Páginas

sábado, 27 de junho de 2015

FolhaGeral, da redação


O vereador

Claudir Aranda da Silva (PDT) vai se "aposentar" após 20 anos no exercício do cargo. Ele anunciou sua decisão na sessão ordinária de segunda-feira, 22 de junho. Isso acontecerá no dia 31 de dezembro de 2016. Tempo suficiente para gestar novos planos.

O vereador e presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Jales, Nivaldo Batista de Oliveira (DEM), o Tiquinho, em recente evento no Estádio Municipal Dr. Roberto Valle Rollemberg, terá confidenciado a um amigo ser contra a disponibilização do estádio pela municipalidade.

Empresário bem sucedido e candidato mais votado no pleito de 2012, Tiquinho – se de fato fez a confidência – deve saber o que é bom para seus mais de mil e quatrocentos eleitores e ao povo em geral.

Enquanto isso,

a população reside e transita por uma cidade cujas ruas, avenidas e praças carecem de conservação e benfeitorias. Sabe-se perfeitamente que, por longo período, a Prefeitura vai estar sem recursos suficientes para recape asfáltico. A administração municipal faz um recape aqui e outro acolá com recursos próprios. E o estádio consome recursos que poderiam ser usados em outros setores.

De janeiro
a maio deste ano, foram repassados ao município de Jales R$ 5.073.055,40 de IPVA. Não existe lei, especificando onde os recursos do IPVA devam ser aplicados. Mas é importante que todos saibam. Primeiro, para avaliação da qualidade dos gastos. Segundo, para prestar conta aos donos de veículos, responsáveis pelo recolhimento da importância.

Em Jales
o contribuinte pode preparar o bolso. O preço tarifa de energia elétrica não para de aumentar. Em julho pode acontecer um novo aumento. Na quarta-feira, 24 de junho, o prefeito Pedro Callado se reuniu com os dez vereadores. Na pauta, a CIP – Contribuição para Iluminação Pública - descontada na conta de luz - cuja arrecadação não tem sido suficiente para a manutenção dos serviços, segundo ouviram os vereadores.

"Nos reunimos e sabemos da importância deste assunto. Solicitamos que a administração municipal, através da Secretaria de Planejamento, nos apresente um levantamento da quantidade de casas, lotes, comércios e empresas de nosso município para que possamos discutir melhor o assunto", disse o presidente da Câmara, vereador Nivaldo Batista de Oliveira – o Tiquinho. Podem acreditar que os vereadores vão votar projeto de lei aumentando a aliquota da CIP.

O PMDB
nacional se prepara para anunciar – no congresso nacional da sigla – marcado para o segundo semestre deste ano, que terá candidatura própria ao Palácio do Planalto em 2018. Esta informação foi confirmada pelo líder do partido na Câmara, deputado Leonardo Picciani (RJ).Vai haver orientação que o partido disponha do maior número de candidatos nas eleições de todas as cidades, a fim de continuar a liderar o ranking de prefeituras.

Segundo as raposas do botequim da vila, peemedebistas jalesenses continuam defendendo a tese de coligação com um partido que possa vencer o pleito no próximo ano, mesmo tendo Rivelino Rodrigues colocado seu nome como pré-candidato pelo partido. Confirmada a tese, o PMDB aqui se extravia e assume o papel de coadjuvante na política local.

Nesta segunda-feira, 22 de junho, os vereadores da Câmara de Jales aprovaram o projeto de lei do prefeito Pedro Callado, extinguindo a Fundação Municipal de Educação, Saúde e Comunicação Dr. Massaru Kitayama.

Uma das
causas da extinção do órgão, segundo o prefeito Callado, foi que o Tribunal de Contas do Estado – TCESP "tem reiterado que a entidade não cumpre os seus objetivos e os seus gastos se referem, tão somente, a despesas de manutenção e gastos com pessoal".

Quando
 
da sua criação, em 03 de agosto de 2005, pela lei municipal 2.941, muito se falou que a Fundação Municipal de Educação, Saúde e Comunicação Dr. Massaru Kitayama seria usada como trampolim para criação e instalação de uma emissora pública de Rádio e TV, a ser mantidas pela administração municipal. Este objetivo não vingou.

Na opinião
de alguns analistas, o desenvolvimento urbano em Jales vai de vento em popa. Há vários loteamentos em andamento e se fala na instalação de novos conjuntos habitacionais, via governo estadual. Em compensação, o desenvolvimento econômico engatinha. Os dois devem andar juntos. O primeiro tem por objetivo gerar bem-estar e o segundo gerar renda. Na movimentação da economia, o primeiro é temporário e o segundo é definitivo.

Faz falta
a elaboração de um diagnóstico econômico urbano – com base num simples levantamento por domicílio –, apontando as atividades exercidas e as promissoras para a população da cidade. A cidade tem pessoal técnico para isto e para orientar oficinas de projetos.

A Folha
Noroeste recebe releases da Secretaria Municipal de Comunicação vários dias depois do prefeito Callado ou seus assessores participarem de atividades. Por exemplo, a audência na Secretaria de Estado de Agricultura, onde participaram Callado. Garça e Viola no dia 18, o realease chegou à redação dia 25 de junho. Parece que o jornal está tomando um "gelo".

Em decisão
assinada pelo auditor Antonio Carlos do Santos, neste 18 de junho, o TCE-SP julgou legais os atos de admissão – na gestão da então prefeita Nice Mistilides – de pessoal aprovado nos concursos públicos, de acordo com os Editais nºs. 02/2012 e 03/2012. Foi recomendada, à administração municipal, que atente aos limites de gastos com pessoal preconizados pela Lei de Responsabilidade Fiscal, em seu artigos 20 e seguintes.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Sábado, 4 de julho – Noite de Pizza Beneficente

No sábado, 4 de julho, das 20h às 22h, a Associação Espírita "Chico Xavier", sito à rua Goiás n° 4.336, jardim Paulista, em Jales, realiza em sua sede, mais uma tradicional Noite de Pizza beneficente, onde você poderá, com a família, deliciar-se com vários tipos de pizzas, preparadas com o maior carinho.

Cada convite individual - self-service custa R$ 17 e pode ser adquirido com os trabalhadores e colaboradores para com a entidade, ou através dos telefones 99714 3425 com Pedro, e 99616 0818 com Paulo.

No cardápio, os seguintes tipos de pizzas
 
 
*Angola
(à base de frango)

*Napolitana
(à base de muçarela e parmesão)
*Romana
(à base de calabresa e palmito)
*Bacon e catupiry
 
*Imperador
(à base de muçarela e lombo canadense)

No sábado, 4 de julho, das 20h às 22h, a Associação Espírita "Chico Xavier", sito à rua Goiás n° 4.336, jardim Paulista, em Jales, realiza em sua sede, mais uma tradicional Noite de Pizza beneficente, onde você poderá, com a família, deliciar-se com vários tipos de pizzas, preparadas com o maior carinho. 
Cada convite individual - self-service custa R$ 17 e pode ser adquirido com os trabalhadores e colaboradores para com a entidade, ou através dos telefones 99714 3425 com Pedro, e 99616 0818 com Paulo.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Alckmin assina convênio com Urânia

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta quinta-feira, 25 de junho, o terceiro lote do ano, de convênios com municípios do Estado. Na microrregião de Jales foram firmados dois convênios no valor total de R$ 216.226,94. Os recursos são oriundos de programas da Secretaria de Estado da Casa Civil. 

Para a município de Aparecida D´Oeste foi firmado convênio através da Casa Civil do Governo do Estado no valor $ 70.000,00 para reforma e ampliação no Recinto de Exposição Benedito da Rocha Corte, também através da Casa Civil foi assinado com o município de Urânia no valor R$ 146.226,94 para iluminação da avenida Brasil, cujo convênio foi assinado pelo prefeito Francisco Airton Saracuza .

"Cada prefeitura vê aquilo que é mais necessário e mais urgente. Então o dinheiro descentralizado, na mão do município, perto da população que fiscaliza e que prioriza melhor. Ficamos muito felizes que em um ano de crises, de dificuldades, conseguirmos chegar a quase R$ 100 milhões já, com esse terceiro lote de convênios. São Paulo é forte, porque os municípios são fortes, tem tamanho de país, um PIB quase duas vezes o da Argentina", comentou Alckmin.

Na segunda-feira, 22 de junho, governador Geraldo Alckmin assinou convênios com municípios para repasse de recursos Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição – FECOP, ligado à Secretaria do Meio Ambiente. Votuporanga foi contemplado com R$ 200 mil.

Catanduva será beneficiada com nova ETE

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, inaugura neste sábado, 27 de junho, em Catanduva, região noroeste de São Paulo, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da cidade.
Com investimento total de R$ 25.425.470,25 milhões, sendo R$ 24.546.414,89 de recursos do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal e R$ 879.055,36 de contrapartida municipal, a obra permitirá o tratamento de 100% do esgoto do município, beneficiará 66 municípios da região, terá reflexos positivos na saúde pública e também contribuirá para despoluir o rio São Domingos, cuja bacia hidrográfica abastece moradores da região.
O empreendimento, que faz parte da implantação do sistema de esgotamento sanitário, é composto por uma estação elevatória de detritos brutos, tratamento preliminar, lagoas aeradas, lagoa de decantação, sistema de desidratação de iodo e unidades auxiliares. A ETE tem capacidade para tratar 450 mil litros de esgoto por segundo e atender 180 mil habitantes por até 25 anos.
Desde 2003, o governo federal investiu, por meio do Ministério das Cidades, R$ 551 bilhões nas áreas de habitação, mobilidade urbana, saneamento e infraestrutura em todo o Brasil.
Somente no Estado de São Paulo, foram investidos R$154 bilhões. Já em Catanduva, o investimento total foi de R$ 375,9 milhões, sendo R$ 51,1 milhões para a área de saneamento e R$ 309,8 milhões para a construção de 5.263 unidades habitacionais, no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

Votuporanga: Congresso de Educação trará palestrante inglês

 
Entre os dias 22 e 24 de julho, Votuporanga sediará o 3º Congresso Internacional de Educação do Noroeste Paulista com a presença de profissinais da área vindos de 39 municípios da região. Nesta semana, a organização do evento divulgou a programação completa informando a vinda do psicólogo britânico Adrian Ingham, conhecido por pesquisas sobre a importância da liderança na qualidade da educação.

O inglês é categórico ao afirmar que os sistemas educacionais com melhor desempenho no mundo tendem a ser aqueles que conferem maior autonomia para as escolas. Dentro dessa perspectiva, o ex-diretor do Ofsted (sigla em inglês para Escritório de Padrões na Educação), organização responsável por inspecionar a qualidade do ensino na Inglaterra, considera que um líder exerce grande influência no funcionamento de uma escola. "A liderança escolar só fica atrás da qualidade do ensino na sala de aula. Na Inglaterra as escolas têm muita autonomia quando comparado a outros sistemas no mundo", diz o consultor educacional.

Nos últimos 30 anos, o país realizou uma reforma no seu sistema educacional. Desde então, passou a garantir mais flexibilidade para que as escolas sejam responsáveis pela forma como operam, transformando o diretor em um líder com liberdade para delegar tarefas administrativas e tomar decisões, como o número de professores contratados e a realização de alterações no prédio da escola.

O psicólogo inglês estará no Congresso ao lado de conhecidos especialistas na área, como Francisco Aparecido Cordão, da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação; Emília Cipriano, do Instituto Aprender a Ser; Vera Cabral, consultora independente em educação da Cisco Systems do Brasil, entre outros.

Santa Casa de realiza exposição de fotos no dia do hospital


Em comemoração ao Dia do Hospital, na quinta-feira, 2 de julho, o Centro Integrado de Humanização realizará uma exposição de fotos na portaria de visitas. O objetivo é homenagear as pessoas que trabalharam na Santa Casa e mostrar as mudanças e transformações nos últimos 56 anos de história.
A data foi consagrada pela fundação da Santa Casa de Misericórdia de Santos, em 1945, um dos maiores hospital do Brasil. "A exposição vem para resgatarmos a história do nosso hospital, que é referência para 16 municípios. Queremos aproximar a população jalesense apresentando as nossas mudanças e melhorias para atendimento do paciente", relatou a coordenadora do Centro Integrado e assessora de comunicação, Caroline Guzzo.
As fotos estarão na portaria de visitas na quinta-feira, 02 de julho, das 9h às 12h e das 14h às 16h30. Os interessados poderão comparecer na Santa Casa e apreciar a exposição que apresentará a instituição desde a fundação até a atualidade.

Regras, por Reginaldo Villazón

Estamos vivendo o tempo do politicamente correto. Tudo que possa soar ofensivo deve ser dito de modo diferente. O assunto é tratado – não como aprimoramento da linguagem e do comportamento dos seres humanos – mas como uma regra a ser respeitada. As mulheres não são mais "apenas mulheres", mas continuam ganhando menos que os homens pelo mesmo trabalho. Os deficientes físicos agora são "portadores de necessidades especiais", mas lutam para transpor obstáculos nas cidades. "Pobre é gente", mas é olhado com reservas.

A época favorece outras manifestações, como a defesa da tolerância contra a intolerância. De início, os defensores da tolerância contra a intolerância desprezam o significado destas duas palavras, como estão gravadas nas gramáticas e no pensamento das pessoas. Eles dizem que tolerância e intolerância foram consagradas na história de convivência e lutas entre grupos humanos diferentes. Assim, tolerância é a boa convivência com diferentes. Intolerância é a não aceitação da convivência com diferentes.

De fato, a história humana é cheia de encontros e desencontros entre povos diferentes. Se buscarmos saber do comércio no mundo, vamos nos admirar como os povos seguiam por longas rotas para trocar mercadorias, sem intenções bélicas. Mas a história registra muitas guerras entre povos que se odiavam por questões de religião e etnia. Católicos e protestantes já se mataram na Europa. Os nazistas alemães fizeram uma grande guerra em favor da supremacia da raça ariana. Ainda hoje, o nacionalismo motiva agressividade.

Fica difícil compreender, assim, a tolerância como inteiramente boa. Por outro lado, a intolerância como inteiramente ruim. Pois é desta forma que os defensores da tolerância contra a intolerância argumentam – "Não é possível relativizar estes conceitos: um é bom, outro é ruim." O resultado disso é – além da nossa submissão em dizer só o politicamente correto – sermos sempre tolerantes, sermos jamais intolerantes. No entanto, sabemos que a base de toda decisão civilizada é um código de ética.

Ser intolerante com o outro, porque ele é diferente (na cor da pele, na linguagem, na origem geográfica, na posição social, na condição física, na religião), não faz nenhum sentido ético. Se as diferenças não nos agradam (isto pode acontecer), a tolerância é o caminho certo para a convivência social. Mas as diferenças podem nos ser muito agradáveis, até valorizadas como riqueza de diversidade. Em outros casos, as diferenças vistas em pessoas injustiçadas devem despertar em nós a atitude de solidariedade.

Para nós – brasileiros, aqui no Brasil – é fácil ser tolerantes com os chineses que abatem e comem cães lá na China. Mas isto aqui, diante de nós, seria intolerável. Assim como seria intolerável aos indianos assistir a um grupo de brasileiros fazer um churrasco bovino. Enfim, muito cuidado com as regras. Falar com bom senso, sem provocar ofensas, é ser bom cidadão. A tolerância e a intolerância podem ser virtudes ou defeitos. Ambas são ferramentas preciosas para colocarmos em prática os nossos conceitos de certo e errado.

TV Cultura exibe telefilme inédito de Ugo Giorgetti com Lígia Cortez e Suzana Alves

Neste sábado, 27 de junho, à 00h, a faixa Cine Brasil traz um telefilme inédito assinado pelo cineasta Ugo Giorgetti: A Cidade Imaginária.
Passada nas últimas décadas do século XIX, a produção traz à tona os dilemas, medos e anseios vividos por imigrantes italianos na véspera de sua chegada a São Paulo, terra até então desconhecida para eles.
Fugindo àquilo que normalmente acontece em filmes sobre imigração, que costumam abordar a vida dos imigrantes em seu novo país, A Cidade Imaginária se passa justamente na noite que antecede o desembarque de italianos em São Paulo, quando eles já estão atracados no porto à espera de, finalmente, vislumbrarem o futuro que os espera.
Embora fictício, o média-metragem trata das reais dúvidas, indagações, hesitações, medos e angústias geradas pelo desconhecido. Além disso, ao longo do filme desfilam as informações incorretas, sonhos e visões fantásticas de pessoas que saíram de suas terras com pouco ou nenhum esclarecimento sobre o seu destino.
A Cidade Imaginária também traça uma série de perfis dos imigrantes, desde a maioria formada por camponeses iletrados até os primeiros anarquistas, os aventureiros e as cantoras de ópera à procura de oportunidades. O elenco do filme conta com nomes do teatro paulista como Lígia Cortez, Helio Cícero, Duda Mamberti, Suzana Alves e Flávio Tolezani. A produção é da SP Filmes de São Paulo.

Sonhos, metas e ambições, por Flávio Carvalho

"Tudo o que um sonho precisa para virar realidade é alguém que acredite que ele possa ser realizado." (Roberto Shinyashiki)
Algumas pessoas gastam muito tempo analisando o passado, este é o chamado "efeito retrovisor". O fracasso enfoca o passado, enquanto que o sucesso se concentra no futuro.
Existem duas coisas importantes a entender sobre o passado.
Primeiro: onde estamos hoje é o resultado de realizações e fracassos passados.
Segundo: as coisas nunca mais precisam ser as mesmas que foram no passado, ou que são no presente.
Como você chegou lá é sempre menos importante do que como escapar de lá.
Você nunca mais precisa ser o mesmo, exceto por escolha própria.
Escolha agora quebrar a barreira do "efeito retrovisor" e comprometa-se no futuro.
Análise de seu rumo atual. Ao planejar qualquer jornada, você precisa saber de onde irá partir e onde deseja chegar.
Você precisa saber como você está, para saber o que e onde mudar.
Conheça-se!
Saber onde e como está, serve para ter uma referência para poder comparar.
Uma Meta seria:
Ter a casa dos seus sonhos e não a que você tem ou que pode ter.
Meta é SONHO com DATA para se realizar !
A pessoa de sucesso não posterga e faz o que tem de ser feito.
A dica é óbvia, mas a sua execução...
Atire a primeira pedra que nunca abraçou a preguiça e deixou tudo para amanhã.
Seja engajado.
Engajamento é o grau de comprometimento que temos conosco.
Comprometam-se com sua vida, SONHOS, VALORES E METAS.
Pessoas disciplinadas respeitam prazos e atingem resultados não porque são gênios, mas porque são organizadas.
Estipulam horários e os cumprem, estão concentradas em suas atividades.
Não fique fazendo mil coisas ao mesmo tempo e não realizando nada direito.
Perceba se em tudo o que você participa tem começo, meio e fim.
Quando tem esses sonhos bem definidos e arraigados, é muito possível que eles te levem a trabalhar mais duro e chegar a sua meta.
O entusiasmo vem do FUTURO… da VISÃO DO FUTURO !!!
"Você não será nada se quiser ser tudo." (Solomon Schechter).
Você precisa definir quais são seus objetivos, desejos e anseios para que o caminho seja percorrido na direção correta e em tempo hábil para desfrutar de tudo.
Livre-se das desculpas!
"Noventa e nove por cento das falhas são cometidas por pessoas que tem o hábito de arrumar desculpas." (George W. Carver)
*Flávio Rodrigo Masson Carvalho
equilibriumtc@hotmail.com

Dia 2 de julho, acontece o Fórum Permanente de Cultura em Jales

O Fórum de Cultura de Jales realizará na quinta-feira, 2 de julho ,o "Fórum Permanente de Cultura de Jales". O encontro acontecerá na Casa do Poeta e do Escritor, a partir das 19h30, com a presença de artistas e agentes culturais do município.
O evento, aberto a toda população, visa consolidar a participação dos moradores do município na discussão dos assuntos referentes à cultura e formulação de políticas públicas.
O Fórum Permanente de Cultura de Jales foi o responsável pela organização da 2ª Conferência Municipal de Cultura de Jales, ocasião em que a população e os poderes públicos puderam debater as propostas para políticas públicas de cultura tendo como resultado a elaboração de um documento com registro de todas as diretrizes aprovadas.
Os próximos passos do fórum de cultura serão dados no sentido de discutir e indicar caminhos para a nossa cultura. Que as diretrizes estabelecidas possam se consolidar como políticas públicas efetivas.

Chico Xavier


Pergunta – O jovem de hoje é mais arrojado no rumo de suas idéias, indaga mais, procura aprofundar-se na essência das coisas. Percebe, então, a desnecessidade de uma série de dogmas existentes no mundo. Por que lhe são bloqueadas a busca e a tentativa de uma solução melhor?

Chico Xavier – Tanto os mais jovens quanto os mais amadurecidos na experiência humana, que procuram hoje soluções construtivas para os problemas terrestres, encontrarão caminho para isso, por mais que a sombra da ignorância ou da resistência negativa lhes tentem obstruir a passagem.

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.

Copa de Basquete movimenta 12 times da região neste domingo no Monte Líbano

A 5ª edição da Copa Clube Monte Líbano de Basquete Adulto terá seis jogos neste domingo, 28 de junho, pela oitava rodada, no ginásio do clube de campo, com entrada gratuita ao público.
Na quadra 1, às 9 horas, o FSports/Monte Aprazível enfrenta lha Solteira. Já o Monte Líbano Master encara Fernandópolis, na quadra 2, enquanto que na 3 o time de Promissão duela com Cedral. A partir das 10h30, na quadra 1, o Automóvel Clube pega Mirassol.
Na quadra 2, o Monte Líbano enfrenta o Pool Help, de Rio Preto, e na quadra 3, Jales mede forças com Lins.
A liderança do torneio pertence ao Monte Líbano com 14 pontos, seguido por Lins 13, Fernandópolis e Ilha Solteira 12, Automóvel Clube e Cedral 11, Mirassol, Jales e FSports/Monte Aprazível 10, Promissão e Pool Help 8 e Monte Líbano Master 7.
Na primeira fase, os 12 times jogam entre si, em turno único, sendo que os quatro primeiros colocados garantirão vaga na fase de play-offs - que indicará o campeão. As equipes que terminarem entre 5º e oitavo lugares disputarão o título da Série Prata. Já os times que ficarem do nono lugar para baixo, disputarão a seletiva em 2016 para tentar preencher as 4 vagas na chave principal.
No mês de julho acontece o "Jogo das Estrelas" com a participação dos melhores atletas de todos os times, um jogo de master (mais de 40 anos) e as disputas de lance livre, enterrada, três pontos e habilidades. Tudo isso com premiação aos vencedores. No final da Copa, a organização premia o cestinha da temporada e confere medalhas e troféus aos melhores classificados.

A real situação do TJSP, por José Renato Nalini

 
Após a constatação dos setores financeiros de que até o momento faltam 900 milhões para o Tribunal de Justiça honrar os salários de seus funcionários em 2015, questionou-se tal montante. Mas é isso mesmo o que acontece. O TJ mereceu em 2015 uma dotação para a folha de pagamento de R$ 6.793.587,694,00. Em janeiro e fevereiro não houve problema. Todavia, em março, com a incidência de aumento de 6,5% em observância à data-base do funcionalismo, o déficit foi de 22 milhões. Em abril cresceu para 69 milhões. Em maio para 119. Em junho atinge 178 milhões. Nesse passo, em dezembro faltarão, exatamente, R$ 902.217.700,40.

Os números não mentem. A projeção feita pelo setor de orçamento e finanças levou em consideração a inclusão do reajuste de 6,5% para todo o funcionalismo a partir de março. Mais a inclusão do AQ – adicional qualificação, criado em 2013 sem provisão orçamentária, no importe de 93 milhões anuais.

Não se contemplou a urgência da reposição de escreventes. São quase 3 mil os que se exoneram, se aposentam ou morrem durante um ano. O clamor por funcionários que preencham tais vagas cresce e é compreensível.

Este ano ainda será necessário nomear magistrados do 185º Concurso de Ingresso, ora em andamento. O quadro do TJ oferece 818 vagas de juiz não preenchidas. Nem se pensa em suprir todos os claros, o que faria ultrapassar os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Por todos esses motivos, a administração do Tribunal não poderia abrir mão de sua participação na arrecadação de custas e emolumentos, cujo reajuste pleiteou, com a esperança de que em São Paulo se chegasse à solução carioca. No Rio de Janeiro, tudo o que se arrecada em custas e emolumentos é destinado diretamente ao Judiciário, não como aqui, em que o Tesouro do Estado fica com 60%. Ao contrário do que se esperava e do que é necessário, o TJSP viu-se desfalcado em 5% da insuficiente dotação de 25% do que se arrecada com custas – taxa judiciária, que só pode ser destinada ao Judiciário. Da percentagem cabente ao Estado é que se deveria extrair a verba para o Fundo de Despesas do Ministério Público, não da insuficiência do que se destina ao Tribunal. Aliás, essa é a posição da Procuradoria Geral de Justiça, que não pretendia entrar na partilha em detrimento do Judiciário.

O Tribunal também não foi consultado sobre a modificação da lei do Fundo de Despesas, cuja renegociação com o Banco do Brasil solicitou ao CNJ e aguarda decisão. A responsabilidade pela remuneração de quem presta serviços à Justiça é do Tesouro e não pode ser carreada ao Fundo Especial de Despesas. Afinal, a gigantesca máquina judiciária de São Paulo não resultou de geração espontânea, nem foi invenção exclusiva do Tribunal. Todos os cargos foram criados por lei votada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo Governo. Mantê-la em funcionamento é missão dos três Poderes do Estado, não exclusivamente do Judiciário.

Por último, as informações de que o TJ dispõe são no sentido de que o crescimento do orçamento geral do Estado foi de 97% nos últimos sete anos, enquanto o orçamento do Tribunal de Justiça teve aumento de 54% no mesmo período, evidenciando a redução da verba destinada ao funcionamento adequado da terceira função estatal.

A situação financeira é comunicada, periodicamente, à Secretaria do Planejamento do Governo, com a qual o setor específico do Judiciário mantém polido relacionamento.

Diante da crise econômica, aguarda-se a compreensão dos setores que podem fornecer alternativa à insuficiência orçamentária do sistema Justiça, que sempre existiu, mas nunca deixou de ser corrigida com o excesso de arrecadação durante o ano. Hipótese que ainda não ocorreu neste dramático 2015.

*José Renato Nalini é presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo
 

Mudanças climáticas e complicações na saúde

 
Desde o inicio do outono os brasileiros vem enfrentando um período com variações de temperatura, piora na qualidade do ar com baixa umidade e concentração excessiva de poluentes. Essa junção de fatores está propicia ao aumento de doenças respiratórias. E, com a chegada do inverno, a preocupação aumenta, pois o clima predispõe a serias complicações na saúde, principalmente de crianças e idosos.
De acordo com o pediatra da Santa Casa de Jales, Mauro Suetugo, é necessário uma atenção especial neste período de estiagem. "A umidade é importante, porque matem as secreções que ficam no canal respiratório, retendo as partículas irritantes. E a falta desta umidade faz com que vírus e bactérias entrem com mais facilidade na corrente sanguínea. Neste período a umidade relativa pode chegar até 15%, visto que o normal para o ser humano é de 60%, o período muito seco também aumenta a poluição, que é outro fator para o aumento de problemas respiratórios".
Para evitar complicações a saúde é recomendada tomar medidas preventivas, como deixar as janelas abertas para favorecer a circulação de ar, evitar locais fechados com aglomeração de pessoas, consumir muito líquido. É necessário também, aumentar a umidade do ar no ambiente doméstico com a colocação de recipientes com água, limpar a casa e o mobiliário com panos úmidos para evitar o contato com o pó. O ar condicionado remove a umidade do ar, mantendo o ambiente ainda mais seco, neste caso, deve-se, tomar medidas que melhorem a aquosidade.
Dentre tantas dicas a melhor forma de prevenção ainda é tomar muito líquido "Este é um período em que as crianças bebem menos água, por isso, a importância dos pais estimularem os filhos, e não oferecer sucos e refrigerantes, a água é insubstituível", finalizou Suetugo.

Centro de Atenção Psicossocial oferece tratamento à pacientes com transtornos mentais



O Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Região de Jales/CONSIRJ em parceria com as prefeituras de Jales, Dolcinópolis, Vitória Brasil e Pontalinda está oferecendo atendimento especializado para pessoas portadoras de transtornos mentais graves, por meio do Centro de Atenção Psicossocial/CAPS- Regional Jales.

O serviço de saúde mental proporciona suporte terapêutico aos que sofrem com transtornos mentais, psicoses, neuroses graves, com o intuito de substituir internações em hospitais psiquiátricos. O objetivo é a reabilitação psicossocial do paciente mediante princípios como respeito e cidadania, oferecendo acompanhamento clínico e reinserção social dos pacientes, pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários.

Atualmente o CAPS atende 13 pacientes em regime intensivo, 10 pacientes em regime semi-intensivo no período da manhã e 07 pacientes em regime semi-intensivo no período da tarde. O centro conta com uma equipe multidisciplinar composta por coordenadora, médica psiquiatra, enfermeira, técnica de enfermagem, psicóloga, terapeuta ocupacional, pedagoga, artesã e assistente social, além do suporte operacional formado por uma cozinheira, dois ajudantes gerais, um motorista e uma escriturária.

As atividades terapêuticas do CAPS abrangem consultas médicas; orientação e acompanhamento do uso de medicamentos; acolhimento diurno; psicoterapia individual ou em grupo; oficinas terapêuticas, atividades comunitárias, artísticas e físicas; e acompanhamento domiciliar para apoio aos familiares.

De acordo com a psicóloga do centro, Aline A. Fulconi, o CAPS cuida desde a atenção básica até a sua reinserção social, respeitando as suas individualidades. "É um trabalho que tem feito à diferença na vida de todos os nossos pacientes e familiares, proporcionando uma melhor qualidade de vida, estimulando o relacionamento social e sua autonomia.

Para receber atendimento, o paciente pode ser encaminhado por uma Estratégia de Saúde da Família/ESF, pelo Ambulatório de Saúde Mental de Jales ou se dirigir diretamente a unidade, portando documentos pessoais. O atendimento é oferecido para maiores de 18 anos.

Cras de Urânia realiza palestra aos beneficiários dos programas sociais, sobre o trabalho infantil


O Centro de Referência da Assistência Social - Cras de Urânia, com apoio da administração municipal, realizou nesta terça - feira, 23 de junho, às 19h30m, na sede do órgão, uma palestra sobre o trabalho infantil, quando no dia 12 de junho, se comemorou a luta contra o trabalho infantil, abordando um tema polêmico e complexo, que envolve crianças e adolescentes.

Segundo a palestrante Crislaine Calanca, baseado em fatos que "condiz com a realidade vivenciada em nossa rotina e o nosso cotidiano, contudo apresentamos que questões fundamentais que se encontra no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), onde defende a tese de direitos e deveres desses indivíduos".

"O foco da palestra é alertar a família que o Estado assegura à criança e o adolescente com prioridade à vida, saúde, alimentação, educação, lazer, profissionalização, cultura, dignidade, respeito, liberdade à convivência familiar e comunitária", explicou Calanca..

O Cras se coloca à disposição, junto com o Município em apoiar e direcionar, essas crianças e adolescentes com formação de grupos para suprir a necessidade das famílias "onde agregamos este projeto (trabalho), aos setores cabíveis do município", disse.

Crislaine expôs em sua palestra que o objetivo do sistema é focar essas crianças e adolescentes de que "existe um futuro onde priorizamos a essência de um cidadão e que acreditamos em uma melhor cultura, educação, formando profissionais respeitados para concretizar e concluir boas novas anunciadas, onde dizemos não à exploração, violência, desrespeito ao ser de origem humana".

"Ainda existe esperança para aqueles que simplesmente buscam uma melhor dignidade para fazer e ser a diferença com gestos, atitudes em um futuro próximo", lembra Calanca.

Operação “tapa buraco” usa asfalto ensacado

A Secretaria de Obras, Serviços Públicos e Habitação intensificou a operação "tapa buraco" nas vias públicas centrais com a utilização de um novo tipo de produto, o "asfalto rápido ensacado".
Segundo o diretor de divisão da Secretaria de Obras, Francisco Teodoro da Silva (França), o produto agiliza o trabalho da equipe de pavimentação. "O asfalto rápido ensacado causa menos sujeira nas ruas e dispensa a aplicação de emulsão asfáltica e a utilização de compactação, que é feita com o próprio fluxo do trânsito nas vias sem causar danos aos veículos".
França disse ainda que essa tecnologia não atrapalha o fluxo do trânsito durante a aplicação. "O produto não gruda em pneus e é totalmente impermeabilizante, de fácil manuseio e transporte, além de acelerar as ações por não exigir máquinas pesadas e muita mão de obra".
O secretário de Obras Manoel Andreo de Aro, responsável pela operação, ressaltou que a prefeitura adquiriu um lote de 550 sacos deste tipo de asfalto, que será utilizado em vias que apresentam buracos pequenos e com maior fluxo de veículos. Nas ruas onde existem buracos maiores, principalmente em bairros, continuará sendo utilizando o asfalto que é produzido na usina do município.
Manoel informou que o recapeamento asfáltico continua. "A próxima a ser recapeada é a Rua 19, no prolongamento do Jardim do Bosque. Nesta sexta-feira, dia 26, o serviço vai ser iniciado. A obra será executada com recurso próprio da prefeitura".

Vereadores apresentam emendas e aprovam PME

A Câmara Municipal de Jales discutiu, votou e aprovou por unanimidade, na Sessão Ordinária de segunda-feira, 22 de junho, o Projeto de Lei nº 49/2015, que aprova o Plano Municipal de Educação.
O Plano tem por objetivo principal o cumprimento de uma obrigação disposta pela Lei Federal nº 13.005, de 25 de junho de 2014. De acordo com o documento, o Plano Municipal de Educação "significa um esforço da atual gestão municipal no sentido de, juntamente com todos os setores envolvidos na educação municipal, definir prioridades de trabalhos e ações que tenham como consequências a elevação e a expansão da qualidade e do atendimento às demandas de ensino em todos os níveis".
O Projeto de Lei já havia sido discutido entre os senhores vereadores e a Secretária Municipal de Educação interina Marynilda Cavenaghi Nacca e as Supervisoras de Ensino Simone Aranda, Elaine Magri e Marislei Berseli. 
A Câmara Municipal de Jales apresentou três Emendas Aditivas às metas do referido Plano Municipal de Educação, conforme segue abaixo:
Emenda Aditiva nº02/2015 à Meta 17, com a seguinte redação: "Toda e qualquer alteração pecuniária nos Estatutos, Planos de Carreira e Remuneração dos Profissionais do Magistério Público e dos Servidores da Educação Básica do Município, a que se referem as Leis Complementares nº223, de 08 de dezembro de 2011 e nº227, de 03 de abril de 2012, deverá ser discutida por todos os servidores municipais da Secretaria Municipal de Educação, em assembleia precedida de ampla divulgação."
Emenda Aditiva nº05/2015 à Meta 7, com a seguinte redação: "Transformar em unidades descentralizadas as EMEI’s que atingirem um número de matrículas superior a 100 (cem) alunos e as que não atingirem este número de matrículas terão uma secretária em sua estrutura organizacional." • Emenda Aditiva nº06/2015 à Meta 18, com a seguinte redação: "Realizar concurso público para a contratação de professores e servidores municipais da educação sempre que houver cargos vagos, destinando o processo seletivo somente para contratação de profissionais objetivando a substituição dos mesmos em licenças e outras faltas de caráter eventual".
O prefeito Pedro Manoel Callado Moraes terá o prazo de 15 dias úteis para sancionar a Lei. (por Jaqueline Zambon)

Karatecas de Jales e região conquistam 16 medalhas em campeonato estadual



O professor de karatê, sensei Edson Resende, esteve em Campo Grande (MS) com onze de seus alunos de academias da região para participarem da segunda etapa do Campeonato Estadual de Karatê. Os atletas, juntamente com o professor, conquistaram no campeonato 16 medalhas, sendo 9 medalhas de ouro, 6 de prata e 1 de bronze.
As medalhas de ouro foram conquistadas pelos atletas: Bruno Takeda Morita (2 – kumitê e katá, infantil-divisão especial), Carlos Eidi Takeda (katá, veteranos-divisão de novos), Evandro Toshio Morita (katá, veteranos-divisão especial), Gabriel Fernando de Matos Movio (2-kumitê e katá, infantil-divisão de novos), Isadora Pampamin Perez (katá, cadetes-divisão de novos), João Pedro de Melo Hentz (katá, cadetes-divisão de novos) e pelo Sensei Edson (katá, sênior-divisão especial).
As medalhas de prata foram conquistadas por: Bruno Nagata Rios (katá, mirim-divisão de novos), Etyara Mariana Augusto (kumitê, infantil-divisão especial), Guilherme dos Santos Ferreira (2-kumitê e katá, sub-21-divisão de novos), Thaysla Vitória Amaes (2, kumitê e katá, infantil-divisão de novos).
A medalha de bronze foi conquistada por Isadora Pampamim Perez (kumitê, cadetes-divisão de novos).
O Campeonato Estadual da FKMS será realizado em três etapas, sendo que a primeira etapa foi realizada no dia 21/04/2015 e a última está programada para o mês de setembro. Sensei Edson observa que o campeonato é uma competição oficial reconhecida pela Confederação Brasileira de Karatê.
Destaque desta vez para o atleta Bruno Takeda Morita ao conquistar duas medalhas de ouro na divisão especial (atletas da faixa roxa à faixa preta) nas modalidades kumitê e katá.
"O Bruno Morita vem se esforçando bastante nos treinos na academia em Jales, e além disso tem me acompanhado em outras cidades que eu ministro aulas, sendo que o resultado obtido vem de encontro com a dedicação dele para este esporte", observa o professor. Sensei Edson.

Campeonato Escolar Estadual de Judô 2015





No domingo, 21 de junho, o judoca Vinicius de Oliveira Zeule, judoca da Associação de Judô Jalesense esteve participando da 3ª Etapa do Campeonato Escolar Estadual de Judô, evento promovido pela Secretaria de Estado da Juventude do Estado de São Paulo em parceria com a Federação Paulista de Judô (FPJ) conquistando o primeiro lugar sua categoria.  Aproximadamente 1000 competidores, federados ou não, de todo o Estado, nascido entre os anos de 1998 a 2005 participaram do evento A competição foi disputada no ginásio I da Associação Atlética Botucatuense (AAB), na cidade de Botucatu.

Judocas jalesenses participam de Copa em Mirassol

No sábado, 13 de junho, os judocas da Associação de Judô Jalesense treinados pelo professor Luis Antônio Nunes de Moraes, o Gordo, participaram da 9ª Copa de Judô Cidade de Mirassol.
Ao todo 23 delegações num total de 462 atletas de ambos os sexos a partir dos 5 anos de idade participam do evento
Jales foi representada por 31 atletas, sendo que 11 como iniciantes que participaram de um festival, cuja finalidade das lutas é puramente recreativa com aplicação de regras mais explicativas preparando os para futuros eventos de maior nível técnico.
Os classificados entre os três primeiros colocados na Copa, trouxeram para Jales 12 medalhas, sendo 3 de primeiro, 6 de segundo, e 3 de terceiro. Na contagem geral por pontos Jales foi a 5ª colocada, conquistando mais um troféu
Os judocas participantes da 9ª Copa Cidade de Mirassol conquistaram as seguintes classificações: 1-Mara Gabriela Silva de Moraes. 2-Iara Maria de Paula Martins 3-Ana Laura Belem Cardoso 4-Mauricio Hara Sakashita. 5-Otavio Gouveia Sakashita 6-Vinicius Correa Schavinato. 7-Emerson Fernando Araujo Junior. 8-Leonardo Felipe Ramos de Oliveira 9-Maycon Gabriel Nunes Ondei 10-Yago Aparecido Maria e 11-Renan Gustavo Cassuci
Os classificados entrem os três primeiros colocados: Samira Gouveia Martins, Antonio Vitor Vasconcelos Massitelle e Edinei Marlon Bueno da Cruz. Segundos colocados: Gabriel Ryan Souza Aguiari, Daniel André da Silva Cerverizo, Edvaldo da Silva, Anielle Silva Baia, Lilian Kellen da Silva Santos e Ellen de Cassia Pinto Baia. Terceiros colocados: Natan Gouveia Sakashita, João Lucas Pinto Baia e Kimberly Caroline de Oliveira

Equívoco perigoso, por D. Demétrio Valentini

 
A redução da maioridade penal, de 18 para 16 anos, pode se constituir em equívoco, com sérias consequências. O que resta a fazer é alertar a sociedade, advertindo-a das consequências negativas que esta decisão pode acarretar.
A grande maioria da população está a favor desta redução, achando que ela é necessária para coibir a violência, muitas vezes praticada por adolescentes.
Aí identificamos o primeiro equívoco. Pois na verdade, os adolescentes são muito mais vítimas da violência, do que causadores da violência.
Achar que o problema se resolve aumentando o rigor da lei, é uma ilusão que precisa ser advertida. Além do mais, limitar a ação contra os menores infratores, sem apontar tantos outros fatores do aumento da violência na sociedade e nas famílias, é uma hipocrisia que precisa ser desmascarada.
Outro equívoco está no desconhecimento das severas medidas sócio educativas que o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente - já prevê em seus dispositivos. Estas medidas, já propostas pelo ECA, necessitam de um esforço coletivo da sociedade, para serem executadas com o claro objetivo de proporcionar a correção dos infratores, para que possam ser reinseridos na sociedade.
Nestes dias escutei o depoimento de um pai, que me impressionou. Conversando sobre a diminuição da idade penal, ele disse prontamente:
"Já entendi! O que eles querem é faturar nossas filhas mais cedo".
Perguntei por que ele afirmava isto. Ele não teve receio de falar claramente: "com esta nova lei, se alguém explora uma menina de 16 anos já não precisa temer a cadeia por violentar uma adolescente. Pois a nova lei supõe que uma menina de 16 anos já é adulta, e deve saber o que faz!".
Outra alegação é que os adolescentes de 16 a 18 anos já não podem ser usados pelos traficantes de drogas, que antes recebiam a cobertura legal, e não podiam ser presos por causa da idade.
Acontece que os traficantes passarão a instrumentalizar adolescentes mais jovens, que ainda contam com a cobertura da lei. De tal modo que daqui a pouco, a maioridade penal vai incluir os adolescentes de 14 e 15 anos. De modo que os autores desta mudança legal podem guardar o esquema da nova lei, para dentro de pouco tempo usá-lo para baixar a idade penal para 14 anos.
Qual seria, então, a proposta certa?
Esta pergunta é fácil de fazer, mas a resposta é complicada. Em todo o caso, é bom desmascarar logo a hipocrisia que se esconde atrás desta insistência em diminuir a maioridade penal de 18 para 16 anos.
Pretende-se responsabilizar as crianças e adolescentes, enquanto se teima em tolerar na sociedade aquilo que produz a violência, como as injustas desigualdades, a dissolução das famílias, a propagação da droga, o mau exemplo dos adultos em seu comportamento pessoal.
O aumento da violência não é causado pelos adolescentes. Eles são mais vítimas do que causadores da violência.
Para combater a violência o leque de providências é muito mais amplo do que simplesmente aumentar o rigor da lei.
Quando uma criança, em casa, se revolta, não adianta só aumentar o castigo. Pois pode bem ser que ela age assim porque não recebeu o amor que merecia.
A solução mais autêntica é aumentar o amor, não o rigor!

Câmara aprova Lei de Incentivo Fiscal com duas emendas

 
Tiago Abra, Luiz Fernando, José Magalhães,
Tiquinho, André Sarambele e Gilberto Moraes
 
 
 
Os vereadores aprovaram na sessão ordinária de segunda-feira, 22 de junho, o Projeto de Lei nº 47/2015, que dispõe sobre incentivos fiscais na forma de concessão de créditos para fins tributários a empreendimentos industriais, de distribuição e unidades logísticas de serviços públicos.
O  projeto foi aprovado com duas emendas apresentadas pelo Poder Legislativo. O Projeto de Lei tem como objetivo atrair novas empresas para o município, visando o aumento de recursos a médio e longo prazo, aumentar a geração de empregos de forma direta e indireta, movimentando, assim, a prestação de serviços, comércio e a indústria local, contribuindo para o crescimento da cidade.
As possíveis modificações ao projeto já haviam sido discutidas na semana passada, em reunião entre os vereadores, o secretário Municipal de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Trânsito José Magalhães Rocha e o servidor André Sarambele.
O projeto de lei foi aprovado com uma Emenda Modificativa e uma outra Aditiva, de autoria dos vereadores Gilberto Alexandre de Moraes, Luís Fernando Rosalino e Rivail Rodrigues Junior, que determina, a emenda modificativa que para pleitear os benefícios oferecidos pela Lei, as empresas ou conjunto de empresas não poderão ser instaladas em área construída inferior a 1.000 m² ou gerarem abaixo de 20 empregos diretos e a emenda aditiva ao Artigo 3º - § 3.º diz que no ato da concessão dos incentivos fiscais o poder público terá a obrigação de notificar, por escrito, sobre a necessidade de renovação anual do benefício fiscal.
Após a aprovação do projeto o prefeito Pedro Callado, terá quinze dias para sancionar a lei.

Edinho fala na CVT sobre concessões e responde a perguntas de deputados

O ministro-chefe da Secretaria de Portos da Presidência, Edinho Araújo, explicou como serão aplicados nos portos brasileiros os R$ 37,4 bilhões em recursos privados, previstos na nova fase do Programa de Investimento em Logística (PIL), anunciado no início de junho pelo governo federal.

Edinho participou de audiência pública na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados na manhã desta terça-feira (23), proposta pelos deputados Milton Monti (PR-SP), Clarissa Garotinho (PR-RJ) e Alexandre Valle (PRP-RJ) para debater a situação atual do setor portuário brasileiro.

Também participaram da mesa de debates o diretor-geral da Agência Nacional dos Transportes Aquaviários (Antaq), Mario Povia, diretor da Secretaria de Fiscalização de Infraestrutura Portuária, Hídrica e Ferroviária, representando o TCU, Fernando Graeff, o diretor-presidente da Associação Brasileira dos Terminais Portuários, Wilen Manteli, e o diretor-presidente da Associação de Terminais Portuários Privados, Murillo Barbosa. A mediação foi do deputado Milton Monti.

O ministro explicou que serão investidos R$ 14,7 bilhões em 63 novos Terminais de Uso Privado (TUPs), R$11,9 bilhões em 50 novos arrendamentos de terminais dentro dos portos públicos e R$ 10,8 bilhões em 24 renovações de arrendamentos já existentes, totalizando R$ 37,4 bilhões.

"É um momento de crescimento. O setor portuário está aquecido. Há muito interesse do setor privado e essa parceria é fundamental", disse Edinho Araújo, destacando a necessidade de reduzir a burocracia para que os investimentos saiam do papel.

Edinho Araújo ressaltou o fato de o governo federal, por meio de decreto, ter ampliado os critérios de arrendamento que serão adotados nas próximas licitações do setor portuário, incluindo também a possibilidade de outorga onerosa. No primeiro bloco de arrendamentos portuários liberado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), o sistema era o de menor tarifa, mas o ministro pediu ao Tribunal que avalie a inclusão do novo critério Já para as primeiras licitações.

Ministro assina convênio e lança Salão Regional de Turismo em Recife

Henrique Alves participa de encontro que apresenta a Rota 101 Nordeste e celebra convênio de R$ 2 milhões com o prefeito da capital pernambucana

portal_interna_ministro_prefeitura_recife_2.gif
Geraldo Gurgel
O ministro do Turismo, Henrique Alves, reafirmou nesta sexta-feira (26), em Recife, a importância de valorizar o turismo regional para desenvolver a economia nordestina. A região que mais recebe turistas brasileiros vai reforçar os destinos já consolidados e lançar novos produtos, serviços e equipamentos turísticos durante o Salão de Turismo Rota 101 Nordeste. O evento, lançado hoje, acontece entre os dias 6 e 8 de agosto no Centro de Convenções de Pernambuco. Os Salão vai integrar os quatro estados beneficiados com a duplicação da BR-101 no Nordeste. O Ministério apoiará o evento com exposição e ações de marketing, além de seminário técnico no espaço destinado à capacitação.
Os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte, bem como os municípios e empreendimentos localizados ao longo dos 600 Km da rota, entre Natal e Maceió, vão expor seus destinos e vender produtos e serviços, além de apresentar a culinária regional em salões de gastronomia, exibir o artesanato e apresentar as danças e manifestações culturais. São esperados 800 expositores e a participação de 200 marcas. O público estimado é de nove mil visitantes e potenciais compradores de pacotes turísticos. “É uma rota que tem de tudo para ser mais explorada e divulgada para incrementar o turismo regional”, disse o ministro. Alves ressaltou que, a maioria dos turistas brasileiros ainda viaja de carro e que, em um trecho tão pequeno do litoral, estão alguns dos destinos turísticos e atrações culturais mais visitados do Nordeste. “O turismo precisa fazer parte da agenda econômica do Brasil”, afirmou. Ele defendeu o potencial que a atividade representa para a economia, além da consistência e capilaridade do setor na geração de emprego e renda. “Espero ampliar esse espaço que o turismo ocupa, mas não é reconhecido”.
Play Town – Durante o encontro, o ministro Henrique Alves e o prefeito de Recife, Geraldo Júlio, firmaram convênio, no valor de R$ 2 milhões, para a construção de mobiliário urbano e interativo desenvolvido com a tecnologia gerada no Porto Digital do Recife. Os equipamentos vão permitir aos turistas o encontro entre o novo e o velho durante as visitas ao Recife Antigo, centro histórico da capital pernambucana. O prefeito Geraldo Júlio disse que a presença de Henrique Alves no Ministério do Turismo eleva o patamar do debate sobre o tema. Ele destacou a trajetória e relevância nacional do ministro na política brasileira.
Cortesia -   Ainda em Recife, o ministro Henrique Eduardo Alves esteve com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara. O encontro foi no palácio do Campo das Princesas. Os dois conversaram sobre o turismo regional e discutiram a importância do centro de conexões anunciado pela TAM para o Nordeste. Recife, Natal e Fortaleza disputam a localização do empreendimento. O ministro e o governador também discutiram problemas comuns aos estados nordestinos, entre eles, a crise hídrica que afeta a região por falta de chuvas regulares nos últimos quatro anos. Além da falta de água, até para o consumo humano, a seca causa prejuízos à economia rural da região.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Câmara aprova emenda de Paulinho que estende reajuste do salário mínimo a todos os aposentados

A Câmara dos Deputados aprovou, por 206 votos a 179, a emenda do deputado federal Paulo Pereira da Silva, Paulinho da Força, presidente do Solidariedade, que estende os aumentos do salário mínimo aos demais benefícios da Previdência Social (aposentadorias e pensões) acima desse valor.
A  emenda foi apresentada junto a Medida Provisória que mantém as atuais regras de reajuste do salário mínimo para o período de 2016 a 2019. O reajuste é calculado pela soma da variação da inflação (INPC) do ano anterior e do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.
Nos últimos anos, os aposentados que recebem mais que um salário mínimo vinham tendo reajuste que apenas repunha a inflação do ano anterior. Com isso, seus proventos cresciam menos que o salário mínimo. Isso fez com que cerca de 80% dos 24 milhões de aposentados do setor privado recebam um salário mínimo.O projeto vai agora para o Senado e, se sofrer alterações, volta para a Câmara antes de ir à sanção da presidente Dilma Rousseff. Um possível veto poderá ser derrubado no Congresso. 


Reunião sobre as 30 horas entre sindicato e prefeitura acontece nesta sexta

Os profissionais da saúde pública de Três Lagoas reivindicam a carga horária de 30 horas semanais
Nesta sexta-feira, 26 de junho, representantes do Setasp – Sindicato dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares do Setor Público de Três Lagoas se reúne com a prefeita Márcia Moura às 8 horas na Prefeitura Municipal de Três Lagoas.,  para tratar sobre a implantação da carga horária de 30 horas semanais. A reunião foi uma das propostas da administração municipal para encerrar a greve que ocorreu no mês de abril.
O presidente do sindicato, João Carvalho, falou sobre a possibilidade de conquistar a carga horária pretendida. “Estamos animados com a reunião, espero que a prefeitura encare com seriedade este projeto que irá beneficiar os profissionais e, consequentemente, a população três-lagoense”, explicou.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Justiça absolve jornalista Juca Kfouri da acusação de injúria contra ex-presidente da CBF

O juiz Ulisses Pascolati Junior, do Juizado Especial Criminal Central, absolveu, na sexta-feira, 19 de junho, o jornalista Juca Kfouri da acusação de injúria praticada contra o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e ex-deputado estadual, José Maria Marin.

Marin ajuizou ação argumentando que teve a honra ofendida pelo jornalista, que teria excedido os limites da liberdade de expressão, informação e manifestação de pensamento, ao publicar em seu blog dois textos, que estabeleceriam ligação entre um pronunciamento proferido por Marin na Assembleia Legislativa, na época em que era deputado estadual, e a morte do jornalista Vladimir Herzog, ocorrida dias depois, no ano de 1975.

O jornalista se defendeu afirmando que apenas publicou as matérias quando Marin, depois de longos anos afastado da vida pública, assumiu a presidência da CBF, o que torna o fato motivo de interesse jornalístico, sendo importante relembrar sua história. Em relação à responsabilidade pela morte de Vladimir Herzog, Kfouri relatou que não atribuiu diretamente a ele, mas sim a todos aos que apoiavam o regime militar.

Em sua decisão, o magistrado destacou que "nos textos publicados pelo jornalista não se observa a tentativa de responsabilizar diretamente o ofendido pela morte de Vladimir Herzog. Os textos são, na realidade, voltados na tentativa de não deixar a história ser esquecida".

Comunicação Social TJSP – RP