Páginas

sábado, 25 de março de 2017

INTERESSE BEM-VINDO

Luiz Gonzaga Bertelli é presidente do Conselho de Administração do CIEE
 
No meio da intensa cobertura da mídia à crise da carne, duas notícias sobre um mesmo tema passaram quase despercebidas, mas que, pela tendência positiva que sinalizam, merecem ser ressaltadas. Num cenário marcado por turbulências políticas, economia em início de recuperação e sem oferta dos tradicionais financiamentos subsidiados pelos cofres públicos, vale comemorar o interesse que o leilão de quatro aeroportos – Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre e Salvador – despertou entre investidores internacionais de boa imagem no mercado: com ágio, a contribuição fixa inicial rendeu R$ 1,4 bilhão aos cofres federais e, ao longo do contrato, serão carreados mais R$ 3,4 bilhões.
Outro sinal animador: o leilão das concessões dos 570 km da Rodovia do Centro-Oeste, que corta o Estado de São Paulo ligando as divisas de Minas Gerais e do Paraná, foi vencido com a oferta de R$ 917,2 milhões, um valor 30% acima do mínimo estabelecido no edital. Tudo somado, analistas consideram que foram testes bem sucedidos para dar velocidade aos Programas de Parcerias de Investimentos (PPI), que prevê colocar em oferta outros empreendimentos nas áreas de saneamento, energia e transportes.
Além do dinheiro novo que injeta nas contas públicas, o interesse nas privatizações e concessões dá esperança aos setores que há muito esperam investimentos em infraestrutura para assegurar a sustentabilidade do desenvolvimento. Além do que, os grupos vencedores deverão investir mais recursos na modernização dos empreendimentos que arremataram. Com isso, serão gerados empregos, aumentará a arrecadação de impostos, ocorrerá a revitalização de economias regionais combalidas. Melhor de tudo: o cidadão será mais bem servido por serviços públicos que não precisam, inevitavelmente, pertencer aos governos. Estes, claro, não estarão ausentes dos empreendimentos, pois farão bem sua parte ao fiscalizar com rigor o cumprimento das cláusulas dos contratos de privatização e de concessões. 

Judô de RP é Campeão Paulista da Fase Regional

Equipe conquistou 87 pontos, 37 a mais que a segunda colocada
A Equipe de Judô de Ribeirão Preto (Associação Corpore Sano/SME) conquistou o título geral na Fase Regional do Campeonato Paulista, disputada neste sábado, em Batatais. Ribeirão conquistou um total de 11 ouros, 10 pratas e 2 bronzes, resultando em 87 pontos.
A competição reuniu as principais equipes do interior do estado de São Paulo nas categorias sub-18, sub-21 e sênior. Para o treinador Cleber do Carmo, os atletas estão em um nível muito alto. “Vimos o resultado dos treinos e da dedicação de nossos judocas, estou orgulhoso”.

Os destaques da equipe na competição foram Maria Victoria, Lucas Barbosa e Derik Faccholli, que conquistaram, cada um, dois ouros. Cleber do Carmo enfatiza que todos os atletas que participaram da competição foram “criados” em Ribeirão Preto, todos oriundos do projeto “Rumo ao Pódio”, da Associação Corpore Sano/SME. “Todos os nossos atletas lutam com a a mentalidade de que estão representando a cidade deles, onde eles nasceram e se desenvolveram. Isso dá mais força na hora do combate”.
O projeto “Rumo ao Pódio” conta com patrocínio de Suporte Rei e copatrocínio da Dia-Frag, Ourofino e Usina Uberaba. Apoio Rei Auto Parts, Gold Meat, John Deere, TGM, Nutrigesso, Grupo Moreno, Menil Auto Peças, Balões Pic Pic, Itaobi Transportes, Herts NTC e CRV Lagoa.

Medalhas:
Maria Victoria (2 ouros: Ligeiro Sub-21 e Sênior);
Lucas Barbosa (2 ouros: Ligeiro Sub-21 e Sênior);
Derik Faccholli (2 ouros: Médio Sub-21 e Meio Pesado Sub-18)
Thaise Silva (1 ouro: Meio Leve Sênior)
Victor Rocha (1 ouro: Ligeiro Sub-18)
Carlos Eduardo Evangelista (1 ouro: Pesado Sênior)
Bruna Galloro (1 ouro: Meio Pesado Sub-18 e 1 prata: Médio Sub-21)
Lucas do Carmo (1 ouro: Meio Leve Sub-21 e 1 prata: Meio Leve Sênior)
Yago Palaveri (2 pratas: Leve Sub-18 e Sênior)
Gabriel Barbosa (1 prata: Super Ligeiro Sub-21)
Nicolas Cuaglio (1 prata: Ligeiro Sub-18)
Otávio Silva (1 prata: Meio Leve Sub-18)
Gilson Costa (1 prata: Leve Sub-21)
Caique Gomes (1 prata: Leve Sênior)
Maria Luiza Barbosa (1 prata: Leve Sub-18 e 1 bronze: Meio Leve Sênior)
Alexander dos Reis (1 bronze: Meio Médio Sub-18)

Formatura de Rafael Kitayama

Filho dos médicos jalesenses Alexis Shigueru Kitayama e Alva Coeli Machado dos Reis Kitayama, na quinta-feira, dia 16 de março, o jovem Rafael Machado Kitayama colou grau em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU-SP. O evento aconteceu no Palácio de Convenções do Anhembi. O Baile de Formatura da XVI Turma foi no dia 3 de março, no Expo Center na Barra Funda.





 

Grazi Massafera é a estela do Outono Inverno da Azaleia

 
Em clima lúdico, Grazi Massafera protagoniza a nova campanha da Azaleia. Parceira da marca há mais de dez anos, a atriz posou para as lentes do badalado fotógrafo Fabio Bartelt. "A Azaleia foi a primeira marca a acreditar em mim", afirma Grazi.

Em meio a uma agenda sempre cheia, Grazi se diz fã de sapatilhas e sapatos confortáveis, definindo seu estilo como básico. "Não sou consumista. Na hora de comprar sempre opto por modelos e cores que são mais fáceis de combinar com as peças que já tenho em casa", revela.

A campanha segue o conceito de leveza, característica presente em todos os produtos da marca. As imagens trazem Grazi flutuando em um céu rosado com nuvens, fazendo alusão também às possibilidades de se levar a vida de forma mais leve.

Para a estação, a Azaleia trouxe as principais tendências de moda, com destaque para as flatforms - sucesso absoluto - que voltam em forma de botas, sneakers e slips com biqueira de metal. Entre as apostas, a nova coleção traz também o estilo esportivo sofisticado, com sneakers de veludo, bordados e com aplicação de pérolas, passeando perfeitamente entre os looks formais e glam.

Lançamento do livro de Dom Demétrio em Jales

Acaba de chegar mais um livro de autoria de Dom Demétrio Valentini, bispo emérito de Jales.

 
Traz o título de "Palavras que permanecem".

O livro traz uma bonita seleção de 120 textos, escolhidos entre os mais de mil e quinhentos artigos escritos semanalmente, ao longo dos seus 33 anos de bispo diocesano de Jales.

Aborda questões muito diversas, tanto da Igreja como da sociedade, que tiveram impacto nestes tempos de passagem de um milênio para outro, e que mereceram a atenção de Dom Demétrio.

Entre eles, assuntos que necessitam de critérios éticos para serem adequadamente abordados, como o desafio da clonagem humana, do tráfico de órgaõs, do código florestal, e muitos outros, com ponderações sobre o carnaval, a prostituição, e outros assuntos ligados à política e à religião.

Um livro que vale a pena ter presente, para ir selecionando os artigos que interessarem mais de perto a cada um.

Palavras que pernanecem, uma riqueza de reflexões que poderemos agora ir valorizando com calma.

O lançamento oficial do livro será feito no dia 27 deste mês de março, segunda-feira, às vinte horas na Biblioteca Municipal de Jales.

Mas o livro já pode ser encontrado nas Livrarias paroquiais.

Comissão do leilão se reúne para os últimos preparativos

O tradicional 9º Grande Leilão de Gado em prol da Santa Casa de Jales realizado no próximo domingo, nove de abril, a partir das 10h30 no Comboio de Jales está sendo organizado pelo setor de Captação de Recursos juntamente com uma equipe de voluntários da comissão do leilão.

A equipe dos organizadores reuniu-se na última quinta-feira, dia 23 de março, para definir os preparativos finais do evento. De acordo com o presidente da Comissão, Sergio Cavassani, ainda é possível realizar doações de cabeças de gado, dinheiro ou prenda.

"Estamos trabalhando para que o leilão seja mais um sucesso, porém precisamos da presença dos doadores, arrematadores e toda população para brindar esse momento de solidariedade", destacou Sergio.

Segundo o provedor, Junior Ferreira, esse é o primeiro evento do ano realizado pelo hospital, sendo considerado o que mais arrecada dinheiro. "A grandiosidade do evento é graças ao desempenho de uma equipe comprometida pela instituição. Queremos contar com a presença de toda a população dos 16 municípios referenciados ao hospital, bem como o corpo clínico, equipe de colaboradores, imprensa, deputados, todo unidos para honrarmos com o compromisso de cuidar da nossa Santa Casa", finalizou.

Para atrair as famílias serão servidas bebidas, espeto de carne e pão com carne moída, tudo com preço acessível. A novidade é que será leiloado a camiseta oficial do Palmeiras com a assinatura dos jogadores, ela foi doada no ano passado pelo diretor do clube que também foi candidato a deputado federal em 2014, Guilherme Ribeiro. Uma camiseta do Corinthians também com assinaturas de alguns jogadores.

Os contribuintes poderão rematar o gado com a proposta de pagamento a vista, cinco vezes no cartão ou até 100 dias no cheque. O leilão também contará com o apoio do trabalho voluntario de alguns clubes de serviços e funcionários da Santa Casa.

Os interessados em contribuir com doações deverão entrar em contato pelos telefones (17) 3622-5003 ou 99704-2727.

MEC reconhece o curso de Fisioterapia da Unijales

Daniel Zílio


O curso de Fisioterapia da Unijales, coordenado pelo professor Bruno Rubinho Toniolli, foi avaliado pela equipe do Ministério da Educação e Cultura (MEC) e foi reconhecido, com excelente conceito.


Nos dias 13 e 14 de março, a comissão avaliadora, constituída pelos professores Antônio Geraldo Cidrão de Carvalho e Maria das Graças Rodrigues de Araújo, analisaram a qualidade do ensino, envolvendo a Dimensão Pedagógica, Corpo Docente, com mestres e doutores e a Infraestrutura, como, Clínica Escola de Fisioterapia "Ivoni Soler" (foto) e os espaços e recursos adequados para as aulas práticas e teóricas.

Todos os requisitos, que envolveram as três dimensões avaliadas, colaboraram para o Reconhecimento do curso de Fisioterapia, além de classificá-lo como de boa qualidade, atendendo plenamente às exigências do MEC para o seu funcionamento.

O Reconhecimento é a condição necessária, juntamente com o registro, para a validade nacional dos respectivos diplomas.

O curso de Fisioterapia da Unijales tem como objetivo a formação de profissionais aptos a atuarem na educação para a saúde, de forma a promover, proteger e recuperar a saúde, integrando ações nos diferentes níveis de forma individual e coletiva, de maneira competente, humanista, ética e inovadora, de acordo com os conhecimentos básicos e habilidades necessárias ao exercício do profissional.

A Clínica Escola de Fisioterapia da Unijales desenvolve um trabalho muito eficiente junto à comunidade, com atendimentos Neurológicos, Ortopédicos, Traumatológicos e Reumatológicos, infantil e adulto, todos gratuitos. Os atendimentos são feitos pelos alunos do último ano do curso, supervisionados por professores e profissionais da área.

Hospital de Câncer de Jales realiza palestra para profissionais da rede pública de saúde


 
Na quarta-feira, 15 de março, o Hospital de Câncer de Barretos Unidade Jales juntamente com o CREMESP e a APM, por meio do setor de Educação Continuada e Qualidade promoveu uma palestra para profissionais da rede pública de saúde de Jales.

O evento aconteceu na Associação Paulista de Medicina (APM), o antigo clube dos médicos. O palestrante convidado foi o neurologista da Unicamp Luiz Antônio da Costa Sardinha que abordou tema "Comunicação de Más Notícias".

A palestra recebeu centenas de profissionais da saúde da cidade, bem como médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e ainda profissionais da equipe multidisciplinar, como psicólogos, fisioterapeutas e fonoaudiólogos. "O tema escolhido foi muito interessante, pois passamos por diversas situações em que temos que dar ao paciente uma notícia ruim, e nem todos estão preparados para isso. Achei muito bacana a iniciativa da instituição", contou a professora e enfermeira, Tatiane Bortolozo.

A enfermeira da Educação Continuada Priscila Miranda, ressaltou a importância do encontro no processo de constante atualização e aprendizagem dos profissionais.

"O objetivo da palestra foi difundir o conhecimento sobre os protocolos de comunicação de más notícias, a explanação do Dr Sardinha foi enriquecedora e contemplou todas as áreas de atuação da saúde, por isso o convite a todos os profissionais da nossa região. E isso só foi possível graças à parceria com Paulo Mariani do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP) e com Alice Mariani da Associação Paulista de Medicina (APM).", finalizou a enfermeira da educação continuada, Priscila Miranda.
 
 

Além de aberta a toda equipe da área de saúde, a palestra foi certificada ao que participaram. Ao final também foi promovido uma mesa redonda aberta a exposições de opiniões e discussões com a participação do Paulo Mariani, da enfermeira Regiane Sampaio da Organização de Procura de Órgãos (OPO) e do diretor clínico André Luiz Silveira, da Unidade do Hospital de Câncer de Jales.

Morrer

Flávio Rodrigo Masson Carvalho Professor do UNIBAVE – Orleans - SC
equilibriumtc@hotmail.com

 
Um dia, fiquei triste por estar só, senti na minha alma que havia algo mais. Algum outro sentimento passava desapercebido, algo indecifrável, um sentimento de não sei o que...
Algo sentido mais não traduzido. Um vazio preenchido por algo indescritível...talvez solidão? Não, sentia algo diferente.
Respirei profundamente, como se com este gesto poderia identificar tal sentimento.
Nada foi detectado!
Uma certa melancolia se aproximava do meu ser, como se fosse me tomar em definitivo...Gritei mentalmente! Senti certo alívio momentâneo. Mas percebi que algo, ou alguém me sorria, mas não era um sorriso bom, era algo sarcástico e de certa maneira triste.
Senti como se estivesse traindo a mim mesmo, não sei como e nem sei o porque.
Então de súbito uma brisa suave tocou minha face, me proporcionando uma paz inigualável, algo jamais sentido por mim antes.
Já não mais existia a solidão, a melancolia, ou qualquer outro sentimento de mal estar.
O meu ser fora preenchido por uma imensa calma e serenidade.
Uma luz inundou minha alma com tamanha intensidade que me cegou, mas foi uma cegueira elucidativa, visionaria, uma cegueira que me fez enxergar o mais profundo recanto de minhas existências. Todas numa única visão, todas as existências numa só, com tanta intensidade e tamanha essência que pude sentir meu ser levitar, se distanciando do plano terrestre.

Me senti liberto, feliz e completo.
Nada mais me perturbava, era pura luz, forte e brilhante. Me senti harmonizado com o universo.
Não mais existia as estrelas, éramos uma só constelação.
Neste instante, ao longe, ouvi uma melodia, que somente poderia ser ouvida pelos anjos, ou por aqueles que se encontram nesse estado de paz e harmonia que me encontro.
Foi neste instante que entendi meu estado, entendi tal sentimento.
Estava sem vida!
Toda aquela vida de sofrimento, de provas, de expiações, de erros, de sofrimentos, havia se findado.
Agora sou luz!
Tamanha paz e alegria agora se explicava. Estava liberto, não mais pertencia ao mundo dos homens.
Neste momento entendi que havia morrido, e que minha jornada rumo a eternidade estava apenas começando.
Morrer é o início da Vida!"
A morte é apenas uma parada a caminho da eternidade!"
 



Projeto regulamenta profissão de consultor de beleza e de moda

Proposta em tramitação na Câmara (PL 5521/16) regulamenta as profissões de gestores, consultores, agentes e promotores de serviços e comércio de artigos para moda, beleza e estética. Além disso, o projeto fixa a data de 9 de maio para a comemoração do dia desses profissionais.

Segundo o autor do projeto de lei, deputado Ricardo Izar (PP-SP), (foto) as práticas realizadas pelos profissionais desse setores demandam regulamentação para proteção do trabalhador, da atividade econômica em si e também dos consumidores.

Registro - O projeto exige, para o exercício das profissões, registro no sindicato da categoria específica, que também assistirá o profissional na formalização dos seus contratos de trabalho e expedirá carteira de habilitação profissional.

Em caso de trabalho autônomo ou de parceria, os contratantes deverão exigir do profissional, além do registro, a inscrição na Prefeitura Municipal, a inscrição na Previdência Social como agente ou trabalhador autônomo ou, subsidiariamente, o cadastro na Receita Federal do Brasil como microempreendedor ou empresário individual.

Além dessas exigências, nos contratos de representação, de distribuição e de micro franquias, ficará a cargo das empresas responsáveis pelo fornecimento dos serviços e/ou produtos a retenção dos impostos municipais, estaduais ou federais incidentes na realização das atividades.

Tramitação - A proposta será analisada, em caráter conclusivo, pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Nando Reis estreia edição especial do Metrópolis aos domingos

Além do cantor, programa traz matérias sobre o novo Museu de Fotografia de Fortaleza e lugares inusitados em São Paulo, além de entrevista com atriz da série The AO

O Metrópolis, da TV Cultura, que acaba de estrear uma nova fase, apresenta neste domingo (26/3) sua primeira edição especial no final de semana. A estreia conta com a participação do cantor Nando Reis (foto)  e a exibição de matérias sobre séries, lugares inusitados na capital paulista e o novo Museu da Fotografia. Vai ao ar a partir das 19h, com apresentação de Adriana Couto e Cunha Jr..

Direto de Fortaleza, no Ceará, o Metrópolis visita o novo Museu da Fotografia, que reúne cerca de 2000 imagens, entre elas a famosa foto "Menina Afegã", de Steve McCurry. O programa também conhece os bastidores de séries de TV e, neste domingo, conversa com Paz Vega, atriz que vive a personagem Renata em The AO, exibida pela Netflix.

Em outra matéria, o Metrópolis percorre lugares inusitados em São Paulo, onde o publico jovem assiste jazz como, por exemplo, um hostel ou mansões abandonadas ou reformadas.

 
Já a apresentação musical (foto) fica por conta do cantor Nando Reis, que lança no programa seu novo cd, Jardim-Pomar. No repertório, músicas como Inimitável e Só posso dizer.

O Metrópolis é exibido de terça a sexta-feira, às 22h15. Aos domingos, a atração ganha uma edição especial com uma hora de duração, a partir das 19h, com matérias sobre artes visuais, teatro, cinema, shows, bandas tendências, gastronomia, arquitetura e dicas de especialistas. Há ainda entrevistas exclusivas e making of de séries de TV. Esses e muitos outros assuntos estão em pauta no novo Metrópolis, que traz o sotaque de cada região.do Brasil e pautas internacionais.

Hospital de Câncer de Barretos inaugura Centro de Pesquisa Molecular em Prevenção de Câncer

foto - Hospital de Câncer de Barretos - Unidade de Jales



Referência no tratamento de oncologia, o Hospital do Câncer de Barretos comemora 55 anos de história em 2017 com o lançamento de grandes projetos. Ainda neste primeiro semestre, a instituição vai inaugurar o novo Centro de Pesquisa Molecular em Prevenção de Câncer. O prédio, localizado na cidade de Barretos, hospedará o primeiro biotério da entidade, uma área que permitirá testar a ação tumorigênica da exposição a fatores ambientais e ocupacionais. O Biotério permitirá também a realização de testes de novos medicamentos em camundongos, antes do tratamento com pacientes. "Algumas medicações são eficazes em estudos pré-clínicos, com células tumorais, mas para confirmar a sua segurança e ação, precisamos primeiro de testar em animais", afirma Rui Manuel Reis, diretor científico do Instituto de Ensino e Pesquisa do HCB.


O Centro de Pesquisa possuirá três andares, preparados com equipamentos modernos e tecnologia avançada para realização de pesquisa nos mais diferentes campos da oncologia molecular, como genômica, por exemplo, que analisa o DNA do tumor do paciente e estudos de funcionamento anormal e agressivo das células tumorais. O prédio irá ainda disponibilizar uma extensão do banco de amostras biológicas (tumor, tecido normal e sangue) dos pacientes do Hospital de Câncer de Barretos, que reúne hoje mais de 170,000 amostras, sendo o maior da América Latina, e terá a sua capacidade duplicada neste novo Centro. Segundo o diretor científico do Instituto, "essa estrutura vai alavancar a capacitação dos alunos de pós-graduação, pesquisadores e médicos, que terão as condições ideais para desenvolver estudos inovadores, e, consequentemente, promover a melhoria na qualidade do diagnóstico e tratamento, melhorando milhares de vidas no final do processo".

Também nesse primeiro semestre do ano, o Hospital vai inaugurar uma nova ala do Centro Cirúrgico em Barretos e um Instituto de Prevenção em Campinas, com cinco unidades móveis para ampliar o trabalho itinerante de educação e prevenção primária do câncer.

Excelência no atendimento – Reconhecido internacionalmente, o Hospital de Câncer de Barretos é considerado ilha de excelência do Sistema Único de Saúde (SUS). Pioneiro no tratamento de combate ao câncer, registra 6 mil atendimentos por dia, recebendo pacientes de todo o Brasil. Em 2016, foram 2.032 municípios registrados ao todo. Mais de 151 mil pacientes passaram pelo Hospital e 829.081 atendimentos foram realizados. Só no ano passado, a instituição diagnosticou 14.200 novos casos de câncer.

Com um corpo de 520 médicos e 4.000 colaboradores, o hospital conta, hoje, com mais de 120 mil m² de área construída, além das 12 unidades móveis que cruzam o país levando prevenção aos lugares mais inesperados. Em 2016, as carretas de prevenção percorreram mais de 160 mil quilômetros, o equivalente a mais de três voltas ao redor da terra e realizaram 130 mil mamografias.


Conheça a rede completa

Hospital de Câncer de Barretos - Barretos (SP)
Hospital São Judas Tadeu - Barretos (SP)
Hospital de Câncer Infantojuvenil - Barretos (SP)
Hospital de Câncer - Unidade Jales (SP)
Instituto de Prevenção - Unidade Fernandópolis (SP)
Instituto de Prevenção - Unidade Campinas (SP) em construção
Hospital de Câncer - Unidade Porto Velho (RO)
Instituto de Prevenção - Unidade Ji-Paraná (RO)
Hospital de Câncer - Unidade Amazônia (RO) em construção
Instituto de Prevenção - Unidade Juazeiro (BA)
Instituto de Prevenção - Unidade Campo Grande (MS)
Instituto de Prevenção - Unidade Nova Andradina (MS)
Unidades de Prevenção: atualmente são 12 unidades móveis e nove fixas, nas cidades de Barretos (SP), Fernandópolis (SP), Jales(SP), Juazeiro (BA), Campo Grande (MS), Nova Andradina (MS), Porto Velho (RO), Ji-Paraná (RO).
Instituto de Ensino e Pesquisa - Barretos (SP)
IRCAD - Instituto de Treinamento em Técnicas Minimamente Invasivas e Cirurgia Robótica- Barretos (SP)
 

 



 


Fundecitrus atinge liberação de um milhão de vespinhas Tamarixia radiata

 
O laboratório de Controle Biológico do Fundecitrus completou, em fevereiro, a liberação de 1.063.593 de Tamarixia radiata, vespinha que é inimigo natural e faz o controle biológico de psilídeo Diaphorina citri, transmissor da bactéria de HLB (huanglongbing/greening). As vespinhas foram liberadas em 734 propriedades, abrangendo 4789 hectares.

A Tamarixia radiata utiliza as ninfas de psilídeo para se reproduzir, matando-as no processo. Cada uma pode eliminar até 500 ninfas. A liberação no meio ambiente não causa desequilíbrio ecológico, uma vez que a vespinha não atinge outras espécies de inseto ou plantas.

"O objetivo do Fundecitrus é contribuir com o manejo sustentável de HLB, proporcionando um meio natural de reduzir a população de psilídeo e, consequentemente, diminuir a necessidade de pulverizações nos pomares", afirma a bióloga Ana Carolina Pires Veiga, responsável pelo laboratório.

As vespinhas são liberadas em áreas com citros e murta que não têm controle químico, como pomares abandonados, espaços urbanos, chácaras e sítios. Os locais são determinados pelo sistema de Alerta Fitossanitário do Fundecitrus, que monitora a população de psilídeo no parque citrícola.

A biofábrica de criação da vespinha foi inaugurada em março de 2015, está instalada em uma área de 342 m² e tem capacidade de produzir até 100 mil unidades por mês.

O laboratório de Controle Biológico do Fundecitrus tem apoio da Bayer CropScience, como parte da parceria firmada entre as instituições com o objetivo de desenvolvimento de novos produtos e tecnologias sustentáveis.

Ong Univida e Prefeitura de Urânia realizam “Sábado Missionário” para levar mais saúde à população

 
A ONG UNIVIDA, Associação Humanitária Universitários em Defesa da Vida, idealizada pelo padre Eduardo Lima (foto), da paróquia São Benedito, em parceria com a Prefeitura Municipal de Urânia, desenvolverá uma importante e inovadora ação, o "Projeto SIM", que tem como foco a socialização, a inclusão e a melhora da qualidade de vida da população de baixa renda do município.

Trata-se de ações voluntárias de saúde que serão desenvolvidas durante todo o ano nos bairros mais necessitados. A primeira missão já tem data marcada. Será realizada neste final de semana, nos dias 25 e 26 de março. Os primeiros bairros contemplados com o projeto serão o Vicente Filié e o Nossa Senhora de Fátima, entre a avenida Brasil e a Rua Pará.

Os moradores receberão auxílios odontológicos, fisioterapêuticos, psicológicos, de enfermagem e orientações com educadores físicos. Os atendimentos serão feitos por 150 estudantes universitários (parceiros da ONG UNIVIDA) das seguintes universidades: Funec, de Santa Fé do Sul, Faculdade Fama, de Iturama, FEF - Faculdades Integradas de Fernandópolis, UniBrasil, de Fernandópolis, Unesp, de Ilha Solteira, e Unimep - Universidade Metodista de Piracicaba.

De acordo com os organizadores, o padre Eduardo Lima e o prefeito municipal Marcio Arjol, é mais saúde chegando à casa da população uraniense, que, muitas vezes, não tem condições de pagar uma consulta médica. Para eles, a atenção domiciliar visa proporcionar ao paciente um cuidado mais próximo da rotina da família, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo o risco de infecções, além de estar no aconchego do lar.

Como tudo começou – O padre Eduardo Lima, presidente da ONG UNIVIDA, explicou que, desde que foi ordenado padre, vem desenvolvendo uma ação pastoral junto aos universitários que prestam um significante serviço em favor dos menos favorecidos.

Segundo ele, a Campanha da Fraternidade 2012, com o tema "Fraternidade e Saúde Pública" foi o evento deflagrador para as missões humanitárias. A partir desta premissa, houve uma rápida e contundente sequência de acontecimentos que se desdobraram em movimentos significativos em favor daqueles cujas condições de vida os mantêm a margem da sociedade, como a da Reserva Indígena de Dourados (MS).

Conhecida também como "Favelão Indígena de Dourados" a mais populosa do país, com 12 mil indígenas, foi a escolhida para sediar as missões. "Atualmente contabilizamos 1.500 famílias impactadas pela atuação da UNIVIDA, nas várias frentes de atuação. A ação contribuiu positivamente para a sensibilização social destes futuros profissionais e de modo efetivo na qualidade de vida daqueles indígenas", informou o padre.

SELJ lança programa para construção de pistasde skate e campos de futebol society

A Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo (SELJ) anunciou nesta quinta-feira (23) a criação do programa 100% - Esporte Para Todos. Trata-se de uma iniciativa para construir 100 pistas de skate e 100 campos de futebol society em todo o Estado de São Paulo. As prefeituras interessadas em aderir ao programa têm até o dia 5 de abril para enviarem seus ofícios à SELJ.

Os equipamentos serão implantados pela SELJ e cabe às administrações municipais toda a preparação dos terrenos. Todos os requisitos e documentações necessários para que as prefeituras possam solicitar os equipamentos estão disponíveis no site da SELJ pelo link http://www.selj.sp.gov.br/?page_id=7024.

O secretário da SELJ, Paulo Gustavo Maiurino, justificou a criação do programa. "O 100% - Esporte Para Todos" é uma ação que atende à razão de existência da Secretaria, ou seja, fomentar a prática esportiva, auxiliando na transformação para uma sociedade mais saudável, ativa e participativa. Certamente teremos uma resposta muito eficiente e volumosa por parte das prefeituras paulistas", concluiu o secretário.

A demanda por quadras de futebol society tem aumentado por conta da facilidade deste tipo de espaço em receber diversos jogos sem gerar maiores custos de manutenção. As pistas de skate seguem o mesmo preceito, justificando-se também no fato de a modalidade passar a fazer parte dos Jogos Olímpicos já em 2020, em Tóquio.

Voleibol Masculino de Jales estreia com vitória na Liga Desportiva Riopretense


A equipe de Voleibol Masculino de Jales (foto) jogou domingo (19/03) contra Fernandópolis e venceu por dois sets a um (25x18/18x25/15x09), na abertura da Copa de Voleibol 2017, promovida pela Liga Desportiva Riopretense.

 A Copa tem a participação de 10 equipes: Palestra EC de São José do Rio Preto, Uchoa, Monte Aprazível, ARE/UNIRP de São José do Rio Preto, Supracitrus/FASD, José Bonifácio, Jales, Fernandópolis, Votuporanga e FAMERP de São José do Rio Preto. Os jogos são realizados no Clube Palestra de São José do Rio Preto, com entrada franca.

A equipe jalesense conta com total apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo de Jales, que para a estreia na competição recebeu um novo uniforme esportivo.
A equipe iniciou os trabalhos este ano visando a participação em várias competições, principalmente representar Jales nos Jogos Regionais e Jogos Abertos da Juventude.
O próximo compromisso da equipe será no dia 02 de abril, jogando contra a equipe do ARE/UNIRP de São José do Rio Preto.

Basquete de Jales não consegue vencer segunda partida seguida na Liga Regional

No sentido relógio (em pé): Sônia Mina, Vilter Moraes, Fábio Galan, Tiago Dan e Victor Silva. Agachados: Tomaz Freitas, Thiago Silva, Osvaldo Landin Jr. e João Caparroz.

 
Em jogo válido pela 2ª rodada da VII Copa Monte Líbano/Liga Regional de Basquete, no domingo, 19, de março, às 10h30, no complexo de quadras do Clube Monte Líbano, em São José do Rio Preto, a equipe de basquete de Jales enfrentou a equipe de Monte Aprazível.

Na primeira rodada da competição a equipe jalesense já havia derrotado uma das anfitriãs da competição, pelo placar de 69 x 61 e jogava para manter 100% de aproveitamento na competição. Porém o objetivo não foi alcançado.

Com desfalques provocados por lesões e imprevistos, que acabaram por tirar alguns atletas do confronto, a equipe jalesense foi à quadra enfrentar um adversário bastante reforçado para a competição deste ano. Mesmo buscando a todo custo se impor em quadra e jogando bem defensivamente do segundo quarto em diante, a equipe jalesense não conseguia pontuar bem no ataque. O segundo e o último quarto da partida foram bem equilibrados (2º quarto 12 x 10 e último quarto 15 x 13), mas nos demais (1º quarto 23 x 12 e 3º quarto 20 x 11) o adversário acabou por construir melhor o placar e venceu o jogo por um placar final de 70 x 46.

Com o resultado, a equipe passa da 4ª colocação que ocupava para a 7ª posição entre os 12 times que disputam a competição, estando à frente de Fernandópolis, Catanduva, Ilha Solteira, Votuporanga e Monte Líbano B. O próximo confronto da equipe pela competição será no dia 09 de março de 2017, contra a equipe de Cedral.

Pelo confronto do último dia 19, por Jales, equipe dirigida pela Técnica Sônia Mina, e que conta com o apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo, Celes e HBomb, jogaram e pontuaram: Thiago Silva (09), Osvaldo Landim Jr. (11), João Caparroz (02), Tomas Freitas (11), Fábio Galan (02), Vilter Moraes, Tiago Dan (07) e Victor Silva (04).

Basquete Master de Jales vence o jogo de estreia

No sentido relógio (em pé): Dallmer Assis, Fábio Galan, André Salviano, Adagoberto Navarro e João Tunussi. Agachados: Osvaldo Landin Júnior, Carlos Souza, Gustavo Pereira e Renato Silva

 
No sábado, 18, às 14h30, teve início na sede do Clube Monte Líbano em São José do Rio Preto a 2ª Copa de Basquete Monte Líbano Master, destinada a atletas que tenham acima de 40 anos de idade.

O objetivo da competição é valorizar o esporte praticado por atletas que já atuaram como profissionais no basquete, bem como manter em atividade e estimulando aqueles que, nesta faixa etária, ainda continuam praticando um dos esportes mais completos do mundo.

No ano passado, alguns atletas de Jales se juntaram a outros de Monte Aprazível e Catanduva e sagraram- se vice-campeões da competição, disputando a 1ª Copa por Monte Aprazível. Para a disputa do campeonato deste ano, Jales montou uma equipe própria, com atletas "pratas da casa", mais um atleta de Fernandópolis e outro de São José do Rio Preto, e, junto a outras cinco equipes (Monte Líbano A e B, Cedral, Catanduva e Monte Aprazível), briga pelo título da competição.

E a estreia não poderia ter sido melhor: em um jogo onde a equipe jalesense se mostrou bastante superior, Jales derrotou uma das anfitriãs da competição, Monte Líbano A. Com uma atuação coletiva bastante coesa e destaque individual para um dos armadores da equipe jalesense, Osvaldo Landim Jr., que roubou muitas bolas e anotou 23 pontos, o time jalesense dominou todo o jogo, impôs-se na defesa e construiu placares bastante favoráveis em três dos quatro tempos de jogo: 13 x 09, 17 x 07, 19 x 08 e 09 x 12, fechando o placar em 58 x 36.

A equipe, que conta com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo, volta à quadra no próximo dia 08 de abril, às 14h30, ocasião que enfrentará a equipe de Catanduva.

Pela equipe de Jales, jogaram e pontuaram: Osvaldo Landim Jr. (23), Gustavo Pereira (04), João Tunussi (06), Renato Silva (08), Carlos Souza (09), Dallmer Assis (04), Adagoberto Navarro, André Salviano (02) e Fábio Galan (02).

Editais de Proclamas

Carolina de Alvarenga Peixoto da Motta, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

CRISTIANO DOS SANTOS BARBOSA e DAIANA DE FÁTIMA PAULINO XAVIER. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 12 de abril de 1.986, engenheiro ambiental, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Francisco Verdejo Barbosa e de Dinava dos Santos Neves Barbosa. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 12 de janeiro de 1.989, analista de sistemas, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Edson Rassa Xavier e de Valdecir Paulino Teodoro.

DAVI FERNANDES EVARISTO e BRIGIDA DEL PINO BIGOTO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 21 de fevereiro de 1.995, ajudante geral, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Antonio Evaristo e de Roseli Socorro Fernandes Evaristo. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida ao 1º de novembro de 1.989, camareira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Domingos Benedito Bigoto e de Miriam Aparecida Del Pino Bigoto.

LUÍZ HENRIQUE ALIOTI e JESSICA PEREIRA INÁCIO. ELE, natural de Campo Mourão, Estado do Paraná, nascido aos 04 de dezembro de 1.992, ourives, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Luiz Alioti e de Maria de Lourdes Alioti. ELA, natural de Eldorado, Estado de Mato Grosso do Sul, nascida aos 29 de setembro de 1.997, vendedora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Dougleval Inácio e de Noemia Pereira da Rocha.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA - O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.


Carolina de Alvarenga Peixoto da Motta
– Oficial


FOLHAGERAL

da redação

Se for desejo
da administração municipal de Jales levantar rigorosamente pequenos problemas existentes na cidade, bastará formar uma equipe enxuta e colocá-la em campo. Vai saber que eles existem às dezenas, podem ser fotografados e grande parte deles é de fácil solução.

Existem até
 
pequenos problemas de responsabilidade direta da Prefeitura, como – por exemplo – o mostrado na foto. São pedaços de guias de sarjeta trocados, sobras das usados na substituição e pedra brita deixada para trás após a conclusão do serviço. Nenhum absurdo.

O problema
é que faz muito tempo que esse entulho está ali, nas esquinas da Rua Um com a Avenida Maria Jalles. Não é bom para a cidade e para a população que este tipo de problema permaneça sem atenção. Não interessa se foram gestores anteriores que deixaram assim.

Não é preciso
ter ideias geniais nem dispor de muito dinheiro para a administração municipal demonstrar competência e interesse pela cidade. Pequenas providências, no centro da cidade e nos bairros, contando com a participação da população, podem produzir ótimos resultados.

A administração
municipal de Jales espera que as emendas parlamentares em curso sejam liberadas. Falam-se em mais de R$ 6 milhões que dariam, segundo os gestores públicos, para o recape da quase totalidade das ruas que precisam do melhoramento na cidade. Fora, claro, os serviços que já estão sendo executados por conta dos R$ 4 milhões. Tomara que isso aconteça.

O petebista
Elvis Carlos de Souza – apoiado pela coligação "Transparência e União por Pontalinda", formada por PTB, PPS, PSDB, PMDB, DEM, PRB e PSB – recebeu 1.532 votos de um total de 3.382 apurados no pleito de outubro de 2016. Teve o registro de sua candidatura cassada pelo TJ-SP por enriquecimento ilícito.

Mas, na noite
de terça-feira (21 de março), decisão do Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reverteu, por maioria de votos, a cassação do registro de candidatura de Elvis Carlos de Souza, eleito prefeito de Pontalinda (SP) nas eleições de 2016.

Ao deferir
o registro de candidato de Elvis Carlos de Souza, o relator do recurso – ministro Herman Benjamin – informou que a decisão do TJ-SP dispôs expressamente que os fatos contidos no processo não são suficientes para presumir o enriquecimento ilícito por parte do candidato ao nomear sua esposa como secretária de Assistência Social do município.

E agora,
tanto o prefeito eleito Elvis como o seu vice Guedão aguardam a determinação da justiça para enfim tomarem posse em seus respectivos cargos. O que mais causa espanto é que já estamos caminhando para o fim do mês de março.

No intervalo
de três dias, a Santa Casa recebeu visitas de dois deputados: um federal e um estadual. Os "analistas" lá do botequim da vila tentaram desvendar um mistério: por que os cabos eleitorais desses políticos (e dos outros também) não os convidam para dar uma volta pela cidade (inclusive periferia) para conhecer onde moram seus eleitores e o que eles tem a reivindicar. Os políticos chegam, visitam determinado lugar e somem.

O deputado
Itamar Borges foi eleito líder da bancada do PMDB na Assembléia Legislativa (SP). Esta é a segunda vez que ele lidera o partido no parlamento estadual. Já havia assumido o encargo no biênio 2013/2015. A bancada do PMDB é composta pelos deputados Itamar Borges, Jorge Caruso, Jooji Hato, Léo Oliveira e Cássio Navarro.

Para circular
pela cidade de Jales com veículo motorizado, promovendo publicidade, continua não sendo necessária autorização de órgão competente com a devida fixação no parabrisa do carro. Não existe controle e fiscalização. O povo confia no bom senso dos promotores.

Na terça-feira
(dia 21), a primeira-dama e presidenta do Fundo Social de Solidariedade do Município – Glauciane Pontes Helena Franco – irá recepcionar presidentas de 22 FSSM da Microrregião de Jales para reunião de trabalho. O evento acontecerá às 14 horas no Salão Social da ACIJ com a presença de representantes do Fundo Social de Solidariedade do Estado.

O projeto
de lei que autoriza a terceirização do trabalho em todas as atividades foi aprovado na quarta-feira (dia 22) na Câmara dos Deputados em Brasília, por 231 votos a favor e 188 votos contra, havendo 8 abstenções. O texto seguiu para sanção do presidente Michel Temer.

Pelo placar
da votação, dá para ver que houve polêmica: muitos a favor, muitos contra. É provável que a terceirização geral, que muitos esperam, não acontecerá. Já existem muitas formas de organização do trabalho, da produção e da comercialização adotadas pelas empresas.

Duas coisas
são certas. Os empresários vão continuar trabalhando para compartilhar seus lucros com os bancos e o governo. Os trabalhadores vão continuar trabalhando para sustentar os empresários, os bancos e o governo. Velha história: mudar para tudo continuar igual.

Bem conectados

Reginaldo Villazón

Durante nossa existência, enfrentamos dificuldades e alimentamos expectativas, próprias de cada fase da nossa vida individual. E ainda somos afetados – no mínimo, psicologicamente – por acontecimentos que caracterizam etapas de estagnação, declínio e expansão da vida coletiva. Nesta vertente coletiva, no Brasil hoje lamentamos o desemprego de milhões de trabalhadores, acompanhamos com tristeza os escândalos de corrupção, assistimos com inquietação as manobras políticas dos congressistas.

É ainda mais desanimador constatar que problemas graves, sem perspectivas de solução, ocorrem em todo o mundo. Para piorar, vemos que os infortúnios são intensificados pelos desregramentos sociais e pelas leviandades políticas. Por isto, muitas vezes se faz presente a pergunta: "haverá uma luz no fim do túnel?" Felizmente – ainda que muitos sofrimentos sejam inevitáveis – a resposta é sim. Basta observar que existem pessoas (muitas delas jovens) que superam o caos geral com grande competência.

Em 1997, aos seis anos de idade, o menino canadense Ryan Hreljac soube na escola que muitas crianças na África não tinham acesso usual à água e precisavam andar por quilômetros diariamente para obtê-la. Dois anos depois, o primeiro poço pago com recursos arrecadados por ele foi aberto numa escola de Uganda. Desde essa época, à frente de uma Fundação que leva o seu nome, Ryan (atualmente com 25 anos) arrecadou recursos no mundo para abrir mais de 800 poços na África e beneficiar 800 mil pessoas.

Em 1999, aos nove anos de idade, duas amigas costa-riquenhas notaram que o avanço humano sobre as matas prejudicava os animais nativos. Elas arrecadaram recursos e instalaram passarelas de cordas sobre as estradas – no Parque Nacional Manuel Antônio, na Costa Rica – para proteger e viabilizar a vida dos animais, em especial pequenos macacos. A ação delas evoluiu com sucesso. Milhares de novas árvores foram plantadas. Foram criados um Centro de Resgate e um Santuário de animais silvestres.

Em 2013, quatro jovens universitários brasileiros – Ralf Toenjes, Fábio Rodas Blanco, Bruna Vaz e Eduardo Bastos Borim – tomaram conhecimento de uma organização social alemã que havia fornecido gratuitamente óculos corretivos a 150 milhões de pessoas carentes no mundo. Eles instalaram em São Paulo uma indústria montadora de óculos e criaram o Projeto VerBem, utilizando recursos de empresas patrocinadoras. Nos três primeiros anos, eles entregaram 12 mil óculos em 12 estados brasileiros.

Ignorar as realidades das crises, instabilidades e turbulências não é uma boa ideia, pois significa alienação. Mas, também não é bom ficar conectado e acreditar nessas situações ruins, que significam estagnação e declínio. Pessoas bem conectadas (em assuntos, projetos e condutas de boa qualidade), como aquelas que exemplificamos, são luzes que brilham no fim do túnel. Elas não se perdem em devaneios, mas empreendem e logram resultados. Elas se multiplicam, ganham respeito, servem de referência.

Palavras de Allan Kardec

Allan Kardec – Qual é a origem das faculdades extraordinárias dos indivíduos que, sem estudo prévio, parecem ter a intuição de certos conhecimentos, como as línguas, o cálculo, etc.?

Os Espíritos – Lembrança do passado; progresso anterior da alma, mas do qual ela mesma não tem consciência. De onde queres que elas venham ? Os corpos mudam, mas o Espírito não muda, embora troque a vestimenta.

Allan Kardec – Com a mudança dos corpos, podem perder-se certas faculdades intelectuais, deixando-se de ter,por exemplo, o gosto pelas artes ?

Os Espíritos – Sim, desde que se tenha desonrado essa faculdade, empregando-a mal. Uma faculdade pode, também, ficar adormecida durante uma existência, porque o Espírito quer exercer outra, que não se relacione com ela. Nesse caso, permanece em estado latente, para reaparecer mais tarde.

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.



Rodas de compreensão

José Renato Nalini
secretário estadual de Educação


Para Ivor Cutler, " a imperfeição é um fim. A perfeição, apenas um objetivo". Sabemos todos que o homem não é perfeito. Longe disso. Mas aspira à perfectibilidade. O sonho de qualquer pessoa higidamente saudável, corpo e mente, é ser a cada dia melhor. Mais feliz, mais realizada, mais contente com o fato de continuar a existir.

Mas há sempre um "mas"... Se pudéssemos, mudaríamos o mundo? Como faríamos isso? Monteiro Lobato tentou, por um de seus personagens. Achava que estava tudo errado. Quis corrigir à maneira humana. E deu no que deu...

O mundo precisa, desesperadamente, de melhoras. No nosso próprio ambiente. Para fazer com que as pessoas se respeitem, se não podem se amar, como determina o Evangelho.

Se a missão de "mudar o mundo" parece impossível, há gente que não pensa assim. E que continua a fazer o certo, aquilo que muitos não arriscariam. Porque aprenderam a superar o derrotismo. Esses fazem a diferença o tempo todo.

A história mundial não é apenas a biografia dos grandes homens, como queria Thomas Carlyle. Estou mais de acordo com Leon Tolstoi, que considera a história a combinação do efeito de muitas pequenas coisas que pessoas comuns fazem todos os dias. "Um número infinitamente colossal de atos infinitamente minúsculos".

No mundo da educação isso é rotineiro e constatável. A despeito das adversidades, professores ensinam todos os dias. Enfrentam situações de perigo, mas continuam no front. Acreditam em sua missão. Alunos há que não teriam condições de aprender. Mas estudam. Pesquisam. Têm curiosidade intelectual.

Para melhorar o clima, precisamos disseminar a cultura da harmonização. Por que não fazer "rodas de compreensão" em cada classe, com os próprios alunos assumindo o compromisso de abrir o diálogo com os colegas e fazê-los introjetar os problemas e ajudar na busca de soluções?

Isso pode se chamar também "oficinas de cidadania", "grupos de estudo", "rodas de diálogo" ou qualquer nome que se queira dar. O importante é substituir a agressão pela conversa, a violência pelo abraço, a insensibilidade pelo respeito à dignidade do outro. É disso que o mundo precisa. E nós, talvez, precisemos até mais do que ele.
 

Mato na pracinha da av Maria Jalles foi roçado




 
O prefeito Flá Prandi (DEM) determinou que fosse feito uma limpeza na pracinha que fica na avenida Maria Jalles esquina com a rua Um. O ato ocorreu no inicio da semana. Só não houve uma limpeza mais apurada do local.

Espera-se que o prefeito Flá Prandi recomende ainda, ao setor responsável, a reparação da calçada que circunda a pracinha para facilitar a passagem de pedestre pelo local, como também melhorar seu ambiente interno e fazer a poda da árvore

Para um morador vizinho à pracinha, o ideal mesmo é uma ação mais constante para não deixar o capim crescer e, manter a pracinha bonita e convidativa para que "se possa passar horas ali numa boa conversa".

Aquelas duas placas de publicidade de liberação de recursos pelo Governo Federal deveriam estar em um outro lugar, afinal de contas, o anúncio ali registrado não se trata de recape pelas redondezas.

Carne fraca, Espírito Forte

Dom Reginaldo Andrietta, Bispo Diocesano de Jales

 
No Brasil dos dias atuais, a expressão "carne fraca" está sendo utilizada na Operação da Polícia Federal em combate à falsa qualidade de alguns produtos comercializados por frigoríficos de renome nacional e internacional, acobertados por agentes públicos. Evidentemente, essa operação faz sentido. Por que, no entanto, tornou-se pública imediatamente após as grandes manifestações nacionais contra os projetos de Reforma da Previdência e Trabalhista?

O amplo debate sobre essas reformas ficou, de repente, obscurecido. O calor da discussão sobre as mesmas esfriou-se. A grande mídia conseguiu substituir a pauta das reformas, que estava se popularizando e tomando grandes proporções, pela temática da "carne podre". Enquanto o legislativo federal está em processo de discussão e votação dessas reformas, a mídia burguesa tenta desviar a atenção da sociedade brasileira para a Operação Carne Fraca.

Nesse contexto, vale a pena relacionar o nome dessa operação à fraqueza da carne mencionada por Jesus. Ele, na eminência de ser preso, condenado e morto, vendo seus discípulos adormecidos, lhes diz: "Vigiem e orem para não caírem em tentação, porque o espírito está pronto, mas a carne é fraca" (Mt 26,41). Certamente, Jesus se refere à fragilidade humana, experimentada pelos discípulos e por Ele também, na missão confiada por Deus Pai, em confronto com detentores do poder.

Os soberanos judeus, aliados ao Império Romano, após tentarem, sem sucesso, desmoralizar o projeto de Jesus e reprimir suas ações em favor do povo pobre e oprimido, decidem eliminá-lo. Em torno de Jesus surge um grande movimento popular, marcado ainda por incoerências. Muitos o seguem, pensando que Ele irá instaurar um novo governo. O projeto dele, no entanto, é mais profundo, coloca em questão o sistema de vida em sociedade, no seu todo.

Ao pedir a seus discípulos que vigiem e orem porque a "carne é fraca", Jesus mostra a fragilidade das pessoas e do movimento criado em torno dele. Por isso, exorta os "adormecidos" a acreditarem na força que vem de Deus, colocando-se em sintonia com Ele, função esta da oração. Da sinergia coletiva dos discípulos com Deus, emerge um poder que nenhum outro pode suplantar. Jesus revela que o povo, impregnado do Espírito de Deus, tem condições de vencer as investidas do poder.

Hoje, os cidadãos comuns, pressionados por políticas econômicas que arrocham salários, geram desempregos e suprimem direitos, estão perplexos frente à situação do país. O novo governo, de legitimidade duvidosa, prometia uma retomada do crescimento econômico. Nota-se, no entanto, uma tendência ao agravamento dos problemas. Os empregos prometidos estão sendo ainda mais reduzidos, e os impostos, já altos, estão sendo aumentados.

A perplexidade de nosso povo se funda na confiança defraudada. Os cidadãos se sentem e se tornam, realmente traídos, porque a solução de seus problemas, confiada a seus representantes, têm resultado em fracasso. Por que? Ao transferirem a outrem a responsabilidade de gestão social, sem direcionamento e controle social, renunciam ser sujeitos e protagonistas. A incoerência é de todos que assim atuam. Deste modo, a carne revela-se, realmente, fraca.

Criemos, então, uma nova consciência, divinamente inspirada, que emerge do amplo debate sobre tudo que envolve nossa vida social, sem perder o foco no que é relevante. Debatamos, portando, a respeito de tudo, inclusive sobre a Operação Carne Fraca. No entanto, estejamos agora, focados em manifestarmo-nos frente aos trágicos projetos de Reforma da Previdência e Trabalhista, reagindo coletivamente com sabedoria divina, ou seja, "Espírito Forte".