Páginas

quinta-feira, 24 de março de 2016

Nas unidades de saúde Callado pede intensificação no combate à dengue



O prefeito Pedro Callado continua percorrendo as unidades de saúde de Jales para falar sobre a importância da prevenção e do controle na eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti, principal  transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

Callado se reuniu com os agentes de endemias para saber detalhes sobre as ações executadas, os resultados obtidos e as dificuldades que os profissionais vêm enfrentando no trabalho de vistoria em residências e empresas.

O prefeito reiterou as recomendações feitas anteriormente, no sentido de que os agentes intensifiquem as visitas domiciliares para eliminar focos da doença e as orientações aos moradores sobre medidas preventivas.

 “O combate à dengue é responsabilidade de todos. Cada um tem que fazer a sua parte. Temos que intensificar nossas ações preventivas contra a doença”, ressaltou o prefeito.

As visitas às unidades de saúde foram acompanhas pela secretária municipal de Saúde, Patrícia Albarelo e pelo secretário municipal de Planejamento e Trânsito, José Magalhães Rocha.

Programa Esporte e Lazer da Cidade é apresentado

 

 O chefe de gabinete Ivan Bertucci, os coordenadores do projeto Rangel Dutra e Élcio Souza, o prefeito Pedro Callado e o secretário de Esportes, Ademir Molina

Agentes sociais, estagiários e demais funcionários das secretarias municipais, envolvidos no projeto
A Prefeitura de Jales realizou nesta quarta-feira, 23 de março, na Associação Casa do Poeta e Escritor, a apresentação do Programa Esporte e Lazer da Cidade (PELC). O programa inicia suas atividades na próxima semana, envolvendo a comunidade de todas as faixas etárias, inclusive pessoas com deficiência física, oferecendo condições para a prática de atividades físicas, culturais e de lazer.

A finalidade do PELC é estimular a convivência social, a socialização em grupo, o bem estar físico e mental, visando garantir que o esporte, a cultura e o lazer sejam tratados como políticas públicas e direito de todos.

As atividades vão atender aproximadamente quatrocentas pessoas de todos os bairros, através de oficinas desenvolvidas em núcleos e sub-núcleos. Inicialmente os núcleos serão localizados em três lugares: o Ginásio Municipal de Esportes, Associação dos Servidores Públicos e Centro Integrado Esportivo de Valorização do Idoso (CIEVI). Já os sub-núcleos, na Associação Casa do Poeta e Escritor e no Espaço Cidadania, Cultura e Arte (Teatro Municipal de Jales).

As oficinas serão distribuídas ao longo do dia, no período da manhã, tarde e noite, sendo conduzidas por seis agentes sociais, dois coordenadores e oito estagiários de educação-física, todos capacitados para desenvolvê-las e atender ao público.

Entre as atividades oferecidas aos usuários estão esportes recreativos, caminhadas, natação, voleibol, handebol, basquete, futebol, skate, tênis de mesa, judô, karatê, atletismo, malha, xadrez, dama, truco, dominó, música, teatro, artesanato, danças, coreografias, ciranda de leituras, sarau de literatura e poesia, gincanas de redações, teias culturais, dentre outros.

O prefeito Pedro Manoel Callado Moraes presente na apresentação do projeto ressaltou a importância da conquista do programa para a cidade: "O PELC é o primeiro projeto a ser instalado nessa região. É uma grande conquista, pois, efetivamente, está garantindo acesso das pessoas às variadas atividades do esporte, do lazer e da cultura. É motivo de alegria o nosso município ter sido selecionado para receber esta importância iniciativa, graças ao empenho do secretário de Esportes, Ademir Molina".

O PELC é um convênio entre a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Lazer e o Ministério do Esporte, desenvolvido em parceria entre as secretarias municipais de Saúde, Educação e Promoção e Desenvolvimento Social. A vigência do convênio no valor de R$ 251 mil, intermediado pelo deputado federal Fausto Pinato, é de 24 meses, podendo ser prorrogado por igual período.


Ministério do Esporte divulga a lista de competições válidas para a Bolsa Atleta 2016

 

 
 
 
O Ministério do Esporte divulgou a lista de competições nacionais e internacionais indicadas pelas entidades esportivas que contarão como critérios para solicitação da Bolsa Atleta.
Serão patrocinados os atletas que tenham obtido bons resultados em competições nacionais e internacionais, independente de sua condição econômica. O atleta contemplado recebe, no ano, o equivalente a 12 parcelas do valor definido na categoria.
Quando as inscrições forem abertas, os desportistas devem indicar quais torneios da lista eles participaram e o resultado obtido.
Os campeonatos são referentes ao ano de 2015 e valem para o pagamento do patrocínio ano de 2016.
Ao longo da última década, a política implementada pelo Ministério do Esporte concedeu mais de 43 mil bolsas para cerca de 17 mil atletas brasileiros, com investimentos que ultrapassam R$ 600 milhões. É o maior programa de patrocínio esportivo individual e direto do mundo.
O Bolsa Atleta tem atualmente seis categorias de bolsas: Atleta de Base (R$ 370,00);  Estudantil (R$ 370,00);  Nacional (R$ 925,00);   Internacional (R$ 1.850,00); Olímpico/Paraolímpico (R$ 3.100,00) ePódio (R$ 5 mil a R$ 15 mil).
Para conhecer a lista de competições válidas acesse o portal do ministério do Esporte em: esporte.gov.br


Com informações do Ministério do Esporte, Michelle Abílio

Tempo de superação


Junji Abe
 
 
Economia em queda livre, preços em disparada, desemprego instalado na rotina de 9 milhões de brasileiros, tudo sob suspeição e uma crise política que se tornou insustentável, destilando o ódio entre os apoiadores do governo e os contrários a ele. É com este clima que chega o Domingo de Páscoa.
O Brasil já enfrentou situações bem ruins. Superou. Com as potencialidades naturais da Nação e a força do povo, havemos de suplantar este período terrível. Como cristão, rememoro o dantesco sacrifício de Jesus para derramar o perdão divino sobre o mundo de mortais pecadores. Sua tortura, mutilação e aniquilamento não podem continuar passando ao largo da ambição desmedida e sede de poder da humanidade. Precisamos ter coragem de mudar posturas.
Falo de pequenos gestos de amor. De ceder o lugar no ônibus, dividir o lanche com um necessitado, adotar um animalzinho abandonado, ter mais tolerância com quem pensa diferente, dar um abraço apertado em quem precisa e outras tantas atitudes quase invisíveis no palco de grandes feitos e malfeitos.
Ao louvar a ressurreição de Jesus, podemos renascer como fez Ele e, apesar das nossas limitações, buscar meios de concretizar mais pequenos gestos de amor. A soma das minúsculas ações de bem pode gerar um movimento forte de bondade.
Se você é pai, mãe, avô, avó ou convive com crianças e adolescentes, pode fazer mais. Pode tentar repassar-lhes a lição dos pequenos gestos de bondade. Não de vez em quando. Mas, o tempo todo. E agindo com a consciência de inspirá-los a condutas melhores.  
Visto como ameaça pelos poderosos, Jesus foi crucificado por ser um líder imbatível, porque pregava o amor incondicional. Amor a Deus, aos pais, aos filhos, aos amigos, aos desconhecidos, aos inimigos. Na cruz, à beira da morte física, Jesus elevou o pensamento ao Pai e pediu que Deus perdoasse seus algozes.
Sejamos pessoas melhores, capazes de reconciliação com aqueles a quem magoamos e com aqueles que nos magoaram. De alma lavada, celebremos a ressurreição de Jesus. Com ou sem ovos de chocolate. Não importa. Façamos a nossa parte para que Jesus renasça, a cada dia, em nossos corações. Superemos, nós também, o nosso calvário, com pequenos gestos de bondade, foco e muita fé. Feliz Páscoa!
   Junji Abe é líder rural, foi deputado federal pelo PSD-SP (fev/2011-jan/2015) e prefeito de Mogi das Cruzes (2001-2008)

quarta-feira, 23 de março de 2016

3ª Copa Interestadual de Karatê de Jales conta com atletas de 4 estados da federação









No domingo, 20/03/2016, foi realizada a 3ª Copa Interestadual de Karatê – Jales/SP, no Ginásio Municipal de Esportes Waldemar Lopes Ferraz, tendo como organizador o professor de karatê Sensei Edson de Freitas Resende da AZK (Associação Zanon de Karatê), com o apoio da Secretaria de Esporte, Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal de Jales.
A competição contou com mais de 400 atletas inscritos de importantes cidades do estado de São Paulo como Araçatuba, Presidente Prudente, Marília, Votuporanga, Fernandópolis, Catanduva, Barretos, Penápolis, Boa Esperança do Sul, além de Iturama/MG, Campo Grande/MS e Venda Nova do Imigrante/ES e das mais de vinte cidades com academias pertencentes ao grupo da AZK (entre elas Jales, Tupi Paulista, Três Lagoas/MS, Andradina, Urânia, Estrela D'Oeste, Santa Salete, Santa Clara D'Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rita D'Oeste, Santana da Ponte Pensa, Dracena, Adamantina, Monte Castelo, Panorama, Paulicéia, Santa Mercedes, Ouro Verde, Flórida Paulista, Lucélia), comprovando que a cada nova edição, o crescimento da Copa Interestadual de Karatê – Jales/SP aumenta tanto em nível regional como em nível nacional.
O nível técnico da competição também aumenta a cada ano, tendo essa 3ª edição contado com a presença de vários atletas da Seleção Brasileira de Karatê e também servido de treinamento para vários outros atletas que estão se preparando para a seletiva da CBK (Confederação Brasileira de Karatê), para poderem ingressar na seleção.
"Houve caso de pódio com todos os atletas premiados naquela categoria estarem atualmente disputando vaga na seleção brasileira, assim como caso de atleta da seleção brasileira não ter conseguido a medalha de ouro na sua categoria." Comenta Sensei Edson enfatizando o alto nível técnico da competição.
As disputas foram divididas em categorias de kumitê (luta) e katá (luta imaginária), por divisões de faixa (divisão de novos – até a faixa verde e divisão especial – faixa roxa e acima), com divisões de peso para as categorias de kumitê.  Ao todo os alunos que defenderam Jales conquistaram 46 medalhas nas categorias individuais e 21 troféus no katá em equipe.
Dos mais de 300 alunos da região, Sensei Edson contou com aproximadamente 80 deles representando a cidade de Jales levando a delegação a sagrar-se vice-campeã geral da competição, tendo Tupi Paulista ficado com o primeiro lugar geral entre as delegações participantes.
Abrindo as atividades da 3ª Copa Interestadual – Jales/SP, na quinta e sexta-feira (17 e 18 de março) foi ministrado um curso especial pelo Sensei Ulisses Máximo, técnico da Seleção Brasileira de Karatê no qual foram ensinadas técnicas para o aprimoramento dos atletas para a participação de competições de alto nível técnico.
O professor agradeceu à Prefeitura Municipal de Jales através do Secretário de Esporte, Cultura e Turismo Ademir Balero Molina pelo apoio bem como pela sua presença na competição, agradeceu também todos os patrocinadores e os pais de alunos que colaboraram para a realização da competição. "O esporte amador no Brasil sempre precisa de apoio, seja do poder público ou da iniciativa privada e nas cidades em que ministro treinamentos, o apoio que venho conseguindo das prefeituras, dos pais dos alunos e de empresários da região foi fundamental para possibilitar a realização da 3ª Copa Interestadual e tem sido fundamental nas conquistas obtidas pelos nossos alunos nas várias competições que participamos seja em nível regional, estaual ou nacional." – finaliza o professor.

Hospital de Câncer de Jales recebe doação de Piano



Os pacientes que esperavam por tratamento na oncologia do Hospital de Câncer de Barretos – Unidade III de Jales tiveram uma tarde bem diferente e repleta de emoções na última quarta-feira, dia 16.
O hospital recebeu como doação um lindo piano reformado da senhora Tercilia Milare Molina da cidade Fernandópolis, que contribuirá para fortalecer o projeto de musica “Cantar Alegra o Coração" que AVCC realiza semanalmente nos setores do HC.
A doação foi conquistada pelo casal Antônio e Leila, pais do talentoso João Antônio - que toca piano e acordeon – e que são voluntários da AVCC. Toda quarta-feira, o garoto irá realizar um período de música para os pacientes que aguardam na recepção da oncologia.

O projeto visa levar música e distração para os que estão passando pelo tratamento do câncer. “No dia da inauguração foi possível notar no rosto de cada paciente que as canções tiravam o foco do tratamento e os transportavam para um universo tranquilo e recheado de boas memórias.", afirma a coordenação do projeto e voluntária Eunice Paz.
O piano ficará na recepção do ambulatório de quimioterapia. Os interessados em tocar, contribuindo para o projeto, deverão entrar em contato com a AVCC, através do telefone (17)3621-1507, para verificar o horário adequado.

Páscoa é vida que recebo e ofereço

* Padre Marcio Prado
 
 
A Páscoa é uma festa universal que todos, de alguma maneira, já ouviram falar. Mas é sempre bom esclarecer que a Páscoa, antes de tudo é uma festa judaica e cristã. Dos judeus porque os hebreus eram escravos dos egípcios e Deus se revelou a Moisés e o chamou para libertar este povo. Moisés com suas limitações e sem um exército, mas em nome Deus e juntamente com seu irmão, Aarão, pediu insistentemente ao faraó a liberdade do povo de Deus.
 
Por meio de Moisés, Deus realizou grandes sinais na água, no céu, através de pragas como gafanhotos, rãs e moscas, no entanto, o coração do faraó permanecia endurecido e o povo oprimido, sofria ainda mais com seus castigos (Ex 1-11).
 
Até que um dia Deus falou a Moisés e Aarão que deveriam convocar o povo para realizar o rito da Páscoa. Cada família deveria tomar um cordeiro, imolá-lo, e marcar a travessa da porta com o seu sangue. Naquela noite deveriam comer esse cordeiro e o que sobrasse deveria virar cinza no fogo. Naquela noite o anjo do Senhor passaria e as portas que tivessem a marca do sangue do cordeiro teriam os filhos primogênitos preservados. Era a Páscoa, a passagem do anjo do Senhor. Como o faraó e todos os seus não o tinham feito o rito, tiveram seus filhos mortos. Tal situação fez com que o faraó fosse convencido a libertar o povo de Deus. Depois a Páscoa do Senhor se deu ainda quando o povo de Deus foi perseguido pelo faraó e suas tropas, mas conseguiram escapar porque o mar se abriu (Ex 12-14).
 
Para um judeu, relembrar a história, fazer memória, é como se hoje ele e seu povo fosse libertado./ É a Páscoa atualizada! Jesus era judeu e um bom judeu, obediente à Torá, e aprendeu com seus pais a frequentar o templo e as festas. Ele revivia e atualizava aqueles momentos marcantes de seu povo.
 
Em Jesus aconteceu de maneira plena a nova e definitiva Páscoa, pela sua Paixão, Morte e Ressurreição. Ele passou por este mundo fazendo o bem. O Pai enviou o seu Filho amado para viver uma grande Páscoa. Jesus fez sua entrega total  por amor. Toda vida de Jesus foi pascal e seu ápice aconteceu na Cruz. A cada necessitado que se encontrava com Ele, a Páscoa acontecia. Um cego que passava a enxergar, um leproso que era limpo, um paralítico que voltava a andar, uma multidão que tinha fome da Palavra e era saciada e, posteriormente, alimentada da fome do corpo (Mt 14,13-21).
 
Jesus quis libertar o homem do pecado e ao libertar do mal do pecado, daquilo que está no interior de cada homem, consequentemente o império do mal cai, o desamor cai, a esperança renasce e a partilha acontece e um pouco do Reino já se é possível ver e viver aqui na terra tendo em vista a vida eterna.
 
Hoje, sem dúvida, o homem precisa viver a Páscoa, a Páscoa plena. Num mundo tão violento, tão impaciente, tão egoísta, é preciso acolher Jesus e seu amor extremo de Cruz. Acolher a Páscoa é morrer com Jesus e ressuscitar, é voltar à vida. Aqueles que se encontravam com Jesus nunca mais foram os mesmos; lançavam-se corajosamente numa vida de anúncio do Reino, de partilha de bens; viveram uma vida de amor ao próximo.
 
Por fim:  Moisés foi insistente com o faraó para que libertasse o povo de Deus e precisou ser persistente com este povo devido às suas inconstâncias. No Novo Testamento, Jesus foi insistente e acreditou até o fim em cada discípulo e o resultado foi um apostolado fecundo. Acreditar em Deus e no outro: isso é fé, é esperança, é Páscoa! Assim, diante de um Deus tão insistente, que nos ama, vivamos nossa Páscoa, vamos acolher Jesus e doar insistentemente a vida aos outros. Páscoa é Ressurreição de Jesus, é vida que recebo, é vida que ofereço. Feliz Páscoa!
 
*Padre Marcio do Prado é sacerdote, natural de São José dos Campos (SP),  membro da Comunidade Canção Nova e Vice-reitor do Santuário do Pai das Misericórdias.

SP promove concurso para fornecer equipamentos e tornar bibliotecas públicas acessíveis para pessoas com deficiência

Concurso promovido pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência visa assegurar acesso à leitura para pessoas com deficiência visual e motora em bibliotecas
As bibliotecas municipais de São Paulo interessadas em receber equipamentos de tecnologia assistiva que permitem pessoas com deficiência visual e motora terem acesso à leitura poderão se inscrever até o dia 28 de março em concurso promovido pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.
Os interessados devem elaborar um projeto de como pretendem ampliar a frequência de usuários com deficiência em sua unidade e preencher os formulários disponíveis no endereço http://bibliotecas.sedpcd.sp.gov.br. Os projetos serão selecionados por uma comissão julgadora e os vencedores receberão equipamentos e treinamento necessário à sua utilização.
As bibliotecas podem optar por receber equipamentos do Kit Tipo 1 (computador, ampliador automático, scanner leitor de mesa, teclado ampliado, mouse estacionário, software de voz sintetizada para atuação com o software leitor de tela NVDA e computador) ou do Kit Tipo 2 (que conta ainda com display e impressora em braile).
As propostas e os anexos, digitalizados e devidamente assinados, podem ser enviados para o e-mail biblioteca@sedpcd.sp.gov.br

fotos picantes da assistente de palco Suelen Castro


Ela foi a primeira modelo do ano no Bella da Semana e agora retorna ao site nesta quarta-feira, 23 de março, com a segunda parte do ensaio nu. Natural de Porto Alegre (RS), Suelen Castro tem 23 anos e não esconde sua paixão pelo Grêmio – tem até mesmo uma tatuagem no pé que leva o nome do time.

 
Ela, aliás concorre como Musa da Torcida, representando o time gaúcho.
Além de trabalhar como modelo, Suelen atualmente participa de um quadro no programa 'Pânico na Band' e aparece esporadicamente no programa 'Sabadão com Celso Portiolli', do SBT.


Dona de seios fartos, bumbum redondinho, pés delicados e rosto que mistura o jeitinho de menina com a atitude de uma mulher, Suelen é forte defensora dos animais e da natureza. Se tivesse direito a qualquer pedido, "pediria mais amor, bondade e mais cuidados com o nosso planeta."



Hipnose clínica ajuda mulheres a entender melhor sua sexualidade

            A sexualidade da mulher ainda é um tabu nos dias de hoje. A sociedade ainda impõe o que é certo e errado a se seguir e isso, para muitas, causa traumas que acabam repercutindo na vida sexual delas. Uma mulher que tem suas crenças muito enraizadas em seu inconsciente pode crescer achando que sexo é ruim ou algo que não deve ser feito.
            Para o presidente e fundador da Rede Clínica da Hipnose, Alessandro Baitello, a hipnose clínica é uma grande aliada para quem sofre com esse problema. "A sociedade ainda é machista e dita o que uma mulher pode ou não fazer e isso acaba afetando a vida dessa pessoa. Muitas mulheres têm vergonha de ter uma vida sexual ativa e acabam colocando empecilhos na relação. Algumas chegam até a sentir dordurante a relação. Mas, fisicamente, têm todos os exames perfeitos e não conseguem achar a causa. Nesses casos, o problema está no inconsciente que a bloqueia na tentativa de protege-la de algo que ele acha errado".
            A hipnoterapia age de forma rápida nesses traumas. "O tratamento é de cinco sessões, com uma hora de duração e intervalos de uma semana entre elas. No transe hipnótico é possível identificar a causa que está deixando a vida sexual comprometida e agindo no emocional da mulher. O hipnoterapeuta vai regredindo até chegar no exato momento em que o trauma foi instalado. Pode ser que essa mulher tenha problemas de autoestima e sinta vergonha até em ficar nua na frente do seu parceiro ou que tenha medo de não ser correspondida, de ser julgada de alguma maneira. Tudo isso acaba afetando", diz Baitello, que também é doutor em hipnose pela Academia Internacional de Hipnose Clínica e Experimental (AIHCE), da Espanha.
            A hipnose clínica vai ressignificar essas histórias e "destravar" a vida dessa mulher. "Quando encontramos o momento em que o trauma foi instalado, voltamos um pouquinho antes e contamos que não existe o porquê sentir vergonha do corpo ou que de maneira nenhuma o parceiro que ela escolheu vai julgá-la de alguma forma. Conseguimos até, se as dores durante o ato forem emocionais, retirar qualquer tipo de problema em relação a isso", finaliza o doutor em hipnose.
 

SUA ESCOLA VAI GANHAR?

 
José Renato Nalini, secretário da Educação do Estado de São Paulo
 
Uma oportunidade nova está aberta para as Escolas Secundárias do Estado de São Paulo. O Prêmio Zayed de Energia do Futuro, criado pelo governo dos Emirados Árabes Unidos, foi lançado em 2008 e pretende premiar iniciativas em sustentabilidade social, econômica e ambiental.
Várias categorias estão contempladas: Grandes Corporações, Pequenas e Médias Empresas, Organizações sem fins lucrativos, Prêmio de Carreira e Escolas Secundárias Globais. Para esta categoria, estão reservados 500 mil dólares, divididos em até 100 mil dólares por cinco regiões: Américas, Europa, África, Ásia e Oceania. A avaliação se fará mediante análise de quatro critérios: Impacto, Inovação, Liderança, Visão de longo prazo.
Em relação à Escola Secundária, o principal objetivo é inspirar as futuras gerações para que seus integrantes sejam cidadãos responsáveis e sustentáveis. O prêmio incentiva os jovens a aprender desde muito cedo sobre sustentabilidade e energia limpa.
Não se trata de premiar as realizações do passado, mas sim de permitir que as escolas vencedoras possam desenvolver projetos próprios de energia limpa. Cada escola tem de apresentar uma proposta detalhada para um projeto e o prêmio vai financiar a conclusão do projeto. Esse projeto proposto deve promover a energia renovável e sustentabilidade, que podem incluir melhorias na eficiência energética ou da água, ou a redução de resíduos, com benefícios claros e mensuráveis.
Essa categoria está aberta a todas as escolas de ensino médio com estudantes entre 11 e 19 anos. A candidatura precisa ser apoiada pela escola e sua gestão. Será selecionado um vencedor em cada uma das cinco regiões e cada vencedor receberá até cem mil dólares. A quantia final dependerá da informação de custos do projeto na proposta.
Excelente oportunidade para que os professores estimulem seus alunos para a propositura de projetos viáveis. Sei que muitas escolas já têm um programa de melhoria na eficiência energética ou no uso racional da água. Também há trabalhos exitosos na área de redução de resíduos. Tudo isso motiva o estudante a aplicar aquilo que está aprendendo à vida prática e, melhor ainda, faz com que o jovem se conscientize da urgência de uma conversão ética, para que a Terra continue a nos suportar sobre sua superfície, sem que tenha um colapso. Vamos à criatividade e ao empreendedorismo. Quem quiser saber mais sobre o Prêmio, pode acessar www.ZayedFutureEnergyPrize.com .

Comunicado


Comunicamos aos nossos leitores, assinantes e anunciantes que em virtude da Sexta-Feira Santa (25/03), a gráfica ficará fechada desta quinta-feira até domingo, portanto, no sábado, 26 de março, o jornal Folha Noroeste não circulará. Nossas atividades voltam na segunda-feira (28/03), e no sábado, 2 de abril o jornal circulará normalmente.

terça-feira, 22 de março de 2016

TEBE REALIZA AÇÃO DE COMBATE A DENGUE

A Concessionária de Rodovias TEBE em parceria com o Colégio Professora Maria Eugênia – COC em Monte Alto, fizeram a ação contra a Dengue envolvendo os alunos e professores da escola
 
Na última sexta-feira (18 de março), a Concessionária de Rodovias TEBE em parceria com o Colégio Professora Maria Eugênia – COC de Monte Alto (SP) e com o apoio do Departamento Municipal de Saúde, Vetores e Zoonoses de Bebedouro, organizaram um evento, onde os alunos da escola apresentaram uma peça teatral, tendo como enredo o combate ao mosquito da dengue, o Aedes Aegypti. Após a apresentação do teatro, todos os alunos receberam um kit com material informativo alertando sobre os riscos da doença, com dicas de combate aos focos do mosquito transmissor, com os telefones de contato dos órgãos públicos da área da saúde e com sementes de crotalária, uma flor que atrai a libélula (inseto alado) que age como predador do Aedes Aegypti e também se alimenta de suas larvas. 
 
A ação realizada no colégio COC contou com aproximadamente 150 participantes, envolvendo alunos e professores e teve o objetivo de reforçar a importância da mobilização da sociedade de forma a fortalecer o combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, do Zika vírus e da Chikungunya.
 
A ação faz parte do comprometimento da TEBE com a qualidade dos serviços e das rodovias administradas, que aliado as diretrizes da empresa que zela pelos princípios da cidadania, da responsabilidade social e do respeito à sociedade e ao meio ambiente, possibilitaram a conquista da certificação ambiental ISO 14001. Além de diversos prêmios como o “Top of Quality – Ambiental” e o “Top of Quality – Ambiental Gold”, ambos concedidos pela OPB (Ordem dos Parlamentares do Brasil), e “Prêmio Latino-Americano da Qualidade”, concedido pela ABACH (Academia Brasileira de Arte, Cultura e História).
 
Sem Título-1
Alunos durante apresentação teatral.
 
DSC_0365
A pequena Helena pegou seu kit e irá levar para seus pais.
 
DSC_0434
Apoiando a ação, a diretora e mantenedora do colégio, Hêda Maria Freire Gatti da Silva Queiroz, coordenadora de ensino médio, Mara Chinelato, administradora, Cassiana Gatti Queiroz Pizetti, as alunas do 1º ano do ensino médio e integrantes do teatro, Ana Luísa Ulian e Heloise Ferreira de Campos.
 
 
12516264_10207363701265603_73361171_n
Durante a aula de biologia o professor Junior levou os alunos do 9º ano para iniciarem o plantio das crotalárias. Na foto os alunos Thiago Muccio e Pedro Dellavechia realizando o plantio.
 
 
DSC_0448
Coordenadora da educação infantil e professora Gizeli Lanza, alunos do 1º ano do ensino médio que fizeram o teatro, Arthur Alves Pereira, Caio Eduardo Bonafé, Matheus Teixeira Mattioli, Ranieri Pupin, Heloise Ferreira de Campos e Ana Luísa Ulian e a coordenadora do ensino médio, Mara Chinelato.

Basquete de Jales derrota Tanabi.


Legenda: à partir da esquerda, de pé: Raony Reis, André Costa, Fábio Galan, João Caparroz, Rafael Peixoto e Daniel Martins
Agachados: Thomás Freitas, Osvaldo Santos, Thiago Silva, Osvaldo Júnior e Fernando Manfrim.
 
 

E
m partida válida pela 2ª. rodada da VI Copa Monte Líbano/Liga Regional de Basquetebol, a equipe de basquete de Jales foi à quadra no último domingo, 20, decidida a sair com a vitória no confronto com Tanabi.
Para isto, desde o início da partida a equipe se comportou com uma postura bastante imponente em quadra, principalmente em sua defesa, atitude que foi crucial para a construção de um placar bastante favorável: vitória por uma diferença de 28 pontos.
Jales entrou em quadra determinada à marcar forte, impondo, desde o princípio, uma marcação contundente que freava o ataque adversário. A defesa funcionava bem, tendo propiciado ao adversário anotar apenas 10 pontos ao final do primeiro quarto. Porém o ataque não fluiu como esperado, tendo anotado 13 pontos.
Veio, então, o segundo quarto da partida. Defensivamente a equipe jalesense se comportou de forma ainda mais contundente. Marcou pressão, distribuiu vários tocos e roubou bolas na defesa, conseguindo deixar o adversário perdido em quadra, e, sobretudo, conseguiu encaixar bem seu ataque. Resultado do quarto: 26 a 10 para Jales e primeiro quarto fechado com placar favorável de 39 a 23.
Começou o terceiro quarto e com ele veio o relaxamento natural. A defesa não foi tão agressiva e o ataque também pouco pontuou. A diferença, que era de 16 pontos, chegou a cair para 10. Ao final do quarto, o placar ficou em 15 a 10 em favor do adversário e, no geral, em 49 a 33.
Mas no terceiro quarto a equipe jalesense retomou as rédeas do confronto. Impôs-se ainda mais em quadra, não deixou o adversário pontuar e atacou com eficiência, anotando 22 pontos e permitindo somente 08 à Tanabi.
Resultado do jogo: placar amplamente favorável, com vitória por 71 a 43. Com o resultado, a equipe jalesense conquistou vaga entre a cinco primeiras colocadas, dentre as 12 equipes que disputam a competição.
No confronto, jogaram e pontuaram: Fernando Manfrim, Thomás Freitas (23), Fábio Galan (06), Raony Reis, Osvaldo Santos (08), Thiago Silva (09), Osvaldo Landim Jr. (06), André Costa (06), Daniel Martins (07), João Henrique Caparroz e Rafael Peixoto (06).
A equipe de Jales, que conta com o apoio da HBomb e da Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo, volta à quadra no próximo dia 10 de abril, quando enfrenta Monte Aprazível.

: Santa Casa de Jales realiza primeira cirurgia de cifoplastia


No início do mês de março, no Centro Cirúrgico da Santa Casa de Jales, foi realizada a primeira cirurgia de cifoplastia e vertebroplastia, utilizando aparelhos de última geração. O procedimento foi executado pelo Dr.º Pery Prado Neto, juntamente com uma equipe de profissionais que comemoraram o excelente resultado.

            A cifoplastia e a vertebroplastia são procedimentos minimamente invasivos utilizados para pacientes que apresentam fratura das vértebras em decorrência da osteoporose ou por tumores. “Com o avanço da idade os nossos ossos vão enfraquecendo gradualmente, fazendo com que se tornem quebradiços. Se não for prevenida ou tratada a osteoporose progride de forma indolor, até que ocorra uma fratura”, destacou Dr.º Pery.

            A cirurgia é feita sob anestesia geral, no qual, uma agulha especial é cuidadosamente inserida no corpo vertebral, ou seja, no local da fratura. O posicionamento desta cânula é acompanhado por meio de imagens de Raio-X em tempo real, chamado de fluoroscopia. Em seguida, após definido o alvo, é insuflado um balão no interior da vértebra e injetado uma pequena quantidade de cimento ósseo. De acordo com o médico, essa técnica tem a capacidade de reduzir até 90 % das dores causadas pela fratura por compressão.

            Essa cirurgia necessita apenas de um dia de internação, podendo assim o paciente retornar rapidamente às atividades diárias, não sendo necessário o uso de gesso ou de aparelhos ortopédicos.

            Segundo o Dr.º Pery, a diferença da cifoplastia e da vertebroplastia, é que na cifoplastia é necessário o uso do balão que é insuflado e no interior aplica-se o cimento ósseo, já na vertebroplastia a aplicação do cimento é feita sem o uso do balão. A tendência mundial é aumentar cada vez mais os procedimentos minimamente invasivos.

Este avanço tecnológico só foi possível ser realizado na Santa Casa de Jales em função das melhorias na estrutura hospitalar como a reforma do Centro Cirúrgico e investimento científico em cursos no exterior e aquisição privada de uma fluoroscopia alemã (Ziehn- vision) que proporciona o tratamento com maior segurança”, finalizou Dr.º Pery Prado.

Pesquisa realizada por alunos da Fatec Jales revela o potencial agroturístico de Santa Salete/SP


No dia 19 de março, foi realizado em Santa Salete o 1º Encontro da Agricultura Familiar, que teve como objetivo mostrar o resultado de uma pesquisa realizada pela Fatec Jales com os agricultores familiares do município, a qual apontou para a existência de um grande potencial agroturístico nesse local.
No evento, a pedido dos agricultores, que estão viabilizando uma cooperativa, o Prof. Me. Lucio Lombardi Teixeira Nunes, que também é gerente da Cooperativa Agrícola Mista dos Produtores Rurais de Jales, proferiu uma palestra com o tema Cooperativismo e Associativismo Rural.
Após, o engenheiro agrônomo Me. Nilton Marques de Oliveira, coordenador da Comissão Executiva do CODETER Noroeste Paulista e também professor da Etec de Jales, falou sobre o Território Noroeste Paulista, divisão dada pela Secretaria de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário - SDT/MDA.
Em seguida, a Prof.ª Drª. Aline de Oliveira Matoso apresentou a todos os presentes o resultado da pesquisa realizada pelos alunos da Fatec Jales, que identificou a viabilidade do agroturismo no município de Santa Salete. Para realizar o estudo, os alunos, entre outras atividades, visitaram diversas propriedades familiares e identificaram grande potencial agroturístico, o que apontou para a importância de uma organização dos produtores para a viabilização do projeto. Os dados da pesquisa ficarão disponíveis na Casa da Agricultura de Santa Salete.
O evento foi organizado pela Prefeitura Municipal de Santa Salete em parceria com a Fatec Jales, com a Unesp de Ilha Solteira e o Núcleo de Desenvolvimento Territorial- NEDET – Noroeste Paulista. Nele, marcaram presença alunos, ex-alunos e o professor Dr. João Vitor Ferrari, do curso de Agronegócio da Fatec Jales, que participaram da pesquisa. Também estiveram presentes políticos locais e a coordenadora do curso, a Prof.ª Me. Adriana de Souza Colombo.

segunda-feira, 21 de março de 2016

: Santa Casa de Jales realiza primeira cirurgia de cifoplastia


por Caroline Guzzo

No início do mês de março, no Centro Cirúrgico da Santa Casa de Jales, foi realizada a primeira cirurgia de cifoplastia e vertebroplastia, utilizando aparelhos de última geração. O procedimento foi executado pelo Dr.º Pery Prado Neto, juntamente com uma equipe de profissionais que comemoraram o excelente resultado.

           
A cifoplastia e a vertebroplastia são procedimentos minimamente invasivos utilizados para pacientes que apresentam fratura das vértebras em decorrência da osteoporose ou por tumores. “Com o avanço da idade os nossos ossos vão enfraquecendo gradualmente, fazendo com que se tornem quebradiços. Se não for prevenida ou tratada a osteoporose progride de forma indolor, até que ocorra uma fratura”, destacou Dr.º Pery.

            A cirurgia é feita sob anestesia geral, no qual, uma agulha especial é cuidadosamente inserida no corpo vertebral, ou seja, no local da fratura. O posicionamento desta cânula é acompanhado por meio de imagens de Raio-X em tempo real, chamado de fluoroscopia. Em seguida, após definido o alvo, é insuflado um balão no interior da vértebra e injetado uma pequena quantidade de cimento ósseo. De acordo com o médico, essa técnica tem a capacidade de reduzir até 90 % das dores causadas pela fratura por compressão.

            Essa cirurgia necessita apenas de um dia de internação, podendo assim o paciente retornar rapidamente às atividades diárias, não sendo necessário o uso de gesso ou de aparelhos ortopédicos.

            Segundo o Dr.º Pery, a diferença da cifoplastia e da vertebroplastia, é que na cifoplastia é necessário o uso do balão que é insuflado e no interior aplica-se o cimento ósseo, já na vertebroplastia a aplicação do cimento é feita sem o uso do balão. A tendência mundial é aumentar cada vez mais os procedimentos minimamente invasivos.

Este avanço tecnológico só foi possível ser realizado na Santa Casa de Jales em função das melhorias na estrutura hospitalar como a reforma do Centro Cirúrgico e investimento científico em cursos no exterior e aquisição privada de uma fluoroscopia alemã (Ziehn- vision) que proporciona o tratamento com maior segurança”, finalizou Dr.º Pery Prado.

A CASA VEIO ABAIXO

 
GAUDÊNCIO TORQUATO
 
           A chamada para Lula da Silva assumir a Casa Civil é o reconhecimento cabal da presidente Dilma de que só mesmo seu tutor será capaz de garantir o trem da administração federal nos trilhos. Para cumprir a tarefa de evitar o descarrilamento dos vagões, que se mostram desengonçados, Lula exige: guinada na economia, com a receita populista de propiciar o consumo em massa e o acesso da população ao crédito; direcionar o trem para a esquerda e reconquistar o apoio dos movimentos sociais; esquecer a ideia de reformar a previdência e abrandar o ajuste fiscal; enfim, ele deseja reformular as diretrizes escolhidas por Dilma para seu segundo mandato.
         A presidente promete poderes para Lula resgatar a imagem positiva do governo. Essa era a inflexão que se tinha até virem a público as gravações autorizadas de conversas entre a presidente e seu mestre e entre este e outros interlocutores. Ao dizer que estava enviando o emissário Messias com o Termo de Posse para Lula usar “só em caso de necessidade”, mesmo sem ter assinado o documento, a versão do Lula providencial foi substituída pela versão do Lula tentando driblar a justiça. Dilma lhe mandava um salvo conduto para se livrar de eventual pedido de prisão ordenada pelo juiz Sérgio Moro. O termo antecipado de posse é considerado por juristas como meio de obstrução da justiça. Ele se livraria de condenação na 1ª instância e subiria ao degrau do STF, que julga pessoas com foro privilegiado.
         A volta do ex-presidente para o seu “terceiro mandato” ocorre, assim, sob uma teia de suspeitas, ainda mais quando sua linguagem rude arremete contra o Poder Judiciário (“acovardado”), o Legislativo (“acovardado”) os presidentes da Câmara e do Senado (brindados com termos chulos), a par de demandas nada republicanas. O ministro Lula sobe ao quarto andar do Palácio do Planalto sob o apupo da imensa maioria da população, que manifesta contrariedade contra ele, Dilma, o PT e, diga-se, outros protagonistas da velha política. Conseguirá ter sucesso na missão que encampa ou será alijado da cena política na esteira das graves denúncias que enchem seu roçado?
         Para início de conversa, ainda não sentou na cadeira, pois há uma coleção de recursos contra sua ascensão ao cargo de ministro número 1. Terá de esperar. Lula põe lenha na fogueira da crise. Seu estoque de carisma de Lula se esvazia rapidamente. Impressiona a ocupação espontânea das ruas ao se ouvirem as gravações de suas conversas com interlocutores, com destaque para o breve diálogo com Dilma. Causam preocupações as ameaças de conflitos por parte de grupos contrários e favoráveis a ele e ao governo. Com os costados arrebentados e previsíveis confirmações das delações premiadas do senador Delcídio Amaral, do ex-deputado Pedro Correa, do PP, para quem Lula sabe de tudo desde o mensalão, e de mais delatores, Luiz Inácio não deverá escapar de julgamento na Corte Suprema. A pergunta emerge: por que ele tanto luta para ser julgado pelo STF? Talvez por considerar ter ali um acolhimento melhor que o da Corte de Curitiba. Afinal, de sua caneta saiu a nomeação de oito ministros do Supremo, entre os quais três ainda se encontram na Casa (o presidente Ricardo Lewandovski, Carmen Lúcia e Dias Toffoli).
         Não se engane, porém, o ex-presidente. O olho das ruas está atento. As operações em curso, desde o mensalão, acenderam os faróis da transparência e a sociedade organizada observa o que se passa no entorno dos Poderes. Cresce a sensação de que os magistrados não se deixarão levar por voto de agradecimento. Na quadra que se caracteriza pelo lema - “passar o Brasil a limpo” -, estreita-se a probabilidade do voto de retribuição. O que pode ocorrer é o prolongamento de eventual processo contra ele, eis que são longos os corredores da Justiça.
         Nesse ínterim, tentará cumprir suas funções, a começar pela articulação política. Primeiro desafio: garantir os vagões do PMDB atrelados à locomotiva do governo. Conseguirá? Pouco provável. Em convenção, o partido decidiu dar 30 dias para desembarcar da administração federal. Antecipou essa decisão para o dia 29 próximo. Proibiu seus quadros de aceitar novos cargos no governo. Pois bem, o deputado Mauro Lopes, secretário do partido, quebrou o compromisso e assumiu a Secretaria da Aviação Civil. O VP,  Michel Temer, não foi à sua posse. E foi acolhido pelo Conselho de Ética do PMDB, nesta sexta, pedido para punição do deputado. A cúpula partidária avisa: Lula não conseguirá demover o PMDB de sua decisão. Outros partidos também encenam o desembarque, como o PRB, PP e outros.
         Na área política, Luiz Inácio, com toda a lábia, não terá sucesso, podendo segurar apenas algumas siglas que giram no entorno do PT. Na área econômica, a revolução que Lula quer fazer não dispõe de munição. Onde está o dinheiro para implantar a mesma receita de 2008 por ocasião da crise internacional? Injetar recursos para massificar o consumo? Quem vai produzir nesse clima de quebradeira, desemprego crescente, fechamento de fábricas e queda de confiança? A  probabilidade de um programa que tire a economia rapidamente do fundo do poço é zero. Os ajustes tão cantados só gerarão resultados no longo prazo. Sustar a reforma da Previdência por desagradar a militância petista é sinal de que o governo continuará patinando.
         Economia afundando, política efervescendo, massas nas ruas pedindo mudanças, impeachment correndo (em 15 sessões será liquidado na Câmara), delações jorrando, condenações em série, o que esperar? O descarrilamento do trem. Não há mais condições técnicas e políticas para a continuidade do governo Dilma. Só alguns cegos não querem enxergar. O ciclo do PT chega ao fim. Pode, até, haver alguma sobrevida. Apenas atrasará as mudanças que a sociedade clama. Urge instalar um governo de união nacional, com o apoio de partidos políticos e a participação das organizações sociais. Esgota-se a era do apartheid social. O muro que separa “nós e eles” precisa ser derrubado.
Gaudêncio Torquato, jornalista, professor titular da USP é consultor político e de comunicação. Twitter: @gaudtorquato

Poder Legislativo analisa contrato firmado com empresa de TAGs


Deputado Edmir Chedid declarou à CTC que pode ter havido conluio entre as empresas participantes da licitação.
SÃO PAULO – O 2º secretário do Poder Legislativo, deputado Edmir Chedid (DEM), reiterou à Comissão de Transportes e Comunicações que o procedimento adotado pela DBTrans Administradora de Meios de Pagamento no fornecimento dos TAGs para o acesso dos veículos ao Palácio 9 de Julho – sede da Assembleia Legislativa (Alesp) – foi como um “ataque aos cofres públicos”.
Para justificar sua afirmação, o parlamentar explicou que pode ter havido superfaturamento dos valores relativos à prestação do serviço em proposta apresentada ao Departamento de Serviços Gerais (DSG) da Assembleia Legislativa. “Acredito que a Comissão deva tomar todas as providências necessárias, apresentar o caso ao Ministério Público e até abrir uma CPI”, complementou.
Edmir Chedid também declarou que está indignado com o valor cobrado pela DBTrans pelo serviço licitado pela Assembleia Legislativa, que ofereceu R$ 147 mil ante os R$ 47 mil propostos no processo licitatório. “Na licitação houve um superfaturamento do preço sugerido pela Alesp, o que demonstra o conluio entre as empresas prestadoras de serviços no Estado de São Paulo”, garantiu.
A empresa, no entanto, explicou que o valor da proposta superior incluía mão de obra que ficaria à disposição da Alesp por até 15 dias; custos para o atendimento das exigências feitas pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) no fornecimento dos TAGs isentos; e a inclusão do custo de substituição no período de dois anos.

Administração Pública
A Comissão de Transportes e Comunicações, em atendimento ao requerimento do deputado Edmir Chedid, também deverá realizar um levantamento junto ao governo do Estado com o intuito de se identificar supostas fraudes em contratos firmados com as empresas que administram os serviços dos TAGs. “Pode ter havido um acordo prévio, o que nos preocupa”, disse o parlamentar.

DPOC será a 3ª maior causa de morte em 2020 no mundo, segundo OMS

 Falta de diagnóstico propicia o avanço da doença e compromete qualidade de vida
São Paulo, março de 2016 - Com o progresso tecnológico e a maior emissão de gases tóxicos, a saúde da população sofre com diferentes tipos de doenças. Entre elas, a DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), responsável por dificultar progressivamente o fluxo de ar para os pulmões e que foi, nos últimos 10 anos, a 5ª maior causa de internações no Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com o próprio Sistema, e será a 3ª maior causa de morte em 2020 no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). A DPOC usualmente inicia pela bronquite crônica, caracterizada por tosse e catarro. Progressivamente irá se desenvolver enfisema, que é a destruição das paredes dos alvéolos.

A doença é causada pela inspiração de partículas nocivas encontradas em fumaças como a do cigarro, químicos, madeira e poluição. Com isso, a enfermidade demora anos para se manifestar, fazendo com que seus pacientes apresentem sintomas a partir dos 40 anos. "Em seu estágio inicial a DPOC causa falta de ar apenas durante esforço físico, e por isso o paciente vive anos sem perceber a presença da doença", afirma o Dr. José Jardim, Pneumologista, e Professor-Livre Docente da Escola Paulista de Medicina da UNIFESP.

Apesar do grande número de pacientes, apenas 12% deles são diagnosticados com a doença, dos quais apenas 18% são devidamente tratados, segundo a Associação Brasileira de Portadores de DPOC (ABP DPOC). O diagnóstico da DPOC é realizado por meio da espirometria, um exame que mede o volume de ar e a rapidez que uma pessoa pode inspirar e expirar. Quando constatada a doença, é necessário definir em qual dos 4 estágios a doença se encontra.

Em seu primeiro estágio, chamado de GRAU LEVE, o paciente apresenta uma limitação leve no fluxo de ar, seguido de tosse e expectoração, porém a doença não afeta sua rotina. No próximo estágio, GRAU MODERADO, pode-se observar o aumento da falta de ar durante a realização de esforço físico, além da frequência da tosse e expectoração, sendo geralmente a fase em que o paciente procura um especialista.

O GRAU GRAVE segue como uma continuação do anterior, com progressiva diminuição da função pulmonar e aparecimento de surtos de infecção pulmonar, chamada de exacerbação. Já no último estágio, GRAU MUITO GRAVE, o paciente apresenta menos de 50% da função esperada do pulmão, dificuldade extrema em respirar, inclusive durante tarefas diárias fadiga e exacerbações mais frequente.

A DPOC está intimamente ligada a perda na qualidade de vida das pessoas. "Com o avanço da doença o paciente passa a ter dificuldade de realizar tarefas cotidianas como tomar banho, se vestir, e até mesmo repousar", afirma o especialista. É comum que o paciente muito grave tenha de ser suplementado com oxigênio contínuo.

Tabagismo
Apesar de ser provocado por diferentes tipos de fumaça, o principal agente causador da DPOC continua sendo o cigarro. A fumaça do cigarro não compromete apenas o fumante, mas também aqueles que estão ao seu redor. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a fumaça liberada pela ponta do cigarro contém 3 vezes mais nicotina e monóxido de carbono, e até 50 vezes mais substâncias cancerígenas do que a fumaça inalada pelo fumante.
Tratamento
Apesar de não ter cura, é possível preservar a qualidade de vida do paciente por meio de um tratamento individual com diferentes especialistas, como pneumologista, fisioterapeuta e nutricionista. No entanto é de extrema importância a interrupção do tabagismo, e procurar evitar a inalação de poeira e poluentes.
"O tratamento medicamentoso é aconselhado de acordo com o grau apresentado pelo paciente. Na fase inicial são utilizados broncodilatadores, que relaxam a musculatura ao redor do aparelho respiratório, facilitando a respiração", completa Dr. Jardim.

Durante o processo infeccioso, o uso de medicamentos anti-infecciosos como o moxifloxacino (Avalox®, da Bayer) oferece, para 70% dos pacientes, uma melhora do quadro em até três dias. Além disso, pesquisas revelam que os pacientes mais graves que utilizaram o medicamento intermitentemente por um ano, apresentaram uma diminuição de infecções em 45% e um crescimento no intervalo entre as crises.