Páginas

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Novos cursos de medicina oferecerão 930 vagas em São Paulo

Instituições foram escolhidas por critérios objetivos, como qualidade do projeto pedagógico, proposta de investimento na rede pública e plano de implantação de residência médica.

Os novos cursos de medicina criados dentro da estratégia do Programa Mais Médicos vão ofertar 930 vagas de graduação em 13 cidades de São Paulo. Em todo o país serão 2.290 vagas de graduação em 36 municípios. As localidades contempladas não têm faculdade na área e não são capitais de estado, o que contribui para a interiorização do ensino médico. Os ministros da Saúde, Arthur Chioro, e da Educação, Renato Janine Ribeiro, anunciaram nesta sexta-feira (10/7) a escolha das instituições de ensino superior (IES) particulares que devem implantar o curso até 2016.
Araçatuba
Missão Salesiana de Mato Grosso
65
Araras

Sociedade Regional de Ensino e Saúde S/S Ltda
55
Bauru

Associação Educacional Nove de Julho
100
Cubatão

Instituto Superior de Educação Santa Cecília
50

Guarujá

Associação Prudentina de Educação e Cultura

APEC
55
Guarulhos

Associação Educacional Nove de Julho
100
Jaú

Associação Prudentina de Educação e Cultura

APEC
55
Limeira

Não houve proposta vencedora

Mauá

Associação Educacional Nove de Julho
50
Osasco

Associação Educacional Nove de Julho
70

Piracicaba

Sociedade Educacional S.A.
75
Rio Claro

Sociedade Educacional S.A.
55
São Bernardo do Campo

Associação Educacional Nove de Julho
100
São José dos Campos Sociedade

Educacional S.A.
100

Governo do Estado investe na recuperação da rodovia Feliciano Sales Cunha

 


Deputado estadual Carlão Pignatari foi um dos parlamentares que mais lutaram pela obra
 
O governo do Estado de São Paulo está investindo na recuperação da rodovia Feliciano Sales Cunha (SP-310). O deputado estadual Carlão Pignatari, líder da Bancada do PSDB na Assembleia Legislativa, um dos maiores defensores para a realização de obras de segurança na rodovia, acredita que as melhorias vão proporcionar uma drástica redução no número de acidentes.
Recentemente, em visita à região, o governador Geraldo Alckmin anunciou que mais um lote da rodovia Feliciano Sales Cunha (SP-310) vai começar a receber melhorias com dinheiro de empréstimo contraído no exterior.
Segundo ele, o processo de licitação já está em fase final e as obras no trecho entre Mirassol e Sebastianópolis do Sul (50 quilômetros) devem começar até janeiro do próximo ano. A previsão de conclusão é no início de 2017.
A rodovia terá o asfalto recuperado e receberá terceiras faixas em pontos de ultrapassagem. O projeto prevê também pontilhões nos principais cruzamentos que hoje são em nível, além de construção de trevos em rotatórias, para obrigar os veículos a diminuírem a velocidade.
O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) dividiu a extensão da rodovia – que tem 170 quilômetros, entre Pereira Barreto e Mirassol – em cinco lotes, que receberão as melhorias de maneira escalonada. Toda a obra vai custar cerca de R$ 300 milhões.
No trecho entre Ilha Solteira e Pereira Barreto (42 quilômetros) a obra já foi iniciada pela empresa vencedora da licitação e deve ser concluída no segundo semestre de 2016. Os outros três lotes ainda estão em fase de licitação.
Detalhes das obras
Neves Paulista: Obras para implantação de dispositivo em desnível no km 463,45 (SPA-463/310). Investimento: R$ 15,4 milhões. Início: Novembro de 2012. Término: Fevereiro de 2014. 
Auriflama (DER): Implantação de dispositivo de segurança em nível no km 570. Investimento: R$ 3,5 milhões. Inicio: Junho de 2014. Término: Dezembro de 2014.
Nhandeara: Obras em andamento para implantação de dispositivo em desnível entre o km 507,3 e o km 510,7. Extensão: 3,4 km. Investimento: R$ 12,6 milhões. Início: Novembro de 2012. Previsão de término: setembro de 2015.
Pereira Barreto e Ilha Solteira: Recapeamento da pista e pavimentação dos acostamentos, dispositivos e implantação de faixas adicionais no trecho do km 621,91 ao km 658,33. Extensão: 36,42 km. Investimento: R$ 42,6 milhões. Início: março de 2015. Previsão de termino: novembro de 2016. Obra em andamento.
Mirassol a Nhandeara: Recapeamento da pista e pavimentação dos acostamentos e melhorias do km 454,3 ao km 518,4. Investimento: R$ 133,1 milhões. Status: Projeto concluído (BID fase II). Previsão de licitação: outubro de 2015. Previsão de inicio: janeiro de 2016. Previsão de término: julho de 2017.
Floreal, Magda e General Salgado: Recapeamento da pista e pavimentação dos acostamentos e melhorias do km 518,4 ao km 543. Extensão: 24,6 km. 
Investimento: R$ 36,9 milhões. Status: Projeto em elaboração com conclusão para junho de 2015 (BID fase II). Previsão de licitação: outubro de 2015. Previsão de início: janeiro de 2016. Previsão de término: julho de 2017.
General Salgado a Pereira Barreto: Recapeamento da pista do km 545 ao km 621,91 e implantação de trevo em desnível na SPA-565/310. Extensão: 76,91 km. Investimento: R$ 118,3 milhões. Status: Projeto em elaboração com conclusão para junho de 2015 (BID fase II). Previsão de licitação: outubro de 2015. Previsão de início: janeiro de 2016. Previsão de término: julho de 2017.

quarta-feira, 8 de julho de 2015




Uma comitiva de vereadores e autoridades de Fernandópolis estiveram na última sexta-feira, dia 3, em São Paulo em busca de recursos para o município. O grupo foi acompanhado pelo deputado federal Fausto Pinato (PRB-SP) que agendou audiência com secretário de Assistência e Desenvolvimento Social em busca de recursos para a APAE de Fernandópolis.

Pinato reiterou os pedidos formulados pela diretoria da entidade que necessita de recursos para a construção do calçamento, assim como a construção de muros e aquisição de um ônibus de 31 lugares para o transporte de alunos assistidos pela entidade fernandopolense.

Juntamente com os vereadores André Pessuto, Gustavo Pinato, Francisco Arouca, o republicano fortaleceu a necessidade da construção de marginais em Fernandópolis, obras de suma importância para crescimento do perímetro urbano, criando dispositivo para abertura de novos loteamentos residenciais e comerciais.

O deputado falou sobre a urgência na construção de um dispositivo de acesso para o novo Parque Industrial às margens da rodovia Euclides Cunha, obras necessárias para que o município coloque em prática a instalação de benfeitorias que atrairão novas empresas para Fernandópolis.

O deputado teve garantias do chefe da Casa Civil, Edson Aparecido, que se prontificou a agendar uma audiência na Secretaria de Transporte do Estado com membros da diretoria do DER para viabilizar a abertura e toda infra estrutura necessária para a construção da marginal.

Ainda na Capital Paulista, Pinato foi recebido pelo secretário de Habitação, Rodrigo Garcia, em companhia dos vereadores que mencionaram a necessidade de novas unidades do CDHU para Fernandópolis. Segundo os vereadores, o município teria disponível uma área para construção de 300 casas populares e que as unidades reduziria o déficit habitacional na cidade. O secretário informou que analisará o pedido.

Turismo atrai investimento de R$ 130 milhões ao interior de São Paulo

Polo de visitação formado por municípios como Olímpia, São José do Rio Preto e Barretos desperta interesse de empresários do segmento de resorts

 
Gustavo Henrique Braga

De olho em um faturamento que chegou a R$ 1,57 bilhão no país em 2014, empresários do setor de resorts planejam novos investimentos no interior de São Paulo. Serão R$ 130 milhões para a construção de um parque aquático e um resort no município de Olímpia, famosa mundialmente pelas águas termais. De acordo com os investidores, o novo equipamento tem potencial para elevar a visitação anual da cidade em até 800 mil novos turistas.

A escolha leva em conta dados da Associação Brasileira de Resorts, segundo os quais a taxa média de ocupação do setor no país é 56% e a diária média é R$ 579. Não por acaso, estudo do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) mostra que o número de resorts no Brasil deve crescer 49% até 2020.

Atualmente, Olímpia já conta com o parque Thermas dos Laranjais, que em 2014 registrou 1,9 milhão de turistas – o mais visitado da América Latina e o quarto no mundo a frente de parques como o Aquática, de Orlando nos Estados Unidos, e o Caribean Bay, na Coreia do Sul.

O novo parque, com 80 mil metros quadrados, custará R$ 50 milhões e deve receber mais 800 mil visitantes por ano, segundo Sérgio Garcia, diretor executivo da empresa responsável pelo investimento. O grupo construirá também um resort na cidade com 484 apartamentos ao custo de R$ 80 milhões.

A grande atração dos parques aquáticos de Olímpia são as águas quentes do Aquífero Guarani, que vêm de 1 mil metros de profundidade. Também pesa favoravelmente à cidade a localização próxima a São José do Rio Preto e Barretos, municípios famosos por eventos como o Agrishow e a Festa do Peão que movimentam toda a região.

Desde 2005, o Ministério do Turismo celebrou 16 contratos de repasse de recursos ao município de Olímpia, que totalizam R$ 4,1 milhões em investimentos para desenvolver o turismo na cidade. Entre estas obras, está a de recapeamento asfáltico (R$ 1,2 milhão) das principais vias que levam a atrações turísticas locais.

5ª Vara da Comarca de Jales será instalada dia 7 de agosto


 
Deputado Carlão Pignatari com o desembargador Nalini foi
um dos principais articuladores para aprovação da Vara

O desembargador Renato Nalini, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, estará em Jales, no próximo diadia 7 de agosto, para proceder a instalação da 5ª Vara da Comarca. A 5ª Vara foi criada através do Projeto de Lei Complementar (PLC) 41/2009, aprovado no dia 6 de setembro de 2011, depois de um árduo trabalho do deputado estadual Carlão Pignatari, líder da Bancada do PSDB na Assembleia Legislativa.
Na época, o presidente do Tribunal de Justiça era o desembargador José Roberto Bedran, com o qual Carlão desenvolveu várias gestões para que o projeto fosse encaminhado à Assembleia. Em seguida, Carlão manteve contatos com as diversas bancadas do Parlamento paulista, visando a aprovação do PLC 41/2009.
Recentemente, o prefeito de Jales, Pedro Calado, acompanhado de uma comitiva de lideranças da cidade, esteve com o desembargador Renato Nalini, para pedir a instalação da 5ª Vara. Para que isso pudesse ocorrer, entretanto, dependia da designação de um juiz. Na semana passada, o Diário Oficial publicou o decreto do provimento do nome do juiz Adílson Vagner Ballotti, da 3ª Vara Cível de Fernandópolis.
O diretor do Fórum de Jales, juiz Marcos Takaoka, informou que Nalini confirmou a instalação para o dia 7, às 15 horas. Na oportunidade, o presidente do TJ vai inaugurar também o novo prédio do Juizado Especial Cível e Criminal (antigo pequenas causas), que atualmente funciona em acomodações precárias dentro do Fórum. O prédio novo foi construído na Rua Quinze, esquina com a Rua Seis, e, ao sair do Fórum, libera espaço físico para instalação 5ªVara.
"Quero agradecer, de público, o deputado Carlão Pignatari, pelo empenho e esforço dele para agilizar o trâmite do processo e a 5ª Vara fosse aprovada. Nós do Fórum de Jales estamos muito agradecidos ao deputado Carlão e queremos contar com a sua presença na solenidade de inauguração da 5ª Vara e do prédio do Juizado Especial", concluiu o juiz Marcos Takaoka.

MP obtém condenação de ex-Prefeito de Ilha Solteira a 5 anos de detenção por fraudes

 Ministério Público obteve a condenação do ex-Prefeito de Ilha Solteira Edson Gomes à pena de 5 anos de detenção, em regime semiaberto, e à multa 690 salários mínimos, em razão da prática de 69 crimes de dispensa indevida de licitação pública. A sentença também condenou o empresário Dorival Donizete Barbosa, pelos mesmos crimes, à pena de 3 anos de detenção e multa no mesmo valor.
O ex-Prefeito e o empresário, dono de uma gráfica, foram denunciados pela Promotoria de Justiça de Ilha Solteira por fraudes à licitação. As fraudes aconteceram entre janeiro de 2010 e março de 2011, quando Edson Gomes ocupava a Chefia do Executivo de Ilha Solteira.
Na contratação de serviços gráficos e de publicidade, a Prefeitura fracionou despesas, com a finalidade de enquadrá-las nas hipóteses de dispensa de licitação. Em 2010, foram firmados com a gráfica de Dorival Barbosa contratos no valor total de R$ 170 mil e, em 2011, contratos no total de R$ 41,8 mil.
Nesses dois anos, foram adquiridos blocos de requisições, pastas para documentos, blocos de recados, papel sulfite e cartões de visita, e contratadas campanhas institucionais – contra a dengue, contra a gripe suína, sobre o reajuste da tarifa de água, sobre a Semana da Mulher e outras – que, segundo a sentença, não caracterizam dispensa de licitação. Ao fundamentar a condenação, o Juiz da 1ª Vara de Ilha Solteira considerou que “houve efetivo e indevido fracionamento das várias negociações realizadas pelo Município de ilha Solteira com o claro escopo de se esquivar do procedimento licitatório previsto em lei”. Ainda de acordo com a sentença, “houve contratação de serviços gráficos gerais e materiais comuns que, não obstante tenham sido comprados de maneira individualizada, deveriam ter sido globalmente considerados para a aferição da possibilidade de dispensa em razão do valor do objeto contratado. Tratam-se de serviços e produtos de natureza comum que poderiam e deveriam ser contratos de uma só vez, sendo que a conduta dos acusados em realizar o parcelamento indevido não encontra respaldo em qualquer das hipóteses de dispensa de inexigibilidade arroladas na Lei 8.666/93 [Lei de Licitações]”. Sobre as campanhas publicitárias, o Juiz entendeu também não haver “nade de excepcional ou urgente” que justificasse a dispensa de licitação.
Além da pena de reclusão, o ex-Prefeito e o empresário foram condenados, cada um, ao pagamento de multa no valor de 690 salários, que corresponde a R$ 376 mil, em valores da época. A sentença foi proferida dia 24 de junho.
O ex-Prefeito Edson Gomes também está sendo processado pelo Ministério Público por improbidade administrativa, em razão da contratação irregular de shows durante a sua gestão. Nesta ação, o MP obteve, em abril deste ano, a indisponibilidade dos bens do ex-Prefeito para garantir o ressarcimento aos cofres públicos em caso de condenação futura.

Sancionada lei que considera hediondo homicídio de policiais

 
Fábio Pozzebom
Proposta foi apresentada pelo governador e pelo secretário ao presidente da Câmara dos Deputados
Proposta foi apresentada em fevereiro pelo governador Geraldo Alckmin e pelo secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes ao presidente da Câmara dos Deputados
O Governo Federal sancionou, nesta terça-feira (7), alterações que tornaram hediondos os crimes cometidos contra policiais e integrantes das Forças Armadas, Força Nacional de Segurança Pública e do sistema prisional. A medida é uma proposta apresentada pelo governador Geraldo Alckmin e secretário da Segurança Alexandre de Moraes, em fevereiro, ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.
“Não é possível que haja esse total desrespeito às forças de segurança. Nenhum país desenvolvido admite isso e nós também não vamos admitir”, disse o secretário da Segurança durante a apresentação do projeto.
A nova lei 13.142, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (7), alterou os artigos 121 e 129 do Código Penal e também o artigo 1º da Lei de Crimes Hediondos (nº 8.072).
Passa a ser considerado homicídio qualificado aquele cometido contra policiais federais, rodoviários, civis, militares e integrantes das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica), da Força Nacional de Segurança Pública e do sistema prisional, no exercício da função ou em decorrência dela.
A mudança para homicídio qualificado está prevista não só para quando os agentes forem vítimas, mas também quando o delito for cometido contra seu cônjuge, companheiro ou parente até 3º grau.
No projeto apresentado pelo governador e secretário, Alckmin afirmou que o objetivo é penalizar com mais rigor as pessoas que cometem esse tipo de crime e, com isso, tentar prevenir ou diminuir a prática do delito contra profissionais que atuam no combate à criminalidade.
Lesão corporal
Além de alterar o artigo relacionado ao homicídio (121), também foi modificado o artigo 129, ligado ao crime de lesão corporal. Neste caso, a pena será aumentada de um a dois terços quando a lesão for cometida contra os mesmos agentes, cônjuge, companheiro ou parente até 3º grau.
Crime hediondo
A modificação na Lei de Crimes Hediondos determina, ainda, que o homicídio praticado em atividade típica de grupo de extermínio, mesmo que cometido por uma só pessoa, também seja considerado hediondo.
Também foi tornada hedionda a lesão corporal de natureza gravíssima e seguida de morte cometida contra os policiais, cônjuge, companheiro ou parente até 3º grau.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Centro Integrado premia mais um colaborador no projeto “Funcionário do Mês”


Ter amor, dedicação, fazer o que gosta, é o que relatou a funcionária destaque do mês de junho, Adriana Satiko. Técnica de enfermagem da UTI Neonatal, ela trabalha há 13 anos na Santa Casa de Jales, e é uma das responsáveis por cuidar da vida dos recém-nascidos. "É tão bom vermos que aquela criança de quem cuidamos está bem, cheia de saúde, fico lisonjeada. Por isso, devemos realizar nosso trabalho com amor, dedicação e acima de tudo ter carisma e carinho pelo paciente", destacou Satiko.
A enfermagem é considerada o setor que mais se concentra números de funcionários, por tal motivo, foi dividido os três períodos para votação. E, no último mês os colaboradores que estavam no período vespertino foram avaliados pelo Centro Integrado de Humanização, que utilizaram critérios para realizar as escolhas.
Para a gestora da enfermagem Ana Lúcia da Silva, e também integrante do CIH, o amor deve prevalecer no ambiente de trabalho, isto faz o colaborador tornar-se destaque. "Basta colocar-nos no lugar da pessoa envolvida para compreendermos o que de fato os mesmos podem estar sentindo a respeito da situação. Temos que nos sensibilizarmos, termos compaixão pelo próximo e entendermos que um precisa do outro. Um sorriso melhora o dia e ter educação é dever de todos".
Ana Lúcia, ainda evidenciou que a colaboradora Adriana Satiko é um exemplo a ser seguido, assim, como demais funcionários que não medem esforços para realizar um trabalho humanizado. "Posso afirmar com todas as letras que essa profissional é excelente, comprometida e responsável com suas tarefas e com os pacientes da nossa Santa Casa. Ela tem um grande amor pela função que desempenha, principalmente por se tratar dos primeiros momentos de vida de um recém-nascido que é na UTI Neonatal, além de ser um momento tão importante para a família que ‘deixa’ sua criança aos cuidados das nossas profissionais, como a Adriana".
Neste mês de julho já começaram ser avaliados outros setores, exceto gestores e integrantes do CIH que não participarão.

MPF em Barretos/SP obtém condenação de quadrilha de contrabandistas

Grupo foi preso depois que viatura policial em alta velocidade colidiu com asa de aeronave para impedir a fuga dos criminosos

Quatro acusados pelo Ministério Público Federal em Barretos, no interior de São Paulo, foram condenados pela Justiça pelos crimes de descaminho e formação de quadrilha. A quadrilha foi presa em novembro de 2011, após o pouso de uma aeronave carregada de produtos de origem estrangeira, sem documentação que comprovasse sua entrada no país de forma legal. Os policiais ainda encontraram na casa dos líderes do grupo grande quantidade de mercadorias que também não possuíam notas fiscais. Ao todo, os bens descaminhados somavam R$ 273,7 mil.
Na ocasião do flagrante, os agentes monitoravam pistas clandestinas que estariam sendo utilizadas por traficantes de drogas e contrabandistas, quando a aeronave da quadrilha pousou em meio a um canavial no município de Sales Oliveira. Ao perceberem a presença da polícia, os criminosos ainda tentaram nova decolagem, mas uma das viaturas, em alta velocidade, colidiu com a asa esquerda do avião para impedir a fuga. A aeronave rodou na pista e parou. Dentro dela, a polícia encontrou diversos aparelhos eletrônicos, como notebooks, impressoras e câmeras, vindos do Paraguai.
Havia ainda duas caminhonetes na pista, que iriam fazer o transporte terrestre das mercadorias trazidas do exterior. Os veículos tentaram impedir a ação policial por meio de manobras perigosas e ofensivas visando a permitir, sem sucesso, a fuga da aeronave. Além do piloto, Renato Antônio Biasi, já falecido, três integrantes da quadrilha que estavam em um dos carros foram presos em flagrante. Outro acusado, Eduardo Luiz Cacharro, conseguiu fugir a bordo da segunda caminhonete.
Segundo a decisão da Justiça Federal, Carlos César Ferdinandi Sanches e João Francisco Medeiros Lima, presos durante a ação policial, devem cumprir quatro anos de reclusão, e Orlando Eduardo Cacharro, também detido na ocasião, três anos e 11 meses, todos em regime inicial aberto. As penas de reclusão foram substituídas por penas restritivas de direitos consistentes em multa e prestação de serviços à comunidade. Orlando, apesar de ser um dos líderes da organização juntamente com seu filho Eduardo, teve a pena reduzida por ser maior de 70 anos.
RECURSO.
O MPF entrou com recurso para que as penas dos acusados sejam aumentadas em relação ao crime de formação de quadrilha. A Procuradoria da República em Barretos também requer que todos os réus sejam condenados ao cumprimento de pena privativa de liberdade (regime semiaberto) e não a penas restritivas de direitos. Apenas Eduardo Luiz Cacharro foi sentenciado a quatro anos e oito meses de reclusão, devendo por isso cumprir pena em regime semiaberto.
Para o MPF, as circunstâncias judiciais desfavoráveis reconhecidas pela Justiça para o delito de descaminho, tais como a grande quantidade de mercadorias apreendidas, a sofisticação do modus operandi da entrada ilegal das mercadorias, a tentativa de fuga e o confronto com os policiais, devem ser aplicadas também ao crime de quadrilha. Denunciado em 2011 pelo MPF, Renato Antônio Biasi teve sua punibilidade extinta porque morreu durante o processo. O número para acompanhamento processual é 0007528-96.2011.403.6138. Para consultar a tramitação, acesse: http://www.jfsp.jus.br/foruns-federais/

Projeto de Lei que estende prazo para o fim dos lixões não é solução, aponta FecomercioSP

Para o Conselho de Sustentabilidade da Entidade, prorrogar fará com que o município reaja somente nas vésperas do vencimento do prazo

São Paulo, 06 de julho de 2015 - A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), por meio de seu Conselho de Sustentabilidade, não considera como solução a prorrogação do prazo para que as cidades encerrem seus lixões, proposta pelo Projeto de Lei do Senado nº 425/2014, que estende o tempo para que o município se adapte à Política Nacional de Resíduos Sólidos.
O Conselho afirma que a Política Nacional de Resíduos Sólidos não trata somente do encerramento de lixões, também aborda a obrigatoriedade da destinação dos resíduos para reuso, reciclagem ou aproveitamento energético, além da disposição final adequada dos rejeitos em aterros sanitários.
Segundo o Conselho de Sustentabilidade da FecomercioSP, a solução seria estabelecer, por meio de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), um cronograma de ações para o município com o objetivo de erradicar os lixões. Adicionalmente, o Conselho avalia como preocupante que municípios e estados ainda não tenham planos de resíduos sólidos e de saneamento básico, que são os alicerces para a sustentabilidade da administração pública.
A proposta do Conselho também compreende que essas áreas, quando forem desativadas, devem ser recuperadas ambientalmente. E isso inclui o cercamento do espaço, drenagem pluvial, cobertura com solo e da vegetação, sistema de vigilância e realocação da população e edificações.
Em linhas gerais, a Federação acredita que a sociedade precisa se adaptar aos novos padrões de consumo e hábitos - como separar o lixo úmido (origem orgânica) do seco (reciclável) -, cooperando com a logística reversa até os pontos de coleta. Para estimular tais ações, o governo precisa atuar na criação de mecanismos sérios e eficazes de fiscalização.
Sobre a FecomercioSP
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) é a principal entidade sindical paulista dos setores de comércio e serviços. Congrega 155 sindicatos patronais e administra, no Estado, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). A Entidade representa um segmento da economia que mobiliza mais de 1,8 milhão de atividades empresariais de todos os portes. Esse universo responde por 11% do PIB paulista - aproximadamente 4% do PIB brasileiro - e gera em torno de de cinco milhões de empregos


Em parceria com a Som Livre, Festa do Peão de Barretos terá Palco Festeja

 
Palco localizado próximo à Feira Comercial no Parque do Peão receberá mais de 25 shows em 11 dias de Festa
Nos 11 dias de programação da Festa do Peão de Barretos, um dos atrativos será o Palco Festeja. O espaço, que leva a marca da Som Livre, receberá shows de grandes artistas ao longo do evento. Também estão previstas apresentações de cantores e duplas regionais, além de novos talentos que estão despontando pelo Brasil. A festa acontece de 20 a 30 de agosto.
A parceria do evento com a Som Livre completa dois anos em agosto. "Ter a Som Livre presente em nosso evento, através da marca Festeja, é trazer mais uma vez para a Festa do Peão a experiência e o conhecimento que a empresa tem com grandes festivais e artistas. Uma união de forças em nome da música sertaneja" declarou Ricardo Rocha, diretor cultural de Os Independentes.
"A identificação da marca Festeja com a Festa do Peão de Barretos é imensa. Festeja significa a junção das palavras festa e sertaneja. É um convite para que todos possam se divertir intensamente, em clima alto-astral, de festa, de confraternização entre as pessoas, ao lado de grandes artistas da música brasileira", explica o executivo da Som Livre responsável pela área de shows, Bruno Graça Melo Côrtes.
A programação será aberta na primeira noite da festa, dia 20, com o show Filhos da Terra, um especial reunindo 13 cantores e duplas de Barretos e região. Na sexta-feira, dia 21, estão confirmados Thiago Brava, Luiz Henrique & Leo e Rogério Ferrari. Sábado o Festeja recebe Fernando & Sorocaba, Fred & Gustavo e Tuta Guedes. Fechando a semana, o palco terá a atração infantil, Dudinha e a Galinha Pintadinha, e os shows de Juliano Cézar e Mc Guimê.
Na segunda-feira, dia 24, são cinco apresentações confirmadas: Carreiro & Capataz, Matheus & Kauã, Pedro Henrique & Fernando, Sandra & Leonarda e Pedro Henrique & Alexandre. Gino & Geno e Humberto & Ronaldo são as atrações de terça-feira, dia 25. Já no dia 26, quarta-feira, subirão ao Festeja Mato Grosso & Mathias e Zé Henrique & Gabriel.
As atrações de quinta-feira, dia 27, são Trio do Brasil e Bruninho & Davi. Sexta-feira, dia 28, tem Zé Ricardo & Thiago, Thales Lessa, Kleo Dibah & Rafael e Sol Garcia. Sábado, dia 29, são seis shows encerrando a programação do palco: Israel & Rodolfo, Maycon & Vinicius, Zé Neto & Cristiano, Roby & Thiago, Conrado & Aleksandro e Bruno & Barretto.
Imagem Fernando & Sorocaba está na programação do Palco Festeja, com show no sábado, dia 22 (Foto: Cadu Fernandes)Imagem Gino & Gino está entre as atrações de terça-feira, dia 25 (Foto: Divulgação)