidatas finalistas aconteceram nos dias 11 e 17 de fevereiro; elas foram apresentadas em 21 de fevereiro e "confinadas" em 16 de março.

    Na segunda-feira, 17 de abril, a Top 3 da beleza paulista, Iamonike Helena será recepcionada na Sala de Reuniões do Gabinete do Poder Executivo pelo prefeito Flávio Prandi e o vice-prefeito José Devanir Rodrigues (Garça). Logo após, Iamonike concederá uma entrevista coletiva.

    “Alimento do Bem”: mais que um trabalho, um gesto de solidariedade e amor ao próximo

     
    Todas as sextas-feiras, faça chuva ou faça sol, voluntárias do projeto "Alimento do Bem" preparam uma média de 450 litros de sopa e distribuem gratuitamente para a comunidade carente de Urânia.

    Trata-se de um nobre trabalho que já existia na gestão anterior e que foi assumido pela primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade do município, Andréa Rossini.

    Juntamente com o apoio da voluntária Aparecida de Fátima Buzinaro, a presidente do Fundo Social comanda uma equipe de 13 mulheres compromissadas que doam não só o tempo, mas muito trabalho e dedicação na preparação da refeição.

    Quem pensa que o trabalho é fácil está enganado. Elas chegam cedo para dar conta de produzir tanta sopa, já que a quantidade realizada praticamente dobrou nos últimos meses.

    Fora a grande fila que atendem, as colaboradoras têm o cuidado e a preocupação de entregar o alimento nas casas dos moradores com problemas de mobilidades. E ainda beneficiam instituições como o Lar dos Velhinhos e a Santa Casa. Um amplo serviço que alcança boa parte da população do município.

    Alicerce - Para preparar a sopa a equipe conta com os apoios fundamentais dos comerciantes e dos produtores rurais de Urânia que doam os mantimentos que são reaproveitados pelas voluntárias. Já os alimentos que não são utilizados são doados para a população que vai buscar a sopa.

    Ou seja, o projeto só existe graças às doações desses colaboradores que sempre estão dispostos a cooperar e a ajudar na alimentação de centenas de famílias.

    Hábito - O projeto já faz parte da rotina dos moradores que esperam ansiosos pelas tardes de sextas-feiras. A maioria costuma chegar bem antes do horário da entrega (às 15h00) e aguarda em fila o término da preparação da sopa. Às vezes, essa é a primeira refeição do dia para muitos deles.

    Dona Edite Buosi, portadora de uma prótese mecânica em uma das pernas, caminha do bairro Bela Vista, próximo ao Cemitério, até o bairro Nossa Senhora de Fátima para buscar a sopa. Segundo ela, é um dos seus pratos preferidos. "A sopa é uma delícia. Não tem coisa melhor", completou.

    Dona Maria de Freitas, moradora da Rua Pará, nas proximidades do Lar dos Velhinhos, beneficiária do projeto, também fez questão de enaltecer a refeição: "O padrão melhorou bastante, o macarrão é só de uma qualidade e a carne é bem gostosa".

    Conforme esclareceu a primeira-dama, Andréa Rossini, que ajuda na preparação e distribuição do alimento, o trabalho é intensamente gratificante, pois tudo é preparado com muito carinho e respeito para a população.

    "Sabemos que essa atividade não resolve definitivamente os problemas sociais do nosso município, porém, servem para amenizar a situação difícil de muitas famílias, dando comida a quem não a tem", argumentou Andréa.

    Quem estiver disposto a contribuir de alguma forma com o trabalho deve procurar as colaboradoras do projeto, todas as sextas-feiras, no antigo barracão do produtor rural, no bairro Nossa Senhora de Fátima. Afinal, "o prazer de fazer o bem, é maior do que recebê-lo".

    Vereadores de Dolcinópolis participam do Programa de Visita da Santa Casa de Jales

     
    Na quinta-feira, 5 de abril, o provedor, Junior Ferreira, recebeu na Santa Casa de Jales a visita de alguns vereadores da cidade de Dolcinópolis que vieram conhecer as dependências da instituição.

    O presidente da Câmara, Wellington Carlos dos Santos, os vereadores, Diego Aparecido Pereira Miguel, Celma Maria Posclan, Edilson Gonçalves de Seixas e João Gouvea estiveram representando os demais membros da câmara legislativa do município e funcionários.

    "Minha filha nasceu na Santa Casa de Jales, mas eu realmente não tinha a dimensão do que o hospital oferece aos seus pacientes. Todos os vereadores ficaram admirados em ver a excelente estrutura", destacou Wellington.

    Para o provedor, Junior Ferreira, é importante que os vereadores dos municípios referenciados tenham interesse em conhecer melhor a instituição. "Precisamos dessa união em prol da nossa saúde. A visita dos vereadores e prefeitos é de extrema relevância para o fortalecimento da Santa Casa, desse modo eles podem perceber o quanto precisamos do apoio dos municípios", relatou.

    O Programa de Visita é uma ação do Grupo de Trabalho de Humanização - GTH e vem para criar um círculo virtuoso entre as pessoas. Para os interessados em participar deste projeto é necessário entrar em contato com o setor de comunicação pelo telefone (17) 3622-5007, que explicará detalhadamente os procedimentos a serem tomados antes da visita.

    A Fé e o Terror

    Flávio Rodrigo Masson Carvalho Professor do UNIBAVE – Orleans - SC
    equilibriumtc@hotmail.com

    A humanidade está perdendo a razão,
    Muitos nem saber quem são,
    O homem está vivendo na solidão,


    O mundo está uma verdadeira confusão!

    São poucos os que acreditam haver uma solução,
    Existe ainda guerras por um pedaço de chão,
    Guerras onde irmão mata irmão,
    Recebem ordens de Alá para promoverem destruição,
    Escolhem seus alvos e detonam a explosão,
    Deus jamais aprovaria monstruosa ação,
    Os sofrimentos acarretados não tem mensuração.

    Povos desunidos querendo construir uma nação,
    Acreditam ser os escolhidos de Deus, pura ilusão,
    Rezam todos os dias, e recitam o Alcorão,
    Ajoelham em direção a Meca, e fazem oração.

    Suplicam a Alá com errada devoção,
    Exigem o fim dos inimigos sem compaixão,
    Rezam com tanta disciplina, mas nenhuma emoção.


    Ferem-se numa guerra que jamais vencerão,
    Espalham o ódio pelo mundo sem distinção,
    Lavam de sangue a terra, sem coração,
    Incitam crianças a matar e odiar em nome da união,
    Zombam dos ensinamentos de Jesus na terra da crucificação.
     
     

    Como combater a rinite dos pequenos

    Nessa época do ano em que as noites são mais longas e o tempo está mais seco, a rinite alérgica tende a se intensificar nas crianças. Principalmente porque estão mais tempo em casa e ficam suscetíveis a inalar mais poeiras e ácaros. Ter cuidado com os bichinhos de pelúcia, colchões, tapetes, carpetes e outros itens da residência é uma das premissas básicas para combater a rinite.

    Só no Brasil mais de 2 milhões de pessoas por ano sofre com a rinite e o conselho antigo - É melhor prevenir do que remediar - é um fato neste caso. Isso porque os alérgenos (poeiras e ácaros) são os responsáveis pelos espirros, tosses, e até sangramento (sintomas da rinite). Logo, a limpeza da residência e dos locais que frequenta é o componente decisivo para o desenvolver da doença.

    Uma característica da rinite nas crianças é que elas podem não desenvolver a alergia na fase adulta. Fatores genéticos interferem, porém os hábitos são mais decisivos do que os genes. Crescer em um ambiente limpo, arejado, com esterilizador de ar e com luz solar faz toda a diferença.

    O especialista e diretor de comunicação da Sterilair, Felipe Prado, elaborou 5 dicas e conselhos para as mamães e papais dormirem tranquilos e conseguirem manter a rinite bem longe dos pequenos:

    1. Limpe o quarto das crianças com pano úmido - Essa ação evita a poeira "subir" e as crianças inalarem ácaros que desencadeiam a rinite.

    2. Limpe a casa quando os pequenos não estiverem em casa - A faxina muitas vezes exige tirar móveis do lugar, limpar ventiladores, entre outros objetos que acumulam muita poeira. Prefira limpar a residência quando os seus filhos estiverem na escola.

    3.Tenha um esterilizador de ar no quarto das crianças - O esterilizador elimina até 99,9% dos microorganismos aéreos evitando grande parte dos poluentes que ocasionam a crise de rinite.

    4. Lave as narinas das crianças - O procedimento pode ser feito com soro fisiológico e uma seringa de plástico. Dessa forma você mantém o nariz mais úmido e diminui as chances de sangramento.

    5.Faça exames para identificar o tipo de alérgeno - É importante diagnosticar qual o tipo de alérgeno agrava a rinite das crianças. Por mais que fatores genéticos influenciem algumas vezes a rinite pode ser agravada pelo consumo de alimento que tenham histamina ( queijo, carne, embutido, entre outros).

    Santa Casa arrecada mais de R$ 100 mil no leilão de gado

    O domingo, nove de abril, foi marcado pelo primeiro evento da Santa Casa de Jales, o 9º Grande Leilão de Gado. Cerca de 300 pessoas passaram pelo Comboio e compartilharam de muita solidariedade.

    Apesar do momento difícil ainda enfrentado pelo país as expectativas foram alcançadas e as arrecadações foram de R$ 110 mil, que serão utilizados para custeios hospitalares.

    "Sabíamos das dificuldades perante ao cenário que estamos vivendo, porém, ficamos muito satisfeitos pelo resultado final, não só financeiro, mas pela união de todos que estavam participando, sendo os colaboradores do hospital, a comissão do leilão, todos que levaram seus amigos e familiares, a presença dos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores que compartilharam de uma causa nobre", relatou o provedor Junior Ferreira.

    Foram leiloados cerca de 70 cabeças, além de cavalos, carneiros e outras prendas doadas pela população. As camisas oficiais do Corinthians e Palmeiras assinadas pelos jogadores também foram destaques no leilão.

    Para o coordenador, Sergio Cavassani, todo esforço valeu a pena. "Somos uma equipe muito comprometida e contribuímos orgulhosamente com o nosso hospital. O resultado foi satisfatório e contamos com todos na próxima edição em 2018".

    Na ocasião aconteceu o lançamento da campanha "Na Santa Casa eu Boto Fé IV" que irá sortear no dia 23 de setembro um Fiat Mobi, cada cupom custa R$ 9,99. O veículo foi adquirido por meio de doações de empresários, estabelecimentos comerciais e população, alguns nomes encontram-se na lista abaixo. A rifa já está sendo vendida na recepção da Santa Casa e em breve estará em outros pontos.

    Fundo Social de Solidariedade de Jales e ACIJ se reúnem para falar sobre decoração de Natal

     
    Os primeiros encontros para tratar sobre a decoração de natal deste ano já começaram. A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Jales, Glauciane Pontes Helena Franco, reuniu-se com o presidente da ACIJ, Carlos Roberto Altimari e a secretária-executiva da entidade, Maria Perpétuo Osório, no dia 10 de abril (foto), na sede do FSSMJ.


    De acordo com Glauciane Franco, a decoração de natal é um evento muito significativo para a cidade e deve ser planejado com antecedência: "estamos empenhados em oferecer uma decoração bonita e de qualidade, buscando com poucos recursos, deixar a nossa cidade mais atrativa para o final do ano".

    Para isso, a presidente comenta que está buscando parcerias e o apoio de toda a população: "procuramos a ACIJ, tendo em vista o trabalho que a associação realiza pela decoração natalina e também a importância dessa entidade para Jales e nossa intenção é envolver mais setores da sociedade, para, com a união de forças, proporcionar uma decoração que a nossa cidade merece".

    Segundo o presidente da ACIJ, Carlinhos, a entidade está à disposição para ajudar, pois se trata de um momento muito importante para todo o comércio e a ACIJ sempre se empenha ao máximo: "foi muito bom essa reunião agora, porque já podemos encaminhar nossos esforços, com definição de datas, para que com planejamento, possamos fazer uma decoração diferenciada".

    Doação de projeto - A conceituada arquiteta Mary Malagó doou para a cidade o projeto arquitetônico da decoração de natal deste ano. Sensibilizada com a dificuldade de levantar recursos para viabilizar uma decoração de qualidade, a profissional se prontificou a ajudar e ofereceu seu trabalho gratuitamente.

    "Ficamos extremamente felizes e muito satisfeitos, já que agora contamos com uma profissional de extrema competência como a Mary Malagó. É uma conquista para a cidade toda", disse Glauciane Franco.

    Editais de Proclamas

    Carolina de Alvarenga Peixoto da Motta, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

    LEANDRO APARECIDO FERRARI e MARCIA LIDINEI SABUGARI. ELE, natural de Santana da Ponte Pensa, deste Estado, nascido aos 27 de abril de 1.983, químico, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Jamil Ferrari e de Irani Caldeira Ferrari. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 14 de maio de 1.982, assistente social, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Egidio Francisco Sabugari e de Maria Vieira Sabugari.

    WASHINGTON FAVARO OTALORA e THAYS DAMASCENO DE CARVALHO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 21 de novembro de 1.984, técnico em refrigeração, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Dorival Martins Garcia Otalora e de Eliana Maria Favaro Otalora. ELA, natural de Palmeira D´Oeste, deste Estado, nascida aos 30 de novembro de 1.991, contadora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Devanir de Carvalho e de Maria Lucia Damasceno.

    LEANDRO DE LIMA REIS e JANEMARA DA SILVA SANTOS. ELE, natural de Santos, deste Estado, nascido aos 23 de outubro de 1.985, biólogo, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de André Botelho dos Reis e de Elizabeth de Lima Reis. ELA, natural de Barra do Piraí, Estado do Rio de Janeiro, nascida aos 14 de junho de 1.987, vendedora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Amarildo Augusto dos Santos e de Jane Ferreira da Silva Santos.

    EDILSON MACIEL BATISTA e CAROLINI RODRIGUES CARDOSO FRANCISCO. ELE, natural de Diadema, deste Estado, nascido aos 09 de março de 1.992, solteiro, vigilante noturno, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Edmilson Batista e de Maria de Fátima Maciel da Silva. ELA, natural de Mesquita, Estado de Rio de Janeiro, nascida ao 1º de abril de 1.987, vendedora, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Abner Pereira Cardoso e de Libia Girão Rodrigues Cardoso.

    JHONE PENACHIONI DE SOUZA e FABÍOLA RODRIGUES LEANDRO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 06 de dezembro de 1.991, autônomo, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Reinaldo Marcolino de Souza e de Aparecida Penachioni de Souza. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 17 de janeiro de 1.987, policial militar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Antonio de Souza Leandro e de Antonia Rodrigues Leandro.

    THIAGO DOS REIS PEREIRA e ÉRIKA VITAL DE SOUZA. ELE, natural de Duque de Caxias, Estado do Rio de Janeiro, nascido aos 03 de junho de 1.987, embalador, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Ademar Pereira da Silva e de Lindaura dos Reis Pereira. ELA, natural de Campo Grande, Estado do Mato Grosso do Sul, nascida aos 07 de outubro de 1.987, funcionária pública municipal, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Elio Alves de Souza e de Norma Vital da Silva.

    RENAN RAFAEL e AMANDA THAÍS DA SILVA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 27 de outubro de 1.989, motorista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Adão Socorro Rafael e de Luzia Aparecida Zangari Rafael. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 31 de março de 1.994, tosadora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Márcia Regina da Silva.

    SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA - O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

    Carolina de Alvarenga Peixoto da Motta – Oficial

    Unijales - Trote Solidário arrecada alimentos para AACAJ



     
    por Daniel Zilio

    Cidadania sim, violência não. Em diversas universidades do país, os calouros são convidados a participar dos trotes solidários, que incluem arrecadação de alimentos, doação de sangue e outras atividades, bem diferente do tradicional, quando os alunos passam por situações vexatórias.
     
     
    Na Unijales, o início do ano letivo também foi diferente e solidário.
    Alunos ingressantes e veteranos, professores, coordenadores e funcionários doaram, durante o mês de março, pacotes de pó de café, pacotes de arroz, feijão, açúcar e litros de óleo. O intuito é substituir o trote violento pela conscientização, a ajuda e a solidariedade.
     
    Na última quarta-feira, dia 12 de abril, os mantenedores da Unijales, Oswaldo Soler Junior e Maria Christina Fuster Soler Bernardo, a diretora de graduação Rosangela Bigulin e o vice-reitor administrativo Alcebíades Bernardo Neto, receberam o presidente da AACAJ (Associação de Apoio à Criança e Adolescente de Jales), Rivail Rodrigues Junior, o coordenador Gustavo Petinari e fizeram a entrega dos donativos arrecadados.
    Um ato de amor para quem realmente precisa.
     

    FOLHAGERAL

    da redação

    Na sessão


     

    ordinária da última segunda-feira (dia 10), do Poder Legislativo de Jales, o vereador Tiago Abra (PP) - foto ao lado- solicitou do prefeito Flá Prandi informações sobre a distribuição de cestas básicas destinadas às famílias pobres cadastradas junto aos órgãos assistenciais do município.

    O vereador
    pepista salientou que, por não terem sido entregues no prazo devido pela Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social, em dezenas de cestas básicas os produtos se deterioram e se tornaram impróprios para o consumo. Ele disse que algumas cestas básicas foram entregues às famílias, mas – diante de reclamações – foram recolhidas.

    Tiago Abra
    ainda quer saber quando as cestas básicas foram adquiridas e quais providências serão tomadas pela Prefeitura em relação aos alimentos que foram descartados. Não resta a menor dúvida de que o fato ocorreu. Então deve haver uma cuidadosa apuração para se chegar aos responsáveis. Uma falha dessa natureza não pode passar em branco, para não se repetir.

    Dia destes,

    um leitor nos fez uma indagação procedente. "Porque esta Folha faz maior divulgação de matérias relacionadas à UniJales, à Santa Casa de Jales e ao Hospital de Câncer em Jales?" De fato, isto acontece. E, de início, dizemos que muito nos honra manter a população bem informada sobre as atividades dessas três instituições de grande relevância regional.

    O fato se dá

    em virtude das excelentes assessorias de imprensa mantidas pelas três instituições. Essas assessorias elaboram ótimos "press releases" com extraordinária competência. Explicamos que os "press releases" são o principal modo, utilizado pelas assessorias de imprensa, para divulgação externa das notícias das instituições. Eles são preparados e enviados diretamente aos órgãos de imprensa, via computador, com a autorização para divulgação ao público.

    É muito bom
     
    esclarecer a curiosidade do nosso leitor, que evidentemente é leitor dos demais jornais da cidade. Os "press releases" não dispensam a busca de notícias pelos órgãos de imprensa, mas o leitor pode observar que, também, a qualidade das informações dessas instituições é bem melhor nos jornais e outros órgãos de comunicação.

    Por oportuno,
    registramos que – com freqüência – chegam à nossa redação "press releases" de outras fontes que nos ajudam a compor edições com qualidade e segurança: Polícia Federal, Ministério Público Federal, Polícia Militar do Estado de São Paulo, Justiça Federal, Câmara Municipal de Jales, Prefeituras de Jales e Urânia, Associação Comercial e Industrial de Jales (ACIJ), Anglo de Jales, órgãos dos governos (federal e estadual), deputados.

    Instituições
    supridas por boas assessorias de imprensa economizam gastos com eventos e campanhas de publicidade. Essas assessorias são canais de comunicação sempre abertos para prestar informações e esclarecer dúvidas junto ao público. Além disso, evitam que as instituições permaneçam fechadas, escondidas, fora da mente da população, expostas a boatos e meias-verdade disseminadas por irresponsáveis.

    Será bom
    que mais instituições – públicas, privada e sociais – da nossa cidade e região sigam estes exemplos de contar com boas assessorias de imprensa (próprias ou contratadas). Isso nem é novidade, mas uma prática comum no país. As instituições que buscam qualidade e atualidade em suas atividades precisam cientificar o público.

    Nem toda
     
    notícia é verdade. Em 2002, a respeitada instituição filantrópica Banco de Olhos de Sorocaba, pioneira no uso de cirurgias a laser na América do Sul, sofreu grave mal entendido. Ela não utilizava córneas defeituosas em transplantes. Alguém soube, mas entendeu mal a informação. Causou o seguinte boato: "O Banco de Olhos de Sorocaba, por falta de pacientes necessitados, está jogando córneas no lixo." O resultado foi terrível. Assim é fácil entender porque a gigante Google luta para exterminar notícias falsas na internet.

    Começou a
    funcionar na última segunda-feira (dia 10), no Centro Gente de Paz, na Via San Gallicano, número 25, em Roma, a Lavanderia do Papa Francisco destinada a lavagem de roupas de pessoas de baixa renda e moradores de rua. Está equipada com seis máquinas de lavar roupa, seis secadoras de roupa e ferros de passar. A idéia – brilhante – partiu do Papa.

    Na China,
     
    o engraxate Laoma Yen, de 86 anos, tem que percorrer diariamente uma longa distância entre a pequena casa onde mora e a rua onde ganha a vida engraxando os sapatos dos pedestres. Ocorre que Laoma sofreu um acidente de trânsito que o deixou paralisado da cintura para baixo. As idas e vindas são possíveis graças ao seu cão, tirado das ruas há dois anos, que empurra sua cadeira de rodas nos trajetos.

    Muitas pessoas
     
    estão acostumadas a pensar que ser gentil, ter boas idéias e ajudar os outros – no mundo de hoje – não é importante, não é viável, não é o que se deve fazer. Nada mais falso que pensar assim. O Papa pode e faz. Um cão pode e faz. O mundo não é formado só por seres egoístas. Nos três reinos da natureza, há muita gentileza.

    Palavras de Allan Kardec




    Allan Kardec - Qual é , para o Espírito, a utilidade de passar pela infância?
    Os Espíritos - Encarnando-se com o fim de se aperfeiçoar, o Espírito é mais acessível, durante esse tempo, às impressões que recebe e que podem ajudar o seu adiantamento, para o qual devem contribuir os que estão encarregados da sua educação.
    Allan Kardec - Com a morte da criança o Espírito retoma imediatamente o seu vigor primitivo?
    Os Espíritos - Assim deve ser, pois que está desembaraçado do seu envoltório carnal; entretanto. ele não retoma a sua lucidez primitiva enquanto a separação não estiver completa, ou seja, enquanto não desaparecer toda a ligação entre o Espírito e o corpo.
     
    Livro dos Espíritos – perguntas n° 381 e 383


    Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
    "Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.
     
     
     

    Por enquanto

    Reginaldo Villazón

    Na última terça-feira (11), o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STE (Supremo Tribunal Federal), autorizou a Procuradoria Geral da República (PGR) a investigar 8 ministros, 3 governadores, 24 senadores, 39 deputados e outros suspeitos, citados nas delações de ex-executivos da empresa Odebrecht. Os valores das negociatas foram noticiados em milhões de Reais. Apesar de a corrupção ser evidente, ninguém assume culpa antes de decidir optar pela delação premiada.

    Os escândalos da Operação Lava Jato são bem vindos, não devem ser lamentados. Eles expõem muita sujeita que precisa ser lavada; assim, contribuem para o país se preparar melhor, se fortalecer e voltar a prosperar. Objetivamente, nós brasileiros temos que excluir a nossa fé e retirar o nosso apoio em relação aos atuais detentores do poder político no país. Isso não é uma insensatez, mas uma forma segura de evitar a continuação da falsidade no país e favorecer a adoção de novas condutas políticas.

    Vamos analisar um pouco a Previdência Social para avaliarmos como os políticos atuais estão conduzindo sua reforma. A Previdência Social é um sistema de amparo aos trabalhadores em casos de doença, acidente, invalidez, velhice e outros. Os benefícios mais comentados são as aposentadorias. Os políticos argumentam que é preciso fazer a reforma da Previdência Social para evitar que os déficits crescentes inviabilizem mais adiante o pagamento das aposentadorias. Logo, dizem, é preciso retardar as aposentadorias.

    As contribuições previdenciárias (pagas por empregadores e trabalhadores) costumam sustentar as despesas da Previdência Social com os trabalhadores urbanos. A situação tem se deteriorado nestes tempos de crise: atividades econômicas reduzidas e muitos trabalhadores desempregados. A participação dos trabalhadores rurais na Previdência complica muito porque a categoria é deficitária. E o fato de a Previdência Social ter gestão orçamentária ligada à Saúde e Assistência Social complica ainda mais.

    Para a Previdência Social se estender a todos os trabalhadores, tem que contar também com contribuições do governo (recursos de impostos) e isto não é cobrir déficit. Além disso, os superávits dos anos de vacas gordas não podem ser capturados para aplicações fora da Previdência, como se faz. Muitos recursos previdenciários foram usados, sem retornarem, para construir grandes obras, como a Hidrelétrica de Itaipu, a duas Usinas Nucleares de Angra dos Reis, a Ponte Rio Niterói e a capital Brasília.

    O ponto alto da proposta política de reforma da Previdência Social é estabelecer a idade mínima de 65 anos para aposentadoria de homens e mulheres. Pelas estimativas atuais do IBGE, os trabalhadores em Santa Catarina vão desfrutar as aposentadorias dos 65 aos 82 anos (por 17 anos). No Maranhão, dos 65 aos 70 anos (por 5 anos). Fica muito claro que hoje a classe política brasileira não tem idoneidade nem capacidade para conduzir o país. Por enquanto, vamos só ver que sejam bem investigados.

    São Paulo na frente

    José Renato Nalini
    secretário estadual de Educação

     
    Um dos objetivos da Base Nacional Comum Curricular entregue pelo MEC para o Conselho Nacional de Educação é alfabetizar a criança até os 7 anos. Antes disso, admitia-se a alfabetização até os 8 anos, o correspondente à segunda série do Ensino Fundamental I.

    Assim como São Paulo se antecipou à adoção de um currículo, também neste ponto a Rede Pública Estadual está à frente do comando normativo. As Escolas Estaduais Paulistas já cumprem essa meta e têm condições de otimizá-la ainda mais. Há iniciativas pioneiras desenvolvidas por professoras que conseguem alfabetizar seus alunos aos 6 anos. Isso é o que ocorre em outros Países, convictos de que habilitar a criança, o quão mais cedo se puder, a desvendar o mundo encantado da escrita é propiciar a ela um futuro mais digno e mais feliz.

    Por óbvio, o ensino atende às especificidades de cada criança. Cada qual tem seu tempo, não se pretende homogeneizar uma coletividade heterogênea. A homogeneidade é própria aos formigueiros, às colmeias e a outros coletivos não racionais. A humanidade é plural, diversa. Essa é a sua maior riqueza e sua instigante beleza.

    Para satisfação de todos os paulistas, em nosso Estado 98,7% dos alunos do 2º ano do Ensino Fundamental já sabem ler e escrever. Dominam os textos escritos, conseguem vislumbrar o fantástico universo das letras, podem dominar o conhecimento e obter todas as informações disponíveis.

    Adotou-se tal estratégia em 2013, a partir de favoráveis resultados obtidos na aferição do Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar. As provas aplicadas anualmente identificaram habilidades satisfatórias em leitura e escrita em crianças de 7 anos.

    As equipes gestora e docente da Secretaria mantêm ações exitosas em cada unidade escolar. Uma delas é o programa Ler e Escrever, que inclui material didático em Língua Portuguesa e Matemática e formação continuada dos professores.

    A novidade em 2017 foi a adoção de aulas de reforço em fevereiro, logo no início do ano letivo. A partir de abril, unidades dos Anos Iniciais também implementarão um novo programa de recuperação de conteúdo com aulas no contraturno e jornada expandida para melhor aproveitamento do conteúdo curricular.

    A Rede Estadual da Educação está comprometida com o permanente aprimoramento da qualidade de ensino público oferecida aos quase quatro milhões de estudantes, a certeza de um porvir mais promissor para o nosso Estado e para o Brasil.

     



    Cancha de bocha de Urânia ganha reforma epassa a atender normas da Federação Paulista

     A cancha de bocha do município passou por readequações em suas instalações e, agora, está atendendo às normas da Federação Paulista de Bocha. Ou seja, está apta para sediar os torneios da federação. Uma ação do Departamento Municipal de Esportes de Urânia que beneficiará diretamente todos os esportistas adeptos da modalidade.

    De acordo com o Diretor Municipal de Esportes, Alzemiro de Jesus Augusto, o Toti, a nova cancha ganhou piso sintético emborrachado e possui 24,5 metros de comprimento por 3,95 metros de largura, o que atende aos padrões oficiais. "O local que já era bastante utilizado pelos frequentadores, agora ficou ainda melhor e, está pronto para receber novos apreciadores. Podemos dizer que ganhamos uma nova área de lazer", completou.

    Conforme explicou Toti, o esporte é fácil de ser praticado e favorece a socialização dos praticantes. Além de trabalhar o físico do atleta, estimula a estratégia, a lógica e o espírito de equipe.

    A cancha de bocha está localizada no Centro de Lazer do Trabalhador "José Regatieri Botura", no bairro Nossa Senhora de Fátima.

    Em Jales, OAB e Polícia Civil se unem contra fraudes e captação ilegal de clientes na advocacia

    A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Jales, por seus diretores, no dia 10 de março, esteve em reunião com Charles Wiston Oliveira, Delegado Seccional de Polícia de Jales, e formalizou uma parceria com o escopo da Polícia Civil proceder investigações para apurar golpes praticados por falsários que encaminham correspondência à população utilizando de sinais de órgãos da administração pública, escritórios de advocacia e associações, cuja comunicação se refere a créditos judiciários que estão prontos para o levantamento.

    Ainda, firmaram parceria para combater a captação ilegal de clientes por meio de intermediários conhecidos como "paqueiros", onde pessoas que não são advogados, mas assim se apresentam, contratam prestação de serviços advocatícios e depois direcionam os interessados a escritórios de advocacia para a tramitação, cuja atividade poderá ser caracterizada como crime de falsidade ideológica ou a contravenção penal de exercício ilegal de profissão ou atividade.

    Tal medida se faz necessária tendo em vista o grande número de reclamações apresentadas por advogados e cidadãos pertencentes a esta Subseção, bem como ao grande número de pessoas lesadas, sendo que nesta parceria firmada entre a OAB/Jales e a Autoridade Policial em que trabalharão em conjunto, colocarão à disposição as dependências de ambas as instituições e até mesmo, se necessário, um serviço de disque-denúncia para esclarecimentos à população no intuito de se conseguir coibir a ação de tais falsários.

    A Subseção da OAB de Jales está preparada para receber denúncias de tais casos durante todo o seu período de atendimento, nos dias úteis, e a Ordem do Advogados do Brasil e a Polícia Civil contam com a participação efetiva de toda a coletividade, assim como de todos os advogados inscritos, para que possam inibir a prática dessa ocorrência criminosa e da conduta totalmente contrária à ética profissional.

    Por fim, na reunião ficou convencionado que, no caso dos "paqueiros", as denúncias deverão ser formalizadas junto à Comissão de Ética da OAB/Jales, bem como, se for do entendimento do representante, este poderá proceder também com o pedido de lavratura de um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia.

    Os representantes da OAB e da Polícia Civil orientam ainda toda a população que, ao receber alguma correspondência com o timbre ou sinal de órgãos públicos, associações e de escritórios de advocacia a respeito de créditos ou valores que tenha a receber, primeiramente se certifique se houve demanda judicial sobre o assunto e se é parte interessada. Na dúvida, comparecer ao Fórum da Comarca de Jales ou pesquisar no site dos Tribunais de Justiça, procurar um profissional (Advogado) de sua confiança ou até mesmo se dirigir até a OAB local para confirmar a existência do processo, ou diretamente nas Delegacias de Polícia, no caso de outros municípios localizados na área da Comarca.

    A Moral e a Ética dependem da participação de todos para a valorização da nossa profissão, pois sem Advogados, não se faz Justiça!!!

    Elvis Carlos, de Pontalinda pede apoio ao deputado Carlão para reivindicar recursos

    Deputado Carlão e o prefeito de Pontalinda Elvis Carlos

     
    O prefeito de Pontalinda, Elvis Carlos de Sousa, nesta quarta-feira, 12 de abril, esteve na Assembleia Legislativa em audiência com o deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB), oportunidade em que solicitou seu apoio para reivindicar recursos financeiros do Governo do Estado, para a realização de obras em sua cidade.

    De acordo com Elvis, a administração municipal necessita, com urgência, neste momento, da liberação de R$ 400 mil para obras de infraestrutura. O prefeito explicou que o excesso de chuvas dos últimos meses provocou muitos danos na cidade e são necessários reparos urgentes, principalmente para o recapeamento de algumas ruas, que ficaram muito danificadas.

    Carlão disse ao prefeito que tem o município de Pontalinda como um grande parceiro e tem trabalhado, na medida do possível, para conquistar benefícios para a população.

    "Vamos encaminhar a reivindicação do prefeito Elvis ao governador Geraldo Alckmin para que possa ser incluído no próximo pacote de convênios entre o Governo do Estado e Municípios", disse o deputado Carlão Pignatari.

    Páscoa Ecológica

    Dom Reginaldo Andrietta, Bispo Diocesano de Jales

     
    A cultura mercantil da modernidade perverte até mesmo símbolos densamente religiosos, entre os quais a Páscoa. Para muitos, ela se reduz ao conto do coelhinho e aos ovos de chocolate, largamente comercializados, que cultivam fantasias vazias de sentido, sobretudo nas crianças. No entanto, muitas delas, educadas por adultos conscienciosos, não se deixam manipular. Gugu Gaiteiro e Carol, duas crianças brasileiras, em um belo vídeo que pode ser acessado na internet, são belos exemplos.

    Assim cantam eles: "Não foi o coelhinho que morreu na cruz. Quem foi crucificado foi o meu Jesus. Na sexta ele morreu, mas morto não ficou; domingo de manhã ele ressuscitou. Na Páscoa comemoram a ressurreição, mas muita gente não se lembra disso, não. Existe muita gente que não dá valor ao grande sacrifício do meu Salvador".

    A atitude responsável dos educadores dessas crianças, desafia-me a partilhar uma reflexão que visa ser também educativa, associando à Páscoa uma temática ecológica, proposta, novamente este ano, pela Campanha da Fraternidade da Igreja Católica. Esta reflexão é, em síntese, minha mensagem de Páscoa dirigida a todas as pessoas de boa vontade, dedicadas à construção de uma sociedade justa, fraterna e saudável, que as próprias crianças, em primeiro lugar, têm direito.

    Ao celebrarmos a Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo, reafirmamos que ele é vencedor do pecado e da morte, e assumimos com ele a condição de ressuscitados (cf. Cl 3,1). Nele nos tornamos novas criaturas, comprometidas em preservar a vida de toda a criação, na qual estamos inseridos e com a qual interagimos. Dependemos da vida de nossos ecossistemas. No entanto, muitos, em lugar de preservarem a natureza, exploram-na abusivamente, com intuito sobretudo mercantil.

    Esse alerta feito pela Campanha da Fraternidade, denunciando a degradação de nossos Biomas, expressa nossa indignação diante de gestões públicas e particulares inadequadas, de nossos recursos naturais. Além de pouco ou nenhum investimento em educação ambiental, permite-se a ampla e acelerada devastação de florestas, e a intensa contaminação do solo, da água e do ar, por meio de dejetos não tratados, e agrotóxicos e poluentes químicos e gasosos extremamente nocivos.

    Essa Campanha da Fraternidade, com o lema "Cultivar e guardar a criação" (Gn 2,15), sugere-nos uma profunda mudança de princípios e atitudes, bem como iniciativas corajosas que deem provas de conversão, propósito este da quaresma. Nossa Páscoa será autêntica se mudarmos nosso estilo de vida pessoal e social, libertando-nos dos mecanismos que degradam a vida humana e o planeta no seu todo. Pequenas mudanças são possíveis em função de grandes mudanças necessárias.

    Valorizemos, divulguemos e apoiemos as muitas iniciativas de educação ambiental que estão sendo realizadas em diversas áreas da sociedade, sobretudo com as novas gerações. Crianças, adolescentes e jovens têm demonstrado um especial interesse e motivação por projetos e ações ecológicas. São louváveis as iniciativas de muitos trabalhadores e trabalhadoras do campo, especialmente jovens, de produzirem, organicamente, alimentos de qualidade e os comercializarem de modo cooperativo.

    Transformemos, pois, nosso suposto desenvolvimento econômico destruidor do meio ambiente, concentrador de recursos, socialmente excludente e conflituoso, em desenvolvimento econômico ecologicamente sustentável, cooperativo, socialmente includente e harmonizador de relações. Nossa sociedade necessita fazer a passagem daquele a este sistema de vida. É para essa Páscoa que lutamos. É essa Páscoa que já festejamos, pois Cristo está vivo entre nós, garantindo-nos a vitória.


    Vereadores vão à capital paulista reivindicar mais policiais civis

    Pintinho, Macetão, Turra Sobrane, Deley, Bismark e Chico Cartorário



    Nesta quinta-feirra, 12 de abril, pela manhã, os vereadores, Vagner Selis (PRB), Luiz Henrique Viotto (PP), Vanderley Vieira dos Santos (PPS), Bismark Jun Iti Kuwakino (PSDB) e Adalberto Francisco de Oliveira Filho (PMDB) estiveram na Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP) quando foram recebidos pelo secretário adjunto Sérgio Turra Sobrane.

    Os vereadores protocolaram junto a SSP, o ofício nº 94/2017 encaminhando a Moção de Apoio nº 06/2017, que manifesta o apoio da Casa e reivindica o aumento do efetivo da polícia civil lotado na Delegacia Seccional de Polícia de Jales. Nos últimos cinco anos, o número de funcionários da Polícia Civil sofreu uma redução de 25% e, em 2017, outros agentes se aposentarão, agravando ainda mais o quadro. Com a defasagem de policiais, houve aumento da violência na região, o que preocupa a população.

    Ainda no gabinete, eles entregaram o ofício nº 96/2017 solicitando a nomeação de um médico legista e um auxiliar de necropsia para exercerem atividade no município. Há alguns anos, Jales não conta com esses profissionais. Sempre que necessário, é preciso recorrer a um profissional em São José do Rio Preto, a 150 quilômetros de distância, situação que causa transtornos e atrasos.

    Durante a tarde, os vereadores estiveram na Casa Civil e foram recebidos pelo subsecretário de relacionamento Lucas Chioda. Na oportunidade, eles reiteraram o pedido de aumento do número de agentes policiais para atuar em Jales e região, assim como a nomeação do médico legista e de um auxiliar de necropsia.