Páginas

sábado, 18 de junho de 2016

Aniversariante de hoje


O Superintendente Unidade de Negócio Baixo Tietê e Grande de Lins, Antonio Rodrigues da Grella Filho, recebendo os cumprimentos neste sábado, 18 de junho, da esposa Cláudia e da filha Giovana, demais familiares, amigos e colegas pelo niver.

Ilustre aniversariante

 
A atuante presidenta do Sindicato dos Comerciários de Jales. Maria Ramires, festejará neste domingo, 19 de junho, ao lado de familiares, mais um outono.  Receberá os parabéns da legião de amigos e também dos comerciários.


Callado recebe novo diretor da Etec Jales

Yuri Vioto Silva, Pedro Callado e Willians Pizolato



 
O prefeito Pedro Callado recebeu em seu gabinete, na tarde de terça-feira, 14 de junho, a visita novo diretor administrativo da Etec Jales "Dr. José Luiz Viana Coutinho", Yuri André Vioto Silva.
Yuri substitui Willians Pizolato que vai assumir a Etec Philadelpho Gouvêa Netto, em São José do Rio Preto. Callado deu as boas-vindas ao novo diretor e desejou-lhe boa sorte nos novos desafios de sua carreira e parabenizou Willians pelo excelente trabalho que realizou a frente da Etec Jales.

Cras de Urânia realiza palestra sobre solidariedade


 
O Centro de Referência da Assistência Social - Cras de Urânia, com o apoio da Prefeitura Municipal, realizou no dia 7 de junho, às 19h30, uma palestra aos beneficiários dos Programas Sociais sobre Solidariedade - Respeito ao Próximo, ministrada por Crislaine Calanca. O evento contou com a presença da Assistente Administrativo Sirlene Aparecida dos Santos.

"Sabemos que a caridade torna-se em um sentido vertical, mas a solidariedade é horizontal, trata-se de uma linha de igualdades sociais", expôs a palestrante Crislaine aos participantes.

Crislaine explicou que o município de Urânia entre questões sociais destinou a importância de ser solidário, como foco nas massas de pastéis confeccionadas pela equipe do Fundo Social de Solidariedade e direcionada para a quermesse que acontece dentro do município. Segundo ela, atos solidários envolvem a distribuição de sopas que é feita pela equipe do Fundo Social de Solidariedade, que acontece todas as sextas- feiras à partir das 16 horas, para as famílias que apresentam vulnerabilidade.

Obtemos grande realização na campanha do agasalho de 2016, onde são coletadas roupas, calçados e cobertores, que a população contribui com as equipes participantes e, assim, logo a seguir são separadas em bancas dentro do local que a população pode escolher aleatoriamente as roupas que necessita, diz ela

"Esta parceria entre Estado, Município e empresa privada, somente fortalece este vínculo que ser solidário nos faz seres melhores, capazes de somatizar valores em linha reta, sem altos e baixos, mas sim um equilíbrio para suprir a necessidade daqueles que se torna frágeis em um momento como este de outono intenso", enfatizou Crislaine..

“Campanha de Conscientização da Coleta de Lixo Eletrônico”

 
 
 
 
 
 
 
 
1- Pedro Callado no cerimonial de premiação do concurso da escolha do mascote e da frase da "Campanha de Conscientização da Coleta de Lixo Eletrônico" com membros das instituições envolvidas e alunos8 -
2 -  Em seu discurso Pedro Callado ressaltou a importância de incentivar a conscientização no trabalho desenvolvido pelos estudantes das escolas municipais e estaduais de Jales
3 - O prefeito e a presidente da COORPERSOL, Maria do Socorro com o campeão do concurso no quesito frase, Leonardo Pereira de Castro Rosalino, sua professora, Giseli Guimarães Silva e família
 4 - Pedro Callado com a representante do grupo NINJA, Evelyn Ketherine Ramos e a vice-campeão na categoria frase, Camila Rodrigues de Andrade
 5 - Callado e a dirigente regional, Marlene Jacomasi com a estudante classificada na frase em 3° lugar Emily Rezende Pereira
 6 - O prefeito com o vencedor na ilustração, Gabriel Urbano Leite e sua professora, Nilceia Maria Jorge e o presidente da ACIJ, Carlos Roberto Altimari
 7 - Pedro Callado com a diretora da Fatec, Andrea Silva entregando o prêmio para a vice-campeã na mascote, Maria Eduarda Pires de Oliveira e sua professora, Silvana Marta Selis
 8 - Callado e a secretária de Educação, Liliane Bíscaro Nogueira com a mãe representando o aluno Felipe Rogério da Cruz Meleiro classificado em 3° lugar e sua professora, Juliana Maria Mancuso.
 
 
O prefeito Pedro Callado participou na terça-feira, 14 de junho, na Câmara Municipal do cerimonial de premiação do concurso da escolha do mascote e da frase da "Campanha de Conscientização da Coleta de Lixo Eletrônico", promovida pelo Núcleo de Informática de Jales (Ninja) em parceria com a Secretaria Municipal da Educação, Diretoria Regional de Ensino - Região de Jales, Cooperativa de Trabalho Regional de Catadores de Jales/Coopersol e Faculdade de Tecnologia "Prof. José Camargo" de Jales
 
Participaram a presidenta da Coopersol Maria do Socorro Denis, a representante do grupo Ninja Evelyn Ketherine Ramos, a diretora da Fatec Andrea Silva, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Jales Carlos Roberto Altimari, a secretária municipal de educação Liliane Bíscaro Nogueira e a dirigente regional de ensino Marlene Jacomasi. Na abertura houve a apresentação do hino nacional e o da cidade.
O prefeito Callado destacou a importância do trabalho realizado e agradeceu os seus organizadores pela iniciativa. Ressaltou também o desempenho e a qualidade do trabalho que a secretária Liliane, vem realizando pela educação no município.
Finalizando a comemoração, o prefeito foi solicitado para entregar os prêmios aos vencedores. No quesito frase: 1° lugar Leonardo Pereira de Castro Rosalino, 2° Camila Rodrigues de Andrade e 3° Emily Rezende Pereira. No quesito mascote: 1° lugar Gabriel Urbano Leite, 2° Maria Eduarda Pires de Oliveira e 3° Felipe Rogério da Cruz Meleiro.
A campanha, que está em andamento há um ano, visa incentivar a criatividade dos alunos das escolas municipais e estaduais. Para a seleção dos projetos foi montada uma comissão escolar formada por professores e gestores em que os melhores foram apontados para a avaliação final.
A escolha dos vencedores foi realizada por outra comissão composta por todas as instituições envolvidas, que julgaram pelos critérios: atendimento aos objetivos, clareza na expressão das idéias e originalidade.

FOLHAGERAL

da redação


A deputada

estadual Analice Fernandes (PSDB) foi alvo de duras críticas na sessão ordinária da Câmara Municipal de Jales, na segunda-feira (13). Sem citar o nome, o vereador Claudir Aranda disse que uma deputada, que se diz de Jales e na eleição passada levou 10 mil votos do município, nada fez para retribuir tamanha generosidade dos eleitores.



Em defesa
da deputada saiu o vereador Tiago Abra (PP) – que sonha ser candidato a vice-prefeito –, enaltecendo a conquista de R$ 700 mil para pavimentação asfáltica da via marginal em direção ao Distrito Industrial III. Mas é muito pouco para quem se diz ser de Jales.


Aliás,
a deputada tucana apresentou uma emenda em 2015, no valor de R$ 500 mil, para instalação do Poupa Tempo em Jales. Em 2015 apenas seis cidades no Estado estavam programadas para receberem o Poupatempo Este ano ainda serão abertas três unidades: em Jaú, Tupã e São Vicente. E Jales não está lista. Terá sido um lapso?

Durante a

semana circulou, lá no botequim da vila, que os pré-candidatos Pedro Callado (PSDB), Flá Prandi (DEM) e José Devanir Rodrigues "Garça" (PMDB) devem se reunir para discutir as eleições de outubro. Inclusive, os ilustres analistas políticos enfatizam que nessa reunião – caso ela se concretize – o nome do demista Flá Prandi poderá ser colocado como opção numa eventual chapa do tucano Pedro Callado.


Mas, para
aqueles analistas, essa união poderá deixar de acontecer assim, dessa maneira, por conta do sonho do pré-candidato Flá Prandi, que é um dia governar o município. Tanto que ele já se afastou da CDHU e anda muito ativo, fazendo contatos.


Fazer contatos
de boa qualidade, com políticos e eleitores, é importante. O eleitor gosta de ver o pré-candidato se relacionando de forma proveitosa com todos, inclusive com o povo, para ficar a par dos problemas da cidade. Se fica distante, não cativa o eleitor. Quem parte para o corpo a corpo nos últimos dias, depois não sabe porque não teve o beneplácito do eleitor.


Os vereadores
Claudir Aranda da Silva, Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista e Rivail Rodrigues Júnior querem saber do prefeito Pedro Callado sobre uma possível existência de fixação de horários diferentes, em alvarás expedidos pela municipalidade, para funcionamento noturno de bares, restaurantes e lanchonetes.


Segundo
os parlamentares, essa fixação de horários tem gerado reclamações de munícipes e comerciantes. Pode estar havendo favorecimentos. Os vereadores estão de olho vivo.


Desde
a sua aprovação pelos vereadores e a publicação em 20 de dezembro de 2014, não se sabe ainda se a Lei 4.338 de 15/12/2014, de autoria do vereador Luis Fernando Rosalino (PT), foi sancionada ou vetada pelo prefeito Pedro Callado. Afinal de contas, os parabrisas de veículos continuam recebendo aos montes os panfletos publicitários num sinal que a lei não está sendo posta em prática.

O valor de

R$ 80.000,00 está previsto no orçamento municipal para a Feira do Agronegócio da Uva e do Mel este ano. O vereador Sérgio Nishimoto (PTB), quer saber do prefeito Pedro Callado as informações sobre a realização da Festa em 2016.


Para o
vereador Nishimoto, a Feira do Agronegócio da Uva e do Mel, mais conhecida como a Festa da Uva, é um evento tradicional de Jales que valoriza, projeta e divulga a viticultura do município devido a sua importância econômica e cuja realização anual é fundamental para continuar divulgando esta importante atividade econômica. Ele deseja ter certeza de que os recursos estejam disponíveis para a Festa.


A qualidade
da pavimentação asfáltica nas vias públicas dos novos loteamentos da cidade foi a tônica do questionamento dos vereadores Luis Fernando Rosalino e Pérola Cardoso, ambos do PT. Diante do que já se conhece, sobre a qualidade de pavimentação existente na cidade, eles questionam se a Prefeitura Municipal já obteve ou exigiu um laudo de qualidade do asfalto implantado e se estes laudos foram expedidos por empresas qualificadas.


Os vereadores
precisam mesmo exercer a função que lhes cabe de fiscalizar os serviços que são executados nos loteamentos e também em toda a cidade. Se não fazem uma pavimentação para durar pelo menos uma década, como se vê por aí, depois exigem que as mesmas ruas sejam recapeadas, enquanto que moradores de bairros que tiveram que arcar com o custo de pavimentação (quando de seu inicio na cidade) ficam a ver navios com suas ruas esburacadas.


Misturar
as coisas, de cima a baixo, pode não ser uma boa ideia. Em nível nacional, há crise política e moral de forma generalizada. No Senado, na Câmara e no Executivo as coisas andavam erradas há muito tempo. É por isso que todo mundo está com rabo preso. Nos municípios a situação é outra. Os problemas graves são a baixa qualidade da administração municipal e as reivindicações das populações. Estes são os problemas a serem focados.

A Secretaria

Municipal de Trânsito precisa acionar os donos de veículos que fazem propaganda volante pela cidade. Proibido na área central, eles abusam na periferia onde não são fiscalizados. E tem aqueles que sem autorização, botam pra quebrar no som.

Cipeiros da Santa Casa reforçam trabalho de sustentabilidade

Devalci Trevisan, técnico de Segurança do Trabalho, Paulo Lima, presidente da CIPA, Ana Lúcia da Silva, vice-presidente da CIPA e Junior Ferreira (provedor) (esquerda para direita)




O projeto "Saúde e Natureza" criado em janeiro deste ano pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Santa Casa de Jales (CIPA), tem como objetivo o cuidado com o meio ambiente. Para isso o canteiro central localizado em frente ao hospital, bem como todo o entorno da instituição está sendo cuidado semanalmente pelos cipeiros. Desde o início do projeto até hoje foram plantadas cerca de 200 mudas entre plantas ornamentais e árvores. Para o provedor em exercício, Junior Ferreira, esta é uma atitude exemplar dos colaboradores além de ser uma ação sustentável. "Isso prova o quanto estamos preocupados também com o meio ambiente, e o principal é fazermos a nossa parte para incentivarmos a educação ambiental entre as pessoas".


O presidente da CIPA, o enfermeiro Paulo Lima, explica que foram montados grupos de quatro a cinco pessoas que assumiram o compromisso de manter sempre os canteiros limpos e cuidados. "O projeto também envolve a comunidade, tanto que a pouco tempo um colaborador presenciou uma senhora realizando o plantio de várias mudas, um gesto nobre e que representa que as pessoas estão engajadas nessa causa".

O projeto conta com a colaboração da Serralheria Harfer que doou as placas de metal instaladas no canteiro, identificando que o local está sendo cuidado pela CIPA da Santa Casa, e a empresa MR2 Soluções Visuais, que concedeu gratuitamente os adesivos.

Mais de 40% da população recusa doar órgãos de familiares no Brasil

Poucas pessoas sabem, mas o Brasil é destaque no contexto mundial de doação de órgãos e tecidos, principalmente por ter o maior sistema público de transplantes do mundo. Porém, a alta taxa de recusa familiar para doação de órgãos é um problema grave no país. De acordo com dados do Ministério da Saúde, mais de 40% da população brasileira não aceita doar órgãos de parentes falecidos com diagnóstico de morte cerebral, principalmente nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país.

Segundo o médico Leonardo Borges de Barros e Silva, coordenador da Organização de Procura de Órgãos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), os motivos para a recusa familiar são diversos: desde crenças religiosas que impedem a realização da doação, até o desconhecimento e não aceitação da morte encefálica, que faz com que muitos familiares acreditem que a condição do ente querido com o corpo quente e o coração batendo seja um indicativo de que ele sobreviverá.

"Entretanto, o diagnóstico de morte encefálica – conhecida também como morte cerebral – é irreversível, ou seja, o paciente perde todas as funções que mantêm a sua vida, como a consciência e capacidade de respirar. O coração permanece batendo e os demais órgãos funcionando. Com exceção das córneas, pele, ossos, vasos e valvas do coração, é somente nessa situação que os órgãos podem ser utilizados para transplante", observa o especialista.

Autorização - O consentimento informado é a forma oficial de manifestação à doação. A retirada de tecidos, órgãos e partes do corpo de pessoas falecidas para transplantes ou outra finalidade terapêutica dependem da autorização do cônjuge ou parente maior de idade, obedecida a linha sucessória, firmado em documento subscrito por duas testemunhas presentes à verificação da morte.

"Evidentemente, a manifestação em vida da pessoa a favor ou contra à doação de seus órgãos e tecidos para transplante pode ou não favorecer o consentimento após a morte, mas, de acordo com a lei, é a vontade da família que deve prevalecer", explica o médico Leonardo Borges de Barros e Silva.

De acordo com números do Ministério da Saúde, em 2015, mais de 23 mil transplantes foram realizados no Brasil, sendo a córnea o tecido mais transplantado. No ano passado, o transplante de rins foi o mais realizado, seguido pelos de fígado, coração e pulmão. Mas, enquanto algumas famílias ainda têm receio de autorizar a doação dos órgãos de parentes falecidos, cerca de 40 mil pessoas, entre crianças e adultos, estão na fila de espera por um transplante no Brasil.

Doar órgãos: um gesto de herói - Para tornar essa importante discussão mais abrangente, o Ministério da Saúde, em parceria com a Fundação Faculdade de Medicina da USP, realiza o Projeto "Gesto de Herói – o poder de doar vida", exposição itinerante sobre doação de órgãos, que já passou pelas cidades de Rio Branco (AC), Manaus (AM), Belém (PA) e Teresina (PI), e acontecerá durante o ano de 2016 em mais seis estados nas regiões Centro-Oeste e Nordeste do Brasil, onde a taxa de recusa familiar é alta.

A ação tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância da doação e transplante de órgãos e, principalmente, de colocar esse tema em pauta nas discussões familiares. Por dez dias, o estande do Projeto ficará disponível dentro de shoppings centers localizados nos estados de Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Além da exibição de depoimentos reais de familiares de doadores falecidos e pacientes transplantados, os visitantes da exposição contarão com painéis explicativos sobre o processo de doação e transplante de órgãos e, ainda, a presença especialistas em doação e transplantepara esclarecer as principais dúvidas. A próxima exposição ocorrerá no estado do Maranhão, a partir do dia 24 de junho.

“Ah, se eu ganhasse esse Fusca!!!

 
Está em pleno andamento a Promoção do Fusca "Ah, se eu ganhasse esse Fusca" que o Lar dos Velhinhos São Vicente de Paulo de Jales realiza há oito anos, para obtenção de renda para a sua manutenção.

Neste ano de 2016, quem adquirir um dos 25.000 cupons que foram confeccionados, concorrerá através do sorteio pela Loteria Federal do dia 13/08/2016 ao prêmio de um Fusca 1300, de cor branca, ano e modelo 1982 documentado.

Cada cupom custa somente R$ 2,50 e possui 04 sequências de números para que a pessoa que adquiri-los concorra ao prêmio de um carro Fusca totalmente reformado.

O carro que será sorteado está ficando exposto todos os dias na "Praça do Jacaré" próximo a Banca do Edu, na praça João Mariano de Freitas, que é um dos pontos de venda da Campanha. Os cupons podem ainda serem adquiridos na Banca do Luiz, nas Lotéricas: Sonho Dourado (rua 8), Talismã da Sorte (rodoviária e rua Rubião Meira), no Lar dos Velhinhos com todos os diretores e colaboradores da entidade e com os vicentinos da cidade.

Colaborando com o Lar dos Velhinhos você estará ajudando no amparo, sustento e conforto dos 62 idosos que são acolhidos e dependem da entidade para a sua sobrevivência e ainda correm o risco de ganhar um carro. Portanto, sempre é tempo de exercer a solidariedade, colaborem!!!

Caso deseja adquirir cupons, e não possa se dirigir em alguns dos pontos de venda, pode ligar para o número: 3624-4040 / 99755-2088 que iremos ao seu encontro (estamos a sua inteira disposição).

Repórter Eco mostra projeto com retalhos de tecidos automotivos que geram renda

O Repórter Eco deste domingo, 19 de junho, apresenta um projeto inusitado sobre o reaproveitamento das sobras dos tecidos de indústrias automobilísticas nacionais, e traz uma reportagem sobre o projeto Engajamundo, que une brasileiros a fim de enfrentar os desafios socioambientais ao redor do globo. O livro Pelos Mares do Mundo, do fotógrafo e oceanógrafo Marcelo Skaf também ganha espaço no programa da TV Cultura, que vai ao ar às 17h30, com apresentação de Márcia Bongiovanni. (foto)

Já se imaginou sendo capaz de utilizar retalhos de tecidos automotivos para reforçar o orçamento familiar? Foi pensando nisso que mulheres de comunidades do entorno das fábricas automobilísticas de São Bernardo do Campo (SP) e São José dos Pinhais (PR) resolveram criar o projeto chamado Costurando o Futuro. Com o objetivo de reaproveitar os materiais por meio da reciclagem, as trabalhadoras da região metropolitana do ABC paulista investem nos materiais descartados pelos operários das fábricas de veículos. Em sete anos, o programa já qualificou mais de 250 pessoas.

Além de corte e costura, elas aprendem, também, como funciona o processo criativo e o gerenciamento do próprio negócio. Na oficina de São Bernardo do Campo, por exemplo, cinco costureiras formam um grupo produtivo e confeccionam, por mês, cerca de 1500 peças. Só com essa iniciativa, já foi possível reciclar 70 toneladas de tecidos nessa unidade. O lucro final do projeto ajuda essas pessoas a aumentar a renda familiar. Segundo Francisca Lopes Brito, uma das integrantes, "ajuda bastante, até porque eu não tenho outra renda a não ser esta".

Outra ideia socioambiental que tomou grandes proporções e trouxe voz a milhares de jovens que lutam por um futuro melhor foi o projeto idealizado por Raquel Rosenberg, o Engajamundo. A brasileira de 26 anos, formada em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), explica como é o funcionamento. "É uma iniciativa de jovens que trabalham com formação, participação e mobilização de temas internacionais. Existem pessoas do Brasil inteiro e a gente capacita eles, levando pequenas delegações com posicionamentos fortes para conferências da ONU e, na volta, a gente traz esses temas globais para o dia a dia dos jovens".

Raquel é responsável por representar o projeto pelo mundo, e por isso esteve engajada diretamente na Conferência de Mudanças Climáticas da ONU, realizada em Paris, na França. E também já apresentou uma palestra do TED, organização sem fins lucrativos que há mais de duas décadas realiza conferências a partir do tema Ideias que Merecem ser Compartilhadas.

Além disso, o Repórter Eco apresenta uma reportagem feita com o fotógrafo, oceanógrafo e fundador da ONG Instituto Baleia Jubarte, Marcelo Skaf. Ele já participou de dezenas de expedições pelos oceanos para registrar a vida marinha e, em mais de 20 anos, reuniu mais de 35 mil imagens desse universo pouco desvendado. Com tudo isso de material, ele optou por reunir todas essas fotografias, o que culminou no livro Pelos Mares do Mundo.

O Amor

*Flávio Carvalho

Você está amando? Você já amou? Será que sabemos o que é amor?

Muitos tentam definir, muitos querem sentir, mas acredito que poucos tem ou tiveram este privilégio, ou seja, muito poucos experimentaram este sentimento. Mas muitos, para não dizer todos, acreditam que amam, ou já amaram.

Quantas vezes não ouvimos a frase: "matou por amor" ou "morreu de amor". Amor não mata! Amor nos faz crescer, produz apenas bons resultados, e mesmo quando você ama e não é correspondido, o resultado de tal sentimento é sempre positivo, pois quem experimenta o verdadeiro amor fica muito feliz por amar, não é egoísta, pensa na felicidade e no melhor para a pessoa amada, mesmo que o melhor seja a pessoa amada não te amar.

O verdadeiro amor produz bem estar, faz você ser um ser humano melhor, mais calmo, mais compreensível, mais solidário.

Muitos confundem paixão, tesão, e até obsessão com amor. O amor liberta, não te aprisiona, e nem te faz aprisionar a pessoa amada. Quem ama é livre, e quer que a pessoa amada também seja livre.

Este nobre sentimento não promove dores, mesmo quando você não é correspondido. O amor só nos faz bem, nos faz compreender melhor a vida e as pessoas.

Acredito que somente os poetas conseguiram nos traduzir um pouco melhor este sentimento, e mesmo entre os poetas se encontram aqueles que confundiram este sentimento, que traduziram errado, que falaram das dores promovidas por tal sentimento, mas o verdadeiro amor nos faz mais feliz, não nos deprime, como alguns poetas escreveram, e alguns pintores colocaram em suas telas.

Nosso cérebro foi preparado para sentir tal sentimento. Ele consegue identificar este sentimento, e quando isso acontece você constatará o melhor funcionamento do seu cérebro, da sua mente, ou seja, amar faz bem para a "cabeça".

Tenha sua mente aberta, e esteja preparado para sentir o amor, para amar e ser amado.

Somente será possível ser plenamente feliz se você experimentar tal sentimento, dar e receber amor.

Se ame, ame os outros, receba amor, e seja muito feliz!

*Flávio Rodrigo Masson Carvalho
equilibriumtc@hotmail.com


Copa Urânia de Futebol foi um sucesso

Prefeito Saracuza, vereador Mussato, professor José de Freitas, com capitães das equipes e árbitros. Público prestigiando o torneio. Equipe campeã da Copa



Em comemoração ao 66º aniversário de fundação da cidade de Urânia, através da Administração Municipal com apoio da Câmara Municipal, vários eventos esportivos foram realizados. Entre eles, a Copa Urânia de Futebol Amador organizada com grande sucesso e vale a pena destacar, sem incidentes, pelo Clube Atlético Uraniense com a participação de dezesseis equipes, representando os municípios de Aparecida Doeste, Aspásia, Jales, Marinópolis, Ouroeste, Pontalinda, Populina, Santa Albertina, São João das Duas Pontes, Suzanápolis e Urânia.

A disputa da Copa foi pelo sistema eliminatório. Todos os jogos foram realizados no Estádio Municipal Hermínio Martini, com inicio no dia 17 de abril e encerramento no dia 12 de junho, véspera do aniversário da cidade comemorado no dia 13 de junho.

Na partida final com a presença de um excelente público, a A. A Pontalindense venceu o C. A. Uraniense por 3 a 0 sagrando-se campeã da Copa Urânia de Futebol Amador.

A equipe campeã recebeu R$ 4.000,00 como prêmio, a vice-campeã R$ 2.000,00 e mais troféus. Aos torcedores presentes houve o sorteio de vários brindes. A Liga Esportiva Pontalindense (L.E.P) foi responsável pelos serviços de arbitragem.

O prefeito Airton Saracuza, presente à final da Copa, elogiou e parabenizou a organização e todos os participantes pelo brilhantismo do evento e pelo fato de não ter ocorrido qualquer desavença que viesse a desabonar o grande trabalho realizado pelos organizadores.

Melhor Idade de Urânia participa de Oficina de Informática

O vereador e presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal, Odair Bezerra Dias (Fião) esteve presente à solenidade da entrega simbólica dos certificados aos participantes do curso







 
O Centro de Referência de Assistência Social – Cras de Urânia, juntamente com a Prefeitura Municipal em parceria também com a Secretaria da Educação, encerrou na sexta-feira, 3 de junho, no prédio da Emeif Pinguinho de Gente, a Oficina de Informática com Ênfase em Redes Sociais, ministrado pelo monitor Pablo Asllan Figueiredo Augusto e acompanhado pela equipe técnica do CRAS

Essa Oficina foi destinada exclusivamente para a turma da terceira idade do município com a participação 22 pessoas com 60 anos ou mais. Durante a confraternização houve a entrega simbólica dos certificados a todas participantes.

O curso proporcionou conhecimentos introdutórios de hardware, software, Windows, Linux, Word, Excel, PowerPoint, Writer, Impress e Calc, navegação pela internet e pelas redes sociais.

A organização contou com o apoio do prefeito Francisco Airton Saracuza e da primeira-dama e vereadora Marinete Munhoz Borges Saracuza. Participou do evento, o presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Urânia, vereador Odair Bezerra Dias (Fião).

A equipe do Cras enfatiza que o trabalho realizado com as beneficiárias prevê o desenvolvimento de potencialidades e aquisições das famílias e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, por meio de ações de caráter preventivo ou seja atua de forma preventiva ,protetivo e proativo, reconhecendo a importância de responder ás necessidades humanas de forma integral , para além da atenção a situações emergenciais ,centradas exclusivamente nas situações de risco social sempre trabalhando para contribuir na melhoria da qualidade de vida da população e defender os direitos de todos .

Sendo assim, agradecemos a participação de todos os presentes.

Luxúria: coisificação da mulher e evolução do machismo na sociedade

Por muito tempo, o papel da mulher na sociedade foi subvalorizado, tal como na Grécia Antiga, onde esta tinha como principal função as atividades meramente reprodutivas, enquanto ao homem eram destinadas às atividades tidas como enobrecedoras, como as discussões políticas e os debates intelectuais no seio da Pólis. A igreja, sobretudo a Cristã, sempre tratou a mulher como aquela que faz o homem se desviar do caminho da retidão, por não suportar a ‘tentação da carne’, fazendo, assim, um paralelo com a famosa estória bíblica em que Eva induziu Adão a comer do fruto proibido. Vale ressaltar, que muitas dessas concepções machistas permanecem até os nossos dias.

No âmbito artístico, muitos foram os artistas que valorizaram a sensualidade do corpo feminino e abusaram do erotismo em suas pinturas, esculturas e obras de arte de uma maneira geral. Entretanto, por vezes, a mulher foi reduzida à condição de objeto, não possuindo autonomia da vontade, não tendo direito ao voto ou à vida pública – muito menos tendo direito ao seu próprio corpo – sendo destinada, unicamente, aos afazeres domésticos. Em diversas sociedades patriarcais o homem é tido como o ser dominante e a mulher uma mera coadjuvante/dependente que era muitas vezes vendida em troca de perdão de dívidas ou doada ao casamento – no caso da nobreza – para estabelecer aliança política entre reinos estratégicos, os famosos casamentos arranjados. Todos esses exemplos mostram a desvalorização da mulher no decorrer da história da humanidade, sendo tratada como um simples objeto para a satisfação de interesses de homens machistas e egoístas.

Da mesma forma, com o surgimento da sociedade industrial, a coisificação da mulher permaneceu, enquanto o homem ia para as fábricas trabalhar, a mulher ficava em casa cuidando das atividades do lar. Emoção e sentimentos eram considerados fraquezas próprias do sexo feminino e, portanto, deviam ser abolidos do ambiente produtivo, pois na indústria só havia espaço para a racionalidade, competitividade e hierarquia, aspectos comumente associados ao gênero masculino.

Na sociedade contemporânea, apesar de muitas conquistas dos movimentos feministas para as mulheres, ainda são inúmeros os exemplos de ações e comportamentos machistas, tais como as propagandas que tratam a mulher como objeto sexual, enaltecendo, tão somente, seus atributos físicos. No Brasil, podemos notar esse machismo, principalmente, nas propagandas de bebidas, onde as mulheres geralmente são retratadas com o corpo à mostra, abusando da sensualidade. Os profissionais de marketing parecem acreditar que atrelar erotismo às propagandas trará aumento no número de vendas do respectivo produto.

E não é só o seguimento de bebidas que usa tal estratégia, empresas de cosméticos, perfumes e artigos fitness, também costumam usar da sensualidade em suas propagandas, muitas vezes de forma desnecessária, com o objetivo de colocar no subconsciente masculino que adquirir determinado produto fará com que o indivíduo atraia mais mulheres. No último carnaval, por exemplo, a empresa Skol foi acusada de "apologia ao estupro", depois que duas mulheres ligadas a movimentos feministas denunciaram nas redes sociais o conteúdo apelativo de cartazes que diziam: "Esqueci o não em casa". Sem dúvida, uma tentativa frustrada de incentivar um comportamento mais "desinibido" e liberal das mulheres no carnaval.

Desse modo, fica claro que se devem combater todas as manifestações de machismo em nossa sociedade que buscam reduzir a mulher à condição de coisa e objeto de desejo sexual. O mesmo vale para as empresas de publicidade, que devem pensar em formas mais efetivas para divulgarem seus produtos, evitando, portanto, propagandas apelativas que abusem da sensualidade.

Por fim, é necessário enfatizar que as mulheres não devem esmorecer na luta por mais direitos e igualdade, denunciando casos abusivos de machismo como o da famosa marca de bebidas mencionada anteriormente, pois foi somente através da luta que as mulheres alcançaram avanços no decorrer da história. Entretanto, ainda estamos longe de uma igualdade real entre os sexos.


*Tony Lucas Vieira dos Santos: Acadêmico do curso de Administração da UFAL – Campus de Arapiraca/AL.

*Sirlei Tonello Tisott: Docente do curso de Ciências Contábeis da UFMS – Campus de Três Lagoas/MS.


Fundecitrus disponibiliza sistema online de previsão de podridão floral

O Fundo de Defesa da Citricultura - Fundecitrus disponibilizou aos citricultores o sistema online de previsão de podridão floral, doença também conhecida como "estrelinha", causada pelo fungo Colletotrichum spp., que afeta as flores e causa queda precoce de frutos jovens.

 
O sistema online de previsão informa o risco imediato ou futuro (até três dias) de ocorrência de podridão floral com base em dados de temperatura e molhamento que estimam a germinação de esporos do fungo. As informações ajudam o citricultor a realizar as aplicações de fungicida no momento correto, evitando pulverizações desnecessárias. Os testes feitos no campo, nas últimas safras que foram mais secas, mostraram que foi possível reduzir as aplicações em mais de 75%.

As perdas provocadas pela podridão floral variam em função da quantidade e distribuição de chuvas durante o período de florescimento. Em casos extremos, a doença pode causar redução de até 80% na produção. No estado de São Paulo, os maiores prejuízos foram registrados no final da década de 70, no início dos anos 90 e na safra referente ao florescimento de 2009.

Os produtores cadastrados no programa recebem avisos por mensagens de celular ou e-mail sobre os riscos de ocorrência da doença e a indicação de pulverização. "As aplicações para podridão floral devem ser realizadas sempre de forma preventiva, antes do início das chuvas, mas se o molhamento das plantas se prolongar por 48 horas consecutivas, o sistema indicará necessidade de reaplicação do fungicida. Dessa forma, pulverizações desnecessárias são evitadas, tornando o controle da doença mais sustentável, uma vez que reduz o número de aplicações em anos mais secos e direciona as pulverizações para os momentos mais críticos em anos chuvosos, Reduzindo os custos de produção e mantendo o controle eficiente da doença", explica o pesquisador do Fundecitrus Geraldo José da Silva Junior, um dos responsáveis pelo sistema, que foi desenvolvido pelo Fundecitrus em parceria com a Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (Esalq/USP), a Universidade da Flórida e o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE).

O citricultor que quiser participar deve possuir uma estação meteorológica ou estar próximo até cinco quilômetros de alguma estação do Fundecitrus.

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

ELVANIO JOSÉ DE FREITAS FILHO e PAULA ROSALINO CABELLO. ELE, natural de Iturama, Estado de Minas Gerais, nascido aos 05 de janeiro de 1.980, engenheiro agrônomo, solteiro, residente e domiciliado em Jales, deste Estado, filho de Elvanio José de Freitas e de Vanda Luzia Alves Freitas. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 24 de junho de 1.983, fonoaudióloga, divorciada, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Mauro Cabello e de Fátima Rosalino Cabello.

MARCELO GALANTE KOGA e ELOÁ BEATRIZ RIBEIRO SCRIGNOLI . ELE, natural de Dolcinópolis, deste Estado, nascido aos 16 de outubro de 1.982, engenheiro agrônomo, divorciado, residente e domiciliado em Jales, deste Estado, filho de Cathumi Koga e de Evandelice Galante Koga. ELA, natural de Paranapuã, deste Estado, nascida aos 25 de julho de 1.986, enfermeira, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Luiz Antonio Scrignoli e de Célia Ribeiro Scrignoli.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina


Palavras de Chico Xavier


Nós não podemos, compreensivelmente, até agora, comparar qualquer pessoa terrestre que se disponha a colaborar nos serviços curativos à pessoa de Jesus Cristo, cujo poder magnético, sem dúvida, poderia atuar decisivamente sobre qualquer processo enfermiço, desfazendo os ingredientes ou agentes em que esses processos enfermiços se estruturavam.

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.


PF envia 112 armas recolhidas na região de Jales para destruição



Policiais federais de Jales encaminharam ao Exército Brasileiro 112 armas recolhidas nos últimos meses na campanha do desarmamento na região. Foram 15 pistolas, 9 garruchas, 47 revólveres, 33 espingardas, 1 pistolete e 7 carabinas que foram entregues pela população. Milhares de munições de diversos calibres também foram enviadas para destruição. Os participantes da campanha receberam um ressarcimento do governo federal entre R$ 100 e R$ 300 dependendo do tipo da arma.

Quem tiver uma arma de fogo, registrada ou não e quiser entregá-la voluntariamente à Polícia Federal na campanha do desarmamento poderá se dirigir a qualquer unidade da PF de sua região ou a uma unidade da Polícia Civil do município, realizar a entrega do armamento e requerer a indenização.

O participante da campanha terá garantia de sigilo absoluto do ato e nenhum tipo de pesquisa, seja do proprietário ou da arma, será realizada conforme determina o Estatuto do Desarmamento. Manter em sua residência ou empresa, vender, comprar ou transitar com arma de fogo ilegal é crime punível com pena de até 6 anos de reclusão, dependendo do tipo de conduta e do calibre da arma apreendida.

Adquirir uma arma de fogo legalmente também é possível, desde que o cidadão cumpra as exigências da lei. Inicialmente, o interessado deverá comparecer a uma unidade da PF apresentando requerimento de compra preenchido com justificativa da efetiva necessidade de aquisição da arma e apresentar certidões negativas de antecedentes criminais.

Caso o requerimento seja aprovado pela PF, o interessado deverá se submeter a avaliações psicológicas e de prática de tiro, que serão realizadas por profissionais credenciados. Somente após todos os requisitos legais terem sido realizados e aprovados, o interessado em adquirir uma arma de fogo de calibre permitido receberá da PF uma autorização para a compra do armamento.

A arma adquirida legalmente poderá ficar na residência, na empresa ou na propriedade rural do proprietário. O trânsito com a arma de fogo junto ao corpo ou seu transporte no interior de veículos, mesmo que ela seja registrada, caracteriza o crime de porte ilegal de arma de fogo.

Os proprietários de arma de fogo com registro SINARM (Sistema Nacional de Armas) vencido poderão regularizá-los desde que cumpram os requisitos legais. Enquanto a renovação não for feita os proprietários estão sujeitos ao crime de posse ilegal de arma de fogo. Não há possibilidade de regularizar arma de fogo com registro antigo (emitido no passado pelas secretarias estaduais de segurança) ou arma de fogo sem registro. A única destinação legal para o armamento que não seja possível regularizar é a entrega à campanha do desarmamento para destruição.

Comerciantes preparam agenda de propostas para candidatos a prefeito

Com a proximidade das eleições municipais, os sindicatos patronais entre eles o Sindicato do Comércio Varejista de Jales, de 25 cidades do norte paulista têm trabalhado na elaboração de uma agenda de propostas a ser entregue aos candidatos a prefeito. A intenção é apresentar os principais problemas enfrentados pelos comerciantes da região, bem como indicar possíveis soluções. A consolidação do documento ocorrerá na quarta-feira, 22 de junho, às 10h, em São José do Rio Preto.

Tal material fornecerá aos participantes da disputa eleitoral mais informações sobre a realidade do comércio regional, permitindo que considerem em seus planos de governo ações voltadas à melhoria do setor. A expectativa dos empresários é que, se implantadas, as medidas resultem no fortalecimento da economia local e no consequente aumento dos postos de trabalho.

A referida reunião faz parte das ações da Coordenadoria Sindical Norte (CSN), órgão de trabalho da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Além dos presidentes de sindicatos, também comparecerão o superintendente da FecomercioSP, Antonio Carlos Borges, e assessores econômicos e jurídicos da Entidade.

Propostas
Um ponto que será discutido no dia 22 e deve integrar a agenda de propostas é a fiscalização dos vendedores ambulantes ilegais e das feiras itinerantes não regulamentadas. Além de colocar os consumidores em risco, por oferecer mercadorias de origem duvidosa e que não seguem os padrões brasileiros de segurança, o comércio ilegal concorre de forma desleal com os estabelecimentos legalizados, não gera empregos e tampouco recolhe tributos.

O impacto negativo dessa atividade para a economia da região de São José do Rio Preto, principalmente no que tange à perda de arrecadação e de empregos, foi estimado pela assessoria econômica da FecomercioSP. Os resultados obtidos, ainda inéditos, serão divulgados na ocasião.

A agenda de propostas deve contemplar também medidas voltadas à valorização do comércio de rua, à simplificação dos processos de abertura e fechamento de empresas e ao aperfeiçoamento das legislações municipais que regulam o funcionamento do comércio aos domingos, entre outros assuntos de interesse do empresariado.

LBV reúne especialistas em Congresso de Educação em SP

Vários especialistas se reúnem em São Paulo/SP para discutir o tema "Socialização do saber na aprendizagem coletiva: uma visão além do intelecto", durante o 16º Congresso Internacional de Educação da Legião da Boa Vontade cuaj abertura dar-se-à no dia 29 de junho..

A programação inclui 14 oficinas pedagógicas temáticas e palestras com os seguintes especialistas: José Pacheco, mestre em Ciências da Educação pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, além de especialista em leitura e escrita; Alessandra Gotuzo Seabra, pós-doutorada, doutora e mestre em Psicologia pela Universidade de São Paulo. Autora de livros e de artigos nas áreas de alfabetização e avaliação; Gustavo Moretto, mestrando em Educação pela Universidade Del Salvador — Argentina; pós-graduado em Educação Cooperativa, em Programas de Qualidade Total e em Educação Ecológica; Jamil Albuquerque, economista; pós-graduado em Marketing; teólogo com ênfase em filosofia; escritor e conferencista; Rosita Edler, doutora em Educação, mestre em Psicologia, psicopedagoga clínica, neuropsicóloga e pesquisadora de assuntos educacionais; e Maria Suelí Periotto, supervisora da Pedagogia do Afeto e da Pedagogia do Cidadão Ecumênico da LBV, doutoranda e mestre em Educação pela PUC-SP.

Quer participar do evento? Acesse www.lbv.org.br/congressodeeducacao.

Cada vez mais louco

*José Renato Nalini

LOUCO é uma sigla que resume o nome do projeto. É um centro de inovações situado no Recife, junto ao Porto Digital, que ali se instalou no ano 2000. A finalidade é fomentar soluções alinhadas com o conceito de economia criativa, inovação e empreendedorismo. A intenção do Porto Digital foi abrir uma janela para que os pernambucanos pudessem olhar para o mundo novo, das tecnologias mutantes, tudo turbinado pelos softwares e pela internet. Começou modestamente, com três empresas de informática e 46 pessoas trabalhando. Hoje são 260 as empresas e organizações dedicadas ao desenvolvimento de softwares e economia criativa, empregando cerca de 8 mil pessoas.

Mas o dinamismo impõe constante atualização. Por isso é que o Porto Digital deixa de ser um parque tecnológico exclusivamente voltado para a tecnologia da informação e passa a contemplar a economia criativa em cinco linguagens. São elas: games, cine, vídeo, animação, design, fotografia e música. O foco é desenvolver soluções criativas e inovadoras, com potencial de geração de negócios voltados à melhoria da qualidade de vida nas cidades. Área promissora, eis que 70% da população brasileira já reside em cidades e isso ainda vai aumentar, se não houver uma consistente política de valorização da zona rural e de revalorização do campo.

LOUCO, portanto, é um grande "maker space", ambiente de múltiplas interações de trabalho colaborativo. Espécie de engenho de aceleração de inovações e negócios para enfrentamento dos crescentes problemas urbanos.

O exemplo pernambucano poderia merecer réplica em todos os lugares, notadamente com a juventude antenada, ávida por detectar filões de sobrevivência que garantam uma subsistência digna, mediante a prestação de um serviço prazeroso.

Nesta fase em que o desemprego já sacrifica mais de quinze milhões de brasileiros, uma porta para a criatividade e o empreendedorismo pode significar a redenção de muitas famílias. Multipliquemos os LOUCOS! Laboratórios, é claro!. *José Renato Nalini, secretário da Educação do Estado de São Paulo

Número de microempreendedores individuais cresce 23% em Jales

Considerada a porta de entrada para o empreendedorismo, os Microempreendedores Individuais (MEIs) registraram um crescimento de 23% em Jales no período de um ano. Em maio do ano passado, eram 1.325 MEIs. O número subiu para 1.631 em um ano. Para ajudar quem pretende abrir o próprio negócio ou mesmo buscar orientações para aprimorar a empresa, a cidade conta com um Posto de Atendimento ao Empreendedor (PAE).

O espaço funciona como uma extensão do escritório do Sebrae-SP para apoiar o fortalecimento das micro e pequenas empresas e foi inaugurado recentemente na Avenida Francisco Jalles, 3.097, no Centro. O PAE está preparado para atender os empreendedores e prestar os esclarecimentos sobre a abertura de um negócio.

De acordo com o gerente do Sebrae-SP, Rafael Matos do Carmo, o MEI ajuda quem quer formalizar o seu negócio sem grandes custos. Hoje, mais de 500 atividades se enquadram como MEI. Para se formalizar, é preciso ter atividade permitida, faturar no máximo R$ 60 mil por ano, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado, que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

Entre os benefícios, o empreendedor tem direito a carga tributária reduzida e faz o pagamento de carnê mensal, com valores fixos durante o ano. Para 2016, esses valores variam, dependendo da atividade, de R$ 45 a R$ 50. Com as contribuições, o MEI tem acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros. (por Gisele Tamamar)

Desarticulação

Reginaldo Villazón

 
A seleção brasileira de futebol começou bem sua participação na Copa América 2016, que se disputa neste mês de junho – pela primeira vez – nos Estados Unidos. O sorteio dos jogos da primeira fase foi favorável ao Brasil, que teve de enfrentar três seleções consideradas fáceis: Equador, Haiti e Peru. O Brasil empatou (0 x 0) com o Equador, ganhou (7 x 1) do Haiti e perdeu (0 x 1) do Peru. Nossa seleção foi eliminada da competição, causou insatisfação nos torcedores e teve seu técnico demitido.

Um jornalista esportivo resumiu o desfecho da presença brasileira no certame: "Seleção brasileira desentrosada volta para casa". Com tais palavras, ele não desprestigiou a qualidade do elenco de jogadores, sabidamente elevada. Mas apontou o motivo do insucesso: fraco desempenho do conjunto. Isso faz lembrar as orquestras. Nelas, os músicos são exímios no domínio dos instrumentos e das músicas. Mas realizam horas exaustivas de treinamento em conjunto até alcançarem o requinte coletivo desejado.

Não parece, mas isto tem a ver com a Lei "Parada Segura" que várias cidades brasileiras vêm adotando. A lei determina a parada dos ônibus urbanos – após as 21 ou 22 horas, fora dos pontos de ônibus – para embarque e desembarque de mulheres, com o fim de protegê-las de assaltos e abusos. Apenas os poderes municipais – Executivo e Legislativo – são acionados para elaborar e aprovar a lei. Por este motivo, a lei tem conteúdo pobre e sofre indiferença por parte de motoristas e passageiros de ônibus.

Percebe-se que a falta de entrosamento – entre políticos e cidadãos – também gera péssimas conseqüências. Na política, esse desencontro é uma desarticulação. Em postura distinta, políticos articulados são muito mais produtivos. Historiadores afirmam que o imperador Pedro II e o presidente Getúlio Vargas eram antenados e articulados com o povo. Fizeram excelentes governos. Hoje, num mundo de conexões fartas e baratas, os políticos tentam dirigir o país através de leis, na base de canetadas.

Infelizmente, isso acontece no mundo todo. Os problemas sociais, econômicos e ambientais se avolumam. Os líderes mundiais se reúnem e fazem pose para fotos. Mas não conseguem se articular e não tomam providências articuladas com os segmentos sociais devidos. Na Europa, a ação humanitária em favor das levas de imigrantes não prospera. A França se agita com a manifestação de trabalhadores contra mudanças nas leis trabalhistas. A Inglaterra ameaça abandonar o bloco da União Européia.

Achar que a adoção de conceitos tradicionais – liberdade individual, igualdade de oportunidades, democracia, estado de direito – vão resolver os problemas das nações é puro engano. Neste mundo complexo, nada será possível sem entendimentos, sem cooperação, sem compartilhamento de responsabilidades. Políticos que se fecham ao contato com o povo não têm como cumprir suas promessas, não têm como realizar bons governos. Nunca se tornam líderes consagrados por reconhecimento público.

Urânia comemora 66 anos com uma grade variada de eventos
































 
A Prefeitura Municipal de Urânia, proporcionou para a população três dias de festa em comemoração ao 66º aniversário de fundação da cidade.

Tudo começou no dia 10 de junho com dois shows na praça da Matriz, o primeiro com a dupla Erbeth e Marcos e o segundo com a dupla Bruno e Ed Carlos.

No dia 11 na parte da tarde nas dependências da Estação Ferroviária aconteceu o 1º Encontro de Gaiolas de Urânia, com organização da Associação Off Roads de Jales e contou com a presença de gaioleiros de toda região.

Além desta atração o que chamou a atenção foi a exposição de um Ferrrorama montado no pátio da estação pelo Renê da Diskincon que junto com o seu ajudante Keno deram um show com seus Drones, a criançada ficava paralisada na frente dos trenzinhos.

Na noite do dia 11 de junho, mais dois shows na praça da Matriz, o primeiro com a dupla uraniense Gean e Emerson e o segundo com a cantora Bia Ferraz. O dia 12 começou com o 1º Passeio Ciclístico Unidos pela Bike, que reuniu mais de 60 ciclistas de toda a região, eles percorreram três trajetos, 20, 30 e 40 KM em estradas do município com chegada na estação ferroviária, onde estava acontecendo o 4º Encontro de Carros Antigos.

O evento foi organizado pelo Grupo Carangos de Urânia e contou com a participação de mais de 80 carros antigos, o recinto da estação Ferroviária ficou tomado de carros e visitantes.

Na parte da tarde no estádio municipal Hermínio Martini aconteceu a final do Campeonato Intermunicipal de Futebol, onde o CAU time da casa disputou com a equipe de Pontalinda. O time da casa ficou em segundo lugar, pois perdeu a final por 3 X 0.

Ainda durante todo o Dia o Céu de Urânia ficou colorido com os Paramotores, pois estava acontecendo o 2º Encontro de Paramotor no Recinto de Exposições, foram mais de 30 pilotos colorindo o Céu da cidade e fazendo manobras radicais.

E a noite aconteceu a já tradicional festa junina, onde é distribuído pipoca, amendoim e chocolatada a todos os presentes. E para encerrar com chave de ouro as festividades no palco da praça da Matriz aconteceu uma grande queima de fogos e depois o show com a dupla Carreiro e Capataz que levou milhares de pessoas à praça.
Lembrando que todos os eventos foram gratuitos. (por Marcos Pick)