Páginas

sábado, 22 de outubro de 2016

MEC renova o reconhecimento do curso de Serviço Social da Unijales

por Daniel Zilio

 
O Ministério de Educação e Cultura (MEC), por meio da Comissão de Avaliação, constituída pelas professoras doutoras, Edaleia Maria Ribeiro e Rosane Aparecida de Sousa Martins, renovou o reconhecimento do curso de Serviço Social da Unijales.

As profissionais avaliaram o curso nos dias 10 e 11 de outubro.

As avaliadoras cumpriram um cronograma que incluiu três dimensões, Organização didática pedagógica, Corpo Docente e Infraestrutura, com análise de documentos acadêmicos administrativos, visitas à biblioteca, entrevista com professores e a coordenadora do curso Rosana Cardoso e reuniões com a mantenedora Maria Christina Fuster Soler Bernardo, o reitor Silvio Luiz Lofego e a diretora de graduação Rosangela Bordon Bigulin.

A qualidade do ensino, a infraestrutura, com espaços e recursos adequados para as aulas, o corpo docente qualificado, o projeto pedagógico, a titulação e o comprometimento dos alunos e professores, fizeram com que Serviço Social tivesse uma boa avaliação, sendo classificado de boa qualidade, atendendo plenamente a demanda do curso.

IMPS de Jales promove curso temático







 
O Instituto Municipal de Previdência Social de Jales - IMPS, realizou em sua sede, na segunda-feira, 17 de outubro, o curso "Capacitação Previdenciária Municipal", ministrada pela palestrante Dra. Magadar Briguet, assessora jurídica da APEPREM – Associação Paulista de Entidades de Previdência do Estado e Municípios.,

O evento contou com a participação do prefeito municipal Pedro Manoel Callado de Moraes, de membros da Administração Municipal, vereadores no exercício do mandato e futuros vereadores, servidores e membros do Conselho Consultivo, Deliberativo e Fiscal.

No evento foi apresentado e debatido tema como a responsabilidade dos políticos e gestores, da estrutura previdenciária, principais problemas e alternativas para que o município busque uma situação de solvência, equilíbrio financeiro e atuarial para o instituto.

Na terça-feira, 18 de outubro, no salão de eventos da Associação Comercial e Industrial de Jales - ACIJ, numa em parceria do IMPS de Jales com a APEPREM foi realizado um curso temático sobre benefícios previdenciário. O curso durou das 9 às 13 horas, e teve como palestrante a Dra. Magadar Briguet, assessora jurídica da APEPREM, que abordou os Aspectos Práticos da Concessão. O evento contou com a presença do prefeito Pedro Callado e representantes de Institutos de Previdência de várias regiões do Estado de São Paulo. Na oportunidade foram apresentados e discutidos temas e aspectos sobre a concessão de benefícios previdenciários.

O superintendente do IMPS de Jales, Claudir Balestreiro, considera que pela interação dos participantes, a avaliação final dos cursos "foi altamente positiva, onde foi apresentado, de forma sintética, a real situação do Instituto Municipal de Previdência Social de Jales, dos desafios e responsabilidades dos nossos administradores e políticos e da similaridade nos Institutos, dos problemas referente a concessão de benefícios".

Alunos de Administração e Ciências Contábeis tem 100% dos artigos aprovados no CONIC

por Daniel Zilio


 
Alunos do curso de Administração e Ciências Contábeis da Unijales, coordenados respectivamente pela professora Luciana Rocha e Júlio Cesar Siqueira vão participar do 16º CONIC- Congresso Nacional de Iniciação Científica. O evento será realizado na cidade de Guarulhos, nos dias 25 e 26 de novembro.

O curso de Administração e Ciências Contábeis serão representados pelos alunos do 4º ano, através dos seus artigos que foram 100% aprovados pelo CONIC. Ao todo 19 trabalhos foram aprovados e 50 alunos apresentarão seus artigos durante o Congresso.

O CONIC tem como objetivo identificar talentos, estimular a produção de conteúdo científico além de viabilizar na prática os projetos apresentados pelos alunos, por meio do exercício da criatividade e de conhecimentos adquiridos.

O Congresso Nacional de Iniciação Científica apoia o desenvolvimento intelectual contínuo dos alunos do ensino superior, incentiva a pesquisa, a arte e a cultura, buscando facilitar o contato com o que há de mais novo no mercado. Ao mesmo tempo, o CONIC promove visibilidade e valor aos trabalhos apresentados.

A catarata, uma doença comum da terceira idade, pode ter outras causas e o único tratamento eficaz é a cirurgia

Com o aumento da expectativa de vida é comum o surgimento de algumas doenças próprias da terceira idade. Uma das patologias que costumam atingir as pessoas que ultrapassam os 60 anos de idade é a catarata. "A doença é um processo de opacificação do cristalino, que é a lente natural do olho responsável pela focalização da imagem na retina, que representa por assim dizer, o filme onde a imagem é captada", explica o oftalmologista e diretor da Clínica Canto, Dr. Marco Canto, de Curitiba.

Apesar da catarata surgir quase sempre na terceira idade, devido ao envelhecimento natural, em algumas pessoas a doença pode manifestar-se precocemente. A doença pode afetar um ou os dois olhos ao mesmo tempo e também é causada por outros fatores como a diabetes, rubéola, tuberculose, toxoplasmose, traumas e uso excessivo de alguns medicamentos. De acordo com o Marco Canto, a catarata ainda pode ter causa congênita e estar presente desde o nascimento.

No estágio inicial da doença, o paciente percebe apenas uma pequena turvação, embaçamento e desconforto, que aumenta progressivamente, impedindo a nítida visualização dos objetos e letras até a obstrução total da visão. Quando a catarata restringe até mesmo a percepção luminosa, é chamada de catarata madura. "Mas hoje essa modalidade é rara, embora ainda apareçam no consultório pessoas cegas por causa da catarata", alerta o oftalmologista.

Não existe prevenção para a doença e o único tratamento é a cirurgia. "Hoje a cirurgia da catarata é a mais realizada no mundo e leva apenas alguns minutos. Mas é importante ressaltar que até o paciente ser liberado para casa pode demorar de duas a três horas", esclarece Marco Canto.

Cirurgia de catarata - O paciente recebe anestesia local ou tópica, apenas com colírios anestésicos, e por uma técnica chamada facoemulsificação é removida toda a opacificação do cristalino e implantada uma lente artificial para substituir a lente natural do olho. A pessoa é liberada para casa no mesmo dia da cirurgia. "Hoje retiro o curativo no mesmo dia. Na maioria das vezes, o paciente tem alguma dificuldade visual por causa dos efeitos residuais da anestesia. Mas em dois dias a melhora visual é notada e a pessoa está pronta, e até ansiosa para operar o outro olho, quando necessário", afirma o oftalmologista.

Embora a cirurgia de catarata seja eficaz e segura e o único tratamento disponível para a doença, Dr. Marco Canto lembra alguns fatores que são essenciais para o sucesso da cirurgia:

- Boa relação entre médico e paciente

- Habilidade e experiência do cirurgião

- Avaliação pré-operatória

- Indicação cirúrgica adequada

- Cálculo correto da lente que será implantada

- Qualidade da lente intra-ocular

- Cooperação do paciente em relação às instruções do pré e pós-operatório

- Local adequado e com boa estrutura para o procedimento

Corpo clínico da Santa Casa de Jales realiza cirurgia ginecológica por vídeo

 
A Santa Casa de Jales é o único hospital da região que passou a realizar desde o dia 1º de outubro cirurgias videolaparoscopia em ginecologia. O intuito desse novo procedimento é causar menos sofrimento ao paciente pós-operatório.

Já foram realizadas cirurgias de histerectomias, que é a retirada de útero, e ooforectomias, que é retirada do ovário. Os dois procedimentos foram sucesso entre a equipe de profissionais da Santa Casa e outras já estão agendados para serem realizados nos próximos dias.

A videolaparoscopia é uma moderna técnica aplicada em cirurgias e não há a necessidade de grandes incisões, garantindo um tempo menor para a recuperação e menos incômodos. Além do mais proporciona menos dores durante o pós-operatório. O resultado estético tende, portanto, a ser melhor, e o retorno às atividades do dia a dia é mais rápido.

De acordo com os especialistas o diferencial da cirurgia convencional e por vídeo está na recuperação do paciente, que em até dez dias pode estar retomando as atividades normalmente, visto que o outro procedimento pode levar de 45 a 60 dias. Além do mais o processo cirúrgico pode ser mais rápido e eficaz no tratamento.

Os médicos que atuam nesse novo procedimento são da cirurgia geral; Hugo Marques Pereira, Celso Abrão Domingos N. Júnior, Tharso Castilho Gabriel, e os ginecologistas, Doriana Garcia, Carlos Gustavo Rodrigues Franco, Décio Ribeiro de Assunção Júnior e Joaquim Severino de Almeida.

Vale lembrar que alguns especialistas da ortopedia também realizam cirurgia por videolaparoscopia na Santa Casa.

Te prometo ser fiel

*Renata Vasconcelos

É triste, mas é verdade: aproximadamente 57 mil mulheres descobrem ter câncer de mama todo ano no Brasil, de acordo com o INCA. Eu fui uma dessas mulheres. Mais que números, são milhares de vidas atingidas fortemente por uma doença que faz sofrer quem a tem e quem está ao lado.

Quando descobri o câncer de mama estava com 33 anos, cheia de planos e tinha acabado de sair de um tratamento de gravidez sem sucesso. A notícia foi como ser afogada de novo numa piscina, sem ter mais fôlego. Era exatamente esta minha sensação! Passei por quimioterapia, e radioterapia. Depois de três anos, passei a fazer acompanhamento médico a cada seis meses, além de usar um remédio oral.

Foi chocante perder os cabelos, não me reconhecia! E foi duro passar por todas as dificuldades de um tratamento agressivo, como é o oncológico. Mas, essa doença me modificou. Creio que não saiu de mim só o tumor, mas os apegos exagerados, as preocupações vãs, e, com certeza, meu tempo ficou mais valioso.

Mais ainda, pude ser cuidada por aquele que prometeu a Deus e a mim, fidelidade na saúde e na doença. No dia do nosso casamento, estava completamente saudável, jovem e cheia de planos, mas quando se faz uma promessa com o eterno, não se sabe o que vai acontecer no outro dia.

Ele me amou quando tinha cabelos e saúde, mas me amou também quando estava careca e sem forças para me levantar do sofá. Não vou dizer que foi fácil, estávamos enfrentando uma avalanche juntos, saímos cansados, feridos, mas de mãos dadas.

A verdade é que quando as mãos se unem no altar, só devem se separar no caixão, e, para quem crê, permanecem unidas para a vida eterna. Por mais que alguns digam não precisar ou não querer, as leis naturais de Deus estão impressas no coração do homem, portanto, cada um de nós busca um amor que nos ame na alegria e na tristeza.

Por isso, não dá para imaginar a dor de uma mulher que recebe essa notícia e não tem o apoio necessário da família. Um estudo realizado pelo Fred Hutchinson Cancer Research Center, nos Estados Unidos, apontou que 21% dos homens se afastam da esposa depois do diagnóstico de problemas sérios de saúde, como o câncer. O estudo ainda revelou que, quando um dos cônjuges adoece, o casal fica seis vezes mais propenso ao divórcio.

A verdade é que a face mais bela do amor se revela na dor, no sofrimento, na prova. Para mim, a promessa que eu e meu esposo fizemos no dia do nosso casamento, foi cumprida quando adoeci, e claro, a cada dia até hoje. Foi na dor que provamos a força do amor.

Para você homem: não tenha receio de não saber lidar com a doença, é natural ter medo e querer fugir. Talvez neste momento, você volte aos seus dez anos de idade, quando simplesmente corria, ao perceber o perigo. Mas, é nesta hora que é preciso dar a resposta de um homem que teme, mas não foge. Ela te conhece e sabe que você dará para ela o seu máximo. Portanto, aperte as suas mãos na hora de prender o fòlego, na hora da prova, e tenha certeza que será mais fácil chegar à superfície e respirar de novo se estiverem juntos.

Hoje, os capítulos que eu e meu esposo escrevemos em nossa história são de um ótimo momento, de felicidade com a chegada do nosso filho Gabriel. Não sei se estaria valorizando tanto este tempo, se não tivesse passado por dias tão escuros. O câncer me fez amar mais a vida, me cuidar melhor! Então, se você está passando por isso, aguenta firme! Você poderá terminar esta luta percebendo em você sua melhor versão.

*Renata Vasconcelos é missionária da Comunidade Canção Nova, jornalista e autora do Livro Te Prometo ser fiel na saúde e na doença pela Editora Canção Nova.

Marcelo Tas fala de humor e política no Café Filosófico

Neste domingo, 23 de outubro às 22h, a TV Cultura leva ao ar uma edição inédita do Café Filosófico com o jornalista e humorista Marcelo Tas. Intitulado Pode Rir, o programa faz parte da série Limites do Humor, de curadoria do próprio Tas, e discorre sobre humor e crítica social, colocando em evidência o caráter político do riso.
 
Mesmo sendo objeto de estudo da filosofia, religião, psicologia e arte, o humor não teve até hoje uma definição única. Nesta edição, o jornalista apresenta o seu entendimento sobre a capacidade de rir de si mesmo e do outro e afirma que, entre outras coisas, o humor é o "contato de inteligências".

Tas também aborda a função social do humor, atuando como uma lente que revela as verdades mais escondidas. "O mundo está torto. O humorista tem uma lente torta. Quando uma coisa junta com a outra, de repente você enxerga o mundo com mais clareza", explica.

Ele aponta ainda que a piada é uma ferramenta para encarar a gravidade de certas questões com leveza. Para ele, "quando a situação fica grave a ponto da gente não conseguir olhar para ela, entra o humor. O humor permite encarar a gravidade da situação humana, do mundo".

Outro ponto levantado pelo jornalista é a pressão que recai sobre os humoristas no cenário atual e a discussão sobre os limites do humor. Tas defende que "este é o fim da picada: o dia em que o palhaço começar a sofrer as pedradas da sociedade".

Tas também reforça que o humorista, em seu aparente descompromisso e leveza, é um crítico de seu tempo, fazendo política ainda que à sua revelia. Ao mesmo tempo, ele mostra que a política pode aparecer como protagonista no humor. Para explicar isto, detalha Ernesto Varella, o repórter de mentira que entrevistava personalidades de verdade, criado por ele e pelo cineasta Fernando Meirelles em 1983. Com irreverência, o personagem conseguia tocar em assuntos delicados durante a ditadura militar.

FLIV 2016: “Homenagear minha mãe é uma ideia formidável”, diz filha de Cora Coralina

 
Nascida em 1889, na Cidade de Goiás (Go), a poetisa Cora Coralina (foto) foi uma das mais importantes escritoras da literatura brasileira. Este ano, o universo lúdico dos versos de Cora será relembrado durante a 6ª edição do FLIV – Festival Literário de Votuporanga, que teve inicio nesta sexta-feira (21) e se estende até sábado, 29 de outubro, no Parque da Cultura.

A filha da poetisa goiana, Vicência Bretas Tahan, é uma das convidadas especiais desta edição do festival. Autora de uma biografia romanceada da mãe, "Cora Coragem, Cora Poesia", publicada pela editora Global, Vicência participará da abertura do festival, no dia 21, e de um bate-papo com Renato Barbieri e Regina Pessoa, diretores do documentário "Cora Coralina – Todas as Vidas", no dia 22.

De acordo com Vicência, um dos aspectos que mais lhe chama atenção na carreira e na personalidade de Cora é a simplicidade: "Minha mãe nunca teve a pretensão de trazer nenhuma grande colaboração para a literatura brasileira. Ela costumava dizer que nunca correu atrás da poesia, mas que a poesia, na verdade, nasceu com ela".

A respeito da escolha de Cora Coralina como autora homenageada do FLIV 2016, Vicência afirmou que considera a homenagem "uma ideia formidável": "Fico impressionada. Mais de 30 anos depois da morte de minha mãe, ela continua sendo lembrada por festivais, bibliotecas, escolas e outras instituições relacionadas à literatura. Acho essa homenagem bela e justa", completa.

O legado de Cora Coralina será relembrado em diversas atividades durante a 6ª edição do FLIV. Entre elas está a exposição "Cora Coralina: Coração do Brasil", organizada pelo Museu Casa de Cora Coralina, de Goiás, reinaugurado em março deste ano. Com projeto expográfico do Media Lab/UFG - Universidade Federal de Goiás e colaboração do Museu Municipal "Edward Coruripe Costa", a mostra procura apresentar ao público o modo de vida de Cora e apresentar a poesia num espaço moderno e interativo.

De acordo com o professor Cleomar Rocha, um dos responsáveis pela exposição, o projeto "retoma a ideia de que a poesia está nas paredes, na água da bica, na fumaça do fogão onde Cora fazia seus doces". A obra da poetisa também será tema de atrações como o bate-papo com os autores Jean Garfunkel e Penélope Martins, que homenageiam a escritora, no dia 23; e as intervenções poéticas do grupo Prana Teatro de Animação, que se apresenta nos dias 26 e 27.

O festival - Todas as atividades do FLIV – Festival Literário de Votuporanga são gratuitas e abertas ao público. Estima-se que mais de 80 mil pessoas passem pelos ambientes do evento, montado num espaço de 105 mil m², dentro do Parque da Cultura, em Votuporanga.

Em 2016, o FLIV terá sua maior edição, com mais de 160 atividades, divididas em nove dias de programação, contabilizando cerca de 125 horas gratuitas de promoção à cultura, com foco no incentivo à leitura junto ao público infanto-juvenil.

Entre as principais atrações desta edição, estão as apresentações da Orquestra Bachiana Filarmônica SESI-SP, sob a regência do maestro João Carlos Martins, e de grupos musicais como Pato Fu e Funk Como Le Gusta, além da presença de grandes nomes da literatura nacional, como Ignácio de Loyola Brandão, Marcia Tiburi e Lourenço Mutarelli.

O Pensamento e a Cura

Flávio Rodrigo Masson Carvalho
Professor do UNIBAVE – Orleans - SC
 
Todas as vezes que nosso corpo apresentar alguma "doença", isto deve ser tomado como um sinal de que alguma coisa não está bem. A doença não é uma causa, é uma conseqüência proveniente das energias negativas que circulam por nosso organismo espiritual e material.
O controle das energias é feito através dos pensamentos e dos sentimentos, portanto, possuímos energias que nos causam doenças porque somos indisciplinados mentalmente e emocionalmente.
Permanentemente, recebemos energia vital que vem do cosmo, da alimentação, da respiração e da irradiação das outras pessoas e para elas imprimimos a energia gerada por nós mesmos. Assim, somos responsáveis por emitir boas ou más energias às outras pessoas.
A energia que irradiamos aos outros estará impregnada com nossa carga energética, isto é, carregada das energias de nossos pensamentos e de nossos sentimentos, sendo necessário que vigiemos o que pensamos e sentimos.
As doenças físicas são distúrbios provocados por algum acidente, excesso de esforço ou exagero alimentar, entre outros, que fazem um ou mais órgãos não funcionarem como deveriam, criando uma indisposição orgânica. Já as doenças espirituais são aquelas provenientes de nossas vibrações. O acúmulo de energias nocivas gera a auto-intoxicação fluídica. Quando estas energias descem para o organismo físico, criam um campo energético propício para a instalação de doenças que afetam todos os órgãos vitais, como coração, fígado, pulmões, estômago etc., arrastando um corolário de sofrimentos, está ai a Psicossomática para nos esclarecer.
É possível, já ao nascer ou até mesmo na vida intra-uterina, trazer os efeitos das energias nocivas presentes em nossa alma, que se agravam à medida que acumulamos mais energia negativa na nossa vida, principalmente nos relacionamentos interpessoais. Enquanto persistirem as energias nocivas na alma, a cura não se completará.
A cada pensamento, emoção, sensação ou sentimento negativo, a alma imediatamente adquire uma forma mais densa e sua cor fica mais escura, por causa da absorção de energias nocivas, isso é facilmente detectado com a máquina Kirlian, que fotografa a aura da pessoa.
Partindo das estruturas energéticas da alma na direção do corpo em ondas sucessivas, essas radiações nocivas criam áreas específicas nas quais podem se instalar ou se desenvolver as vidas microscópicas encarregadas de produzir os fenômenos compatíveis com os quadros das necessidades morais para o indivíduo. Elas se alimentam destas energias nocivas que chegam ao físico, conseguindo se multiplicar mais rapidamente e, em consequência, causando as doenças.
Durante a purificação da alma, que pode ser através da yoga, meditação, exercício da religiosidade, terapias, e o mais importante, uma mudança drástica de vida, começando por mudar a maneira de pensar. As toxinas psíquicas que não forem totalmente curadas, vão para os tecidos, órgãos ou regiões do corpo, provocando disfunções orgânicas que conhecemos como doença, e assim são tratadas pela terapia medicamentosa, ou em certos casos, cirurgias.
Cuidado com o que anda pensando! Você poderá estar adoecendo, bem devagar e seriamente.
Mude a sua maneira de pensar! Pense positivamente, sorria mais, veja a vida com mais otimismo, valorize as coisas simples da vida, tenha hobbies, pratique esportes, desenvolva a sua religiosidade, faça terapia. Enfim, faça tudo o que estiver no seu alcance para ser mais feliz, para viver melhor, com mais qualidade de vida.
Namore bastante, dê muitos beijos na boca, aprenda a relaxar, somente perca tempo pensando em seus problemas se for para resolver, caso contrário, você somente os potencializa.
Pratique o desapego, inclua a caridade na sua vida, pois ajudar o próximo lhe fará muito bem.
Se assim você fizer, com certeza, estará evitando muitas doenças, e terá uma saúde melhor, tanto física como espiritual.
 

Karatecas conquistam medalhas no Campeonato Brasileiro em São Paulo






 
Entre os dias 13 e 15 de outubro atletas de Jales, Urânia, Estrela D’Oeste e Santa Clara D’Oeste, participaram e conquistaram 8 medalhas nas finais do Campeonato Brasileiro de Karatê e Campeonato Brasileiro Escolar realizados na capital paulsita.

As finais do Campeonato Brasileiro, organizado pela Confederação Brasileira de Karatê e pelo Comitê Olímpico Brasileiro/Comitê Olímpico Internacional, foram realizadas juntamente com o Campeonato Brasileiro Escolar, o Campeonato Brasileiro Universitário e o Campeonato Brasileiro de Estilos e contaram com mais de 1900 atletas inscritos entre os melhores de todos os 26 estados do Brasil e do Distrito Federal, tendo sido realizadas no Ginásio Mauro Pinheiro, no Ibirapuera em São Paulo/SP.

Nas finais do Campeonato Brasileiro foram obtidas 5 medalhas. O atleta Bruno Nagata Rios, de Jales, sagrou-se Campeão Brasileiro na modalidade katá, conquistando a medalha de ouro na categoria sub-8 (7º kyu a 5º kyu). O atleta de Urânia Sérgio Ricardo Dutra Gasques sagrou-se Campeão Brasileiro, conquistando duas medalhas de ouro nas modalidades katá e kumitê, categoria master 33-39 anos (7º a 3º kyu). A atleta Bruna Paganoti Pereira de Aspásia foi vice-campeã na modalidade katá, conquistando uma medalha de prata na categoria katá sênior 16 anos e acima (7º a 3º kyu). O atleta de Jales Éder Yoshizaki Takeda conquistou a medalha de bronze na categoria katá sênior 16 anos e acima (7º a 3º kyu).

Também foram para São Paulo disputar as finais do Campeonato Brasileiro e tiveram uma ótima participação os atletas Júlio César Garcia de Jales e Anderson Carlos Palasio de Urânia.

Os atletas da região classificaram-se para participar dessas finais do Campeonato Brasileiro em São Paulo/SP, após conquistarem medalhas na primeira fase do campeonato realizada entre 6 e 8 de maio na cidade de Trindade/GO.

No Campeonato Brasileiro Escolar, foram obtidas 3 medalhas. A atleta Karleane Santos Pereira, de Estrela D’Oeste, sagrou-se campeã brasileira escolar na modalidade kumitê conquistando a medalha de ouro na categoria 10/11 anos -45kg. O atleta de Jales,Thiago Takeshi Hashimoto, conquistou a medalha de bronze na modalidade kumitê 16/17 anos -76kg e a atleta Isadora Pampamin Perez, de Santa Clara D’Oeste, conquistou a medalha de bronze na modalidade kumitê 16/17 anos -59kg.

Também foram para São Paulo disputar o Campeonato Brasileiro Escolar tendo uma ótima participação os atletas João Pedro Melo Hentz, de Jales, e Giovane Sartori Serra, de Urânia.

No Campeonato Brasileiro de Estilos, os atletas Carlos Eidi Takeda, Evandro Toshio Morita e João Pedro Melo Hentz, todos de Jales, representaram a região no estilo Shotokan, tendo uma ótima participação, contudo sem a conquista de medalhas.

Sensei Edson, que participou do evento como técnico oficial credenciado pela CBK, exaltou a participação de seus alunos: "O esforço e a dedicação desses atletas, que tiveram que treinar muito mais do que as horas de treino habituais na academia, foi coroado com as medalhas conquistadas e a ótima participação de todos nesse campeonato oficial de altíssimo nível técnico", comenta o professor.

Sensei Edson lembrou que o karatê está de braços abertos também àqueles que desejam apenas praticar um esporte para melhorar o condicionamento físico, mental e espiritual, sem a participação em competições, além de aprimorar noções de caráter, esforço, disciplina e respeito.

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

TIAGO BELMIRO CORREA e ADRIANA DE ALMEIDA BRAGA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 28 de setembro de 1.986, promotor de vendas, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Israel Correa e de Marli Belmiro de Paula. ELA, natural de Estrela D’Oeste, deste Estado, nascida aos 15 de novembro de 1.983, do lar, viúva, residente e domiciliada em Fernandópolis, filha de João Liverio de Almeida Sobrinho e de Cecilia Francelino de Almeida. Cópia recebida do Oficial de Registro Civil de Fernandópolis-SP, onde reside a contraente.

JHONATAN DE BRITO e PATRICIA VENANCIO DE SOUZA CASSIMIRO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 15 de novembro de 1.995, chapeiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Mário de Brito e de Sidnéia Benedita de Brito. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 15 de junho de 1.997, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Sidimar Donizeti Cassimiro e de Guilherma Venancio de Souza.

RODRIGO RODRIGUES GARCIA e LUCIANE APARECIDA CASTANHEIRA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 12 de dezembro de 1.979, motorista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Jesus Rodrigues Garcia e de Lucia de Souza Rodrigues Garcia. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 15 de setembro de 1.981, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Valdeci Domingos Castanheira e de Elza Bernardes Castanheira.

RODRIGO DE CARVALHO ANTONIO e ÉRICA VIVIANE CANEVASSI. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 16 de agosto de 1.981, publicitário, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Pedro Antonio Filho e de Maura Aparecida de Carvalho Antonio. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 04 de setembro de 1.982, bancária, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de João Donizeti Canevassi e de Ivanice Milan Canevassi.

JAIRTON FERRAZ JÚNIOR e MAÍSA CASTANHEIRA SEVERINO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 16 de abril de 1.991, advogado, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidadefilho de Jairton Ferraz e de Meire Vilches Ferraz. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 26 de maio de 1.997, estudante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Valter Severino e de Marli Castanheira Severino.

MATHEUS VICARI PIRES e TATIANE MARIA CÂMARA CUNHA. ELE, natural de Tupã, deste Estado, nascido aos 02 de junho de 1.989, engenheiro civil, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de João Marcos Pires e de Roselí Vicari Vieira Pires. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 05 de setembro de 1.990, técnica de segurança do trabalho, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ezequiel Barracho da Cunha Neto e de Francisca Câmara da Cunha.

JEFFERSON CARLOS MENGUINE GUISI e JOSIANI CRISTINA TOZZO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 12 de outubro de 1.991, professor de enfermagem, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Carlos Alberto Guisi e de Maria Antonia Menguine Guisi. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 30 de setembro de 1.989, enfermeira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Valdecir José Tozzo e de Rosangela Cristina Leso Tozzo.

GUSTAVO MANZANELES PADILHA e CAROLINA DOS SANTOS GASPARINO. ELE, natural de Santa Fé do Sul, deste Estado, nascido aos 02 de junho de 1.986, analista de sistemas, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Francisco Manzaneles Padilha e de Silvani Maria da Costa Lemos Padilha. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 01 de junho de 1.988, enfermeira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Paulo Gasparino e de Irene dos Santos Gasparino.

LUIZ PAULO DE OLIVEIRA e ELIANA GARCIA RODRIGUES. ELE, natural de Urânia, deste Estado, nascido aos 21 de dezembro de 1.966, motorista, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Augusto de Oliveira e de Cecilia Batista de Oliveira. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 13 de dezembro de 1.969, representante comercial, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Waldemar Rodrigues Nogueira e de Conceição Segura Garcia Rodrigues.

MAYCON ANDRÉ NUNES MAGALHÃES e CAROLINE DE PAULA JUCÁ. ELE, natural de Ji-Paraná, Estado de Rondônia, nascido aos 21 de outubro de 1.993, ajudante geral, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Edivino Magalhães e de Marlene Nunes do Nascimento. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 31 de dezembro de 1.999, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Sandro Roberto Jucá e de Marcia Francisca de Paula.

FLAVIO VIEIRA DA SILVA e ELISÂNGELA APARECIDA CASTRO DE PAULA. ELE, natural de Valinhos, deste Estado, nascido aos 28 de janeiro de 1.982, vendedor, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Severino Vieira da Silva e de Maria Goreti Brugnoli da Silva. ELA, natural de Ribeirão Pires, deste Estado, nascida aos 17 de fevereiro de 1.983, vendedora, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Osvaldo Batista de Paula e de Sinvaltina das Dores de Castro Paula.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina


Vereadores jalesenses acompanhados do prefeito eleito Flá Prandi vão à capital paulista em busca de recursos

por Jaqueline Zambon

O presidente da Câmara Municipal de Jales, vereador Nivaldo Batista de Oliveira – o Tiquinho (DEM), esteve em São Paulo na quarta-feira, 19 de outubro, acompanhado pelo vereador João Valeriano Zanetoni (PSB) e pelo prefeito eleito Flá Prandi (DEM).


Na ocasião, a comitiva jalesense participou de audiência agendada com o deputado estadual Orlando Bolçone (PSB) onde foi solicitado, através de ofício do vereador Zanetoni, a liberação de recursos para a aquisição e instalação de uma Academia ao Ar Livre, na "Praça Valdemar Jesus Souza", localizada na Rua Belo Horizonte, no Conjunto Habitacional JACB.

Cumprindo a agenda, também estiveram presentes em audiência com a deputada estadual Marta Costa (PSD), onde os Edis e Flá solicitaram que sejam feitas gestões junto ao Governo do Estado, para a liberação de recursos objetivando a aquisição de uma ambulância para a Prefeitura do Município de Jales.

Em busca de recursos, foi solicitado ao deputado federal Roberto Freire (PPS), que apresente Emenda Parlamentar ao Orçamento da União, no valor de R$ 450.000,00 (quatrocentos e cinquenta mil reais) a ser destinada à aquisição de um aparelho de RX digital, com CR acoplado, a ser destinado ao Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Região de Jales – CONSIRJ, que atende a população de 16 (dezesseis) municípios.

Os vereadores Tiquinho e Zanetoni protocolaram, ainda, solicitação de recursos ao deputado estadual Milton Leite (DEM), ocasião em que Tiquinho pediu liberação de recursos para a aquisição de uma caminhonete diesel, com bolsa de 700 litros, para operações de combate a fogo, a ser destinada à Corporação do Corpo de Bombeiros de Jales/SP e de uma VAN, para o transporte de crianças e adolescentes atendidas na Associação de Apoio a Criança e ao Adolescente de Jales – AACAJ. Tiquinho ainda solicitou do parlamentar que exerça gestões junto aos órgãos competentes do Governo Estadual, objetivando a liberação de recursos para a aquisição de um micro-ônibus, para o transporte de pacientes em tratamento de câncer de Jales a Barretos, a ser destinada à Secretaria Municipal da Saúde de Jales.

Foi solicitado, ainda, do deputado federal Alexandre Leite (DEM), através de sua assessoria em SP, liberação de recursos para a aquisição de uma caminhonete, com tração integral 4 x 4, para a Corporação do Corpo de Bombeiros de Jale, através de ofício do chefe do Legislativo jalesense, vereador Tiquinho.

FolhaGeral


O prefeito
 
 
eleito de Jales, Flá Prandi (DEM), em companhia do vereador eleito Deley (PPS), esteve reunido com o deputado federal Aelton Freitas (PR) no início da semana (foto), no gabinete da liderança do Partido da República em Brasília (DF), discutindo assuntos de Jales. Entre os amigos do deputado Aelton Freitas, que são recebidos na cozinha da sua casa, está o comerciante mineiro Tarcílio Ferreira, sobrinho do diretor deste jornal, Roberto Carvalho. Para apoiar melhorias para nossa região, esta e outras ligações podem ser úteis.

O deputado

federal Aelton Freitas nasceu e foi prefeito na nossa vizinha cidade de Iturama (MG), a 85 Km daqui e conhece bem a urbe jalesense. Foi senador por Minas Gerais e agora está no segundo mandato de deputado federal. Ele pode ajudar a instalar projetos importantes que beneficiem a economia e a vida das pessoas da região.

Nenhuma
oportunidade de tratar sobre assuntos regionais deve ser desprezada. De fato, é relevante a integração entre as diversas áreas da cidade e do município. Mas a integração entre as cidades da região pode viabilizar e facilitar muita coisa. Por exemplos, na produção, no comércio, no transporte, na saúde, na educação, no esporte, na cultura, no lazer.

Para muitos
cidadãos jalesenses, a falta de criação de um serviço municipal competente para tratar da arborização urbana é uma imensa e antiga falha. Nunca foi tratada com seriedade pelos prefeitos e vereadores, nem nas épocas de campanha eleitoral. No entanto, nossa região é quente e a maior parte das matas naturais foi devastada. Um bom assunto para ser tratado de forma regional pelos políticos da nossa região.

Dessa forma,
as praças e os bosques das nossas cidades poderiam ser melhorados com a plantação de diversas espécies da nossa grande variedade de árvores brasileiras. Sem grandes investimentos, nossas cidades podem ficar mais bonitas e mais confortáveis. Inclusive para a fauna urbana que precisa de abrigo.

Parece que
o prefeito eleito de Jales, Flá Prandi, está levando a sério sua futura gestão. Na busca de recursos junto a parlamentares em Brasília (DF), ele tem entregado suas reivindicações em papel timbrado da Prefeitura do Município de Jales. Assinadas por ele como prefeito eleito. Que essas andanças, por gabinetes na capital federal, surtam bons efeitos. E que ele tenha boas notícias para começar sua gestão com o pé direito.

Essa mesma
peregrinação deve ser feita nos órgãos do Governo do Estado, onde Flá Prandi mantém um certo trânsito livre. Jales está precisando mesmo de gente audaciosa e não de gente de executivo preso em gabinete. Nem os assessores devem ficar na imobilidade.

Especulações
sobre o futuro secretariado de Flá Prandi estão na boca do povo. Luís Especiato (PT) já desmentiu que teria sido convidado para a pasta da Educação. Outro nome, que se fala para a pasta Esporte, Cultura e Turismo, é o de Cardosão. Não o tucano, mas o produtor de eventos esportivos.

Como se vê,
o prefeito municipal é um só. Existe um ocupante em um cargo. Mas quem disse que o prefeito é capaz de ter sucesso, trabalhando sozinho? Vários anteriores, que se isolaram, foram péssimos prefeitos. Pensaram que eram autossuficientes. Mas não eram. Deixaram a prefeitura sob o olhar desaprovador da população.

Quanto aos
vereadores, devemos observar que a Câmara é um órgão colegiado. Neste caso, tentar ser personalista, querendo ser o melhor, é dar um tiro no pé. Puxar a sardinha para a brasa do partido é outra asneira. Ainda mais na próxima legislatura, quando os 10 (dez) vereadores estarão divididos entre 8 (oito) partidos.

Caso os
vereadores de Jales, na próxima legislatura, não se unirem – numa espécie de clube dos vereadores – para discutir e definir projetos de interesse coletivo do município, bem como as estratégias para realizá-los, vão permanecer improdutivos por conta própria.

De acordo com
os analistas políticos lá do botequim da vila, a renovação na Câmara Municipal não vai ser suficiente para quebrar tradições. O novo quadro de vereadores, além de fiscalizar o poder executivo e aprovar projetos de lei, vai ter que aprender a fazer política em prol do município, ou não vão atender os apelos da população.

O Contran
aprovou nesta quarta-feira, 19 de outubro, a Resolução 624, que institui a autuação do condutor que for pego com o som automotivo audível pelo lado externo do veículo independentemente do volume e frequência e que pertube o sossego público em vias terrestres de circulação. Será considerada infração grave e cinco pontos na CNH.

Bob Dylan

Reginaldo Villazón

Quinta-feira (13 outubro 2016), na capital Estocolmo, a secretária geral da Academia Sueca anunciou o nome de Bob Dylan (cantor e compositor norte-americano, hoje aos 75 anos) como vencedor do Prêmio Nobel de Literatura deste ano "por ter criado novas expressões poéticas dentro da grande tradição da música americana". A surpresa experimentada pela platéia de jornalistas se espalhou mundo afora. Pudera, a figura do Bob Dylan munido de guitarra e gaita não faz lembrar um escritor de obras literárias.

Mas, além de cantor e compositor em dezenas de discos, ele publicou livros (cerca de 30), escreveu roteiros, atuou como ator, pintou quadros. Seus temas, sempre em referência à vida de forma responsável. Suas poesias, carregadas de versos desafiadores. Como na famosa canção "Blowing in the wind" (Soprando ao vento), de quando ele tinha 22 anos. "Quantas estradas precisa um homem andar, antes que possam chamá-lo de homem? Quantas balas de canhão precisam voar, antes de serem para sempre banidas?"

Com sua voz rouca, Bob Dylan transitou por alguns gêneros musicais. Mas marcou posição firme nas canções de protesto contra situações políticas e sociais, como guerra e racismo. Sua parceria com a politizada cantora Joan Baez foi profícua. Com ela, esteve presente na grande "Marcha sobre Washington por Trabalho e Liberdade" (28 agosto 1963), liderada pelo pastor pacifista Martin Luther King Jr, que no ano seguinte ganhou o Prêmio Nobel da Paz e cinco anos depois morreu assassinado.

O mundo das artes costuma gerar pessoas brilhantes e independentes que se manifestam contra a ignorância e a maldade. Como o escritor russo Alexander Soljenítsin (1918 – 2008), que em seus livros revelou ao mundo os campos de trabalho forçado da União Soviética e mereceu o Prêmio Nobel de Literatura em 1970. Como o compositor brasileiro Geraldo Vandré, que na ditadura militar (1964 – 1985) escreveu e cantou "Pra não dizer que não falei de flores", um hino de resistência ao regime de exceção.

Músicas, poesias, ficções, pinturas possuem força de transformação social porque sacodem a consciência da população quando questionam as meias verdades e mentiras inteiras defendidas pelos hipócritas. Por isto, a rebeldia dos artistas sofre tentativas de censura. Estaríamos vivendo num mundo menos seguro, não fosse a revolução cultural que aconteceu no sentido oposto da política e da sociedade tradicionais. Hoje, vídeos criativos na Internet contribuem para evidenciar fragilidades políticas e sociais.

Nada mais fora do comum do que lidar com gênios. A Academia Sueca fez de tudo para se comunicar direta e oficialmente com o ganhador do prêmio, mas não teve sucesso. Passados cinco dias da anunciação, o site oficial do artista reconheceu discretamente o prêmio com a frase: "Ganhador do Prêmio Nobel de Literatura". Se ele vai ou não comparecer à cerimônia de entrega do prêmio, pouco importa. O prêmio já é dele. Tudo pode ser perdoado ao homem que um dia escreveu: "Para viver fora da lei, você precisa ser honesto."

Formação para crescer

Luiz Gonzaga Bertelli*
 
Chegar à universidade é o sonho de muitos jovens que, por problemas financeiros acentuados pela crise econômica, têm de adiar a continuidade dos estudos. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um dos mecanismos do governo federal para auxiliar na inclusão desses estudantes nos cursos superiores. Por isso, a prova vem, a cada ano, ganhando mais e mais importância na vida dos adolescentes.

Para se dar bem na avaliação nacional e marcar uma pontuação que garanta vaga, principalmente nas universidades públicas, os jovens precisam se preparar com eficiência e inteligência. Devem ficar atentos a temas da atualidade – acompanhando o noticiário de jornais, revistas, portais da internet e telejornais – e trabalhar incansavelmente os assuntos clássicos que fazem parte da grade disciplinar do ensino médio.

Para ajudar no objetivo principal deles, o CIEE oferece aos estudantes o curso gratuito Dicas para o Enem, com aulas pela internet disponíveis também para smartphones, num formato que possibilita a adição contínua de novas aulas, a cada semana, elaboradas a partir de pesquisas e feedbacks das escolas. Os conteúdos abrangem cinco áreas de conhecimento: linguagens, ciências da natureza, ciências humanas, matemática e redação.

Acompanhando as aulas toda semana, os jovens terão um importante instrumento para auxiliá-los a entender temas dos simples aos mais complexos, podendo tirar dúvidas e aprofundando-se em algumas matérias como Alterações climáticas e suas consequências, Aquecimento global, Interpretação de texto – espanhol, Interpretação de texto – inglês, Advérbio e locução adverbial, Uso do hífen, entre muitas outras. Estão disponíveis 55 cursos no portal CIEE (www.ciee.org.br) e as inscrições são gratuitas.

Com a experiência de 52 anos na inclusão de jovens no mercado de trabalho, o CIEE presta mais uma vez assistência filantrópica para os jovens que não podem se valer de cursos alternativos para aprimorar seus conhecimentos em relação ao Enem. Com isso, reforça democraticamente as oportunidades para que estudantes de todas as regiões do país possam competir de igual para igual, em busca de acesso a uma educação qualificada para se transformarem em profissionais competentes e protagonistas futuros do nosso desenvolvimento econômico.

*Luiz Gonzaga Bertelli é presidente do Conselho de Administração do CIEE, do Conselho Diretor do CIEE Nacional e da Academia Paulista de História (APH).

Palavras de Chico Xavier


Hoje ouvimos falar de muitos crimes cometidos por meninos de 10, 14 anos... Deveríamos tratar de códigos que desse a maioridade aos 14 anos. A criança é chamada a memorizar as suas vidas passadas muito depressa, motivada pela televisão e etc. Precisávamos da criação de leis que ajudem a criança a não se fazer delinquente e nem viciada...

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.


Câmara realizou audiência pública para discutir Projeto de Lei Orçamentária

Foi realizada no Plenário Presidente Tancredo Neves, pela Câmara Municipal de Jales, na segunda-feira, 17 de outubro, Audiência Pública para discussão do Projeto de Lei Orçamentária para o exercício de 2017. O evento teve início às 15h e foi aberto ao público.

A realização da Audiência Pública atende ao disposto na Lei Complementar Federal nº 101/2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê o incentivo à participação popular durante os processos de elaboração e discussão dos planos, lei de diretrizes orçamentárias e orçamentos, bem como o Regimento Interno da Casa e o Estatuto das Cidades.

Na ocasião foi explanada aos presentes a situação financeira da Administração Municipal para o exercício de 2017, ou seja, a estimativa da receita e a previsão das despesas, de acordo com documentação encaminhada pela Secretaria Municipal de Fazenda. A audiência foi comandada pelo diretor da Divisão de Finanças da Câmara de Jales, Luís Antônio Abra e contou com a presença de vereadores, funcionários da Casa e membros da sociedade civil.

Pesquisa indica otimismo do jalesense com o cenário econômico para 2017




 
A Fatec Jales "Professor José Camargo" realizou no último dia 08 a segunda Pesquisa Econômica aplicada no comércio local. Ela apontou que, mesmo em meio à severa crise instalada no país, os consumidores do comércio jalesense continuam otimistas em relação à melhoria do cenário econômico para 2017, uma vez que 65% dos entrevistados afirmaram que as tendências econômicas serão mais favoráveis para o próximo ano, tendo as suas opiniões entre "melhorar" ou "melhorar" muito, o que representa um crescimento de 18% se comparado com a pesquisa anterior.

A pesquisa mostrou ainda um aumento de 14% das pessoas que afirmaram estar empregadas com registro em carteira e uma redução de 50% das que disseram estar desempregadas.

Outro aspecto que obteve melhoria significativa foi a renda individual, com crescimento de 12% entre os entrevistados que possuem remuneração mensal de até três salários mínimos. O valor médio gasto também apresentou crescimento de 12% para as compras de itens de supermercado e de 5% para compras de produtos de outros gêneros no varejo em geral.

Quando questionados sobre suas pretensões para a utilização do 13º salário, 37% dos entrevistados destacaram a quitação de dívidas como a principal prioridade e somente 5% afirmaram ter planos para utilizá-lo na compra de presentes.

Os indicadores relacionados ao aumento de renda e de emprego justificam o otimismo do consumidor, o qual poderá estimular o consumo, incentivando novos investimentos na economia para atender a essa demanda e impulsionar o crescimento local.

“Amoris Laetitia” - O Amor na Família

Pe. Maximiano Pelarim Neto
Coordenador da Pastoral Familiar Diocesana
 
 
Aconteceu de 14 a 16/10 deste ano, em Itaici, município de Indaiatuba-SP, a 38ª ASSEMBLEIA DAS IGREJAS PARTICULARES DO REGIONAL SUL I DA CNBBB, que compreende o Estado de São Paulo. Estas Igrejas particulares são as Dioceses. Participaram deste encontro Arcebispos, Bispos, padres, diáconos, leigos e leigas, todos com o intuito de aprofundar o tema: "Nova Pastoral Familiar à luz da Exortação Apostólica Pós-Sinodal "Amoris Laetitia."
Fomos assessorados por Dom João Bosco Barbosa de Sousa, Bispo da Diocese de Osasco-SP. Ele aprofundou este tema, nos ajudando a compreender melhor o objetivo e a proposta pastoral desta Exortação. Sendo um documento pastoral, ele tem o intuito de nos animar em nossa missão evangelizadora. A palavra "exortação" significa: Animar, encorajar.
A família ocupa lugar central no plano de Deus. Ela é lugar onde se vive o amor, se busca a santidade, e se faz a experiência de Deus através da oração. Diz o Papa Francisco: "A família é um bem de que a sociedade não pode prescindir, mas precisa ser protegida."
Este documento é fruto de dois Sínodos sobre a família: um acontecido em 2014, e o outro em 2015. Ambos revelaram a preocupação da igreja com a família no atual contexto e a necessidade da Igreja dar uma resposta através de uma ação evangelizadora mais organizada e eficaz.
Na verdade, não se trata tanto de uma "nova pastoral familiar", mas sim, de uma ação nova, realizada em conjunto por pastorais e movimentos, tendo em vista as famílias, especialmente as mais necessitadas de auxílio. Um dos pontos que ficou muito claro nesta Assembleia é a necessidade de um trabalho em conjunto. Ou seja, a Igreja inteira deve estar envolvida nesta ação. Em nossas Dioceses já existem ações em favor da família, mas estas devem ser melhor articuladas.
Eis alguns pontos que precisamos trabalhar melhor: na preparação dos noivos para o casamento; no acompanhamento dos mesmos no início da vida matrimonial, e uma atenção maior às famílias em situações difíceis.
Através das palavras do Papa Francisco, devemos pensar um trabalho de evangelização onde a prioridade seja a família, com todos os seus desafios. De novo ele volta a insistir numa Igreja em "saída", uma Igreja comprometida, aberta, acolhedora, misericordiosa, missionária, disposta a ir ao encontro das famílias, chegando às periferias existenciais, anunciando o Evangelho da vida, levando conforto e esperança a tantas famílias desestruturadas e abatidas. Neste contexto a Igreja deve se fazer presente: "Nas situações difíceis em que vivem as pessoas mais necessitadas, a Igreja deve dedicar especial atenção em compreender, consolar e integrar." (Papa Francisco). Acolher, acompanhar, discernir e integrar, esta é a proposta, pois a Igreja não deve excluir ninguém. Este é o caminho que devemos percorrer como Igreja de Cristo!