Páginas

sábado, 20 de setembro de 2014

PF intensifica fiscalizações em empresas de Segurança Privada

A Polícia Federal é o órgão responsável pelo registro, controle e fiscalização de empresas e profissionais que atuam na segurança privada do país. Vigilantes bancários, seguranças orgânicos de empresas, escoltas armadas, seguranças de eventos, além de outros profissionais que atuam na segurança privada devem ter formação profissional e serem autorizados pela Polícia Federal a atuar na área.
Nos últimos meses a Delegacia de Polícia Federal em Jales/SP intensificou a fiscalização na sua circunscrição que possui 44 municípios. As fiscalizações ocorreram em eventos onde empresas de segurança privada estão prestando serviços de segurança. A ação ocorreu em razão de diversas denúncias recebidas, e de irregularidades encontradas nos processos protocolados na PF em Jales. Várias empresas foram autuadas e terão que prestar contas sobre as irregularidades identificadas.
Para prestar serviços de segurança privada a empresa deve ter autorização da Polícia Federal para funcionamento. Além disso, para cada evento que será realizado, a empresa deverá previamente elaborar uma relação de todos os seguranças que vão atuar e protocolar esse documento na Polícia Federal, a fim de que seja realizado o registro e controle da atividade. Para atuar como segurança, todos os profissionais devem possuir formação em curso específico e dentro da validade.
Ocorre que algumas empresas protocolam a relação de seguranças contendo profissionais que não possuem o curso exigido, ou com o curso fora da validade, ou, ainda, relacionam profissionais com os documentos em dia, mas contratam outras pessoas, sem a qualificação exigida, para atuar irregularmente no dia do evento. Neste último caso, os responsáveis pela empresa de segurança poderão responder criminalmente pela falsidade, além de serem punidos administrativamente com multas que podem chegar até R$ 12.736,50. A reincidência poderá ensejar o cancelamento do registro da empresa na PF, o que impedirá a atuação da mesma na área.
A PF orienta aos empresários que organizam eventos e às comissões organizadoras de festas na região a verificar, junto à PF em Jales, a regularidade da empresa a ser contratada. O organizador de eventos que contrata uma empresa clandestina, ou que atue de forma irregular, assume o risco de responder solidariamente no âmbito criminal pela atuação de indivíduos não habilitados a realizar a segurança privada do evento.

KM 583 no município de Jales receberá radar nos dois sentidos da rodovia Euclides da Cunha

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informa que foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira, 19, a homologação de seis radares na Rodovia Euclides da Cunha, que entrarão em operação de fiscalização a partir da próxima segunda-feira, 22.
Os radares foram homologados conforme a Resolução 36, de 13/12/2011, do Conselho Nacional de Trânsito-CONTRAN e Portaria SUP/DER-039 de 18/06/03, devidamente aprovados e registrados no Instituto de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO).
A rodovia encontra-se bem sinalizada, com placas indicando o limite de velocidade e a fiscalização eletrônica na via. Os equipamentos instalados são do tipo fixo e realizarão a fiscalização nos seguintes pontos da SP-320: 
SP-320 KM 583 (JALES) – Dois equipamentos, um para cada sentido.
 SP-320 KM 623,7 (SANTA FÉ DO SUL) – Dois equipamentos, um para cada sentido.
SP-320 KM 419 (NOVO HORIZONTE)  - Dois equipamentos, um para cada sentido.

Folhageral, da redação

Quando
será que se fará uma pesqauisa em Jales para medir o grau de aceitação do Governo Nice Mistilides junto a opinião pública.
Graças ao
trabalho desenvolvido pela então secretária municipal de Educação Élida Barison (2005/2012) e demais educadores do órgão, e que teve continuidade na atual administração, a prefeita Nice Mistilides pode se vangloriar da performance alcançada pelos alunos da 4ª série (5º ano) das escolas municipais no IDEB- Índice de Desenvolvimento da Educação No Brasil, a meta estabelecida para o Ensino Fundamental I era de 4.7 e a média nacional foi de 5.2. O município de Jales superou, inclusive, o índice estadual que este ano passou de 5,4 em 2011 para 5,8 em 2013.
Na coletiva
que concedeu à imprensa na quarta-feira, 17 de setembro, em seu gabinete, a prefeita Nice Mistilides deu a mesma resposta a todas as perguntas feitas. Em todas as respostas enfatizou que a oposição no Legislativo faz "terrorismo" à população em relação ao Aterro Sanitário, citando inclusive o presidente Gilberto Alexandre de Moraes (DEM)
O Aterro
Sanitário que segundo a prefeita funciona mediante uma licença provisória da Cetesb, terá uma sobrevida de 12 m meses, prazo que pretende regularizar a situação.
Uma artesã
que viaja por todo o Brasil expondo seus produtos em feiras de artesanato, está voltando pra casa nada feliz com a Feira de Artesanato na praça João Mariano de Freitas que encerra-se neste domingo, Ela, que veio do centro-oeste sentiu a fragilidade econômica da população nesses dias de exposição. Só do espaço ali na praça ela teria pago R$ 400,00 para expor.
Há dez
dias empresários da rua 17 entre a rua 14 e avenida João Amadeu contataram o Almoxarifado da Prefeitura solicitando uma averiguação nas "bocas de lobo" que exala um mau cheiro insuportável. Até ontem á tarde, com aquele prenúncio de chuva e choveu, a equipe responsável não havia dado as caras.
O secretário
municipal de Planejamento e Trânsito, Aldo José Nunes de Sá, responde também pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos. Como a secretária municipal de Esportes, Cultura e Turismo cujo titular ainda não foi nomeado, a alcaide poderia nomear Alo José para responder interinamente também pela pasta.
           
Os vereadores
estiveram reunidos nesta terça-feira, 16 de setembro, para uma sessão extraordinária, convocada pelo Poder Executivo, para apreciar projeto de Lei autorizando municipalidade a fazer doação de imóveis, compostos dos respectivos lotes de terrenos e das unidades habitacionais de interesse social neles construídas (ou em construção) custeadas com recursos provenientes de contrato firmado com o Governo Federal, com contrapartida do município.
Aprovado
por unanimidade, o projeto irá beneficiar com as doações as unidades habitacionais dos terrenos situados nos loteamentos João Batista Colodetti e Nelzia Stellute. A doação dos imóveis está em conformidade com a orientação feita pela Caixa Econômica Federal, visto que os beneficiários são pessoas de baixa renda que se enquadram no programa habitacional de interesse social.
Nesta
sexta-feira, pela manhã, uma deputada tucana esteve na rua 17 fazendo "corpo a corpo" com o eleitor. Falando em deputado, a Folha de S. Paulo divulgou dias destes que Tiririca, Russomano, Maluf, Baleia Rossi e Feliciano são os cinco candidatos a deputados federais com melhor índice eleitoral no estado.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Enfim casados












No sãbdo, 13 de setembro, a fonaudiologa Joyce Fernanda Bonfin Pereira e o Admistrador Laerte Soares Basilio Junior se tornaram marido e mulher, após 12 anos abençoados entre namoro e noivado. A celebração religiosa aconteceu no Santuáriode Santíssima Trindade, em Jales, seguida de recepção no Sato Buffet.
Os pais da noiva: Sirlei Bonfin Pereira e João Batista Pereira e os pais do noivo: Alice e Laerte Soares Basilio celebraram este momento de felicidade ao lado de seus filhos. Cada detalhe foi eternizado através da equipe M Produções e filmagens, o look da noiva foi realizada pela cabelereira e maquiadora Maria/Jacb, adereços e acessórios Vira Festa, as belissimas imagens foram fotografados pelo fotografo Mardônio e o cerimonial assessorado por Jocelia Cabrini.

Unijales. “Eu Quero Isso Pra Mim”, por Daniel Zilio




Foi realizado na terça-feira, 16 de setembro, o lançamento da campanha do Vestibular 2015 da Unijales- Centro Universitário de Jales.
Com o slogan "Eu Quero Isso Pra Mim", o evento reuniu o público formado pela mantenedora Maria Christina Fuster Soler Bernardo, pelo reitor Silvio Luiz Lofego, pela diretora de graduação Rosangela Bordon Bigulin, por coordenadores, professores, funcionários e colaboradores, nas dependências da Unijales.
A publicitária Zuleica Sant’Ana apresentou o tema e as peças da nova campanha. Na ocasião, Zuleica explicou a escolha dos personagens, a escolha das cores, o porquê do uso da Hashtags ( # ) e a utilização do selo de 45 anos.
De acordo com a publicitária, a estratégia utilizada para a criação foi unir o slogan com as 5 características que fazem parte do posicionamento da Instituição, que são: Qualidade de Ensino, Sucesso Profissional, Conquistar o Mercado, Novas Possibilidades e Ser Referência.
"A ideia foi alinhar as características do nosso posicionamento de Educação de Excelência a um slogan mais moderno e sintonizado com as redes sociais. Nosso objetivo é transformar as dificuldades em oportunidades e dar continuidade à construção de um projeto sólido e consistente", afirmou Zuleica Sant’Ana.
A mantenedora Maria Christina Fuster Soler Bernardo saudou o público presente e falou sobre o tema da campanha. "Quero Isso Pra Mim" traduz todo o empenho e a dedicação de toda a equipe da Unijales em oferecer excelência no ensino há 45 anos, sempre priorizando a união, a perseverança e o compromisso com os alunos, para que, ao concluírem seus cursos, estejam aptos a disputarem as melhores vagas no mercado de trabalho.
Para 2015, a Unijales oferece os Cursos Superior em Administração, Ciências Contábeis, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Geografia, História, Letras, Pedagogia, Serviço Social, Sistemas de Informação e o Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site da Unijales ou na secretaria da Instituição.
O vestibular será no dia 15 de novembro e a prova será realizada em uma só etapa nas seguintes cidades, Jales-SP e Iturama-MG.

Judoca disputa hoje a seletiva final dos Jogos Escolares de SPNeste sábado, 13 de setembro, os judocas da Associação de Judô Jalesense, estiveram participando da 8ª Copa de Judô Cidade de Mirassol. AJJ representou Jales com 16 atletas, sendo que 8 deles como atletas iniciantes participaram de um Festival, onde as classificações são todas iguais.

Neste sábado, 13 de setembro, os judocas da Associação de Judô Jalesense, estiveram participando da 8ª Copa de Judô Cidade de Mirassol. AJJ representou Jales com 16 atletas, sendo que 8 deles como atletas iniciantes participaram de um Festival, onde as classificações são todas iguais.
No campeonato, que classifica os três primeiros colocados, a AJJ conquistou 10 medalhas, sendo quatro de primeiro lugar, duas de segundo lugar e quatro de terceiro lugar.
As classificações: modalidade Festival: Mara Cristina Silva de Moraes., Samira Gouveia Martins., Eduardo Peres Lima., Mauricio Hara Sakashita., Vinicius Correia Schavinato., Emerson Fernando Araujo Junior., Hugo Carvalho Navarro., Anne Caroline Conejo Modesto
Os classificados no primeiro lugar: Edinei Marlon Bueno da Cruz., Leonardo Takashi Sakashita – na classe sub.15, Vinicius de Oliveira Zeule, Kimberly Caroline de Oliveira . No segundo lugar: . Leonardo Takashi Sakashita – na classe sub 18 e terceiro lugar: Antonio Vitor Vasconcelos Massitelli, Edvaldo da Silva – no peso Pesado, Edvaldo da Silva – no peso Absoluto e Lilian Kellen da Silva Santos.
Os atletas Leonardo Takashi Sakashita e Edvaldo da Silva conseguiram trazer duas medalhas, por participarem em duas categorias.
Neste sábado, 20 de setembro, o judoca Vinicius de Oliveira Zeule (foto centro) , da Associação Jalesense de Judô representa Jales e a E.E Dr. Euplhy Jalles na seletiva final dos Jogos Escolares do Estado.

Editais de Proclamas

Ademir de Mattis
, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.
CLAUDENIR DE JESUS VIEIRA e ITAMARA ALVES MARTINS. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 27 de julho de 1.973, funcionário público municipal, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Salvador Vieira Orlando e de Iracema Olívia de Jesus Orlando. ELA, natural de Vitória Brasil, deste Estado, nascida aos 17 de setembro de 1.974, preparadoura de peles, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ildefonso Alves Martins e de Benedita Fernandes dos Santos.
LEANDRO HENRIQUE BOMBARDA e KARINA CAGNIM RIBEIRO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 13 de janeiro de 1.988, empresário, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Paulo Domingos Bombarda e de Jacira da Silva Bombarda. ELA, natural de Paranapuã, deste Estado, nascida aos 08 de janeiro de 1.991, empresária, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Antenor Rocha Ribeiro e de Ana Fátima Cagnim Ribeiro.
RENAN GOMES MARCACINI e ÚRSULA DA SILVA IZIPATO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 21 de agosto de 1.988, engenheiro civil, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Marcondes Marcacini e de Davinia Gomes da Silva Marcacini. ELA, natural de Estrela d’Oeste, deste Estado, nascida aos 24 de outubro de 1.989, bacharel em direito, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Sebastião Donizeti Izipato e de Sandra da Silva Izipato.
MÁRCIO ALEXANDRE FISTER e RENATA DAIANE MASSON DE SOUZA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 30 de junho de 1.973, policial civil, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Valter de Oliveira Fister e de Dalva Glorinda Barison Fister. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 14 de janeiro de 1.985, estudante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Osmar Lopes de Souza e de Marlene Viola Masson de Souza.
CAIO MINHO ZANETTA e ANA CAROLINA ELE,
natural de Votuporanga, deste Estado, nascido aos 02 de outubro de 1.983, administrador, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Ricardo Barbosa Zanetta e de Lilian Silva Minho Zanetta. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 23 de fevereiro de 1.983, tradutora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Pedro Valdemir Botton e de Alda Maria de Moraes Botton.
SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.
Ademir de Mattis - Oficial

Basquete jalesense está na semifinal da Liga Regional


De pé (no sentido horário): Thomás Freitas, Kleiton Scarano, Kléber Scarano, Fábio Galan, Tiago Dan e Flávio Diamantino.Agachados: Vilter Moraes, Fernando e Tiago Manfrin, Allan Oliveira, Mateus Carneiro, Breno Besteti e Vitor Hugo Marçal.

Após disputar e vencer a última partida da fase de classificação da IV Copa Monte Líbano/Liga Regional de Basquete – Libask, a equipe de Jales assegurou a condição de vice-líder da competição e definiu seu adversário para a próxima etapa da disputa.
A fase de classificação da competição contava com 12 equipes participantes e somente as 4 melhores colocadas garantiram vaga para as semifinais. A equipe jalesense somente ficou atrás da anfitriã da competição e tricampeã da Liga, Monte Líbano. Este, aliás, espera-se ser o confronto das finais da competição e, apesar do favoritismo daquela equipe, Jales tem amplas condições de brigar em situação de igualdade pelo título.
A classificação para as semifinais da competição ficou assim definida: 1º) Monte Líbano, 2º) Jales, 3º) Pool Help Rio Preto e 4º) FSports – Monte Aprazível . O regulamento da competição prevê, para as semifinais, a disputa do 1º contra o 4º colocado (Monte Líbano x FSports/Monte Aprazível) e do 2º contra o 3º colocado, portanto, delineando o confronto entre Jales X Pool Help.
Os confrontos acontecerão em jogos no sistema melhor três de partidas, onde a equipe que conquistar duas vitórias estará classificada para a disputa da final da competição. A primeira partida das semifinais ocorrerá no próximo dia 28 de setembro.
Há, ainda, a disputa pelo troféu da Série Prata, cuja competição será entre as equipes que se classificaram de 5º a 8º lugares. Para esta disputa os confrontos serão em eliminatórias simples. Estão, para estes confrontos, classificadas as equipes do Automóvel Clube, Mirassol, Cedral e Barretos. Estavam, ainda, na competição, porém não obtiveram classificação as equipes de Votuporanga, Monte Líbano B, Promissão e Sesc/Café Rio.
A fase de classificação
- A equipe jalesense fez uma campanha que pode ser considerada excelente: dos onze jogos disputados, obteve nove vitórias, ou seja, 82% de aproveitamento. O time ainda é dono da melhor defesa da competição, tendo sofrido, nestes onze confrontos, 603 pontos, perfazendo uma média de apenas 54,8 pontos sofridos em sua defesa. O ataque jalesense é o segundo mais positivo da competição e anotou 834 pontos, portanto, perfazendo uma média de 75,8 pontos conquistados por partida.
O jogo
- No confronto válido pela última rodada da fase de classificação, domingo, dia 14 de setembro, a equipe de Jales enfrentou a equipe do FSports/Monte Aprazível e, mais uma vez, construiu uma sólida vitória.
O jogo, desde seu início, foi dominado pela equipe de Jales, que pontuava bem no ataque e na defesa continha os ataques do adversário, não lhes permitindo pontuar. Resultado do 1º quarto: 28 a 14 para Jales. No segundo quarto, mesmo adotando uma defesa não mais tão incisiva, Jales continuou melhor, fazendo 24 pontos no ataque e permitindo ao adversário que anotasse 18 pontos, fechando, portanto, o primeiro tempo da partida com o placar de 52 a 32 a seu favor.
No reinício da partida, após o intervalo, a equipe de Jales não conseguiu converter seus ataques com a mesma intensidade com que vinha atuando, anotando, no terceiro quarto, apenas 14 pontos e permitindo que o adversário pontuasse com certa facilidade, totalizando 21 pontos. Ao final do quarto, portanto, o placar anotava 64 pontos para Jales, contra 53 para o adversário.
No último e decisivo quarto, a supremacia da equipe de Jales foi restabelecida e o placar voltou a refletir a realidade do confronto: a equipe jalesense anotou 24 pontos no ataque, tendo permitido ao adversário que anotasse 19 pontos, fechando, portanto, os números finais da partida em 90 x 72 para Jales.
Pela equipe jalesense, jogaram e pontuaram: Fernando Manfrin (03), Breno Besteti (01), Allan Oliveira, Mateus Carneiro (02), Vitor Hugo Marçal (10), Thomás Freitas (07), Flávio Diamantino (T), Tiago Dan (02), Vilter Moraes (15), Fábio Galan (03), Kleber Scarano (19) e Kleiton Scarano (28).

Educação no Trânsito: Adote essa ideia, por Altair Ramos Leon

A Semana Nacional de Trânsito é comemorada anualmente no período de 18 a 25 de setembro, conforme o previsto no artigo 326 do Código Brasileiro de Trânsito.
O capítulo VI do Código de Trânsito Brasileiro é dedicado à educação para o trânsito (artigos 74 a 79), devido a importância do assunto.
A educação para o trânsito é direito de todos e constitui dever prioritário para os órgãos do Sistema Nacional de Trânsito (artigo 74 do Código de Trânsito ).
O Conselho Nacional de Trânsito aprovou o tema da Semana Nacional de Trânsito do ano de 2014: "Cidade para as pessoas: Proteção e Prioridade ao Pedestre". Segundo o CONTRAN: "O tema não deverá ter a proposta de abordagem simplista que fale da faixa de pedestres, semáforos, etc. É algo bem mais audacioso e que pretende ampliar o conceito de segurança dos mais vulneráveis. A escolha do tema, por sugestão da Câmara Temática de Educação para o Trânsito e Cidadania do CONTRAN, faz alusão a necessidade de um amplo debate sobre a legislação que contemplam questões essenciais para a mobilidade urbana sustentável, segura e acessível, priorizando a circulação dos pedestres em face da estrutura viária historicamente voltada à circulação de veículos automotores". Agora, ações devem efetivamente ser tomadas, como, por exemplo, transporte coletivo de qualidade, com tarifas justas, e o desenvolvimento de outras formas de transporte urbano não motorizados, uma vez que a Política Nacional de Mobilidade Urbana tem como objetivo a integração entre os diferentes modos de transporte e a melhoria da acessibilidade das pessoas (artigo 1º, "caput", da Lei nº 12.587/2012, que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana), como em países desenvolvidos, especialmente na Europa, mas sem a implantação de pedágio urbano para automóveis no centro das cidades, como Oslo (Noruega) e Londres (Inglaterra), sem buscar outras alternativas.
Em Jales, a Prefeitura Municipal (secretarias de Planejamento e Trânsito e de Educação), a Polícia Civil e a Associação Comercial e Industrial-ACIJ realizam campanhas educativas de trânsito, durante a Semana Nacional de Trânsito, há anos. Neste ano, passou a contar com novos e importantes parceiros. As atividades desenvolvidas nas campanhas foram: palestras; peças de teatro; distribuição de folhetos e cartazes; trabalhos feitos por alunos da rede municipal de ensino, como concurso de redação; orientação a condutores nas vias públicas; mensagens divulgadas pelas emissoras de rádio. Aliás, o apoio da imprensa, escolas, empresas, clubes de serviço tem sido de fundamental importância para a realização e o êxito das campanhas.
Estudos da Organização Mundial da Saúde estimam que 1,3 milhões pessoas morrem vítimas de acidentes de trânsito e 50 milhões ficam feridas no Mundo, anualmente. A principal causa de mortes de pessoas entre 5 a 29 anos são os acidentes de trânsito. Por isso, a Assembleia Geral das Nações Unidas elegeu o período de 2011 a 2020, como a "A Década de Ações para a Segurança no Trânsito", movimento mundial com o objetivo de reduzir a violência no trânsito.
No Brasil, vale lembrar que morrem mais de 43.000 pessoas por ano, conforme alguns estudos, em decorrência dos acidentes de trânsito. Além disso, registra-se elevado número de feridos, dentro os quais muitos ficam mutilados ou inválidos. O custo anual dos acidentes de trânsito é estimado em R$ 40 bilhões (dados de 2012), em nosso País, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA. No município de Jales, foram registrados 395 acidentes de trânsito com vítimas, com 461 feridos e 6 mortos, em 2013, e, no período de janeiro a agosto de 2014, foram 291 acidentes, com 325 feridos e 16 mortos (fonte: Polícia Civil).
O trânsito brasileiro se transformou numa "guerra", onde realmente se deve ampliar a proteção das pessoas e do seu direito de ir e vir.
Trabalhos especializados relatam que a grande maioria dos de acidentes de trânsito, no Brasil, acontecem por causas humanas, onde os fatores responsáveis e principais são: a imprudência e a falta de respeito à legislação e à sinalização de trânsito.
O aumento considerável da frota de veículos no País, também contribui para a elevar o número de acidentes de trânsito, além das dificuldades para a circulação e o estacionamento de veículos, principalmente na área central das cidades.
A frota de Jales atingiu 39.049 veículos (fonte: DENATRAN – junho/2014). Com a população estimada para 2014 em 48.825 habitantes (fonte: IBGE), a cidade tem 1 veículo para 1,25 habitante. O aumento da frota em 5 anos foi de 9.858 veículos, pois, em junho de 2009, eram 29.191 veículos.
A conscientização e a educação das pessoas poderão, com certeza, reduzir esse elevado número de mortos e feridos. Por isso, não é demais pedir a motoristas e pedestres: "EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO: ADOTE ESSA IDEIA".
*Altair Ramos Leon, Delegado de Polícia Assistente da Delegacia Seccional de Polícia de Jales

Elektro beneficia clientes de Urânia com troca de lâmpadas mais econômicas

A Elektro promove no dia 26 de setembro, a troca de cerca de 4.300 lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas, que são mais econômicas e eficientes, no município de Urânia. Ao todo, serão beneficiados aproximadamente 900 clientes, classificados como residenciais e com direito à tarifa social baixa renda.
Um cupom Vale-Lâmpada foi enviado pelos Correios a todos os beneficiados. Para retirar o kit, composto por cinco lâmpadas fluorescentes compactas, e o material informativo sobre economia de energia, o cliente deve comparecer ao ponto de troca com o cupom preenchido, levar cinco lâmpadas incandescentes usadas, e o documento de identidade.
A troca de lâmpadas comuns por econômicas faz parte do Programa de Eficientização Energética da Elektro, que tem como objetivo proporcionar aos clientes de baixa renda uma redução no consumo de energia elétrica. As lâmpadas fluorescentes apresentam uma economia de aproximadamente 80% e duram até seis vezes mais que as lâmpadas incandescentes.
Conforme determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a Elektro investe anualmente 0,5% de sua receita operacional líquida em projetos de Eficientização Energética para promover o uso racional de energia elétrica nas comunidades onde atua.

Luzes em meio as trevas, por Adelvair David

A questão proposta por Jesus não é física e sim moral.
A caminhada existencial é abrigada por algumas luzes em meio as trevas densas da ignorância, que ainda campeiam em a natureza humana.
Segundo nos adverte o Senhor, devemos caminhar enquanto temos as luzes da razão, da inteligência, da saúde, das oportunidades do trabalho material e também espiritual.
Segue o homem às tontas, preferindo abrigar-se na escuridão íntima, agindo segundo suas paixões, do que valorizar as oportunidades que a vida lhe concede a seu benefício, para o seu crescimento.
As advertências não faltam. Vem da religiosidade, dos homens de bom senso, e muito mais das intuições que lhe chegam em todas as suas experiências, aconselhando-o qual o melhor caminho seguir e a viver com dignidade e respeito ao seu semelhante, a aproveitar o tempo para empreender a luta em sua própria melhoria moral e intelectual.
O problema é que, não se apercebendo das luzes que o acompanham, do valor do seu existir, negligencia tudo o que o poderia elevar espiritualmente. Desperdiça o tempo e perde-se em um labirinto de consequências que lhe atravancam a marcha fazendo-o sofrer, muita vez desnecessariamente. Muita gente diz: "eu não tenho sorte" ou "acho que sofrer é o meu destino", sem se dar conta que perdeu-se por capricho ou viciação em ações negativas que lhe comprometeram a existência. Muita coisa poderia ser evitada se aproveitasse as luzes que possui para ver por onde anda, mas, mesmo sabendo muita vez que uma coisa é ruim, prefere seguir seus instintos inferiores e permitir-se a experiência que lhe trará muitos dissabores.
O que é previsível acontecer é que, de tanto malbaratar a luz que recebe das oportunidades felizes, o homem pode fixar a escuridão como regra em sua alma e não mais conseguir enxergar o bem nem o caminho correto, condenando a sua vida irremediavelmente à quase nulidade, pelo menos por agora.
Temos que nos instruir na luz do Mestre, dos seus ensinamentos, para não deixar passar a oportunidade do bem viver, do bem servir, do bem decidir, e assim, de maneira definitiva, rumarmos para a aquisição dos valores imperecíveis na atual existência.
CAMINHEMOS NA LUZ DA HUMILDADE, PARA EVITAR A TREVA DO ORGULHO.

Os mitos e verdades da Doença de Alzheimer

Neurologista Antônio Eduardo Damin, com especialização em Neurologia Cognitiva e Comportamental pelo Hospital das Clínicas da FMUSP, esclarece as dúvidas desta doença que atinge mais de 35 milhões de pessoas no mundo

Segundo a Associação Brasileira de Alzheimer (ABraz), mais de 35 milhões de pessoas têm Doença de Alzheimer no mundo. Só o Brasil detém cerca de 1,2 milhão de casos, a maior parte deles ainda sem diagnóstico. Esta enfermidade atinge principalmente idosos a partir dos 55 anos de idade e entre os sintomas estão a perda de funções cognitivas, como memória, orientação, atenção e linguagem, que podem ocasionar dificuldade para realização de atividades da vida diária. A doença ainda é marcada pela falta de conhecimento pela crença de que alguns sintomas são naturais do processo do envelhecimento.
O neurologista Antônio Eduardo Damin, especializado em Neurologia Cognitiva e Comportamental pelo Hospital das Clínicas da FMUSP, esclarece alguns mitos e verdades sobre a doença. O médico já participou com artigos para a Revista Ao Seu Lado, uma parceria da ABRAZ (Associação Brasileira de Alzheimer) com a Libbs Farmacêutica, entregue nos consultórios médicos. A publicação aborda temas como a prevenção da Doença de Alzheimer, além de exercícios para melhorar a mobilidade dos portadores da doença e os desafios dos cuidadores. Confira: 1 – O primeiro sintoma do Alzheimer é sempre a perda da memória.
Mito: apesar de ser o sintoma inicial mais comum, nem sempre a perda da memória é o sintoma que sinaliza o início da doença. Em algumas pessoas os sintomas iniciais da Doença de Alzheimer podem ser desorientação no tempo e espaço, dificuldade de linguagem , dificuldade para planejar ou resolver problemas mais complexos ou mesmo realizar tarefas corriqueiras, alterações de humor e comportamento dentre outras . 2 – Esquecer as coisas significa ter a Doença de Alzheimer
Mito. Problemas de memória podem estar relacionados a diversos fatores, como outras demências ou até mesmo estresse, ansiedade e depressão. Outras causas de esquecimento podem ser associadas a distúrbios do sono ou uso de medicamentos que afetem a memória. A doença de Alzheimer, em fases iniciais atinge a capacidade de guardar novas memórias e as mais recentes, enquanto memória de fatos acontecidos há mais tempo (como na infância) são preservadas. As pessoas afetadas pela Doença de Alzheimer possuem um quadro progressivo de dificuldade de memória. 3 – Quem tem Alzheimer não consegue compreender o que se passa ao seu redor. Mito: o portador desta doença se mantém consciente do que está acontecendo ao seu redor, apesar das dificuldades de memória e dos outros sintomas. Apenas nos estágios avançados isso pode mudar. O importante é não tratar o idoso com Alzheimer de forma infantilizada. Deve-se preservar seu papel e espaço nas relações familiares. 4 – Jogos de raciocínio, como palavras cruzadas e sudoku, ajudam a evitar a doença. Mito: esse tipo de jogos de raciocínio podem amenizar os sintomas e até ajudar no tratamento. Porém, sua prática não evita que uma pessoa desenvolva ou interrompa a evolução da doença.5 – Praticar atividade física é importante para pessoas com Alzheimer. Verdade: exercitar-se pode retardar a manifestação da doença, assim como amenizar seus sintomas, além de melhorar a qualidade de vida do cuidador e paciente. Se o paciente não possui contraindicação à prática de alguma atividade física, esta deve ser incentivada e o sedentarismo evitado. Mesmo em pessoas que não possuem a doença, há estudos sugerindo que a prática regular de atividade física pode contribuir para a prevenção da doença de Alzheimer no futuro.6 – A Doença de Alzheimer não tem cura.
Verdade: infelizmente a doença não tem cura após seu estabelecimento. Porém, existem tratamentos que retardam sua evolução e outros que minimizam os distúrbios cognitivos, do humor e do comportamento. Alguns medicamentos podem tornar o processo mais demorado ou atacar problemas paralelos da doença, como insônia ou agitação. 7 – Cuidadores e familiares também precisam de cuidado para conviverem com a doença.
Verdade: a Doença de Alzheimer exige tanto das pessoas que cuidam dos pacientes que é preciso que elas mantenham-se física e psicologicamente saudáveis para dar conta de uma situação que gera extremo estresse. Tratar do portador de Alzheimer é também cuidar de quem está em torno dele. É importante participar de grupos de apoio, aprender a lidar com a culpa, cansaço, angústia, além de mudanças na rotina e cuidados com o paciente.

Expectativas de outubro, por D. Demétrio Valentini

Estes dias deveriam estar marcando o início da primavera. Pode ser que desta vez ela demore um pouco mais. Quando as chuvas tardam a vir, o agricultor intui que convém esperar um pouco mais para lançar as sementes.
Em todo o caso, a prudência aconselha não ter pressa, ainda mais quando se trata de apostar na futura colheita.
Mas nesta altura do calendário, podemos tolerar ainda este mês de setembro, mas damos o ultimato para o mês de outubro. Lá teremos alguns acertos de conta a fazer, impreterivelmente.
A festa de Aparecida, desta vez, tem o privilégio de cair no domingo, dia 12. Assim, já temos agendado um dos quatro preciosos domingos do outubro que vem se aproximando.
As eleições acontecem no primeiro domingo. E como pode acontecer o segundo turno, a prudência aconselha reservar também o último domingo de outubro.
De tal modo que, dos quatro, três domingos já estão comprometidos. Sobra o domingo dia 19 para outras tarefas a serem agendadas. Sendo que ele já foi marcado como Dia Mundial das Missões!
Mas independente da agenda a ser estabelecida, temos outro acontecimento, com horizontes mais amplos, a acontecer no próximo mês de outubro.
Talvez sua importância não seja facilmente captada. Trata-se da reunião especial, convocada pelo Papa Francisco, para abordar questões ligadas à situação das famílias.
De certa maneira, estes problemas já foram abordados pela Igreja. Mas desta vez eles voltam à tona, para serem olhados, não com a predisposição de flagrar irregularidades, mas para serem analisados com a intenção de buscar a melhor maneira de suscitar solidariedade, num contexto impregnado da missão que a Igreja vai descobrindo que deve ser a sua. Uma Igreja animada pela misericórdia, e que sente a incumbência de anunciar esperança a todos, também para os que vivem situações complexas de relacionamento familiar.
A importância deste "Sínodo Especial" pode ser percebida melhor no contexto de uma espécie de plano estratégico do pontificado do Papa Francisco. O Sínodo, em que ele poderá ouvir o parecer dos presidentes das "Conferências Episcopais" de cada país, servirá de demonstração prática de uma nova postura pastoral da Igreja.
Esta nova postura não se esgota na vigilância das verdades sobre a família. Sem negar estas verdades, a Igreja se pergunta o que ela pode fazer em beneficio dos que estão vivendo estes problemas. Pois a missão primordial da Igreja continua sendo a de anunciar o evangelho a todos, também para os que vivem situações que não respondem plenamente ao ideal de família proposto pela doutrina cristã.
A reunião se abre no domingo dia 05 de outubro, e vai se encerrar no domingo dia 19.
Com este Sínodo, o Papa Francisco terá traçado as linhas mestras do seu pontificado, e poderá urgir os ajustes que se mostrarem mais urgentes. Para ao menos desencadear um processo, que retome o impulso do Concílio Vaticano Segundo, e o leve em frente.
Por isto, este próximo mês de outubro nos traz referências mais amplas do que aquelas sinalizadas pelas eleições e pela agenda pastoral.
De resto, é sempre salutar arejar um pouco mais o contexto cotidiano em que vivemos, oxigenando nossa mente com horizontes mais amplos.

Seja egoísta!, por Flávio Rodrigo Masson Carvalho

Como você anda se tratando ultimamente? Você trata melhor os outros do que a você mesmo? Está na hora de você se tratar melhor! Está na hora de você pensar mais em você mesmo! Está na hora de você se dar novas oportunidades! Está na hora de você se perdoar.
Estamos numa fase evolutiva, que conseguimos perdoar o próximo e, com esforço e algumas transformações, conseguimos pelo próximo sermos perdoados. Mas o que não estamos conseguindo fazer, é nos perdoarmos. Precisamos parar de nos maltratarmos, precisamos nos dar novas chances para sermos felizes, não como éramos antes, mas como nunca fomos antes, ou seja, muito mais felizes.
Estamos nos castigando por demais, vivemos nos punindo por tudo, até mesmo pela incapacidade de nos perdoarmos. Se você não está conseguindo se ajudar, se você não está conseguindo se amar, você não conseguirá ajudar e nem amar o próximo. Mister se faz que você se ajude, que você se ame, para que possa passar para a etapa seguinte, que é a de ajudar e amar o próximo. Por isso te convido a se amar mais. Esqueça todo mundo, filhos, marido, esposa, pais, amigos, enfim, esqueça todos, concentre-se apenas em você, se preocupe apenas com você mesmo. Se pergunte: Como estou conduzindo minha vida? Estou sendo feliz? Estou tendo prazer de viver? Precisamos ter prazer em viver, pois a vida é um presente que nos foi dado por Deus para que possamos exerce-la em toda a sua plenitude e, sermos felizes nos amando.
Você tem algum hobby? O que você está fazendo para ser feliz? Você está sorrindo mais que resmungando? Você acha que a vida está uma droga? Você acha que a vida está mais bela? Reflita. Se você não está tendo nenhuma espécie de prazer, se você anda amargurado (a), se você não tem nenhum hobby, se você perdeu a capacidade de sorrir, você está conduzindo a sua vida de maneira errada, você está se esquecendo de você mesmo. Comece imediatamente a pensar mais em você, se dê uma nova chance, passe a se amar mais. Não perca tempo, comece a fazer isso agora. Comece aquela dieta que você vem adiando, comece a caminhar, fazer exercícios, marque hoje mesmo uma hora no salão de beleza, corte o cabelo, faça a unha. Se você não está com dinheiro para comprar roupas novas, compre uma peça intima, jamais compre sem ter dinheiro, pois isso lhe trará depois uma culpa indesejável. Aprenda a ler, aprenda a fazer novos tipos de comidas, aprenda a ter prazer com as coisas simples da vida. Ligue para os amigos, vá visita-los. Reaprenda a fazer amor. Exija que o parceiro lhe proporcione também prazer. Treine o pensamento, seja o mais positivo possível. Não deixe pensamentos ruins tomar conta de sua mente. Cante, cante alto, enquanto cozinha, enquanto toma banho, aprenda novas músicas, aprenda a tocar um instrumento musical. Aprenda a pintar, desenhar, costurar. Nunca é tarde para se aprender algo. Aprenda a se amar mais. Aprenda a ser feliz.
Depois que você estiver se perdoando, se dando novas oportunidades, depois que você estiver se amando mais e sendo feliz, você estará apta (o) a deixar de ser egoísta, ou seja, estará pronta (o) para se preocupar, ajudar e amar o próximo, e a melhor maneira de ajudar o próximo é, ensina-lo a também se amar.
Muitos são aqueles que amam o próximo, que praticam a caridade, beneficiando o próximo mais necessitado, muitos são aqueles que tratam os outros muito bem, mas se esquecem deles mesmos, se maltratam demais, se punem, praticam a auto-punição, mesmo que inconscientemente. Está faltando amor próprio, está faltando "egoísmo" , é claro que é um egoísmo que visa tão somente o desenvolvimento do nosso amor próprio.
Quando conseguirmos usar nossa individualidade para nos amarmos plenamente, quando conseguirmos dar conta de nós mesmos, estaremos prontos para amarmos o próximo, e assim sermos todos felizes. Sendo assim, comece ainda hoje a ser mais EGOÍSTA. - *Flávio Rodrigo Masson Carvalho
Equilibriumtc@hotmail.com

Prefeita Nice participa de seminário no TCE



O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP), por meio da Escola Paulista de Contas Públicas ‘Presidente Washington Luís’ (EPCP), realizou na quinta-feira, 11 de setembro, das 9h30 às 13h00, no auditório nobre "Professor José Luiz de Anhaia Mello" o Seminário ‘Iluminação das Cidades – Regulação e Práticas Administrativas’, que debateu a nova normatização emitida pela ANEEL, por meio da resolução nº 414, que transfere a competência e responsabilidade pela gestão da iluminação pública aos municípios e entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2015.
O evento, acompanhado presencialmente por um público de mais de 850 participantes, dentre os quais 55 prefeitos paulistas e representantes de outros Estados, também foi transmitido, por meio da Intranet, para os servidores do TCESP nas 20 unidades regionais do TCE instaladas no interior paulista.
A prefeita Nice Mistilides acompanhada pelo chefe de gabinete da secretaria municipal de Fazenda, Adriano Lisboa Domenecis, participou do seminário e enfatizou que "a transferência dos ativos de iluminação pública das concessionárias de distribuição de energia para as prefeituras e a sua capacitação para a realização desse serviço público foram os principais temas abordados, o que pôde dar uma orientação melhor para nós gestores", observou a prefeita.
De acordo com Nice, a iluminação pública é essencial à qualidade de vida nas cidades e está diretamente ligada à segurança, pois previne a criminalidade. "Além disso, estimula o comércio, embeleza as áreas urbanas, destaca e valoriza monumentos, prédios, praças, paisagens e permite melhor aproveitamento das áreas de lazer. A capacitação das equipes das prefeituras se faz necessária para se galgar um novo patamar no desenvolvimento urbano das cidades", finalizou.
Em nome do presidente Edgard Camargo Rodrigues, a Conselheira destacou a iniciativa da Corte de Contas paulista, com apoio logístico da Escola Paulista de Contas Públicas (EPCP), em trazer o tema à tona e abrir espaço para o debate.
A Conselheira Presidente falou sobre a alta relevância do tema abordado, e que diversas dúvidas foram suscitadas a partir de procedimentos analisados em Sede de Exame Prévio de Edital durante sessões do Pleno, onde foram questionadas regras de atos convocatórios específicos destinados a serviços correlatos. "Contudo, apesar de alguns julgados, ainda não nos é permitido afirmar que esta Casa possui entendimento pacificado sobre o assunto", atentou.
Em Jales, a prefeitura está analisando toda documentação encaminhada pela Elektro, a fim de agilizar o processo de municipalização da iluminação pública.

Cuidado com o preconceito, por José Renato Nalini

O preconceito, como ressentida forma de catalogar pessoas, categorias, sistemas ou valores, é expressamente vedado pelo ordenamento vigente. É um sentimento contrário ao supraprincípio da dignidade da pessoa humana, índice denotador de certa pequenez ou mesquinharia de caráter. Mesmo assim, é uma influência nítida no comportamento das pessoas. Independe de erudição ou de escolarização. É algo entranhado no compartimento íntimo das idiossincrasias. Reflete o quanto é necessário investir no desarmamento dos espíritos, até que reine a convicção de que todas as pessoas merecem respeito.
Essa reflexão já deveria merecer detida atenção dos profissionais da área jurídica, pois a igualdade é o terceiro dos direitos fundamentais de primeiríssima geração. Mas, lamentavelmente, manifestações explícitas ou disfarçadas de desprezo preconceituoso continuam a ocorrer. Assim é que se generaliza a atuação política, rotulando-se todo candidato, eleito ou não, como integrante de uma classe sob constante suspeita.
O tratamento dispensado ao menor infrator, nada obstante a vigência de um Estatuto da Criança e do Adolescente, é da mesma natureza daquele reservado ao delinquente. Daí o alarmante número das internações nos estabelecimentos destinados à segregação do adolescente que transgrediu as normas de convívio. Parece não existir preocupação quanto ao resultado desse procedimento: o interno revoltado pode tornar-se uma fera. Sem retorno ao estágio suprimido, rumo à maturidade sadia.
Preconceito contra as minorias, contra as etnias, contra os diferentes. Quando a ciência já comprovou que praticamente não existe diferença no DNA de um ser humano, cotejado com o de um animal invertebrado, que para nós estaria situado numa escala inferior da cadeia existencial.
As pré-compreensões são cruéis e produzem resultados nefastos. Sintoma de uma sociedade esgarçada em seus valores, cujos consensos provisórios estão na contramão da civilidade e que convive confortavelmente com a exclusão, a desigualdade e a miséria, sem qualquer tormento para uma consciência que se autodenomina cristã.
Qual o remédio eficaz contra a patologia do preconceito?
*José Renato Nalini é presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo

Projeto considera legítima defesa agressão a invasor de domicílio

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 7104/14, apresentado pelo deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que considera legítima defesa a agressão praticada contra quem invadir uma residência. "Com isso, iremos proporcionar mecanismo inibitório da criminalidade, deixando claro que quem adentrar em ambiente domiciliar, urbano ou rural, sem consentimento poderá ser morto por quem legitimamente o habita", explica Bolsonaro.
O Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40) inclui três condições em que atos não são considerados crimes: o estado de necessidade, quando a pessoa comete o que seria um crime para salvar alguém de um perigo imediato; a legítima defesa, quando a pessoa defende sua própria vida; ou o estrito cumprimento de dever legal, que são ações de agentes públicos, geralmente policiais.
Hoje o conceito de legítima defesa não inclui agredir ou matar alguém que invadiu um domicilio, o que acaba caracterizado como "excesso" pela lei. "Ocasionando, em várias oportunidades, transtornos àqueles que legitimamente usaram recursos para sua proteção, dentro de um ambiente domiciliar", argumenta o deputado.
Tramitação
– Antes de ser votado em Plenário, o projeto precisa ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Que educação?, por Reginaldo Villazón

Um dos temas importantes das campanhas eleitorais é a educação. Os pais, os jovens e as crianças em todas as regiões brasileiras hoje sabem que a educação é uma necessidade que não pode ser descuidada, mas é maltratada no país. Por isto, o tema educação aparece em todas as campanhas eleitorais e obriga os candidatos se pronunciarem a respeito. Eles enaltecem a educação e fazem promessas: mais recursos de investimento, aulas em tempo integral, maior qualificação dos professores e melhores salários aos professores.
Mas falam de que educação? Eles não explicam direito! Há anos, a polícia federal prendeu uma quadrilha inteira de assaltantes de bancos. Teve a surpresa de constatar que o chefe da quadrilha era advogado. Ou seja, que o bandido principal tinha formação educacional superior em Direito. A educação não fez dele um bom cidadão. Infelizmente, essa tal educação não impede que pessoas graduadas se envolvam em mediocridades, desonestidades, falcatruas grosseiras, esquemas de corrupção, escândalos financeiros.
A história das nações narra que esta situação, quando se torna comum, resulta em tragédias. Muitos países mergulharam em longas crises quando seus povos perderam a capacidade de coesão e luta contra os desafios. Voltando os olhos ao século passado (1901 – 2000), é possível ver a extensão formidável das mudanças globais. Fica fácil prever o tamanho das mudanças que vão acontecer neste século (2001 – 2100), inclusive as grandes alterações ambientais, que exigirão dos povos mais do que a educação usual.
Educação não é um produto inteiro, completo, definido. É um processo que usa várias técnicas para atingir vários objetivos.
Seu conceito mais simples – "processo de aquisição de conhecimentos e habilidades" – indica que a educação pode acontecer no lar, na escola e na sociedade, utilizando diferentes métodos e tendo em vista diferentes finalidades. Além de fortalecer a cultura, a educação tem uso na promoção da cidadania, na preservação da saúde, na conservação ambiental, na qualificação profissional e em muito mais.
A candidatura de cidadãos que não se preparam para exercer cargos públicos, mas ainda assim são eleitos, sem dúvida prova a legitimidade da democracia vigente. Mas, também é prova de que tais candidatos e seus eleitores não aprenderam a agir com discernimento para evitar dificuldades futuras. Fora das campanhas eleitorais, os canais de televisão apresentam programas de péssima qualidade. A educação escolar dos apresentadores e expectadores permite a alienação social e a inobservância de responsabilidades.
Mais do que valorizar a educação tradicional do sistema educacional, é preciso incluir ferramentas pedagógicas práticas – leituras, filmes, discussões – para formar consciências, ou seja, para desenvolver nos estudantes a capacidade de observar objetivamente e elaborar pensamentos críticos. Individualmente, a consciência evita os arrastamentos. Coletivamente, a consciência tem força suficiente para transformar a sociedade.

Carlinhos Altimari afirma que ACIJ faz sua parte na decoração natalina

O presidente da ACIJ, Carlos Roberto Altimari, se reuniu na manhã de terça-feira, 16 de setembro, com a assessora de Cultura da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo, Ivani Franco Pereira, para tratar da decoração de Natal.
Segundo o presidente Carlinhos, ficou confirmado que o projeto apresentado " não será viabilizado por falta de recursos financeiros da Prefeitura". Ele disse que a assessora Ivani se comprometeu, em nome da prefeita Nice Mistilides em decorar a cidade de forma simples, "afirmando que haverá eventos culturais, dentro da realidade financeira do município".
Desde o começo do ano a ACIJ vem cobrando providências sobre o assunto "decoração natalina", porém, sem sucesso.
Carlinhos explicou que a ACIJ está fazendo a sua parte, preparando a decoração natalina para dar o início às datas festivas. Ele está pedindo e incentivando os empresários a fazerem o mesmo, enfeitando suas lojas, para todos juntos deixarem a cidade mais alegre, bonita e atrativa para os consumidores e familiares.
A ACIJ estará promovendo sorteios de RS 6.000,00 em vale-compras e de um carro 0 km. Os empresários também estarão participando com sorteios dentro da promoção, realizando um festival de prêmios no comércio de Jales.
Para finalizar, Carlinhos afirma que com união e colaboração de todos certamente teremos um lindo Natal e sucessos nas vendas.

Chico Xavier

Pergunta
– Como o senhor define a sua renúncia pessoal em prol das causas divinas? O fator "negar-se a si mesmo".
Chico Xavier
– O Espírito de Emmanuel que passou a supervisionar as nossas atividades mediúnicas em 1931, me explicou que eu deveria demonstrar todo desinteresse possível no assunto, pois essa seria a forma pela qual eu poderia tornar evidente às pessoas que não me conhecem, a verdade da mensagem que Emmanuel e os outros amigos espirituais, iriam dar por nosso intermédio. Se eu me beneficiasse com essas mensagens, naturalmente que não poderia convencer as pessoas quanto à minha sinceridade. De modo que muita gente pode não crer, mas posso dizer que com todas as minhas imperfeições, tenho permanecido anos consecutivos fiel a esse princípio de desinteresse quanto ao fruto do trabalho dos Espíritos por meu intermédio. Com isso eu creio que ninguém poderá me acusar de pessoa fraudulenta ou de má fé, usando o nome dos espíritos em assunto que eu considero absolutamente veneráveis.

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da  "Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales

Ladrões explodem caixa eletrônico no jardim Arapuã

Um caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal em Jales foi explodido por assaltantes na madrugada desta sexta-feira, 19 de setembro.
Segundo o boletim de ocorrência, a ação aconteceu por volta das 4h, numa praça do jardim Arapuã., na avenida de acesso à Santa Albertina. Os ladrões usaram explosivos para ter acesso ao compartimento onde ficam as notas. A gerência responsável pelo caixa eletrônico não soube informar o valor do dinheiro roubado.
De acordo com Polícia Militar, todas as gavetas com dinheiro foram levadas. A polícia ainda não tem pistas dos assaltantes.
Segundo moradores das proximidades ao local onde aconteceu o fato, que se assustaram com o barulho quando saíram de casa para ver o que tinha acontecido, viram os criminosos fugindo em um veículo escuro pela vicinal Jarbas de Moraes. Até o momento em que fechávamos esta edição, a polícia não tinha pista dos assaltantes mas as investigações continuavam na tentativa de encontrar os autores do assalto. (foto/reproduçãog1.globo.com/)

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

CONSIRJ abre Concurso Público para preenchimento de 18 vagas

Mais oportunidade para quem busca um emprego e estabilidade financeira. O CONSIRJ - Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Região de Jales abriu inscrições para o Concurso Público nº 02/2014 que visa o preenchimento de 18 vagas do quadro efetivo em diversos cargos.
 As chances ofertadas pelo certame, de responsabilidade da Publica Consultoria, Assessoria e Serviços S/S Ltda são para profissionais com experiência anterior na função ou níveis Fundamental, Médio, Técnico e Superior, conforme a oportunidade pretendida. Os interessados poderão disputar por postos nas funções de Artesão (1), Auxiliar de Serviços Gerais (5), Cozinheiro (1), Educador com Pedagogia (1), Psicólogo (1), Técnico em Enfermagem (7), Terapeuta Ocupacional (1) e Segurança (1).
 As inscrições vão de 18 a 30 de setembro e são realizadas através do site www.concursospublica.com.br. As taxas cobradas pela participação são de R$ 23,50 e R$ 53,50, de acordo com a escolaridade do candidato. A jornada semanal varia entre 30 e 40 horas, para recebimento de salários que vão de R$ 813,06 a R$ 1.880,63 com adicional de insalubridade.
 Os inscritos serão submetidos à prova objetiva, prevista para ser aplicada em 19 de outubro em Jales, na escola Dr. Euplhy Jalles. A validade do concurso é de dois anos, contados a partir da data da homologação do resultado final, com possibilidade de prorrogação por igual período. O edital completo poderá ser acessado no site da organizadora e no www.jales.sp.gov.br, site da Prefeitura Municipal.
 O CONSIRJ - O consórcio foi fundado em 24 de agosto de 2001 para organizar o atendimento de Pronto Socorro em dezesseis municípios da região de Jales. Atualmente, o Consórcio é responsável pelas atividades da Unidade de Pronto Atendimento de Jales - UPA, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU, Centro de Diagnóstico, Centro de Especialidades Odontológicas - CEO e Centro de Atenção Psicossocial – CAPS I. Integram o CONSIRJ os seguintes municípios: Aparecida D´Oeste, Aspásia, Dirce Reis, Dolcinópolis, Jales, Marinópolis, Mesópolis, Palmeira D´Oeste, Paranapuã, Pontalinda, Santa Salete, Santana da Ponte Pensa, São Francisco, Urânia e Vitória Brasil.

De onde vem a "dialética da malandragem"?

LUIZ FLÁVIO GOMES, jurista e diretor-presidente do Instituto Avante Brasil.
Estou no 
professorLFG.com.br e no twitter: @professorlfg

De onde vem a "dialética da malandragem"? O emérito professor da Universidade de São Paulo, Antonio Candido (Revista do Instituto de estudos brasileiros, n. 8, SP, USP, 1970, p. 67-89), vislumbrou no romance Memórias de um sargento de milícias, de Manuel Antônio de Almeida, o que ele chamou de "dialética da malandragem", que retrataria a dinâmica dos costumes da sociedade brasileira no começo do século XIX (não é difícil constatar que esses costumes valem até hoje). Leonardo (personagem do livro citado) seria o "primeiro grande malandro que entra na novelística brasileira" (que, depois, foi elevado à categoria de símbolo - sem caráter - por Mário de Andrade, no Macunaíma).
 Quem é o malandro? O malandro (municipal, estadual ou federal) é um aventureiro, astuto e quase folclórico ao mesmo tempo, que pratica a astúcia desde logo pelo gosto da astúcia, em proveito próprio ou para solucionar um problema, mas sempre lesando terceiros.
 O que caracteriza fundamentalmente a dialética da malandragem?  É a díade (o par) da ordem e da desordem, que retrataria não somente a sociedade descrita no livro Memórias de um sargento de milícias como a atual (basta prestar atenção no nosso entorno). Por todos os lados e em todas as partes há sempre, na dinâmica da ambiência histórica brasileira, uma ordem comunicando-se com a desordem. Na nossa bandeira a inscrição mais fidedigna (então) seria: (Des)Ordem e Progresso! É o tipo de sociedade que faz, sem sentimento de culpa, o bem e o mal, o certo e o errado, que é egoísta e também altruísta, que é honesta e também desonesta, que faz algo admirável ao lado de tantos atos deploráveis.
 A tese do professor citado, em síntese, é a seguinte: as díades (os pares) marcariam o caráter da sociedade brasileira (daí a generalização da ordem e também da malandragem, da corrupção). Quase nunca o brasileiro seria então totalmente honesto, mas também não é totalmente desonesto. Cumpre ordens, mas não totalmente. É capaz de todo bem do mundo assim como de todo mal.
 Trata-se de um mundo pendular entre o lítico e o ilícito? Sim. Se correta a tese dualista da malandragem, deveríamos afirmar que a sociedade brasileira (pelo menos vários segmentos dela) vive zanzando entre dois hemisférios, o positivo (da ordem) e o negativo (da desordem). Voltando a Antonio Candido: a dinâmica do livro citado (Memórias de um sargento de milícias) pressupõe uma gangorra dos dois polos, que transita da ordem estabelecida às condutas transgressivas.
 "Tutto nel mondo è burla" seria a expressão legítima desse mundo pendular, diáfano, cujas estruturas morais e éticas habitariam um lugar bem distante de toda rigidez. Vive-se ao sabor do balanceio entre ordem e desordem. Trata-se de uma sociedade "na qual poucos trabalham [ao menos duramente], enquanto outros flutuam ao Deus dará, colhendo as sobras do parasitismo, dos expedientes, das munificências (generosidades), da sorte ou do roubo miúdo".
 A sociedade brasileira seria "uma organização fissurada pela anomia, onde se transita entre o lícito e o ilícito, sem muitas vezes podermos dizer o que é um e o que é outro, porque todos acabam circulando de um para outro com uma naturalidade que lembra o modo de formação das famílias, dos prestígios, das fortunas, das reputações, no Brasil urbano da primeira metade do século XIX" [e, com certeza, também do Brasil atual].
 Um mundo liberto do peso do erro e do pecado? Nas Memórias, prossegue Antonio Candido, "foi criado um universo que parece liberto do peso do erro e do pecado. Um universo sem culpabilidade e mesmo sem repressão. As pessoas fazem coisas que poderiam ser qualificadas como reprováveis, mas fazem também outras dignas de louvor, que as compensam. E como todos têm defeitos, ninguém merece censura". Um mundo sem culpa. Em grande parte esses costumes (do século XIX), que pairam sobre a realidade brasileira diáfana atual, constituem um potente filtro da impunidade.
 Eles fornecem, ademais, boas pistas para se compreender o corporativismo reinante nas nossas instituições e nos seus agentes, que seriam guiados pelos pares antitéticos (pelas díades) do lícito ou ilícito, do verdadeiro ou falso, do moral ou imoral, do justo ou injusto, da esquerda ou direta, partido X ou partido Y, liberal ou conservador etc.
 As antinomias convivem? Os referidos pares são reversíveis, diz Antonio Candido, que agrega: "as antinomias convivem num curioso lusco-fusco, sendo a hipocrisia um dos pilares dessa civilização". Se no campo dos costumes os extremos se anulam (se compensam), tudo isso fica mais evidente no campo jurídico, onde praticamente tudo é regulado, de forma aparentemente hermética, dando a sensação de uma ordem onipresente que, na verdade, muitas vezes "não pega".
 No tempo da escravidão declarada (século XIX), chegamos a fazer até mesmo algumas leis de abolição, só para "inglês ver". Tínhamos uma Constituição liberal e escravagista ao mesmo tempo (algo inusitado no mundo). Na área dos direitos sociais e dos direitos humanos fundamentais, são incontáveis os dispositivos legais que jamais são cumpridos. Só para citar um exemplo: a CF assegura saúde para todos, mas grande parte dos hospitais brasileiros sequer conta com médicos.
 Há um ofuscamento entre o justo e o injusto, o certo e o errado, o moral e o imoral, o legal e o ilegal. O desaparecimento de Amarildo, no Rio de Janeiro, também se enquadra nesse tipo de obscuridade gelatinosa, visto que nosso policiamento vai da legalidade ao arbítrio e à ação violenta, sem nenhum tipo de remorso, de repressão ou de sanção interior. O assassinato se tornou "normal". Tudo é indiferente, secundário (adiáforo).
 Não temos obsessão pela ordem? Essa é uma das nossas características psicossociológicas: ordem, liberdade, leis, dignidade, direitos humanos, tudo isso se apresenta como algo muito abstrato, no contexto das "formas espontâneas de sociabilidade", que ostentam choques permanentes entre "a norma e a conduta", o que torna "menos dramáticos os conflitos de consciência".
 A brasileira poderia ser uma sociedade "flex" (para usar uma palavra da moda), muito pouco hermética, que é viva no seu dinamismo relacional, mas que perde em "inteireza e coerência". O princípio eixo é o da "acomodação geral", que tira a força e energia dos extremos, assim como os significados da lei, da ordem, da justiça, da ética etc.
 Vivemos numa espécie de "terra-de-ninguém moral", marcada por uma vulgaridade ímpar, sobretudo em algumas manifestações e extimidades das redes sociais, onde as pessoas, muitas vezes protegidas pelo anonimato, fazem uso abundante do "eu autoexpressivo", "que é o eu próprio do individualismo narcisista dominante nas atuais sociedades de hiperconsumo, caracterizadas pela produção de necessidades artificiais constantemente renovadas" (Jacobo Muñoz, Claves de razón práctica, 220, p. 23).
 Caminhamos dentro de margens bastante ambíguas, marcadas por uma "tolerância corrosiva", já agora não somente nas classes baixas, senão também nos estratos aburguesados. O Brasil seria "uma terra sem males definitivos ou irremediáveis, regida por uma encantadora neutralidade moral. Não se trabalha, não se passa necessidade, tudo se remedeia" (diz Antonio Candido). Seria um tipo de sociedade "parasitária e indolente", que é viva desde o tempo do Brasil joanino (D. João VI).


Alunos da rede estadual de SP ganham email e acesso a novas tecnologias

Os quatro milhões de alunos da rede estadual de ensino já podem utilizar os serviços e conteúdos personalizados do Google e da Microsoft oferecidos à Secretaria da Educação de São Paulo. A parceria inédita firmada com as duas gigantes da tecnologia tem o objetivo de facilitar a prática escolar de crianças e jovens do Ensino Fundamental e Médio, além de professores e funcionários. Para isso, basta acessar a Secretaria Digital Escolar (sed.educacao.sp.gov.br) e um e-mail corporativo será criado automaticamente.
         Entre as ferramentas e aplicativos disponíveis, está uma caixa de mensagem com capacidade para até 25 GB. O sistema cloud (ou nuvem), tendência entre as grandes empresas para o armazenamento de arquivos de texto, áudio e vídeo, também faz parte da cooperação. Outra vantagem é entrega de cinco licenças do pacote Office 365 (com programas como Word, Windows e Power Point) para cada um dos estudantes paulistas.
         Para os educadores, um dos destaques é o canal de transmissão (hangout) que mediará a interação em tempo real com os alunos, além da criação de grupos por disciplina ou área de interesse. Será possível ainda a criação de redes sociais e canais para escolas, diretorias e setores administrativos facilitando a comunicação virtual.
“Além de propiciar novos conteúdos digitais de importância fundamental para o mercado de trabalho a custo zero para os estudantes, também amplia o alcance dos recursos para além das escolas”, afirma o secretário da Educação, Herman Voorwald.