Páginas

sábado, 30 de maio de 2015

Unijales oferece, gratuitamente, cursos de Extensão e Prestação de Serviços à Comunidade

Daniel Zílio
 
Além de cursos de graduação e pós-graduação, a Unijales oferece cursos de Extensão e Prestação de Serviços para seus estudantes, profissionais e para a comunidade, que queiram atualizar seus conhecimentos.

Cursos de Extensão e Prestação de Serviços são partes integrantes da vida acadêmica, visando aprofundar determinados temas do conhecimento específico e, ao mesmo tempo, estendê-los à comunidade. Nestes projetos estão envolvidos professores e profissionais de alta formação acadêmica.

Neste sentido, complementa a formação do aluno e contribui para o desenvolvimento das atividades sociais, no sentido de equacionar problemas, bem como melhorar as condições de vida da comunidade local.

A Unijales oferece diversas modalidades de Prestação de Serviços, por entender que se trata de atividades vitais para o desenvolvimento acadêmico e comunitário.

Todos os cursos da Unijales estão envolvidos com este tipo de atividades e o curso de Farmácia, coordenado pela professora kelys Ramos está com dois projetos nesse primeiro semestre.

Trata-se do "Hemograma e Saúde", campanha Exame de Hemograma para atender a população de baixa renda da cidade de Jales que cumprirá o cronograma de atendimentos em 22 e 29 de maio e 12 de junho. O projeto foi elaborado visando atender parte da população que procura o Sistema Único de Saúde e tem urgência no resultado do exame. Para fazer o exame, sem custo, é preciso apresentar a receita do Ministério da Saúde, prescrito por médico.

O outro projeto é "Medicamentos: descarte consciente", que tem como objetivo recolher medicamentos obsoletos, vencidos, ultrapassados, fora de uso, nas residências, por meio de doações espontâneas da população e encaminhar para a Vigilância Sanitária Municipal, para incineração de forma a promover uma ação sustentável para o meio ambiente e proteção à saúde do cidadão. Os remédios vencidos não podem ser descartados em lixos residenciais ou em vasos sanitários. Os interessados em descartar os medicamentos vencidos podem levar à Secretaria da Unijales, localizada na avenida Francisco Jalles, nº 1851.

Câmara de Jales convoca Audiência Pública para demonstração das metas fiscais e discutir a LDO


 
A Mesa Diretora da Câmara de Jales, presidida pela vereador Nivaldo Batista de Oliveira – o Tiquinho, e composta pelo vice-presidente Rivail Rodrigues Junior, 1º secretário Jesus Martins Batista e 2º secretário Pérola Maria Fonseca Cardoso convocou audiência pública que se realizou na tarde da quinta-feira, 28 de maio, para demonstração e avaliação do cumprimento das metas fiscais do 1º quadrimestre de 2015 do município de Jales, bem como para discutir o Projeto de Lei que dispõe sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO – para 2016.

Participaram da apresentação dos dados o consultor da Prefeitura do Município de Jales, João Antonio Dias Rodrigues, da empresa Meta Pública, auxiliado pelo Secretário de Fazenda da Prefeitura de Jales, André Wilson Neves da Silva. O 1º tema da Audiência Pública teve como objetivo apresentar os valores que foram executados no 1º quadrimestre de 2015, além do acúmulo desta movimentação, com o intuito de demonstrar o cumprimento das metas fiscais, previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Estiveram presentes na Audiência Pública o presidente da Casa vereador Tiquinho, os vereadores Junior Rodrigues e Tiago Abra, além de funcionários e assessores do Poder Legislativo.

O 2º tópico da Audiência Pública, o Projeto de Lei que dispõe sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias, foi também apresentado pelos consultores e contou ainda com a participação do servidor Luiz Antonio Abra, Diretor da Divisão de Finanças da Câmara.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO tem como principal finalidade orientar a elaboração dos orçamentos fiscais, de seguridade social e de investimentos do Poder Público, incluindo os Poderes Executivo e Legislativo.

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

MURILO HENRIQUE DA SILVA DIOGO e ANNE CAROLINE FURLAN SHIMADA. ELE, natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascido aos 30 de abril de 1.995, cobrador, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Fabiano Bordini Diogo e de Angela Maria da Silva Diogo. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 20 de setembro de 1.994, agente de viagens, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Yassuo Shimada Shinkawa e Maria José Furlan Shimada.

ALEXANDRO PAGANINI e ÉVELYN PRISCILA DOS ANJOS RODRIGUES. ELE, natural de Arapongas, deste Estado, nascido aos 25 de novembro de 1.979, supervisor de vendas, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Amauri Paganini e de Izabel Aparicio Dias Paganini. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 16 de maio de 1.991, esteticista, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Edimar Pedro dos Santos Rodrigues e de Maria Isabel dos Anjos.

RENATO LUÍS DE LIMA SILVA e DEBORA CRISTINA LUCHESE. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 09 de janeiro de 1.977, fisioterapeuta, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Walter da Silva e de Aparecida Eva de Lima Silva. ELA, natural de Primavera do Leste, Estado de Mato Grosso, nascida aos 10 de julho de 1.987, fisioterapeuta, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Leone Luchese e de Antonia Telles Luchese.

VALDEMIR DONIZETI MARTINS e ELIZABETE ALVES DE OLIVEIRA. ELE, natural de Urânia, deste Estado, nascido aos 30 de novembro de 1.965, polidor, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Lucio Martins Sanches e de Geni Fação Martins. ELA, natural de Santa Albertina, deste Estado, nascida aos 10 de setembro de 1.970, camareira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de José Fagundes de Oliveira e de Alcídia Alves de Oliveira.

EUDMERSON GERALDO MARIANO DO PRADO e LUCIMARA DURIGAN DE JESUS. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 20 de junho de 1.975, funileiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Iralis Mariano do Prado e de Francisca Zeferina Tonchis do Prado. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 22 de dezembro de 1.981, secretária, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Luzimar Durigan de Jesus e de Suely Camilo Lara de Jesus.

FABIO HENRIQUE SANT’ANNA e ANA CAROLINA GABRIEL REINHIACK. ELE, natural de Fernandópolis, deste Estado, nascido aos 14 de novembro de 1.981, técnico agrícola, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Domingos Roberto Sant’Anna e de Idalina de Fátima Agiado Sant’Anna. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 22 de maio de 1.984, atendente, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Mario Cesar Reinhiack e de Roseli Gabriel.

SILAS MARQUES PEREIRA e CASSIA CRISTINA LIMA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 27 de março de 1.977, aposentado, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Gentil Antonio Pereira e de Eva Marques da Silva Pereira. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 22 de janeiro de 1.978, auxiliar de produção, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Pedro Ferreira de Lima e de Izabel Cristina Martins.

DANIEL BARBOZA ROSA e DELICE CARMO FARIAS. ELE, natural de Cajobi, deste Estado, nascido aos 29 de dezembro de 1.981, médico, solteiro, residente e domiciliado em nesta Cidade, filho de Antonio Genaro Rosa e de Jussara Lopes Barboza Rosa. ELA, natural de Barra do Garças, Estado de Mato Grosso, nascida aos 19 de novembro de 1.984, médica, solteira, residente e domiciliada em Barra do Garças, Estado de Mato Grosso, filha de Wanderlei Farias Santos e de Marta Carmo Assis. Cópia recebida do Oficial de Registro Civil de Barra do Garças – MT, onde se processa à habilitação.

EDIVANDRO CARLOS ARAUJO e MARCIA ISLAINE BORTOLOTTI. ELE, natural de Aparecida D’Oeste, deste Estado, nascido aos 21 de setembro de 1.973, pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Orari de Araujo e de Neusa das Dores de Oliveira Araujo. ELA, natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascida aos 02 de julho de 1.976, auxiliar de embalagem, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de João Bortolotti e de Gecilda Maria Soares Bortolotti.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina


Você não terá jamais uma segunda chance para causar uma boa primeira impressão, por Flávio Carvalho

 
Uma pesquisa feita com administradores nos EUA, constatou a importância de causar uma boa primeira impressão.

A pesquisa foi a seguinte: reuniram em uma festa um grande rupo de administradores que trabalhavam em uma grande multinacional e não se conheciam, depois de duas horas em que os administradores estavam interagindo, os pesquisadores interrogaram cada um, perguntando quem eles haviam conhecido e que nota dariam para eles de um a dez, eles colocaram os nomes e as notas num papel, os pesquisadores recolheram os papeis com os nomes e notas, e depois colocaram os que estavam nos papeis para trabalharem juntos e terem uma convivência. Depois de seis meses pediram para eles novamente darem as notas, como fizeram antes. A conclusão da pesquisa foi que as notas pouco se modificaram, ou seja, aqueles que causaram boa impressão quando se conheceram mantiveram as mesmas notas, e aqueles que não causaram boa impressão também continuaram com a mesma nota. Constatou se na pesquisa a importância da primeira impressão.
Como você está se tratando? Como está a sua energia?Pois as pessoas que você se encontrar pela primeira vez terá a impressão de você que ele levará para sempre, ou seja, é importante demais causar uma boa impressão.

Por isso a importância de estar sempre sorrindo, pois o sorriso abre portas", por isso é importante saber controlar as emoções, saber manipular suas energias, para que a outra pessoa sinta uma sensação boa ao te encontrar pela primeira vez.

A primeira impressão é a que fica!E qual a primeira impressão que você está causando nas pessoas?

Imagine um vendedor que não consegue causar uma boa prieira impressão, não vai vender nada.

Para causar uma boa primeira impressão tem que estar bem prearado, ou seja, em pleno controle da sua vida. Tem que estar se amando, tem que estar em harmonia consigo mesmo e com o Cosmos. Tem que estar em equilíbrio com seu corpo, mente e alma. Tem que estar em paz com seu espírito.

Você jamais causará uma primeira boa impressão em quem quer ue seja, se você não causar primeiro uma boa impressão em você mesmo.

Como está a sua imagem? E não falo apenas de aparência física, ue também é muito importante, não no que tange a estética apenas, mas principalmente no que tange a sua saúde.

Melhore sua imagem, o jeito de andar, de falar, seus gestos, uas roupas, etc.. Você é seu primeiro cliente, você tem que se comprar, ou seja, você tem que estar contente com sua imagem, e estar sempre com elevada auto estima.

Tentar causar uma boa primeira impressão nas pessoas, é uma xcelente maneira de você estar sempre bem, se policiando e agindo corretamente, pois caso contrário não conseguira este intento.


*Flávio Rodrigo Masson Carvalho
equilibriumtc@hotmail.com

65 anos- Um convite para o futuro Colégio XV de Abril participa da Convenção Geral Anglo




 
Para comemorar o passado construído há 65 anos e antecipar o futuro, o Sistema Anglo de Ensino realizou uma convenção muito especial, de 17 a 19 de maio, no Hotel Tauá, na cidade de Atibaia.

A Convenção tem como objetivo reforçar o relacionamento, atualizar-se diante do mercado educacional e os compromissos com a aprendizagem de qualidade além de apresentar as novas tecnologias, estratégias de crescimento e mostrar a nova campanha para 2016.

O Colégio XV de Abril-Anglo Jales é parceiro do Sistema Anglo há 28 anos e na Convenção Geral, com o tema "Anglo 65 anos- Um convite para o futuro" foi representado pela mantenedora, Maria Christina Fuster Soler Bernardo, a gestora, Élida Maria Barison da Silva, a coordenadora, Ana Silvia Cavenagui Doho e a publicitária Zuleica Sant’Ana.

Durante a programação, as escolas parceiras da Convenção Geral, puderam participar de palestras, oficinas e conhecer as ações para a campanha publicitária de 2016.

Outro destaque da programação foi a palestra com o convidado Abílio Diniz, que falou sobre "Gestão em Tempos de Crise".

A descontração ficou por conta do jantar de boas vindas, oferecido no primeiro dia da Convenção e nos almoços que foram servidos durante toda a programação da Convenção Geral Anglo.

O Cras de Urânia realiza palestra sobre drogas e os efeitos devastadores na família



 
O Centro de Referência da Assistência Social - Cras de Urânia, com apoio da administração municipal, realizou nesta quarta-feira, 27 de maio, às 19h, uma palestra onde foi abordado o tema "Drogas, sendo Lícitas e Ilícitas" para seus beneficiários e nesse contexto focou-se os efeitos devastadores que ocasionam na família.

Segundo a palestrante Crislaine Calanca, a seta quando é lançada, automaticamente significa atingir o alvo "contudo esse assunto, os objetivos claros, fundamentais e essenciais, torna-se simplesmente um diagnóstico trágico quando a droga entra na família destruindo lares e pessoas".

Segundo ela, os pontos ou alvos para acertar tem que existir perseverança, determinação e prudência "na medida moderada, para não afastar ou deixar escapar pessoas que por sua vez passam por momentos de fraquezas, angústias, problemas que não conseguem solucionar ou então em uma brincadeira (quero dizer a curiosidade de conhecer algo novo ou por indução de outras pessoas ), seja ela lícita ou ilícita, tornando -se uma fuga constante, relativa à momentos de dificuldades como amanhecer de cada horizonte".

"Agregamos a seguinte frase: quando à família chega perto, a droga fica longe", lembrou Calanca, que enfatizou "o respeito com amor fraternal, colocamos em prática, em instantes, fatos que podem ser lembrados e notados, diante de gestos, atitudes de harmonizar".

"Enquanto estas pessoas vivem em mundo de não realidades, estamos atentos para somatização de valores e questões reais, quanto rotineiras para confortar essas vidas que perderam o verdadeiro sentido de viver!" concluiu Crislaine Calanca.

Equipe de enfermagem da Santa Casa realiza dinâmica para higienização das mãos



No dia 5 de maio comemora-se o Dia Mundial de Higienização das Mãos e durante todo ano na Santa Casa de Jales ocorre orientações sobre a importância de lavar as mãos, porém este mês foi realizada uma atividade diferente para alertar os profissionais da saúde sobre este hábito.

A equipe de enfermagem realizou uma dinâmica para os auxiliares, técnicos e enfermeiros, no qual as mãos foram pintadas de tinta e era preciso ir até o lavatório da unidade que atua e realizar a lavagem das mãos. De acordo com a enfermeira responsável pelo CCIH - Competências em Controle de Infecção Hospitalar, Erica Renata Caldeira, o principal objetivo desta atividade foi mostrar a importância da higienização das mãos e assim promover a conscientização de toda a equipe.

Segundo a UNICEF e a Organização Mundial de Saúde um simples hábito pode reduzir em até 40% o índice de infecções respiratórias, estomacal, gripes, resfriados, diarreia, doenças de pele, dor de garganta, espinhas, entre outras doenças que podem ser evitadas com a lavagem constante das mãos.

A enfermeira Erica Caldeira explica a maneira correta de lavar as mãos. "A higienização das mãos deve ser feita com água, sabonete líquido e papel toalha para secar a pele. As bactérias são removidas durante a lavagem e a espuma do sabão auxilia na remoção da

gordura da pele, eliminando alguns microrganismos, o ideal é que as mãos sejam esfregadas por 30 segundos. Na ausência desses produtos, recomenda-se o uso do álcool gel, pois ele também elimina as bactérias".

Portanto, fica a dica e a recomendação para evitar que índices de infecções aumentem, o recomendado é que lavem as mãos várias vezes ao dia, principalmente antes das refeições e após o uso do banheiro, é muito importante fazer da higienização das mãos um hábito diário.

Tiago Abra pede informações sobre contrato assinado entre a Prefeitura e a empresa TETRAN

O vereador Tiago Abra apresentou na sessão ordinária de segunda-feira, 25 de maio, um pedido de informações ao prefeito Pedro Callado, sobre o contrato entre a Prefeitura Municipal e a Empresa TETRAN Soluções em Tecnologia de Trânsito, que opera a "Área Azul".
Segundo o vereador a Abra, o contrato com a empresa TETRAN , que opera a "Área Azul" de estacionamento ainda está em vigor, apesar das diversas denúncias de irregularidades no cumprimento de tópicos do contrato firmado com a Prefeitura e que, "os problemas relacionados à falta de vagas de estacionamento nas vias públicas da região central da cidade são graves, o que exige um bom gerenciamento dos mesmos".
De acordo com o pedido, o prefeito Callado deve informar qual é a data de término do contrato firmado entre a Prefeitura e a TETRAN para operar a "Área Azul" e se, devido aos problemas que estão ocorrendo, "provocados pela empresa no cumprimento de diversos tópicos do contrato, o mesmo pode ser rompido unilateralmente pelo Município, antes mesmo de seu vencimento".
Em caso positivo, o parlamentar questionou até quando isto ocorrerá e em caso negativo, foi solicitado que o Poder Executivo justifique tal ação.

Reforma política já, por D. Demétrio Valentini

 
A pauta do Congresso Nacional está carregada. Vai ficar ainda mais densa, e tensa, com a entrada em discussão da reforma política.

O país já não aguenta o adiamento desta reforma, que já foi exaustivamente cobrada como a "mãe de todas as reformas".

Se não é pela vontade dos congressistas, o clamor nacional está urgindo que se coloque o assunto na mesa dos debates, com a inequívoca disposição de elaborar um projeto abrangente, e colocá-lo em votação.

A opinião pública já assinalou, com suficiente clareza, os pontos principais desta reforma, que devem ser definidos e votados.

Nestes dias foi entregue ao Congresso Nacional um projeto abrangente de reforma política, apoiado por mais de seiscentos mil eleitores. O número não atingiu o quórum suficiente para urgir o Congresso a discutir e votar as propostas elaboradas por uma "coalizão" de entidades, onde figura, entre outras, a CNBB e OAB.

A esta altura, não vem ao caso se foram preenchidas ou não as condições de uma "Iniciativa Popular de Lei", como determina a Constituição. Pois o recado está dado, com clareza, e com ênfase em sua urgência.

Nem é o caso, também, de dar importância às querelas internas dos católicos que pensam que a CNBB deveria fazer como Pilatos, lavar as mãos para não se sujar com os destinos do povo. O que não dispensaria, isto sim, uma séria avaliação para discernir onde moram as causas da anemia política de muitos cristãos, que preferem aumentar o volume dos salmos no interior da igreja, para impedir que a voz das ruas seja ouvida. A proposta de reforma não dispensa a atuação do Congresso Nacional, nem usurpa as atribuições que são próprias do Estado, pelo qual, de resto, devemos todos nos sentir envolvidos como cidadãos conscientes e corresponsáveis.

Que o Congresso coloque logo o assunto em discussão. Mas que não perca de vista as sugestões que trazem as preocupações mais evidentes da cidadania.

Entre elas, a mais complicada, e que vai exigir sabedoria e abertura de espírito, é certamente a questão do financiamento da campanha política. Em especial, o financiamento de campanhas por parte de empresas. A questão de fundo é afastar, o quanto possível, a influência do poder financeiro sobre o resultado das eleições. Pois até que tivermos deputados e senadores financiados para defenderem interesses corporativos de empresas, a democracia fica comprometida e desvirtuada.

Outro ponto nevrálgico da reforma política é aprimorar a representatividade do Congresso Nacional. É preciso que o sistema político estimule a proximidade dos eleitores com os eleitos, para cobrar deles as incumbências que a cidadania lhes atribui, e que eles assumiram publicamente na campanha eleitoral. Este difícil desafio precisa encontrar mecanismos viáveis de sua realização. Pode ser pelo voto distrital, na forma que se resolva implementá-lo. Mas este desafio precisa levar em conta, simultaneamente, a função dos partidos políticos, que viabilizam a formulação de projetos amplos, para ir consolidando um projeto de Nação para todo o país.

Por isto, merece atenção especial a proposta de vincular o mandato dos eleitos a seus respectivos partidos, não se excluindo a possibilidade da votação em listas partidárias, ou através de outras providências destinadas a fortalecer a função dos partidos políticos. Sem partidos fortes e coerentes o Congresso Nacional se torna um desvirtuado desfile de ambições pessoais, e um jogo de cena encobrindo manobras interesseiras.

Permanece de pé a regulamentação dos instrumentos da democracia participativa, assumidos pela Constituição em seu Artigo 14, como é o caso da Iniciativa Popular de Lei, do Plebiscito, e do Referendo. Sem a definição destes institutos, as manifestações populares acabam se desvirtuando, por falta de adequada sustentação.

Se o atual Congresso Nacional quiser passar para a história como protagonista da reformulação política do Brasil, que vote logo uma reforma política que venha ao encontro destas aspirações da cidadania.

Palavras de Chico Xavier

Pergunta - Por que deve o homem manter-se no "véu do esquecimento", em relação à Vida Espiritual?

Chico Xavier - De modo geral, a reencarnação objetiva a extirpação do ódio e da inveja, do ressentimento e do ciúme, dos impulsos à discórdia e à delinqüência, que se nos implantaram na alma, depois de lastimáveis desastres morais.
Semelhantes causas de sofrimento persistiriam conosco, por longo tempo, não fosse o olvido terapêutico que nos é administrado durante a reencarnação.

Nesse sentido, observemos o fato de que, a ablação de um tumor no corpo, reclama a anestesia. O esquecimento temporário na reencarnação é o processo de socorro pelo qual a Misericórdia Divina se digna determinar a sedação das feridas mentais de que, porventura, sejamos portadores, para o tratamento e a extinção delas.



Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.
 
 
 

Tempos de carestia, por José Renato Nalini

 
Quando se gasta mais do que se ganha, o que se faz? Economiza-se. Cortam-se despesas. Mesmo aquelas que, aparentemente, não poderiam ser descartadas. Mas sobrevive-se.

Não é diferente em relação ao serviço público. Tenho a responsabilidade de ordenar despesas do maior Tribunal de Justiça do mundo. Nada se equipara à Justiça comum de São Paulo, com seus cinquenta mil funcionários, dois mil e quinhentos magistrados e mais de vinte e cinco milhões de processos. O orçamento é sempre mutilado. Nos últimos sete anos, enquanto o orçamento geral do Estado cresceu 97%, o do Judiciário cresceu somente 54%. Não há condições de resgate do que já se perdeu, num ano em que a arrecadação caiu vertiginosamente e nada indica recuperação em breve de uma economia em estado de penúria.

A receita é apertar o cinto. E como se mostra impossível deixar de cumprir as obrigações com o pagamento de pessoal – mais de 95% do orçamento são destinados a satisfazer a folha salarial – o remédio tem de contemplar outros elementos do custeio. Impõe-se um regime de severidade idêntico ao da economia da água. Gastar menos energia elétrica, pois ela sofreu reajustes e a verba reservada para pagá-la é mais do que insuficiente. Gastar menos papel, menos clips, menos telefone, menos combustível. Usar a criatividade. Insistir no trabalho a distância, na redução das viagens, no transporte solidário, no julgamento monocrático em lugar das sessões que se mostrarem desnecessárias, quando os temas se repetem e inócua a concentração de muitas pessoas para solucionar o que já está previamente decidido. Rende muito mais a decisão tomada na serenidade e até para o trânsito é melhor que as sessões sejam mais espaçadas. Alguém avalia o custo de um deslocamento para atos que podem ser praticados à distância? O TJSP elegeu há pouco um desembargador para integrar o Órgão Especial, numa eleição eletrônica, sem a necessidade de utilização de grande estrutura, de uso de veículos e de perda de um tempo melhor aproveitado na elaboração de decisões que solucionarão problemas concretos da população que custeia o sistema Justiça. Isso funciona. A tecnologia está disponível. Por que não utilizá-la mais e reservar dinheiro para o que é essencial? Cuida-se de operação simples: o cotejo do custo benefício em momentos de crise. A criatividade e o engenho superam em muito os óbices formais e o ritualismo estéril.

É evidente que muitos reagirão a esse regime de contenção talvez nunca antes enfrentado pelo sistema Justiça. Mas em lugar das queixas e reclamações, vamos pensar em oferecer alternativas. Onde buscar receita para o Judiciário sobreviver? O discurso do xeque-mate em relação ao Governo não funcionará. Ele também está cortando na carne. Vamos buscar outras opções. Enquanto isso, continuemos a fazer o que é possível para garantir a ocupação de milhares de pessoas que têm garantida a sua remuneração e que não acrescentam aflições às filas dos que procuram emprego e não podem atender às necessidades vitais de suas famílias.

Mais do que tudo, esperança de que as crises sejam superadas, que o Estado também tenha juízo e se enxugue, que se reduzam seus custos, a começar pela propaganda que, mesmo sob o rótulo "institucional", parece atender preferencialmente a interesses eleiçoeiros. Quem o diz é Eugênio Bucci, jornalista que ofereceu recente livro com a análise do que significa o incremento da comunicação por parte do Estado Brasileiro, em todos os níveis da Federação.

Todos somos chamados a um enfrentamento consciente e consistente de uma crise que é muito mais grave do que se poderia prenunciar, circunstância de que tantos ainda não se deram conta e continuam a reivindicar, como se os recursos financeiros pudessem surgir por encanto e atender aos clamores. Por mais legítimos que eles sejam.

Ainda não estamos numa economia de guerra. Mas, se não tomarmos tento, lamentavelmente chegaremos lá.

*José Renato Nalini é presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo

Tapa na cara, por Reginaldo Villazón

 
Nesta semana (quarta-feira, 27), um terremoto sacudiu o futebol mundial. Em Zurique, capital da Suiça, onde se localiza a FIFA – a poderosa federação internacional de futebol –, policiais suíços a paisana prenderam sete importantes dirigentes esportivos hospedados no tradicional hotel cinco estrelas "Baur au Lac". São eles: José Maria Marin (Brasil), Eugênio Figueiredo (Uruguai), Rafael Esquivel (Venezuela), Julio Rocha (Nicarágua), Eduardo Li (Costa Rica), Costas Takkas (Ilhas Cayman) e Jeffrey Webb (Ilhas Cayman).

A justiça suíça trabalha em colaboração com a justiça norte-americana. A ação policial da quarta-feira faz parte de uma investigação iniciada há três anos nos Estados Unidos. Ao todo, hoje há 14 pessoas acusadas de falcatruas no futebol mundial, que resultaram em crimes no território norte-americano, como transferência eletrônica fraudulenta e lavagem de dinheiro. As pessoas presas fora dos Estados Unidos podem ser deportadas para lá com a finalidade de serem julgadas e condenadas a cumprir penas. E isto pode ser apenas o começo.

Nesta mesma semana (segunda-feira, 25), em Brasília, a Câmara dos Deputados decidiu encerrar, sem votação, os trabalhos da comissão de reforma política. Um relatório do presidente da comissão foi levado diretamente para discussão e votação em plenário. A reforma política contempla mudanças em temas, como sistema eleitoral, financiamento de campanha, coligações partidárias, calendário eleitoral, reeleição e voto obrigatório. Temas relevantes para a vida dos brasileiros serão discutidos e decididos pelos deputados e senadores.

Parece que estes assuntos – cartolagem no futebol e cacicagem na política – nada têm em comum. No entanto, são dois exemplos de escuridão social. São de muitos milhões de dólares os prejuízos causados (a cofres públicos e cidadãos comuns) pela corrupção no futebol investigada pela justiça norte-americana. E a reforma política brasileira, sem participação e consulta social, é feita de acordo com os interesses dos políticos. Assim por diante, no Brasil e em outros países, os detentores do poder agem em favor da escuridão.

O francês Joseph-Marie de Maistre (1753 – 1821), filósofo e diplomata, grafou a frase: "Toda nação tem o governo que merece". Mais tarde, o austríaco Peter Drucker (1909 – 2005), pai da administração moderna, disse: "Não existem países subdesenvolvidos; existem países subadministrados". São duas verdades opostas que não se anulam. Basta observar. Nos países onde o povo tem ódio e intolerância, os líderes respeitam estes sentimentos. Mas os líderes também estimulam o ódio e a intolerância para se manter no poder.

A justiça norte-americana – investigando e prendendo os corruptos do futebol – como que dá um tapa na cara de autoridades e torcedores de futebol mundo afora. No Brasil, há muito tempo, a justiça e os torcedores de carteira toleram a corrupção, apesar de muitas denúncias. Quem sabe, isto comece a mudar. Quem sabe, muitos vejam que é possível mudar. Também na política, na qual a participação popular é essencial para a democracia.

FOLHAGERAL, da redação

Vocês devem

 
estar lembrados desta placa que, por várias vezes, apareceu neste jornal a pedido dos taxistas que fazem ponto ali na rua 12, na praça da Catedral. A inabalável placa de permissão de estacionamento de veículo para carga e descarga, fixada bem em frente a um ponto de táxi. Enfim, com a interferência do vereador Gilberto Alexandre de Moraes (DEM), a Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Trânsito decidiu retirar a placa. No mesmo dia, Gilbertão nos informou sobre a retirada da placa. Dito e feito, a placa foi retirada. Problema resolvido.
Prefeitos
de municípios da região estariam preparando cortes drásticos nas despesas. A crise econômica está gerando dificuldades e não deve melhorar tão cedo. Os alcaides sabem que, no segundo semestre, as receitas despencam. Por estes e outros motivos, é uma boa tomada de decisão. Mas é uma tarefa difícil, se não contar com a colaboração dos funcionários. As prefeituras costumam ter muitos funcionários, mas a maioria – desestimulada – oferece o mínimo esforço e não se preocupa em evitar desperdícios.
A produtividade
dos funcionários das prefeituras reflete diretamente nos seus salários e benefícios, nas suas condições de trabalho e nos serviços prestados à população. A falta de estímulos é uma tradição mantida pelos gestores e aceita pela maioria dos funcionários. Todos perdem.

A 7ª Câmara
de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, formada pelos desembargadores Eduardo Gouvêa (presidente), Luiz Sérgio Fernandes de Souza e Moacir Perez – de conformidade com o voto do relator Eduardo Gouvêa – negou por unanimidade provimento ao Agravo de Instrumento interposto pela ex-prefeita Nice Mistilides contra o ato da Câmara Municipal que cassou seu mandato.
Está se
esgotando as fontes jurídicas onde a ex-prefeita possa se agarrar, no desespero de voltar ao cargo. Ela tem pela frente o STJ e STF. Mas, pelo andar da carruagem, Nice pode sofrer derrotas nessas duas Casas, em vista a decisão do tribunal paulista. Isto se ela continuar a insistir, acreditando numa vitória, achando que não existe vida fora da política.

 
Quem
ficou aliviado com a decisão da corte paulista, de ter negado provimento ao recurso da ex-prefeita Nice, foi o Poder Legislativo de Jales. Uma decisão inversa colocaria por terra – segundo entrevistas dadas pelos vereadores durante a semana – um trabalho sério, responsável e legal, no qual todos os direitos foram assegurados à ré pela Comissão Processante.
Em outubro
de 2012, após ser eleita, Nice disse em entrevista a este jornal: "Contando com o apoio de vocês, juntos, Dr. Pedro e eu iniciaremos um Muda Jales". Mas, verdade seja dita, Nice não mudou nada. Agora, compete ao prefeito – Dr. Pedro Callado – restaurar a malfadada política administrativa deixada pela "escolhida de Deus para administrar o município".

Em parte,
Pedro Callado está conseguindo realizar esse feito. No tocante ao funcionalismo, o jardim de esperanças está mais florido até mesmo para aqueles que não conseguiram sua portaria de volta. Dizem que o clima no Paço Municipal é outro, com bons ventos soprando.

O TRE SP
julgou improcedente a Ação Penal de crime eleitoral contra o prefeito Leandro Aparecido Polarini, do município de Mesópolis, e mais outras pessoas, cujo processo tramita desde 2009. A decisão transitou em julgado.
 
O deputado
Itamar Borges esteve na sede da Polícia Civil de São Paulo, onde participou de uma audiência com o delegado geral, Youssef Abou Chahin. Durante a reunião, o deputado Itamar falou sobre o déficit do efetivo da polícia civil no Estado, em especial nesta região e reivindicou escrivães e investigadores. Afirmou: "Hoje, municípios pequenos contam com só um escrivão e investigador. Se por algum motivo o profissional se ausenta, a delegacia fica sem estes serviços. Outras cidades, de porte maior, contam com só dois".
A Câmara Federal

aprovou o fim da reeleição e os atuais prefeitos devem ganhar fôlego para coincidências de mandatos.
Na era

da reeleição, no município de Jales, o prefeito eleito em 1996, Antonio Sanches Cardoso (PMN), o prof. Rato, não se reelegeu em 2000. O tucano José Carlos Guisso sucedeu ao prof. Rato e veio a falecer em 2001. O vereador Hilário Pupim, eleito indiretamente pelos seus pares em 2004, no mesmo ano tentou a reeleição, mas ficou pelo caminho. Guindado ao cargo pelo povo em 2004, o petista Humberto Parini se reelegeu em 2008 e cumpriu o mandato num "entra e sai" devido a liminares. Por fim, eleita em 2012, Nice Mistilides (PTB) governou por dois anos e 48 dias. Foi cassada em fevereiro deste ano. O atual prefeito Pedro Callado, sonhava com a reeleição. O futuro sem reeleição vai mudar muito a história política.

Nesta sexta-feira,
29 de maio, governador Geraldo Alckmin terá participado do sorteio de 286 moradias em quatro cidades da região de Jales, rasgando a fita do investimento total de R$ 28,7 milhões. Alckmin teteraá beneficiado Nova Canaã Paulista, Três Fronteiras, Aspásia e Paranapuã. Será que o governador vai estar em Jales no final do ano para a entrega das 99 casas que estão em construção?
 

Vereadores questionam problema do trânsito no cruzamento da 3 com a João Amadeu

Os vereadores Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista, Luís Fernando Rosalino, Pérola Maria Fonseca Cardoso e Rivail Rodrigues Júnior apresentaram na sessão parlamentar de segunda-feira, 25 de maio pedido de informação ao prefeito Pedro Callado.
Os vereadores estão requerendo do prefeito Callado explicações sobre o trânsito no cruzamento da rua 3 com a avenida João Amadeu que apresenta grande dificuldade de fluxo para os veículos que trafegam pela rua 3 e precisam cruzar ou adentrar a avenida no sentido centro.
Durante o mandato da ex-prefeita Nice Mistilides, os vereadores já apresentaram pedido para que fosse instalado um semáforo no cruzamento de vias, mas não obtendo, porém, nenhuma resposta a respeito do assunto.
O documento considerou ainda que no mesmo local, para quem vem pela Avenida João Amadeu, sentido centro-bairro, e entra à direita na rua 3, se depara com uma trecho de mão dupla - com estacionamento - o que, evidentemente, a largura da rua não permite.

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Médicos e funcionários unem forças pela Santa Casa de Fernandópolis

 



Após assumir a responsabilidade que lhe foi confiada, a nova provedora, Dra. Sandra Regina de Godoy, está prosseguindo e incrementando os avanços conquistados pelo ex-provedor, principalmente no que se refere ao gerenciamento administrativo do Hospital de Ensino Santa Casa de Fernandópolis.
O trabalho teve início durante a gestão de Geraldo Silva de Carvalho, com contratação de uma empresa especializada para consultoria na área de gestão hospitalar, que realizou um levantamento do serviço desempenhado pelos mais diversos setores da entidade e propôs formas de otimizar os processos administrativos, visando o aperfeiçoamento dos serviços oferecido à população. 
Com o resultado desse levantamento foi possível a contratação da administradora hospitalar Wládia Prandi Franco, que auxiliará a Diretora, setores e unidades do hospital na busca de conquistas que refletirão na saúde de cada cidadão de Fernandópolis e região.
Para a provedora, as novas conquistas só serão possíveis com o envolvimento e união de forças. “O que pretendemos é aprimorar o trabalho em equipe, pois a transformação de cada voluntário e funcionário em uma grande equipe será a chave para que tenhamos o sucesso que todos esperam. Dizem que ‘juntos podemos mais’. Apenas desse modo podemos fazer cada vez mais pela nossa Santa Casa.”
Para o envolvimento de todos os colaboradores, as revisões de processos tem sido o tema de reuniões junto aos líderes de equipes e funcionários, em que tais novidades estão recebendo o apoio e a aceitação, ficando evidente o espírito de renovação e integração. 
Os médicos também estão otimistas.  Nesta semana, os membros da administração se reuniram com o Corpo Clínico para apresentar as ações que estão em andamento, sendo estas recebidas com entusiasmo pelos integrantes da classe médica, que se comprometeram a somar esforços. 
Dentre os primeiros passos, estão em andamento: a renegociação bancária de juros e tarifas; redução de gastos com telefonia; revisão dos processos de gestão de pessoal; otimização do faturamento de contas; análise criteriosa dos centros de custos; disponibilização de relatórios de produção pessoal para os médicos.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

CDHU sorteia 286 moradias na região nesta sexta-feira; governador Alckimin estará presente

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) sorteia, nesta sexta-feira, 29 de maio, 286 moradias em Aspásia, Nova Canaã Paulista, Paranapuã e Três Fronteiras, municípios da microrregião de Jales . É fundamental que as famílias inscritas compareçam aos locais dos sorteios para depositar na urna a senha distribuída durante o processo de inscrição.
Com a presença do governador Geraldo Alckmin, o primeiro evento acontece às 10 horas, em Nova Canaã Paulista, na Quadra da Escola Municipal Criança Feliz, Rua Seis, s/nº. Serão sorteadas 72 moradias entre as 155 famílias inscritas.
Na sequência, será realizado o sorteio de 103 casas em Três Fronteiras. O evento acontece às 11h30, no Complexo Esportivo Edward Garrido, Rua Jacaúna, nº 408, Centro. Estão inscritas 636 famílias.
Às 14 horas, em Aspásia, ocorrerá o sorteio de 52 moradias para as quais estão inscritas 156 famílias. O evento será no Ginásio de Esportes, Rua Jales, s/nº.
Por fim, em Paranapuã, às 16 horas, serão sorteadas 59 unidades habitacionais no Projeto Semente do Futuro, Rua José Ribeiro, nº 2.800. Concorrem a essas unidades, 297 famílias de baixa renda.
Os empreendimentos são viabilizados em parceria com as prefeituras. Com 56,67 m² de área construída, as casas foram projetas segundo conceitos do Desenho Universal e terão dois e três dormitórios, sala, cozinha e banheiro. O investimento do governo estadual nas 286 moradias é de R$ 28,7 milhões.

PF de Jales e PM/SP (TOR e CAEP) apreendem 20kg de cocaína na SP 320


Três homens foram presos em um bairro de Mirassol/SP. Os policiais também apreenderam uma pistola automática, quatro veículos e mais de R$ 20.000,00 em espécie
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma grande operação conjunta entre a Polícia Federal de Jales e a Polícia Militar (TOR - Tático Ostensivo Rodoviário - e CAEP - Companhia de Ações Especiais - de São José do Rio Preto/SP) foi realizada na tarde desta quarta-feira (27). Mais de 20kg de cocaína, quatro veículos, R$ 22.980,00 em espécie, além de uma pistola automática foram apreendidos. Três homens também foram presos.
A PF já investigava o grupo criminoso que adquiria drogas no Mato Grosso do Sul para ser comercializada na região de Jales, Mirassol e São José do Rio Preto/SP. Nesta quarta-feira (27), com auxílio de policiais militares do TOR, um veículo foi abordado na SP-320 nas proximidades do município de Fernandópolis/SP. O veículo que estava com a droga, um Corsa Sedan, placa de Auriflama/SP, estava sendo transportado em um caminhão guincho, pois, havia apresentado problemas mecânicos durante a viagem.
Em um fundo falso do banco traseiro do veículo, os policiais encontraram vinte tabletes de cocaína que pesaram mais de vinte quilos da droga. Os compradores do entorpecente, de São José do Rio Preto e Mirassol, bem como o fornecedor da droga, residente no Estado de Mato Grosso, aguardavam a chegada da droga em uma residência do Bairro Vale do Sol em Mirassol.
Após a confirmação da apreensão do entorpecente na SP-320, em Fernandópolis, policiais militares do CAEP e uma equipe da PF de Jales foram até a residência em Mirassol onde os traficantes aguardavam a chegada da droga. Eles foram presos, e no local, mais de R$ 20.000,00 foram encontrados, além de uma pistola automática calibre 7.65. As apreensões foram localizadas em um fundo falso na cozinha da casa. Os veículos dos investigados, modelos Golf, Scenic e Audi também foram apreendidos.
Os presos, os bens e os materiais apreendidos foram transportados até a sede da PF em Jales. Os presos foram indiciados pelos crimes de tráfico interestadual de drogas, associação para o tráfico, além de posse ilegal de arma de fogo. Após os interrogatórios, eles serão conduzidos para a cadeia pública de Guarani d’Oeste/SP onde permanecerão à disposição da Justiça Estadual.

Polícia Militar Ambiental realiza Operação “Madeira Legal”



Entre os dias 25, 26 e 27 de maio, Policiais Militares da 1ª Companhia Ambiental de São José do Rio Preto, foram empenhados na Operação denominada "Madeira Legal", intensificando as fiscalizações nas principais rodovias que cortam nossa região, visando identificar irregularidades ambientais no transporte de madeira nativa, principalmente oriundas da Amazônia Legal, por meio de análise da documentação apresentada pelos transportadores (DOFs, Notas Fiscais etc) comparando-as com a carga de madeira vistoriada in locu (quantidade, corte, espécies etc).

Os maiores produtores de madeira nativa da Amazônia Legal são os Estados de Mato Grosso (36,79%), Pará (35,04%) e Rondônia (22,65%) que, juntos, são responsáveis pela produção de quase 95% de toda a madeira oriunda da Amazônia, sendo que o escoamento destes produtos florestais nativos até o território paulista na maior parte se dá por vias de grande importância (rodovias federais, estaduais etc) e por meio de veículos pesados (carretas, bitrem e rodotrem), ingressando no Estado de São Paulo pelas divisas dos Estados de Mato Grosso do Sul e de Minas Gerais, denotando a importância de operações com essa finalidade.

A exploração e devastação da Região Amazônica tem sido alvo de preocupação mundial, pois estudos comprovam que a diminuição da cobertura vegetal nativa está influenciando diretamente as alterações climáticas do planeta.

Durante as ações fiscalizatórias foram vistoriados 33 caminhões específicos de transporte de madeira, sendo que em 05 (cinco) deles foram flagradas irregularidades, sendo assim foram lavrados até o momento (parcial) 06 (seis) Autos de Infração Ambiental, alcançando não somente o transportador, mas também o responsável pelo envio da madeira irregular, somando-se R$ 47.026,80 em multas arbitradas (parcial). Foram apreendidos, além dos cinco caminhões, cerca de 88 m³ de madeira (parcial), que após finalizado o processo administrativo serão doados à entidades assistenciais.

As não conformidades detectadas no transporte de madeira amoldam-se ao tipo penal próprio, previsto na Lei de Crimes Ambientais, com pena de seis meses a um ano de detenção, sendo que os responsáveis responderão em liberdade por se tratar de crime de menor potencial ofensivo.

Obs.: Os resultados são parciais, uma vez que falta a cubicagem de um caminhão de madeira.

DOUGLAS VIEIRA MACHADO

Ten Cel PM – Comandante

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Prefeitos da região noroeste paulista são recebidos no Palácio do Planalto

A prefeita Bel Repizo (PT) de Tanabi, juntamente com vários outros prefeitos da região, entre eles: Francisco Airton Saracuza (Urânia), Ana Lucia Olhier Módulo (Vitória Brasil), Leandro Aparecido Polarine (Mesópolis), José Eduardo Assunção (Aspásia) foram recebidos no Palácio do Planalto pelo secretário Rodrigo Rocha Loures, pasta das Relações Institucionais da Presidência da República na manhã desta quarta-feira, 27 de maio.
 



De acordo com a prefeita, o encontro foi realizado com o empenho do ministro Edinho Araújo (PMDB). "Fomos recebidos, juntamente com outros prefeitos da região noroeste do estado de São Paulo. Eu aproveitei para verificar o andamento dos processos e projetos da nossa cidade", disse por WhatsApp a prefeita, ao www.prfernandojuliao.blogspot.com.br de Tanabi.
FOTOS: João Paulo da Silveira

MPF dá 15 dias para prefeitura de Jales e mais sete municípios da região intensificarem fiscalização e eliminarem focos do mosquito transmissor da dengue

Recomendação também pede adoção de medidas efetivas, como cobrança de multas, aos moradores reincidentes com criadouros do Aedes aegypti

O Ministério Público Federal em Jales recomendou que as Prefeituras de Aparecida D’Oeste, Guarani D’Oeste, Indiaporã, Jales, Macedônia, Ouroeste, Pedranópolis e São João das Duas Pontes intensifiquem a fiscalização em imóveis públicos e particulares para eliminar criadouros do mosquito transmissor da dengue. O número de casos confirmados da doença na região em 2015 chegou a 937, enquanto que em todo o ano passado não passou de 594.

O MPF também recomenda que seja intensificada a nebulização dos locais com ocorrências de dengue e suas proximidades. Para coibir a inércia de alguns moradores, o documento sugere ainda que sejam tomadas providências efetivas, como a cobrança de multas, àqueles que forem reincidentes com criadouros do Aedes aegypti. As Prefeituras têm 15 dias para adotar as medidas.

Além dos números alarmantes, a supervisão da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) em setembro de 2014 apontou deficiência nos trabalhos da Equipe de Controle de Vetores nos municípios citados. O órgão estadual detectou, por exemplo, vistorias inadequadas e virtuais (realizadas apenas em tese), e falta de treinamento e de vestimentas apropriadas para equipe de nebulização e falta de orientação adequada à população. Todas as Prefeituras foram notificadas pelo órgão.

As situações mais alarmantes estão nos municípios de Jales, Aparecida D’Oeste, São João das Duas Pontes e Ouroeste, onde já há constatação de epidemia. Em Jales, os casos confirmados chegam a 658, cerca de 40% a mais que todos os casos de 2014. Na cidade de São João das Duas Pontes, de apenas 2.556 habitantes, onde não houve nenhum caso registrado no ano passado, já há 68 casos confirmados.

MEDIDAS. A recomendação dá 90 dias para que as Prefeituras executem efetivamente todas as medidas das Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue do Ministério da Saúde, de 2009, e o Plano de Vigilância, Prevenção e Controle da Dengue do Estado de São Paulo, de 2014/2015. As municipalidades têm 30 dias para informar o MPF sobre as providências adotadas, sob pena de serem tomadas medidas legais.

A recomendação faz parte do inquérito civil público instaurado em março pelo MPF para acompanhar as ações de prevenção e combate à dengue implementadas pelas 40 cidades da Subseção Judiciária de Jales. Os dados levantados até o momento, após resposta dos municípios aos questionamentos da Procuradoria, mostram um elevado crescimento dos casos de dengue em 2015. O MPF, em conjunto com a Promotoria de Justiça de Estrela d’ Oeste/SP, já expediu recomendação de mesmo teor para o município. O inquérito continua apurando a situação e não está afastada a possibilidade de que recomendações ou outras medidas também sejam direcionadas a outras Prefeituras da região.

A Subseção Judiciária de Jales é formada pelos municípios de Aparecida D´Oeste, Aspásia, Auriflama, Dirce Reis, Dolcinópolis, Estrela D´Oeste, Fernandópolis, General Salgado, Guarani D´Oeste, Guzolândia, Indiaporã, Jales, Macedônia, Marinópolis, Meridiano, Mesópolis, Mira Estrela, Nova Canaã Paulista, Nova Castilho, Ouroeste, Palmeira D´Oeste, Paranapuã, Pedranópolis, Pontalinda, Populina, Rubinéia, Santa Albertina, Santa Clara D´Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rita D´Oeste, Santa Salete, Santana da Ponte Pensa, São Francisco, São João das Duas Pontes, São João de Iracema, Suzanópolis, Três Fronteiras, Turmalina, Urânia e Vitória Brasil.

Sindicato da Enfermagem repassa primeira parcela a filiados de ação contra hospital

Filiados receberam primeira parcela de benefício
conquistado após ação judicial contra Hospital Auxiliadora
O montante de cerca de 140 mil reais será pago em até 8 parcelas aos filiados

O Sindicato dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Três Lagoas por intermédio de seu presidente, João Carvalho, entregou na tarde desta terça-feira, 26, a primeira parcela do benefício de equiparação salarial dos filiados que trabalham no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

Mais de 30 profissionais compareceram na sede do sindicato para receberem seu benefício, que somados chegam a quase 140 mil reais. "Para nós hoje é um dia de muita alegria, não consigo nem expressar minha satisfação em ver o brilho nos olhos desses profissionais que se doam para salvar outras vidas, de ver eles se sentindo valorizado por uma conquista nossa. É um dia a ser comemorado", disse o presidente, João Carvalho.

A ação foi elaborada com base na equiparação salarial dos funcionários da enfermagem que trabalharam por anos com salários inferiores a de outros profissionais que desempenham a mesma função e carga horária. O processo tramitou cerca de dois anos e o juiz deu causa ganha para o Sindicato, beneficiando assim os filiados.

Para o técnico, Claudio Rogério Vicente, essa é a hora de acreditar ainda mais no sindicato. "Hoje estamos recebendo a prova de que vale a pena se filiar a entidade, se juntarmos nossas forças seremos capazes de conquistar ainda mais pela nossa classe", finalizou.

O montante pago será dividido em até 8 vezes e repassado aos trabalhadores por meio do sindicato. (foto 7even)

terça-feira, 26 de maio de 2015

Presos integrantes de quadrilha que explodia caixas eletrônicos

A Polícia Civil realizou uma ofensiva contra a estrutura administrativa de uma quadrilha especializada em explosões de caixas eletrônicos. As ações aconteceram nos municípios de Guarulhos, na Grande São Paulo, Hortolândia, no interior, e na zona sul da Capital. Duas mulheres e dois homens foram detidos na manhã desta segunda-feira (25).

O trabalho foi de integrantes da 5ª Patrimônio (Delegacia de Investigações sobre Roubo a Bancos), do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), e da Seccional de Fernandópolis.

As prisões são desdobramento da operação ocorrida no início de abril, quando cinco integrantes do bando acabaram detidos durante uma reunião em Sumaré. Na ocasião, foi descoberto o arsenal dos criminosos, composto por seis fuzis, munições, explosivos, coletes balísticos, e até "miguelitos", artefato utilizado para furar pneus. Entre os armamentos, foi apreendido um fuzil .30 com tripé, que tem capacidade para romper blindagem.

Segundo o delegado Fábio Pinheiro Lopes, titular da 5ª Patrimônio, a nova ação permitiu as apreensões de farto material de contabilidade e documentação, que mostra como é divido o ganho das ações. "É uma nova fase das investigações", disse Lopes.

As equipes da 5ª Patrimônio e de Fernandópolis detiveram em Guarulhos autônomo R.A.C., o Alemão Queimado, de 32 anos, e a promotora de vendas N.D.O.A.S., de 27. O detido é apontado como participante em ações contra caixas bancários.

Os policiais também detiveram o comerciante D.J.M., de 38 anos, marido da promotora de vendas. Para o delegado, a função do comerciante era "lavar" e investir o dinheiro roubado. A prisão ocorreu na zona sul da Capital.

A quarta detenção foi da dona de casa C.S.A., de 43 anos. Os policiais cumpriram o mandado em Hortolândia. No local, as equipes apreenderam material de contabilidade e documentos de negócios possivelmente realizados com o dinheiro dos crimes.

Arte Urbana: “Genial é andar de bike”, novo mural de Eduardo Kobra, em São Paulo, faz releitura de cena icônica de Einstein

No mesmo dia em que chegou de uma viagem internacional de 45 dias, quando pintou obras em Tóquio (Japão), Dubai (Emirados Árabes) e Papeete (Taiti), o muralista brasileiro iniciou o belo e divertido mural "Genial é andar de bike" (de 14 metros de altura por 8 de largura), na rua Oscar Freire 944, nos Jardins, em São Paulo. No mural, inaugurado no último final de semana, há uma releitura da icônica cena de Albert Einstein andando de bicicleta.
 

O muralista brasileiro Eduardo Kobra está em estado de permanente ebulição criativa. Ele não para. No mesmo dia (14 de maio) em que chegou de sua viagem internacional de 45 dias, quando pintou obras em Tóquio (Japão), Dubai (Emirados Árabes) e Papeete (Taiti), ele iniciou o belo e divertido mural "Genial é andar de bike" (de 14 metros de altura por 8 de largura), na rua Oscar Freire 944, nos Jardins, em São Paulo. No mural, Kobra faz uma releitura da icônica cena do físico e humanista Albert Einstein (14 de março de 1879 em Ulm, Alemanha, a 18 de abril de 1955, em Princeton, EUA) andando de bicicleta. "Saí do avião e fui direto para o novo mural", conta o artista, que inaugurou a nova obra no último final de semana. Na bike, uma plaquinha traz a seguinte mensagem: "S2 = eu e vc²" (obs: desenho de um coração seguido de "= eu e vc²", como dá para ver nas fotos).
Kobra também trabalha intensamente em um ousado projeto: a partir do final desta semana ou início da próxima começa uma série de dez intervenções, uma por dia, em São Paulo. "Ainda estou em processo de criação e, em alguns casos, de busca de autorizações. Os temas e as ideias são sigilosos. A pessoas terão de descobrir as intervenções à cada dia, em anúncios que devem ser feitos em um site criado especificamente para o projeto e nas minhas redes sociais. Pretendemos fazer diferentes tipos de intervenções, desde pinturas em 3D a pequenas frases de protesto e/ou conscientização, em diferentes regiões da Cidade, que podem acontecer em pontos considerados nobres ou na periferia. Ou seja: durante os 10 dias da ação, que não tem nenhuma associação com marcas ou patrocinadores, pretendo levantar pontos importantes e questões ligadas à cidade. No último dos murais as pessoas poderão participar optando nas redes socais por alguma ação ou tema que julguem ser importante", diz o artista.

Eduardo Kobra também planeja os últimos detalhes da sua próxima viagem internacional. No início de julho segue para os Estados Unidos. Primeiro, pintará em Minneapolis um imenso mural de 20 metros de altura por 50 de largura, abrindo um projeto de transformar uma região nobre da cidade em um espaço também de arte e cultura. Depois, fará uma obra em conjunto com o conhecidíssimo e respeitado grafiteiro francês Mr. Brainwash, que agora gerencia a carreira internacional do muralista brasileiro. "Estamos estudando nossas agendas para ver quando e onde realizaremos esse mural", revela Kobra. A tendência é que a obra conjunta seja realizada em Nova York, onde Kobra já fez os murais "O Beijo", em Manhattan, na região de Chelsea; e "Fight for Street Art", no Brooklyn (releitura da cena clássica de Andy Warhol e Jean Michael Basquiat). "Queremos pintar um grafite de Tupac Spakur, no Harlem, bairro onde o rapper nasceu", revela Eduardo Kobra

Agora Kobra trabalha em um ousado projeto: fará dez intervenções artísticas, uma por dia, em São Paulo. Crédito das fotos do mural "Genial é andar de Bike": Airton Gontow/divulgação