Páginas

sábado, 13 de junho de 2015

FolhaGeral, da redação

Nos bastidores
da política local, a conversa é que o PMDB se reúne neste sábado com a presença de Jarbas Elias Zuri, assessor do vice-presidente da República Michel Temer. A conversa deve girar em torno das eleições do próximo ano. Em recente entrevista à Folha de S. Paulo, o vice-presidente Temer disse que o PMDB lançaria candidatos próprios às prefeituras. Que faz tempo – o PMDB anda aboletado na garupa de outros partidos – isso faz!

Se for
mantida a tese de Michel Temer, será ruim para o candidato que não tiver o apoio do PMDB em Jales, pois o partido ainda mantém uma margem de 20 a 30% dos votos válidos.

A secretária
estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella, anunciou nesta terça-feira (9) que o governo do Estado pretende ampliar a Rede de Reabilitação Lucy Montoro. Atualmente, existem 17 unidades instaladas da Rede, "mas nosso projeto é de ampliar para mais dez unidades no Estado, sendo quatro semelhantes ao modelo atual e seis dedicadas a deficientes visuais; duas delas com centros de treinamentos de cães guias", disse.

O prefeito
Pedro Callado solicitou a implantação de uma unidade da Rede de Reabilitação em Jales. É uma pena, no caminho se encontra Votuporanga, que tem seu deputado estadual – Carlão Pignatari, líder tucano na Alesp – que foi menosprezado pelo eleitor jalesense. Mas vamos torcer para que Jales seja lembrada e ganhe uma unidade.

Acórdão
do substituto de Conselheiro – Auditor Dr. Alexandre Manir Figueiredo Sarquis –, publicado no Diário Oficial de 04/06/2015, considerou a prestação de contas de repasses públicos no exercício de 2008 da Prefeitura de Jales à ADERJ – Associação dos Deficientes Físicos da Região de Jales (OSCIP) irregulares. Valor repassado de R$ 920.354,71.

A Fundação
Getúlio Vargas (FGV) divulgou nesta segunda-feira (8) um estudo em que constatou que o Estado de São Paulo tem 25 das 40 microrregiões mais competitivas do país. Os dados são do Perfil da Competitividade Brasileira, pesquisa inédita realizada em parceria com o jornal inglês Financial Times (FT).

De acordo
com o levantamento da FGV, que avaliou as 558 microrregiões brasileiras, as dez mais bem colocadas no indicador, que agrega todas as informações, foram São Paulo, Campinas, Florianópolis, Porto Alegre, Curitiba, Jundiaí, Guarulhos, Rio de Janeiro, Caxias do Sul e São José dos Campos.

As microrregiões
de São Paulo, Jundiaí, Campinas, São José dos Campos e Sorocaba foram as cinco primeiras colocadas no ranking de "Ensino Superior e Profissional". Assim como a educação fundamental, 75% das 20 principais microrregiões brasileiras nessa dimensão estão em São Paulo. Completam esta lista: Osasco, Marília, Fernandópolis, Limeira, São Carlos, São José do Rio Preto, Piracicaba, Votuporanga, Bauru e Ribeirão Preto.

Os vereadores
Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista, Luís Fernando Rosalino, Pérola Maria Fonseca Cardoso e Rivail Rodrigues Júnior solicitaram, na sessão parlamentar de segunda-feira (8 de junho), várias informações ao prefeito Pedro Callado sobre contrato e execução dos serviços firmados pela Prefeitura junto à empresa Macchione Projeto Construção e Pavimentação Ltda, de Catanduva (SP), responsável pela coleta de lixo, gestão do aterro sanitário e varrição das vias públicas.

Segundo os
Vereadores, as operações de coleta de lixo, gestão do aterro sanitário e varrição dos logradouros públicos já foram iniciados pela empresa Macchione Projeto Construção e Pavimentação Ltda e esse tipo de contrato sempre gerou muitas dúvidas junto à população, especialmente no que tange à limpeza de ruas e bairros.

O prefeito
Callado, a pedido dos vereadores, deverá responder qual é a programação contratada pela Prefeitura junto à empresa para a varrição das vias públicas em Jales, além de especificar os bairros e quantidade de varrições semanais contratadas para cada bairro. Eles querem saber também a quantidade de metros quadrados de varrição semanal contratada, a quantidade de varredeiras prevista no contrato para a varrição das vias públicas, a quantidade delas efetivamente contratadas, além dos critérios utilizados na contratação.

Dias destes,
o prefeito Callado esteve chorando as pitangas por, este ano, nada haver de emendas em favor de Jales, principalmente para infraestruturaOs asfaltos – velho e novo – estão se deteriorando e – logo, logo – não existirão mais. Para mudar isto, Callado foi atrás do deputado André Prado (PR), dos quatro votos em Jales, com o intuito de levantar recursos.

Dizem
nos bastidores de que a ex-prefeita Nice Mistilides não teria corrido atrás de deputados para apresentar emendas em prol da cidade. Infelizmente, a ação política obrigatória dos prefeitos em todo o território brasileiro é correr atrás de recursos. Não é um vício, mas uma praxe oficial que obriga os administradores municipais a dobrarem a coluna.

Caramez recebe prefeito Saracuza



O subsecretário de Estado de Assuntos Parlamentares,
João Caramez, despacha com o prefeito Airton Saracuza, de Urânia.
Caramez com os prefeitos Saracuza, José Aparecido, de
 Santana da Ponte Pensa, e Valderis Molina, de Santa Salete



O subsecretário de Estado de Assuntos Parlamentares, João Caramez, recebeu nesta quarta-feira, 10 de junho, a visita do prefeito de Urânia Francisco Airton Saracuza, que esteve acompanhado dos prefeitos José Aparecido de Melo, de Santana da Ponte Pensa e de Valderis Molina, de Santa Salete, no Palácio dos Bandeirantes. Na pauta, avaliação sobre o andamento das emendas parlamentares destinadas aos municípios.
Os prefeitos destacaram a luta de seus municípios para conseguir recursos para realização de obras e projetos que garantam o desenvolvimento dos municípios e região. Eles ressaltaram que "travam uma luta diária para atender as necessidades locais e contam com o apoio do Governo do Estado para garantir o atendimento dos pleitos da população".
O subsecretário Caramez acompanhou a explanação dos gestores e os parabenizou pelo trabalho realizado em suas cidades. "Já fui prefeito e sei o quanto é difícil administrar um município com poucos recursos e muitas demandas. É preciso se dedicar e trabalhar com honestidade e seriedade sempre em parceria com a população para juntos alcançar os objetivos da comunidade", ressaltou.

Ilustre aniversariante

 
Nesta quinta-feira, 11 de junho, o destacado vereador uraniense João Jovino Batista, mais conhecido como João Pega-Lebre, recebeu de seus familiares, amigos, correligionários e colegas de Legislativo, os parabéns pelo aniversário.

FSMS está distribuindo agasalhos arrecadados durante a campanha

 
O Fundo Social Municipal de Solidariedade desde segunda feira, 8 de junho está distribuindo roupas arrecadadas na Campanha do Agasalho 2015, quando foram arrecadadas aproximadamente 10 mil peças entre roupas, cobertores, agasalhos e calçados.
As peças são destinadas a famílias em situação de vulnerabilidade social do município, conforme cadastramento feito pelo Fundo Social e vai beneficiar cerca de 500 delas.
"Não há uma quantia de peças estipulada para cada família cadastrada. No dia e horário previamente divulgado, os interessados comparecem e retiram quantos itens forem necessários para atender a necessidade da família," informou a primeira-dama e presidente do fundo social, Lucia Helena Gomes Moraes (foto ao lado)
"Agradecemos mais uma vez aos munícipes que contribuíram para o sucesso da campanha, doando agasalhos a quem realmente necessita. A solidariedade vai esquentar o inverno de muitas famílias. Além da grande quantidade arrecadada neste ano, a qualidade das peças foi excelente, o que demonstra o carinho da população em ajudar realmente os mais carentes", completou Lúcia Callado.
A entrega está sendo feita na Avenida Guilherme Soncini, nº1361, no Jardim Tangará, frente à creche do municipal, até o próximo dia 17. São convocadas 30 famílias por dia, que são atendidas pelos funcionários da Promoção Social, Fundo Social de Solidariedade e voluntários.

Alunos da Unijales são aprovados no Conselho Federal de Contabilidade

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) , divulgou no Diário Oficial da União, no dia 29 de abril o resultado do Exame de Suficiência do 1º semestre de 2015.
Os aprovados do curso de Ciências Contábeis da Unijales, coordenado pelo professor Júlio César Siqueira foram, Carlos Henrique Silva Orlando, Kelly Barbero, Laisla Francieli Dias, Wellington Serrano Lacerda e Silmara Ferreira Neves (foto).
O Exame do CFC tem como objetivo comprovar o conhecimento médio para que o Bacharel em Ciências Contábeis possa exercer as suas funções no mercado de trabalho.
A prova para a categoria bacharel em Ciências Contábeis e técnico em Contabilidade foi aplicada no dia 22 de março em mais de 120 cidades do Brasil. O Exame acontece duas vezes ao ano, sendo uma prova em cada semestre. Para ser aprovado, o aluno precisa acertar, no mínimo 25 questões objetivas, o que significa 50% da prova.
Toda a preparação para o exame de suficiência, com conteúdo específico foi dado pelo professor e coordenador do curso, Júlio Siqueira. Agora os alunos do 4º ano de Ciências Contábeis da Unijales tornaram-se os mais novos habilitados ao exercício legal da Contabilidade. Parabéns aos aprovados. (por Daniel Zilio)

Equipe mirim de vôlei de Urânia é campeã dos JEEPS da região de São José do Rio Preto

Equipe treinada pelos professores José Rocha e
Florisvaldo vai em busca do título em Lins



Na terça-feira, 9 de junho, a equipe mirim da Escolinha de Vôlei de Urânia, representando a E.E. Professor "Akió Satoru", sagrou-se campeã dos JEESP - Jogos Escolares do Estado de São Paulo - da região de São José do Rio Preto ao vencer a equipe da EE. "Desolina Betti Gregorin" de Irapuã-SP., por 2 sets a 0, com parciais de 25X15 e 25X14, em jogo disputado em Votuporanga (SP). O resultado habilita ao time, disputar as finais dos Jogos Estaduais, que serão realizadas em agosto na cidade de Lins-SP. O time é treinado pelo professor José Rocha de Freitas e tem como técnico nos Jogos o professor Florisvaldo Paulon Turato.

Templo de bondade, por Adelvair David

Sois artífices do vosso próprio destino, asseveram os espíritos venerandos.

É importante ancorar os sentimentos em porto seguro para que a vida tenha sentido e se possa experimentar paz, mesmo em meio as modificações a que todos devem se adaptar no curso da existência.
Em "O Evangelho Segundo o Espiritismo", encontramos os dizeres dos nobres benfeitores: "porque lamentais as calamidades que vós mesmos amontoastes sobre vossas cabeças? ". Cabe somente ao homem ser feliz ou não. Nem sempre a causa do sofrimento está na atual existência, mas com certeza está dentro de cada um, pois que, ninguém transgride a lei de amor, sem que, em algum tempo, nesta ou noutra existência, seja chamado às contas pela consciência.
É preciso que o espírito humano erga um templo íntimo consagrado a bondade. Que o bem seja constante e insistentemente praticado, para que lhe surja uma nova natureza, impedindo-o de fazer o mal em qualquer grau que seja. Não há um pensamento, uma atitude, uma ação, um desejo que fique sem registro profundo na intimidade do espírito. Por isso asseverou o mestre e Senhor Jesus: "aquele que olhar para uma mulher e deseja-la já cometeu adultério para com ela". É preciso ver nesta afirmativa além do sentido literal, mas de forma geral, onde o Cristo utilizando esta ideia nos fala do mal até por pensamento, sob qualquer aspecto. Se pensamos em prejudicar alguém, já o prejudicamos; se desejamos coisas ruins para os outros, já fizemos a estes; se tramamos e maquinamos coisas ilícitas, já as realizamos. É claro que se é mais culpado pelo mal praticado do que pensado, porém, é necessário vigiar as suas nascentes, no pensamento.
Praticar o bem é pensar, desejar, movimentar forças na direção do bem. Ser resignado, probo, consciencioso, dócil, afetivo são formas de se corrigir a má natureza, substituindo-a por uma melhor, que certamente conduzirá a pessoa a experimentar um estado de alegria íntima, pelo simples fato de cultivá-las em seu coração, onde certamente habita o criador.
Bom lembrar então, que sendo de sua responsabilidade, o homem deve construir uma vida cheia de nobreza, sem deslizes propositais, onde o seu futuro será a colheita da prática do bem que o seu coração já conquistou, tendo se transformado então, na sua própria virtude, ou seja, um homem de bem, para nunca mais se corromper. 
NA LEVEZA DA BONDADE DEVE VIAJAR O CORAÇÃO, RUMO A VERDADEIRA FELICIDADE.

Reunião na ACIJ marca o início dos trabalhos para a decoração natalina

Uma reunião na sede da Associação Comercial e Industrial, no dia 3 de junho, marcou o início das ações voltadas para o trabalho que deverá ser realizado para a decoração das ruas e das praças centrais da cidade para o período das festas natalinas.

A participação dos vários segmentos envolvidos é muito importante, na avaliação do presidente da associação, Carlos Roberto Altimari. Ele já estava preocupado em iniciar logo essas ações para que tudo seja realizado a fim de que a cidade tenha uma decoração à altura do seu comércio que atende a população de toda a região.

Carlinhos também destacou a liberação de R$ 110 mil da Câmara Municipal para a aquisição do material e lembrou que a Secretaria Municipal de Educação já está começando um trabalho de recolhimento de garrafas pet que deverão ser usadas nas peças decorativas a serem elaboradas sob a coordenação da Associação dos Artesãos. Ao mesmo tempo, a Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo já começa a pensar nas atrações a serem programadas.

"Nós temos a obrigação de fazer uma boa decoração de fim de ano, pois só assim estaremos prestigiando o nosso comércio, evitando que os consumidores passem a comprar em outras cidades nessa época", afirmou Carlinhos.

A reunião na ACIJ teve a presença da secretária de Educação Marynilda Cavenaghi, do secretário de Esporte, Cultura e Turismo, Ademir Molina, do secretário de Planejamento e Trânsito, José Magalhães Rocha e da presidente da Associação dos Artesãos, Lucilene Fiochi.

Vereadores solicitam abertura de CEI da merenda escolar

Na sessão parlamentar de segunda-feira, 8 de junho, foi requerida junto à Mesa Diretora da Câmara Municipal de Jales, a constituição de uma Comissão Especial de Inquérito – CEI, para apurar eventuais irregularidades na contagem e pagamento pela administração municipal das refeições servidas na merenda escolar nos períodos de março a novembro de 2014 e de março a maio de 2015.
A Comissão foi criada a partir da resposta a um requerimento ao Poder Executivo que informou que a quantidade de refeições servidas aos estudantes atendidos pela empresa contratada pela Prefeitura Municipal totalizou o seguinte: no mês de novembro de 2014: 184.754 ; no mês de março de 2015: 171.462 e no mês de abril de 2015: 139.432.
A partir dessa totalização, tornou-se possível perceber que houve uma redução de quase 30% (trinta pontos percentuais) na quantidade de refeições servidas pela empresa de merenda escolar, considerados somente os meses de março e abril de 2015, o que causou estranheza e motivou a criação da CEI.
A CEI será composta por três membros, indicados pelas lideranças partidárias, assegurada a representação proporcional, tanto quanto possível, para, no prazo de noventa dias, prorrogável por até mais noventa dias, se necessário. As lideranças partidárias devem indicar os vereadores que irão compor a Comissão até o início da próxima semana.

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

MARCELO RAMIRE GONÇALVES e LAISA DRIELEN DA SILVA MARINHO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 24 de dezembro de 1.981, radialista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Arlindo Martins Gonçalves e de Maria Aparecida Ramire Gonçalves. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 22 de outubro de 1.987, gerente, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ademar Domingos Marinho e de Elizania Lourenço da Silva.
WAGNER HASHIMOTO e VERÔNICA SAMARTINO ALBINO. ELE, natural de Votuporanga, deste Estado, nascido aos 14 de junho de 1.982, servidor público municipal, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Sergio Hashimoto e de Dalva Vatanabe Hashimoto. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 05 de dezembro de 1.985, nutricionista, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Djalma Jésus Albino e de Rosângela Samartino Albino.
GILMAR CARVALHO DOS SANTOS e SARA MARIA DANITHELE MILAN DOS SANTOS. ELE, natural de Colider, Estado de Mato Grosso, nascido aos 25 de abril de 1.987, motorista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Pedro Caboclo dos Santos e de Elenir Aparecida de Carvalho Santos. ELA, natural de Paranapuã, deste Estado, nascida aos 17 de outubro de 1.995, auxiliar de professora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Edivaldo dos Santos e de Maria Rosa Donizete Milan dos Santos.
RODRIGO MARTINS FONSECA e ROSÂNGELA RODRIGUES PEREIRA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 06 de outubro de 1.982, serrados de tear, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Manoel Alves Fonseca e de Flausina Augusto Ribeiro Fonseca. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 26 de fevereiro de 1.982, gari, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Luiz Donizete Pereira e de Leonice Rodrigues Pereira.
RENIEL DIAS CAMPOS e ELIZANDRA ZEULI. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 07 de fevereiro de 1.969, micro empresário, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Dias Campos e de Ana Barbosa Campos. ELA, natural de Santa Salete, deste Estado, nascida aos 26 de maio de 1.980, micro empresária, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de João Zeuli Neto e de Aparecida Lemes Zeuli.
SILVIO JOSÉ DE FREITAS e JOICE GONÇALVES CRUS. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 26 de maio de 1.977, pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Benedito José de Freitas Filho e de Josefina Vitoria de Andrade Freitas. ELA, natural de São Paulo, deste Estado, nascida aos 18 de fevereiro de 1.996, do lar, do lar, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Gilberto Roque Crus e de Luciana Maria Gonçalves Crus.
RENAN VINICIUS PIMENTA e BEATRIZ MARTINS SECCO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 12 de julho de 1.991, empresário, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Nelcides Pimenta e de Sandra Socorro Ferreira. ELA, natural de Urânia, deste Estado, nascida aos 24 de abril de 1.995, vendedora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Luis Rogerio de Faria Secco e de Leandra Helia Martins Secco.
IGALDINO CASAGRANDE e WILZA CASSIA BARBOSA DOS REIS. ELE, natural de Marapuama, deste Estado, nascido aos 18 de abril de 1.940, aposentado, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Antonio Casagrande e de Libera Zanchetta. ELA, natural de Fernandópolis, deste Estado, nascida aos 10 de fevereiro de 1.980, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Wilson Soares dos Reis e de Roseli Barbosa.
EDUARDO FERREIRA DONINHO e DANIELA GRIEP. ELE, natural de Tupã, deste Estado, nascido aos 19 de março de 1.983, comerciante, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Ferreira Doninho e de Ageni Bessa de Almeida Doninho. ELA, natural de Três de Maio, Estado de Rio Grande do Sul, nascida aos 02 de maio de 1.986, comerciante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ilson Griep e de Mara Inês Cardoso Griep.
TIAGO HENRIQUE DE OLIVEIRA e AMANDA CRISTINA DOS SANTOS. ELE, natural de Mirassol D’Oeste, Estado de Mato Grosso, nascido aos 28 de fevereiro de 1.987, frentista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Mônica Aparecida de Oliveira. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 18 de outubro de 1.996, estudante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Edinaldo Pereira dos Santos e de Andrea Cristina da Silva Broisler.
OSVALDO BATISTA DE PAULA e SINVALTINA DAS DORES PEREIRA DE CASTRO. ELE, natural de Ribeirão Claro, deste Estado, nascido aos 06 de agosto de 1.941, aposentado, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de João Batista de Paula e de Thomazia Caetana da Silva. ELA, natural de Serra das Araras, Estado de Minas Gerais, nascida aos 02 de março de 1.949, do lar, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de João Pereira de Castro e de Georgina Durães Coutinho.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli
Oficial Interina


Sabesp tem 95% de aprovação de clientes na região noroeste

A Sabesp teve aprovação de 95% dos clientes na região, onde a empresa atende 82 municípios. A pesquisa foi aplicada entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano pela Promáxima Gestão Empresarial.
Em todo o Estado, foram entrevistados 5.850 clientes, que responderam o quanto estavam satisfeitos em relação aos serviços e produtos da Sabesp em 2014. A companhia alcançou 80% de satisfação geral no Estado.
Dos entrevistados na região, 95% se mostraram satisfeitos com o atendimento prestado pela Sabesp e com o abastecimento de água; e 91% aprovaram os serviços de coleta e tratamento de esgoto, realizados pela empresa.
A pesquisa também questionou o comprometimento socioambiental da Sabesp. Ou seja, se ela se preocupa com o meio ambiente e com o bem-estar social. O resultado foi 90% de aprovação. Um ponto relevante na pesquisa é o alto nível de satisfação dos clientes com o atendimento prestados pelos funcionários da empresa. "Dos entrevistados, 96% afirmaram que os profissionais da empresa são sempre educados e atenciosos", comentou o superintendente regional, Antonio Rodrigues da Grela Filho.
A pesquisa, que é realizada a cada dois anos, tem como objetivo analisar o nível de satisfação dos clientes e compará-lo aos resultados anteriores, visando à constante melhoria dos serviços prestados à população.

Aí vem a Encíclica, por D. Demétrio Valentini

 
Há tempo vem sendo anunciada uma encíclica muito especial do Papa Francisco. Especial sobretudo pelo tema, abrangente, polêmico, urgente, e necessitado de decisões, que ninguém tem a coragem de propor e de assumir.
Trata-se da ecologia, das questões levantadas em torno do meio ambiente, com o leque de desdobramentos que o assunto comporta e estimula.
Nunca uma encíclica foi tão anunciada e aguardada com esta. Trata-se, evidentemente, de uma estratégia de divulgação e de acolhida. Mas o fato não se limita a um expediente de comunicação bem preparado e estudado.
Por ser um documento emanado do Papa, com o prestígio que ele vem adquirindo, como referência ética mundial, confere à prometida encíclica um valor especial.
Mas a razão parece ser outra. Acontece que a problemática ecológica vem crescendo de importância nas preocupações que as mudanças climáticas suscitam. Mas esta preocupação não encontra uma resposta adequada, seja no âmbito da consciência pessoal, ou no contexto dos dirigentes políticos das nações.
Diante dos grandes desafios que a problemática ecológica suscita, parece que os dirigentes políticos se vêem cada vez mais encabulados e indecisos a tomar providências, com medo de se verem prejudicados e contestados pelos cidadãos de cada país, ou de perderem eventuais vantagens econômicas decorrentes da situação atual.
Desta maneira, se fortalece uma inércia, que inviabiliza as urgentes medidas que precisariam ser tomadas.
Diante deste impasse, a figura do Papa Francisco emerge como uma esperança consistente de mudanças importantes, que precisam ser tomadas com urgência. O Papa aparece como o fator decisivo na superação de um impasse, que imobilizou a iniciativa política diante de um problema que só pode ser enfrentado adequadamente se for levada em conta sua dimensão mundial.
Todos esperam que o Papa Francisco rompa este imobilismo.
Acresce que nesta causa parece residir a marca registrada do seu pontificado. Ainda recordamos bem que, ao ser eleito papa, uma das surpresas maiores, foi a escolha do nome que adotou.
Pois a questão ecológica é relacionada intimamente com a mensagem de São Francisco. Assim, simbolicamente, o Papa Francisco selaria sua identificação com São Francisco, assumindo a causa ecológica, como São Francisco soube fazer eximiamente.
De uma coisa, em todo o caso, todos podemos ter a certeza, mesmo antes de conhecermos o seu conteúdo. A nova encíclica virá muito marcada pela espiritualidade franciscana, que brotará do surpreendente encontro do papa atual com o Santo de oito séculos atrás, mas muito atual por suas intuições ecológicas.
É notório que o Papa solicitou ajuda de algumas pessoas ligadas à causa ecológica, não se excluindo que ele tenha pedido a colaboração do teólogo brasileiro Leonardo Boff.
Mas ele fez questão de sinalizar que iria integrar as eventuais sugestões de acordo com o seu projeto de uma encíclica que dê conta do tamanho da problemática, e que finalmente rompa o imobilismo de efetivar as providências que a seriedade da causa está pedindo.
Em todo o caso, vem chegando a encíclica do Papa. É só aguardar para ver! 

Polícia Militar de Urânia faz apreensão de drogas

Nesta quarta feira, 10 de junho, à tarde, a Polícia Militar de Urânia, em apoio ao Conselho Tutelar local foi à uma residência no bairro Vicente Filié, para buscar roupas de uma menor que era vítima de agressão de seu companheiro, também menor.
Ao adentrarem a casa junto com a menor e seu companheiro, quando a mesma abriu o guarda-roupas, os policiais verificaram que havia papelotes de crack, apetrechos para embalagem, dinheiro, celulares e um simulacro de garrucha.
No local também foi encontrada uma motocicleta Honda que foi apreendida por estar em situação irregular. Os produtos foram apreendidos junto com o menor e foram encaminhados ao DP local para as providências. (MPG).

Parece que foi ontem... por Paiva Netto


Estou comemorando 59 anos de trabalho na LBV. Amanhecia 29 de junho de 1956 — Dia de São Pedro e São Paulo. Nasci no Rio de Janeiro. Com 15 anos, num gesto intuitivo, liguei o rádio. Estava no ar a Tamoio. Vivíamos os festejos juninos. Surpreso, ouvi os acordes de Noite Feliz! em tempo ainda distante do Natal. E logo vibrou a palavra de Alziro Zarur (1914-1979). Esse fato mudou a minha vida, tal qual a de tantos outros que aguardavam algo que lhes falasse o que precisavam ouvir a respeito de Quem, no dizer de João Batista, nem somos merecedores “de limpar-Lhe o pó das sandálias”: Jesus! Zarur entoava o “Glória a Deus nas Alturas, Paz na Terra aos homens de Boa Vontade!” (Evangelho, segundo Lucas, 2:14.) Naquela hora, como que um raio desceu sobre mim, mas não me fulminou. Pelo contrário: percebi que não sou apenas um produto da carne, posto que certa mentalidade por aí faz alguns pensarem que este mundo seja um açougue. Tenho espírito. Não em resultado de combinações químicas cerebrais, porquanto a inteligência situa-se além do corpo, como que havendo uma mente psíquica fora do cérebro somático. (...) A partir daquele momento, o que foi despertado em mim não poderia surgir de um pedaço de matéria que um dia se transformará na rebelião famélica dos vermes. Ah! Somos alguma coisa bem superior, que sintoniza as estrelas! É essencial ter, portanto, em nós um diapasão que ressoe na grandeza de sua melodia. (...) No mesmo instante, virei-me para minha saudosa mãe, Idalina de Paiva (1913-1994) e, decidido, sentenciei: “É com esse que eu vou!”.
Aprendi nestes anos de vida legionária que ninguém faz nada sozinho. No meu 59º aniversário de trabalho nesta Obra — que luta ininterruptamente por um Brasil melhor e uma Humanidade mais feliz — compartilho também essa marca com todos os que, com suas preces e apoio às nossas iniciativas, formam a grande família da Boa Vontade de Deus. 
José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.brwww.boavontade.com

Deputado Carlão Pignatari acompanha Fausto Pinato em anúncio de recursos para Santa Casa de Votuporanga

Fausto encampou emendas do ex-deputado João Dado direcionadas ao hospital


O deputado estadual Carlão Pignatari, líder da Bancada do PSDB na Assembleia Legislativa, acompanhou o deputado federal Fausto Pinato (PRB), em cerimônia em que anunciou a destinação de R$ 1 milhão para a Santa Casa de Votuporanga. O ato ocorreu na manhã desta sexta-feira (12/06) no hall da lanchonete do hospital, onde se reuniram diretores e funcionários da Santa Casa.
Entre os presentes estavam, ainda, o provedor do hospital, Valmir Dornelas, o prefeito Junior Marão, o vice Waldecy Bortoloti, o presidente da Câmara Municipal, Serginho da Farmácia, o ex-deputado federal João Dado e a esposa de Fausto, Verônica.
Os recursos são provenientes de uma emenda apresentada por Dado durante seu mandato parlamentar. Como Dado não obteve reeleição no ano passado, através de um acordo de cavalheiros, Fausto Pinato compartilhou as emendas dele, tanto as destinadas a Votuporanga como as de Fernandópolis, cidade de Fausto.
De acordo com o provedor Valmir, 80% dos atendimentos da Santa Casa, atualmente, são de pacientes de SUS. "Por isso, dependemos muito de emendas parlamentares, tanto para custeio como para investir em equipamentos". Ele informou ainda que o hospital atende pessoas de 53 cidades da região, em procedimentos de média e alta complexidade, dentro do modelo de hospital estruturante, do governo do Estado.
Dado, por sua vez, manifestou seu contentamento por Fausto ter compartilhado suas emendas. "Estamos juntos para proteger a vida", bradou. Acrescentou, porém, que desse R$ 1 milhão a Santa Casa deverá receber apenas R$ 800 mil, haja vista que o ajuste fiscal implementado pelo governo federal provocou o corte de cerca de 20% dos recursos provenientes de emendas.
O deputado Carlão disse a Fausto que "é um prazer recebê-lo em Votuporanga, pois, atualmente você é o único deputado federal da região. E a região precisa muito da ajuda dos governos estadual e federal". Carlão disse ainda que "estamos num ano difícil, de recessão econômica, mas temos que continuar trabalhando, unidos, por nossa região", conclamou.
O prefeito enfatizou que a Santa Casa de Votuporanga é hoje um hospital de referência, com um alto nível de profissionais. Destacou que "a união realmente faz a força e o Fausto para mim é uma grata surpresa, pois, com pouco tempo na Câmara Federal já faz história; tem um discurso de aglutinação, de unir esforços. Pelas ações que o Fausto está tomando, tenho certeza que ele vai ajudar muito Votuporanga".
O  deputado Fausto elogiou a cidade: "Votuporanga é o que é porque vocês se uniram. Aqui a coisa vai; Votuporanga está dando certo. Temos que unir toda a região, trabalhar sem ciumeira". Ao comentar sobre a emenda parlamentar, disse que "a Santa Casa é de todos nós, podem contar comigo", finalizou.
Para finalizar, Carlão informou que no dia anterior estivera com o deputado federal Guilherme Mussi, presidente estadual do PP, que, a pedido de Dado apresentara uma emenda para a Santa Casa de Votuporanga. Em agradecimento, a diretoria do hospital enviou-lhe um quadro de agradecimento, "o que me deixou muito lisonjeado", teria dito Mussi a Carlão.

Folhageral, da redação

Nos bastidores
da política local, a conversa é que o PMDB se reúne neste sábado com a presença de Jarbas Elias Zuri, assessor do vice-presidente da República Michel Temer. A conversa deve girar em torno das eleições do próximo ano. Em recente entrevista à Folha de S. Paulo, o vice-presidente Temer disse que o PMDB lançaria candidatos próprios às prefeituras. Que faz tempo – o PMDB anda aboletado na garupa de outros partidos – isso faz!

Se for
mantida a tese de Michel Temer, será ruim para o candidato que não tiver o apoio do PMDB em Jales, pois o partido ainda mantém uma margem de 20 a 30% dos votos válidos.

A secretária
estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella, anunciou nesta terça-feira (9) que o governo do Estado pretende ampliar a Rede de Reabilitação Lucy Montoro. Atualmente, existem 17 unidades instaladas da Rede, "mas nosso projeto é de ampliar para mais dez unidades no Estado, sendo quatro semelhantes ao modelo atual e seis dedicadas a deficientes visuais; duas delas com centros de treinamentos de cães guias", disse.

O prefeito
Pedro Callado solicitou a implantação de uma unidade da Rede de Reabilitação em Jales. É uma pena, no caminho se encontra Votuporanga, que tem seu deputado estadual – Carlão Pignatari, líder tucano na Alesp – que foi menosprezado pelo eleitor jalesense. Mas vamos torcer para que Jales seja lembrada e ganhe uma unidade.

Acórdão
do substituto de Conselheiro – Auditor Dr. Alexandre Manir Figueiredo Sarquis –, publicado no Diário Oficial de 04/06/2015, considerou a prestação de contas de repasses públicos no exercício de 2008 da Prefeitura de Jales à ADERJ – Associação dos Deficientes Físicos da Região de Jales (OSCIP) irregulares. Valor repassado de R$ 920.354,71.

A Fundação
Getúlio Vargas (FGV) divulgou nesta segunda-feira (8) um estudo em que constatou que o Estado de São Paulo tem 25 das 40 microrregiões mais competitivas do país. Os dados são do Perfil da Competitividade Brasileira, pesquisa inédita realizada em parceria com o jornal inglês Financial Times (FT).


De acordo
com o levantamento da FGV, que avaliou as 558 microrregiões brasileiras, as dez mais bem colocadas no indicador, que agrega todas as informações, foram São Paulo, Campinas, Florianópolis, Porto Alegre, Curitiba, Jundiaí, Guarulhos, Rio de Janeiro, Caxias do Sul e São José dos Campos.

As microrregiões
de São Paulo, Jundiaí, Campinas, São José dos Campos e Sorocaba foram as cinco primeiras colocadas no ranking de "Ensino Superior e Profissional". Assim como a educação fundamental, 75% das 20 principais microrregiões brasileiras nessa dimensão estão em São Paulo. Completam esta lista: Osasco, Marília, Fernandópolis, Limeira, São Carlos, São José do Rio Preto, Piracicaba, Votuporanga, Bauru e Ribeirão Preto.

Os vereadores
Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista, Luís Fernando Rosalino, Pérola Maria Fonseca Cardoso e Rivail Rodrigues Júnior solicitaram, na sessão parlamentar de segunda-feira (8 de junho), várias informações ao prefeito Pedro Callado sobre contrato e execução dos serviços firmados pela Prefeitura junto à empresa Macchione Projeto Construção e Pavimentação Ltda, de Catanduva (SP), responsável pela coleta de lixo, gestão do aterro sanitário e varrição das vias públicas.

Segundo os
vereadores, as operações de coleta de lixo, gestão do aterro sanitário e varrição dos logradouros públicos já foram iniciados pela empresa Macchione Projeto Construção e Pavimentação Ltda e esse tipo de contrato sempre gerou muitas dúvidas junto à população, especialmente no que tange à limpeza de ruas e bairros.

O prefeito
Callado, a pedido dos vereadores, deverá responder qual é a programação contratada pela Prefeitura junto à empresa para a varrição das vias públicas em Jales, além de especificar os bairros e quantidade de varrições semanais contratadas para cada bairro. Eles querem saber também a quantidade de metros quadrados de varrição semanal contratada, a quantidade de varredeiras prevista no contrato para a varrição das vias públicas, a quantidade delas efetivamente contratadas, além dos critérios utilizados na contratação.

Dias destes,
o prefeito Callado esteve chorando as pitangas por, este ano, nada haver de emendas em favor de Jales, principalmente para infraestruturaOs asfaltos – velho e novo – estão se deteriorando e – logo, logo – não existirão mais. Para mudar isto, Callado foi atrás do deputado André Prado (PR), dos quatro votos em Jales, com o intuito de levantar recursos.

Dizem
nos bastidores de que a ex-prefeita Nice Mistilides não teria corrido atrás de deputados para apresentar emendas em prol da cidade. Infelizmente, a ação política obrigatória dos prefeitos em todo o território brasileiro é correr atrás de recursos. Não é um vício, mas uma praxe oficial que obriga os administradores municipais a dobrarem a coluna.

Chico Xavier

Pergunta – Existe a tentação? Que é? Qual a sua causa?

Chico Xavier – A tentação, no fundo, é a projeção de tendências infelizes que ainda trazemos. Semelhante projeção, ao se exteriorizar em forma de pensamentos materializados, atraem sobre nós aquelas mentes, encarnadas ou desencarnadas, que se nos harmonizam com o modo de ser. Entendendo que a tentação nasce de nós, recordemos que um pacote de ouro não tenta um coelho, induzindo, muitas vezes, um homem às piores sugestões, enquanto que um pé de couve deixa um homem impassível, levando um coelho ao impulso da aproximação indébita.

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da "Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.


Depois da crise, por Reginaldo Villazón

Previsões de crises existem desde os tempos bíblicos. Acreditar ou não nelas, esta é uma questão de cunho pessoal. Revendo a história humana, é fácil constatar que houve muitas previsões e muitas crises, porém desconectadas na maioria das vezes. O mundo ainda tem fragilidades suficientes para não conseguir evitar novas crises, como terremotos, secas, guerras, epidemias, escassez de alimentos, caos financeiro, desemprego em massa.

Analistas de assuntos esotéricos, políticos e econômicos anunciam que hoje o mundo está próximo de uma grande crise econômica. Alguns deles são mais precisos: a crise que teima em não deixar o mundo em paz vai se intensificar até explodir em 2006. As justificativas estão na interpretação de profecias de Nostradamus, na análise de ações políticas dos líderes mundiais e no exame de dados econômicos de países importantes. Tudo muito inquietante.

Esta semana, a presidente Dilma Rousseff, que costuma colorir a realidade, disse que a marola da crise mundial de 2008 virou onda. De fato, a economia brasileira está crítica. O governo gasta mais do que arrecada, o comércio exterior está deficitário, a inflação e os juros estão altos, a produção industrial diminui, o comércio vende menos, o desemprego aumenta, a população se endivida, a corrupção produz prejuízos, a economia não cresce.

No mundo, a crise financeira que começou nos Estados Unidos em 2008 ainda não foi superada. Dívidas públicas elevadas são entraves econômicos poderosos. O Japão e os Estados Unidos têm dívidas públicas superiores aos seus PIB. O conjunto dos países da Zona do Euro tem 91,90% de dívida pública em relação ao PIB. O Reino Unido 89,40% e o Canadá 86,51%. O pagamento dos juros prejudica a saúde financeira e atenua o crescimento econômico.

Para os especialistas em economia brasileira, 2015 é visto como um ano pouco animador. A dívida pública crescente – hoje, em torno de 60% do PIB –, as medidas de arrocho fiscal e o baixo crescimento econômico contribuem para dificuldades. Em 2016, o país deverá passar por situação pior até reagir no fim do ano. O desempenho da economia mundial será melhor, mas com o risco de faltar recursos nos bancos centrais dos países endividados.

Sem dúvida, uma crise financeira em bancos centrais teria conseqüências desastrosas em todo o sistema financeiro mundial. Haveria uma quebradeira na economia global. Felizmente, há quem entenda que a crise vindoura não chegará a tanto. Mas alerta para a necessidade dos governos e pessoas alterarem seus focos sócio-econômicos.

Depois da crise, as atividades mais promissoras serão educação, saúde, desenvolvimento social, agricultura sustentável, preservação ambiental, fontes limpas de energia e outras de categorias parecidas. Ou seja, mais importante que a crise será "depois da crise".

O poder dos áulicos, por José Renato Nalini

 
Toda pessoa investida em autoridade se vê cercada por um grupo de pessoas cuja exclusiva função é incensar o detentor do cargo. Tenha ou não qualidades excepcionais, o poderoso é incensado. Os talentos do chefe são enfatizados, intensificados e exageradamente louvados pelos subalternos. A subalternidade não é tanto formal, quanto moral. Vocações de capacho se encontram dentro e fora das estruturas.

É a característica de seres humanos desprovidos de espinha dorsal ou dotados de um órgão similar complacente. Habituados à curvatura, ávidos por um exercício contínuo do mais abjeto servilismo. É raro que o ser humano revestido de qualquer parcela de poder continue a mesma pessoa que já foi antes de ter sido aquinhoado com essa porção de responsabilidade. 

O mais fácil e, portanto, mais comum, é impregnar-se dos melosos fluidos destilados pelos que sobrevivem quais avencas: sempre à sombra do poder. Isso explica, em grande parte, o ridículo de atitudes de arrogância, prepotência, hipersensibilidade ou soberba de alguns pobres seres que se iludem com a temporariedade das glórias humanas. "Sic transit gloria mundi", é a fórmula sapiencial.

Os Césares se faziam acompanhar de um escravo que repetia, enquanto desfilavam pela Roma em delírio: "Lembra-te de que haverás de morrer!". Hábito que, infelizmente, entrou em desuso. Hoje, as pessoas pensam que vão viver indefinidamente. Esquecem-se de que o mundo existiu durante milhões de anos antes de nós nascermos e que ele continuará a existir depois que, daqui a pouco, viermos a deixar esta esfera terrena. Triste papel o dos áulicos. 

Não permitem que o poderoso enxergue além do círculo de adoradores permanentes. Impedem que ele se banhe na realidade, que tenha contato com aqueles que, justamente por não partilharem da opinião comum dos bajuladores, poderiam contribuir com a imprescindível busca da verdade.

Essa a feição melancólica do convívio entre os homens, cuja miserável condição os converte em caricaturas, se não souberem distinguir o que efetivamente valem como pessoas, daquilo que representam enquanto detêm o poder. É a figura do "asno com relíquias", sempre lembrado por Antoine Garapon, meu colega juiz francês e filósofo do Direito e que precisaria ser relido por todos nós

*José Renato Nalini é presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo

O que a direita faz a esquerda não precisa saber, por Danilo Seidi Yoshida e Alexandre Farias Albuquerque

Recentemente, uma frase soou de maneira incisiva aos ouvidos do primeiro autor do artigo: "O que a direita faz a esquerda não precisa saber". As palavras ditas encontram-se na Bíblia e também em alguns "refrões" do cotidiano, induzindo ao entendimento de que não se deve vangloriar-se por atos feitos pelo bem de outrem.

No ambiente empresarial, a frase reflete, no entanto, uma realidade diferente. Presenciam-se cada vez mais empresas promovendo suas ações éticas e de responsabilidade social por meio de anúncios publicitários, transmitindo uma imagem de organização socialmente consciente nas operações que caracterizam seus negócios.

Será que um exame acurado das ações das grandes empresas indica responsabilidade social? Os gestores dessas organizações preocupam-se em equilibrar as expectativas dos acionistas aos interesses de funcionários, comunidade local, meio ambiente e sociedade como um todo? Ou isso é apenas fachada e as ações visam somente a cumprir a lei e evitar possíveis processos?

De acordo com Thompson Jr. et al (2008), empresas chefiadas por executivos morais e onde os princípios morais estão arraigados na cultura organizacional e na conduta dos seus funcionários têm uma chance maior de buscar o equilíbrio entre as expectativas de todos os interessados no bom desempenho da empresa (Stakeholders), embora saibamos que, no sistema capitalista, a empresa tem o dever de multiplicar o capital dos investidores.

Alguns gestores acreditam que ter ações ligadas a projetos sociais e ambientais é um fator de competitividade e também de sobrevivência no futuro. Os consumidores não estão exigindo apenas qualidade dos produtos, mas também o reconhecimento dos danos sociais ou ambientais causados pela empresa e a correspondente contrapartida.

Existem algumas companhias que operam com seriedade e comprometimento ético. Essas empresas passam, ao público, uma imagem de uma organização ecologicamente correta e que tem projetos sociais e ambientais que vão além de simples contribuições esporádicas. Seus consumidores sabem que, ao comprar seus fabricos, parte de seus desembolsos são destinados para melhorar a vida dos stakeholders e da sociedade como um todo.

Todavia, além dos líderes morais e da cultura organizacional, as exigências dos consumidores são fomentadoras das ações éticas e socialmente responsáveis executadas pelas empresas. Há também as obrigações legais – e muitas empresas se autodeclaram socialmente responsáveis apenas por cumprirem a lei. Os portadores de necessidades sociais conseguiriam emprego nas grandes empresas se não fosse com amparo legal? Com toda certeza, muitos teriam seu acesso questionado se não fosse a proteção da lei.

Fato é que as empresas já enxergam que suas obrigações e responsabilidades são investimentos de longo prazo e também jogadas de marketing. Guiadas pela multiplicação do lucro, reconhecem que o apoio à sociedade e ao ambiente também proporciona qualidade de vida e bem-estar à população.

Sempre ficará, no entanto, a dúvida: as empresas são socialmente responsáveis porque querem sê-lo, ou porque almejam evitar riscos de constrangimento, escândalos e possíveis ações disciplinares? Será que é possível, numa economia de mercado, que a maioria das empresas tenha lucro e realize suas atividades de forma ética e demonstre comportamento socialmente responsável? Quando essa possibilidade se realizar, a frase que gerou este texto passará a fazer sentido a toda a sociedade.

*Danilo Seidi Yoshida: Técnico em Administração e Acadêmico do curso de Administração da UFMS – Campus de Três Lagoas/MS. e-mail: ds_yoshida@hotmail.com

*Alexandre Farias Albuquerque: Administrador e professor do curso de Administração da UFMS – Campus de Três Lagoas/MS. e-mail: afaufms@gmail.com

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Sebrae-SP e Secretaria de Agricultura apoiam projeto de associação de ovinos

Na foto  (da esquerda para direita): Bruno Moreira, presidente da Aspaco;
Viviane Karina, consultora do Sebrae-SP; Arnaldo Jardim, Secretário de Agricultura;
e  Rafael do Carmo, gerente do Sebrae-SP
Gerente do Sebrae-SP, Rafael do Carmo, falou com Secretário de Agricultura, Arnaldo
Jardim, sobre projeto de melhoramento genético com ovinos da região
Dentro das ações para fortalecer criadores de ovinos da região de Votuporanga, o
gerente do Sebrae-SP, Rafael Matos do Carmo, reuniu-se na última terça-feira com o
Secretário de Agricultura do Estado, Arnaldo Jardim. O encontro buscou discutir o
apoio do Governo para o projeto piloto de melhoramento genético idealizado pela
Associação Paulista de Criadores de Ovinos (Aspaco) para atender, inicialmente, o
rebanho de ovinos da Associação dos Criadores da Região de Jales (Ascorj).
“Orientamos a criação do grupo em 2011 com criadores de Jales, Cosmorama,
Fernandópolis e São João das Duas Pontes para que eles entrem no mercado de
comercialização com maior poder de barganha e credibilidade junto aos compradores”,
explica o gerente do Escritório Regional do Sebrae-SP, Rafael Matos do Carmo.
O próximo passo é investir em melhoramento genético do rebanho comercial. Para isso,
a Associação Paulista de Criadores de Ovinos (Aspaco), com apoio do Sebrae-SP e da
Secretaria de Agricultura, deu inicio ao projeto piloto “Doação de Sêmen” das raças
Dorper e White Dorper feita pelo presidente da ABC Dorper, Paulo Franzine, com o
intuito de melhorar ainda mais a genética do rebanho comercial de ovinos no Estado
de São Paulo, começando com criadores da região de Jales que fazem parte da Ascorj.
Na reunião, realizada na sede do Sindicato Rural de São Manuel (SP) pela
Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), o Secretário Arnaldo
Jardim anunciou ainda outras ações de incentivo à cadeia de ovinos que serão
coordenadas pela Câmara Setorial de Caprinos e Ovinos da Secretaria. Entre elas
estão o mapeamento e quantificação da ovinocultura paulista.
"A ideia é reunir além da Aspaco, a ABC Dorper, o Sebrae-SP, e o Governo do Estado
para que nesse projeto piloto possamos incentivar e fomentar a ovinocultura
paulista. Aqui, temos uma excelente qualidade genética de ovinos e temos a certeza
que estes são os primeiros passos para que possamos vislumbrar algo muito maior, que
é o diagnóstico da ovinocultura no Estado de São Paulo. Definimos algumas
prioridades e vamos seguir caminhando", afirma o presidente da Aspaco que também
preside a Câmara Setorial de Ovinos, Bruno Garcia Moreira.
A consultora do Sebrae-SP, Viviane Karina Gianlorenço que acompanha o grupo em todos
os processos cita a importância do melhoramento genético para o desenvolvimento dos
criadores de ovinos, sobretudo para a região de Jales, que está fora do centro do
Estado. “É fundamental que a Aspaco encabeçe um projeto como esse, que incentiva a
adoção de novas tecnologias, como a inseminação artificial, essencial para o
melhoramento genético. Não tenho dúvidas que haverá um ganho muito grande para a
produção de carne ovina e o Sebrae-SP está apto para auxiliar nesse processo e na
gestão da propriedade rural”, ressalta a consultora do Sebrae-SP.



Voluntárias do Bazar do Bem passam a trabalhar também aos sábados



Com funcionamento de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h,
local abrirá no segundo sábado de cada mês, das 9h às 12h. O Bazar do Bem da Santa Casa de Votuporanga é mantido por voluntárias,  que se dedicam diariamente na comercialização de produtos, arrecadação  de doações e até mesmo na produção de artesanatos. Com funcionamento de  segunda a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h, a partir de agora, as voluntárias também desempenharão as suas atividades no segundo sábado de  cada mês, das 9h às 12h. O novo horário já entra em vigor no dia 13 de
junho.
A voluntária do Bazar, Cleuza Lima, explica que a mudança visa atender  uma necessidade, principalmente, do Hospital. “Quanto mais mantivermos o  local aberto, mais ajudaremos a Instituição, arrecadando fundos para o  SUS, dessa forma, três voluntárias trabalharão aos sábados, uma vez por  mês, ficando também mais fácil para a população que não pode visitar  durante a semana.”
O provedor da Santa Casa de Votuporanga, Valmir Antônio Dornelas,  destaca o comprometimento das voluntárias do setor. “O Bazar do Bem vem  contribuindo de forma gradativa com o nosso SUS e os principais  beneficiados são os pacientes, que podem contar com instalações mais  confortáveis. Isso é possível apenas diante da luta dessas voluntárias,  que não poupam esforços para arrecadar produtos e vendê-los. Agora vão  expandir os horários de trabalho, mostrando mais uma vez o amor pela  causa Santa Casa.”
O Bazar comercializa produtos novos e também usados, que são captados  por meio de doações. Toda a renda é destinada para o Grupo de  Humanização do Hospital, que busca maneiras de oferecer um atendimento  cada vez melhor aos pacientes do SUS. É possível encontrar toalhas,  guardanapos, roupas, sapatos, produtos de higiene, artesanato,  brinquedos, entre outros itens, há preços populares.
Apenas esse ano, o Bazar já repassou ao Hospital 100 jogos de lençóis,  dois carrinhos de roupas e 32 poltronas, que complementaram as 30 já  doadas em 2014. As doações atenderam uma necessidade da entidade,  permitindo a melhoria do serviço prestado aos quase 500 mil habitantes,  de 53 cidades das regiões de Votuporanga, Fernandópolis, Jales e Santa  Fé do Sul, em alta complexidade.

Trabalho de preservação da DERSA resgata cerca de 1,8 mil animais e 48 mil plantas da Mata Atlântica

Ações preventivas nas frentes de obras integram Programas de Conservação de Fauna e Flora do Rodoanel Norte

Imagem

Imagem


Os programas ambientais elaborados e implantados pela DERSA para a conservação da fauna e da flora na área de implantação do Rodoanel Norte já resgataram de sde o início do empreendimento, em março de 2013, 1.851 animais e 47.726 plantas de espécies nativas da Mata Atlântica. Os resultados parciais do trabalho foram apresentados por biólogos, veterinários e pesquisadores do Instituto de Botânica, durante a 3ª Semana do Meio Ambiente, celebrada nos dias 10 e 11 de junho, na sede da Companhia.
Os Programas de Conservação de Fauna e Flora são desenvolvidos nos seis lotes do Rodoanel Norte, durante todo o período de obras. Marcelo Arreguy Barbosa, gerente da Divisão de Gestão de Meio Ambiente da DERSA, explica que o Rodoanel Norte está inserido próximo a um bioma de preservação muito importante, a Mata Atlântica, e que o trabalho desenvolvido é fruto de toda a experiência da DERSA com gerenciamento ambiental de grandes empreendimentos. "Tudo o que está sendo feito respeita integralmente todas as diretrizes dos órgãos ambientais apontadas à Companhia e os resultados estão sendo muito positivos. Os programas cumprem com o objetivo, que é preservar as espécies e mitigar possíveis impactos das obras ao meio ambiente", diz.
 
Programas de Conservação de Fauna e Flora
Antes mesmo das máquinas e dos trabalhadores entrarem nos canteiros, veterinários, biólogos, auxiliares de campo e pesquisadores do Instituto de Botânica vão a campo identificar e resgatar as espécies que habitam no local. De acordo com Guilherme Domenichelli, biólogo da DERSA, "essa estratégia evita que animais sejam feridos durante as obras e que espécies importantes de plantas sejam suprimidas."
 
Afugentamento e Resgate de Fauna
Com relação à fauna, são realizadas ações de afugentamento e resgate. Os diversos profissionais envolvidos direcionam os animais para áreas próximas preservadas. Aqueles que são encontrados em locais de risco ou que têm baixa mobilidade, como bichos-preguiça, roedores, sapos e pererecas, são resgatados e realocados em áreas seguras com características adequadas às suas necessidades. Plínio Aiub, veterinário coordenador dos trabalhos de resgate de afugentamento de fauna, esclarece que se algumas espécies permanecerem no local, mesmo após o afugentamento, também é efetuado o resgate. "Procuramos retirar todos os animais que podem se ferir e que oferecem risco aos trabalhadores, como as cobras, por exemplo. São animais que costumam se esconder, e se não os retiramos antes do início das intervenções, algum funcionário da obra pode ser picado", explica.
Todos os canteiros dos lotes estão equipados com ambulatórios veterinários para atender animais resgatados, que eventualmente necessitem de cuidados antes de retornarem à natureza.
Na região do Rodoanel Norte, do total de animais resgatados previamente das áreas de obras e realocados em ambientes apropriados, 1.851, a maior incidência é de répteis, 751. As espécies mais encontradas são cobras, como jararacas e cobras d'água. Foram resgatados 336 mamíferos, a maioria deles pequenos roedores, gambás e bugios. Entre os 542 anfíbios, destacam-se os sapos e as pererecas. Além disso, foram retirados das frentes de obras 113 aves e 109 insetos, como abelhas.
 
Monitoramento
Além da preocupação em evitar os impactos das obras junto aos animais que vivem nas áreas em que o Rodoanel Norte está sendo implantado, a DERSA realiza o monitoramento da fauna em toda a região do entorno do empreendimento. O monitoramento de fauna é executado por biólogos especialistas que identificam e registram os animais pertencentes à região. São monitorados os grupos considerados bioindicadores (mamíferos, aves, répteis, anfíbios e borboletas), cuja presença permite identificar possíveis impactos na fauna causados pelas obras. Este trabalho é importante não só para mitigar os impactos durante as obras, mas para identificar eventuais alterações no comportamento no bioma para que assim medidas compensatórias possam ser tomadas para reequilibrar o meio ambiente.
 
Resgate da Flora
O resgate de flora é realizado pelos biólogos em cada um dos lotes do empreendimento com orientação do Instituto de Botânica de São Paulo. As diferentes espécies resgatadas são destinadas a estudos científicos realizados pelo Instituto, ou podem ser doadas para prefeituras que tenham interesses no material para fins conservacionistas. No caso do Rodoanel Norte, parte das plantas vem sendo realocadas no Parque Estadual da Cantareira, localizado próximo às intervenções.
Até o momento, do total de plantas resgatadas (47.726) pelas equipes técnicas, 17.875 foram realocadas no Parque Estadual da Cantareira e 29.851 foram doadas para parques, prefeitura e Instituto de Botânica para fins de conservação.
Cada canteiro de obras é equipado com viveiros de espera, em que as plantas resgatadas são mantidas até que sua destinação seja definida. De acordo com Vivian Tamaki, vice-coordenadora da equipe de Resgate da Flora do Instituto de Botânica pelo projeto Rodoanel Trecho Norte, "o material resgatado e realocado tem grande sucesso em relação à taxa de sobrevivência". A pesquisadora explica que a prioridade do resgate para garantir a conservação da biodiversidade são as bromélias e orquídeas, as sementes e árvores jovens.
O Instituto de Botânica de São Paulo orienta não apenas nos trabalhos de resgate e realocação da flora. Mas também orienta o Programa de Gerenciamento de Plantios Compensatórios e Monitoramento Florestal, além de realizar pesquisas que visam a Quantificação de Carbono em floresta biodiversa. Para compensar a vegetação suprimida, é previsto o plantio de 1,6 milhão de mudas de espécies nativas, em área equivalente a mil hectares. Além disso, foram investidos recursos em unidades de conservação por meio de depósito de R$ 24.302 milhões, valor equivalente a 5% do investimento no empreendimento no Fundo Especial de Despesa para a Preservação da Biodiversidade e dos Recursos Naturais, criado pelo Decreto Estadual N° 57.547, de 29/11/2011.
 
Trabalho de gestão ambiental
A gestão ambiental do Rodoanel Norte teve início muito antes das máquinas e dos operários chegarem aos canteiros dos seis lotes do empreendimento e vai além da conclusão das obras. Um extenso trabalho vem sendo desenvolvido pela DERSA desde o momento da elaboração do EIA/Rima (Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental), com objetivo de estudar, monitorar e preservar a fauna e a flora da região em que o último trecho do anel rodoviário de São Paulo está sendo construído.  O estudo foi protocolado na Cetesb, órgão licenciador ambiental do Estado de São Paulo,  em 16/9/2010, e a Licença Ambiental Prévia, que atestou que o empreendimento era viável no ponto de vista socioambiental, foi emitida em 12/7/2011. 
 
Sobre o Rodoanel Norte
O Rodoanel Norte é a maior obra rodoviária financiada pelo BID no mundo. A rodovia terá 44 km de extensão e interligará os trechos Oeste e Leste do Rodoanel. Tem início na confluência com a Avenida Raimundo Pereira Magalhães, antiga estrada Campinas/São Paulo (SP-332), e termina na intersecção com a rodovia Presidente Dutra (BR-116). O trecho prevê acesso à rodovia Fernão Dias (BR-381), além de uma ligação exclusiva de 3,6 km para o Aeroporto Internacional de Guarulhos.
Com sua construção, o tráfego de passagem, sobretudo o de caminhões, será distribuído e desviado para o entorno da Região Metropolitana de São Paulo, melhorando o fluxo nas marginais e, consequentemente, o trânsito dos veículos de transporte coletivo. Estima-se redução de 23% do VDM (volume diário médio) de caminhões na marginal Tietê, o que representa uma diminuição de 17 mil caminhões por dia após a conclusão da obra.