Páginas

sábado, 24 de dezembro de 2016

Nutricionista da Secretaria de Agricultura ensina a manter-se hidratado no Verão

Com a chegada do Verão, é importante manter-se hidratado e adotar uma alimentação mais leve, para ajudar o corpo a repor as energias e substâncias perdidas com a transpiração, preparar a pele para a exposição ao sol e garantir mais disposição para aproveitar as altas temperaturas da estação. Especialistas da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo reforçam alguns cuidados importantes nesta época como a ingestão de dois litros de água por dia, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).


"Muitas pessoas acreditam que ao consumir alimentos com mais líquido já estão suprindo as necessidades diárias, mas é importante que 90% desse consumo venha do ato de beber água e os 10% de frutas, vegetais e outros alimentos", explica a nutricionista da Coordenadoria de Desenvolvimento do Agronegócios (Codeagro), Milene Massaro. Para as pessoas que realmente têm dificuldade em beber água ao longo do dia, a dica é preparar chás naturais em casa com ervas e consumi-los gelados. "Nada de substituir por refrigerantes, sucos industrializados em caixa ou em pó", alerta a especialista.

Outra excelente opção para saciar a sede com saúde é a água de coco, rica em minerais e com alto poder de hidratação. "O melhor é consumir a água de coco natural, extraída da fruta, mas se não for possível, preferir as que não têm adição de substâncias químicas, açúcares e conservantes. Por isso, é importante ler o rótulo", orienta.

A nutricionista indica ainda alguns alimentos que contêm maior quantidade de água e podem garantir um nível maior de hidratação. "A cenoura e a couve manteiga têm 90% de água em sua composição, além de serem ricas em vitamina A, que ajuda a ter uma pele mais bonita", diz Milene.

O tomate cru e a melancia têm grande quantidade de licopeno e antioxidantes, que combatem o envelhecimento precoce e os radicais livres, responsáveis pelo aparecimento de doenças cardíacas, diabetes e câncer.

Outra opção para incrementar o cardápio de Verão é o abacate, que é composto de 83% de água e pode ser utilizado tanto em receitas doces como salgadas. "A fruta tem a chamada gordura boa para o organismo, porque evita que os níveis de colesterol se elevem no sangue", explica a nutricionista. Outras opções de alimentos com alto teor de água, vitaminas e minerais são o feijão, pepino, laranja, alface, brócolis e peixes em geral.

O cozimento a vapor é o mais indicado para essa época do ano, pois além de garantir leveza às preparações, conserva a umidade do alimento e grande parte das suas vitaminas. "Outra alternativa para melhorar o aproveitamento das propriedades nutricionais é reutilizar a água do cozimento de vegetais nas receitas. Usar a água da cenoura cozida para preparar arroz ou a água da beterraba no feijão garante mais vitaminas nas refeições", ensina Milene.

Orientar a população a adotar melhores hábitos alimentares é uma das diretrizes do governo do Estado à Pasta. "Como médico, o governador Geraldo Alckmin sabe da importância de zelar pela saudabilidade dos alimentos oriundos da agricultura paulista, para trazer mais qualidade à mesa das famílias brasileiras", avalia o secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim. (por Paloma Minke).

Tributo do Amor encerra o ano com arrecadação de R$ 932 mil

O ano fechará com saldo positivo para o "Tributo do Amor", que encerrou 2016 com a arrecadação de R$ 932.777,32, segundo levantamento apresentado nesta semana à diretoria da Santa Casa de Fernandópolis. Lançada em janeiro deste ano, a campanha "Tributo do Amor" envolveu diversas ações.

 
Como explica a provedora, Dra. Sandra. Regina de Godoy, a proposta da campanha foi resgatar a participação da comunidade. "Sentindo os reflexos do atual momento brasileiro, a Santa Casa também passa por dificuldades financeiras e os recursos que recebemos não são suficientes para cobrir o custo de nossos atendimentos, por isso a retomada do apoio e da confiança de toda nossa população foi essencial para que trazer ao Hospital importantes receitas. "


Dos R$ 932 mil arrecadados, R$ 344.946,91 vieram por doações diretas realizadas de diversas formas: boleto bancário (R$ 17.620,00), a doações pela internet (R$ 7.805,00), cofrinhos (R$ 844,31), Central de Doações – Telemarketing (R$ 313.224,00) e urnas dispostas no Hospital (R$ 5.453,60).

Já os eventos organizados pelo Hospital somaram R$ 587.830,41, arrecadados entre: o Leilão Intermunicipal em Mira Estrela (R$ 378.859,99), Feijoada (R$ 11.059,14), Leilão Municipal em Fernandópolis (R$ 144.549,70) Boteco Especial (R$ 8.922,38) e Jantar Beneficente (R$ 44.439,20).

Além do cuidado no desenvolvimento da campanha, outra preocupação da gestão da Santa Casa, foi a prestação de contas sobre o uso dos recursos arrecadados. "Todo o dinheiro vindo do governo passa por uma rigorosa prestação de contas. Decidimos, neste ano, aplicar as mesmas regras para o montante angariado nas campanhas, utilizando o mesmo rigor e demonstrando para qual fim o dinheiro foi utilizado", ressalta a provedora.

Os recursos foram utilizados no custeio de exames laboratoriais, manutenção de equipamentos, pagamento de folha de funcionários, recolhimento de impostos e na aquisição de alimentos, produtos de limpeza, materiais hospitalares e materiais para manutenção predial e de equipamentos.

Como destaca a provedora, "os valores repassados atualmente pelo SUS tem uma alta defasagem e não conseguimos cobrir todos os gastos com fornecedores, médicos e colaboradores apenas com esses recursos. As emendas que temos recebidos são direcionadas unicamente para a compra de equipamentos ou reforma predial e não podem ser utilizadas para outro fim. Por isso as doações e campanhas são tão importantes: pois ajudam a amenizar nossa situação e a manter serviços básicos, como a manutenção de equipamentos essenciais para o atendimento, ou compra de materiais hospitalares".

Como parte da política de transparência, as documentações referentes às prestações de contas, tais como as notas e comprovantes, estão sendo disponibilizadas gradativamente no site da Santa Casa. Para acompanhar as publicações, basta acessar o site da Santa Casa, na guia "Transparência" (www.santacasafernandopolis.com.br/Transparencia), e clicar no item "Prestação de Contas – Eventos e Promoções".

Famílias de baixa renda de Palmeira D’Oeste recebem 117 casas do Morar Bem, Viver Melhor

na foto - O prefeito Luciano Ângelo Esparapani. e o secretário estadual da
Habitação Rodrigo Garcia faz a entrega de uma das casas à familia Montani
 
O secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia, entregou nesta sexta-feira (23/12) 117 casas do Morar Bem, Viver Melhor em Palmeira D’Oeste, na região de Jales. As moradias do Conjunto Habitacional José Antônio Sparapani foram viabilizadas pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), com investimento de R$ 13,4 milhões.

"Aqui tem pessoas mais novas e pessoas mais experientes que estão realizando o maior sonho da família brasileira, que é a casa própria. Deem muito valor nesta conquista, onde poderão criar seus filhos, criar seus netos. O Governo do Estado de São Paulo ajuda aqueles que mais precisam, dando casa pra quem não tem casa", disse o secretário Rodrigo Garcia.

Em Palmeira D’Oeste, 95,73% das famílias beneficiadas tem renda mensal de até três salários mínimos e irá desembolsar 15% dos rendimentos nas prestações. Os novos mutuários terão prazo de até 25 anos para quitar o financiamento habitacional. As prestações serão subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a renda familiar. O valor da menor prestação é de R$ 132. Das 117 unidades, nove são destinadas para pessoas com deficiência, seis a idosos e duas para indivíduos sós. As famílias beneficiadas foram selecionadas por meio de sorteio público, que foi realizado em outubro.

"É um sonho realizado. Graças a Deus as 117 unidades estão sendo entregues. Com grande alegria chegamos ao grande momento: a entrega das chaves. Palmeira foi abençoada por essa obra", afirmou o prefeito de Palmeira D’Oeste, Luciano Ângelo Esparapani.

A CDHU atende famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Outros requisitos para participar do programa são: morar ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, não ser proprietário de imóvel e não ter financiamento habitacional.

A gente sempre morou no que é dos outros. É uma conquista que não dá nem pra falar. É um sonho realizado. Já planejamos ampliar a nossa casa", disse Marcel Rodrigo Vitoriano, que irá morar com a esposa Solange Cristina Fronzati Montanari e seus quatro filhos.

As moradias, que já contam com sistema de aquecimento solar instalado, têm dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro, distribuídos em 56,67 m² de área construída. Os imóveis possuem piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos no banheiro e nas paredes hidráulicas da cozinha, muretas de divisa entre os lotes, estrutura metálica para cobertura, esquadrias de alumínio e infraestrutura completa com redes de água e esgoto, iluminação pública, rede elétrica, drenagem, pavimentação asfáltica, urbanismo e muro de arrimo.

Este empreendimento habitacional foi viabilizado em parceria com o município, que doou o terreno e administrou a obra. A CDHU repassou os recursos financeiros e supervisionou todas as etapas dos trabalhos.

De acordo com estudo realizado pela CDHU, são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale, na entrega desta sexta, a 194 empregos diretos criados pela obra.

Desde 2011, a região administrativa de São José do Rio Preto recebeu 7.771 moradias populares, por meio da CDHU e do programa Casa Paulista. Além disso, há 3.329 habitações de interesse social em construção.

Morar Bem, Viver Melhor – O Morar Bem, Viver Melhor é a Política Habitacional do Estado de São Paulo. Ela reúne todas as ações e investimentos da Secretaria de Estado da Habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente, inovações e qualidade de vida para as famílias atendidas.

Campanhas, eventos e doações da Santa Casa de Jales continuarão em 2017

na foto - Luciana Vicente (gerente de Captação de Recursos), Junior Ferreira (provedor), Caroline Guzzo (Comunicação) e Cristiane Fachola (Captação de Recursos)


O setor de Captação de Recursos juntamente com a Comunicação e Provedoria começaram o planejamento para os eventos e campanhas em 2017, cuja finalidade é suprir o déficit de 40% que não são pagos pelo Sistema Único de Saúde.

A falta de atualização da tabela SUS, com quase duas décadas de defasagem, causa o endividamento de muitas instituições que estão fechando as portas por não conseguirem suprir as despesas. A Santa Casa de Jales não é diferente e passa por dificuldades financeiras, para tanto a constante ajuda da população e dos parlamentares são essenciais para o andamento do hospital.

Desse modo, anualmente são realizadas ações solidárias e para o próximo ano já está confirmada a continuação da campanha Alimento Solidário que percorre todos os municípios, a Nota Fiscal Paulista, a rifa "Na Santa Casa eu Boto Fé IV", 9º Leilão de Gado programado para abril, 4º Passeio Ciclístico da Santa Casa em maio, 5º Concerto "Solidariedade, Saúde e Música" que será em julho, Show beneficente em outubro. A ideia é estreitar laços entre clubes de serviços para buscar novas parcerias em outros eventos.

"Agradeço o empenho de toda a população de Jales e região por ajudar a nossa instituição durante todo esse ano. Também agradeço a parceria da imprensa em divulgar todas as nossas campanhas voluntariamente. Acredito muito que 2017 será ainda melhor", destacou o provedor, Junior Ferreira.

A gerente de Captação de Recursos, Luciana Vicente, também agradeceu e reconheceu o esforço da população. "Apesar da responsabilidade de manter as instituições de saúde seja do governo, temos que ter a consciência que precisamos também fazer a nossa parte. Estamos satisfeitos com o desempenho de todos vocês que fazem o possível para contribuir. A Santa Casa é nossa e precisa da sua ajuda. Conto com todos nas próximas campanhas".

As datas dos eventos serão divulgadas nos veículos de comunicação e também no facebook do hospital que é: Santa Casa de Jales.

Em 2017 Mude o Pensar para se Curar

Flávio Rodrigo Masson Carvalho
Professor do UNIBAVE – Orleans - SC



Todas as vezes que nosso corpo apresentar alguma "doença", isto deve ser tomado como um sinal de que alguma coisa não está bem. A doença não é uma causa, é uma consequência proveniente das energias negativas que circulam por nosso organismo espiritual e material.
O controle das energias é feito através dos pensamentos e dos sentimentos, portanto, possuímos energias que nos causam doenças porque somos indisciplinados mentalmente e emocionalmente.
Permanentemente, recebemos energia vital que vem do cosmo, da alimentação, da respiração e da irradiação das outras pessoas e para elas imprimimos a energia gerada por nós mesmos. Assim, somos responsáveis por emitir boas ou más energias às outras pessoas.
A energia que irradiamos aos outros estará impregnada com nossa carga energética, isto é, carregada das energias de nossos pensamentos e de nossos sentimentos, sendo necessário que vigiemos o que pensamos e sentimos.
As doenças físicas são distúrbios provocados por algum acidente, excesso de esforço ou exagero alimentar, entre outros, que fazem um ou mais órgãos não funcionarem como deveriam, criando uma indisposição orgânica. Já as doenças espirituais são aquelas provenientes de nossas vibrações. O acúmulo de energias nocivas gera a auto-intoxicação fluídica. Quando estas energias descem para o organismo físico, criam um campo energético propício para a instalação de doenças que afetam todos os órgãos vitais, como coração, fígado, pulmões, estômago etc., arrastando um corolário de sofrimentos, está ai a Psicossomática para nos esclarecer.
É possível, já ao nascer ou até mesmo na vida intra-uterina, trazer os efeitos das energias nocivas presentes em nossa alma, que se agravam à medida que acumulamos mais energia negativa na nossa vida, principalmente nos relacionamentos interpessoais. Enquanto persistirem as energias nocivas na alma, a cura não se completará.
A cada pensamento, emoção, sensação ou sentimento negativo, a alma imediatamente adquire uma forma mais densa e sua cor fica mais escura, por causa da absorção de energias nocivas, isso é facilmente detectado com a máquina Kirlian, que fotografa a aura da pessoa.
Partindo das estruturas energéticas da alma na direção do corpo em ondas sucessivas, estas radiações nocivas criam áreas específicas nas quais podem se instalar ou se desenvolver as vidas microscópicas encarregadas de produzir os fenômenos compatíveis com os quadros das necessidades morais para o indivíduo. Elas se alimentam destas energias nocivas que chegam ao físico, conseguindo se multiplicar mais rapidamente e, em consequência, causando as doenças.
Durante a purificação da alma, que pode ser através da yoga, meditação, exercício da religiosidade, terapias, e o mais importante, uma mudança drástica de vida, começando por mudar a maneira de pensar. As toxinas psíquicas que não forem totalmente curadas, vão para os tecidos, órgãos ou regiões do corpo, provocando disfunções orgânicas que conhecemos como doença, e assim são tratadas pela terapia medicamentosa, ou em certos casos, cirurgias.
Cuidado com o que anda pensando! Você poderá estar adoecendo, bem devagar e seriamente.
Mude a sua maneira de pensar! Pense positivamente, sorria mais, veja a vida com mais otimismo, valorize as coisas simples da vida, tenha hobbies, pratique esportes, desenvolva a sua religiosidade, faça terapia. Enfim, faça tudo o que estiver no seu alcance para ser mais feliz, para viver melhor, com mais qualidade de vida.
Namore bastante, dê muitos beijos na boca, aprenda a relaxar, somente perca tempo pensando em seus problemas se for para resolver, caso contrário, você somente os potencializa.
Pratique o desapego, inclua a caridade na sua vida, pois ajudar o próximo lhe fará muito bem.
Se assim você fizer, com certeza, estará evitando muitas doenças, e terá uma saúde melhor, tanto física como espiritual.
 

Festas marcam formaturas do Anglo e Unijales

Daniel Zílio






 


A Unijales realizou no dia 15 de dezembro a Colação de Grau das turmas de Bacharelado, Licenciatura e Superior de Tecnologia.

Emoção e muita alegria marcaram a cerimônia de formatura dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Educação Física (Licenciatura), Educação Física (Bacharelado), Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Pedagogia, Serviço Social, Sistemas de Informação e Estética e Cosmética, no salão da APAE de Jales.

Estiveram presentes no evento, o reitor Silvio Luiz Lofego, a mantenedora Maria Christina Fuster Soler Bernardo, a diretora de graduação Rosangela Bordon Bigulin, o Delegado Regional de Contabilidade Murió Suzuki, o representante do Conselho Regional de Administração (CRA) da Seccional de São José do Rio Rosangela Smith, diretor da seccional do Conselho Regional de Farmácia de Fernandópolis, Giovanni Carlos de Oliveira, coordenadores, professores e funcionários.

Os canudos foram entregues pelos paraninfos escolhidos por alunos de cada uma das turmas. Durante a solenidade, o reitor Silvio Luiz Lofego prestou uma homenagem ao professor da Unijales José Lafayette de Oliveira, patrono da formatura.

Além da Colação de Grau, cada curso organizou seus bailes e jantares para receber e comemorar com seus pais, familiares e amigos.

No dia 16 de dezembro, sexta-feira, foi a vez da festa de formatura do 3º ano do ensino médio do Anglo de Jales, organizada pelos alunos e pela coordenadora Ana Silvia Cavenagui Doho. O Villa Rocca, foi o local escolhidos para a entrega dos diplomas de conclusão de curso e do delicioso jantar servido aos amigos e familiares dos formandos.

Após a solenidade, os convidados puderam assistir ao show do cantor Fabiano Henrique, seguido pela apresentação do DJ, com muita música boa. Os formandos e seus convidados aproveitaram a festa até a madrugada do outro dia.

Aluna de melhor desempenho no teste Cambridge estuda no CEL em Jales

Uma das cidades estudantis mais antigas do mundo com belas obras arquitetônicas e muita história para contar. Isso e muito mais é o que espera Gabriela Pires de Araujo, estudante da 2ª série do Ensino Médio da E.E. Oscar Antônio da Costa, em São Francisco, região de Jales ,e ainda aluna do Centro de Estudo de Línguas (CEL) da E.E. Dom Artur Horsthuis e "dona" da melhor pontuação no exame de proficiência Cambridge English Benchmarking Test aplicado em outubro.


Além da aluna Gabriela (foto), mais dois alunos deste CEL , Vitor Hugo Nogueira Neves, da EE. Dom Artur Horsthuis, e Juliana Antunes Cavalcanti, da EE. Akió Satoru, classificaram-se no nível B1 do teste, participaram de uma roda de conversa em inglês via videoconferência, realizado pela equipe de Cambridge, na qual Gabriela obteve o melhor desempenho. Em 2017, Gabriela irá à Inglaterra visitar a renomada Universidade, a mesma onde Charles Darwin, Stephen Hawking e Isaac Newton estudaram.

Todos os custos com passagem, alimentação, translado, hospedagem e seguro de vida serão pagos pela instituição inglesa. A premiação foi dada ao aluno matriculado no Centro de Estudo de Línguas (CEL) de melhor desempenho dentro da turma com maior adesão ao teste. A parceria com a Secretaria da Educação de São Paulo foi a primeira na América Latina.

Para medir o nível de proficiência em língua inglesa os alunos tiveram as habilidades de escrita e leitura analisadas pelo teste online elaborado pela Cambridge English Language Assessment, departamento da Universidade de Cambridge, o mesmo que cuida das avaliações de proficiência e formação de professores. Educadores da rede estadual paulista também participaram da avalição.

Os resultados ajudarão a Secretaria e diretores dos CELs a conhecer melhor o nível dos seus alunos. Os dados individuais são confidenciais e foram computados pela equipe de Cambridge English, podendo ser utilizados como base para planejar ações e intervenções nas unidades, fomentando futuros projetos de fortalecimento do inglês na esfera pública.

Reflexões: Natal, festa no coração

Adelvair David 
 
Para muitos corações o Natal é envolto em muita tristeza. Afigurou-se a ideia de que esta data deve somente pode ser marcada com presentes comidas e folguedos, porém, nem todos podem dispor de recursos para tantas exigências que se criou.
Este é um momento que deveria ser de encontro de corações em torno de singela comemoração externando gratidão por Ele, e não para a supervalorização das coisas em detrimento das pessoas. Para muitos é mais importante o presente que a pessoa trará para o encontro natalino do que a sua presença.
Vulgarizou-se então a ideia falsa de que este é o Natal. Formou-se no coração do homem, mais uma vez, a obrigação do cumprimento dos formalismos exteriores, onde os excessos de toda sorte são praticados. Muitos morrem nas estradas vitimados pela embriaguez ou na pressa para não chegar a lugar nenhum.
Meu amigo, o Natal é a mensagem do amor entre a humanidade, da simplicidade que começou na manjedoura e terminou na cruz, da compaixão e da misericórdia por uma humanidade mergulhada nas imperfeições e necessita de um roteiro de luz para iluminar-lhe as trevas do caminho.
Antes de qualquer encontro com os homens, necessário elevar-se em prece para agradecer-Lhe a presença e a proteção. Antes das comidas necessário pensar em tantos quantos nada tem para colocar à mesa, e nenhum motivo tem para comemorar por estarem experimentando a dor da guerra, da miséria, da doença, da solidão e do sofrimento de toda ordem, daqueles onde a penúria extrema os fazem questionar a própria fé. Neste momento sugestivo em que se comemora o Natal do Senhor, além das alegrias naturais que a data proporciona, e das maviosas celebrações é importante procurar o aniversariante e convidá-lo para a maior festa que se pode oferecer a alguém, a festa no coração, onde Ele deverá permanecer sempre.

Feliz Natal transbordando amor uns pelos outros porque Ele veio 
 

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

EDSON FIRMINO VIEIRA e LUCIMEIRE ROSA SESTARI. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 01 de outubro de 1.980, auxiliar administrativo, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Sebastião Antonio Vieira e de Maria Firmino Cardoso. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 05 de outubro de 1.981, professora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ataíde Antonio Sestari e de Nadir Rosa da Silva Sestari.

WESLEY RODRIGO FALCO OLIVEIRA e POLIANA CARLA DE ARAUJO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 07 de maio de 1.991, eletricista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Lourisvaldo de Sousa Oliveira e de Marta Falco. ELA, natural de Estrela D’Oeste, deste Estado, nascida aos 08 de agosto de 1.994, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Jair Carlos de Araújo e de Analda Freitas de Souza.

ALBERTO ALEXANDRE DO AMARAL e NOELIA RODRIGUES DOS SANTOS. ELE, natural de Ituverava, deste Estado, nascido aos 10 de fevereiro de 1.944, aposentado, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Abilino Alexandre do Amaral e de Rosalina Batista do Amaral. ELA, natural de Fátima do Sul, Estado de Mato Grosso do Sul, nascida aos 15 de fevereiro de 1.962, salgadeira, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Lucindo Bento dos Santos e de Maria Rodrigues dos Santos.

MÁRCIO DE OLIVEIRA CRUZ e ELISANGELA DOS SANTOS GONÇALVES. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 03 de março de 1.977, assistente social, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Sélio Ferreira Cruz e de Rosa Aparecida de Oliveira Cruz. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 30 de março de 1.988, passadeira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de João Mateus Gonçalves e de Marina Xavier dos Santos.

RODRIGO PEREIRA LEITE e ANIÉLI CAMILA ARTILHA. ELE, natural de Campinas, deste Estado, nascido aos 05 de outubro de 1.982, funcionário público estadual, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Bernardo Joaquim Leite. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 05 de junho de 1.983, engenheira de alimentos, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ademir Donizeti Artilha e de Iolanda Aparecida Tondato Artilha.

VALDIR PASQUALOTTO e CÉLIA APARECIDA LEOCI. ELE, natural de Floreal, deste Estado, nascido aos 27 de fevereiro de 1.957, aposentado, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Luiz Pasqualotto Junior e de Malvina Rio Pasqualotto. ELA, natural de Tupi Paulista, deste Estado, nascida aos 01 de janeiro de 1.970, professora, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Alexandre Tiroli Leoci e de Josefa Ferro Leoci.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA- O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina


Jales é campeã no Fraldinha do 45º Campeonato Estadual de Futebol

No sábado, 17 dezembro, a cidade de Presidente Venceslau recebeu os últimos jogos da etapa final do 45º Campeonato Estadual de Futebol, promovido pela Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo (SELJ).

Após disputa entre os dias 8 e 17 de dezembro, os campeões estão definidos. Em Presidente Venceslau, foram definidas as categorias Fraldinha (sub 11) e dentinho (sub 13) para equipes masculinas. Para chegar até a etapa final, as equipes tiveram de se credenciar nas fases regionais e sub-regionais, que contaram com mais de 5600 atletas, 242 equipes e 106 municípios inscritos. A competição fecha o calendário esportivo da SELJ em 2016.

Jales leva a melhor em Presidente Venceslau

Na categoria fraldinha, após intensa disputa, os meninos de Jales superaram Americana para ficar com o primeiro lugar. Foram 13 equipes e 209 atletas nesta categoria. Jales representada pela equipe JAC/Smect/CAPontal esteve no Grupo D ao lado de Sert de Presidente Venscelau e Stadium/BR/Sel de Marília.

Para chegar ao título invicta, Jales realizou sete partidas marcando 12 gols e sofrendo 2 gols ficando como a melhor defesa do certame.

A estreia Jales venceu Marília por 3 x 0; ganhou de Presidente Venceslau por 4 x 0; empatou com Penápolis em 0 x 0: derrotou São José dos Campos por 1 x 0; empatou com Americana e 0 x 0; bateu Diadema por 2 x 0 e empatou com Americana em 1 x 1 somando maior número de pontos.

Expectativas

Reginaldo Villazón

Trata-se de pura verdade afirmar que a humanidade percorre uma trajetória ascendente, no sentido do pior para o melhor. Mas muitas vezes temos a impressão contrária. Os horrores da Segunda Guerra Mundial fizeram de 1939/1945 um período de caos. Milhões de pessoas foram mortas nos combates e nos campos de concentração. Além dos bombardeios aéreos tradicionais, duas bombas atômicas foram detonadas sobre cidades, causando destruição, contaminação, mortes, ferimentos e doenças.

De fato, a trajetória humana não é uma linha reta que se eleva regularmente, sem variações. Altos e baixos desenham formas imprevisíveis. Assim foi no século 20. Houve guerras, revoluções, assassinatos, perturbações políticas, crises econômicas. Porém, alternados com avanços políticos, sociais, econômicos e tecnológicos. Por fim, o século 20 se encerrou em 31 de dezembro de 2000 com larga margem de desenvolvimento em nível mundial, relativamente ao seu início em 01 de janeiro de 1901.

Conhecer e compreender como se desdobra a história humana, aparentemente, não traz vantagem alguma. Porque ela vai seguir o seu curso, produzindo acontecimentos bons e ruins com independência, sem preocupação com nossos desejos. Porém, se nós entendemos como a história humana se processa, podemos evitar muitos enganos. Agir sempre da mesma forma – otimismo, pessimismo ou passividade – é cometer riscos perigosos. Correto será pesar sempre os fatos para tomar atitudes acertadas.

Este ano de 2016 está chegando ao final. Foi um tempo de notícias, fatos e previsões de péssima qualidade. O mundo se agitou com guerras, dramas de refugiados, atentados terroristas, tensões nucleares, radicalismos políticos e divergências econômicas. No Brasil, a crise econômica, o endividamento público, as rixas políticas, a corrupção, o desemprego e os surtos de doenças causaram sofrimento e indignação. Hoje, ninguém sabe ao certo qual será a realidade brasileira no futuro próximo.

Será inútil colocar novas esperanças nos políticos e nas instituições oficiais, antes que grandes mudanças sejam realizadas. Os discursos, regras e ações dos governantes não podem perseverar. Por isto, há apreensão geral no país. Os jovens precisam se preparar e encontrar boas oportunidades no mercado de trabalho. Os mais velhos precisam se aposentar sob condições dignas de vida. Mas o cenário político e institucional é de entristecer. Muitos brasileiros podem presumir que esse túnel escuro não terá fim.

Porém, alto lá! Observadores estrangeiros afirmam que o Brasil vai superar o desespero. Eles elogiam a execução da Operação Lava Jato, a prisão dos corruptos e a decadência dos políticos ruins. Eles asseguram que o país possui empresários, executivos e trabalhadores hábeis para competir no mercado global. Por fim, dizem que o Brasil é um mar de oportunidades de investimentos. Pois bem. Estes posicionamentos reforçam as expectativas de que a tempestade vai passar e virão outros tempos melhores.

Esta semana

o prefeito Pedro Callado (PSDB) – a poucos dias de deixar o cargo –, esteve em emissoras de rádio para conceder entrevistas sobre sua gestão e política. Ele tomou posse em 17 de fevereiro de 2015, após o afastamento da prefeita Nice Mistilides (PTB), da qual era vice.

Falou
a respeito também com a imprensa escrita nesta quarta-feira (21) em seu gabinete ao conceder uma entrevista coletiva. E as emissoras marcaram presença.

Em uma
das entrevistas, falando sobre sua gestão de dois anos, o prefeito Pedro Callado afirmou que a prioridade de seu mandato foi pagar contas. Só ao Instituto Municipal de Previdência Social pagou uma dívida de R$ 7 milhões. Este é um fato grave, que compromete a classe política local. Em dois anos, a administração do município não teve prioridade.

O controle
de contas financeiras não é bicho de sete cabeças. Tem regras básicas simples que funcionam muito bem. Por exemplo, não se deve fazer ou rolar dívidas sem previsão de pagamento. Seria melhor se o prefeito Pedro Callado tivesse dito que a prioridade do seu mandato foi cortar desperdícios, reduzir custos e aumentar a eficiência da Prefeitura.

Dívidas que
costumam ser feitas ou roladas, sem previsão de pagamentos, crescem com os encargos e são transferidas para as administrações seguintes. Assim, Pedro Callado recebeu dívidas, pagou dívidas e fez dívidas. O futuro prefeito Flá Prandi (DEM) fará o mesmo.

Pedro Callado
também falou sobre o não repasse de verbas para entidades sociais, que estariam seis meses sem ver a cor do dinheiro, e só não o fez por falta de recursos financeiros. O desequilíbrio financeiro da Prefeitura foi ampliado pela crise econômica do país.

Na voz corrente,
a população jalesense se mostra muito decepcionada com as duas últimas gestões, Nice Mistilides (2013/2015) e Pedro Callado (2015/2016). De fato, estes dois períodos foram marcados por muita turbulência política e poucas realizações em favor do município.

Faltando 07
(sete) dias para a troca de governo, tem gente que diz amargamente que estas duas últimas gestões foram as piores dos últimos 20 anos. Essa gente foi que mais acreditou nas promessas excelentes, que não foram cumpridas.

Entre os
tucanos jalesenses, há o sentimento de que é necessária uma reformulação da política partidária local de 2017 em diante. Eles admitem que é preciso estar atentos a um processo de renovação em nível municipal. Diz um tucano: "Precisamos ter uma proposta política para agregar, não para ficarmos como água morna".

Na opinião
de outros, o PSDB – partido do prefeito Pedro Callado – aceitou passivamente a ingerência política nos seus destinos e agora está pagando um preço alto: o desgaste político. Vai ter que se afastar dos holofotes e se fortalecer com novos nomes e atitudes.

O vereador
eleito mais votado no último pleito, Vagner Selis (PRB), o popular "Pintinho", é candidatíssimo à presidência da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Jales e tem recebido apoio dos novos vereadores. Poderá ter como adversário o atual presidente, Nivaldo Batista de Oliveira (Tiquinho). Pintinho, que terá o privilégio de empossar o prefeito eleito Flá Prandi e seu vice Garça, conta com bom número de simpatizantes.

Mas, entre
os políticos, a palavra dada pesa pouco. Que o diga o vereador Rivail Rodrigues (PSB), que em 2015 levou uma rasteira fenomenal, apesar de ter um documento assinado pelos vereadores, garantindo-lhe a vitória para presidência da Mesa Diretora. Pelo acordo de bastidores, era a vez de Júnior Rodrigues assumir a presidência. Confiou, mas dançou.

Nos anos
2013, 2014, 2015 e 2016, as posições de Jales no ranking Ambiental do Programa Município VerdeAzul (PMVA) foram desastrosas: 175ª, 157ª, 278ª e 403ª. Essas quedas de posições estariam relacionadas com os problemas dos resíduos sólidos que Jales está enfrentando nos últimos anos.

A futura
administração Flá/Garça, que assumirá a gestão pública em Jales, deverá tomar sérias providências a respeito sob pena de Jales ir parar na lanterna do ranking Ambiental do Programa do Município VerdeAzul (PMVA), o que seria até desastroso e vergonhoso.

Quem acreditou
que Flá Prandi não aproveitaria assessores da atual administração, se enganou redondamente. O buxixo no boteco da vila dá conta que Francisco Melfi, atual assessor da Comunicação/Administração, ficará na Administração. Hilário Pupim permanecerá na Agricultura e Abastecimento. E o prefeito Pedro Callado assumirá a Procuradoria Geral do Município (PGR).

O provedor
da Santa Casa de Jales, Júnior Ferreira, disse que a informação que o hospital tem uma dívida de R$ 4 milhões não procede. Segundo ele, os salários dos colaboradores estão em dia e os encargos sociais também.

O deputado
federal Fausto Pinato (PP) conseguiu liberação de recursos da ordem de R$ 718.360,00 para a Santa Casa de Fernandópolis. A emenda é de autoria dos ex-deputados João Dado (SD), eleito prefeito de Votuporanga, e Otoniel Lima (PRB). Tomara que o deputado Pinato, que tem laços de amizade por aqui, consiga liberar recursos para a Santa Casa de Jales.

Nesta
sexta-feira (23), o histórico de todas as visualizações de página do blog Folha Noroeste desde maio de 2010 atingiram a marca de 2.310.4861 acessos de todos os estados brasileiros e dezenas de países ao redor do Planeta.

Palavras de Chico Xavier

 
O mal está em nós mesmos, em nossas tentações, tentações que nascem de nós. Ninguém nos tenta: nós é que somos tentados por nós mesmos...
*
Na realidade, toda doença no corpo é processo de cura para a alma...
A doença é uma espécie de escoadouro de nossas imperfeições; inconscientemente, o espírito quer jogar para fora o que lhe seja estranho ao próprio psiquismo.


Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.
 
 
 

Feliz Natal

O povo brasileiro, durante a sua formação cultural, teve a regalia de se inspirar na vida, nos exemplos e nos ensinamentos de Jesus Cristo. A forte presença do cristianismo na alma do povo brasileiro faz a nação se manter unida e superar dificuldades sem radicalismos. Faz a nação continuar a receber sem repúdio aqueles que chegam na busca de paz para viver. É forçoso reconhecer os benefícios proporcionados pelo cristianismo.

Jesus Cristo foi um missionário voltado para o bem de todos. Nunca enalteceu os sofrimentos, as doenças, a miséria. Ao contrário, consolou os aflitos, curou os doentes, deu o que comer aos famintos. Indicou a porta estreita como a passagem certa para a salvação.

No Sermão da Montanha, falando à multidão, Jesus desejou as bem-aventuranças aos humildes, aos que choram, aos mansos, aos que tem fome e sede de justiça, aos misericordiosos, aos limpos de coração, aos pacificadores, aos que sofrem perseguição.

Assim, embalados nas vibrações edificantes de Jesus, nós da Folha Noroeste manifestamos votos cordiais de Feliz Natal aos nossos patrocinadores, assinantes e leitores. Pedimos a Jesus Cristo que esteja presente em todos os momentos, abençoando a todos.

Alunos de Educação Física doam brinquedos à Casa Abrigo

Daniel Zilio



Os alunos do 2º ano do curso de Educação Física da Unijales, mais uma vez mostraram que além de muito conhecimento adquirido em sala de aula, o gesto de solidariedade também faz parte da grade curricular do curso. Recentemente, o curso esteve envolvido com o ato de bondade para com o próximo.

No dia 10 de dezembro, doaram centenas de brinquedos, que fizeram a alegria das crianças e adolescentes da Casa Abrigo.






Essa inciativa partiu da professora da disciplina de Recreação e Lazer, Viviane Kawano Dias. Dentro da sua disciplina, trabalhou com os alunos do 2º ano de Educação Física, Licenciatura, a confecção de brinquedos e jogos educativos para transformar todo o trabalho em um momento mais que especial. Também foram comprados alguns brinquedos, com o dinheiro restante da Semana Acadêmica.

Além dos brinquedos doados, os alunos de Educação Física e a professora Viviane fizeram uma verdadeira festa para as crianças. Foram servidos lanches, refrigerantes e panetones.

No mesmo dia, os alunos do 3º ano, a professora Mary Lizete, organizadores do JUNEF (Jogos Universitários de Educação Física) e o curso de Pedagogia, fizeram a doação de produtos de higiene pessoal para as crianças da Casa Abrigo e Jarras, pacotes de café e pacotes de arroz para o Hospital de Câncer de Jales.

Os cursos de Educação Física e Pedagogia, da Unijales, mostraram que aprendizado e solidariedade caminham juntos.

Instalado escritório da Jucesp em Jales






 
Desde a quarta-feira, 21 de dezembro, o Escritório Regional da Junta Comercial do Estado de São Paulo – Jucesp, está funcionando na sede da Associação Comercial e Industrial de Jales, para atender os escritórios de contabilidade e os empresários. A instalação aconteceu na noite de terça-feira (20) na sede da associação, com a presença de autoridades, empresários e representantes dos escritórios. O Escritório Regional ER 331 de Jales vai atender 44 municípios, contribuindo para a agilização dos serviços de abertura, encerramento e alterações das empresas.

Durante a inauguração, a administradora do escritório, Maria Perpétuo Osório falou emocionada da luta para a instalação dessa unidade da JUCESP em Jales, um sonho que começou há 11 anos, quando a ACIJ era presidida por Alexandre Rensi e a associação passou a ser posto receptor de documentos. Ela lembrou que há seis meses, com apoio do atual presidente Carlos Roberto Altimari, foram iniciados os entendimentos para a vinda do escritório regional, contando para isso com a atuação da vice-presidente-Corregedoria da JUCESP, Paula Jane Rossetto Pelissoni que deu todo suporte para a concretização desse objetivo.

Maria também destacou que muitos passos precisaram ser seguidos durante um mês de treinamento intensivo em São Paulo, com a participação dos quatro funcionários que estão começando a trabalhar no escritório de Jales que deverá contar com mais três colaboradores, a partir de janeiro.

Parcerias – O presidente da ACIJ destacou a importância regional do Escritório da Junta Comercial, para facilitar o trabalho das empresas e dos escritórios. Ele agradeceu o apoio da prefeitura e demais parceiros não apenas para a consolidação de mais esse serviço, mas para levar para a sede da associação outras conquistas importantes para a classe empresarial, como a Sala do Empreendedor, onde também já está funcionando a agência local do Banco do Povo Paulista, junto com o Posto de Atendimento ao Empreendedor do Sebrae e onde logo deverá ser instalada uma unidade do Via Rápido Empresarial, conforme foi confirmado pelo prefeito Pedro Callado.

Carlinhos lembrou que foram muitos desafios, mas o importante é o significado de mais essa conquista para agilização dos serviços da JUCESP para toda a região, incentivando o empreendedorismo e consolidando Jales como centro regional.

Esse trabalho da Junta que passa a ser realizado em Jales também foi destacado pelo delegado do Conselho Regional de Contabilidade, Morió Suzuki e autoridades presentes, como o deputado estadual Gilmar Gimenes, o prefeito Pedro Callado, o prefeito eleito Flávio Prandi Franco, o Flá, o gerente regional do Sebrae, Rafael Matos e o presidente do Sindicato do Comércio Varejista, Alexandre Rensi.

O presidente da JUCESP, Jânio Benith não pode comparecer, mas enviou uma mensagem que foi lida durante a cerimônia, onde afirma que a iniciativa da ACIJ, junto com a prefeitura, nesse esforço para implantar o Escritório Regional de Jales trará muitos benefícios não só para os contadores, mas para toda a classe dos empreendedores e de todos os que necessitam dos serviços da Junta Comercial.

Natal da dignidade humana

Dom Reginaldo Andrietta, Bispo Diocesano de Jales



É Natal, novamente. Crianças e idosos, jovens e adultos, ricos e pobres, patrões e trabalhadores, empregados e desempregados, intelectuais e analfabetos, governantes e cidadãos comuns, todos se saúdam com belas palavras e mensagens de amor, paz, esperança e solidariedade. Tudo parece mágico, belo, luminoso, até que a vida retorne ao seu ritmo de sempre.

Algo mudou ou mudará? Sim, para aqueles que entendem que o Natal é muito mais do que um dia, mensagens, presentes, presépio, amigos secretos, comilanças, fogos de artifício, árvores enfeitadas e pisca-piscas. Os que creem, verdadeiramente, em Cristo, celebram esta festa acolhendo-o em suas vidas, deixando-se transformar por ele, engajando-se na transformação do mundo.

Os símbolos do Natal, mesmo não religiosos, apontam para novos modos de ser e conviver. O pinheiro iluminado, por exemplo, com bolas brilhantes, mostra que devemos ser uma árvore que dá bons frutos, cujo brilho depende de nossas virtudes, de nossos corações generosos, de nossas mentes sábias, de nossos projetos audaciosos e de nossas ações corajosas.

Se não brilhamos tanto ao longo do ano, deixemo-nos, agora, iluminar pelo Menino Deus. Não vale a pena ter árvores brilhantes, mas rostos apagados pelos desentendimentos que geraram mágoas, pelo desprezo que sofremos ou cometemos, pela arrogância naquela discussão sem sentido, pela vaidade que esvaziou nossos corações e pela omissão que fez nosso mundo ser menos fraterno.

Por isso, celebremos, hoje e sempre, o Natal da fé, do coração aberto a Deus, da mão estendida, da irmandade e de quem planta justiça. Com nossos joelhos dobrados em prece, lembremo-nos dos que não se falam e dos que vivem em guerra. Façamos por eles uma prece de paz. Lembremo-nos dos que se odeiam, dos tristes, solitários, sem-terra, sem emprego, sem saúde, sem casa, sem família, sem afeto, sem amigos, sem esperança, sem liberdade e sem alegria.

Lembremo-nos, também, dos que nos ofenderam e de quem ofendemos. Façamos por todos uma prece de perdão e reconciliação, afinal a vida recomeça com o Menino Deus que renasce hoje e sempre, especialmente entre os pequenos. Hoje é Natal, como deve ser todos os dias, sobretudo das crianças que os gestores públicos sempre esquecem. Jesus Menino está e continuará em nossos projetos socioeducativos, aguardando os recursos públicos negados pelos governantes.

Hoje é Natal e amanhã será também, dos jovens que procuram trabalho, com poucas chances de encontrá-lo. É Natal e sempre será das pessoas idosas que não merecem chorar por recordações amargas, afinal são pessoas que deram vida; a tantos carregaram nos braços, ajudaram a caminhar e, nas quedas, os levantaram; ensinaram a responsabilidade, o valor da família, do "ganha-pão" honesto e justo. O Natal delas não pode ser de trabalho sem descanso e sem aposentadoria digna.

O Natal de todos não pode ser de desprezo e abandono; e, se assim o for, que não tenhamos medo de agir, pois "hoje nasceu para nós um Salvador que é o Cristo Senhor" (Lc 2,11). Encontremos nesse pobre, recém-nascido, o motivo de nossa alegria, de nossa esperança e de nossa ação. Ele se rebaixou, assumindo em tudo nossa condição humana, menos o pecado, para elevar-nos à dignidade de filhos e filhas de Deus, dignidade esta pela qual lutamos hoje e lutaremos sempre.

Prefeito Pedro Callado recebe diretor da Coelho Engenharia

Após obter a viabilidade técnica e jurídica para implantação de mais um núcleo habitacional popular do programa Minha Casa Minha Vida em Jales, o empreiteiro Rafael Luis Coelho, da Coelho Engenharia visitou o prefeito Pedro Callado em seu gabinete nesta segunda-feira, 19 de dezembro





foto - Vereador Tiquinho, Rafael Coelho e o prefeito Callado (divulgação)


 
 

Na reunião, o empresário apresentou as propostas de sua construtora, mostrou detalhes do projeto e agradeceu ao chefe do executivo pelo apoio, a atenção e os incentivos que o município ofereceu.
 



O vereador Nivaldo Batista de Oliveira (Tiquinho) presente à reunião salientou que "sabemos que nossa solicitação ao ministro Gilberto Kassab, quando ainda ocupava o Ministério das Cidades, foi de grande valia para o andamento deste projeto e estamos muito felizes pelo encaminhamento dele".
Localizado no bairro Nova Jales, o residencial foi arquitetado pela empresa Coelho Engenharia, com participação da Cooperativa Habitacional dos Comerciários e o apoio da Prefeitura. O novo conjunto residencial terá 402 unidades, com sala com dois ambientes, dois quartos, cozinha, área de serviço e toda infraestrutura.

Famílias de baixa renda de Palmeira D’Oeste recebem 117 casas do Morar Bem, Viver Melhor


O secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia, entregou nesta sexta-feira (23/12) 117 casas do Morar Bem, Viver Melhor em Palmeira D’Oeste, na região de Jales. As moradias do Conjunto Habitacional José Antônio Sparapani foram viabilizadas pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), com investimento de R$ 13,4 milhões.



O prefeito Luciano Ângelo Esparapani. e o secretário estadual da  Habitação Rodrigo Garcia faz a entrega de uma das casas à familia Montani





"Aqui tem pessoas mais novas e pessoas mais experientes que estão realizando o maior sonho da família brasileira, que é a casa própria. Deem muito valor nesta conquista, onde poderão criar seus filhos, criar seus netos. O Governo do Estado de São Paulo ajuda aqueles que mais precisam, dando casa pra quem não tem casa", disse o secretário Rodrigo Garcia.

Em Palmeira D’Oeste, 95,73% das famílias beneficiadas tem renda mensal de até três salários mínimos e irá desembolsar 15% dos rendimentos nas prestações. Os novos mutuários terão prazo de até 25 anos para quitar o financiamento habitacional. As prestações serão subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a renda familiar. O valor da menor prestação é de R$ 132. Das 117 unidades, nove são destinadas para pessoas com deficiência, seis a idosos e duas para indivíduos sós. As famílias beneficiadas foram selecionadas por meio de sorteio público, que foi realizado em outubro.

"É um sonho realizado. Graças a Deus as 117 unidades estão sendo entregues. Com grande alegria chegamos ao grande momento: a entrega das chaves. Palmeira foi abençoada por essa obra", afirmou o prefeito de Palmeira D’Oeste, Luciano Ângelo Esparapani.

A CDHU atende famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Outros requisitos para participar do programa são: morar ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, não ser proprietário de imóvel e não ter financiamento habitacional.

A gente sempre morou no que é dos outros. É uma conquista que não dá nem pra falar. É um sonho realizado. Já planejamos ampliar a nossa casa", disse Marcel Rodrigo Vitoriano, que irá morar com a esposa Solange Cristina Fronzati Montanari e seus quatro filhos.

As moradias, que já contam com sistema de aquecimento solar instalado, têm dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro, distribuídos em 56,67 m² de área construída. Os imóveis possuem piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos no banheiro e nas paredes hidráulicas da cozinha, muretas de divisa entre os lotes, estrutura metálica para cobertura, esquadrias de alumínio e infraestrutura completa com redes de água e esgoto, iluminação pública, rede elétrica, drenagem, pavimentação asfáltica, urbanismo e muro de arrimo.

Este empreendimento habitacional foi viabilizado em parceria com o município, que doou o terreno e administrou a obra. A CDHU repassou os recursos financeiros e supervisionou todas as etapas dos trabalhos.

De acordo com estudo realizado pela CDHU, são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale, na entrega desta sexta, a 194 empregos diretos criados pela obra.

Desde 2011, a região administrativa de São José do Rio Preto recebeu 7.771 moradias populares, por meio da CDHU e do programa Casa Paulista. Além disso, há 3.329 habitações de interesse social em construção.

Morar Bem, Viver Melhor – O Morar Bem, Viver Melhor é a Política Habitacional do Estado de São Paulo. Ela reúne todas as ações e investimentos da Secretaria de Estado da Habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente, inovações e qualidade de vida para as famílias atendidas.