Páginas

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Jales cai 121 posições no ranking do Programa Município VerdeAzul

Apenas três municípios entre os 24 da região alcançaram o índice PMVA

Nesta quarta feira, 17 de fevereiro, às 15 horas, em solenidade no Palácio dos Bandeirantes, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SMA) divulgou o Ranking Ambiental 2015.

Esta é a oitava edição do PMVA, que obteve, desde sua criação em 2007, resultados significativos na gestão ambiental do Estado.

Das 617 cidades que participaram do Programa Município VerdeAzul, apenas três das 24 da região de Jales alcançaram o índice (ver quadro *)

Em 2014, a cidade de Jales atingiu um índice de 74,19, numa escala de 0 a 100 não sendo certificada. Em 2015, a cidade governada pelos tucanos apresentou uma performance ruim perdendo 121 posições no ranking estadual passando da 157ª posição para a 278ª , com um índice de 46,29.

Na região de Jales, novamente a cidade de Santa Fé do Sul foi a melhor classificada com a nota 88,89 ocupando a 30° posição no ranking estadual ganhando um posição em relação ao ano de 2014.

O pior desempenho ficou com a cidade de Dirce Reis que da 109ª caiu para a 486ª alcançando a pior nota ente as 24 cidades da região.

Cabe salientar, que entre os municípios não certificados observou-se a execução de ações ambientais com êxito e 180 cidades apresentaram melhora no desempenho com relação ao ano anterior.

O ciclo contou com 410 cidades, que apresentaram seus relatórios finais, com as ações ambientais realizadas, e 111 cidades (27%) foram certificadas, com uma pontuação superior a 80,0.

O Programa

Lançado em 2007, pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, o Programa Município VerdeAzul (PMVA) tem o inovador propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental.

Assim, o principal objetivo do PMVA é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado de São Paulo.

A participação de cada um dos municípios paulistas ocorre com a indicação de um interlocutor e um suplente, que serão o elo de comunicação entre o município e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

As ações propostas pelo PMVA compõem as dez Diretivas norteadoras da agenda ambiental local, abrangendo os seguintes temas estratégicos: Esgoto Tratado, Resíduos Sólidos, Biodiversidade, Arborização Urbana, Educação Ambiental, Cidade Sustentável, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Estrutura Ambiental e Conselho Ambiental.

Para a realização do seu objetivo, o PMVA oferece capacitação técnica aos interlocutores indicados pela municipalidade e, ao final de cada ciclo anual, publica o "Ranking Ambiental dos municípios paulistas".

FOLHAGERAL

da redação


Parece


que a administração tucana em Jales não vai bem mesmo. Com a divulgação, na quarta-feira (17), do Ranking Ambiental Paulista 2015 – elaborado pelo Programa Município VerdeAzul, da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo – Jales deu uma despencada na pontuação e na classificação. Desceu 121 posições. É para chorar.

Imaginem


o que significa não conquistar, não conseguir manter e perder posições em ações estratégicas que envolvem educação ambiental, saneamento básico, destinação do lixo, arborização urbana, gestão das águas, salubridade do ar e sustentabilidade. Falta de dinheiro não é resposta prá tudo. Com a palavra os políticos do município.

Próximos


da pontuação máxima de 100, os cinco primeiros lugares foram ocupados pelos municípios de (1) Novo Horizonte = 97,13; (2) Botucatu = 96,70; (3) Sertãozinho = 96,68; (4) Itapira = 96,37; (5) Catanduva = 96,11. Deram banho de compromisso realizado.

Na listagem,


que relacionou o total de 614 municípios, três da nossa região se destacaram: (26) Votuporanga = 89,28; (30) Santa Fé do Sul = 88,89; (42) Fernandópolis = 86,70; (83). Suas lideranças e populações têm motivo respeitável para comemorarem.

Santa Fé do Sul


foi contemplada com o Prêmio Franco Montoro em virtude do trabalho de preservação da Bacia do Rio São José dos Dourados, tendo cumprido uma série de exigências para manter o manancial em perfeitas condições para a vida da flora e fauna. O prefeito da Estância Turística, Armando Rossafa Garcia, esteve em São Paulo na quarta-feira (17) para receber o prêmio auferido.

Enquanto isso,


os habitantes daqui andam com a sensação de que a cidade está no abandono. Já nem ligam para as placas de publicidades que são colocadas nos canteiros da ilha da Avenida João Amadeu. Como em Jales as coisas estão confusas, não se sabe se as placas de publicidade estão autorizadas ou toleradas pelas autoridades.

O vereador


petista Luís Fernando Rosalino requereu a prorrogação por mais 90 dias – a partir de 22 de fevereiro de 2016 – dos trabalhos da Comissão Especial de Inquérito (CEI), a qual preside.

A CEI investiga


uma eventual omissão do prefeito Pedro Callado na apuração de uma agressão física que teria sido cometida pelo servidor Ricardo Junqueira contra o funcionário municipal, aposentado por invalidez, Lauro Gonçalves Leite de Figueiredo (Matogrosso). A agressão teria ocorrido defronte ao Paço Municipal, em horário de expediente, envolvendo assuntos da administração municipal.

Tomara que


a atual CEI seja bem conduzida até o final. Após ela, o vereador petista bem que poderá pedir outra CEI para investigar a "Lei dos Panfletos", de sua autoria. Em que pé está essa Lei? Porque continuam colocando panfletos nos parabrisas de veículos e caixas de correios das residências. E quem autorizou a construção de uma lanchonete em área pública na Avenida Maria Jalles? E outras coisas que precisam ser esclarecidas.

Terça-feira,


16 de fevereiro, pela manhã, o prefeito Pedro Callado se reuniu com integrantes do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Região de Jales – CONSIRJ – para discutir algumas ações a serem executadas pelo órgão. Callado aproveitou a ocasião e apresentou a secretária municipal de Saúde de Jales, Patricia Albarello.

Com a crise


de falta de dinheiro para distribuírem aos municípios, os deputados bem votados em Jales estão em falta com a cidade. Por certo, estão esperando a liberação de recursos por meio de emendas para darem as caras. Políticos que bem representam o povo dão as caras nas épocas de vacas gordas e de vacas magras. Sem medo de encarar os eleitores.

Demistas


de Jales não estão nada satisfeitos com as conversas no meio político, onde o vereador Tiquinho é citado como um provável pré-candidato numa chapa tucana com Callado na cabeça.

Em dez anos,


o Brasil diminuiu a diferença numérica entre os jovens mais ricos e os mais pobres que concluem o ensino médio. Em 2005, os jovens de 19 anos que concluíram o ensino médio, entre os 25% mais pobres da população, foram 18,1%. Entre os 25% mais ricos, foram 80,4%. Ou seja, houve uma diferença de 62,3 pontos percentuais entre os dois grupos. Em 2014 o cenário mudou. Entre os mais pobres, foram 36,8%. Entre os mais ricos, foram 84,9%. A diferença entre os dois grupos ficou em 48,1 pontos percentuais.

Os dados


sobre o ensino médio foram divulgados pela organização não governamental "Todos Pela Educação", em análise feita com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As metas finais, sem dúvida, são de 100% para os dois grupos. A educação avança, mas precisa apressar.

Vocês viram,


na edição passada desta coluna, a foto mostrando um valetão tomado de sujeira, pedras e água empoçada. Até agora, nenhuma providência foi tomada por parte do poder público. O pior é que fica bem em frente a uma residência. Nestes tempos de pragas medonhas.

Os políticos


e eleitores envolvidos nas eleições municipais de 2016 devem abrir bem os olhos para não se darem mal com as mudanças das regras eleitorais. Elas afetam filiação e registro de candidatos, doações de campanha, propaganda em rádio/televisão e nas ruas. A lei é para todos. Portanto, todos devem ser cumpridores e fiscais da lei.

Relatório final da CEI da Merenda Escolar foi lido em sessão ordinária de 2ª feira

por Jaqueline Zambon
Foi procedida a leitura do Relatório Final da CEI da Merenda Escolar, no Expediente da Sessão Ordinária realizada na segunda-feira, 15 de fevereiro.

Os vereadores Gilberto Alexandre de Moraes, Rivail Rodrigues Junior e Luís Fernando Rosalino, respectivamente presidente, vice-presidente e relator da CEI da Merenda Escolar encerraram os trabalhos da referida Comissão há poucos dias. No Relatório Final, apresentado pelo vereador Luís Fernando Rosalino, constaram indícios de prejuízo ao erário público.

O documento será encaminhado para o Prefeito Municipal, Pedro Manoel Callado Moraes e para o Ministério Público Estadual, para que sejam tomadas as providências necessárias.

Entenda o caso: A CEI foi criada através do Requerimento nº 90/2015, apresentado na Sessão Ordinária de 8 de junho de 2015, que requereu da Mesa Diretora da Casa a constituição de uma Comissão para apurar eventuais irregularidades na contagem e pagamento, pela Prefeitura Municipal, das refeições servidas na merenda escolar nos períodos de março a novembro de 2014 e de março a maio de 2015.

A referida Comissão foi motivada a partir da resposta a um Requerimento do Legislativo, onde o Poder Executivo informou que a quantidade de refeições servidas aos estudantes atendidos pela empresa contratada pela Prefeitura Municipal tiveram as seguintes totalizações: no mês de novembro de 2014, 184.754 (cento e oitenta e quatro mil, setecentos e cinquenta e quatro) refeições; no mês de março de 2015, 171.462 (centro e setenta e um mil, quatrocentos e sessenta e duas) refeições e no mês de abril de 2015, 139.432 (cento e trinta e nove mil, quatrocentos e trinta e duas) refeições.

A partir dessa totalização, tornou-se possível perceber que houve uma redução de quase 30% (trinta pontos percentuais) na quantidade de refeições servidas pela empresa de merenda escolar, considerados somente os meses de março e abril de 2015, o que causou estranheza e motivou a criação da CEI.

Rotinas

por Reginaldo Villazón

 
As rotinas existem e são necessárias na vida das pessoas e organizações. Sem as rotinas, todos os dias seriam iniciados sem previsão e compromissos. Resultariam em caos. As rotinas permitem organizar as providências de necessidade pessoal, familiar, profissional e assim por diante. Facilitam cumprir prazos e quitar obrigações. Ajudam a desenvolver a disciplina. Mas, por outro lado, as rotinas inalteradas por muito tempo sustentam hábitos invariáveis, reações automáticas, pensamentos repetitivos.

As rotinas inalteradas não geram fixações mentais – muito comuns, vulgarmente chamadas "grilos" – que surgem, alcançam intensidades variadas, desaparecem e dão lugar a outras. Mas contribuem para que as fixações mentais perturbem as pessoas, muitas vezes a ponto de produzir confusões entre o pensamento e a realidade. Isto não ter nada a ver com casos patológicos de alucinação. Porém, essas fixações interferem negativamente na convivência social, no desempenho pessoal e na busca de novas perspectivas de vida.

A solução apontada pelos estudiosos não é a eliminação das rotinas, mas mudanças periódicas das rotinas. Para quem deseja melhorar sua vida e tenta sem sucesso ganhar na loteria, há boas notícias. As mudanças das rotinas transformam vidas e podem ser feitas através de três passos modestos. O primeiro: desapegar de tudo o que é desnecessário em casa. Livrar-se das coisas utilizadas propicia renovação. O segundo: criar dentro de casa um ambiente alegre, arejado e aromatizado. A leveza do ambiente purifica as energias.

O terceiro passo é dedicar-se a uma atividade livre, por conta própria, sem finalidade econômica, com repercussão social. Isso parece tolice, mas não é. Acontece no mundo todo. O caso do agricultor aposentado Deócles Gomes Machado, de Ituiutaba (MG), é exemplar. Ao ficar viúvo, aos 85 anos, passou a cultivar verduras, legumes e frutas em terrenos baldios (cedidos pelos proprietários) e entregar os produtos a creches e abrigos. Ajudou a alimentar muitas pessoas por mais de vinte anos. Faleceu aos 105 anos por causas naturais.

Há muitas opções para escolher uma atividade interessante e exercê-la por vontade própria, em lugar e tempo convenientes, sem as normas do mercado, sem as rotinas impostas por decisões alheias. É fundamental usar a criatividade, evoluir no que faz e contribuir para o bem social e da natureza. Bons exemplos se multiplicam. Os médicos afirmam: as pessoas que se dedicam a tais atividades são mais saudáveis e vivem mais tempo. Assim, não é preciso ganhar na loteria, não é preciso concretizar grandes sonhos.

Há pessoas que acreditam que a vida vai melhorar por ordem de Deus e deliberação dos políticos. Para elas, não existe nada a fazer, senão esperar. E para elas, a notícia não é boa. Deixar-se levar pelas rotinas inalteradas é viver na inércia, na estagnação, na viciação. A fé e a esperança devem ser usadas para motivar comportamentos e ações sempre melhores. Se a vida corrida destes tempos nos aprisiona em rotinas inalteradas, há uma ótima compensação. Nunca houve tantas oportunidades encantadoras de quebrar essas rotinas.

Nenê do Pet Shop sugere contratação de empresa terceirizada para cuidar das praças públicas em Jales

 
O vereador Fagner Amado Pelarini (Nenê do Pet Shop) foto, foi autor de um requerimento discutido e votado na sessão ordinária de segunda-feira, 15 de fevereiro ao Poder Executivo solicitando informações sobre a viabilidade de contratação de empresa especializada em manutenção e limpeza de praças públicas.

O pedido do vereador Nenê do Pet Shop levou em consideração que a conservação e limpeza das praças é condição para que estas cumpram com sua finalidade urbana e de lazer e apresentem bem nossa cidade para os visitantes, além de considerar que a falta de conservação e limpeza das praças públicas de nosso município é um problema que se perpetua, pois a administração municipal não tem feito o trabalho com regularidade.

Assim, o vereador requereu que o Poder Executivo responda sobre a possibilidade de se contratar empresa terceirizada, especializada em fazer manutenção e limpeza em praças públicas, complementando, em caso positivo, até quando o mesmo poderia ocorrer e, em caso negativo, por quais motivos não poderia ser contratado tal serviço.

Educação democrática

por José Renato Nalini

 
O ano letivo de 2016 tem um início instigante. Estimula todos os que estão empenhados em aprimorar a escola pública a atingir níveis ótimos de eficiência a encontrarem os melhores caminhos. Incentiva a criatividade, a audácia e até a ousadia, pois ninguém desconhece a dramática situação da República. A policrise afeta a rotina da Nação, pois a recessão implica em contínua queda de arrecadação e isso compromete a integralização orçamentária.

Todavia, a crise é a instância ideal para que o ser humano surpreenda. Inove, faça mais com menos, pense naquilo que nunca se fez e que se poderia tentar agora.

O bom é que o sistema paulista ostenta uma história gloriosa. Foi Prudente de Moraes quem, nos albores da República, imaginou uma escola pública efetivamente voltada à edificação da cidadania. Muito antes da Constituição Cidadã de 1988 proclamar que o objetivo da educação é o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho, já se idealizava aquilo que gerações solidificaram com trabalho amorável. Sem amor, sem paixão, sem envolvimento emocional com a missão, não se pratica um bom ensino.

São Paulo obteve em 2015 o melhor resultado no Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo - nos últimos oito anos. Todas as séries cresceram na média em matemática e em português, à exceção do 3º ano do Ensino Fundamental - que será objeto de uma atenção muito mais focada e carinhosa - também se atingiu a melhor média desde 2008.

A despeito da crise que já ocorria no ano passado, o alunado estudou, o professor ensinou, as equipes de coordenação, supervisão direção e de apoio funcionaram a contento. Há uma longa caminhada pela frente? Ótimo. Toda caminhada tem início com o primeiro passo. E nós estamos nesse caminho há vários anos. Podemos acelerá-lo? Vamos tentar.

2016 se caracterizará pela gestão democrática da escola pública. O aluno terá vez e voz. Elegerá seu Grêmio Estudantil em data única. Poderá colaborar para alterar a normatividade que rege essas entidades importantíssimas. Se o alvo da educação é o aluno, se ele é o destino de tudo o que se investe e faz na escola pública, é legítimo que ele opine sobre seu porvir.

Também se chamará o aluno para rediscutir os regimentos internos das escolas. A escola pública pode ser o celeiro das novas vocações para uma cidadania responsável, que concretize a promessa do constituinte de 1988, de implementar uma Democracia Participativa. Comecemos na escola. O jovem de 16 anos já pode votar. Por que não treiná-lo a discernir, a debater, a mostrar seus desejos, anseios e aspirações e influenciar, decisivamente, a condução da coisa pública?

Pretende-se investir na utilização mais intensa das tecnologias disponíveis. Todos os alunos, em regra, estão permanentemente plugados às redes sociais e têm seus celulares, tablets, smartphones e similares. A comunicação online e imediata é um fenômeno irreversível. Se está a servir para tantas finalidades, já bem consolidada por sua eficiência e confiabilidade, por que não usá-la também para fins pedagógicos?

O sonho que pode ser realidade é formar a escola um lugar de acolhimento, de alegria, com espaço para outras atividades que não apenas as aulas. O ensino integral já está a mostrar que isso é possível. Mas precisamos do aluno, de suas famílias, da sociedade como um todo para fazer parceria com o magistério e demais profissionais da educação. Todos têm um papel a desempenhar na escola pública de São Paulo, a maior rede do Brasil e, seguramente, uma das maiores do Planeta.

Até participar da gestão financeira da escola para que, em ano difícil, o dinheiro do povo seja bem aplicado. Precisamos estimular o aluno, sua família e a sociedade a fiscalizar o bom uso dos recursos financeiros e destinar as economias para suprir as carências do sistema remuneratório e atender às legítimas reivindicações daquele profissional que faz a máquina estatal funcionar.

Bom início de aulas e nos ajudem a implementar verdadeira gestão democrática na escola pública estadual de São Paulo *José Renato Nalini é secretário da Educação do Estado de São Paulo.

Carlinhos é reeleito para mais um mandato e quer maior participação dos associados

 
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Jales, Carlos Roberto Altimari, foi reeleito, nesta quarta-feira, 17 de fevereiro, para um período de mais dois anos, tendo como um dos objetivos desenvolver ações que fortaleçam a entidade. Isso deverá acontecer com uma maior participação dos associados na discussão dos problemas e na busca de soluções para promover o desenvolvimento das empresas e do município. Ele acredita que para isso é preciso ouvir mais os empresários e procurar atendê-los, sempre que possível.

Carlinhos explicou que nesse período de crise fica difícil se pensar em planejamento, mas a ACIJ já vem mantendo contatos com a administração municipal e outros segmentos, unindo as forças para superar essa fase de estagnação, já se pensando no que poderá ser feito, quando a economia voltar a crescer. "Nesse período de instabilidade é difícil fazer uma programação definitiva, temos que perceber as necessidades e trabalhar para que as mesmas possam ser atendidas no decorrer da gestão, não adianta falar que vai fazer tal coisa e depois não conseguir, estamos dependendo muito do andamento dessa situação vivida no país", afirmou.

Na verdade o novo período deverá ser uma continuidade do trabalho que já vem sendo desenvolvido. No curto prazo, ele espera que o Sebrae dê o sinal verde para a instalação do Posto de Atendimento ao Empresário, que já está autorizado e com as instalações prontas, na sede da ACIJ. O Sebrae, como afirmou, é um grande parceiro e o PAE é importante para que o empresário tenha todo o apoio para tirar suas dúvidas e planejar o crescimento com o respaldo dos consultores que estarão prestando esse serviço.

Carlinhos afirmou que os projetos para os próximos dois anos são muitos, como desenvolver um trabalho votado para o fortalecimento das indústrias. Para isso ele já vem se reunindo com o secretário municipal de Planejamento, José Magalhães Rocha, inclusive para a divulgação da lei de incentivos fiscais, para que os empresários interessados em se estabelecer no município possam saber que Jales oferece boas condições para novos empreendimentos.

O presidente da ACIJ faz um balanço bastante positivo dos dois primeiros anos da sua administração, lembrando que foram muitas conquistas, não só para a associação e para os empresário, mas para toda a população, mesmo enfrentando muitos desafios, buscando alternativas para sair da situação vivida no momento.

Ações coletivas em prol do bem comum

Dom Reginaldo Andrietta, Bispo Diocesano de Jales

Neste primeiro artigo como Bispo Diocesano de Jales, apresento meus agradecimentos pela acolhida que tenho recebido, esclareço o sentido da minha missão, compartilho minhas primeiras impressões sobre a realidade que passo a integrar e convido as forças vivas da região para ações coletivas em prol do bem comum.

Agradeço à comunidade católica, especialmente a Dom Demétrio, aos padres e agentes de pastoral da Diocese de Jales, bem como às lideranças de outros seguimentos sociais de todos os municípios constituídos no território dessa Diocese, pela acolhida cordial que estão me proporcionando. Sinto-me agraciado por Deus pelas expressões sinceras de fraternidade que tenho recebido.

Escolhido pelo Papa Francisco para a missão que Cristo confiou aos apóstolos e ordenado para essa missão por legítima sucessão apostólica, fui constituído pastor da Igreja Particular de Jales, para sinalizar em meio a essa porção do Povo de Deus, o pastoreio de Cristo, ministério este, compartilhado com os presbíteros da Diocese.

Não estou substituindo a Dom Demétrio, senão dando continuidade à bela missão realizada por ele. Embora ele tenha se tornado emérito, continuará benemérito. Felizmente poderemos continuar contando com sua amizade, sabedoria e colaboração, respeitando-lhe o justo direito de tomar chimarrão com mais calma, dar um pouco mais de tempo a amigos e parentes, e até mesmo pescar, o que nem sempre lhe foi possível por ter estado intensamente dedicado ao serviço episcopal.

Nas duas semanas à frente da Diocese, já experimentei o que é praxe na vida de um bispo, uma agenda repletíssima: visitas a comunidades e a entidades hospitalares e socioeducativas; reuniões com coordenações pastorais; celebrações em comunidades de diversos municípios; encontros com presbíteros, seminaristas, religiosas, agentes de pastoral, gestores públicos e lideranças de distintos setores sociais; tarefas administrativas; e presença nos meios de comunicação social.

Alegra-me já ter tido oportunidade de me fazer presente entre famílias de condição humilde, do meio urbano e rural, sendo acolhido afetuosamente. Impressiona-me a amabilidade do povo desta região. Encanta-me sua educação e respeito. Admiro sua capacidade de dar tempo para conversar. Confesso que devo adaptar-me à sua calma. Noto que é um povo trabalhador e batalhador, disposto a colaborar com tudo o que é justo e saudável. Em pouco tempo, já conheci muitíssimas pessoas e entidades dedicadas voluntariamente à coletividade, motivadas exclusivamente pela caridade.

Neste momento de impasse nacional entre dois projetos: um de um país mais socialmente justo e outro de um país com pouca distribuição de recursos, ocasionando confrontos que fazem a nação patinar, noto na vida política de Jales, uma boa vontade para convergir esforços em favor de um projeto regional de desenvolvimento econômico e social endógeno, ou seja desde si mesmo, sem excessiva dependência de investimentos externos, afiançando o mais valioso recurso existente na região que é seu capital humano.

Conhecendo o histórico migratório de trabalhadores e estudantes para outras regiões, fragilizando vínculos familiares e comunitários, e o próprio desenvolvimento regional, convido as forças vivas da região a se encontrarem para construir um projeto de desenvolvimento que ofereça novas oportunidades educacionais, profissionais e econômicas, e garanta condições sociais mais dignas, sobretudo às novas gerações, na própria região.

Convido essas forças vivas para ações coletivas em favor do bem comum, confiante na resposta positiva de todos os setores organizados da sociedade local e regional. Que Deus nos guie neste santo propósito!

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

ADRIANO ALVES DOS SANTOS e SHIRLEY DE LIMA SANTOS DA SILVA. ELE, natural de Santa Rita D’Oeste, deste Estado, nascido aos 21 de setembro de 1.980, trabalhador em agropecuária em geral, solteiro, residente e domiciliado em Jales, deste Estado, filho de Izaias Alves dos Santos e de Nair Alonso Caceres dos Santos. ELA, natural de Santa Rita D’Oeste, nascida aos 20 de novembro de 1.976, técnica em radiologia, viúva, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Divo Rodrigues dos Santos e de Gildete Santa Ana de Lima dos Santos.

BRUNO PAZ LANDIM DA COSTA e AÇUCENA FERNANDA GUIRRO ENDO. ELE, natural de Paranapuã, deste Estado, nascido aos 20 de dezembro de 1.994, assistente técnico, solteiro, residente e domiciliado em Jales, deste Estado, filho de Reinaldo Silva da Costa e de Fabiola Claudia Paz Landim. ELA, natural de Jales, nascida aos 01 de julho de 1.996, estudante, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Mario Mituo Endo e de Fernanda Guirro dos Santos Endo.

MARCELO SANCHES BARISON e ETHIENNE CRISTINA ROSSINE DA SILVA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 22 de julho de 1.980, bancário, solteiro, residente e domiciliado em Urânia, deste Estado, filho de Jair Barison e de Maria Aparecida Sanches Barison. ELA, natural de Urânia, nascida aos 30 de agosto de 1.990, bancária, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Luiz Alberto Vitorino da Silva e de Rose Mara Aparecida Rossine.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina

A arquiteta jalesense Fernanda Vialle comemora a excelente fase profissional

 
por Daniel Zillio
 
 
A Arquiteta Fernanda Pontes Vialle (foto), uma das mais conceituadas profissionais de Jales e região, se destaca na profissão há 11 anos.
Formada na INIFRAN- Universidade de Franca, Fernanda é referência quando o assunto se trata de projetos residenciais, comerciais e de interiores. Seu diferencial é combinar arte com o bem-estar do cliente. Antenada ao mercado exigente e competitivo, a arquiteta desenvolve seus projetos em 3D. "A simulação de Projetos Arquitetônicos em 3D se torna ferramenta indispensável para quem deseja construir ou reformar. Saber como vai ficar antes de fazer, pode gerar economia de tempo e dinheiro em sua obra", afirmou Fernanda.
Filha de Antônio Vialle Sobrinho e Rita de Cássia Pontes Vialle, a Arquiteta Fernanda Pontes Vialle comemora, junto com sua família, a excelente fase profissional.
A redação do Folha Noroeste conversou com a profissional, que falou um pouco do trabalho que realiza, sobre ter uma carreira de sucesso em meio à crise atual e apresentou as tendências para 2016.

Folha Noroeste: Dentre tantas profissões que são professas de sucesso, você escolheu a arquitetura, porque?
Fernanda Vialle: Escolhi a arquitetura pela possibilidade de criar, de alterar um ambiente e fazê-lo melhor, combinando sempre a arte com o bem-estar do cliente. É uma profissão que possibilita a satisfação pessoal e ainda pode beneficiar a sociedade

Folha Noroeste: Quais são os serviços oferecidos pelo seu escritório de arquitetura?
Fernanda Vialle: Ofereço projetos de Arquiteturas em 3D e de interiores e de interiores, dentro do segmento residencial, comercial, corporativo e imobiliário

Folha Noroeste: Qual é o segredo do sucesso profissional?

Fernanda Vialle: O segredo para o sucesso dentro da minha profissão está na divisão consciente das etapas do processo de criação e execução dos projetos, de acordo com suas afinidades particulares. Além de fazer o que se ama, com dedicação e vontade de aprende sempre


Folha Noroeste: A crise que o Brasil enfrenta atualmente, interfere no seu trabalho?
Fernanda Vialle: Sim, acredito que a crise teve um efeito dominó. Quando a situação econômica não vai bem, os reflexos são os cortes de gastos e investimentos por grande parte do meu público alvo. Nesse momento também vem o desafio dos arquitetos em adequar os projetos de acordo com o momento e auxiliar os clientes em como planejar uma obra ou uma reforma, conforme a nova condição econômica do país

Folha Noroeste: Sua maior motivação é projetar casas, comércios ou reformas apenas?
Fernanda Vialle: Gosto de desafios, tanto de projetar uma residência em um terreno ímpar, quanto adequar o comércio em um ambiente especial e adaptar o sonho do cliente em um espaço existente

Folha Noroeste: A concorrência é muito grande. Como você encara a concorrência e se destaca nos seus projetos?
Fernanda Vialle: Acredito que mesmo Jales sendo uma cidade pequena e com vários profissionais na área, cada um tem o seu espaço, dentro do seu estilo, não chegando assim a concorrência e sim a preferência de qualidades particulares que cada arquiteto possui

Folha Noroeste: Todo cliente tem um objetivo em mente. Você segue a ideia que o cliente te leva ou a sua identidade como Arquiteta?
Fernanda Vialle: Costumo dizer que somos concretizadores de sonhos, assim, procuro adequar a ideia do cliente à minha identidade, procurando satisfazer primeiro o meu cliente em consequência eu como profissional

Folha Noroeste: Quais as tendências na arquitetura para o ano de 2016?
Fernanda Vialle: Os ambientes integrados continuam se destacando como preferência nos projetos, desfazendo assim o estilo que existia anos atrás, onde cada espaço era fechado e com uma denominação específica.

As peças e móveis antigos, estão sendo inseridos nos ambientes, sendo usados de forma rústica, mantendo a cor original ou até mesmo fazendo-se de aplicação de pintura em laca, em tons vibrantes, de qualquer forma esses objetos se fazem modernos nas casas, dando uma identidade única ao espaço.
O uso de quadros, que nunca saem da moda, mas a forma de instalá-lo sim, se destaca para criar um ambiente moderno. Atualmente nada de furar as paredes, apenas encostados na parede sobre bancadas, ou até mesmo apoiados sobre móveis espelhados pelos ambientes.
Os tons entre o azul e o verde, juntamente com a influência da luz e as nuances neutras, que representam o aconchego, tais como beges, cinzas, cáquis e off-whites

Folha Noroeste: Você se espelha em algum profissional da Arquitetura:
Fernanda Vialle: Conheci as obras de Mario Botta na faculdade e desde então tenho um apreço por elas, pois sua arquitetura integra o exterior com o interior e considera que a arquitetura tem que interagir com o ambiente ao seu redor, tentando tirar proveito do que ele tem a oferecer, com a luz natural, sem fazer uma separação entre dentro e o fora.

Documentário Verão e Música na Suíça é atração da TV Cultura


 
Neste sábado, 20 de fevereiro, o Clássicos tem programação em dose dupla: além de seu horário tradicional, às 21h30, a atração traz o documentário produzido pela TV Cultura – Verão e Música na Suíça. Vai ao ar às 23h.

O documentário explora as principais cidades suíças e suas atrações, entre elas a pequena Basel e seus mais de 40 museus, a cosmopolita Genebra e Berna, a capital do país.

Outro destaque da atração é a intensa atividade cultural, com diversos festivais de música espalhados pelos 26 cantões. O mais importante dedicado à música clássica é o Festival de Lucerna, fundado em 1938 por Arturo Toscanini e que anualmente atrai um numeroso público para assistir seus concorridíssimos concertos.

No programa, depoimentos exclusivos do diretor artístico do Festival, Michael Haefliger; de Mark Sattler, diretor de projetos de música contemporânea; e de Dominil Deuber, diretor de projetos da Academia do Festival de Lucerna. Além das entrevistas, Verão e Música na Suíça conta com trechos de apresentações da Orquestra Sinfônica do Festival, sob a regência de Cláudio Abbado, em obras de Mahler e Beethoven.

Uma velhice saudável para honrar essa vida

*Américo Tangari Jr


A alma nasce velha e se torna jovem.
Eis a comédia da vida.
O corpo nasce jovem e se torna velho.
Eis a tragédia da alma.
Oscar Wilde

Com a alma rejuvenescida e o cérebro em perfeito estado, às vezes é difícil conviver com as limitações que a vida impõe aos mais velhos durante a caminhada. O importante é resistir e se sentir bem, sem pensar muito na idade, mas tomando todos os cuidados para impedir tropeços e uma jornada perversa, como o avanço de doenças.
Não há como fugir: como todos os seres vivos, a régua da vida um dia se esgota. Até lá, vamos manter o corpo e a alma de bem com a natureza e seguir sempre em busca do que realmente interessa: uma vida longa e saudável.
É bom começar com informações importantes: o avanço da idade provoca alterações no corpo e interfere diretamente na alimentação e no estado de nutrição de uma pessoa. Em consequência, o idoso é menos ativo fisicamente e tende a consumir menos calorias que os mais jovens, o que acelera a deficiência de vitaminas.
Há uma queda na capacidade de transporte de nutrientes e, por isso, uma dieta correta é fundamental para vencer desafios na manutenção da boa saúde.
Os ventos estão favoráveis: a expectativa de vida ao nascer no Brasil subiu para 75,2 anos, muito em razão dos avanços da medicina. E as recomendações para um envelhecimento saudável e com boa qualidade de vida incluem alimentação apropriada e a prática de exercícios físicos, o que diminui o risco de quedas e fraturas e ainda promove uma convivência mais agradável. Todos esses fatores contribuem para melhorar a autoestima e a autoconfiança, com independência física e psíquica.
Atividades como caminhadas ajudam a manter a capacidade cardiorrespiratória e diminuem a perda de massa óssea. Mas é preciso se precaver: um idoso sedentário que pretende iniciar um exercício deve se submeter antes a uma avaliação médica. Depois disso, saiba que a atividade física reduz sintomas de depressão e ansiedade e ainda melhora o humor.
E não pense que nada agora será mais possível em razão dos excessos do passado. É possível reverter os desvios da história, levantar a cabeça e recuperar a boa saúde. As pessoas jamais devem se render. Três caminhos podem ajudar bastante: primeiro, uma prevenção severa para evitar a ocorrência de doenças; segundo, ações para detectar problemas de saúde em seu estágio inicial para facilitar o diagnóstico e seu tratamento. Isso evita disseminação e suas consequências, como rastreamento do câncer de mama ou próstata, aumento do risco cardiovascular, etc. E, terceiro, ações com o objetivo de reduzir prejuízos funcionais que decorrem de problemas agudos ou crônicos, incluindo a reabilitação; aí entram o pós infarto ou acidente vascular.
O mais importante de tudo, como se percebe, é a prevenção. E não há nenhum mistério nessa receita simples:
— hábitos saudáveis na alimentação;
— atividades físicas de forma regular;
— acompanhamento médico periódico;
— descanso e lazer adequados;
— estímulo da mente, que deve se manter ativa e produtiva. Programas culturais dão um ótimo suporte a esse quesito.
Uma atenção especial deve ser dedicada ao coração, especialmente depois dos 60 anos. Nessa fase há uma maior incidência de pessoas com problemas cardíacos no Brasil e é preciso ficar atento a pequenos sinais, como o cansaço sem causa aparente. Doenças cardíacas representam o terceiro maior fator de morte no País e qualquer descuido pode ser fatal.
Nesse processo lento do avanço da idade, o desenvolvimento de doenças cardiovasculares é preponderante. Arritmias cardíacas, bloqueios elétricos, estenose aórtica (abertura reduzida da válvula), aneurismas dos vasos (dilatações) ou doenças coronarianas são alguns diagnósticos mais frequentes, pois há maior enrijecimento dos vasos e válvulas, além de distúrbios elétricos que podem levar à diminuição dos batimentos cardíacos.
O coração é bastante afetado na velhice em razão de alterações estruturais e funcionais do sistema circulatório e facilitam o desenvolvimento de doenças cardiovasculares: acúmulo de gordura nos tecidos, perda da elasticidade dos vasos, além de calcificação das válvulas e discreto aumento de volume.
Temos de levar em conta a genética, obviamente - pessoas de uma mesma família com histórico de doenças têm riscos maiores e semelhantes. Porém, não é só. Fatores externos podem e devem ser controlados para melhorar a qualidade de vida do ser humano e prolongar sua longevidade. E entre esses estão o fumo, o estresse, o diabetes, a hipertensão, o estilo de vida e de alimentação, a obesidade, as alterações dos níveis de colesterol e/ou triglicérides (dislipidemia), o sedentarismo (falta de atividade física), entre outros.
Cada um desses itens está ligado diretamente com o desempenho da máquina que bate e bombeia o sangue em nosso peito. Melhor mantê-la em ordem e com a garantia de todas as revisões.
Um dia a caminhada chegará ao fim, é inevitável. O bom senso recomenda seguir sempre em frente, de forma saudável e com dignidade. Nascemos para isso – vamos honrar.
(*) Américo Tângari Jr. é especialista em cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e Associação Médica Brasileira


Vitinho Park e Xaropinho do Programa do Ratinho estarão na FACIP 2016

por Daniel Zílio


O Vitinho Park, um dos maiores e mais modernos parques de diversões itinerante do Brasil estará na 46ª FACIP, que acontece entre os dias 13 e 17 de abril. O parque que leva muita alegria para as cidades por onde passa, promete muita diversão para as crianças e adrenalina para os jovens e adultos.
A partir do dia 13 de abril, brinquedos de última geração, como Montanha Russa, kamikaze, Crazy Dance, Autopista (carrinho de bate bate) e Taca Disco (samba), estarão na FACIP de Jales.
O Kamikaze também é considerado um fenômeno de emoções e adrenalina. O brinquedo funciona como um pêndulo dividido em duas partes que desenvolvem velocidade para completar uma volta de 360º, deixando os mais corajosos de cabeça para baixo.
"Para essa FACIP vou levar uma grande atração. No dia 17 de abril o Vitinho Park vai contar com a presença do personagem Xaropinho, do Programa do Ratinho, o que fará a alegria das crianças que estiverem visitando a festa no domingo, contou o proprietário do parque, Victor Sodré Segundo.
Além da presença do Xaropinho, as crianças de Jales e região também terão diversão garantida no parque de diversões oficial da 46ª FACIP, com os tradicionais brinquedos que simulam carrinhos, aviões em pleno voo e até uma mini montanha russa, chamada de Centopeia.

Espíritoanalise

*Flávio Carvalho


"Não somos seres humanos vivendo uma experiência espiritual, somos seres espirituais vivendo uma experiência humana."   
 
 
Eurípedes Barsanulfo
 
A análise da mais importante busca sobre o entendimento do que seja um SER ESPIRITUAL, com sua elaboração mental, suas diversas dificuldades ocasionadas pelos conflitos gerados por sentimentos mal compreendidos e mal trabalhados e como eles se desenrolam no dia-a-dia do SER, refletindo em sua saúde física e mental.
Como seres espirituais deparamos com nossa consciência analisando-a. Atitudes e atos realizados deixam sinais positivos e negativos e o pensamento sofre todas as alterações provocadas por uma mescla de diferentes frequências.
Então a consciência é o ponto de confluência entre o presente e o passado, pedindo sempre por "ANÁLISE" e por novas oportunidades, e através delas vivenciar novas experiências construtoras, entendendo determinados pontos que são de extrema importância para seu crescimento espiritual.
Por isso é que estamos sempre nos questionando:
Quem sou? Por que penso assim? O que faço aqui? Qual a finalidade da minha vida?
Questionar e analisar nossa vida, nossos atos, é buscar entendimento sobre as causas de nossas desventuras e tristezas, para que assim possamos entender os meios que educam os sentimentos e pensamentos.
Espíritoanálise é uma técnica terapêutica com o objetivo claro: procurar atingir a consciência espiritual daquele que passa por uma série de dificuldades que perturbam o seu equilíbrio; trabalhando: corpo-mente-alma-espírito eterno.
É necessário reconhecer o Espírito, para poder auxiliá-lo.
A Espiritoanálise, busca dar clareza sobre a vida espiritual, que se não bem compreendida gera grandes distúrbios psíquicos que refletem na ordem do equilíbrio do SER.
Quando falamos, modificamos a ação mental e o fluxo de energia que constrói e elabora o pensamento contínuo, atuando na consciência.
Segundo Barsanulfo: "Não somos corpos a mover desejos e aspirações, somos espíritos que movimentam energias, vibrações, cenas e atitudes que precisam ser muito bem compreendidas para serem melhores trabalhadas"
Não se pode viver sem a compreensão de si mesmo. Sem essa compreensão, promove-se dor, sofrimento, revolta, indiferença, desânimo, desencorajando o Ser de lutar.
Você é um Espírito Eterno!
Para desenvolver a técnica terapêutica da Espíritoanalise lançamos mão de outras técnicas como: Hipnose,Terapia Regressiva, Terapia de Vivências Passadas (T.V.P.), Psicanálise, Tanatologia, Paranormalidade (mediunidade)...
"Os médicos fracassam na maior parte das doenças porque tratam o corpo sem a alma. O todo não estando em bom estado é impossível que a parte esteja bem", Sócrates (450 anos A.C.)
 
Obs.: Os interessados em saber mais sobre a Espiritoanálise entrar em contato.
*Flávio Rodrigo Masson Carvalho
equilibriumtc@hotmail.com / espiritoanalise@gmail.com
 
 
 
 

Em noite concorrida, Garça toma posse como Provedor da Santa Casa de Jales

Provedor José Devanir Rodrigues e Ana Maria Saura Rodrigues, homenageada durante o evento



Com a presença de dezenas de pessoas, entre elas, convidados, lideranças políticas e comunitárias e representantes dos mais diversos segmentos da sociedade de Jales e região, o salão social da Associação Comercial e Industrial de Jales (ACIJ), foi palco na sexta-feira, 12 de fevereiro, da solenidade de posse de José Devanir Rodrigues (Garça) como provedor da Santa Casa de Jales. Também foi uma noite de muitas homenagens.

Segundo o provedor, Garça, apesar das atividades terem sido iniciadas no dia 1º de janeiro, era importante que acontecesse a posse oficial para agradecer diante de todos o trabalho do José Pedro Venturini, bem como, relatar como está a atual situação do hospital.
"Foi uma noite maravilhosa, no qual fiquei muito emocionado de ver a quantidade de pessoas prestigiando a cerimônia. A posse é tradição para todas as gestões, por bem, em poucos minutos fizemos um relato de como está o nosso hospital, aproveitamos para reiterar o apoio dos deputados, também autoridades, e enaltecemos a gestão do José Pedro que foi realizada com muita dedicação e transparência", disse ele.
Durante o seu discurso, Garça agradeceu o apoio da diretoria, dos colaboradores José Luiz Socorro e Amauri Cruz dos Santos, dos funcionários da Santa Casa, do Corpo Clínico, e ainda evidenciou a ajuda das autoridades que são parceiras do hospital, assim como a imprensa que semanalmente divulgam informações a respeito da instituição sem cobrar nada.

Durante a solenidade o ex-provedor e atualmente presidente do Conselho Deliberativo, José Pedro Venturini, recebeu uma placa em homenagem pelos quatro anos de gestão "Tudo pelo Paciente", respectivamente, Jô Venturini e Ana Maria Saura receberam um ramalhete de orquídeas.
Entre as personalidades presentes prestigiando a solenidade estavam o deputado federal Edinho Araújo e o deputado estadual Itamar Borges, ambos do PMDB, deputado federal Fausto Pinato (PRB), o presidente da Câmara Municipal de Jales Nivaldo Batista de Oliveira, o juiz de direito da comarca de Jales Eduardo Henrique de Moraes Nogueira e o bispo Dom José Reginaldo Andrietta.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

STF fixa medidas cautelares alternativas para o senador Delcídio do Amaral


O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou, nesta sexta-feira (19), a conversão da prisão preventiva do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) em medidas cautelares alternativas. A decisão, que acolheu parcialmente manifestação do Ministério Público Federal, foi tomada na análise de agravo regimental interposto pela defesa do senador contra decisão anterior do relator que havia negado pedido de revogação da segregação.
A decisão determina o recolhimento domiciliar noturno e nos dias de folga, enquanto o senador estiver no exercício do mandato; comparecimento quinzenal em juízo, para informar e justificar suas atividades, com proibição de mudar de endereço sem autorização; obrigação de comparecimento a todos os atos do processo, sempre que intimado; e proibição de deixar o país, devendo entregar seu passaporte em até 48 horas.
MB/AD

Mulher indenizará ex-companheiro enganado sobre paternidade de criança

 
A 7ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu que uma jovem pagará R$ 20 mil de indenização por danos morais ao ex-companheiro. Após reconhecer a paternidade de criança e pagar pensão alimentícia por muitos anos, ele descobriu que não era o pai.
        O autor alegava que foi ridicularizado e que pagou pensão de maneira indevida, o que prejudicou a vida material de seu verdadeiro filho.
        O relator do recurso, desembargador Luís Mário Galbetti, entendeu que a declaração da ré – de que acreditava que o autor era genitor de seu filho – não se sustenta, pois sabia das relações afetivas que possuía a época e também da possibilidade de outro ser o pai. “Teria, por dever de boa-fé, noticiar a existência da dúvida ao autor. O reconhecimento da paternidade é questão de grande relevância e não pode ser tratado de maneira leviana. Os danos morais são presumíveis e decorrem da situação vivenciada pelo autor. Ainda que não houvesse forte vínculo com o menor, percebe-se a sensação de responsabilidade do autor que ajuizou ação de oferta de alimentos e que, ao menos materialmente, contribuiu com a manutenção daquele que pensava ser seu filho”, afirmou.
        Em relação à indenização por danos materiais, a turma julgadora negou o pedido. “Os alimentos são, em regra, irrepetíveis, presumindo-se que são utilizados na sobrevivência do alimentado. Ademais, foram pagos em benefício do alimentado.”
        Os magistrados Mary Grün e Luiz Antonio Silva Costa também integraram a turma julgadora e acompanharam o voto do relator.
 
 

PTB sai à frente e cria força-tarefa para realização de convenções municipais

O PTB de São Paulo, presidido pelo deputado Campos Machado, decidiu realizar convenções municipais em todos os município do Estado, em atenção às resoluções  do Tribunal Superior Eleitoral. Segundo Campos, vai ser preciso criar uma "força-tarefa" para cumprir as exigências da legislação eleitoral.
As convenções serão realizadas no meses de abril e maio, já que o partido tem como objetivo, inédito no Estado, lançar candidatos a prefeitos e vices, em pelo menos 450 municípios no Estado e mil vereadores.

Em quatro dias Polícia Militar prende 15 criminosos

No transcorrer desta semana entre terça e sexta-feira a 3ª Companhia de Polícia Militar prendeu em flagrante 15 infratores da lei em cometimento de diversos crimes.

Em Votuporanga foi detido um adolescente infrator de 12 (doze) anos de idade dirigindo uma motocicleta por ele furtada, dois tráficos de drogas envolvendo dois adolescentes e um adulto e outros dois foram presos por furto de fios de cobre de uma empresa. Por Nhandeara foi preso um casal por roubo de caminhão praticado em Caçapava/SP. Por Valentim Gentil ocorreu prisão por furto a residência, ocasião que também envolvia um adolescente. No total 240 porções de drogas foram apreendidas e todos os adolescentes envolvidos nas práticas delituosas foram liberados na delegacia.

Porém, o crime mais grave ocorreu sexta-feira, onde um casal que residia em propriedade rural em Votuporanga e teve a casa invadida por três criminosos, permanecendo como reféns em cárcere privado durante toda a noite. Ao amanhecer, dois criminosos se deslocaram com o marido até agência bancária no centro da cidade para realizarem saques em caixas eletrônicos, onde foram presos por policiais militares da Atividade Delegada. Em seguida foram levados até o cativeiro em meio a um canavial onde estava a mulher como refém, junto com outro criminoso que também foi preso. Cinco criminosos foram presos e encarcerados, entre eles uma adolescente de 17 anos que já tinha em posse as jóias roubadas do casal, bem como o caseiro da propriedade rural, que durante a lavratura do flagrante ficou evidenciada sua participação no crime, o qual passou informações aos criminosos, sobre bens e a rotina do casal. As jóias roubadas foram recuperadas, foram apreendidos um revólver e dois facões grandes utilizados nas agressões contra as vítimas, que ficaram bastante feridas, permanecendo a mulher internada em hospital.

O capitão da Polícia Militar Edson Fávero esclarece que a maioria das prisões se concretizaram graças às ligações depessoas anônimas que perceberam algo estranho acontecendo. Esclarece que população e polícia, unidas, são mais fortes. "muitas prisões não teriam acontecido não fosse o acionamento rápido através do 190".

É perceptível o aumento dos crimes pela cidade no período pós-carnaval. Também foram registrados durante a semana furtos de automóveis, motocicletas, estabelecimentos comerciais e residências. É fundamental que os veículos e as motocicletas sejam devidamente fechados e travados, não devendo permanecer por longos períodos estacionados em locais ermos e escuros. As residências e estabelecimentos comerciais devem ter suas janelas, portas devidamente trancadas, e se for possível, protegidas por alarmes. Porém, nada é mais eficiente que uma rápida ligação para o 190.

Conforme descrito acima, infelizmente se verifica o grande envolvimento de adolescentes em práticas criminosas, cada vez mais graves. Certamente isso decorre da sensação de impunidade gerada pela legislação vigente.

"Estamos 24 horas por dia combatendo a criminalidade e prevenindo crimes, porém, a participação, de forma anônima pela sociedade é essencial para o sucesso da polícia em muitas ocorrências".


Deputado Carlão Pignatari recebe prefeito Junior Marão e lideranças para debater eleição municipal


Lideranças tucanas da cidade começam a delinear ações para o pleito deste ano

 
O deputado estadual Carlão Pignatari recebeu o prefeito de Votuporanga, Junior Marão e lideranças políticas da cidade, na manhã desta sexta-feira (dia 19/02) onde cada um dos participantes pode expor seu ponto de vista sobre a eleição municipal deste ano. O encontro aconteceu no escritório político do deputado Carlão. 

De acordo com Carlão, o grupo é o mesmo que vem há 15 anos administrando Votuporanga – oito anos de Carlão à frente da Prefeitura e mais 7 de Marão, ambos reeleitos com altos índices de aprovação popular. 

"Precisamos debater para escolher qual o rumo que vamos tomar, pois logo teremos que apontar os nomes dos candidatos, tanto para a Prefeitura como para a Câmara Municipal. A cidade tem pessoas de bem, que conduzem muito seus negócios e estão aptas a assumir a Prefeitura, por isso iniciamos o processo para escolher um nome que represente a todos nós", destacou o deputado.
 
Carlão enfatizou ainda que durante esses 15 anos Votuporanga deu um grande salto no cenário estadual e até nacional, sendo apontada por institutos de pesquisas como um dos melhores lugares para se viver. Além disso, por meio de um esforço conjunto, diversas novas empresas, algumas até de grande porte, aceitaram o convite para se instalar na cidade, contribuindo para a geração de renda e emprego.

"É natural que iniciemos as discussões em torno de um nome que possa representar o pensamento, se não de todos, pelo menos da maioria, para que seja o candidato do grupo que tão bem vem administrando nossa cidade", finalizou o deputado Carlão Pignatari.