Páginas

sábado, 14 de março de 2015

Basquete jalesense joga neste domingo contra Monte Líbano pelo regional adulto

As quadras de basquete do clube de campo do Monte Líbano de São José do Rio Preto recebem neste domingo (15), a partir das 8h30, a 5ª edição de um dos torneios mais importantes da região: a Copa de Basquete Monte Líbano Categoria Adulto.

Entre as 12 equipes participantes estão: Clube Monte Líbano, Clube Monte Líbano Master, Rio Preto Automóvel Clube, Mirassol, Cedral, Jales, Fernandópolis, Pool Help de Rio Preto, Promissão, Ilha Solteira, Lins e FSports/Monte Aprazível. Eles jogarão entre si, em turno único, sendo que os quatro primeiros colocados garantirão vaga na fase de play-offs - que indicará o campeão.

As equipes que terminarem entre 5º e oitavo lugares disputarão o título da Série Prata. Já os times que ficarem do nono lugar para baixo, disputarão a seletiva em 2016 para tentar preencher as 4 vagas na chave principal. No mês de julho acontece o "Jogo das Estrelas" com a participação dos melhores atletas de todos os times, um jogo de master (mais de 40 anos) e as disputas de lance livre, enterrada, três pontos e habilidades. Tudo isso com premiação aos vencedores.

No final da Copa, a organização premia o cestinha da temporada e confere medalhas e troféus aos melhores classificados.

Confira os jogos da primeira roidada neste domingo 15/03/2015 -

Quadra 1 - 8h30 - Rio Preto Automóvel Clube x Cedral Quadra 2 - 8h30 - Mirassol x Pool Help de Rio Preto Quadra 1 - 10h - Lins x Ilha Solteira

Quadra 2 - 10h - Jales x Clube Monte Líbano

Quadra 1 - 11h30 - Fernandópolis x Promissão

Quadra 2 - 11h30 - Clube Monte Líbano Master x FSports/Monte Aprazível


REJEIÇÃO, SINAL VERMELHO DOS GOVERNANTES, por GAUDÊNCIO TORQUATO

 
Rejeição a um governante é coisa séria. Quando um gestor público tem contra ele uma avaliação muito negativa urge providenciar a ambulância para entrar na UTI da imagem. A rejeição é um fenômeno que deve ser convenientemente analisado. Trata-se de uma predisposição negativa que a pessoa adquire e conserva em relação a determinados perfis. Para compreendê-la melhor, há de se veri­ficar a intensidade da rejeição dentro da consciência dos conjuntos sociais. O que diz a ciência? O processo de conscientização leva em consideração um estado de vigília do córtex cerebral, comandado pelo centro re­gulador da base do cérebro e, ainda, a presença de um conjunto de lembranças (engramas) ligadas à sensibilidade e integradas à ima­gem do nosso corpo (imagem do EU), e lembranças perpetuamente evocadas por nossas sensações atuais. Ou seja, a equação aceitação/rejeição se fundamenta na reação emotiva de interesse/desinte­resse, simpatia/antipatia. Pavlov se referia a isso como reflexo de orientação.

A rejeição tem uma intensidade que varia de político para político. Em São Paulo, Paulo Maluf, que sempre teve altos índices de rejeição, administra o fenômeno com muito esforço. Mudou comportamentos e atitudes. Tornou-se menos arrogante e mais humilde, apesar de não ter conseguido alterar a entonação de voz anasalada. Os escândalos recentes e o lamaçal em que se afunda a esfera política também contribuem para ate­nuar a predisposição negativa contra ele, a ponto de purgar seus pecados pelos pecados mortais dos outros.

Certos perfis, mesmo não integrantes de grandes famílias políticas, passam a imagem de antipatia, seja pela arrogância pessoal, seja pelo estilo de fazer política ou pelo oportunismo que suas candidaturas sugerem. Em quase todas as regiões, há altos índices de rejeição a atores políticos, comprovando a tese de que os grupos sociais, incluindo as margens, agem com racionalidade e estão cada vez mais críticos.

Analisemos, agora, a rejeição à presidente Dilma. Primeira mulher a assumir o mais alto cargo da Nação, agregava as condições de grande popularidade. Surgiu no embalo do prestígio do carismático Luiz Inácio e do conceito de ética na política, que o PT encarnava há duas décadas. O escopo de assepsia representado pelo lulopetismo desmoronou com os escândalos do mensalão e, agora, do petrolão. O Partido dos Trabalhadores, a partir do seu guia, Luiz Inácio, se empenhou nos últimos anos em separar o Brasil em duas bandas: os pobres e os ricos, as elites brancas e os grupos periféricos, nós e eles. O apartheid acirra os ânimos das duas alas. As classes médias tradicionais repudiam o escopo petista cravado no conflito de classes. No último pleito, o país se dividiu ao meio. E a animosidade se expande na esteira da crise econômica e da crise política.

A presidente Dilma possuía um perfil de gestora técnica. Que foi desconstruído. As obras do PAC empacaram. Sua índole a afasta da esfera política. Demonstra não ter apetite para conviver com a real politik brasileira. A nova classe média, formada por grupamentos que ascenderam à classe C, saindo da D, teme perder o que ganhou com a política de redistribuição do lulodilmismo. A carestia ameaça esvaziar o bolso das margens. E o inflamado discurso do PT e da CUT – sob a paisagem de campos e experimentos devastados pelo MST - é lenha grande na fogueira. Neste domingo, as ruas se enchem de milhares de pessoas com forte expressão de contrariedade. Não apenas agrupa os habitantes do centro da pirâmide. Conta com uma parcela( menor) das margens. E a razão é: a equação BO+BA+CO+CA( Bolso cheio, Barriga satisfeita, Coração agradecido, Cabeça decidida a apoiar o governante) já não se sustenta. E assim se explica a rejeição à presidente.

Pode ser revertida? Sim, a depender da economia, que é a locomotiva que puxa a vontade (boa, má) do povo. Nesse momento, não adianta tergiversar. O discurso da presidente no Dia Internacional da Mulher foi um desastre. Urge trabalhar com a verdade. Mudar posturas. A rejeição à Dilma começa com mudança de atitudes. Dela mesma.



Gaudêncio Torquato, jornalista, professor titular da USP é consultor político e de comunicação. Twitter: @gaudtorquato

Parabéns

Neste domingo, 15 de março, quem estará comemorando mais um aniversário é o administrador hospitalar Carlos Henrique di Bernardo Merighi, para a alegria de seus pais Eloisa e Igaiara. Vai receber os parabéns também de seus amigos e demais familiares.

Aniversariante

Quem estará comemorando mais um aniversário nesta segunda-feira, 16 de março, é Valdeir da Silva Carvalho. Os amigos vão dar uma esticadinha até a sua residência para lhe dar aquele abraço e desejar-lhe muitos anos de vida e degustar uma cervejinha geladinha. Parabéns Valdeir.

Noite no Saara será em agosto

Após divulgar a data da 6ª Noite no Saara, a equipe da Instituição Beneficente Benedita Fernandes - Casa da Sopa - recebeu informações de outras entidades, as quais também estarão realizando vários eventos em setembro. Em função disso, o tradicional jantar-baile com cardápio árabe foi antecipado para agosto, e será numa sexta-feira, como nos anos anteriores, no dia 14, no Villa Rocca.

Maria Emília

 
ao lado do esposo Valdir Cortezzi e demais familiares, brinda a chegada de mais uma Primavera nesta segunda-feira, 16 de março.

Inscrições para o festival musical Imagine Brasil

Imagine Brazil é um novo conceito em competições musicais, realizado pela Organização Social de Cultura Amigos do Guri - gestora do Projeto Guri, programa de educação musical da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, no interior e litoral do estado - o festival acontece, pela primeira vez no país.
Até o dia 23 de março – somente residentes do estado de São Paulo, que tenham entre 13 e 21 anos – poderão se inscrever: br.imaginefestival.net/ ou www.imaginefestival.com.br


São aceitos solistas ou grupos de até 8 pessoas, que devem preencher um formulário via site e enviar uma mídia de vídeo ou MP3 para a organização.

Criado pela Jeunesses Musicales International (JMI) – maior ONG de música para jovens do mundo todo, da qual a Amigos do Guri é membro –, o Imagine já acontece em cerca de 10 países ao redor do mundo. "A ideia do Imagine é reunir diferentes culturas, promover o intercâmbio musical, assim como estimular a originalidade e qualidade musical", explica a diretora executiva da Amigos do Guri, Alessandra Costa.

Prêmios e grandes experiências de carreira – Serão selecionados até 50 grupos ou artistas, que disputarão as semifinais em cinco cidades do interior de São Paulo. Os escolhidos para a grande final (10 ao total), que acontece dia 4 de julho, em São Paulo capital concorrem a um instrumento da marca Yamaha, gravação de um EP (extended play), além de participar da Final Internacional do Imagine – com todas as despesas pagas pelo concurso –, em 2016, na Croácia. O vencedor internacional recebe também um plano de negócios, que inclui sessão de fotos, gravação de músicas e consultoria para o desenvolvimento da carreira.

Chocolates Brasil Cacau inaugura loja em Jales



A cidade ganha mais um estabelecimento comercial. Os empresários Andresa Limones Silvério e Marcos Roberto Silvério inauguraram nesta manhã, 13 de março, a Chocolates Brasil Cacau. O evento contou com a presença do prefeito Pedro Manoel Callado Moraes e o presidente da ACIJ Carlos Roberto Altimari, que parabenizaram e desejaram sucesso a nova filial. O bispo Diocesano, Dom Demétrio Valentini, procedeu a bênção das instalações, acompanhado pelo padre Edvagner Tomaz da Cruz.

Palestra na ACIJ

Empresários de Jales e região terão no dia 26 de março, a palestra "Alavanque sua empresa em tempos de turbulência". O encontro acontece a partir das 19 horas, na Associação Comercial e Industrial de Jales – ACIJ, que fica na av. Francisco Jales, 3097.

Ilustre aniversariante

O ilustre aniversariante desta sexta-feira, 13 de março, foi o professor José Lafaiete de Oliveira Gonçalves, carinhosamente chamado de prof° Neto. Na certa, seu dia foi pequeno para tantas demonstrações de carinho e apreço da parte dos seus familiares e incontáveis amigos.

Parabéns pra você

Nesta segunda-feira, 16 de março, quem estará completando mais um ano de vida é a linda princesa Osmira Lio, filha do casal Zica e Simone. Parabéns Osmira, de toda sua família com muito amor e carinho e desejamos-lhe muitos anos de vida 

Cantor e compositor mineiro Vander Lee está no Sr. Brasil

Neste domingo, 15 de março, a partir das 10h, na TV Cultura, o apresentador Rolando Boldrin abre o programa Sr. Brasil com seus tradicionais causos, canta O Vento Levou, de Herivelto Martins e Benedito Lacerda, e logo em seguida recebe o cantor e compositor mineiro Vander Lee.
Nascido em Belo Horizonte (MG), Lee tem 16 anos de carreira, com diversos CDs gravados e shows pelo Brasil e exterior. O músico começou tocando em bares na capital mineira e aos poucos foi introduzindo seu repertório autoral, se apresentando pelos teatros da cidade e interior, até que em 1996 ganhou o segundo lugar no festival Canta Minas.
Suas composições foram gravadas por artistas como Alcione, César Menotti & Fabiano, Daniela Mercury, Elba Ramalho, Elza Soares, Fábio Jr, Gal Costa, Leila Pinheiro, Luiza Possi, Margareth Menezes e Maria Bethânia.
No programa Sr. Brasil, Vander Lee interpreta canções de sua autoria, como Estrela, Esperando Aviões, Galo e Cruzeiro, Românticos e Onde Deus possa passar. Na música Sambado, que também leva sua assinatura, o artista é acompanhado pelo pandeiro de Figuerôa. 
O programa Sr. Brasil será reapresentado na quarta-feira, 18 de março, às 22h.

Viagens de incentivo estão entre os presentes mais marcantes

Em vez de premiar com dinheiro, seja por meio de bônus ou participação nos lucros, algumas empresas estão oferecendo pacotes de viagem aos funcionários que se destacam, uma forma de gerar valor e proporcionar boas experiências.

O empresário Jeremias Lima, sócio de um grupo de empresas de serviços corporativos, já aderiu às viagens de incentivo. "É a melhor forma de valorizar o profissional. Sempre digo aos meus funcionários: vou cuidar bem de vocês para vocês cuidarem bem dos meus clientes", afirmou. Da primeira vez, ofereceu dez viagens de cruzeiro aos profissionais que batessem as metas. Investiu R$ 25 mil em dez pacotes e, ao final do desafio, viu as vendas subirem mais de 160%. Desde então, a prática se tornou recorrente.

Por estar intimamente associado ao prazer, o turismo também é visto como uma forma de associar a imagem da empresa às boas experiências que uma viagem proporciona, como momentos de lazer, diversão e recompensa. Com esse foco, uma fábrica de automóveis e suas montadoras criaram um programa específico para acelerar as vendas da empresa. Cerca de dez mil funcionários, entre vendedores, gerentes de vendas e consultores, concorrem à premiação anual pelo alcance das metas. Este ano, 48 funcionários serão contemplados com uma viagem de quatro dias para um resort na Bahia. "São meses de um grande esforço recompensados no final", diz Guilherme Almeida, consultor da empresa.

As premiações com viagens, além de motivar, fidelizam o empregado à marca, de acordo com o diretor nacional de vendas de uma empresa multinacional de veículos, Alexandre Oliveira. No ano passado, a empresa ofereceu aos funcionários mais produtivos uma viagem a uma das cidades-sede da Copa do Mundo, com direito a camarote no estádio. "É também uma boa oportunidade de fortalecer a relação entre a empresa e o público interno", diz.

As campanhas de incentivo voltadas para a premiação com viagens também têm impulsionado o segmento de negócios e eventos, de acordo com o presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), Edmar Bull. Segundo a associação, as agências de viagens associadas à Abracorp registraram em 2014 aumento de 14,5% na movimentação de negócios em relação ao ano anterior.

Turismo doméstico
O cenário para a promoção de viagens de incentivo é uma forma de fortalecer o turismo interno. Dados do Ministério do Turismo (MTur) mostram que os brasileiros realizaram cerca de 206 milhões de deslocamentos pelo país, melhor número da série histórica, que representa acréscimo de 2% em relação a 2013. Cerca de um terço da população, ou 62 milhões de brasileiros, visitaram algum destino nacional em 2014.

O desejo de conhecer o Brasil cresceu em três das quatro faixas etárias pesquisadas por uma pesquisa mensal do MTur, feita em janeiro. Entre os entrevistados mais jovens, com menos de 35 anos, a intenção de viajar pelo país cresceu mais de 20 pontos percentuais (de 52,1% para 73,8%), na comparação com janeiro de 2014. Já na faixa etária de 35 a 55 anos, o aumento foi de 57,2% para 67,3% no mesmo período.

Colaboradoras da Santa Casa ganham homenagem do Dia da Mulher


 
O setor de Recursos Humanos juntamente com o Centro Integrado de Humanização (CIH) promoveu no dia nove de março, no Centro de Estudos do hospital, um dia diferenciado para as colaboradoras em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

As funcionárias puderam desfrutar de um dia de beleza nos horários apropriados, com direito a corte de cabelo, escova, maquiagem, sobrancelha, limpeza de pele, massagem e redução de medidas. E ainda, participaram do sorteio de brindes que foram adquiridos pelo CIH com a colaboração do setor de Captação de Recursos, que pediram doações no comércio de Jales e região.

De acordo com a colaboradora Terezinha José de Souza, do setor nutrição, esta ação para as mulheres do hospital eleva a alto estima feminina. "Sempre participo deste evento, e este ano aproveitei as profissionais que estavam presentes e fiz uma mudança radical no visual. Achei muito bom tudo o que foi oferecido para nós mulheres".

As pacientes e acompanhantes que estavam no hospital também receberam uma visita realizada pelo Centro Integrado, que entregou um cartão e deram uma atenção especial às mulheres internadas.

Atualmente a Santa Casa conta como uma equipe de funcionários composta por 80% de mulheres, para a psicóloga Jihan Said do setor de Recursos Humanos, este índice enaltece o quanto as mulheres vem se destacando no mercado de trabalho. "Todas nós, dentre tantas singularidades, temos em comum a capacidade de conciliar âmbitos e responsabilidades sem perder a sutileza, a sensibilidade e a riqueza de detalhes", destacou.

Grupo Último Tipo apresenta “Rio que passa lá” no dia 23 de março no Teatro Municipal em Jales


 
O grupo teatral Último Tipo vai estar em Jales com o espetáculo "Rio que passa lá", que conta a história do Rio Tietê. O teatro infantil, que se apresenta em Jales no dia 23 de março, uma segunda-feira, será realizado para alunos da rede pública de ensino. Os estudantes que assistem a peça recebem também um livro sobre a história mostrada no espetáculo. O projeto tem a realização da Direção Cultura e do Grupo Último Tipo, e é patrocinado pela Syngenta, com apoio da Copercitrus e da Secretaria da Educação através da Lei de Incentivo ProAC/ICMS.

Com temática ambiental, o espetáculo inédito conta através da fantasia teatral a história do rio Tietê, que nasce na Serra do Mar e passa por todo o estado de São Paulo, cortando diversas cidades inclusive a capital, percorrendo cerca de 1010 km até desembocar no rio Paraná.

É o próprio rio Tietê que conta sua história, desde o nascimento, quando era um olho d’água, se transformando em córrego, riacho, até chegar a ser o rio que corta a cidade de São Paulo e segue viagem pelo interior do estado. Nessa aventura ele conhece a cultura de diversas cidades, sofre com o desrespeito com que é tratado nas grandes cidades e se alegra quando volta a ficar limpo e a desempenhar seu papel na natureza.

O espetáculo mostra a história de um rio genuinamente paulista e que carrega em si a história do estado, além de mostrar também a relação do homem com o meio ambiente, tanto a destruição da mata ciliar e a poluição quanto a preservação em outros locais, em que ele é usado até pra pesca e nado.

Além da criação e apresentação do espetáculo, o Grupo Último Tipo realizou a produção de um livro de literatura infantil com a história contada na peça, e que é distribuído ao final do espetáculo para todas as crianças.

Programa de Visita abre portas para autoridades de Santa Fé do Sul


Na manhã desta terça-feira, 10 de março, o projeto Programa de Visita abriu as portas para o provedor da Santa Casa de Santa Fé do Sul, José Biscassi, e a vice-prefeita, Elena Rosa Teixeira Vidoti. Eles puderam acompanhar o trabalho realizado pela equipe de colaboradores da instituição, tirar dúvidas sobre alguns setores, e também conhecer de perto os projetos que são desenvolvidos. 

Segundo o provedor José Biscassi, que assumiu recentemente a Santa Casa de Santa Fé, o hospital de Jales surpreendeu pela qualidade e variedade de equipamentos. "A instituição é melhor do que eu esperava, é bem equipada. Esta visita foi muito importante para nós, afinal, você só conhece e aprende vendo o que os outros fazem", destacou.

A vice-prefeita, Elena Vidoti, ressaltou a maneira carinhosa e atenciosa que foram recebidos pela equipe do hospital. "Ficamos impressionados com a organização e sentimos o acolhimento que é dado a todos os pacientes que aqui passam. A impressão que estamos levando desta instituição é que essa irmandade emprega cada centavo recebido neste hospital, e vamos levar boas ideias e dicas para a instituição de Santa Fé. Nós deixamos aqui os nossos parabéns ao provedor e toda sua equipe, e agradecemos em especial ao administrador Valdenis, a responsável pelo setor de comunicação, Caroline, a chefe de enfermagem, Ana Lúcia e o técnico de segurança, Delvaci, que gentilmente nos apresentou a Santa Casa".

O provedor José Pedro Venturini recebeu os provedores, dando-lhe dicas, sugestões e enaltecendo a importância e a gratificação que é fazer parte de uma instituição filantrópica. "Nesta oportunidade pude expressar aos visitantes, um pouco do que é este trabalho de provedoria, visto que fazemos com dedicação e amor, afinal, somos todos voluntários. Eles estão cheios de vontade e tem tudo para alavancar a Santa Casa de Santa Fé, estaremos à disposição para auxiliá-los no que for necessário", finalizou.

O Programa de Visita é uma ação do Centro Integrado de Humanização e vem para criar um circulo virtuoso entre as pessoas, afinal, a população também é responsável pelo hospital. Para os interessados em participar deste projeto é necessário entrar em contato com o setor de comunicação pelo telefone (17) 3622-5000 ramal 5103, que explicará detalhadamente os procedimentos a serem tomados antes da visita.



 

Doença silenciosa que afeta milhões de pessoas, o glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo

Doença caracterizada por uma lesão no nervo óptico, o glaucoma é causado pelo aumento da pressão ocular. Trata-se de uma doença silenciosa, que afeta milhões de pessoas e é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. O tipo mais comum, o glaucoma crônico de ângulo aberto, ocorre em cerca de 80% dos casos e pode levar à perda total da visão. Em grande parte dos casos, o glaucoma não apresenta sintomas e, por isso, o diagnóstico geralmente acontece quando doença se encontra em um estágio avançado e irreversível.

Para evitar que isso ocorra é imprescindível a realização de um checkup anual pelo seu médico oftalmologista. Um alerta à sociedade para o tema é o dia 26 de maio, data em que é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. Segundo a médica oftalmologista Tania Schaefer, de Curitiba, pacientes que têm histórico da doença na família devem ser ainda mais cuidadosos.

A médica alerta que o glaucoma é mais comum após os 40 anos, em afrodescendentes, míopes, diabéticos e usuários de colírios que contenham corticoide em sua composição. "Feito o diagnóstico precocemente da doença, é fundamental que o paciente não abandone o tratamento, que é feito por via medicamentosa (colírios). Em casos mais avançados, é necessária cirurgia para corrigir a pressão elevada", atesta a especialista.

Diagnóstico precoce – O diagnóstico do glaucoma é feito com um exame oftalmológico completo, que inclui a medida da pressão intraocular e avaliação do nervo ótico. Embora não tenha cura, um tratamento correto estabiliza a lesão glaucomatosa, impede a perda visual grave e evita a cegueira. O tratamento pode ser feito com colírios, laser e em alguns casos, cirurgia. O diagnóstico precoce é arma mais importante para combater esta doença tão grave.

Tratamento – Diagnosticada a doença, o tratamento ideal é aquele que melhor proporciona controle da doença, ou seja, que evita a progressão. O colírio é a forma mais comumente utilizada para tratar o glaucoma, e pesquisas demonstram que a obediência ao horário e a forma correta da instilação do colírio melhoram o controle do glaucoma.

Os colírios usados no tratamento do glaucoma têm dois principais mecanismos de ação: ou diminuem a produção ou aumentam a drenagem do líquido que circula dentro o olho, chamado humor aquoso, com a finalidade de baixar a pressão intraocular.

Sintomas – O paciente glaucomatoso geralmente experimenta uma perda de visão periférica, que pode levar anos até que se instale a perda da visão central, que causa a cegueira. Casos de dor ocular, lacrimejamento, vermelhidão dos olhos, visão embaçada e com halos coloridos podem ser sintomas do glaucoma, mas existe a possibilidade de estar com a doença e ter perda de visão acentuada sem apresentar nenhum sintoma. Apesar de a incidência ser maior em pessoas com idade acima dos 40 anos, a doença pode atingir pessoas de qualquer faixa etária.

Tipos de glaucoma – Há vários tipos da doença, sendo o crônico simples ou glaucoma de ângulo aberto o mais comum, com cerca de 80% dos casos, provocados por uma alteração na região da câmara anterior, impedindo a saída do humor aquoso e aumentando a pressão intra-ocular. Entre os tipos mais raros estão o de ângulo fechado, causado pelo aumento súbito da pressão intra-ocular; o congênito que afeta recém-nascidos e o secundário, provocado por outras doenças. O tratamento da doença pode ser feito com colírios, laser e se necessário cirurgia.

Vereadores Pérola e Rosalino solicitam instalação de Campus do IFSP em Jales

Os vereadores Pérola Maria Fonseca Cardoso e Luís Fernando Rosalino, ambos do PT, em viagem a São Paulo, no dia 4 de março, se reuniram com o Diretor Geral de Infraestrutura e Expansão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), professor Silmário Batista dos Santos, ocasião em que foi solicitada a instalação de um Campus do Instituto no município de Jales.

A audiência, realizada na sede do IFSP, contou ainda com a presença do deputado estadual José Zico Prado e do prefeito Pedro Callado, além de outras lideranças políticas.

Na ocasião, os presentes enfatizaram que Jales é um centro de região, sendo referência para cerca de 40 municípios do estado de São Paulo, sem considerar as muitas cidades de estados vizinhos, como Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás e Mato Grosso que também apontam nosso município como um dos que oferecem solução para muitos dos seus problemas e demandas.

"Nós estamos plenamente convencidos de que a instalação do Instituto Federal em Jales será decisiva para a nossa cidade e também ao desenvolvimento da região noroeste do Estado de São Paulo, oferecendo para nossa juventude opções de estudo de qualidade, gratuitos e focados na nossa realidade e necessidade", disse o vereador Luís Rosalino na ocasião.

"Ficamos muito satisfeitos com a audiência. O professor Silmário se comprometeu a dar andamento ao nosso pedido, agendando uma reunião com o Ministro da Educação, na capital federal. Sabemos da importância de unir forças e vamos trabalhar juntos para trazer mais esta conquista para Jales", finalizou a vereadora Pérola.

Sobre o IFSP - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP – é uma autarquia federal de ensino. Fundada em 1909, como Escola de Aprendizes Artífices, é reconhecida pela sociedade paulista por sua excelência no ensino público gratuito de qualidade. Durante seus 105 anos de história, recebeu também, os nomes de Escola Técnica Federal de São Paulo e Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo. Com a transformação em Instituto, em dezembro de 2008, passou a ter relevância de universidade, destacando-se pela autonomia. Com a mudança, o Instituto Federal de São Paulo passou a destinar 50% das vagas para os cursos técnicos e, no mínimo, 20% das vagas para os cursos de licenciatura, sobretudo nas áreas de Ciências e da Matemática. Complementarmente, continuará oferecendo cursos de formação inicial e continuada, tecnologias, engenharias e pós-graduação. Além dos cursos presenciais, o Instituto Federal de São Paulo oferece os cursos Técnicos em Administração e em Informática para Internet e, a partir de 2012, o superior de Formação de Professores na modalidade de Ensino a Distância (EaD). O IFSP é organizado em estrutura multicampi e possui aproximadamente 24 mil alunos matriculados nos 41 campie mais 4 mil alunos nos 19 polos de educação a distância distribuídos pelo estado de São Paulo.

Prefeito Visoná, de Dirce Reis, assina convênio com o FECOP para repasse de recursos



 
No dia 27 de fevereiro, o prefeito Roberto Visoná, de Dirce Reis, esteve no Palácio dos Bandeirantes assinando convênio de repasse com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente através do FECOP, no valor de R$ 250 mil para a construção do Centro de Triagem de Resíduos Sólidos.

Essa conquista é fruto do trabalho que vem sendo efetuado na área ambiental no município de Dirce Reis, onde a administração, em parceria com os colaboradores, conseguiu elevar o município no ranking do Programa Município Verde Azul do Estado de São Paulo. Dirce Reis ficou em primeiro lugar entre os municípios que compõe a Bacia Hidrográfica do Rio São José dos Dourados, conquistando o Prêmio Franco Montoro.

"O Centro de Triagem de Resíduos Sólidos é uma conquista muito importante para o Município de Dirce Reis, pois com a implantação do mesmo, as famílias dos catadores terão uma melhor condição de trabalho podendo se organizar e formar uma Associação ou Cooperativa, melhorando assim, suas condições de rendas", ressaltou Roberto Visoná.

O prefeito Roberto ainda falou da importância da parceria que tem com governador Geraldo Alckimin, que desde 2013 tem liberado importantes obras para Dirce Reis. Finalizando, o prefeito agradeceu a todos os colaboradores que ajudou de forma direta ou indiretamente para essa importante conquista, em especial o engenheiro Paulo Roberto de Souza Carretero e o biólogo Adauto José de Oliveira, interlocutor do referido programa na época.

Alunos da Fatec Jales visitam fazenda em Chapadão do Céu (GO)




 No sábado, 7 de março, os alunos do 1º, 2º e 3º semestres do Curso de Tecnologia em Agronegócio da Faculdade de Tecnologia – Fatec Jales, realizaram uuma visita técnica à Fazenda Novo Milênio, do Grupo Wink, em Chapadão do Céu ( Go). O objetivo da visita foi proporcionar aos alunos uma experiência prática junto aos processos produtivos e de gestão agropecuária de um grande centro produtor de grãos e fibras. Durante a visita, foram abordados temas como gestão de empresa rural, agricultura de precisão, técnicas de manejo e colheita de soja e comercialização de grãos. Os alunos foram acompanhados pelo Prof. Mestre João Vitor Ferrari e Prof.ª Mestre Dejanira Facioni, docentes da Fatec Jales.

Prefeituras tem até abril para apresentar Plano Diretor de Mobilidade Urbana

Os municípios brasileiros com mais de 20 mil habitantes precisam entregar até o mês de abril o Plano Diretor de Mobilidade Urbana, em cumprimento à Lei 12587/2012 . Nele é preciso estabelecer quais serão as políticas públicas que serão adotas pelas prefeituras de cada cidade para melhorias dos serviços de transporte público coletivo, infraestrutura urbana, acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, operação e disciplinamento do transporte de carga, estacionamento, entre outros pontos.

As cidades que não cumprirem o prazo determinado pela Lei serão penalizadas, ficando temporariamente impedidas de obter recursos orçamentários federais para suas obras de transporte urbano. "A suspensão só deixará de valer quando a prefeitura finalmente apresentar o seu plano. E desde que ele esteja também de acordo, atendendo a todos os critérios", alerta Walter Penninck Caetano, diretor da Conam – Consultoria em Administração Municipal, que presta serviço pelo país para mais de 120 entidades municipais entre Prefeituras, Autarquias, Fundações e Câmaras Municipais.

Embora a obrigação de entregar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana seja das prefeituras, é importante que ele seja elaborado pelo poder público junto com a classe empresarial e a sociedade civil organizada. "É indiscutível a necessidade e a importância da participação de arquitetos e urbanistas para a criação desses planos. Todos são interessados e devem participar. Pensar a mobilidade urbana é pensar o tipo de sociedade em que queremos viver", conclui Gilberto Belleza, presidente do CAU/SP – Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo.

Em Urânia, aproximadamente 900 mulheres fazem mamografia de mama


A Secretaria Municipal de Saúde de Urânia em parceria com a equipe de Prevenção do Câncer de Mama do Hospital de Câncer de Barretos realizaram uma campanha com exames preventivos de mamografias para mulheres na faixa etária de 40 a 69 anos. Segundo o coordenador municipal de Saúde, José Rubens Gitti "o objetivo desta campanha de mamografia é detectar precocemente lesões malignas sendo possível a cura em até 99% dos possíveis casos".

Neste ano, a carreta do Hospital do Câncer de Barretos ficou instalada em frente ao centro de Saúde II no período de 2 a 12 de fevereiro, atendendo aproximadamente 900 mulheres nessa faixa etária e dentro de aproximadamente 50 dias estaremos recebendo os resultados das mamografias realizadas.

De acordo com a enfermeira Micaela F. Rocha Christiano, da UBS/ESF II, prevê-se que "aproximadamente 10% das pacientes atendidas serão convocadas para exames complementares na Unidade do Hospital de Câncer de Fernandópolis", salientando que "a campanha foi um sucesso, e a administração municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde, já fez o compromisso de retornar no município para nova campanha dentro de 2 anos".

A Administração Municipal e toda equipe de Saúde das UBS-ESF’s, agradecem a participação de todas as mulheres que compareceram para a realização do exame de mamografia e parabeniza a todas pelo interesse e o cuidado que tiveram em atender o nosso chamado para realizar este exame preventivo do Câncer de mama, que se detectado precocemente salva muitas vidas.

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

PEDRO GRANÉ LOPES LEITE e DANIELA DE PAULA BERNARDES. ELE, natural de Osasco, deste Estado, nascido aos 26 de julho de 1.986, analista de sistemas, solteiro, residente e domiciliado em Osasco, filho de João Carlos Dias Leite e de Maria de Lourdes Lopes Leite. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 17 de maio de 1.986, arquiteta, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Adélio de Paula Bernardes e de Marcia Marli Barison Bernardes. Cópia para ser afixada no Oficial de Registro Civil de Osasco – SP, onde reside o contraente.

ANTONIO MARCOS LOPES DE PAULA e LUANA ARANTES ALVES. ELE, natural de Santa Albertina, deste Estado, nascido aos 05 de outubro de 1.988, operador de máquinas, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Gilmar Teodoro de Paula e de Izaura da Silva Lopes. ELA, natural de Itirapina, deste Estado, nascida aos 08 de novembro de 1.996, estudante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de André Luis Alves e de Maria do Carmo Gomes Arantes.

CARLOS CESAR SANFELICIO e MARTA REGINA DE LIMA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 11 de setembro de 1.964, vigilante, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Benedito Sanfelicio e de Gonçalina Cardoso Sanfelicio. ELA, natural de Paranapuã, deste Estado, nascida aos 21 de abril de 1.964, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Raul de Lima e de Ana Clemencia Soares de Lima.

ACIZE REGINALDO GEANINI PEREIRA e ALINE MORI DE SÁ. ELE, natural de Poloni, deste Estado, nascido aos 16 de fevereiro de 1.984, produtor rural, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Argemiro Vicente Pereira e de Maria de Fátima Geanini Vicente. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 09 de março de 1.991, operadora de caixa, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Francisco de Sá e de Devanir de Mori de Sá.

CLEBSON BARBOSA MOTTA e VERONICA SENEGALI DO SANTOS. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 15 de agosto de 1.983, pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Sebastião Luiz Motta e de Maria Rosa Barboza Sabino. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 16 de novembro de 1.983, auxiliar de limpeza, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Nelson Altino dos Santos e de Neusa Senegali dos Santos.

JOSÉ SIMPLICIO DA SILVA e SANDRA APARECIDA RICCI ALVES. ELE, natural de Dolcinópolis, deste Estado, nascido aos 15 de julho de 1.969, ajudante geral, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de João Simplicio da Silva e de Carmen de Jesus da Silva. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 15 de outubro de 1.973, aposentada, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de José Antonio Alves e de Aparecida Antonia Ricci.

NATHAN GOUVEIA DOS SANTOS e THAINARA FERREIRA DE LIMA. ELE, natural de Campinas, deste Estado, nascido aos 20 de junho de 1.990, motorista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Valter Xavier dos Santos e de Roseli Nascimento de Gouveia. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 24 de junho de 1.996, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Edimilson Marcos de Lima e de Selma Ferreira.

UELINTON ANTONIO CARNELOSSI TONDINI e LETYCIA CRISTINA GARBATTI. ELE, natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascido aos 03 de maio de 1.989, agente funerário, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Valdenor Antonio Tondini e de Neide Aparecida Carnelossi Tondini. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 13 de fevereiro de 1.991, secretária, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Oscar Aureliano Garbatti e de Aparecida Lázaro Garbatti

NATALÍCIO FERNANDES PEREIRA e PETRONILHA MARTA DAVID. ELE, natural de Itumbiara, Estado de Goiás, nascido aos 05 de abril de 1.975, pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Natal Fernandes dos Santos e de Alizabete Pereira de Jesus. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 10 de março de 1.974, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Alcidio Pedro David e de Oscalina Marta David.

GUERINO APARECIDO BOTASSIN e TERESINHA APARECIDA CORRÊA. ELE, natural de Dalas, deste Estado, nascido aos 04 de outubro de 1.965, motorista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Marino Guerino Botassin e de Angelina Terezinha de Moraes Botassin. ELA, natural de Parisi, deste Estado, nascida aos 03 de fevereiro de 1.970, comerciante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Manoel Corrêa e de Aparecida de Castilho Corrêa

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina


JORI tem sua primeira reunião preparatória


 A presidente do Fundo Municipal Social de Solidariedade, primeira-dama Lúcia Helena Gomes Callado Moraes, nesta terça-feira, 10 de março, na Associação Comercial e Industrial de Jales – ACIJ, recepcionou primeiras-damas e representantes dos municípios da 6ª Região Esportiva do Estado de São Paulo, para a primeira reunião preparatória do 19° JORI - Jogos Regionais do Idoso, que acontecerá em Jales entre os dias 22 e 26 de abril.

O evento contou com a presença do prefeito Pedro Manoel Callado Moraes; o coordenador estadual coronel Romesnir Aparecido Borges Lima e a técnica regional do Fundo Social de Solidariedade de São Paulo em São José do Rio Preto Sueli Aparecida Neves Cezarette; o representante da Inspetoria Regional de Esportes vinculada a Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude de São Paulo (SELJ), Wilter Guerzoni; e o secretário municipal de Esportes, Cultura e Turismo Ademir Balero Molina.

No encontro foram discutidos detalhes do regulamento do evento, como o cadastramento dos municípios participantes e atletas, dúvidas sobre documentação, as condições fundamentais para que os atletas se enquadrem no critério de participação, as modalidades e categorias das disputas e as relações nominais que deverão ser preenchidas on line no site da SELJ.

Lúcia Callado destacou a competência e empenho do comitê organizador na preparação do JORI pelo município. "Vai ser muito gratificante para nossa cidade recepcionar atletas com idade a partir de 60 anos, numa grande festa do esporte, de superação, valorização e de exemplos de jovialidade. Para o sucesso do evento, precisamos ter um maior número possível de participantes, por isso contamos a participação de todas as cidades aqui representadas para que possamos fazer o melhor JORI da história e que a primeira- dama do Estado, Lú Alckmin, fique orgulhosa da nossa região. Obrigada pela presença de cada um e o empenho da organização na qual eu posso contar 100%".

Durante o evento, Wilter Guerzoni ressaltou que a 6ª região esportiva a qual Jales pertence possui 92 municípios. "A expectativa é contar com a participação de todos e receber entre comissão organizadora, técnica e atletas, mais de duas mil pessoas".

Um novo encontro está marcado para o dia 13 de abril, às 15 horas, na Câmara Municipal de Jales, com o Congresso Técnico para definir os últimos detalhes do regulamento, debater as fórmulas de disputa das modalidades, chaveamento e a confirmação da vinda de todas as delegações.

O JORI – Os Jogos Regionais do Idoso são promovidos anualmente pelo Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo e realizado em parceria com a Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer, Secretaria de Desenvolvimento Social, Secretaria da Educação e Secretaria da Saúde em conjunto com o município sede.

O objetivo é valorizar e estimular a prática esportiva, como fator de promoção de saúde e bem estar, resgatando a autoestima para melhor convívio social dos idosos. As disputas acontecem em 14 modalidades diferentes e adaptadas para o público idoso, como bocha, atletismo (corrida), buraco (baralho), coreografia (dança), damas, dominó, dança de salão, malha, truco, natação, vôlei adaptado, tênis, xadrez e tênis de mesa.

Respeitar a Constituição, por D. Demétrio Valentini

 
O Brasil está no limite da governabilidade. A inconformidade com o resultado eleitoral, as denúncias de corrupção, as medidas governamentais contrárias a interesses localizados, a frustração diante de expectativas não realizadas, são fatores que levam ao clima de descontentamento, que se traduz em inquietações generalizadas, com risco de graves equívocos, que colocam em risco a normalidade democrática e a estabilidade constitucional.
Diante disto se faz necessária uma redobrada atenção, para não agravarmos a situação com atitudes precipitadas, inviabilizando as soluções mais adequadas.
Neste contexto, emerge com evidência um critério a ser seguido com absoluta prioridade: o respeito à ordem constitucional. Pois só a garantia constitucional pode assegurar a validade do procedimento democrático que permite avançar soluções viáveis e consensuadas.
Em consequência, devem ser esconjuradas todas as tentativas de quebra constitucional. O zelo pela democracia nos impele a rejeitar com firmeza toda tentativa de golpe.
Portanto, fora o golpe, e fora todas as manobras que induzem a ele!
Pois na verdade, o clima de tensão e de anseio pela superação da crise, podem nos levar a apoiar posições que escondem a intenção de provocar a instabilidade, e assim encontrar respaldo para medidas de exceção, com legalidade aparente e forjada.
Assim como no futebol, a pior jogada é fazer gol contra, nas manifestações o risco é colocar-nos do lado errado, apoiando procedimentos que levam para decisões equivocadas e induzidas por sofismas políticos.
É preciso estar atentos, para não sermos instrumentalizados, como já aconteceu em nossa história, com manifestações que encobriam o claro propósito do golpe, que depois acabou se efetivando, com pesadas consequências que deixaram marcas negativas em nossa história.
Que nestes dias ninguém se deixe fazer a cabeça por quem quer utilizar nossos protestos para suas segundas intenções de quebra da legalidade.
As manifestações podem trazer um apelo positivo, de convocação para todos contribuirmos com nossa atuação democrática.
Elas podem mostrar a importância de nossa participação cidadã, e a urgência da agilidade que agora se requer de todas as esferas estatais.
Esta é outra constatação evidente. O país não pode ficar paralisado, cada qual olhando para a inércia do outro.
Esta é a realidade: os problemas abarrotam a agenda dos Três Poderes, e se requer agora um esforço redobrado, para dar andamento rápido a todas as providências, sem que um Poder impeça o outro de agir com a devida rapidez que a situação requer. 
Em especial, que o Judiciário julgue logo os casos que lhe são apresentados, dando pleno direito de defesa a todos os acusados, como estabelece a lei.
Que o Congresso Nacional saia do seu marasmo, e defina as questões que estão pendentes há tempo.
E que o Governo Federal acelere as providências que lhe cabe executar, com agilidade e eficácia.
Ao contrário de paralisia, rapidez e colaboração mútua!
Que os sentimentos de patriotismo redefinam o rumo e o sentido das manifestações populares. Assim poderemos fazer da crise um novo impulso para a participação de todos na construção do Brasil que queremos, democrático, justo e fraterno.

O Perdão, por Flávio Carvalho

O mundo está uma verdadeira confusão

São poucos os que acreditam haver uma solução

Existe ainda guerras por um pedaço de chão

Guerras onde irmão mata irmão

Recebem ordens de Alá para promoverem destruição

Escolhem seus alvos e detonam a explosão

Deus jamais aprovaria monstruosa ação

Os sofrimentos acarretados não tem mensuração

Povos desunidos querendo construir uma nação

Acreditam ser os escolhidos de Deus, pura ilusão

Rezam todos os dias, e recitam o Alcorão

Ajoelham em direção a Meca, e fazem oração

Suplicam a Alá com errada devoção

Exigem o fim dos inimigos sem compaixão

Rezam com tanta disciplina, mas nenhuma emoção

Ferem-se numa guerra que jamais vencerão

Espalham o ódio pelo mundo sem distinção

Lavam de sangue a terra, sem coração

Incitam crianças a matar e odiar em nome da união

Zombam dos ensinamentos de Jesus na terra da crucificação

Flávio Rodrigo Masson Carvalho
 
equilibriumtc@hotmail.com

Projeto semear, por José Renato Nalini

 
Não faltam boas notícias neste Brasil dos desalentos. Uma delas é o Programa SEMEAR - Sistema Estadual de Métodos para a Execução Penal e Adaptação Social do Recuperando, lançado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo em novembro de 2014. A ninguém é dado desconhecer a calamitosa situação prisional brasileira. Já ultrapassamos a Índia e estamos num vexaminoso terceiro lugar dentre os países que mais encarceram. Só fomos superados pela Rússia e pela China. Não parece interessar à República Federativa do Brasil, que se intitula Estado de Direito de índole democrática, ganhar mais dois graus nesse ranking.

São Paulo tem 40% dos presos brasileiros, embora não possua 40% da população nacional. Em 2014, eram 9.175 presos por mês. Em 2015, a soma acresceu: são 9.918/mês. Em 2011, eram 170.829 encarcerados no sistema paulista. Hoje são 223.412. Em 4 anos e 2 meses, prendemos o total de presidiários mineiros. Ali, os presidiários não atingem 60 mil!

Não deixamos de construir prisões. Agora mesmo são 14 novos presídios licitados. Mas a esse ritmo, aumento de 1.040 presos por mês, precisaríamos de mais 50 presídios. E dotá-los de estrutura. E mantê-los!

A população sabe quanto custa um preso para o povo?

Por isso é que necessitamos de alternativas como o Programa SEMEAR, que precisa identificar e engajar os diversos atores sociais, públicos e privados, para participarem da iniciativa. É baseado no benéfico sistema APAC – Associação de Proteção e Assistência Carcerária, em má hora encerrado em São Paulo e também inspirado no CR – Centro de Ressocialização.

Quando à frente do CNJ, o Ministro GILMAR MENDES pensou nisso e lançou o "Começar de Novo", que contou com a colaboração de várias empresas e entidades. A Igreja também possui a Pastoral Carcerária. Mas é urgente envolver mais pessoas e mais organismos. Pois é a sociedade que produz um infrator cada vez mais jovem. Aprisioná-lo não resolve. Infelizmente, há infratores que não podem conviver e precisam ficar segregados do convívio. Mas a maior parte não pode ingressar no sistema. Será uma contaminação irreversível e, em lugar de combater a violência, estaremos a incrementá-la. Pensemos nisso!

*José Renato Nalini é presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo

Realidades, por Reginaldo Villazón

Nesta semana, terça-feira (10), o engenheiro Pedro José Barusco Filho – funcionário aposentado da Petrobrás, ex-gerente executivo da Diretoria de Serviços da estatal e delator premiado da Operação Lava Jato da Polícia Federal – foi o primeiro depoente a ser ouvido na CPI da Petrobrás, na Câmara dos Deputados em Brasília. Por mais de sete horas, mantendo a postura regulamentar, falou claramente sobre a corrupção bilionária na empresa, citando nomes e valores, sem esconder sua participação na velhacaria.

Pedro Barusco se trata de um câncer detectado em 2013. Sua situação pessoal se complicou em 2014, quando foi apanhado na Operação Lava Jato. Optou por devolver 97 milhões de dólares recebidos de propinas e colaborar com as investigações, em troco de benefícios penais. Na sessão da CPI – aberta às emissoras de TV –, ele confirmou seu trato de devolver o dinheiro afanado, que lhe proporcionou uma fase de felicidade e outra de apavoramento. Disse que agora, agindo no sentido oposto, sente um alívio.

Guardada a proporção, a atitude de Pedro Barusco lembra a atitude de pessoas no leito de morte, quando fazem uma lúcida reflexão sobre a vida. Expressam sentimentos como estes, relatados por uma enfermeira britânica num livro: eu gostaria de ter vivido a vida que eu quisesse e não a vida que os outros quiseram para mim; eu gostaria de ter trabalhado menos; eu gostaria de ter expressado mais os meus sentimentos; eu gostaria de ter ficado mais tempo com os meus amigos; eu gostaria de ter-me permitido ser mais feliz.

Não é somente nas horas de infortúnio e na proximidade da morte que se pode cismar sobre a vida, avaliar fatos e atitudes, extrair destes bons ensinamentos. Muitas pessoas negligenciam a tranquilidade dos bons momentos e, mais tarde, o sossego da terceira idade. Deixam de aproveitar estas preciosas oportunidades para o crescimento interior. Arrastam-se pelas ilusões, enxergando tudo com os olhos alheios, pois desde a infância sofrem a influência autoritária dos formadores de opinião com suas verdades sentenciosas.

Sábios antigos e cientistas de hoje suspeitam que este mundo seja uma cópia imperfeita de uma realidade superior. Filmes – como "O show de Truman" (1998) e "Matrix" (1999) – contribuíram em favor da suposição de que vida é um "reality show", um episódio de realidades virtuais difíceis de serem desvendadas. Por isto, o ser humano tem que refletir em dois estágios. Primeiro, livrar-se das ideias pré-estabelecidas para enxergar objetivamente a vida. Segundo, pesar a importância das coisas da vida.

A riqueza mal gerida abre portas para prazeres caros: casas luxuosas e carros esportivos; roupas e joias de grife; hotéis e restaurantes de primeira classe. É um mergulho de cabeça em ilusões. O apego exagerado a pessoas, objetos e sentimentos aprisiona o indivíduo e produz frustrações. Começamos a entender a vida quando assumimos o dever de separar as verdades das ilusões, as questões importantes das irrelevantes, as coisas permanentes das transitórias. Como sendo, a vida, uma experiência temporária num "reality show".

Chico Xavier

 
Pergunta – A juventude de hoje não aceita as orientações dos pais. Por que será isso, Chico? Será que eles acham que tem que ter o seu mundo próprio, as suas deliberações e seus encaminhamentos? Será que eles estão no caminho certo?

Chico Xavier – Não podemos esquecer que os nossos amigos da juventude guardam o direito de serem eles mesmos e de se realizarem por si. Admitimos desse modo que estamos numa época de muito dialogo e de muito entendimento fora daqueles momentos em que acontecem os grandes desastres sentimentais.

Dizemos isso porque quase que de modo absoluto, os pais – isso em nos referindo aos pais, no sentido de pais-homens – se dedicam e só tem entrada num entendimento mais longo com os filhos, numa ocasião de acidentes do coração.

Precisamos dialogar com os nossos companheiros de juventude, para que se sintam responsáveis por eles mesmos, façam as suas próprias escolhas, tornando-se criaturas úteis ao campo que vieram para servir, que é o campo da humanidade, dentro do qual eles nasceram ou renasceram.

Atualmente, nesse sentido, vemos muitas dificuldades e distúrbios, porque o momento, obviamente, é de grandes transformações.

Os próprios jovens estão vendo quantos desastres estão surgindo para todos aqueles que se sentem, ainda não livres, mas que querem ser demasiadamente livres do lar, dos pais, da família, da influencia doméstica, antes de algum amadurecimento do raciocínio.

Os jornais estão repletos de informações em que tantos jovens-meninos têm caído em ciladas lastimáveis, por haverem abandonado a influencia domestica, sem maior consideração. Esperemos que nossos rapazes e meninas-moças pensem por si, porque não desejamos retirar deles a liberdade de serem eles mesmos.

FOLHAGERAL, da redação

O novo governo do município de Jales está instalado. Agora é definitivo, não tem mais volta. O prefeito e sua equipe são conhecidos nominalmente. O tempo de trabalho deles também está definido: dois anos. Como numa maratona, não há tempo a perder. Quem está a fim de adrenalina política, que tal discutir o "impeachment" de Dilma?

A prefeitura de Jales não tem condições de ter no governo um elenco de craques, como têm os clubes da Liga dos Campeões do futebol europeu. Nem pensar, fazer comparação com os ricos Manchester United, Real Madrid e Barcelona. Mas precisa melhorar, começando por se desvencilhar das dívidas que sugam boa parte das receitas ralo abaixo.

Antes de elogiar ou criticar a equipe do prefeito, o povo deve ficar de olho vivo em duas questões. A equipe vai estar unida para trabalhar ou para politicar? A equipe vai ter um programa de trabalho mínimo, focado em resultado? A situação da prefeitura não permite sonhar alto. Mas é dever do povo cobrar o pouco que vale muito.

Com razão, o povo quer uma prefeitura que transforme recursos públicos em benefícios públicos. Porém, que não se enganem o prefeito, sua equipe e seus funcionários. A prioridade, agora, é cuidar melhor da prefeitura. Se a prefeitura, num futuro próximo, estiver mais aliviada das dívidas e mais organizada, vai ter muito mais poder de fogo.

Houve um tempo em que crescimento era sinônimo de progresso. Hoje, crescimento é crescimento. Progresso é melhoria de qualidade. Em todo o mundo, cidades lutam pelo progresso. Investem em cultura, mobilidade urbana, reciclagem, energia solar, economia de água, proteção ambiental, agricultura orgânica. Isto acontece também no Brasil.

Não importa o tamanho nem a localização da cidade. O povo está aprendendo a reivindicar a concretização das suas aspirações de progresso. A televisão e a internet são decisivas. Nelas, o povo fica sabendo o que está acontecendo no mundo. Ninguém mais é bobo, ninguém mais quer ficar para trás. Os políticos têm que entender isto.

Os políticos locais (prefeitos e vereadores), acompanhados dos funcionários públicos, devem rever a sua importância no progresso das cidades. Seus trabalhos rendem mais proveito direto às comunidades. A gestão pública local não está em decadência. Ela precisa melhorar e se modernizar para cumprir o seu papel no progresso das cidades.

O progresso inclui mais do que exclui. O GPS mostra e democratiza todos os espaços. Bons empreendimentos são inaugurados por toda parte. Na região de Jales, todas as cidades têm qualidades aptas ao desenvolvimento. As práticas políticas fincadas em promessas populistas não funcionam mais. Elas precisam ser mudadas.

Até 28 de fevereiro, o governo do Estado repassou ao município de Jales a importância de R$ 4.486.1136,17 referente ao IPVA, sendo em janeiro um repasse de R$ 1.327.611,63 e em fevereiro o valor de R$ 3.148.524,54.

Esse valor, se o prefeito Callado não utilizou para quitar restos a pagar (contas pendentes), dá para fazer uns bons m2 de recape asfáltico nas vias urbanas. Mas pelo andar da carruagem, as dívidas precisarão ser quitadas para a administração municipal ter um fôlego no caixa e não ver a ameaça no atraso de pagamento do funcionalismo.

O prefeito Callado começou bem seu meio mandato com o deputado federal Fausto Pinatto a seu pedido apresentar emenda de R$ 1 milhão para a Santa Casa e participar da reivindicação da 5ª Vara para o Fórum da Comarca de Jales que eastaria decidida desde o ano passado. Só faltava uma pressãozinha Duas boas notícias que estão na boca do povo.

Só que, uma notícia não muito boa é que será preciso uns R$ 15 milhões para dar o pontapé inicial do recape das vias públicas (e nem todas) da cidade e. por enquanto, a população que aguarda essa boa notícia ainda não começou a chiar.

Ela acredita que os deputados Rodrigo Garcia (DEM) e Analice Fernandes (PSDB), os dois mais votados no município e da base de apoio do governo Alckmin juntamente com outros parlamentares amigos de Jales, vão conseguir os recursos necessários. Aliás, Analice teve apoio irrestrito do prefeito Callado.

O vereador André Ricardo Viotto, popular Macetão, foi ouvido nesta quinta-feira, pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar no que diz respeito a divulgação de gravação de conversa entre ele e o ex-secretário municipal Aldo José Nunes de Sá. A Comissão tem até quarta-feira, 18 de março para entrega do parecer.

Nos bastidores da política a análise é de que a única alternativa de Macetão para não ter o mandato cassado é a renúncia. O problema do vereador é a falácia, pois diz que acredita em quatro votos a seu favor no plenário.

O Departamento de Fiscalização do Município de Jales precisa tomar uma posição rigorosa. Existe uma determinação que é proibido promover propaganda no perímetro central da cidade por meio de veículos ambulantes a não ser de caráter social. Estão abusando. Será que a cidade vai virar de novo terra de ninguém

Os vereadores Gilberto, Jesus, Rosalino, Pérola e Rivail apresentaram na sessão de segunda-feira, 9 de março, requerimento ao Executivo pedindo informações sobre a limpeza de lotes urbanos promovida por empresa terceirizada contratada pela Prefeitura, sobre as taxas cobradas e valores arrecadados, bem como sobre verbas pagas à empresa para a limpeza de lotes e quantidade de lotes correspondentes.