Páginas

sábado, 17 de outubro de 2015

FOLHAGERAL

da redação


Centenas


de municípios brasileiros regulamentaram – mas não proibiram – a distribuição de panfletos publicitários em suas cidades sedes. No site da Associação Comercial e Empresarial de Itapecerica da Serra (SP), é possível ler a "Lei Cidade Limpa" que regularizou a panfletagem na cidade. O Artigo 1º. da lei diz: "Esta lei dispõe sobre a ordenação dos elementos que interferem na composição da paisagem urbana, visíveis a partir de logradouro público no território do Município de Itapecerica da Serra
 
Nesta quarta-feira,
(14 de outubro), o diretor deste jornal acabou sendo ofendido por advertir um panfleteiro, que tentava enfiar folhetos no trinco da porta de vidro em vez de deixá-lo sobre a mesa do escritório da redação. E a empresa responsável pela panfletagem nem é de Jales, mas de Araçatuba. Poderia praticar sua concorrência aqui, mas de forma correta e cortês.

Levado o
caso à assessoria do prefeito Callado – já que existe uma lei de autoria do vereador petista Luis Fernando Rosalino, que precisa ser regulamentada para o fim dos abusos –, o secretário municipal de Comunicação, Dr. Francisco Melfi, disse apenas que falta funcionário para a fiscalização. Parece que a Prefeitura ficará de fora.

Os maiores
interessados na panfletagem em Jales são as empresas da cidade, que divulgam seus produtos e serviços à população. A atividade é importante e produz benefícios, devendo ser valorizada também na forma de ser realizada. Talvez as associações de classe, como a Associação Comercial e Industrial de Jales, possam estudar o caso e incluí-lo na pauta dos seus trabalhos junto aos empresários.

A Lei dos Panfletos,
publicada em dezembro do ano passado, com o prazo de 90 dias para ser regulamentada, está engavetada. Enquanto isso, empresas de outros municípios colocam seus panfletos onde desejam, especialmente nos parabrisas dos veículos da cidade. Não é um trabalho de propaganda bem feito e ainda produz lixo pela cidade. A lei é justamente contra isso.

O vereador
petista Luiz Fernando Rosalino deve estar muito preocupado com o situação da presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto. Mas este caso municipal dos panfletos é exemplar. Diz respeito à Câmara, à Prefeitura, às empresas e à cidade. Não demanda grandes verbas. Mas transparece a debilidade do município diante de pequenos desafios.

Sexta-feira
passada (09 de outubro), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) esteve em Jales e região. Observando o semblante do mandatário paulista nas fotos divulgadas, dá para perceber que ele apareceu mais à vontade nos outros municípios do que em Jales. Quem sabe, se a recusa da realização dos Jogos Regionais em Jales ainda não foi digerida?

O Partido Verde

jalesense conseguiu duas boas filiações. O ex-vereador Rivelino Rodrigues, que deverá estar na linha de frente no próximo pleito municipal, e o bi vice-prefeito Clóvis Viola. Este deve colocar a barba de molho diante do parecer do Tribunal de Contas, que o vinculou à rejeição das contas do município de Jales em 2012 e que vai à votação em plenário pelos vereadores jalesenses.

Com essa
confusão em nível nacional, em todos os setores políticos, com a população reprovando os que não agiram direito com a coisa pública, fala-se que os vereadores de Jales vão acompanhar o parecer de reprova às contas municipais de 2012. Uns e outros vereadores estão assustados com a situação financeira administrativa em Jales.

No botequim
da vila, o assunto mais falado esta semana – diante da situação crítica a que chegaram as finanças da Prefeitura de Jales – foi sobre os muitos eleitores que gostariam que a ex-prefeita Nice estivesse no cargo, em vez de ter sido cassada. Talvez ela contornasse fatos negativos de hoje, talvez conquistasse vitórias sobre os seus oposicionistas. Política não é feita de certezas. Quem achou que a cassação resolvesse tudo, comeu pastel de vento.

O presidente
do PMDB, José Devanir Rodrigues (Garça), aproveitou seu bom trânsito político na alta cúpula peemedebista. Esteve em Brasília (DF) para fazer reivindicações em prol da Santa Casa de Jales. Louvável o empenho do Garça, que realizou ótimo trabalho como provedor da Santa Casa. Mas ele é também político e deseja ver o seu partido (PMDB) no executivo municipal. Nessa trilha, o PMDB pode ser uma boa aposta para Jales, mas precisa conquistar e mostrar à população..

Lamentar

crises, rapinagens e mentiras é o mínimo que os brasileiros devem fazer. As populações que rejeitam essas barbaridades vivem em países organizados, limpos, adiantados. Mas não é só lamentar. Daqui um ano, outubro de 2016, haverá eleições municipais. É hora de começar a agir com responsabilidade em favor do futuro do município. Para colher bons resultados, basta seguir o lema: "Faça a coisa certa".

A situação
financeira da Prefeitura de Jales está preta mesmo. O prefeito Callado tomou uma atitude drástica. As dívidas vencidas em agosto – pelo menos as relacionadas à mídia – serão pagas em até seis parcelas. Lamentável que a Prefeitura – de um município tão rico em recursos naturais e gente laboriosa – tenha chegado a este ponto.

As crises
sempre chegam ao fim. No fim delas, destacam-se os melhores, vencedores. Desaparecem os piores, perdedores. A história está cheia de exemplos.

Victor e Leo faz show essa semana em prol da Santa Casa

Falta pouco para o evento que promete movimentar Jales e região. Na próxima quinta-feira, 22 de outubro, os irmãos Victor e Leo se apresentaram em prol da Santa Casa de Jales, no salão de festas do Villa Rocca.
Já as pessoas que fizeram as reservas desde abril precisam procurar pela Cristiane Fachola no setor de Captação de Recursos do hospital para retirar o convite. Vale salientar que ainda restam poucos lugares disponíveis, e os interessados em participar poderão dividir em até oito vezes no cartão de crédito. O valor do convite inclui coquetel, jantar, água, refrigerante e cerveja, sendo liberada a entrada de destilados, pois serão disponibilizadas taças e rolhas, o estacionamento será gratuito.
Os portões serão abertos a partir das 20h, o coquetel, bebida será liberado a partir das 20h30, e às 21h30 o jantar. O show está previsto para as 23h.
O evento interliga a campanha "Na Santa Casa eu Boto Fé III", cada participante está recebendo dois cupons para concorrer o novo Ford Ka, que será sorteado no dia 12 de dezembro pela loteria federal. Mais informações pelo telefone (17) 3622-5003 ou 99613-6273.

Chico Xavier

 
Vivemos à procura de outros caminhos, mas, para nossa felicidade, não existe caminho diferente daquele que Jesus nos traçou com sua própria Vida.
O roteiro a cumprir continua sendo o da manjedoura ao Calvário... O resto é atalho e perda de tempo.
Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da   "Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.



Presidente Tiquinho agradece Júlio Semeghini por emenda parlamentar destinando recursos para Jales


 
O presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Jales, vereador Nivaldo Batista de Oliveira – o Tiquinho (DEM), agradeceu, nesta semana, o subsecretário de Tecnologia e Serviço de Atendimento ao Cidadão do Governo do Estado de São Paulo, Júlio Semeghini, pela destinação de emenda parlamentar no valor de R$ 500 mil a ser utilizada no asfaltamento de trecho da rua 15 e na rua José Bernini, além de outras vias da cidade.

A solicitação foi feita quando o ex-parlamentar respondia pela Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Regional e a assinatura do convênio aconteceu na sexta-feira, 9 de outubro, durante visita a Jales do governador Geraldo Alckmin.

Na ocasião do pedido feito, o vereador presidente Nivaldo Batista de Oliveira, esteve acompanhado do prefeito Pedro Callado.

"Viabilizamos essa verba e só temos a agradecer. Contamos também com a ajuda do Gilmar Gimenes para conseguir tal feito. Nossa cidade precisa muito desses recursos e estamos trabalhando para que, com o auxílio dos parlamentares, melhorar cada vez mais nossa cidade", finalizou o vereador Tiquinho.

Enigmas

por Reginaldo Villazón

A esfinge é uma figura encontrada nas mitologias do Egito e da Grécia. A conhecida Grande Esfinge de Gizé – imponente estátua com corpo de leão e cabeça humana, esculpida em pedra calcária – é considerada uma guardiã dos templos, pirâmides e cemitérios do Planalto de Gizé, próximo do Cairo, capital do Egito. Por sua vez, a lenda do Enigma da Esfinge teve origem na Grécia. Ela foi narrada na famosa tragédia de teatro "Édipo Rei", escrita por Sófocles em torno do ano 427 antes de Cristo.

O personagem mítico Édipo – filho do rei Laio e de Jocasta – chegou de viagem às portas da cidade de Tebas. Ali, uma Esfinge lançava um desafio a todo viajante que dela se aproximava: "Decifra-me ou devoro-te". Ela estrangulava quem errava a resposta ao enigma: "Que criatura tem quatro pés de manhã, dois ao meio-dia e três à tarde?" Édipo deu a resposta certa: "É o ser humano! Engatinha quando bebê, caminha sobre dois pés quando adulto e anda com a ajuda de uma bengala na velhice". A esfinge se matou.

Aqueles povos antigos sabiam demais. Eles se comunicavam com seres galácticos? Ou eles mesmos eram galácticos? Até hoje, seus conhecimentos rendem reflexões surpreendentes. O Enigma da Esfinge é perfeito para explicar a realidade humana diante dos desafios da vida. Como se sabe, a vida tem altos e baixos, fases boas e más, períodos de paz e de turbulência. Os tempos bons pedem tranqüilidade. Mas as crises, estas sim, revelam-se como esfinges que lançam o desafio cruel aos viajantes: "Decifra-me ou devoro-te".

É fácil dar um exemplo. O Brasil passa hoje por uma grave crise política e econômica. Há corrupção, politicagem, pedaladas, especulação, inflação, recessão, desemprego. Juristas dizem que não existe motivo para o impeachment da presidente. Outros, dizem que sim. Analistas políticos são contra o impeachment. Outros, a favor. Tem quem deseje a volta dos militares ao poder. Outros, não. E assim o povo brasileiro, mesmo sem perder a confiança no futuro, fica se perguntando como toda essa enrascada acabar.

Mas – como uma esfinge – a crise está desafiando os governantes: "Decifra-me ou devoro-te". É preciso decifrar os enigmas desta crise para tomar as providências certas e solucioná-la. Se não, a crise vence, há o estrangulamento. O desafio está lançado a todos os governantes e seus partidos. Uma questão crucial é a dívida pública de R$ 2,6 trilhões. O Jurômetro Fiesp Ciesp – na internet – já marca que este ano o governo pagou mais de R$ 400 bilhões de juros. Isto merece uma resposta à altura.

Os governantes terão que mostrar bons resultados ou sofrer o desgaste político, a crítica da população, a rejeição eleitoral. As manobras políticas, os debates vazios, os argumentos incoerentes vão resolver nada. Tudo pode acontecer. É possível que Dilma Rousseff, o PT e seus parceiros políticos se sagrem vencedores. Mas é possível que sejam estrangulados e devorados. Cabe ao eleitor acompanhar os fatos. Mas ficar atento à sua própria vida, à necessidade de dar boas respostas aos desafios que as dificuldades exigem.

Ministro Marco Aurélio fala no Roda Viva sobre crise política e desafios do Judiciário

O Roda Viva exibe nesta segunda-feira, 19 de outubro, entrevista inédita com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello. O programa vai ao ar a partir das 22h, na TV Cultura, com apresentação de Augusto Nunes. Durante a sabatina, o ministro falará, entre outros assuntos, sobre a crise política enfrentada pelo país e os desafios do Judiciário.

A bancada de entrevistadores será formada por José Nêumanne (editorialista do jornal O Estado de S. Paulo e comentarista da TV Gazeta e da Rádio Jovem Pan), Daniela Lima (repórter de Política do jornal Folha de S. Paulo), André Petry (editor especial da Revista Veja), Laura Diniz (editora do site Jota.Info) e André Guilherme Vieira (repórter do jornal Valor Econômico). Há ainda a participação fixa do cartunista Paulo Caruso.

Pescador de Urânia morre no rio Grande após barco tombar

Até o momento em que fechávamos esta edição (ontem, sexta-feira), o Corpo de Bombeiros de Fernandópolis e de Iturama (MG) não haviam encontrado o corpo do aposentado Valdemar Fernandes, mais conhecido como Belezeira, que pescava com mais dois amigos no rio Grande, próximo a Usina de Água Vermelha, no lado de Minas Gerais (MG) quando o barco em que estava tombou sendo arrastado pela correnteza.
De acordo com informações dos bombeiros, a embarcação virou após bater em uma pedra.
Os outros dois amigos, Nelson Savegnago, o único a usar colete salva vidas, e Neco, o Gaúcho do Garção, conseguiram nadar até a margem do rio. O fato aconteceu nesta quarta-feira, 14 de outubro, à tarde.
Os três são residentes na vizinha cidade de Urânia, cuja população está totalmente consternada pelo acontecimento. Segundo informações veiculadas, familiares do aposentado está acompanhando os trabalhos dos bombeiros paulistas e mineiros na busca do corpo. Belezeira era muito conhecido na cidade e participava de torneios de bocha 

Câmara realiza audiência pública para discutir Projeto de Lei Orçamentária


 
Foi realizada no Plenário Presidente Tancredo Neves, pela Câmara Municipal de Jales, na quinta-feira, 15 de outubro, Audiência Pública para discussão do Projeto de Lei Orçamentária para o exercício de 2016. O evento teve início às 14h e foi aberto ao público.

A realização da Audiência Pública atende ao disposto na Lei Complementar Federal nº 101/2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê o incentivo à participação popular durante os processos de elaboração e discussão dos planos, lei de diretrizes orçamentárias e orçamentos, bem como o Regimento Interno da Casa e o Estatuto das Cidades.

Na ocasião foi explanada aos presentes a situação financeira da Administração Municipal para o exercício de 2016, de acordo com documentação encaminhada pela Secretaria Municipal de Fazenda. A audiência foi comandada pelo diretor da Divisão de Finanças da Câmara de Jales, Luís Antônio Abra (foto).

Audácia e coragem benéficas

por José Renato Nalini

Quando a maré chega à zona de conforto, os que ali estão se veem obrigados a procurar outro espaço ou a nadar. O momento atual da República do Brasil é um caso emblemático. Aqueles que enxergavam apenas "marolinha" devem estar se afogando a esta altura. A crise é brava, duradoura e não existe perspectiva promissora no horizonte.

Diante disso, incumbe a quem tiver juízo optar por uma prudência não usual na administração pública. Prevalece uma concepção de que "o Estado não tem dono", que o servidor público "não tem patrão" e que "dinheiro sempre existe" e é suficiente ao atendimento de todas as demandas.

Não é bem assim. Com a crise política, econômica, financeira e com a chegada do desalento, a arrecadação não para de cair. Com isso, o orçamento que é uma lei, mas que não pode mudar a realidade, passa a ser uma ficção. Se não entra dinheiro no Erário, este não tem como cumprir a lei orçamentária. Os juristas já conhecem o brocardo vigente desde os romanos, que nos legaram a estrutura deste edifício ainda utilizado: "ad impossibilia, nemo tenetur". Ou seja: diante do impossível, não há como fazer prevalecer a regra jurídica, por mais legítima e bem elaborada seja ela.

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, em seu gigantismo, não tem como atender a todas as demandas. Seu orçamento é bilionário, mas sempre dependeu do excesso de arrecadação para que as quota-partes do Tesouro sejam efetivamente postas à disposição da Justiça.

Por isso, é obrigatória a adoção de alternativas que, a par de preservar a segurança da prestação jurisdicional, representem menor dispêndio de dinheiro. Nessa linha é que o Governador GERALDO ALCKMIN autorizou a Secretaria da Segurança Pública e a Polícia Militar a firmarem Termo de Cooperação com o Tribunal de Justiça, para que policiais militares em atividade extraordinária de trabalho intensifiquem a segurança nos próprios do Judiciário e arredores.

Com isso, inúmeras as vantagens obtidas com a celebração desse ajuste. Os policiais militares são profissionais formados por uma Instituição mais do que centenária, que tem uma tradição na educação especializada, sabem o que significa hierarquia e disciplina e têm expertise na proteção de pessoas e de sua incolumidade física.

Além disso, se inteiramente implementada em sua primeira fase, a operação permitirá uma economia de 348 mil reais por mês, o que não é pouco em fase de apoucada verba.

São iniciativas como essa que podem fazer frente a uma situação de real perigo de interrupção das prestações essenciais, assumidas por um Estado que se apropriou de inúmeras funções e que hoje confessa a sua incapacidade de oferecê-las todas. São Paulo, graças à austeridade de suas administrações, não está em situação análoga a de outras unidades da Federação, que já tiveram de atrasar pagamentos ou de reduzir salários.

O momento é o de conscientizar a comunidade para que passe a imaginar outras soluções viáveis e que possam socorrer o serviço público, para que a população não se veja sacrificada com a drástica redução de benefícios e direitos já consolidados.

Neste instante nevrálgico para a nacionalidade, não há como deixar de invocar o espírito de sacrifício de todos aqueles que realmente amam o Brasil e têm a convicção de que apenas um esforço de verdadeira superação dos egoísmos, dos corporativismos e do interesse direto e imediato, poderão fazer com que a Nação reencontre seus rumos.


*José Renato Nalini é presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo

Pescadores de Urânia são autuados por pesca ilegal no rio Quitéria em MS

Policiais Militares Ambientais de Aparecida do Taboado realizaram fiscalização na segunda-feira,12 de outubro, no rio Quitéria, e dois infratores foram autuados, por pescar sem licença ambiental. Eles não tinham capturado nenhum pescado. Foram apreendidos dois molinetes com varas com os infratores e 5 kg de pescado. Os pescadores, residentes em Urânia (SP) foram autuados administrativamente e multados em R$ 360,00 cada um. A pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se somente de infração administrativa. Durante a operação foram abordadas várias embarcações e todos os demais pescadores respeitavam a legislação.

Unijales oferece novo curso de Pós-graduação, Farmacologia Clínica

por Daniel Zílio

A Unijales está com matrículas abertas para a 1ª turma do curso de Pós-graduação, Lato Sensu, em nível de especialização em Farmacologia Clínica, com início previsto para a segunda quinzena do mês de novembro.

A ideia de implantar o curso de Farmacologia Clínica vem de encontro às necessidades de profissionais farmacêuticos que residem em Jales e região, onde não existe essa oferta.

O curso tem como objetivo qualificar, capacitar e atualizar profissionais farmacêuticos a exercerem a Farmacologia Clínica a partir de uma visão integradora dos conhecimentos, além de atualizar os farmacêuticos ao uso racional de medicamentos, desenvolver atividades que visam superar a dicotomia existente entre os conhecimentos teóricos com a prática clínica e a pesquisa.

Farmacologia Clínica vai fornecer subsídios para a atuação do farmacêutico dentro da equipe multiprofissional de saúde e trabalhar novas técnicas para manuseio de sites e softwares relacionados à medicamentos e Farmacologia Clínica. Por fim, o curso vai habilitar o farmacêutico a atuar na área docente aplicada às ciências da saúde.

O curso será coordenado pelo professor Giovani Carlos de Oliveira (foto) e contará com aulas quinzenais e aos sábados. A carga horária será de 420 horas.

A Pós-graduação da Unijales atende às mais diversas necessidades dos novos profissionais que todos os anos são incorporados ao mercado de trabalho e daqueles que desejam se renovar. A Unijales vem ampliando a oferta de cursos e atualmente oferece cursos de Lato Sensu nas mais variadas áreas do conhecimento, procurando atender às exigências da comunidade e as demandas do mercado atual.

Mais informações pelo site www.unijales.edu.br ou (17) 3622-1620

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

LESSANDRO SANTOS DA SILVEIRA e RENATA MEDEIROS DOS SANTOS. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 05 de julho de 1.988, lavrador, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Moisés Donizete Rodrigues da Silveira e de Clemencia dos Santos Silveira. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 24 de outubro de 1.991, ajudante geral, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Luiz Antonio Alves dos santos e de Maria Teresa de Medeiros.

JESER MALONI DE BRITO e PATRICIA MORAIS GARCIA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 10 de dezembro de 1.990, comerciante, solteiro, residente e domiciliado, nesta Cidade, filho de Dráusio Marques de Brito e de Laudicéia Maloni de Brito. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 01 de junho de 1.988, estudante, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Douglas Antonio de Assis Garcia e de Gislaine Morais Pereira Garcia.

EDISON DAVID DA SILVA e ELISAMA GOMES MATARAGIA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 10 de agosto de 1.963, engenheiro civil, divorciado, residente e domiciliado, nesta Cidade, filho de Oster Gonçalves da Silva e de Iraide David da Silva. ELA, natural de Valentim Gentil, deste Estado, nascida aos 31 de outubro de 1.983, cirurgiã dentista, divorciada, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Abiezer Mataragia e de Elisete Gomes Mataragia.

RENAN MAIA DA CRUZ ALVARENGA e DAIANE CRISTINA DIAS FREGULIA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 30 de dezembro de 1.985, gerente administrativo, solteiro, residente e domiciliado, nesta Cidade, filho de Reginaldo Tiago de Alvarenga e de Nildes Antonia da Cruz Alvarenga. ELA, natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascida aos 28 de março de 1.989, auxiliar de faturamento, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de José Euclides Fregulia e de Lucineide dos Santos Dias Fregulia.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina


“Vá se queixar ao bispo”

por D. Demétrio Valentini

Quando alguém não consegue êxito em sua demanda, resta o consolo de desabafar sua frustração, levando sua lamúria para alguém que em princípio poderia reverter o processo.

O provérbio contém uma sutil crítica à grande concentração de poder nas mãos do bispo, que porém, nas circunstâncias atuais, pouco pode fazer para modificar as decisões tomadas.

O fato é que a figura do Bispo vem revestida de muita autoridade. O documento conciliar Lúmen Gentium, ao falar da missão do bispo, lhe atribui o ministério de ensinar, de santificar e de governar. Um poder colocado a serviço da parte do rebanho que lhe foi confiado, a sua diocese.

O Concílio resgatou um aspecto muito importante da figura do bispo. Ele não se entende sozinho. Ele se define, em primeiro lugar, por sua pertença a um grupo, que ele passa a integrar do momento de sua ordenação episcopal. Este "grupo estável" foi descrito pelo Concílio como sendo o "colégio apostólico", usando palavras que ao longo dos séculos foram tomando seu sentido eclesial específico.

Este "grupo estável" tem como referência os apóstolos, escolhidos por Cristo, para "ficarem com ele, e serem enviados em missão ao mundo inteiro".

O Concílio fez questão de ressaltar a importância de compreendermos a Igreja de Cristo a partir dos doze apóstolos. Pois na verdade com eles Jesus constituiu o núcleo inicial de sua Igreja. Tanto que no credo tradicional, que remonta aos primeiros séculos do cristianismo, se professa a Igreja como sendo "una, santa, católica e apostólica".

A definição da "colegialidade episcopal" se constitui na afirmação de maior peso teológico deste Concílio Vaticano II. Ela veio complementar a doutrina sobre o Papa, detalhada pelo Vaticano Primeiro. De tal modo que foi possível integrar bem tanto a dimensão do "primado", como a dimensão da "colegialidade".

A Igreja é governada pelo Papa, mas ele exerce este ministério em comunhão com os bispos do mundo inteiro.

Dependendo das circunstâncias, aparece com mais força a dimensão do "Primado", ou da "colegialidade", pela qual cada bispo se sente corresponsável com o Papa no governo de toda a Igreja.

Nestes dias o Papa Francisco tomou a iniciativa de agilizar os processos de declaração de nulidade matrimonial, lembrando que, em primeiro lugar, cabe ao bispo a missão de julgar as questões pendentes entre seus fiéis. O título do documento é bem sugestivo: "Mitis Iudex Dominus Jesus": "o Senhor Jesus, Juiz Clemente".

Este decreto do Papa ainda está sendo regulamentado, e passará a valer a partir do dia 08 de dezembro, que já tinha sido estabelecido como dia inicial do "ano da misericórdia".

Os fieis são sempre muito generosos em acatar a autoridade do bispo, e costumam se alegrar muito quando podem contar com sua presença visível.

Neste contexto se compreende também a expectativa de uma diocese ao aguardar a nomeação do seu novo bispo, como é caso agora da Diocese de Jales.

A esperança de sua proximidade, nos deixa a todos mais tranquilos, para aguardarmos a notícia com alegria e serenidade de espírito.

Iniciado o Curso do Pronatec de Operador de Computador

 Foi ministrada na terça-feira, 13 de outubro, a aula inaugural do curso de Operador de Computador do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego/Pronatec, ministrado em Jales, por meio de uma parceria da Prefeitura Municipal e a Escola Técnica Dr. José Luiz Viana Coutinho - ETEC Jales.

As aulas estão sendo realizadas na Etec/Extensão DOC, das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira. O curso é gratuito e conta com uma carga horária de 160 horas, com previsão de término para 1º de dezembro. Vinte alunos estão matriculados.

Os alunos vão aprender instalar, configurar e operar sistemas, organizar a entrada e saída de dados em sistemas de informação, conforme procedimentos técnicos, observando às normas e políticas de segurança da informação e de respeito à propriedade intelectual.

O secretário municipal de Comunicação Fracisco Melfi, manifestando-se sobre o curso ressaltou: "É uma oportunidade que a administração do prefeito Pedro Callado está oferecendo aos nossos jovens e até mesmo para adultos. É formação profissional para aqueles que pretendem competir no mercado de trabalho".

O que é o Pronatec – O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado pelo Governo Federal, em 2011, por meio da Lei 11.513/2011, com o objetivo de expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica no país, além de contribuir para a melhoria da qualidade do ensino médio público.

O Pronatec busca ampliar as oportunidades educacionais e de formação profissional qualificada aos jovens, trabalhadores e beneficiários de programas de transferência de renda.

Os cursos, financiados pelo Governo Federal, são ofertados de forma gratuita por instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e das redes estaduais, distritais e municipais de educação profissional e tecnológica. Também são ofertantes as instituições do Sistema S, como o SENAI, SENAT, SENAC e SENAR. A Partir de 2013, as instituições privadas, devidamente habilitadas pelo Ministério da Educação, também passaram a ser ofertantes dos cursos do Programa.

De 2011 a 2014, por meio do Pronatec, foram realizadas mais de 8 milhões de matrículas, entre cursos técnicos e de formação inicial e continuada.

Reflexões: a dor

por Adelvair David

 
Há quem diga que a dor é companheira na transformação, outros que a dor é mestra.

Quando analisamos a dor dentro da limitação que nos é própria, verificamos que cada espírito a experimenta de maneira diferente, e que não há regras para a sua percepção. O que se sabe é que ela conduz o espírito a penetrar dentro de si mesmo com outros olhos, muito mais realistas, identificando de pronto, na maioria dos casos, os ambientes da alma que precisam de mais cuidado, ressaltando realidades que a pessoa deseja esconder de si mesma.

A conversa da dor com o seu detentor tem efeitos de matizes diferentes. O mesmo problema tem colorações diversas, e os recados íntimos fluem de acordo com o entendimento de cada um, por isso ouve-se frequentemente a afirmação: "fulano sofreu e não aprendeu nada", como se a dor tivesse o compromisso obrigatório de dar lições automáticas, padronizadas a quem quer que seja.

A dor, no nosso entendimento, não faz parte das leis divinas, sendo consequência de uma série de fatores, entre eles, de pensamentos, sentimentos e ações que o espírito vai determinando a si mesmo no carreiro evolutivo, desta e de outras existências, sem representar de forma alguma, mecanismo infalível de corrigenda moral. Ao dizer: "bem-aventurados os aflitos", Jesus indica que estes já possuem um instrumento de despertamento, e se o desejarem, podem se libertar das causas da dor e do sofrimento, mudando a vida.

A única força capaz de transformar verdadeiramente, sem sombra de dúvida, é o amor. Sendo o único artigo da Lei Divina segundo Jesus, é ele que move o universo e pelos seus ditames são criados mundos compreensíveis e incompreensíveis ao homem. Só o amor renova a vida, a dor apenas adverte, alerta, até repreende, mas só tem efeito se o amor cumprir o seu papel nas escolhas da criatura humana, não deve ser imposto, mas escolhido por aqueles que já se cansaram de sofrer e desejam a verdadeira felicidade.

NAS LÁGRIMAS DA RESIGNAÇÃO O AMOR NASCE PARA SEMPRE.
www.addavid.blogspot.com

Exames laboratoriais de rotina são importantes às crianças?

Não é segredo que cuidar de um filho é um importante desafio. Além dos aspectos comportamentais, sociais e educacionais, a saúde dos pequenos sempre preocupa a família. Entretanto, durante as visitas ao pediatra, não há necessidade de espanto ou desconfiança caso o médico não peça uma bateria de exames laboratoriais (sangue, fezes, urina).

"Existem algumas correntes médicas que indicam exames laboratoriais com certa frequência. Porém, a que ainda predomina é a da evidência científica, a qual preconiza os exames clínicos e o acompanhamento médico". É o que explica o dr. Paulo Tadeu Falanghe, membro do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP).

O pediatra salienta que os exames devem ser solicitados, se necessários, de forma complementar às visitas regulares ao pediatra ou quando há sintomas de alguma doença – até mesmo em casos de histórico de determinadas patologias na família ou na região onde a criança reside.

"Uma criança cuja família tem dislipidemia, alterações no colesterol e ou triglicérides, poderá ser submetida a um exame de investigação da patologia, visto que tal doença, numa fase inicial, poderá cursar sem manifestações clínicas e, dependendo do resultado, deverá ter acompanhamento específico, multiprofissional e periodicamente terá que medir suas taxas. Assim como uma criança obesa: além do exame físico, é necessária uma investigação maior, mesmo com exames laboratoriais para ajudar a detectar se ela possui problemas de saúde que podem estar colaborando com a gênese da doença ou mesmo sendo um fator complicador", diz o especialista.

No caso das características comunitárias, dr. Paulo cita como exemplo atual a Dengue. Se uma criança vem de uma região em que ocorre o surto da doença e chegar ao atendimento com febre, o pediatra deverá investigar se houve contaminação pelo vírus, através de exames laboratoriais.

Para uma maior atenção à saúde, o ideal é que seja feita a puericultura, que é o acompanhamento com o pediatra do nascimento até a adolescência, sempre com a visão da promoção da saúde e prevenção de doenças. Fazendo isto, o médico saberá quando existe necessidade de pedir exames – e, além disso, em caso de detecção de alguma doença, a chance de cura será maior devido ao diagnóstico precoce.

"Segundo as recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria, é necessário que a criança seja levada ao pediatra, no primeiro ano de vida, todo mês. No segundo ano de vida, a cada três meses. Dos 2 aos 4 anos de idade a cada seis meses e a partir dos 5 anos em diante, uma vez ao ano, com o objetivo de atender à sua puericultura, independentemente de problemas eventuais de saúde que possam ocorrer", finaliza o pediatra.

Pesquisa inédita aponta que mulher já descobre câncer mais cedo

No mês destinado a conscientização e combate ao câncer de mama, um levantamento do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), ligado a Secretaria de Estado da Saúde e a Faculdade de Medicina da USP, mostra que 60% das mulheres chegam ao hospital com a doença diagnosticada ainda no estágio inicial.

O estudo analisou atendimentos realizados durante um período de cinco anos, totalizando mais de 4 mil pacientes.

De acordo com a oncologista Laura Testa, o diagnóstico precoce permite tratamentos mais eficazes e menos agressivos. "Nossos números comprovam que as mulheres estão, sim, mais atentas à própria saúde, principalmente pela facilidade de acesso a informação e à prevenção, mas quando comparamos com as estimativas de países mais desenvolvidos, em que 80% dos casos são diagnosticados precocemente, percebemos que ainda há muito para avançar."

É importante que as pacientes, ao notar qualquer mudança no corpo, procurem ajuda médica. A realização de exames de rotina, como a mamografia, ajudam a rastrear lesões pré-malignas ou mesmo o câncer no início e é recomendada a todas as mulheres com mais de 50 anos, ou antes, dependendo dos fatores de risco e da indicação médica.

O câncer de mama é o tipo de tumor mais comum entre as mulheres. No Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), corresponde a 25% dos novos casos de tumores por ano – representando uma estimativa de mais de 57 mil novos casos somente em 2015.

No Icesp, o grupo de Mastologia realiza mais de 1,2 mil atendimentos por mês, entre consultas médicas e cirurgias. "Embora sejam os mais prevalentes, os tumores de mama são passíveis de prevenção e têm grande potencial de serem diagnosticados no início. Por isso, levantamos a bandeira da conscientização sobre o tema", destaca o oncologista e diretor geral do Instituto, Paulo Hoff, ressaltando a importância do Outubro Rosa.

O movimento também vai colorir o hospital. Além da já conhecida iluminação do prédio de 23 andares, na movimentada Avenida Dr. Arnaldo, mais de três mil colaboradores vão receber laços rosas para usarem ao longo do mês. Os adornos foram produzidos por pacientes e pela equipe de voluntárias, durante oficinas de artesanato.

Agentes de saúde recebem orientação para combater a dengue






Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de Jales, desde a segunda quinzena de setembro vem treinando os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) por meio de atividades educativas, destacando a importância das vistorias rotineiras para a eliminação de criadouros da dengue.
O objetivo é evitar uma epidemia de dengue no município. O treinamento foi ministrado pela coordenadora das ESFs, Silvia Maria Alves, juntamente com a enfermeira da Vigilância Epidemiológica Municipal, Patrícia Albarelo Ribeiro Oliveira e a profissional de Informação, Educação e Comunicação, Vanessa Luzia da Silva Tonholi.
Em algumas unidades houve a participação da articuladora da Atenção Básica, Maria Aparecida.
Os agentes de saúde receberam orientação sobre os casos de dengue e suspeitas existentes no município no período de julho a outubro, com 136 notificações, 46 casos positivos autóctones (pessoas do nosso município) e 4 importados (pessoas de outros municípios que vem a Unidade de Pronto Atendimento - UPA de Jales.

Reencontro da Turma de 1995 - Colégio Dom Artur: 20 anos de emoção em um dia













Difícil encontrar palavras para descrever o momento, afinal no domingo, 11 de outubro, houve o encontro de 42 ex-alunos da turma do 3º Ano do Ensino médio de 1995, da Escola Estadual Dom Artur Horsthuis.

Muitos não se viam desde aquele ano, em que cada um escolheu o seu destino, diga-se de passagem, todos escolheram profissões maravilhosas e estão muito bem pessoalmente e profissionalmente. A visita foi marcada por risos, abraços, emoções com muitas lágrimas em cada parte da escola visitada, seja no pátio, biblioteca, anfiteatro ou nas salas de aula.

Para matar a saudade dos velhos e bons tempos, todos posicionaram-se como faziam na época, com a honra de ter breves aulas de recordações de alguns dos professores (as) como a Ana Maria, Eunice, Geralda, Katia Cervantes, Lourdes, Jonas, Saciente, Ivanir, Deonel, representando a saudosa professora Gema, até mesmo de nosso famoso diretor Lázaro Ribeiro e a bibliotecária Dª Dinha.

O dia foi marcante para todos os participantes, assim como para a escola Dom Artur, que recebeu os ex-alunos de braços abertos, representada pela atual diretora, prof. Mary, que foi muito atenciosa em mostrar e acompanhar durante toda a visita.

Logo após, todos foram para o clube AABB, onde puderam deliciar-se com um almoço maravilho, servido pela profissional Cinira. A maioria dos participantes ficaram também para o jantar, tendo assim um tempo maior para colocar o papo em dia.

Durante o evento, os professores que estavam presentes foram homenageados com uma linda cesta, representando todo o carinho da turma e o reconhecimento pela contribuição em sua formação. Para animar o evento, teve-se ainda participação musical de Vitor Boldrin Júnior, Lucas e Wesley.

Mesmo com um dia inteiro de bate papo, todos se despediram com um gostinho de quero mais e aguardam ansiosos o próximo reencontro que, certamente, não irá esperar outros 20 anos! (por Vitor Paulo Boldrin)

A saúde mental do trabalhador

por Flávio Carvalho
 
O ser humano Ausente de traumas, medos e depressão será mais saudável, terá mais vontade de viver, de se relacionar e trabalhará de forma inteligente utilizando todo o seu potencial antes recalcado pelo desconhecido (inconsciente).
Com gente saudável e feliz as empresas consequentemente se transformarão em organizações saudáveis e muito mais lucrativas, e assim, exercitando também a sua Responsabilidade Social perante seu público interno.
a) Aperfeiçoamento pessoal
b) Solução de pendências, conflitos, obstáculos, bloqueios, medos, inibição e outros fenômenos impeditivos
c) Desenvolvimento da mente criativa (lado direito do cérebro).
A psicanálise trabalha sobre duas possibilidades: a primeira é o tratamento especializado, retirando a pessoa daquele negativismo, daquela raiva, ódio e de todas essas emoções que impedem de avançar.
Através da escuta psicanalítica e vivências práticas, modificam-se os bloqueios, traumas e medos que impedem a livre expressão de suas potencialidades.
A pessoa pode até ter excelentes condições intelectuais, mas essa condição emocional vai interferir, impedindo que ela chegue ao nível de satisfação consigo mesma, em seu trabalho, com seus colegas e superiores. A outra possibilidade é no sentido da prevenção, através de cursos teóricos (stress, qualidade de vida, relaxamento, motivação) passando informações básicas para as pessoas no sentido de dar uma melhor qualidade de vida, aumentando a capacidade de rendimento no trabalho profissional.
Informa, orienta, tira dúvidas e sinaliza para as pessoas qual seria o melhor caminho a seguir no seu mundo emocional. A "saúde" do trabalhador está vinculada ao resultado de seu histórico de vida, de seus processos psíquicos, das vivências em família, do que ficou gravado em seu inconsciente, das relações interpessoais, do convívio em sociedade e de uma proposta de trabalho que coincida com seus sonhos, suas aspirações para construção do seu projeto de vida.
Viagem ao mundo interior: corpo, mente, emoções, estado de espírito, ação, reação, posicionamento.
Problemas, preocupações, barreiras, dificuldades, inconformismos, sinfonias inacabadas ao longo da vida e como lidar com eles.
Conhecendo melhor a si mesmo e aos outros. Porque os conflitos se estabelecem e nos fazem tanto mal e como nos libertar deles.
Harmonização interior: eliminando os bloqueios e impedimentos;
Harmonização de relacionamentos: com você mesmo, com as outras pessoas, com a família, relações afetivas e amorosas.
*Flávio Rodrigo Masson Carvalho
equilibriumtc@hotmail.com

Projeto Sonho Meu, de Urânia, desenvolve atividades com idosos










O Projeto Sonho Meu, com apoio da Prefeitura Municipal desenvolveu uma atividade especial, neste mês de outubro onde se comemora o dia do Idoso.

Foi desenvolvido atividades com os idosos do Lar São Vicente de Paula, onde apresentaram danças, teatros, com a integração de todos presentes. A inclusão faz parte de nossas rotinas, nos fortalece com vínculos e trocamos experiências com esses grupos onde para eles os anos se passaram, mas continuam constante e ativos nessa nova fase.

Com aplicação desse afeto desempenhado perante essas pessoas ganhamos confiança, carinho e solidariedade. A Equipe do Projeto Sonho Meu agradece essa eventualidade de poder compartilhar momentos único e soma de valores humanos. ( texto e fotos Projeto Sonho Meu de Urânia).

Pintura mediúnica na Casa de Madô

Neste domingo, 18 de outubro, às 19 horas, no Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores – Casa de Madô, acontece mais uma apresentação de pintura mediúnica, com a presença de Valdelice Salum exercendo sua mediunidade através da pintura em óleo sobre tela, inspirada pelas mais belas obras de artistas conceituados como Monet, Renoir, Van Gogh e outros mais.

O fenômeno mediúnico é chamado de psicopictografia (Pintura Mediúnica), processo que permite a manifestação do plano espiritual através das mãos e dos pés de um médium

A veracidade de seu trabalho já foi reconhecida por peritos em arte e mostrada diversas vezes pela mídia, em apresentações realizadas no Brasil e em outros países.

A Casa de Madô fica na rua dezenove, nº 768, bairro São Judas Tadeu. Jales – SP

Flaline e Fernando

A alegria e emoção dos noivos Flaline Silva Neves e Fernando Caio Corrêa de Souza, foram características marcantes para uma celebração religiosa abençoada na Igreja Santo Antonio, em Jales, no sábado, 10 de outubro, seguida de uma recepção repleta de elogios no salão da Associação dos Deficientes Físicos da Região de Jales - ADERJ, tendo a decoração dos dois ambientes elaborados por Mara (Armazem das Festas).

Os noivos assumidamente festeiros e que adoram dançar embalaram vários hits na pista de dança sob o comando da equipe Lê Som e adereços Vira Festa.

O Buffet Terezinha Gazola e doces Di Nina fizeram a diferença com seus temperos e sabores e os detalhes para este momento foram assessorados através de consultoria realizada por Cerimonialista Jocelia Cabrini. As belíssimas imagens eternizadas através das lentes do fotografo Fernando Graf nos encantam esta edição de hoje. (Jocelia Cabrini)


Aniversariante de hoje


Valdecir Furlan, o popular Branco, diretor proprietário da Água Viva Poços Artesianos, está comemorando neste sábado, 17 de outubro, mais um aniversário. Reúne a família e amigos para o parabéns ...

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Modelo de MS retorna com novas fotos










Estreia neste sábado, 17 de outubro, a segunda parte do ensaio fotográfico sensual
da modelo Manu Muniz no site Bella da Semana (www.belladasemana.com.br). Nascida no
Mato Grosso do Sul e moradora da cidade de Londrina (PR), a morena de 25 anos já fez
figuração em novelas e participou de clipes musicais sertanejos e de funk. Manu
adora o mundo das artes – já fez teatro, cantou em coral e participou de desfiles e
concursos de beleza pelo Brasil. Mas o que gosta mesmo é fotografar.
Para ela, uma das questões mais complicadas da profissão é conseguir manter o padrão
de beleza exigido pelo meio. 'Realmente a forma é importante e os cuidados são
difíceis. Tomo cuidados diários com o corpo, são pequenas delicadezas que deixam uma
mulher mais bonita.'