Páginas

sábado, 12 de março de 2016

Ilustre aniversariante


José Lafaiete de Oliveira Gonçalves, o professor Neto, neste domingo 13 de março, será alvo de inúmeras manifestações de carinho e felicitações de seus familiares e amigos pela comemoração de mais uma data natalícia. Feliz com o professor Neto vai estar a esposa Edina.

Evento em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

A Secretaria Municipal da Saúde juntamente com a equipe do Serviço Atendimento Especializado/Centro de Testagem e Aconselhamento (SAI/CTA) e a Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo, vão realizar no sábado, 12 de março, na praça João Mariano de Freitas das 8h às 12h, serviços gratuitos em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Durante toda a manhã serão oferecidos testes rápidos para HIV, Hepatite C e Sífilis, além da verificação de pressão arterial, glicemia e índice de massa corporal/IMC. A ação contará com café da manhã, distribuição de brindes, entrega de mudas de árvores e uma barraca com orientação no combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Fatec Jales é novamente finalista do Desafio Inova Paula Souza

 
A Fatec Jales, representada pelo curso de Sistemas para Internet, é, mais uma vez, finalista do Desafio Inova Paula Souza, o qual tem como objetivo transformar ideias em Startups, ou seja, elevar os projetos acadêmicos a níveis empresariais e de negócios. O desafio realizado em 2015 contou com a participação expressiva de mais de 3000 projetos, dos quais 48 foram classificados para a etapa estadual.

Agora, na próxima etapa, avaliadores externos ao Centro Paula Souza e com experiência de mercado elegerão 10 projetos para a apresentação de suas ideias a investidores e empresários no evento Melhor dos Melhores, a ser realizado na sede do Centro Paula Souza. Vale ressaltar que, na edição de 2014, a Fatec Jales foi representada nesse evento com o projeto Social Fitness, ficando entre os 15 mais inovadores do estado.

O projeto da Fatec Jales classificado entre os finalistas, intitulado de Sistema GPA, pertence aos alunos Thiago Gonçalves Bastos (d) e Matheus Douglas Pasini (d) na foto, ambos do curso de Sistemas. Trata-se de um sistema de gestão de processos agrícolas que permite aos administradores de cooperativas agrícolas e produtores rurais o acesso a informações estratégicas para tomadas de decisão, objetivando minimizar erros e maximizar lucros. O referido projeto contou com a colaboração do professor Lucio Lombardi Teixeira Nunes e a orientação do agente local de inovação Tiago Ribeiro Carneiro. A direção da Fatec Jales parabeniza todos os envolvidos nesse trabalho!

Servidoras municipais são homenageadas no Dia Internacional da Mulher





Para marcar a passagem do Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta terça-feira, 8 de março, e como forma de agradecimento pelo trabalho por elas realizado, a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade,  Lucia Helena Gomes  Callado Moraes percorreu as secretarias municipais parabenizando as servidoras públicas municipais. Elas receberam cada uma um botão de rosas acompanhado de um cartão com uma mensagem, que ressalta a importância das mulheres que lutam e vencem desafios todos os dias, com a seguinte frase "Obrigado, mulher, por ser tão especial!" . Na distribuição das rosas – uma forma simbólica de reconhecimento – a primeira-dama estava acompanhada da servidora municipal Ana Paula Firmino.
Comemoração no CIEVI – As homenagens ao dia da mulher continuaram pela tarde de 8 de março no Centro Integrado de Valorização do Idoso/CIEVI. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Promoção Social e o Fundo Social de Solidariedade ofereceram um delicioso café, em meio a um animado bingo e muitos brindes a todas as mulheres da terceira idade presentes.
Em nome do secretário de Promoção, Carlos Roberto Cardozo da Silva, e da primeira-dama Lúcia Helena Gomes Callado Moraes, as homenageadas também receberam rosas.

Cras de Urânia faz palestra com tema sobre o Dia Internacional da Mulher


O Centro de Referência da Assistência Social - Cras de Urânia, com o apoio da Prefeitura Municipal, realizou nesta terça -feira 8 de março, uma palestra cujo o tema abordado foi sobre o Dia Internacional da Mulher, ministrada pela orientadora social Crislaine Calanca. Durante o evento esteve presente a Gestora do Bolsa Família, Andreia Regina Fazzio.

Segundo Crislaine Calanca "iniciamos a palestra contando sobre a fatalidade entre mulheres guerreiras que lutando pelos seus direitos perderam suas vidas", e lembrou ao presentes que "em 8 de março de 1857, em Nova York ( EUA ), a Força Policial incendiou uma fabrica Textil, onde 129 operárias morreram queimadas, por terem elas reivindicadio a redução da jornada de trabalho de 14 horas para 10 horas diárias, igualdade salarial e o direito à licença maternidade".

Calanca enfatizou na sua palestra às mulheres presentes que "podemos concretizar com depoimentos de mulheres em sua simplicidade e humildade que foram vencedoras, tornando -se verdadeiras empresárias, mães, esposas, educadoras, filhas, de sucesso e satisfação".

"Aprendemos que ser mulher é uma luta diária de sabedoria, paciência, prudência, inteligência, para tornar questões vividas em seu cotidiano simples em melhores estruturas familiares", ressaltou Crislaine.

Boate Armazém será em novo local e terá projeto ousado na 46ª FACIP

Um dos espaços mais aguardados dentro da 46ª FACIP, que acontece no recinto de exposições Vereador Juvenal Giraldelli, a boate Armazém Itinerante será inaugurada no sábado, dia 9 de abril com grandes atrações, megaestrutura e novo local.

Anexa ao recinto, o amplo espaço que será comandado pelos sócios Rodrigo Fiod, Carlinho Mazete, Fausto Porto, Rui Reis e colaboração de Vitor Rossafa, vai receber som de primeira qualidade, iluminação e decoração, ambientes de pista e lounges, bares, banheiros químicos, seguranças e tudo que for necessário para proporcionar diversão ao público de Jales e região.

A festa de inauguração, no dia 9 de abril, terá um grande show com a dupla Fausto e Martin. Além disso, o projeto de música eletrônica Saxen e a Dj Ju Balbi se apresentam no palco da boate.

O primeiro lote de permanentes que dá direito a todos os dias de festa na boite Armazém Itinerante está à venda na Banca do Edu por R$ 100 masculino e R$ 80 feminino podendo dividir em 3x no cartão. Os lounges custam R$ 2000 para 10 pessoas. Esses valores do lote promocional vão até o dia 13 de março.

No dia 14 de abril, quem vai fazer a alegria dos apaixonados pela música sertaneja é a dupla Bruno e Ed Carlos. Na mesma noite o projeto BPM comanda a pick up. Na quinta-feira a programação da boite segue com Viller Santos e Live2Life. Para fechar com chave de ouro, no dia 16 de abril, sábado, o cantor Rodrigo Arantes volta a Jales para cantar e encantar o público presente. Neste dia ainda haverá a apresentação do projeto de música eletrônica, Strings.

Psicoterapia

*Flávio Carvalho

A psicoterapia é um valioso recurso para lidar com as dificuldades da existência em todas as formas que o sofrimento humano pode assumir como transtornos psicopatológicos,  distúrbios psicossomáticos, crises existenciais, estados de sofrimento, conflitos interpessoais, etc.

A psicoterapia é também um espaço favorável ao crescimento e amadurecimento, um lugar/tempo/modo privilegiado de criar intimidade consigo mesmo, de estabelecer diálogos construtivos e transformar padrões estereotipados de funcionamento, restabelecendo o processo formativo e criativo de cada um.

A Psicoterapia oferece uma oportunidade de compreender e mudar os padrões relacionamento interpessoal. Os problemas vinculares são fonte de incontáveis sofrimentos, favorecendo a ocorrência de inúmeras doenças.

Algumas aplicações da Psicoterapia:

A psicoterapia é um processo que permite transformações profundas da pessoa, com resultados evidentes em diversas situações como:

Tratamento de transtornos psicológicos como transtorno do pânico, fobias, transtorno dissociativo, depressão, anorexia, estresse pós traumático etc.;

Tratamento de transtornos de personalidade como transtorno borderline, transtorno esquizóide, transtorno paranóide, etc.; 

Trabalho sobre conflitos pessoais, conjugais, familiares, interpessoais e grupais que podem produzir ou contribuir para o sofrimento psicológico.;

Elaboração de crises existenciais, de transições difíceis (luto, crises profissionais, etc) e dificuldades nas mudanças de fases de vida (puberdade, adolescência, vida adulta, menopausa, envelhecimento, etc.).

A Psicoterapia pode trazer enormes benefícios como:

·Desenvolvimento da capacidade de autogerenciamento, aprendendo a dialogar com os estados internos, a regular os estados emocionais e adquirir autonomia;

·Desenvolvimento da capacidade de auto-observação e auto-reflexão;

·Sair dos padrões estereotipados e criar novas narrativas de si, novos modos de compreender e conduzir a própria vida;

·Desenvolver habilidades interpessoais como capacidade empática - saber se colocar no lugar do outro -, capacidade de comunicação, assertividade, resolução de conflitos, etc. ;

·Fortalecimento psicológico - ampliação da resiliência -  para aumentar a tolerância e a capacidade de crescer com as dificuldades que a vida apresenta;

·Favorecer a saúde integral, física e psicológica;

·Busca de sentido existencial;

·Amadurecimento psicológico.

Mas como disse Immanuel Kant: "Toda reforma interior e toda mudança para melhor dependem exclusivamente da aplicação do nosso próprio esforço."


Flávio Rodrigo Masson Carvalho

equilibriumtc@hotmail.com



Clínica de Estética e de Fisioterapia da Unijales voltam a atender a comunidade

por Daniel Zilio

Na terça-feira, 15 de março, os Estágios Supervisionados dos cursos de Estética e Cosmética, coordenado pela professora Adriana Lourenção Valério e Fisioterapia, coordenador pelo professor Bruno Rubinho, vão iniciar suas atividades com atendimento ao público.

O Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética oferece serviços voltados a saúde e aos cuidados pessoais, com preços acessíveis. É cobrado uma taxa simbólica de custo, para manutenção de produtos e materiais, já que o objetivo da atividade é preparar o aluno em diversas habilidades e tratamentos aplicados à área da Estética, que fazem parte do componente curricular específico e obrigatório do curso.

Os tratamentos oferecidos são, Limpeza de Pele, Peeling de Cristal, Peeling de Diamante, Lifting, Hidratação e Higienização, na área facial e Massagem Modeladora, Drenagem Linfática, Massagens com aparelhos e massagens relaxantes, na área corporal.

Todos os procedimentos são realizados por alunos da Unijales, do último semestre do curso de Estética, supervisionados por professores e profissionais.

Os atendimentos acontecem de terça-feira e sábado, das 8h às 15h.

O curso de Fisioterapia, através da Clínica Escola Ivoni Soler, desenvolve um trabalho muito eficiente junto à comunidade, com atendimentos Neurológicos, infantil e adulto, Ortopédicos, Traumatológicos e Reumatológicos, infantil e adulto. Os procedimentos são realizados por alunos do último ano do curso.

Os atendimentos são feitos depois que o paciente é encaminhado por médicos do SUS (Sistema Único de Saúde), de segunda-feira, das 7h às 10h30 e das 14h às 17h30. De quarta-feira e quinta-feira, no período da tarde apenas, das 14h às 17h30.

Mais informações pelo telefone (17) 3622-1620

Endometriose: quais exames podem constatar esta doença comum nas mulheres

A endometriose pode causar sintomas de dor em diversos locais e situações: no útero, no intestino, na bexiga, na relação sexual, nos músculos da pelve, em nervos da pelve ou em outro local em que ela estiver. Porém, nem sempre a quantidade de endometriose é proporcional a dor que ela pode causar. Justamente por isso, é um dos diagnósticos mais difíceis de se fazer. E é também por este motivo que a experiência do profissional que irá investigar os sintomas conta muito.

"O primeiro passo da investigação é uma boa conversa com o ginecologista. Muitas vezes os sintomas de dor, dependendo da localização e de quando eles aparecem, já podem levantar a suspeita. Os sintomas nos órgãos que estão próximos ao útero – como na bexiga e intestino – também podem ser indícios", afirma Tomyo Arazawa ginecologista e obstetra, da Alira Medicina Clínica.

Após a conversa, o exame físico ginecológico pode mostrar pontos dolorosos da pelve que imitam as dores que a paciente sente por causa da endometriose. Esses pontos dolorosos podem ser locais de focos de endometriose profunda.

Nem sempre os sintomas e os achados de exame físico são suficientes para detectar endometriose. A maioria das vezes essas lesões passam desapercebidas em exames de ultrassonografia de rotina, pois a maioria dos casos de endometriose não causam muitas alterações nas imagens. Por isso, em casos suspeitos há necessidade de fazer exames específicos e direcionados para a endometriose.

"Existem dois exames principais para investigação: a ultrassonografia transvaginal e a ressonância magnética de pelve. Ambos com preparo intestinal: precisam de uma limpeza do intestino, pois sem isso fica mais difícil identificar endometriose. Através desses exames é possível determinar com uma certeza maior se a suspeita é de endometriose e onde estão localizadas as lesões. Isso é fundamental para a programação de tratamento, além do acompanhamento ao longo dos anos", explica Arazawa.


Em alguns casos somente se consegue fazer o diagnóstico com a vídeo-laparoscopia, que é uma cirurgia na qual é injetado gás carbônico no abdômen, e por meio de pequenos cortes se introduzir uma câmera e as pinças cirúrgicas. "Nesse procedimento pode-se fazer o diagnóstico, já realizar o tratamento das lesões e coletar amostras para biópsia. Para casos de endometriose avançada, o diagnóstico preciso de quais órgãos estão comprometidos por endometriose é muito importante para o planejamento da cirurgia e segurança da paciente" ressalta o ginecologista.
crédito/imagem ilustrativa/reproduzida

Problemas podem levar à perda dos rins e necessidade de transplante

Na semana em que se celebra o Dia Mundial do Rim (10 de março), o Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo, unidade da Secretaria de Estado da Saúde gerenciada em parceria com a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), elaborou sete dicas importantes para a prevenção das doenças renais. As ações têm o objetivo de incentivar e facilitar a educação, a detecção precoce e um estilo de vida saudável para combater o avanço de doenças evitáveis nos rins.

A doença renal crônica é caracterizada pela perda progressiva e irreversível das funções renais. "Sem um diagnóstico preciso e consequentemente sem tratamento adequado, a maioria dos pacientes evoluem para estágio terminal da doença renal, culminando na necessidade da utilização de métodos de substituição das funções dos rins (diálise e transplante de rim) para manutenção da vida", explica o médico nefrologista e coordenador dos transplantes renais, Diogo Medeiros.

Os desfechos mais alarmantes da doença renal crônica são a mortalidade por doença cardiovascular e a necessidade de transplante.

"Para se ter uma ideia da gravidade do acometimento cardiovascular da doença renal crônica, um jovem de 30 anos que esteja em diálise tem a mesma chance de morrer do coração que um senhor de 70 anos com a função renal esperada para a sua idade", explica Diogo.
 
Confira os sete passos para prevenir as doenças renais
 
 
1 - Beba muita água. Hidratar o corpo é essencial para o bom funcionamento dos rins e para evitar a formação das chamadas pedras;
2 - Mantenha uma dieta equilibrada e evite excessos de sal, gorduras, carnes vermelhas e doces;
3 - Fique sempre de olho na pressão arterial e no nível de açúcar no sangue;
4 - Pratique exercícios físicos regularmente, seja uma caminhada ou aulas de ginástica e natação sempre na companhia de uma garrafinha de água;
5 - Não use medicamentos sem orientação médica. Alguns medicamentos podem sobrecarregar os rins;
6 - Não fume e evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
7 - Faça periodicamente exames de urina e dosagem de creatinina no sangue para checagem do funcionamento dos rins.
 
 

Reflexões: Palavras e vivências

Adelvair David


No palavrório de cada dia segue o homem desejando convencer os demais das suas convicções.

Usando de meios nada recomendáveis, tenta firmar-se pelas palavras e menos pelo coração, incerto em si mesmo do que fala, haja vista o desespero e a violência com que tenta impor suas ideias e pensamentos, geralmente é repudiado pela maioria.

Tudo que é nobre firma-se por si só, sem depender da argumentação ou da convicção de quem quer seja. A verdade é a verdade, e não precisa de defensores. Uma coisa não será diferente só porque alguém acredite diferente, será sempre o que realmente é.
O mundo está cheio de homens que dizem uma coisa e fazem outra, que falam de amor e desmentem-se enganando, espoliando, trapaceando, retirando indevidamente algo quando tem oportunidade para isto. As diversas instituições humanas somam a gigantesca conta das contradições entre o que se prega e o que se faz, onde os interesses matérias sobrepujam a mensagem, transformando corações simples em servidores e doadores passivos. Bom lembrar que existem honrosas exceções, onde as intenções verdadeiras firmam os bons propósitos de alguns.

Asseverou Jesus: "a raposa tem suas tocas, os pássaros tem seus ninhos, mas o filho do homem não tem onde reclinar a cabeça". Importante pensar nisso! Ele que nada tinha, não pregou apenas com palavras e não "recolheu" nada de ninguém, apenas doou-se.

Compreendemos que toda ideia só é nobre se vier acompanhada de completo desinteresse pessoal. Se apenas escrevemos livros, se só falamos e somos pobres de vivência, somos semelhantes ao tinir de um metal, vibrantes num momento e extintos no outro. Muitos dos homens bons da humanidade não professaram crenças ou ideologias mas sensibilizaram a humanidade pelos seus atos, pela sua dignidade e hombridade. Quem professa uma ideia que entende ser boa, tem o dever moral de fazer certo, pois a contradição pode esfriar o interesse de muitos, desiludir os bem intencionados e lançando-os na nulidade moral.
AS PALAVRAS PODEM ORIENTAR, MAS SOMENTE A VIVÊNCIA PODE SENSIBILIZAR.
www.addavid.blogspot.com

 
 


Jales é vice-campeã da 1ª fase da 6ª Copa Noroeste Paulista de Bocha


 
A equipe de bocha de Jales fez bonito na primeira fase da 6º Copa Noroeste Paulista, sagrando-se vice-campeã. Os jogos foram realizados no Complexo Esportivo Mário Covas, em Votuporanga. Jales venceu Catanduva, Olímpia e Barretos e perdeu somente para a equipe local, por uma diferença de apenas quatro pontos.

Participam do torneio as cidades de Barretos, Olímpia, Catanduva, São José do Rio Preto, Palestra Rio Preto, Mirassol, Assary Votuporanga, Fernandópolis, Jales, Aparecida D´Oeste e Santa Fé do Sul.

As próximas etapas do campeonato ocorrerão nos dias 1, 2 e 3 de abril, nos Complexos Assary e Mário Covas, em Votuporanga. Os jogos seguem até dezembro.

Basquete de Jales estreia na VI Copa Monte Líbano/Liga Regional

De pé (da esq/dir): Fábio Galan, Oswaldo Valente, Rafael Peixoto, André Salviano, Thomás Freitas, Victor Rodrigues, Lucas Viana e Allan Oliveira. Agachados: Daniel Martins, Vilter Moraes, Thiago Silva, Fernando Manfrin, Osvaldo Landin, André Costa e Raony Reis.



 
 
Após conseguir sua classificação na seletiva para a disputa da 6ª edição da Copa Monte Líbano/Liga Regional de Basquetebol – 2016, tendo participado de todas as edições do campeonato e na condição de atual vice-campeã da série prata, a equipe jalesense estreou, no último domingo, dia 06 de março, jogando a 1ª partida válida pela competição, da qual também participam as equipes de Monte Aprazível, Fernandópolis, Cedral, Mirassol, Catanduva, Tanabi, Lins, Potirendaba, Paranaíba, além da anfitriã Monte Líbano, que disputa a competição com duas equipes.


A estreia foi justamente contra uma das equipes anfitriãs do torneio, Monte Líbano, e o jogo não terminou como a equipe jalesense gostaria.

O ataque de Jales não fluiu e a equipe, apesar de buscar pontuar, não coseguia fazê-lo, pois as bolas insistiam em não cair.

O jogo começou em ritmo de estudo de ambas equipes, que mais se defendiam que atacavam, acabando por frustrarem as iniciativas de ataque do adversário. Porém a equipe anfitriã acabou por conseguir pontuar melhor, fechando o primeiro quarto da partida em 16 a 11 a seu favor.

Veio o segundo quarto e, com ele, uma situação que acabou por contribuir em muito para a definição da partida: a equipe de Jales parecia ter entrado em "pane": a defesa não marcava como deveria e o ataque errava muito, o que resultou em um placar de 20 a 08 para o adversário, que terminou vencendo o primeiro tempo da partida por 36 a 19.

O intervalo serviu para a equipe de Jales, desestabilizada, colocar seus nervos no lugar e buscar focar-se mais no jogo. A equipe voltou para o terceiro quarto da partida decidida a buscar e virar o placar. Para isto, adotou uma defesa mais agressiva, que resultou em várias roubadas de bola, anotando pontos de contra-ataque, além de conseguir converter cestas, pois, finalmente, a bola começava a cair. Imprimindo este ritmo mais agressivo, a equipe jalesense comandou o placar do período, tendo anotando 17 pontos e permitindo que o adversário fizesse 10, trazendo a diferença para 10 pontos, fechando, portanto, o terceiro quarto da partida com o placar de 36 pontos, contra 46 do adversário.

No último quarto, Jales buscou imprimir a mesma defesa agressiva do tempo anterior e chegou a trazer a diferença para apenas 6 pontos. Porém, não conseguiu ser tão contundente, principalmente no que diz respeito aos chutes de 3 pontos do adversário, que caíram com facilidade. Resultado do quarto: 11 para Jales, contra 14 do adversário e placar final da partida em 60 a 47.

Jogaram e pontuaram pela equipe de Jales: Fernando Manfrin, Thomás Freitas (16), Allan Oliveira (06), Osvaldo Landin, Lucas Viana, Oswaldo Santos (05), Thiago Silva (11), André Costa (05), Rafael Peixoto, Vilter Moraes, Fábio Galan (04) e Victor Santos.

A equipe jalesense à quadra no domingo, 20 de março, às 10h30, quando enfrenta a equipe de Tanabi

Karatecas de Jales e região participam de treinamento em Tupi Paulista

No domingo, 6 de março, karatecas acompanhados pelo sensei Edson Rezende participarem de um treinamento realizado em Tupi Paulista, região oeste do estado.. O evento organizado pela AZK – Associação Zanon de Karatê, foi ministrado, através de uma palestra teórica e prática, pelo Sensei Caio Márcio, de Brasília, um dos mais renomados professores de karatê do Brasil, muito conhecido por ser o técnico que mais tem conseguido formar atletas para a Seleção Brasileira de Karatê.

Sensei Caio Márcio foi um dos melhores atletas do karatê brasileiro nos anos 80, conquistando títulos em nível brasileiro, sul-americano e pan-americano e hoje, além de treinar seus atletas, ministra palestras pelo Brasil ensinando técnicas para o amadurecimento psicoemocional dos atletas – THP (Treinamento de Habilidades Psicológicas), para que estes aprendam a controlar suas emoções durante situações de treinamento e competições.

O curso foi realizado na sede da AZK em Tupi Paulista e contou com a presença dos melhores atletas de todas as cidades em que a AZK está presente dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Estiveram presentes ao treinamento o professor Sensei Edson Resende e os alunos Bruno Takeda Morita, Evandro Toshio Morita, Guilherme Yuji Assaoka, João Pedro Melo Hentz, Renata Yumi Takeda Morita e Thiago Takeshi Hashimoto, todos de Jales. Giovani Sartori Serra, de Urânia. Guilherme Ferreira dos Santos, de Santa Salete e Isadora Pampamim Perez, de Santa Clara d´Oeste.

"Todo professor de karatê deve sempre participar de treinamentos e atividades externas e proporcionar a oportunidade de seus alunos também participarem destas atividades, de modo a garantir a continuidade do crescimento nesta arte marcial", comenta Sensei Edson referindo-se ao fato de não existir final de carreira no karatê, sendo um esporte com início, meio e continuidade.

Sensei Edson já prepara também seus alunos e convida a todos os interessados a participarem da 3ª Copa Interestadual de Karatê que será realizada em Jales dia 20 de março no Ginásio de Esportes Waldemar Lopes Ferraz.

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

JOÃO PAULO LISBÔA CAMPANERI e ANA LETICIA COLOMBO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 29 de setembro de 1.981, funcionário público estadual, solteiro, residente e domiciliado em Jales, deste Estado, filho de Augusto Campaneri e de Shirley Lisbôa Campaneri. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 26 de fevereiro de 1.980, fisioterapeuta, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de João Colombo Sobrinho e de Maria Aparecida Pirola Colombo.

ANDERSON RODRIGO FAILE e CLAUDIA LUZIA DIAS TRINDADE. ELE, natural de São Bernardo do Campo, deste Estado, nascido aos 24 de junho de 1.988, enfermeiro, solteiro, residente e domiciliado em Jales, deste Estado, filho de Osmar Faile e de Claudia Luzia Dias Trindade. ELA, natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascida aos 28 de dezembro de 1.988, funcionária pública municipal, solteira, residente e domiciliada em Marinópolis, deste Estado, filha de Julio Pereira Trindade e de Maria Dias Trindade. Cópia expedida para ser afixada no Oficial de Registro Civil de Marinópolis – SP, onde reside a contraente.

RUDSON WILLIAN BATISTA e AMANDA BELARMINO FERNANDES. ELE, natural de Cáceres, Estado de Mato Grosso, nascido aos 21 de maio de 1.986, vendedor, solteiro, residente e domiciliado em Jales, deste Estado, filho de Luzia Sergia Batista. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 09 de dezembro de 1.993, inspetora de alunos, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Luiz Roberto Fernandes, falecido e de Estela Maris Belarmino.

ESSÈH SÉNAM KONOU e LUCILA RODRIGUES DE ANDRADE. ELE, natural de Lomé (Togo), nascido aos 24 de setembro de 1.980, mecânico, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Komi Améléwonu, falecido e de Ayawa Djigbodi Ayigan. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 16 de fevereiro de 1.980, polidora, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Mario Rodrigues de Andrade e de Eurides Camilo de Andrade.

JEFFERSON HIASO FRANCO e JÉSSICA ROMERO DE OLIVEIRA. ELE, natural de Santo André, deste Estado, nascido aos 29 de abril de 1.993, auxiliar de indústria, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Luis Carlos Franco e de Maria Arlete dos Santos Franco. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 13 de abril de 1.992, vendedora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de João Batista de Oliveira e de Carmem Lúcia Ruiz Romero Oliveira.

SANTO JOSÉ RODRIGUES e MARIA LÚCIA BATISTA CAMARGO. ELE, natural de Castilho, deste Estado, nascido aos 21 de outubro de 1.948, carpinteiro, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Laurindo José Rodrigues e de Maria da Cunha Rodrigues, falecidos. ELA, natural de São Bernardo do Campo, deste Estado, nascida aos 29 de abril de 1.968, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Evaristo Batista Camargo, falecido e de Lourdes Ribeiro Camargo.

BRUNO HENRIQUE DOS REIS GOIS e CAMILA ANDRADE LEMES. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 16 de fevereiro de 1.992, técnico em contabilidade, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Milton César Gois e de Cassia Rosangela dos Reis Gois. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 14 de fevereiro de 1.992, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Evair Martins Lemes e de Osana Maria de Andrade Lemes.

EWERTON LONGO DA SILVA e JULIANA PEREIRA GONÇALVES. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 14 de fevereiro de 1.991, analista de sistemas, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Valdeci da Silva e de Neide Maria Modesto Longo da Silva. ELA, natural de Estrela D’Oeste, deste Estado, nascida aos 28 de janeiro de 1.992, enfermeira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Edson Bossini Gonçalves e de Rosangela Honorio Pereira Gonçalves.

BRUNO FERNANDO NUNES MARIOTO e MÔNICA DA CRUZ BINATTI. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 03 de março de 1.988, almoxarife, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Jovanir Marioto e de Ivone Marilhano Nunes Marioto. ELA, natural de Santa Fé do Sul, deste Estado, nascida aos 21 de maio de 1.984, professora, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Vicente Binatti e de Lúcia da Cruz Binatti, falecida.

FERNANDO VIEIRA ESBRISSA e JULIANA APARECIDA DE JESUS. ELE, natural de São Paulo, deste Estado, nascido aos 12 de abril de 1.977, carpinteiro, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Eldes Esbrissa, falecido e de Rosa Helena Vieira Esbrissa. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 07 de abril de 1.988, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Antonio Andrelino de Jesus e de Cleonice de Oliveira.

ELIAS RODRIGO DA SILVA e BIANCA DOS SANTOS ALVES. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido ao 1º de dezembro de 1.991, vendedor, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho José Roberto da Silva e de Adenir da Silva Paes da Silva. ELA, natural de Fernandópolis, deste Estado, nascida aos 05 de maio de 1.993, assistente social, solteira, residente e domiciliada em Fernandópolis, deste Estado, filha de Valdir Alves e de Rita de Cassia Costa dos Santos Alves.

CARLOS ALBERTO MARTINS DE BRITO e AMANDA BORGES VILELA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido ao 1º de junho de 1.960, aposentado, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Paulo Cardoso de Brito, falecido e de Anna Martins de Brito. ELA, natural de Carapicuiba, deste Estado, nascida 15 de março de 1.981, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Olentino Borges Vilela, falecido e de Maria Borges Vilela.

GERVASIO RICCI LAZARINI e DIVINA PIROLA. ELE natural de Urânia, deste Estado, nascido aos 22 de janeiro de 1.964, divorciado, moto taxista, residente e domiciliado nesta Cidade, filha de José Ricci e de Clarisse Lazarini Ricci, falecida. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 10 de janeiro de 1.967, cozinheira, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Erson Pirola e de Neuza Manzano Pirola.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.


Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina

Há mais de 20 anos, Hospital de Câncer de Barretos cuida da saúde da mulher

Por Dara Freitas
Assessoria de Imprensa




Em 1975, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o dia 08 de março como o "Dia Internacional da Mulher". Nesta mesma data, 64 anos antes, as funcionárias de uma fábrica da Triangle Shirtwaist Company de Nova York, nos Estados Unidos, entraram em greve reivindicando melhores condições: menor jornada de trabalho, de 16 para 10 horas, equivalência salarial e melhor tratamento no ambiente corporativo.

Dias depois de terem iniciado o ato, houve um incêndio na fábrica. A maioria dos 600 funcionários conseguiu escapar, mas 146, sendo 125 mulheres, morreram queimados. Desde então inúmeros movimentos sociais promoveram o debate sobre os direitos das mulheres.

Cada luta feita desde o começo do século XX foi válida para que algo mudasse tanto na forma de agir e de pensar das pessoas, como na política e nas leis. Para que assim, cada vez mais mulheres tenham seus direitos reconhecidos.

Há mais de 20 anos, o Hospital de Câncer de Barretos pensa na saúde da mulher. Em 1994, a instituição deu início ao seu primeiro projeto de prevenção: o do diagnóstico do câncer do colo do útero, realizando exames preventivos para que a doença fosse descoberta o mais cedo possível, tendo uma maior chance de cura.

O mais impressionante é a maneira como as mulheres da zona rural de Barretos (SP) eram abordadas para que fizessem a prevenção. Uma técnica de enfermagem, de bicicleta e equipada com uma mesa de coleta portátil, dirigia-se às casas e as convidava para o Papanicolaou. Muitas ficavam surpresas, pois ainda havia preconceito com o exame.

Pedalando vários quilômetros pelo município a dona Creuza Saure salvou a vida de muitas mulheres, que graças ao programa de rastreamento, descobriram o câncer e puderam se tratar alcançando a cura. A cada percurso, uma nova história e uma nova chance de vida. Com isso, ela recebeu, quatro anos depois do início do projeto, o prêmio "Mulher do Ano", da UNESCO, pelo serviço prestado juntamente ao Hospital. Foram mais de 1.700 exames feitos e sete casos confirmados do tumor.

Em 1998, a instituição, agora reconhecida pelo trabalho de prevenção, adquiriu um veículo para a coleta dos exames de Papanicolaou. Três anos depois, com a publicação dos resultados, o Hospital de Câncer de Barretos conseguiu, por meio de doação, a sua primeira unidade móvel de grande porte: um ônibus modificado e equipado para o atendimento de pacientes em diversas áreas.

De lá pra cá, entre uma pedalada e outra, o Hospital construiu Institutos de Prevenção em Barretos (SP), Campo Grande (MS), Fernandópolis (SP) e Juazeiro (BA). Além disso, outros dois estão em construção em Campinas (SP) e Nova Andradina (MS). Ao todo, atualmente, são 12 unidades móveis que percorrem diversos estados do país levando a prevenção aos que mais precisam e cuidando, principalmente, da saúde da mulher.

A Unidade de prevenção de Fernandópolis, a mais próxima aqui de Jales, possui duas carretas que fazem exames de tomografia para diagnosticar o câncer de mama. O trabalho é realizado a cada dois anos no município e oferece toda assistência aos pacientes que precisarem de alguma ajuda após-resultado do exame.

Cartago Delenda

Dom Demétrio Valentini
Bispo Emérito de Jales

"Cartago deve ser destruída!". Ficou famosa, no tempo do império romano, a insistência de Catão, propondo que Cartago, no norte da África, devia ser destruída.

Não bastava vencer mais uma batalha, entre tantas que já tinham sido travadas na disputa pelo completo domínio do Mediterrâneo. Era necessário liquidar de vez com Cartago, a capital do império africano que ameaçava a soberania de Roma.

Catão não se cansava de insistir em sua proposta radical. E tanto insistiu, que Roma partiu para a completa destruição de Cartago, matando de vez toda possibilidade de confronto com Roma.

Olhando o cenário nacional, não é difícil relacioná-lo com Roma e Cartago. Na falta de outro nome para a etapa final da Lava Jato, poderia se adotar a cantilena de Catão, e batizar a derradeira investida policial com o nome de "Cartago Delenda".

Cartago deve ser destruída!

No clima político que se criou no Brasil, não é difícil identificar quem personifica a Cartago que deve ser destruída, e eliminada de vez do cenário político nacional, para que o império nunca mais se sinta ameaçado pelo atrevimento de quem o contesta.

É preciso reconhecer que, pela maneira como foram conduzidas as investigações policiais para identificar atos ilícitos de corrupção, foi se criando a expectativa de que se chegaria ao personagem principal, que poderia ser responsabilizado por tudo. Pela evolução dos procedimentos policiais, esta identificação foi sendo insinuada de maneira cada vez mais explícita, levando à convicção de culpabilidade, mesmo antes de qualquer julgamento, pelo simples fato de pessoas serem investigadas.

Esta constatação aflora de maneira espontânea, no julgamento popular que se ampara na aparente comprovação das suposições de culpabilidade. Levando as pessoas a fazerem, de maneira também "coercitiva", um julgamento precipitado.

No Brasil se criou uma situação de sentenças condenatórias, pelo simples fato de alguém ser investigado ou chamado a depor. E isto, em grande parte, pela maneira espetacularizante com que foram realizadas as investigações policiais. Quanto maior o espetáculo, mais se aproveita o clima para lançar acusações gratuitas e condenatórias.

Mas é preciso fazer outra constatação pesada.

A situação de crise, agravada com o clima de acusações generalizadas, libera os instintos golpistas dos que se acham no direito de antecipar a destruição da Cartago, e se lançam para se apoderar dos despojos.

Assim as teorias golpistas vão proliferando com desenvoltura.

Alguns ainda ruminam a última derrota eleitoral, e pretendem aproveitar este momento de crise para anular seus resultados.

Outros, mais sofisticados em seu intento de aparentar lisuras constitucionais, propõem que o Poder Judiciário, em sua instância maior, assuma a responsabilidade de declarar ilegítimo o atual governo.

O coro maior engrossa o clamor dos que apelam para o impeachment, que serviria de cenário apropriado para a farsa de legalidade com que se pretende concluir esta hora amarga que o país está vivendo.

Em meio a este denso nevoeiro, cabe-nos o discernimento dos fatos, a identificação das tramas, e a vigilância permanente, para não sermos instrumentalizados por aqueles que, de fato, querem atropelar a ordem constitucional.

Diante das ameaças, a vigilância se torna indispensável.



Carlinhos pede a colaboração de todos ao tomar posse para novo mandato na ACIJ





O presidente da Associação Comercial e Industrial de Jales, Carlos Roberto Altimari, tomou posse oficialmente no dia 4 de março, para um mandato de mais dois anos à frente da entidade, afirmando que não espera inventar soluções para todos os problemas, nem se isentar de erros, mas trabalhar para promover a união e dedicação dos diretores e colaboradores para representar com dignidade os empresários do município.

Carlinhos agradeceu o apoio recebido nesse primeiro mandato, destacando que nos próximos dois anos espera contar com todos, novamente, trabalhando pelo desenvolvimento do comércio e da indústria. Ele lembrou que o momento é de dificuldades e isso precisa mudar, mas a mudança depende de cada um e só vai acontecer com a união de todos.

Durante a cerimônia, conduzida pelo professor mestre Alexandre Bernardes, Carlinhos apresentou a nova diretoria e recebeu uma calorosa manifestação de apoio dos funcionários da ACIJ que destacaram sua solidariedade nos momentos difíceis e sua competência para comandar a entidade.

Outro momento marcante foi uma homenagem prestada ao ex-presidente da ACIJ (1974-1976), Jayme Pedro Pêgolo, falecido no dia 23 de fevereiro, com um vídeo destacando sua trajetória como comerciante e esportista. A homenagem teve a participação de familiares do empresário que receberam flores, em nome da associação.

FACESP – O presidente da FACESP - Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, Alencar Burti, não compareceu, mas enviou mensagem através de um vídeo onde destacou o trabalho de Carlinhos e da diretoria da ACIJ, contribuindo para o fortalecimento da federação e do comércio regional.

A vice-presidente da FACESP da RA 20, Rosimeire Fernandes de Aquino Francisco lembrou o compromisso de Carlinhos com a união e desenvolvimento do empresariado, construindo os caminhos com novas ideias, criando um ambiente favorável para os empreendedores que conduzem a economia e fortalecendo a iniciativa privada.

Posto do SEBRAE – O gerente regional do Sebrae, Rafael Matos do Carmo, lembrou a atuação marcante de Carlinhos e principalmente seu posicionamento, procurando sempre novas iniciativas, com otimismo, buscando soluções e incentivando o trabalho produtivo, apesar do momento difícil. Uma dessas iniciativas de Carlinhos, como lembrou, foi a luta para trazer o Posto de Atendimento do Sebrae que deverá ser inaugurado em abril, com apoio da Prefeitura, para funcionar na sede da ACIJ.

O prefeito Pedro Callado foi representado pelo secretário de Promoção Social, Carlos Roberto Cardoso, que destacou a atuação dos ex-presidentes da ACIJ, muitos deles presentes na cerimônia. Cardoso lembrou que a Prefeitura é parceira da ACIJ em ações como para a instalação do Posto de Atendimento do Sebrae e na decoração da cidade no final do ano. A atuação de Carlinhos, como afirmou, foi fundamental para viabilizar essas conquistas.

Aspásia assina convênio com o Estado para ações em recursos hídricos

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta quarta-feira, 9 de março, 81 contratos com municípios, órgãos estaduais e entidades da sociedade civil para liberação de recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro). No primeiro evento de assinaturas do Fehidro de 2016, já são mais de R$ 61 milhões empregados em planos e obras para proteção e recuperação dos recursos hídricos e melhorias no saneamento no Estado.

Na região de Jales foi beneficiado o município de Aspásia, que na cerimônia no Palácio dos Bandeirantes foi representado pelo prefeito Josué Eduardo de Assunção com (foto) recursos na ordem de R$ 168.524,32 com contrapartida de R$ 10.756,00 para obra de prevenção e contenção da erosão do solo e assoreamento dos corpos d`água no córrego dos Patos .

Dos 81 contratos, 67 (83%) são com municípios, seis (7%) com órgãos estaduais e oito (10%) com sociedade civil. As ações contemplam as seguintes áreas do Plano Estadual de Recursos Hídricos: Prevenção e Defesa Contra Erosão Solo e o Assoreamento dos Corpos d´Água; Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hídricos; Prevenção e Defesa Contra Inundações; Conservação e Proteção dos Mananciais Superficiais para o Abastecimento Urbano; Desenvolvimento e Proteção das Águas Subterrâneas; Serviços e Obras de Conservação, Proteção e Recuperação da Qualidade dos Recursos Hídricos; e Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hídricos.

Este é o primeiro conjunto de assinaturas de 2016 voltado a empreendimentos com recursos do Fehidro. Somados aos contratos assinado em 2015, já são mais de 500 contratos, com um valor superior a R$ 250 milhões destinados ao segmento.

Palavras de Chico Xavier

 
Quem é perseguido, muitas vezes ainda consegue ir adiante, principalmente se estiver sendo perseguido de maneira injusta, mas quem persegue não sai do lugar.

Graças a Deus, não me lembro de ter revidado a menor ofensa das inúmeras que sofri, certamente objetivando, todas elas, o meu aprendizado, e não me recordo de que tenha, conscientemente, magoado quem quer que fosse...


Planejar a infelicidade dos outros é cavar com as próprias mãos um abismo para si mesmo.

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.



Arquitetura

Reginaldo Villazón

O endereço é conhecido dos apreciadores de arquitetura. Avenida Pierre-Dupuy, número 2600, cidade de Montreal, Canadá. Lá se encontra o surpreendente conjunto residencial – o Habitat 67 – projetado pelo arquiteto Moshe Safdie, um israelense que migrou adolescente para o Canadá. O conjunto foi inaugurado como parte da Exposição Mundial de 1967 em Montreal, cujo tema "O homem e seu mundo" teve um foco em habitação. A obra incomum foi visitada e admirada por um grande contingente de pessoas de todo o mundo.

À distância, o Habitat 67 parece inúmeros blocos com janelas, empilhados de forma irregular, lembrando uma favela construída no morro. De fato, são 354 blocos de concreto organizados para abrigar 148 famílias. O conjunto possui seis elevadores, passeios que dão acesso às residências, praças comunitárias, terraços privados, muitas plantas. Há aquecimento central, condicionamento de ar e isolamento acústico. As residências recebem luz direta do sol, favorecem a integração social e garantem a privacidade.

Com o Habitat 67, o jovem arquiteto Moshe Safdie (aos 29 anos) mostrou ser possível construir residências em locais muito valorizados, oferecendo teto a muita gente num pequeno terreno, sem abrir mão do contato com a natureza e do convívio social. Dos idos de 1967 para cá, são passados quase 50 anos. O Habitat 67 foi um sucesso e um fracasso. O sucesso foi óbvio. O fracasso se deu pela falta de interessados em multiplicar projetos semelhantes para beneficiar muitas pessoas pelo mundo afora.

Todavia, o tempo fez o arquiteto Moshe Safdie ficar melhor. Mais ainda, fez a arquitetura evoluir e extrapolar seus limites habituais. Hoje é impossível dizer, sem errar, onde a arquitetura não está presente. Ver a arquitetura no exterior de prédios – de diferentes países e épocas – hoje é só conhecimento geral. A arquitetura se impõe como necessidade na construção, na organização e no uso de todo espaço, fechado ou aberto, privado ou público, pobre ou rico, rural ou urbano. Não é uma simples questão de estética.

Cresce no mundo a execução de projetos elaborados por profissionais formados nas escolas de arquitetura e urbanismo. São casas, prédios, condomínios, bairros, cidades. A sustentabilidade ambiental e a harmonia com a natureza são obrigatórias. As crises advindas das alterações climáticas – desabastecimentos de água e energia, secas e inundações – indicam que num futuro próximo milhões de pessoas podem se tornar retirantes, se não forem tomadas providências eficientes. Ninguém está fora desse risco.

Aos poucos, vamos aprendendo que precisamos captar água das chuvas, aproveitar a luz do sol para iluminação, aquecimento e eletricidade, ocupar espaços com jardins e hortas, separar o lixo para as reciclagens. Precisamos modificar nossas casas, nossas cidades, nossos comportamentos. Precisamos nos remodelar por fora e por dentro de nós mesmos. Mais uma vez, precisamos optar pela evolução para evitar a decadência.

Quem tem boas práticas?

*José Renato Nalini

Um dos temas recorrentes na educação brasileira é a busca de otimizar gestão. Uma gestão inteligente faz mais com menos, tem criatividade, enfrenta dificuldades com altanaria, suscita emulação saudável e exercita o empreendedorismo. Neste momento da vida brasileira, é urgente multiplicar as boas práticas de gestão e verificar que há muita gente que não para com vistas a apreciar a crise ou a lamentar a situação, mas encontra alternativas superadoras.

O jornalista Antonio Góis, responsável por um programa sobre educação no canal Futura, realiza um projeto relacionado exatamente à valorização das boas práticas em Gestão Escolar. Está em busca de exemplos de atuações valorosas, que obtiveram êxito a despeito das adversidades.

Assim, está interessado no relato de Diretores que assumiram escolas com situações graves, seja de baixos indicadores de aprendizagem, quanto de indisciplina, violência, desmotivação, evasão escolar. Ou questões materiais: vandalismo, depredação, nenhum apreço ou respeito pelo que, por ser público, é de todos. Ao contrário da aparente convicção de que o público "é de ninguém".

Mas os responsáveis pela escola problemática a transformaram radicalmente. E para melhor. A série a ser produzida é valorizar o papel desses gestores. Quais os instrumentos utilizados para obter o sucesso? Como conseguiram mobilizar a sociedade? Como captaram o entusiasmo juvenil que o alunado sempre tem quando merece respeito e é ouvido? Como era a escola antes, como está hoje? Como manter o clima de respeito, de harmonia e de idealismo?

O objetivo é mostrar a outros diretores, em situação análoga, que nem tudo está perdido. A busca desses modelos incentiva a escola a realizar uma ação de comunicação, pode mostrar à mídia que nem tudo na educação é catastrófico, assim como costuma enfatizar, motivar a comunidade a se interessar mais pela escola, assim como a família, que tem o dever constitucional de propiciar educação de qualidade, ao lado do Estado e da sociedade.

Quem tiver boas práticas para indicar, acesse o portal da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, que terá satisfação enorme de noticiar e divulgar aquilo que deve servir de paradigma para toda a rede.

Jales receberá meio milhão de reais

Em reunião no gabinete do Poder Executivo, o prefeito Pedro Callado, na sexta-feira, dia 4 de março, recebeu Guilherme Ribeiro, que foi candidato a deputado federal nas eleições de 2014 pelo Partido Progressista (PP) alcançando pouco mais de 41 mil votos mas conseguiu se eleger, e ouviu a boa notícia da destinação de R$ 250 mil para infraestrutura viária urbana na cidade. Outra noticia anunciada ao prefeito Pedro Callado foi a de uma emenda parlamentar do deputado federal Fausto Pinato que esta semana se filiou ao PP de Paulo Maluf, no valor de R$ 250 mil Os recursos serão investidos em recapeamento e pavimentação asfáltica.

Segundo Pedro Callado, o recurso vem em boa hora já que a prioridade é o recape. "Agradeço imensamente ao deputado Fausto Pinato e ao Guilherme Ribeiro, que mesmo não sendo eleito, teve uma boa votação em Jales e voltou para nos ajudar. São dois grandes parceiros da administração". Por final, o prefeito ressaltou que os engenheiros da prefeitura farão um levantamento para definir as ruas que receberão o asfalto.

FOLHAGERAL

O prefeito


Pedro Callado, quando da visita do governador Alckmin à região, no sábado (05 de março), insistiu mais uma vez na liberação de um empréstimo de R$ 8 milhões junto à Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista. O empréstimo foi solicitado no final de dezembro do ano passado e o prefeito está aguardando sua aprovação pela agência financiadora. Para a população do município, será bom que dê certo, afinal não se anda nem a pé pelas ruas da cidade, de tanto buraco. Vamos torcer



Empréstimos
e dívidas são coisas boas para ricos, preparados para ganhar dinheiro com dinheiro alheio. A Prefeitura de Jales tem que liquidar todas as suas dívidas indesejáveis. Não é útil – nem correto – a Prefeitura manter dívidas a pagar com pessoas, empresas e instituições que não sejam de natureza financeira. As dívidas adequadas à Prefeitura são aquelas contraídas com agências financeiras oficiais, que fornecem créditos com finalidades, juros e prazos apropriados à administração pública.


Que sirva
de lição aos políticos municipais a malfadada dívida assumida com a família Jalles por conta da desapropriação dos 16 alqueires de terras do Distrito Industrial II em 1985. Custou caro. Não valeu a pena. Fez o povo de Jales ficar de joelhos por 30 anos.


Depois do
pesadelo daquela dívida – que esperamos ter chegado ao fim – é hora de atacar as outras de caráter ruim, que só geram prejuízos. Assim, a cidade pode estar um lixo, mas o povo terá esperança de mais adiante ter uma prefeitura saudável financeiramente.


Mas o tucano
Pedro Callado precisa assumir sua candidatura à reeleição. Tanto que as cabeças pensantes, lá do botequim da vila, têm a seguinte opinião: se o prefeito Callado não assumir sua pré-candidatura à reeleição a sucessão municipal vai navegar sem rumo em águas turvas até o final da sua gestão. Uma solução apressada, no final, poderá não ser boa.


Para eles,
os políticos detentores de cargos eletivos – em especial os que dentro de dois anos e pouco vão disputar cargos importantes (Presidente, Governador, Senador, Deputados federal e estadual) – não vão dar apoio a um prefeito que tem poucos meses de mandato pela frente e não vai concorrer à reeleição. Nem está engajado numa sucessão.


Dentro
até do PSDB, que estaria acreditando em Pedro Callado – como pré-candidato às eleições de outubro –, existem céticos quanto a ele receber apoios aos seus projetos administrativos. Um tucano de autêntica plumagem enfatizou: "Como vamos reivindicar prá valer, se o nosso prefeito diz que não é candidato, nem conversa com o seu próprio partido!".


Desde o
o dia 22 de fevereiro, a Comissão Especial de Inquérito (CEI) – que investiga uma possível omissão do prefeito Pedro Callado na suposta agressão do servidor Ricardo Junqueira ao funcionário Lauro Gonçalves Leite de Figueiredo – está prorrogada por mais 60 dias.


O vereador
petista Luis Fernando Rosalino, que preside a dita CEI, vai ter que tomar uma decisão depois que o Ministério Público Estadual pediu o arquivamento do procedimento aberto contra Junqueira para apurar se houve ou não a agressão. Ou ele manda a CEI para o arquivo ou denuncia alguém. Tem que pensar antes de agir, para não ficar mal.


O PMDB
de Jales poderá perder uma excelente puxadora de votos ao pleito de outubro deste ano, caso ela aceite o convite para assumir uma assessoria parlamentar. Segundo uma fonte fidedigna, a assessoria seria a um deputado estadual do PMDB. Ou então, à sua escolha, a uma deputada tucana. A política é um mundo véio sem portera.


Por falta
do Plano de Zona de Proteção, o Aeródromo Municipal (toda a área destinada a pouso, decolagem e movimentação de aeronaves) teve sua atividade suspensa temporariamente. O prefeito Pedro Callado está certo ao dizer que vai dar uma melhorada nas dependências do Aeródromo e depois privatizá-lo. O Aeródromo é necessário, precisa existir e o poder público deve colaborar. Mas não pode sustentar um patrimônio que não traz resultados sociais e econômicos compatíveis para a cidade.


Só que,
de acordo com o Código Brasileiro de Aeronáutica (Lei n° 7.565, de 19 de dezembro de 1986), "nenhum aeródromo poderá ser construído sem prévia autorização da autoridade aeronáutica". Com a Lei de criação da ANAC Agência Nacional de Aviação Civil (Lei n° 11.182, de 27 de setembro de 2005), a atribuição de aprovar e fiscalizar a construção, a reforma e a ampliação de aeródromos passou a ser de competência da ANAC. Esta, por meio do seu regimento interno, delegou a competência à Superintendência de Infraestrutura Aeroportuária. Enfim, para reformar o Aeródromo Municipal, o prefeito precisará de autorização da Superintendência.


Neste último
mês de fevereiro, foram creditados R$ 1.502.866,59 na conta da Prefeitura de Jales, referentes ao IPVA. Somando o crédito do mês de janeiro – R$ 3.346.004,73 – com o crédito de fevereiro, a situação financeira do poder municipal deu uma desafogadinha com o total de R$ 4.848.871,32. Nada mal. Gastar bem é essencial.


Corre nas
rodas de prosa que funcionários públicos de um município próximo estão sem receber os salários dos dois primeiros meses do ano e que o gestor público estaria negociando o pagamento de fevereiro, pulando o de janeiro. E que os funcionários podem ir à Justiça. O assunto é da esfera pública. Se for verdade, diz respeito a todo cidadão.


Parece
que o grupo político do prefeito Pedro Callado, encabeçado pelo vereador Tiago Abra já está se definindo em termos apoio político vindouro. Vão estar engajado ao nome do federal Fausto Pinato que deixou o PRB para ingressar no PP, e tem feito pingar alguns trocados à cidade para recape das ruas.