Páginas

sábado, 2 de abril de 2016

Ilustre aniversáriante

O cartorário José Devanir Rodrigues (Garça), do 2º Tabelião de Notas e de Protesto de Letras e Títulos, presidente do Diretório Municipal do PMDB e provedor da Santa Casa de Jales, recebe de familiares e amigos neste domingo, 3 de abril, os cumprimentos pelo aniversário

8° Festival Nacional de Teatro de Jales apresentará peças do Brasil e da Argentina

 
A curadoria do 8º Festival Nacional de Teatro de Jales, organizou entre os dias 15 e 23 de março, uma comissão para escolha de peças teatrais de todo o país e também do exterior, que vão se apresentar entre os dias 30 de abril e 8 de maio.

Dentre as 190 peças inscritas, dos estados de São Paulo, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Goiás e também de Buenos Aires, na Argentina, a comissão selecionou 16 peças, entre infantil, adulto e teatro de rua, para a Mostra Oficial. Inicialmente o Festival Nacional de Teatro traria para Jales 10 peças, mas em função de uma verba adicional, foi possível aumentar esse número para16.

Além das selecionadas, outras três companhias manifestaram interesse e vão estar no 8º Festival de Teatro com as peças, "Hoje tem Espetáculo", do Grupo Rosa dos Ventos, "Después", da Cia das Artes e o Circuito Cultural Paulista, com peça não definida.

Os espetáculos inscritos foram avaliados com base na relevância do grupo, considerando seu histórico no cenário teatral, a diversidade da linguagem proposta e sua originalidade dentro da encenação, a adequação aos espaços e também foram analisadas a excelência artística do espetáculo.

O 8º Festival Nacional de Teatro é realizado pelo Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura e organizado pelo Proac-SP e Eccart, com apoio do Ponto de Cultura-Escola Livre de Teatro (Elite) e Prefeitura de Jales e terá como palco o Teatro Municipal Dr. Edílio Ridolfo e a Praça Euphly Jalles.

Todos os grupos selecionados terão ajuda de custo, direito à hospedagem e alimentação, oferecidos pelos organizadores do 8º Festival. (por Daniel Zílio).

Alunos de Pedagogia doam caixas de leite à Santa Casa de Jales

por Daniel Zilio



Os alunos do curso de Pedagogia da Unijales, realizaram mais uma ação solidária neste início de ano, o "trote solidário". A ação consistiu na arrecadação de caixas de leite, doadas em evento que homenageou as mulheres, realizado no mês de março.

A iniciativa teve como objetivo o entrosamento inicial entre os graduandos das três turmas do curso, servindo como dinâmica de comunicação e integração, o exercício da cidadania, da ética e do voluntariado.

Toda a ação contou com a colaboração dos professores, alunos e funcionários. A entrega das 190 caixas de leite foi realizada pela coordenadora do curso de Pedagogia, Célia Zerbato e a aluna Marilisa Mattos, do 1º ano, que representou os discentes e docentes da Pedagogia. A equipe de captação de recursos e a assessora de imprensa da Santa Casa de Jales receberam a doação e agradeceram o gesto dos alunos.

Para falar desse gesto de solidariedade, marca registrada do curso de Pedagogia da Unijales, a coordenadora usou uma frase de Leon Tolstoi, "A alegria de fazer o bem é a única felicidade verdadeira".

Deus, meu pai e a situação do Brasil

*Flávio Carvalho

Eu tinha menos de uma década de vida quando meu pai morreu.

Meu pai era um jovem político, que tinha acabado de ser eleito deputado pelo Estado de São Paulo, que num trágico acidente automobilístico, teve sua vida prematuramente ceifada.

Fiquei indignado, me revoltei, e juntamente com minha família sofri muito, e mesmo sendo uma criança, me revoltei contra Deus. Achava que o Criador havia errado, cometido uma imensa injustiça. Por que meu pai? Por que neste momento? Ele havia acabado de ser eleito deputado, iria fazer tantas coisas boas para este país. Por que Deus cometera tamanho erro? Assim eu acreditava.

Vendo hoje a situação que se encontra o Brasil, e principalmente os políticos que nos representa, hoje tenho a certeza absoluta, Deus amava demais o meu pai!

Hoje não só aceito, como compreendo a precoce morte de meu pai. Deus, com sua imensa sabedoria, levou o meu pai para que ele não tivesse o desgosto de ver a situação dos políticos deste país, e mais, poupou meu pai de conviver com esta classe, os políticos, que desgraçaram esta linda Nação.

Deus foi misericordioso com meu pai. E como político que era, foi privado de conviver e trabalhar com os seus colegas de plenário.

Todos reconhecem que o grande problema desse país é meramente político, que os causadores de toda essa desgraça são os políticos, e de todos os partidos, e o que maior agravante, o que mais dói, é que todos foram eleitos legitimamente por nós.

Agora estamos na iminência de passarmos por outro evento triste, mas necessário, que é o impeachment da presidente da república. Não quero discutir agora o mérito, mas defendo o impedimento. Mas o mais grave, que pouco se tem discutido, é a linha sucessória, ou seja, quem vai substituir a presidente?

Estamos na seguinte situação: vamos tirar o Diabo e colocar o Satanás! E se o Satanás não puder assumir, temos ainda o Demônio e o Capeta na linha sucessória. Ou seja, estamos ferrados de qualquer maneira.

E se tivermos novas eleições, quem seriam os candidatos? Quais seriam nossas opções? Seriam os mesmos, não temos renovação, não temos figuras diferentes. Os bons, os que são do bem não se envolvem na política, o que é um grande erro. Os honestos, o bem intencionado deve participar, deve se manifestar.

Estou orando muito, não somente pelo Brasil, mas também pelos nossos políticos, oro também para que aqueles que são do bem participem da vida política do país, mas oro com maior intensidade e vontade, para que Deus me de força, coragem e sabedoria para participar cada vez mais, intervir cada vez mais na construção de um melhor país, mais digno, honesto e mais justo, pois o seu povo merece.

E para terminar, gostaria de citar o Grande Martin Luther King: "O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons."

*Flávio Rodrigo Masson Carvalho

equilibriumtc@hotmail.com

Prefeitura e Cras de Urânia confeccionam e entregam ovos de páscoa para projetos sociais e escolas municipais






 
A Prefeitura Municipal de Urânia, como de costume, confeccionou e distribuiu centenas de ovos de Páscoa para diversos projetos sociais coordenados pelo Centro de Referência da Assistência Social _ CRAS de Urânia , tais como, Grupo de Bordado, Grupo da Melhor Idade, Vôlei da Melhor idade e escolinha de vôlei municipal, Grupo de Ginástica, crianças e adolescentes do Projeto Sonho Meu, todos dos grupos de convivência do SCFV (Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos) realizado pelo CRAS e alunos das escolas municipais.

As funcionárias da Assistência Social e alguns voluntários levaram duas semanas para confeccionar os ovos, que foram feitos com muito carinho e coordenado pela primeira–dama Marinete Munhoz Borges Saracuza que fez questão de colocar a mão na massa. O prefeito Airton Saracuza e a primeira-dama Marinete Saracuza também participaram da entrega dos ovos de páscoa.

Por que estudar é chato?

*José Renato Nalini

Já disse mais de uma vez que criança é criativa, inteligente e bem humorada. Depois se torna agressiva e malcriada. Quando isso ocorre? Quando vai para a escola.

Pode não ser regra geral. Mas também não é exceção. A escola perdeu o seu poder de sedução. Não atrai, não segura, não faz a criança vibrar.

Montaigne já descobrira o óbvio há séculos. Em seus "Ensaios", ele critica o método de ensino - que não mudou muito desde então. Dezenas de crianças são trancadas numa sala. Alguém faz o mesmo discurso para todas elas, sem distinguir seus temperamentos, sua história de vida, suas preferências e aptidões. E ninguém deveria estranhar que seja raro alguma delas "dar certo".

O mundo precisa de pessoas antenadas com a realidade e que possam extravasar a sua curiosidade. Não faz mais sentido ensinar sintaxe, conjugação de verbos, transmitir informação que deve ser memorizada, se os talentos são ignorados e até boicotados. Os alunos mais inteligentes são exatamente os hiperativos, cujos pais são convidados a retirá-lo da escola.

Quem é que está brilhando no mundo de hoje? Os jovens que podem não ter sido os "primeiros da classe", mas foram estimulados a criar. Principalmente na informática, na eletrônica, na cibernética, nessas áreas que dominaram o convívio e que mudaram - irreversivelmente - o curso da História.

É preciso suscitar o jovem para que ele responda a uma necessidade. Liberá-lo das avaliações que somente aferem o resultado da "decoreba". Mácula que é replicada nos concursos, provas seletivas da capacidade de memorizar e não de recrutar os mais aptos ao desempenho de uma profissão.

Israel está dando um show em termos de inovação e empreendedorismo. Além da raça que passou por holocausto e a tradição de luta para subsistir, há coisas interessantes. Ali o serviço militar é obrigatório: três anos para homens e dois anos para mulheres. Uri Levine, o criador do "Waze", lembra que servir às Forças Armadas dá amadurecimento mais consistente. E ensina a não ter medo do fracasso. O medo do fracasso é o que atrasa muitos países, inclusive o Brasil.

Ele culpa a mídia e com razão. Aqui, as capas de periódicos semanais são destinadas aos criminosos. Sejam eles os "comuns" e os "de colarinho branco". Os heróis deveriam ser os que descobrem como atender a uma necessidade ainda insatisfeita e oferecem o resultado de sua ideia, de seu trabalho ou de sua pesquisa - quase sempre tudo isso junto - para uso de toda a sociedade.

Além do Waze, que hoje permite a todos fazer os melhores caminhos, já que nossas cidades foram feitas para servir o automóvel e não às pessoas, o economista Uri Levine, que serviu na Unit 8200, a agência de inteligência cibernética de Israel desenvolveu outras funcionalidades. Criou, por exemplo, a FeeX, a "Robin Hood" das taxas. Descobre quanto se paga em taxa, algo que não é divulgado e que movimenta seiscentos bilhões de dólares por ano. Também implantou o Engie, que detecta o problema do carro sem a necessidade de ir ao mecânico. Roomer é o mercado para reservas de hotéis. Permite que se venda a reserva feita e que não será utilizada. Outro aplicativo é a start-up FairFly. Propicia a aquisição da passagem aérea por melhor preço.

O segredo é estar "ligado" às necessidades contemporâneas e devotar-se a satisfazê-las. E a escola deveria servir para isso, não para tornar os alunos adolescentes aborrecidos e chatos, até mais chatos do que as insípidas aulas que deveriam assistir. *José Renato Nalini, secretário da Educação do Estado de São Paulo.

Câncer de pele continua sendo o mais comum entre brasileiros

O câncer de pele continua sendo o mais incidente entre a população brasileira. Mais de 200 mil casos devem ser registrados em 2016, segundo estimativa do INCA (Instituto Nacional do Câncer), com expectativa de que a doença faça ao menos duas mil vítimas fatais. Essa alta incidência acontece pela exposição excessiva aos raios nocivos do sol. O estrago é cumulativo e, ao longo dos anos, ele pode se consolidar como um tumor.

De acordo com o oncologista e presidente da Sociedade Brasileira de Cancerologia, Dr. Robson Moura, o câncer de pele é geralmente um tipo de tumor que poderia ser combatido com medidas simples, como usar o protetor solar corretamente e evitar exposição nos horários de sol forte. "Outro passo essencial para prevenção deste tipo de câncer é a visita periódica ao dermatologista para um exame de rotina. Desta forma podemos evitar a maioria dos tumores cutâneos que acometem a nossa população", salienta Dr. Robson..

Neste ano, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) divulgou um consenso sobre fotoproteção voltado para brasileiros, em vez de apenas replicar dados de outros países. Com isso, a entidade passou a recomendar que fosse usado protetor solar diariamente com fator 30 no mínimo. A decisão foi baseada na miscigenação da população e no clima do país, considerando suas diferenças entre regiões.

Pintas que merecem atenção redobrada: Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Cancerologia, as pintas que merecem atenção são aquelas que tem pigmentação irregular, bordas assimétricas e aquelas que mudam de características com o tempo, aumentando de tamanho, espessura ou cor. Qualquer lesão cutânea que apareça deve ser sempre avaliada por um médico. "É importante limitar ao máximo a exposição ao sol, usar protetor solar e chapéu, além de atentar para todas as pintas ou lesões novas ou aquelas que mudarem de características (tamanho, espessura e cor)", alerta Dr. Robson.

Fatores de risco: O principal fator de risco para o câncer de pele é a exposição solar associada diretamente com a radiação ultravioleta, considerada a principal causadora de alterações genéticas que, ao se acumularem, levam ao desenvolvimento de neoplasias (crescimento anormal e progressivo de tecido).

Prevenção primária: É importante reduzir a exposição solar, em especial, nos horários de pico de incidência solar (das 10h às 16h), além do uso de protetor solar, roupas com fotoproteção, chapéus, óculos escuros e restrição da exposição à radiação UV adicional (sendo as câmaras de bronzeamento artificial a fonte mais comum).

Prevenção secundária: O principal rastreamento de câncer de pele é o exame clínico. É feito por meio de uma intervenção não invasiva, de baixo custo e com ampla aceitação entre os pacientes.

Pacientes de alto risco: Pacientes com pele e olhos claros, e sardas, em conjunto com a elevada exposição solar, são fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de pele. Pacientes com história familiar de melanoma também merecem atenção especial.



Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

ONOFRE PEDRO PINTO e ANA CRISOSTOMO PARRA. ELE. natural de General Salgado, deste Estado, nascido aos 09 de abril de 09 de abril de 1.940, aposentado, viúvo, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de JUVENTINO PEDRO PINTO e de SANTISSIMA CANDIDA DE JESUS.ELA, natural de Américo de Campos, deste Estado, aos 11 de outubro de 1.943, pensionista, viúva, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de JOÃO CRISOSTOMO FILHO e de MARIA PEREZ DIAS, falecidos.

CHARLES WILLIAN PELINSON LYRA e MARIA PAULA BORGES MAZETO PAIVA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 06 de outubro de 1.988, médico, solteiro, maior, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de JOSÉ ANTONIO LYRA SCARANELLO e de ARIADNE DAGMAR PELINSON LYRA. ELA, natural de Uberaba, Estado de Minas Gerais, nascida aos 24 de abril de 1.998, estudante, solteira, com 17 anos, residente e domiciliada em Uberaba, Estado de Minas Gerais, filha de AILTON MAZETO PAIVA e de ADRIANA PATRICIA BORGES MAZETO PAIVA. Cópia recebida do Registro Civil de Uberaba, MG., por onde se processa a habilitação.

MARCOS ANTONIO XAVIER e GENI DE MORAES. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 12 de fevereiro de 1.975, pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de IRACI MARIA XAVIER, falecida. ELA, natural de Santa Rita D’Oeste, deste Estado, aos 16 de outubro de 1.959, doméstica, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de JOSÉ ANTONIO DE MORAES e de ALICE ALVES DE MORAES, falecidos.

MARLON RODRIGUES GARCIA e DANIELE JEISA PENHA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 14 de março de 1.991, engenheiro eletricista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de JAIR RODRIGUES GARCIA e de MARCELA CRISTIÂNI RODRIGUES GARCIA. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 19 de janeiro de 1.991, fisioterapeuta, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de DANIEL PENHA e de ILMA MARIA PENHA.

LUIS CARLOS GERALDINI e MÁRCIA CRISTINA FERREIRA DA SILVA. ELE, natural de Tanabí, deste Estado, nascido aos 12 de dezembro de 1.962, mecânico, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de VITORIO GERALDINI, falecido e de AMABILE POMIN GERALDINI. ELA, natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascida aos 06 de setembro de 1.982, diarista, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de DURVALINO FERREIRA DA SILVA e de ALVARINA FAVARÃO DA SILVA, falecida. SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina


17ª Copa de Judô Cidade de Jales será 9 de abril

No sábado, 9 de abril, acontecerá a 17ª Copa de Judô Cidade de Jales, organizado pela Associação de Judô Jalesense e a Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo (SMECT). O evento, gratuito para o público, terá início às 9 horas no Ginásio Municipal de Esportes "Dr. Waldemar Lopes Ferraz".

A competição deverá contar com aproximadamente 400 judocas de vinte e oito associações, a partir dos cinco anos de idade que disputarão títulos nas categorias masculinas e femininas. As lutas acontecem de acordo com as classes, divididas entre mirim, infantil, infanto-juvenil, pré-juvenil, juvenil, junior, adulto e sênior.

Serão distribuídos troféus aos participantes e as agremiações classificadas do 1º ao 3º lugares na contagem geral dos pontos. O cumprimento final será às 17 horas.

De acordo com o Secretário de Esportes, Cultura e Turismo, Ademir Balero Molina, "a Copa de Judô Cidade de Jales é um dos eventos mais tradicionais do noroeste paulista e pertence ao calendário de aniversario da cidade. É uma vitrine para todos os atletas que competem, independente de resultados".

Transformar o Brasil com lucidez

Dom Reginaldo Andrietta, Bispo Diocesano de Jales

 
O tempo pascal que estamos iniciando nos propõe superar frustrações e dependências que experimentamos, especialmente na vida política de nossa nação, hoje. Inspiram-nos duas transformações: uma realizada por Cristo na vida dos discípulos de Emaús (cf. Lc 24,13-35); outra, realizada por Pedro, em nome de Jesus, na vida de um mendigo (cf. At 3,1-10).

Os discípulos de Emaús vivem uma experiência decepcionante. Para eles, a libertação que ansiavam para Israel, por meio de Jesus, diante do poder imperialista que os dominava, não teve sucesso. Sua morte representa a derrota de seu projeto. Eles regressam para casa frustrados. Jesus ressuscitado se revela neste contexto, sem ser reconhecido.

No entanto, a Palavra das Escrituras, partilhada por Ele, aquece seus corações. Ao cair da tarde, convidam-no para se hospedar com eles: "Fica conosco, pois é tarde e a noite já vem". Jesus entra e, de hóspede passa a ser anfitrião, pois é Ele quem os serve à mesa. O evangelho diz: "Sentou-se à mesa com os dois, tomou o pão, abençoou-o, partiu-o e distribuiu-o".

Ao ser reconhecido nesse gesto, Jesus desaparece, significando que a partir da sua morte e ressurreição a comunidade vive a experiência da sua presença por dois sinais: a Palavra e o Pão partilhados, uma alusão clara à Eucaristia. Os discípulos de Emaús, então, cheios de entusiasmo, voltam a Jerusalém, testemunhando com encantamento o que presenciaram.

Essa transformação gerada por Jesus é a mesma a ser permanentemente realizada em nossas vidas: libertar-nos de nossas frustrações diante de um projeto de sociedade justa que ainda não se realiza neste país, para crermos na possibilidade de uma vida pessoal e social plena de sentido, testemunhando nossa alegria de termos a Cristo como garantia de vitória.

O livro dos Atos dos Apóstolos mostra outra transformação, realizada desta vez na vida de um mendigo, por meio de Pedro, representando a comunidade cristã. O homem que pede esmola na porta do templo representa seres humanos que dependem dos demais para sobreviverem: não têm autonomia, não são livres, não são plenamente humanizados, vivem a experiência da humilhação. Devem ser objetos de caridade ou tratados como sujeitos com direitos?

A resposta vem de Pedro. Ele ajuda o mendigo a "caminhar com suas próprias pernas", promove-o, restituiu sua dignidade, propondo-nos como questão: o que fazer diante da pobreza e dependência de tantos? Nossas ações devem ser exclusivamente assistencialistas? Certamente, não. Assistência sem promoção humana, sem inclusão social, perpetua a dependência. Nossas ações devem, enfim, promover participação cidadã, com repercussão urgente na vida política.

Sejamos sábios diante das frustrações vividas em nossa nação, tendo cuidado, sobretudo com os profissionais da política que defendem interesses particulares e corporativos, apoiados por poderosos meios de comunicação, manipuladores da opinião pública. Eles nos mantém excluídos e dependentes. Saibamos, portanto, utilizar canais de informação que nos ajudam a ter uma visão política mais esclarecida, para que possamos também atuar com lucidez.

Deixemo-nos, finalmente, transformar por Cristo Ressuscitado, conscientes da necessidade de participarmos mais livremente e plenamente nos destinos de nosso país, com a certeza de que conseguiremos também transformá-lo radicalmente, desde que acreditemos nessa possibilidade e atuemos com lucidez evangelizadora, comunitária e política.

Comerciantes jalesenses vão mostrar seus produtos durante a realização da Facip

Apesar das dificuldades econômicas vividas por praticamente todos os segmentos o comércio de Jales continua mostrando sua força, como afirmou o presidente da Associação Comercial e Industrial, Carlos Roberto Altimari, ao destacar a participação das empresas na 46ª Facip, que acontece de 13 a 17 de abril.

Carlinhos informou que todos os espaços do Pavilhão Comercial já estão vendidos o que também mostra o interesse das empresas do comércio em exporem seus produtos para o grande público da feira, como acontece todos os anos. "Os empresários entendem que períodos difíceis como este é quando precisam aparecer mais, para superar as adversidades do momento e se preparar para crescer, quando a crise passar, o que esperamos que aconteça logo", afirmou.

O presidente da ACIJ lembra que por enquanto os índices de empregabilidade vêm se mantendo em Jales, principalmente nos setores do comércio e de serviços, com mais contratações que demissões em janeiro, sendo que em fevereiro os números de demissões e admissões praticamente empataram. Isso, segundo Carlinhos, acontece em um período em que quase todas as cidades registram índices negativos, numa prova de que ainda resistimos, "só não sabemos até quando", completou.

Tribalismo

Reginaldo Villazón

 
Imaginemos uma população nativa, vivendo num pequeno país, mas dividida em tribos. Esta composição social não é fora da realidade. Existe desde os tempos antigos. Nela, há períodos de convivência pacífica entre as tribos. Mas há períodos em que a disputa por espaço, água, caça e pesca gera ódios e agressões. Cada tribo tem seus líderes, que invocam razões sempre favoráveis ao seu grupo. Por vezes, o objetivo dos líderes é conquistar o poder sobre as demais tribos. Dessa forma simples, podemos entender a cultura tribal.

A humanidade se formou dos povos que ocuparam os continentes e as terras isoladas nos oceanos. Os bárbaros na Europa, os indígenas nas Américas, os polinésios nas ilhas do Oceano Pacífico são exemplos bem conhecidos de povos tribais. Efetivamente, a cultura tribal persiste forte até hoje. Nos noticiários sobre o Oriente Médio, ficamos sabendo que os muçulmanos (praticantes do islamismo) se dividem em duas tribos – sunitas e xiitas – que não se entendem. E que o Estado de Israel se conduz como uma nação tribal.

Os maiores impérios, como o Império Macedônico, liderado por Alexandre Magno (356 a.C. – 323 a.C.), tiveram suas bases na cultura tribal. Na história recente, o maior caso de tribalismo foi o da Alemanha Nazista sob o comando de Adolf Hitler (1889 – 1945). O objetivo foi submeter todo o mundo a um único povo ("uma raça superior geneticamente pura"). Assim, os alemães nazistas causaram a Segunda Guerra Mundial. Hoje, sem engano, as rédeas da economia mundial estão nas mãos de uma refinada elite tribal.

Observando o nosso país, o tribalismo se revela além do futebol. No âmbito da crise política que abala o país – com péssimos reflexos econômicos e sociais – vemos o tribalismo prevalecer com intensidade. Nos debates, as opiniões dos políticos, juristas, economistas, jornalistas e figuras da mídia atropelam as leis, a democracia, a unidade nacional. Divergências absurdas acontecem de acordo com o interesse dos grupos confrontadores. Os representantes eleitos pelo povo fazem dos partidos políticos suas tribos.

Não é mais possível acreditar em leis, justiça, democracia, ética e instituições públicas. Os defensores da situação falam em golpe, mas não tomam providências como manda a lei. Os opositores se mostram despreparados e não oferecem alternativas ao povo. Em cada fase da Operação Lava Jato, mais parlamentares são citados como corruptos. Enquanto isso, as notícias ruins sobre o desempenho da economia e as más consequências socioeconômicas não param de chegar, causando indignação e apreensão.

A televisão mostra as sessões do plenário da Câmara Federal, nas quais os deputados consomem tempo e dinheiro em discussões impregnadas de partidarismo. Um cenário caduco e inútil. Lembra os velhos pregões das bolsas de valores. Em 2004, a Bovespa – a bolsa paulista – teve 90% dos seus contratos negociados no salão, onde os operadores compravam e vendiam aos gritos. A Bovespa tinha quase mil operadores nessa situação. Mas evoluiu e cresceu. Hoje tem menos de cem desses operadores. Tudo tem que mudar para melhor.

FOLHAGERAL

da redação


Desde a
eleição de Lula (PT) em 2002, aos poucos o PMDB foi aumentando seu apoio e sua participação durante os oito anos de governo petista. Nas eleições de 2010, o PMDB se rendeu completamente ao petismo: cedeu sua grande estrela – Michel Temer – para servir de vice na chapa de Dilma Rousseff. . A partir daquela ocasião, Dilma Roussef e seu PT são personagens principais. Michel Temer e seu PMDB são coadjuvantes.
No total,
foram 13 anos de servidão peemedebista ao petismo. Agora, ante a catástrofe política que se avizinha, o PMDB está abandonando o barco. Se a presidente Dilma reverter o perigo em relação ao impeachment, a situação poderá ficar insustentável para o PMDB neste ano de eleições municipais. Não vai ter jeito de voltar e pedir bênção.

Apesar de
cada tipo de eleição ser diferente – municipal, regional e nacional – os votos são recolhidos junto à população nos municípios. As articulações e propagandas são dirigidas aos mesmos eleitores em todo o país. O PMDB vai ter que apostar na decadência do PT – com ou sem impeachment – e sair das sombras na direção dos holofotes.
Depois de
20 anos – 1996/2016 – no legislativo jalesense, o vereador Claudir Aranda (PDT) estaria disposto a não mais continuar na política. Revelou que finda a carreira e abre espaço para os mais jovens. Outro vereador, que já decidiu não participar do futuro pleito municipal, é o demista Gilberto Alexandre de Moraes. E andam falando que também outros dois ou três vereadores podem não concorrer à reeleição.
A Agência
Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou nesta terça-feira (29 de março) a lista de hospitais que atendem a critérios importantes na aferição do padrão de qualidade da assistência prestada à população. Os dados mostram o desempenho dos estabelecimentos, segundo três indicadores: acreditação, índice de readmissão hospitalar e segurança do paciente. É a primeira vez que a ANS disponibiliza estas informações sobre os prestadores, oferecendo subsídios para os consumidores acompanharem e avaliarem os serviços.
Como o
nome da Santa Casa de Jales não aparecia em nenhuma das relações (as de Fernandópolis e Votuporanga sim), nossa redação manteve contato com a assessora de imprensa do hospital Caroline Guzzo e recebeu a informação de que a Santa Casa de Jales não possui plano de saúde próprio com metas estabelecidas a serem cumpridas. "Por bem, no planejamento de 2016, o hospital iniciará um processo junto ao CQH Compromisso Com a Qualidade Hospitalar", disse ela.
O vereador
e presidente da Câmara Municipal de Jales, Nivaldo Batista de Oliveira (Tiquinho), tem dito aos mais chegados que foi convidado por alguns empresários para encabeçar uma chapa ao pleito de outubro. Bom nome.
Dizem

também que o prefeito Callado deixará para anunciar sua candidatura no apagar das luzes e, claro, com o empréstimo de R$ 8 milhões assinado. Aguardemos.
E falando
de candidaturas, muitos dos prefeitos que vão concorrer à reeleição têm se queixado da falta de recursos para investimentos, principalmente para atender a necessidade de recape asfáltico. Por isso, consideram que o embate será difícil até o dia 9 de outubro.
A Secretaria
de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo (SEDS) anunciou o repasse de R$ 76 mil para a Associação Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Palmeira do D’Oeste. O recurso será aplicado na aquisição de um veículo para transportar profissionais e de aparelhos de informática, TV, lavadora de roupas, esteiras e bicicletas ergométricas, equipamentos de multimídia e jogos interativos para habilitação e reabilitação de pessoas portadoras de deficiência.
Todos os anos,
o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) atualiza a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Este ano, 12 novas categorias profissionais foram incluídas na CBO, entre elas: agente de combate a endemias, condutor de ambulância, mestre de cerimônias e entrevistador social. Com as novas inclusões, as ocupações reconhecidas pelo MTPS no Brasil chegam a 2,6 mil.
O Partido
Progressista (PP) em Jales estuda a possibilidade de lançamento de candidatos ao pleito de outubro. Segundo a rede social, até nomes para compor a chapa estariam sendo definidos. Outros partidos também já estariam definindo nomes, já que o mês das convenções se aproxima: PV, PT, PSDB, PSD, PMDB, PTB, PPS, PSB. O pleito de outubro em Jales vai estar recheado de postulantes. Isso aumenta as opções de escolha dos eleitores. Quanto ao DEM, há dúvidas do lançamento de pré-candidato.
De acordo
com a Lei Complementar Nº 01/2016, aprovada pelos vereadores, o prefeito Pedro Manoel Callado Moraes vai devolver as portarias que foram revogadas pela ex-prefeita Nice Mistilides sob a justificativa de enxugar a folha de pagamento. O ato causou perdas salariais a vários servidores.
Sobre o
caso, o prefeito Callado disse que: "com o apoio dos vereadores que aprovaram o projeto e do sindicato dos servidores que ajudou a encontrar a melhor forma para solucionar a questão, vamos devolver aos nossos funcionários o que lhes é de direito". E arrematou: "o diálogo respeitoso e o bom senso foram fundamentais para que pudéssemos lograr êxito".
Nesta
segunda-feira, 4 de abril, os vereadores votam parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado - TCESP, favorável a aprovação das contas de 2013 da prefeita Nice Mistilides. Será que os vereadores vão aprovar as contas da ex-prefeita Nice como fizeram com as contas do Município de 2012 do então prefeito Parini e do vice Clóvis Viola rejeitadas pelo TCE-SP?

Santa Casa tem mais de R$ 2 milhões em indicações de emendas parlamentares

 
O primeiro momento é de alegria para o setor de Captação de Recursos da Santa Casa de Jales, porém, emendas indicadas não significam que o hospital receberá todo o dinheiro pré-estabelecido pelos candidatos, mas, a esperança é que apesar da crise econômica que afronta o país, os recursos cheguem aos cofres da instituição até meados de 2017.

As emendas foram solicitadas desde outubro do ano passado em Brasília, ainda na gestão do ex-provedor, José Pedro Venturini, na visita realizada por José Devanir Rodrigues (Garça,) e pelo membro da mesa administrativa José Luiz Socorro sendo reafirmada pela gerente de Captação, Luciana Vicente.

"Temos que marcar presença em Brasília e São Paulo para que a nossa Santa Casa dentre tantos os pedidos, seja lembrada pelos parlamentares. Estamos felizes com as indicações, porém também cientes de que muitas poderão não chegar ao hospital, por isso, nosso incansável setor de Captação de Recursos trabalha arduamente para trazer dinheiro por meio de campanhas, leilões, rifas e eventos", destacou Garça.

As emendas no quadro ao lado apresentam as indicações provenientes deste ano, porém, vale salientar que existem pendências de anos anteriores que foram destinadas por outros parlamentares, como exemplo do deputado federal (licenciado) e secretário da Habitação do Governo de São Paulo, Rodrigo Garcia que destinou R$ 700 mil em 2014, bem como o senador Aloysio Nunes Fereira Filho R$ 250 mil, o deputado federal Edinho Araújo, R$ 500 mil, o deputado federal Fausto Pinatto que destinou R$ 600 mil para a instituição e consta em procedimento de quitação.

A deputada estadual, Analice Fernandes também colocou uma emenda de R$ 240 mil, em 2015, e encontra-se em trâmite final para liberação do recurso, que será utilizado para custeio.

Emendas indicadas por deputados federais ao orçamento da União
Aloysio Nunes Ferreira Filho (PSDB) R$ 300.000,00

Eduardo Bolsonaro (PSC) R$ 290.000,00

Dr° Sinval Malheiros (PV) R$ 200.000,00

Fausto Pinato (PP) R$ 350.000,00

Silvio Torres (PSDB) R$ 150.000,00

Marcelo Squassoni (PRB) R$ 100.000,00

Sérgio Reis (PRB) R$ 350.000,00

Edinho Araújo (PMDB) R$ 300.000,00




Câmara Municipal autoriza empréstimo de R$ 8 milhões

A Câmara Municipal de Jales aprovou, na sessão ordinária de segunda-feira, 28 de março, projeto de lei do Executivo Municipal que autoriza a realização de um empréstimo de R$ 8 milhões junto a empresa estatal Desenvolve SP - Agência de Fomento do Estado de São Paulo.

 
Os valores, caso a operação seja aprovada, serão destinados a obras de recapeamento e pavimentação asfáltica, incluindo-se terraplanagem, movimento de terra, guias, sarjetas, drenagem sob o asfalto e serviços complementares de sinalização da via e pintura asfáltica.

Dos dez vereadores que compõem as bancadas na Câmara Municipal, apenas o demista Gilberto Alexandre de Moraes se posicionou contrário ao empréstimo pelo Município.

De acordo com o Projeto de Lei, o prazo total de financiamento será de até 72 meses (6 anos), contados a partir da liberação da primeira parcela ou parcela única do financiamento, sendo de até 12 meses o prazo de carência com juros pagos trimestralmente.

Segundo a mensagem do prefeito Callado aos vereadorss, a taxa de juros do empréstimo é de 9,5% ao ano, acrescida de atualização monetária pelo IPCA.

Numa entrevista coletiva no dia 18 de março, no Gabinete do Poder Executivo, o prefeito Pedro Callado havia anunciado a possibilidade de pedir emprestado junto à Desenvolve S/A a importância de R$ 4 milhões e na segunda-feira (28), os vereadores aprovaram o projeto de lei solicitando o dobro do anunciado.

O recape asfáltico na cidade é das preocupações do prefeito Pedro Callado, tendo em vista as constantes cobranças da população, já que, em alguns casos, as ruas estão em situação intransitável, impedindo até que carros possam trafegar normalmente.

A Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista é uma instituição financeira do governo do Estado de São Paulo que promove, desde 2009, o desenvolvimento sustentável do Estado por meio de operações de crédito consciente e de longo prazo para as pequenas e médias empresas paulistas.

O objetivo é a melhoria da qualidade de vida da população, contribuindo com a geração de emprego e renda em todas as regiões do Estado, promovendo o desenvolvimento local.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Urânia realiza Campanha contra a Dengue

Urânia realiza Campanha contra a Dengue
Marcos Pick Gavioli





A Prefeitura Municipal de Urânia junto a Secretária Municipal de Saúde vem engajando uma luta contra o Aedes Aegypti, realizando campanhas, ações e projetos que buscam reduzir a proliferação do mosquito.
Na semana de 14 a 19 de Março aconteceu o Projeto: "TROQUE O CRIADOURO  DA DENGUE POR UM DIA DE DIVERSÃO", onde foi coleado nas praças da Matriz e Nossa Senhora de Fátima todo e qualquer tipo de materiais que possam acumular água e servir como criadouro. Os materiais foram convertidos por ingressos que permitiam as crianças a se divertir no trenzinho da alegria, cama elástica, piscina de bolinhas e escorregador. Tudo que foi arrecadado foi encaminhado para venda em empresa de coleta seletiva, onde os valores arrecadados serão revertidos em futuras campanhas contra a Dengue.
A mobilização visou conscientizar a população sobre a importância da contribuição de cada um, enfatizando o combate e a prevenção de focos e casos de dengue, relevando a importância de manter as residências e os quintais limpos. Os brinquedos foram um incentivo às crianças que são disseminadores de informações, levando a toda família orientações sobre a necessidade da retirada dos criadouros.
O evento ocorreu no dia 19 de Março (Sábado) no Barracão da Prefeitura, das 08 às 16 horas e contou com a participação dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), Agentes de Combate de Endemias (ACE), Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Vigilância Epidemiológica e com parceria da Sabesp na distribuição de água.
A Secretaria Municipal de Saúde considerou o evento de grande importância para nossa população, vista a situação de epidemia que o país enfrenta com a dengue entre outras doenças transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti,  e agradece a participação e colaboração de todos os funcionários envolvidos na execução do projeto e de toda  a população. Pede ainda que a população colabore  na continuidade de manter seus quintais/ residências, livres de criadouros do mosquito, tornando-se um hábito na rotina das famílias, pois somente assim poderemos e conseguiremos eliminar essas doenças na nossa cidade.

4 a 8 de abril Semana de Mobilização Contra o Aedes Aegypti


Em continuidade as ações de prevenção a dengue, chikungunya e zika, será realizada de 4 a 8 de abril a semana de mobilização contra o Aedes aegypti. O objetivo é intensificar as atividades de combate ao mosquito transmissor e diminuir a incidência destas doenças.
 
O Dia D de eliminação do Aedes Aegypti será na quinta-feira, 7 de Abril, data em que se comemora o Dia Mundial de Saúde, instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1948 com a finalidade de conscientizar a população sobre as principais questões de saúde.
 
No município de Jales, durante a semana de mobilização, os agentes de controle de endemias irão vistoriar imóveis públicos para eliminar possíveis criadouros em locais com grande fluxo de pessoas. Os supervisores de campo irão intensificar as visitas aos imóveis desocupados e será realizada orientação em sala de espera nas unidades de saúde.
 
O mutirão de eliminação de criadouros, realizado aos sábados desde 30 de janeiro percorrendo os bairros, continua no próximo dia 09. Nele, os agentes percorrem casa em casa para a retirada de todos os focos do mosquito e tudo mais que possa servir de criadouro do inseto. Os moradores recebem orientações e panfletos educativos.
 
Considerando ainda as Propostas Nacionais de Ações de Mobilização Nacional para o Dia Mundial da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde irá solicitar a rede de ensino estadual, municipal e particular que durante a Semana da Família na Escola que acontece de 4 a 9 de abril e coincide com o Dia D, envolvam alunos, familiares e responsáveis no enfrentamento do Aedes Aegypti, elaborando propostas de ações a serem realizadas pelos estudantes.

Com maior área de atuação Coopercitrus fatura R$ 2 bilhões em 2015


 

Número expressivo se deu com a junção de faturamentos do Grupo Coopercitrus e empresa de óleo diesel Agripetro TRR, no qual a cooperativa possui 98% dos lucros.

Sobras líquidas do exercício somaram R$ 81, 17 milhões.


 
A participação do setor agropecuário no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro teve um ligeiro aumento em decorrência do cenário de recessão do país. De acordo com o balanço feito pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a participação do setor no PIB passou de 21,4% registrados em 2014, para uma projeção de 23% em 2015.

            Com crescimento acima das expectativas, foram apresentados em Assembleia Geral Ordinária, realizada em 21 de março, os resultados do exercício de 2015 da Coopercitrus e da empresa Agripetro TRR, transportadora de óleo diesel no qual a cooperativa possui 98% dos lucros, somando um faturamento de R$ 2 bilhões. “É um faturamento para poucas empresas no Brasil. Se considerarmos que esse valor é, basicamente, pelo fornecimento de insumos e máquinas, realmente podemos nos atrever a dizer que é um dos maiores do País”, comenta José Vicente da Silva, diretor presidente da Coopercitrus.

            As receitas líquidas da Coopercitrus atingiram o valor aproximado de R$ 1,8 bilhão, com aumento de 15,02% em relação ao exercício anterior. Segundo José Vicente, o grande diferencial em atingir um bom faturamento é poder oferecer mais produtos e serviços aos cooperados e promover oportunidades de crescimento. “Com um faturamento dessa ordem passaremos a ter maior participação no mercado, melhorando, cada vez mais, nossas condições comerciais. Nosso foco este ano é a difusão de novas tecnologias e a prestação de serviços técnicos. Queremos que o pequeno e médio produtor tenham as mesmas oportunidades dos grandes produtores”.

O destaque maior foi na ampliação do número de cooperados, que saltou de 22.054 para 23.676, ou seja, uma evolução de 1.622, equivalente a um aumento de 7,35%. “A Coopercitrus mais capitalizada consegue dar maior suporte aos cooperados em dificuldades financeiras, também, renegociando suas dívidas com prazos mais longos. Nosso novo modelo de gestão corporativa tornou possível conduzir os negócios de forma mais profissional, preservando os interesses de nossos cooperados e ampliando o patrimônio pertencente a todos os nossos associados”, explica Raul Huss de Almeida, presidente do conselho de administração da Coopercitrus.

 Expansão estratégica
Ao longo dos anos, a Coopercitrus vem defendendo a utilização de tecnologias para diluir os custos de produção de seus cooperados com o intuito de tornar contínuo negócios cada vez mais sustentáveis, além de promover alternativas de incremento de renda, como no caso da diversificação de culturas. Segundo José Vicente, a cooperativa tem investido em uma estratégia de expansão da área de atuação, aproveitando as oportunidades que surgiram ao longo de 2015 de trabalhar em conjunto com cooperativas coirmãs, para no futuro, realizar incorporações. “Em nosso plano estratégico tivemos a intenção de colocar a cooperativa em uma área de atuação mais ampla, trabalhando com várias culturas, com mais cooperados e produtos”, analisa.

Outra expansão importante segundo José Vicente foi a concessão da marca New Holland de tratores que permitiu ampliar a atuação em vendas de máquinas para 157 municípios na região de Ribeirão Preto a Jales, SP. “
É um grande desafio,
com o aumento de lojas e área de atuação não podemos perder o foco no bom atendimento ao cooperado. Crescimento exige Recursos Humanos e Financeiros, estamos atentos a isso”, comenta José Vicente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

Adolescente que viria para Jales é apreendido transportando mala com maconha na BR-463

Tabletes de maconha estavam na mala do jovem
foto/DOF/Divulgação

por Renata Portela
Por volta das 21 horas de quarta-feira, 30 de março, adolescente de 16 anos foi apreendido em um ônibus na Rodovia BR-463, região de Ponta Porã. O jovem transportava uma mala carregada com tabletes de maconha e acabou encaminhado para a delegacia.

De acordo com o DOF (Departamento de Operações de Fronteira), equipe fazia bloqueio na rodovia, no Posto Fiscal Pacuri, quando abordou o ônibus que fazia itinerário Ponta Porã/Campo Grande. Durante vistoria no bagageiro, foi encontrada a mala com 10 tabletes de maconha.

Segundo os policiais, a mala pertencia ao adolescente, que transportava um total de 7,6 quilos do entorpecente. O jovem revelou que havia comprado a droga em Ponta Porã por R$ 2 mil e levaria para Jales (SP), onde revenderia. O caso foi registrado como ato infracional (tráfico de drogas) na Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã.

quinta-feira, 31 de março de 2016

Aulas de corrupção


Luiz Gonzaga Bertelli*
 
 
Neste ano, pela primeira vez no País, estudantes do ensino fundamental e médio terão aulas sobre corrupção. A experiência, salvo engano inédita, pelo menos em termos oficiais, se dará no Acre, fruto de lei proposta pelo deputado Jairo Carvalho (PSD). A matéria leva o nome de “Política, politicagem e conscientização contra a corrupção”. Durante o regime militar nós tivemos algo parecido com a introdução das aulas de Educação Moral e Cívica, que não foram adiante apesar dos bons propósitos.
 
A novidade, em principio, sugere ser mais uma dessas improvisações mirabolantes que lembram coelhos tirados da cartola. No entanto, há respaldo institucional na iniciativa. O Tribunal de Justiça e a Procuradoria Geral de Justiça do Acre deram apoio imediato através da presidente Cezarinete Angelim e do procurador Oswaldo de Albuquerque. Também existe consistência pedagógica e filosófica nela, pois uma das vozes mais vigorosas na defesa da escola nesse terreno é a do filósofo Michael Sandel, nascido em Minnesota, 62 anos, professor de Harvard, onde ministra um concorrido curso intitulado “Justiça”, que vai nessa direção. Sandel já escreveu dois livros inspirado nas suas reflexões: “O que o dinheiro não compra” e “Justiça: qual é a coisa certa a fazer?” (Civilização Brasileira).
 
Sua posição ficou exlicita numa resposta dada à revista Exame em entrevista publicada ano passado. Indagado sobre correções de rota quando a educação familiar não basta para cumprir a missão de transmitir valores aos filhos, ele disse que escolas e empresas têm papel essencial no cultivo daquilo que chamou de virtudes cívicas.
 
Virtudes cívicas vêm a ser atitudes de cidadãos que tenham como objetivo o bem comum, cuja solidez não lhes permite negociar o princípio da honestidade e do respeito mútuo. São atitudes diárias de procedimentos voltados ao respeito às leis e regras estabelecidas pelo pacto social. Sandel recorreu a um exemplo prosaico para esclarecer o conceito: obedecer ao sinal vermelho mesmo em circunstância de atraso danoso, cuja ausência de câmeras, ou radares poderiam safar o transgressor.
 
A julgar pela informação da assessoria jurídica do deputado Jairo Carvalho, o Brasil está de fato carente das virtudes cívicas. Recentemente foi constatado em escolas estaduais do Acre, que chapas concorrentes aos grêmios estudantis haviam comprado votos ao preço de um real ou em troca de lanches. Reproduziam práticas que remetiam às eleições a bico de pena da República Velha, ainda vigentes em grotões do País. Tão grave, ou pior, é o resultado de uma pesquisa feita pelo Curso de Pedagogia da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), de 2010, que, infelizmente, não teve a divulgação merecida. Realizado em salas de aula, o levantamento mostrou que os universitários - e estamos falando de um dos estados mais evoluídos do País - não tinham noção exata do que fossem práticas corruptoras. Atitudes francamente condenáveis na condução dos estudos, aliás, largamente adotadas, não eram entendidas como corrupção, a saber: o uso da mentira para fugir de responsabilidades escolares; a recorrência à “cola”; plágio ou cópia de textos da Internet na elaboração de trabalhos e até a compra deles. Tais desonestidades não eram vistas como corrupção. Para os acadêmicos, a falta de postura ética e moral associada à palavra corrupção era restrita aos políticos que se apropriam de dinheiro público. Se não sou político, não sou corrupto!!!
 
Pedagogos e psicólogos concordam que a infância, devido à disponibilidade e plasticidade da criança, é o período próprio para a aquisição das virtudes cívicas. Nessa idade o ser humano é eminentemente educável - e atenção - também corruptível, se sua formação for desvirtuada. Resta à sociedade brasileira – e o debate é extremamente promissor- decidir se a escola deve, de vez, ocupar esse espaço. A rigor, formar cidadãos também é atribuição dela.
 
*Luiz Gonzaga Bertelli é presidente do Conselho de Administração do CIEE/SP e presidente do Conselho Diretor do CIEE Nacional.
 

Melhor qualidade de vida


Junji Abe
Para os adeptos contumazes do consumo diário de proteína animal, cabe o alerta de que o baixo consumo de carne pode diminuir a mortalidade global entre 6% e 10% até 2050. Além das vantagens à saúde, a dieta menos carnívora ainda pode cortar a emissão dos gases de efeito estufa entre 29% e 70% em 34 anos.
Segundo o líder da pesquisa, Marco Springmann, da Universidade de Oxford, se a maioria da população mundial, tivesse uma alimentação balanceada, com mais hortaliças e frutas e bem menos carne – especialmente, a vermelha – o planeta economizaria US$ 1 trilhão ou R$ 3,7 trilhões. São cifras despendidas com assistência médica, hospitalar e remédios. Excesso de carne, produtos industrializados, ricos em açúcar e gordura, mas, pobres em fibras e nutrientes, são as principais causas da obesidade, hipertensão e altos índices de colesterol e triglicérides que provocam outras doenças.
Apesar de tantos motivos para rever o que come, cada brasileiro consome, por ano, parcos 27 quilos de hortaliças e 57 quilos de frutas. Significa uma quantidade de verduras e legumes quase seis vezes menor do que aquela ingerida anualmente pelos italianos (158 kg) e apenas um quarto do consumo anual de frutas registrado pelo canadense (223 kg).
É admirável a produção hortícola do País. No Alto Tietê, é abundante e de alta qualidade. Mogi das Cruzes ainda é o referencial brasileiro em tecnologia na horticultura. Se a rotina alimentar do brasileiro passasse a privilegiar vegetais e frutas, os produtores de Mogi e Região também ampliariam a teia de benefícios sociais, gerando mais empregos e renda, além de contribuir melhor com a arrecadação tributária que deve voltar para a sociedade sob a forma de investimentos em saúde, educação e outros setores.  
 Nem pense que apregoo o vegetarianismo ou o veganismo (dieta que exclui qualquer derivado animal). Sei bem o quanto é gostoso saborear um churrasquinho, de vez em quando. O que proponho é reduzir o consumo de proteína animal. Ninguém morre se deixar de comer carne uma vez por semana. As hortaliças são terreno pródigo para substituições e bem mais baratas. Vale tentar. Pelo bem da saúde, do bolso, do meio ambiente, do planeta. Por melhor qualidade de vida.
 
Junji Abe é líder rural, foi deputado federal pelo PSD-SP (fev/2011-jan/2015) e prefeito de Mogi das Cruzes (2001-2008)

quarta-feira, 30 de março de 2016

Ex-affair de Lucas Lucco tira a roupa e mostra tudo





De biquíni branco, a catarinense Emiliana Agacci desfilou ao vivo na Feijoada do Cacau no Carnaval deste ano e foi a mais aplaudida entre as candidatas – a votação do público a coroou como a mais nova modelo do Bella da Semana e o ensaio será publicado nesta quarta-feira, 30.
 




 Nem mesmo o cantor Lucas Lucco resistiu aos charmes de Emiliana, que se aventurou algumas vezes com o sertanejo. A estudante de Direito conheceu o cantor em um de seus shows em Florianópolis (SC). "Marcamos de nos encontrar em Curitiba. Lá, ficamos a primeira vez. Antes de ir embora, eu pedi que ele assinasse a minha nuca e falei que tatuaria" – e foi o que fez. A morena de 19 anos carrega na nuca uma tatuagem com o nome dele. "Mandei a foto e ele postou no Facebook."

O ensaio fotográfico feito por Walmor de Oliveira é resultado do concurso do Bella da Semana, que também premiou a modelo com um valor em dinheiro.