Páginas

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Polícia Militar realiza operação na Praça Princesa Isabel

Desde a primeira operação na região, 98 pessoas foram presas por tráfico de entorpecentes

Assessoria de Imprensa da SSP
Somente na ação de hoje foram apreendidos três celulares, R$ 1,6 mil e pequena quantidade de crack

O secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, acompanhou a operação deflagrada pela Polícia Militar para sufocar o tráfico na Praça Princesa Isabel. Durante a ação, que aconteceu na manhã deste domingo (11), duas pessoas foram presas por tráfico e foram apreendidos drogas e celulares. Estiveram presentes o governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Dória.

Após a operação policial, Mágino falou sobre o trabalho desenvolvido. “A ação de hoje visa acabar com a estrutura que estava sendo montada aqui e que facilita o comércio ilícito de entorpecentes”. O secretário ressaltou que foi uma ação tranquila e elogiou o trabalho da Polícia Militar. “Uma ação como a de hoje, sem um disparo, seja de munição química ou de elastômero é motivo de muito orgulho na área de segurança pública”, destacou.

Desde a primeira operação no local, que aconteceu em 21 de maio, outras 98 pessoas foram detidas na região da Cracolândia, 96 por tráfico de entorpecentes e duas por roubo. Além dos presos, foram apreendidos cerca de 40 kg de drogas, entre crack, maconha, cocaína e outros, R$ 74.977,95 em dinheiro, 70 celulares, além de seis armas de fogo, 43 facas, 305 munições e 35 balanças de precisão. Ao longo da ação de hoje, mais dois homens foram presos por tráfico de drogas. Também foram apreendidos três celulares, R$ 1,6 mil e uma pequena quantidade de crack.

De acordo com Mágino, quando se acaba com a estrutura física criada para a comercialização de drogas, a tendência é diminuir o tráfico em toda a região. “Estamos desenvolvendo um trabalho voltado para o traficante e não ao usuário”, explicou. Estávamos realizando cerca de duas prisões por dia”, informou.

Ao todo, participaram 550 Policiais Militares do CPChq (Regimento de Polícia Montada "9 de julho"), CPA/M-1 (policiamento ostensivo e preventivo/radiopatrulhamento, efetivo do CAEP- a Companhia de Ações Especiais de Polícia) e CPTran (Comando de policiamento de Trânsito).



Após o trabalho policial, equipes municipais e estaduais de saúde e assistência social foram destacadas para complementar as ações de acolhimento e tratamento dos dependentes na região.

Nova Luz de cara nova

Desde o início das operações, o secretário têm ressaltado que o objetivo é estabilizar a região e deixar livre o espaço conhecido como Cracolândia. Os resultados das intervenções já tem sido vivenciados por moradores e comerciantes. É o caso do comerciante Flávio Torres, dono de imóvel da região. “Quero dar um testemunho de agradecimento porque eu tenho um imóvel do outro lado da Praça. O imóvel era do meu pai desde 1959 e já estávamos com vergonha do estado de conservação dele, que apresentava diversas pichações”, afirmou Torres.



De acordo com o comerciante, a situação do lugar estava degradante e ele não tinha mais esperança de recuperação. “Eu, sinceramente, achei que não haveria mais solução. Os traficantes estavam ocupando a porta da nossa casa sem pedir licença”, desabafou.

O proprietário do prédio contou, ainda, que os moradores do edifício e sua própria irmã já sofreram situações de risco. “Minha irmã já foi assaltada na porta do imóvel, ficou machucada e teve os documentos pessoais e celular roubados por traficantes que ocupam ali”, revelou.

As ações desenvolvidas na região da Nova Luz, na opinião de Torres, tem resgatado a esperança dos moradores e enaltecido o trabalho dos envolvidos. “Liberdade. Essa palavra é o que define o que estamos sentindo agora. Liberdade para vivermos seguros na cidade. Por isso, agradeço e tiro o chapéu pela coragem de todos que entraram aqui e agiram”.

Segundo Torres, desde o início das operações tem visto uma grande mudança na área. “Hoje eu tenho calçada. Quando vimos de uma hora para outra que aquele local ficou limpo parecia um milagre”, falou emocionado. “Acabar com aquele cenário aqui era fundamental”, concluiu Mágino.



Nenhum comentário:

Postar um comentário