Páginas

sexta-feira, 28 de março de 2014

CINISMO E MIOPIA NO PAÍS DA COPA: QUEM PARIU OS BLACK BLOCS QUE OS BALANCEM

Por Silvio Luiz de Souza Coutinho e Sergio Luiz do Amaral Moretti



"Se os militares tomassem o poder não estaria essa baderna!" Frases desse tipo foram cada vez mais ouvidas ou lidas nas páginas do Facebook e outras redes sociais à medida que os protestos no Brasil foram aumentando.

"Quem esses baderneiros pensam que são para quebrar propriedades privadas que foram conquistadas com o suor de seus donos?". Essa, por sua vez foi ouvida com o surgimento dos "Black Blocs" (mascarados desordeiros e depredadores).

E mais "no tempo da ditadura esses desordeiros não teriam coragem de aprontar". Parte da população começou até mesmo a questionar a Polícia Militar por não ter usado mais força bruta nos manifestantes. Alguns mais afoitos pediam a volta das Forças Armadas ao poder.

"Muita calma nesta hora" diriam os que viveram esta fase negra. A sociedade de consumo produz muitos deserdados que vivem à sua margem como meros expectadores do espetáculo do consumo e, também da desfaçatez dos nossos políticos que não têm olhos e muito menos vontade de meter a mão na massa para resolver a situação. As favelas tomadas pelo tráfico e milícias, as prisões dominadas pelo PCC, as torcidas se matam, a polícia arrasta pessoas pelas ruas, a corrupção não tem mais vergonha de mostrar sua cara e todos fingimos que o país da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016, cresceu e se tornou um país sério.

Alguns dos que não são parte da festa do consumo, do país de ficção padrão Globo de qualidade acreditam que podem fazer parte do sistema, por bem ou por mal, como na música do Ultrage a Rigor: "Daqui do morro dá pra ver tão legal. O que acontece aí no seu litoral. Nós gostamos de tudo, nós queremos é mais. Do alto da cidade até a beira do cais. Mais do que um bom bronzeado. Nós queremos estar do seu lado...". A letra é de 1985, trinta anos atrás.

Usar a força militar resolverá o problema? É difícil exigir ordem e diálogo de quem mal sabe se expressar criado em família disfuncional, sem acesso à cultura e ao lazer, mas que bombardeado pelo marketing quer ter as mesmas coisas que vê nas novelas. Mesmo assim, alguns abnegados decidem fazer as coisas direito e vão trabalhar, apenas para no final do mês perceber que a grana ganha honestamente não vai dar nem para o começo.

Só o compromisso nacional e uma reforma no sistema podem amenizar o ódio desses deserdados. Enquanto o Estado não tiver a vergonha e cumprir seu papel, criando condições para o desenvolvimento de cidadãos (e não apenas consumidores e eleitores), proporcionando escola, saúde, um transporte civilizado e chances para uma vida digna, não há chances de diálogo. Podem esquecer!

Se não houver mudanças profundas na forma como são desenvolvidas as relações econômicas e sociais, ainda teremos muitos junhos de 2013 pela frente "quem pariu os Black Blocs, que os balancem".

Silvio Luiz de Souza Coutinho: Acadêmico do Curso de Administração da UFMS – Câmpus de Três Lagoas. E-mail: silvinho.coutinho@hotmail.com

Sergio Luiz do Amaral Moretti: Prof. Dr. do Mestrado em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi. E-mail: luiz.amaral@anhembimorumbi.edu.br

quinta-feira, 27 de março de 2014

Bella da Semana publica fotos picantes de Micheli Burate






Estreia nesta sexta-feira, 28 de março, a parte 3 do ensaio da modelo catarinense Micheli Burate no site Bella da Semana (www.belladasemana.com.br).


Aos 25 anos, a morena é natural da cidade de Guatambu, interior do Estado, e mora em Florianópolis.
As 9 seções inéditas tiveram como cenário a ilha de Santa Catarina e foi Walmor de Oliveira quem teve o privilégio de fotografar a morena, que posou nua pela primeira vez na carreira.
Janaína º Comunicação e Tradução

Email: janaina@belladasemana.com.br

Urânia recebe motoniveladora e caminhão–caçamba do Governo Federal em Araçatuba



 
Em Araçatuba, o prefeito Francisco Airton Saracuza participou nesta terça-feira, 25 de março, da cerimônia de doação de equipamentos do PAC2 realizada pelo Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA)
A entrega simbólica das chaves foi feita pelo ministro do MDA, Miguel Rossetto. "Na verdade, temos todos os motivos para festejar porque, com este evento, atingimos a marca de 1006 equipamentos entregues pelo MDA a municípios paulistas. Até o fim do programa, as 521 prefeituras selecionadas pelo PAC2 terão recebido mais de 1,5 mil equipamentos, que ajudarão no trabalho de quase um milhão de agricultores familiares", salientou o ministro ao enfatizar que o fato das máquinas serem produzidas no Brasil garantem o emprego de milhares de trabalhadores na indústria, sobretudo do estado de São Paulo. "São essas máquinas que ajudam a melhorar a renda dos nossos agricultores e que contribuem para o desenvolvimento do País", acrescentou.
Os equipamentos serão utilizados na construção e conservação das estradas vicinais – que ligam o campo aos municípios e por onde passa a produção dos agricultores familiares
O prefeito Airton Saracuza que esteve acompanhado do vice-prefeito Christiano Neto e do chefe de gabinete do Executivo Municipal José Carlos Neves,  assinou o convênio de doação por parte do Governo Federal através do Ministério do Desenvolvimento Social (MDA) uma motoniveladora e um caminhão caçamba
A motoniveladora é uma New Holland GR140B no valor R$ 453 mil e foi custeada pelo Programa de Aceleramento do Crescimento – PAC2 – Ação de Aquisição de Máquinas e Equipamentos para Recuperação de Estradas Vicinais e o caminhão-caçamba no valor de R$ 230 mil também prestará serviços importantes ao municípios
"Essa motoniveladora vai contribuir muito na ampliação e na dinamização dos serviços que a Prefeitura presta para o município, mantendo, conservando e abrindo vias para garantir o escoamento da nossa produção rural e o tráfego de pessoas", explicou o prefeito
PAC2 - O lote dos equipamentos entregue em Araçatuba é composto por 163 motoniveladoras e 180 caminhões-caçamba, totalizando um investimento do MDA superior a R$ 115 milhões. Os veículos serão utilizados na construção e conservação das estradas vicinais – que ligam o campo aos municípios e por onde passa a produção dos agricultores familiares. A previsão é de que as máquinas entregues às 230 prefeituras paulistas venham beneficiar uma população rural de mais de 400 mil pessoas, dentre as quais 65 mil famílias de agricultores.
Além do ministro Miguel Rossetto, estiveram presentes outras autoridades, tais como: o prefeito municipal de Araçatuba, Aparecido Sério; o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha; e o delegado federal do MDA em São Paulo, Reinaldo Prates. Também participaram dirigentes e integrantes de movimentos sociais como a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de São Paulo (Fetaesp), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e da Comissão Pastoral da Terra (CPT).
O setor privado também esteve representado pelo ex-presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Mário Fioretti.

Santa Casa de Jales está com estoque baixo de bolsas de sangue e pede ajuda da população para doações

O Banco de Sangue da Santa Casa de Jales está precisando com urgência de novos doadores. A quantidade de bolsas de sangue está se esgotando rapidamente e o número de doações têm diminuído. Diante disso, a Santa Casa pede, mais uma vez, o apoio da população de Jales e região nas doações de sangue. "Pedimos uma mobilização por parte da comunidade porque é urgente a necessidade de doadores. Neste momento precisamos nos unir e pensar no próximo, em salvar vidas!", disse o biomédico Alex Passos, responsável pelo Banco de Sangue da entidade. Para doar é necessária a apresentação da carteira de identidade, ter idade entre 18 e 67 anos, pesar mais de 50kg (homem) ou mais de 51kg (mulher) e evitar alimentos gordurosos antes das doações, porém alimentar-se bem; não estar em uso de medicamentos; dormir pelo menos seis horas na noite anterior à doação; não praticar exercícios físicos antes da doação; não ingerir bebida alcoólica nas últimas 12 horas; e evitar fumar duas horas antes da doação. Caso tenha colocado piercing ou tatuagem, só poderá doar sangue após 12 meses e, quem realizou endoscopia, após seis meses. Não podem doar sangue portadores de doenças infecto-contagiosas, como sífilis, AIDS, chagas, malária, hepatite B ou C; parceiros sexuais de pessoas infectadas pelo HIV; pessoas com múltiplos (as) parceiros(as) sexuais; pessoas que mantiveram relação sexual sem o uso do preservativo nos últimos 12 meses; usuários de drogas injetáveis; e mulheres grávidas, amamentando ou que tiveram aborto nos últimos três meses. *Em Jales já é possível doar no Hospital do Câncer todas às segundas-feiras das 10h às 13h e em Fernandópolis de segunda, terça, quinta e sexta-feira das 07h30 às 18h30; toda quarta-feira das 07h30 às 20h e aos sábados das 08h às 12h (exceto domingos e feriados)
Serviço:
Hospital do Câncer (Unidade Jales) – Avenida Francisco Jales, 3.737, Vila Maria
Hemocentro de Fernandópolis – Rua Santista, nº 266, Jardim Santista, ao lado do Pronto Socorro da Santa Casa.

ACIJ faz campanha para reestruturar área comercial da cidade

A Associação Comercial e Industrial de Jales está iniciando um trabalho para a remodelação do centro da cidade, para incentivar o comércio, através da boa impressão que o resultado desse esforço deverá trazer para os consumidores e visitantes.
A ACIJ e os comerciantes vão fazer sua parte, mas é importante o envolvimento da Prefeitura para diversas melhorias que precisam ser feitas nas vias públicas, como afirmou o presidente afirmou o presidente da entidade, Carlos Roberto Altimari.
Para isso ele se reuniu, nesta quinta-feira, dia 27, com a prefeita Eunice Mistilides Silva, quando apresentou algumas sugestões que poderão ser tomadas para que os resultados programados sejam alcançados.
Carlinhos explicou que a campanha da ACIJ tem como objetivo envolver os empresários e funcionários das lojas num amplo trabalho de conscientização sobre a necessidade de reestruturação dos estabelecimentos, principalmente das fachadas.
A ideia, como afirmou, é sugerir aos que forem fazendo a mudança em sua loja para que
incentivem seus vizinhos para fazerem o
mesmo, transformando a sua rua em um espaço agradável para os consumidores. Se todos participarem, Carlinhos acredita que logo o centro da cidade será transformado em um verdadeiro shopping a céu aberto.
Os resultados dessa remodelação, como afirmou, são indiscutíveis, como já puderam
ser constatados em várias cidades, onde o aumento das vendas foi bastante significativo. Isso porque esse é um trabalho para todo o ano e não apenas para as datas especiais, quando as lojas devem ser decoradas com os motivos de cada ocasião, como sempre fazem.
Na reunião com a prefeita, Carlinhos apresentou algumas sugestões como
Entre as sugestões apresentadas durante a reunião com a prefeita estão a pintura das guias e sarjetas, operação tapa-buracos e recapeamento. Também foi sugerido o encaminhamento de solicitação à empresa
responsável pela distribuição de energia elétrica para melhoria da iluminação das ruas do centro. A ACIJ também quer que a Prefeitura termine a remodelação da Avenida Francisco Jalles, iniciada na administração anterior e que agilize as mudanças no trânsito.
Junto a esse pacote de solicitações Carlinhos também sugeriu à prefeita que forme uma comissão para cuidar da decoração de Natal, como foi feito no ano passado com grande sucesso.
E já iniciando essa movimentação, a ACIJ está realizando, como incentivo aos comerciantes,
uma promoção que vai sortear R$ 3.000,00 em vale-compra para os clientes que comprarem nos estabelecimentos comerciais da cidade durante o período da Copa do Mundo, além de uma camiseta da Seleção depois de cada jogo do Brasil.
A prefeita considerou a reunião muito produtiva, lembrando que o encontro inicia uma parceria importante com a ACIJ, agora sob nova presidência, somando forças para o desenvolvimento do município, pois esse é o objetivo da Prefeitura e dos empresários..

Prefeitura de Fernandópolis e Detran.SP promovem fórum para regulamentar motofrete e mototáxi

A prefeita de Fernandópolis, Ana Maria Matoso Bim, e o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), Daniel Annenberg, participaram nesta quinta-feira (27/3) do III Fórum Regional para Regulamentação do Motofrete e do Mototáxi.
Sediado na Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis, o evento reuniu cerca de 30 prefeitos de municípios paulistas, além de autoridades locais e representantes da categoria.
Durante o Fórum, Annenberg destacou as ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para a regularização da categoria. Para ele, ampliar as condições de segurança dos condutores que atuam como motofretistas ou mototaxistas é fundamental para reduzir o número de acidentes e mortes no trânsito.
"É imprescindível que esses profissionais se regularizem e se conscientizem de que é preciso cumprir as exigências legais, garantindo a segurança deles e de outras pessoas no trânsito", ressaltou Annenberg.
Especialistas também abordaram temas como cursos de capacitação, procedimentos para regularização da categoria, transporte remunerado de passageiro ou de carga em motocicleta, linhas de crédito do Banco Povo Paulista e regulamentação dos cursos a distância.
Até fevereiro deste ano, cerca de 40 mil condutores fizeram o curso de motofrete e mais de 9.300 motociclistas passaram pela capacitação de mototáxi no Estado de São Paulo. Representantes da categoria estimam que, em todo o Estado, existam aproximadamente 500 mil profissionais.
Cursos gratuitos
Para incentivar os profissionais a cumprirem as exigências da legislação federal, o Governo de São Paulo oferece vagas gratuitas para o curso de capacitação.
Por meio de parceria entre o Detran.SP e a rede Sest/Senat, já foram oferecidas 45 mil vagas gratuitas para condutores que atuam como motofretistas ou mototaxistas. Ainda estão disponíveis cerca de 13 mil vagas em todo o Estado.
A lista das unidades que oferecem a capacitação pode ser consultada na área de "Educação" do portal do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br).
Normas
A resolução 410/2012, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), vinculado ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), determina que os profissionais que utilizam as motocicletas para fins profissionais adaptem seus veículos com itens de segurança (antena corta-pipa, protetor de pernas e faixas refletivas, entre outros acessórios) e passem por curso para o exercício da profissão. Cumpridas essas exigências, é preciso ainda que esses profissionais obtenham uma licença junto ao município para exercer o ofício.
No portal do Detran.SP, é possível baixar uma cartilha produzida para orientação dos motociclistas. O material, disponível na área de "Campanhas" da página inicial, traz o passo a passo completo para a regularização. O link direto é http://migre.me/ikGaw.

Após estrear com vitória, Jales perde o confronto contra os anfitriões pela IV Copa Monte Líbano/ Libask de basquete

 
 
Equipe jalesense: Kleiton (21), Vitor Hugo (20), Kleber (16), Matheus (07), Tiago Dan (06), Allan (02), Vilter (02), Marcelo (02), Fábio, Glauber e Marcus Vinícius.

Depois de estrear com vitória contra a equipe do SESC/Rio Preto na primeira rodada da IV Copa Monte Líbano/Libask de basquetebol, a equipe jalesense sucumbiu à experiência do Clube Monte Líbano na segunda rodada da competição.
A equipe anfitriã é a atual tricampeã do torneio e está ainda mais reforçada para a competição deste ano. Mesmo assim, a equipe jalesense, que está em fase de entrosamento, após receber do Monte Líbano, permitindo que aquela equipe anotasse 24 pontos, dando números finais ao jogo: Jales 76 X Monte Líbano 88.
Mesmo com a derrota, frente à inconteste melhor equipe da competição, ficou nítido que a equipe de Jales tem potencial para brigar, em condições de igualdade, pelo título deste ano.
Na fase de classificação ainda restam nove rodadas, onde a equipe de Jales irá buscar o entrosamento necessário para chegar à fase final da competição, no segundo semestre, em condições de superioridade frente aos demais adversários, tendo como meta a briga pelo título da Série Ouro da competição.
O próximo confronto da equipe será no dia 06 de abril, às 15horas, contra a equipe de Cedral. Os jogos são realizados na sede do Clube Monte Líbano, em Rio Preto.
Pela equipe jalesense, jogaram e pontuaram: Kleiton (21), Vitor Hugo (20), Kleber (16), Matheus (07), Tiago Dan (06), Allan (02), Vilter (02), Marcelo (02), Fábio, Glauber e Marcus Vinícius.

Câmara irá pedir instauração de CEI para investigar contratação de empresa de coleta de lixo


Será apresentado na sessão ordinária da Câmara Municipal de Jales do dia 7 de abril, o pedido de constituição de uma CEI – Comissão Especial de Inquérito, que terá como objetivo apurar eventuais irregularidades nas razões que levaram à contratação emergencial, pela Prefeitura Municipal de Jales, da empresa Proposta Engenharia de Edificações e Engenharia Ambiental.
A empresa Proposta tem por obrigação contratual realizar a coleta de lixo no perímetro urbano da cidade, efetuar a varrição das ruas e gerir o aterro sanitário municipal.
O pedido de instauração de CEI está sendo baseado no fato de que, de acordo com levantamentos iniciais, o contrato emergencial firmado entre a Prefeitura e a empresa Proposta apresenta valores bem superiores aos do contrato anterior, firmado entre a Prefeitura e a empresa Ecopav, que era responsável pelos mesmos serviços. O documento também afirma que os serviços da empresa contratada tem sofrido diversas críticas e gerado descontentamento na população.
Caso os vereadores da Câmara de Jales decidam pela abertura da Comissão Especial de Inquérito, serão escolhidos três membros indicados pelas lideranças partidárias ou blocos parlamentares para comporem a mesma, para no prazo de 90 dias, prorrogável por mais 90, nos termos do Artigo 131 do Regimento Interno, se necessário, apresentarem o Relatório Final.

           

 

Juízes estaduais, federais e do trabalho farão ato pelas eleições diretas em todo o país


O próximo dia 31 de março será uma data histórica para os juízes estaduais, federais e do trabalho de todo o país. Os magistrados pedirão alteração do regime interno dos 27 tribunais, para que os juízes votem nas eleições para presidente e vice-presidente das Cortes. A Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj) fará um ato em prol das eleições diretas, às 11h, na sede administrativa da entidade, que contará com a participação de representantes da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e da Associação dos Juízes Federais do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Ajuferjes). A Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 1ª Região (Amatra-1) também realizará um ato às 12h. O pleito pela democratização do Judiciário acontecerá no mesmo dia dos 50 anos do golpe militar.
A data para a realização do ato não foi escolhida aleatoriamente. Visa demonstrar à sociedade que, após 50 anos do golpe militar de 31 de março de 1964, os juízes ainda buscam a plena democracia no âmbito do Judiciário, postulando o mais elementar dos direitos, o direito ao voto na escolha dos dirigentes do Poder que integram. Atualmente, somente os desembargadores - apenas 17% dos magistrados nacionais - podem votar nas eleições para a presidência das Cortes.
Para o juiz Rossidélio Lopes, presidente da Amaerj, é completamente anacrônica a limitação ao voto direto para a composição dos cargos diretivos nos Tribunais de Justiça. “Temos que dar voz aos juízes que atuam na atividade fim do Judiciário, que é a prestação jurisdicional. A democratização é uma reivindicação dos juízes de todo o Brasil, que fortalecerá o Poder Judiciário. A Amaerj está junto com a AMB e todas as Associações brasileiras em prol da democracia na casa da Justiça. A Amaerj já requereu a alteração do regimento interno ao TJ-RJ e, agora, vai reiterar o pleito”.

Vereadores pleiteiam recursos em Brasília

O presidente da Câmara de Jales, vereador Gilberto Alexandre de Moraes (DEM), acompanhado pelos Edis Jesus Martins Batista (DEM) e Luís Fernando Rosalino (PT), estiveram na capital federal no dia 12 de março, onde pleitearam recursos para execução de obras de infraestrutura em nosso município.Na ocasião a comitiva jalesense participou de audiência com o Diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, Márcio Dirani, para tratar de assuntos relativos à construção de dois pontilhões sobre a linha férrea que corta o nosso município. Na ocasião os vereadores ressaltaram a importância da liberação da obra, que já tramita no órgão supracitado há bastante tempo.Os vereadores Gilberto, Jesus e Luís também compareceram a audiência agendada com o deputado federal Vicente Cândido (PT), onde solicitaram do parlamentar o repasse de recursos no valor de R$ 350.00,00  a ser utilizado para recapeamento asfáltico, calçamento e implantação de guias, sarjetas, aterro e reforma da ponte sobre o córrego Ribeirão Lagoa que dá acesso ao Residencial Nova Jales pela  avenida Lourival de Souza, e iluminação pública no local,“Voltamos da viagem satisfeitos. Parte do nosso trabalho é buscar recursos para o nosso município e vamos continuar fazendo o que for possível em prol à nossa cidade” disse o chefe do Poder Legislativo jalesense, vereador Gilberto, após a viagem. 

Projeto de preservação ambiental da Santa Casa mobiliza colaboradores e estudantes


Nasce uma Criança, Plante uma Árvore” já está com 3,5 mil mudas plantadas em Jales


 
A CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Santa Casa de Jales realizou na manhã de sábado, dia 22 de março, mais uma etapa do projeto “Nasce uma Criança, Plante uma Árvore”. Com mais essa ação, já totalizam aproximadamente, 3,5 mil árvores nativas e frutíferas plantadas na área de reflorestamento da Sabesp desde o início do programa em dezembro de 2009.
Além de funcionários do hospital, alunos da escola Profª. Suely da Silveira Marin Batista, FATEC e Anglo Jales também participaram do plantio de 365 mudas e ainda tiveram uma aula sobre educação ambiental. A idéia é plantar uma árvore para cada criança nascida na Santa Casa entre o meses de novembro/2013 a fevereiro/2014 com o objetivo de promover a preservação do meio ambiente.
“Nosso objetivo é incentivar e sensibilizar principalmente as crianças sobre a importância de colaborar com o meio-ambiente. É uma ação simples, mas que reflete no futuro da humanidade”, explicou o administrador hospitalar, César Rúbio.
Após o plantio das árvores, os estudantes fizeram uma visita pelos setores da Santa Casa, assistiram ao vídeo institucional do hospital e ganharam sorvetes.

Vereadores pleteiam recursos ao Deputado Carlão Pignatari

Os vereadores Jesus Martins Batista (DEM) e Rivail Rodrigues Junior (PSB) participaram de reunião com o deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) na sexta-feira, 21 de março, na Faculdade de Tecnologia de Jales – FATEC.
Na ocasião os Edis solicitaram do parlamentar a intervenção junto à Secretaria ou órgão pertinente para que seja liberado e instalado em nosso município, na FATEC Jales, o Curso Superior de Tecnólogo em Alimentos.
Também foi solicitado ao deputado Carlão a viabilização de um veículo tipo VAN para uso rotineiro no transporte das crianças e adolescentes assistidos pela AACAJ – Associação de Apoio à Criança e ao adolescente de Jales. Os vereadores também solicitaram ao parlamentar o encaminhamento de R$ 30 mil  destinados ao Grupo Espírita Beneficente “Maria Dolores” e utilizados para aquisição de equipamentos de uso da entidade.
As solicitações foram feitas pelos vereadores presentes no encontro e também pelo chefe do Poder Legislativo jalesense, vereador Gilberto Alexandre de Moraes.

Passageira morre após passar mal em voo que seguia de Brasília para SP

Uma mulher de 41 anos morreu na noite desta quarta-feira (26), após sofrer uma parada cardiorrespiratória durante um voo comercial da TAM Linhas Aéreas, que seguia de Brasília (DF) para São Paulo (SP), mas que realizou um pouso emergencial no Aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto (SP). Segundo o Corpo de Bombeiros, a passageira foi socorrida com vida e levada à Santa Casa da cidade. A assessoria do hospital comunicou, no entanto, que a vítima chegou à unidade sem vida.
A TAM informou que, após desembarque da vítima em Ribeirão Preto, o voo seguiu ao destino final, chegando no aeroporto de Congonhas, na capital paulista, às 22h30, sem prejuízo aos demais passageiros. O voo JJ3725 havia decolado do Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, às 20h21.

Atendimento
Ainda segundo a TAM, a tripulação da aeronave prestou os primeiros socorros à passageira, assim que ela começou a passar mal "e, às 21h15, a companhia alternou o voo para Ribeirão Preto."
Em nota, o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) informou que o Aeroporto Leite Lopes foi comunicado sobre a ocorrência pelo piloto da aeronave, pedindo permissão para pousar em função de emergência médica.
"O Daesp acionou o plano de emergência do aeródromo e todos os órgãos responsáveis para o atendimento: corpo de bombeiros do aeroporto, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e equipes de resgate dos bombeiros urbano."
Natural de Jacundá (PA), a vítima foi socorrida e levada pelo Samu para a Santa Casa da cidade. De acordo com o hospital, os médicos tentaram realizar procedimentos de ressuscitação por 45 minutos, mas a mulher não respondeu ao atendimento e a morte foi decretada às 22h35. O corpo foi encaminhado ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO) para que a causa da morte seja investigada

Deputado Carlão Pignatari conquista recursos para infraestrutura e compra de trator para Santa Salete


O prefeito do município de Santa Salete, Ivalderis Molina, assinou convênio com o governo do Estado, para receber R$ 400 mil para obras de infraestrutura e aquisição de um tratar. O deputado estadual Carlão Pignatari acompanhou o prefeito na cerimônia de assinatura de convênios, na tarde de segunda-feira (dia 24/03), no Palácio dos Bandeirantes, com a presença do governador Geraldo Alckmin e de vários secretários. 
O trabalho de gestão junto aos órgãos governamentais foi desenvolvido por Carlão. Entre os pedidos, R$ 200 mil são destinos para a reforma da quadra poliesportiva da praça Antônio Zevoli; R$ 100 mil para obras de recapeamento asfáltico em diversos pontos da cidade; e R$ 100 mil para a compra de um trator através da Secretaria da Agricultura e Abastecimento.
Na última sexta-feira (dia 21/03), Carlão esteve em Santa Salete, na comemoração dos 50 anos de fundação da cidade, oportunidade em que prestigiou o desfile cívico com os estudantes e servidores municipais.
“Santa Salete é uma cidade que está crescendo bastante e tenho ajudado o prefeito Déri Molina a conquistar benefícios para melhorar a qualidade de vida da população”, comentou o deputado Carlão Pignatari.

 

 

Ministro promete frear importações


O ministro da Agricultura, Neri Geller, garantiu que não entrarão bananas de outros países no Brasil até que seja solucionado o impasse fitossanitário denunciado por instituições representativas da bananicultura. O compromisso foi assumido, nesta quarta-feira (26/03/2014), em audiência com os deputados federais Junji Abe (PSD-SP), Nelson Marquezelli (PTB-SP), Valdir Colatto (PMDB-SC), Luiz Carlos Heinze  (PP-RS) e outros ruralistas.

Para impedir a importação de bananas do Equador, onde a atividade é fartamente subsidiada por empresas norte-americanas, os ruralistas e entidades ligadas à bananicultura terão de comprovar o risco de contaminação por pragas que entrariam no País junto com a fruta importada. A próxima reunião visando apresentação dos argumentos técnicas está agendada para terça-feira (01/04).

“Por maiores e mais fortes que sejam as justificativas de defesa comercial da bananicultura brasileira, elas são desconsiderados por outros ministérios, como o Desenvolvimento e o próprio Itamaraty”, observou Junji, ao afirmar que o único modo de bloquear a importação é com aspectos fitossanitários, apresentados com sustentação técnica.

A ameaça de desaparecimento da bananicultura nacional consolidou-se com a IN – Instrução Normativa n° 3, de 20 de março de 2014, da Secretaria de Defesa da Agropecuária do Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Os ruralistas cobram a revogação do documento. Nele, o corpo técnico da Pasta atesta não haver empecilhos fitossanitários para a importação de bananas do Equador.

Esse parecer contraria a argumentação de entidades do setor, que se baseia em laudo elaborado pela Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. “Ali, está cristalino que a entrada da banana do Equador representa perigo à sanidade vegetal”, relatou Junji, lembrando que os produtores rurais de diferentes culturas já amargam severos prejuízos por causa da lentidão dos órgãos governamentais para liberação de defensivos agrícolas destinados a combater até pragas conhecidas e disseminadas nas lavouras, como a Helicoverpa armigera.

O secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Rodrigo Figueiredo, alegou que a edição da norma, contestada pelos ruralistas, tomou por base manifestação da mesma Embrapa de que a importação de bananas do Equador estaria isenta de riscos fitossanitários. “Então, precisamos esclarecer a divergência de opiniões técnicas. Nada de achismos, porque a questão é muito séria”, esbravejou Junji.

Contrariado com a postura do Mapa de se ater à comprovação de barreira fitossanitária para impedir as importações de bananas do Equador, Colatto cobrou do ministro posicionamento firme quanto à ameaça de sobrevivência da atividade no Brasil. “O ministério precisa alertar o governo de que estará cometendo o extermínio de produtores e trabalhadores rurais, se permitir a entrada do produto estrangeiro”, concordou Junji. Ele resgatou o drama vivido pelo setor leiteiro, em função de importações predatórias.

Sem a revogação da norma que permite as importações de bananas do Equador, mais de 500 mil produtores da fruta no Brasil estão prestes a sucumbir, como alertou Junji, que também preside a Pró-Horti – Frente Parlamentar Mista em Defesa do Segmento de Hortifrutiflorigranjeiros.

A iminência da concorrência desleal com a fruta do Equador, largamente subsidiada pelo Tesouro norte-americano, já trouxe efeitos práticos sobre a bananicultura. Dirigentes de entidades do setor confirmam que a possibilidade das importações vem derrubando o preço pago aos produtores. Grandes redes comerciais achataram os valores pagos aos bananicultores alegando que as compras externas são mais vantajosas. “É o mercado reagindo e ditando as regras. A corda sempre arrebenta para o lado mais fraco que é o de quem planta”, interpretou Junji.

O secretário de Defesa Agropecuária do Mapa disse que a fruta equatoriana sairá mais cara que a nacional. Ele também observou que as compras externas estariam limitadas a cerca de 150 toneladas. “Não se trata de qual produto será mais barato. Esse mercado é regido pela lei da oferta e da procura. Maior quantidade oferecida, menor o preço. Com o custo Brasil, o bananicultor nacional não sobrevive à disputa”, rebateu Junji. O deputado contestou ainda que a quantia limitada sirva para proteger o produtor brasileiro. “Depois que entra uma tonelada, ninguém segura mais. Isto é sabido”.

No Estado de São Paulo, está a Região do Vale do Ribeira, o maior produtor nacional de bananas. Segundo Junji, a eventual derrocada da bananicultura por conta da competição com o produto do Equador implica o fim do ganha-pão de aproximadamente 50 mil pessoas, entre produtores e trabalhadores rurais. A informação foi confirmada pelo presidente do Sindicato Rural do Vale do Ribeira, Jeferson Magario, presente à audiência.

Marquezelli frisou que a maciça maioria dos bananicultores é de míni e pequeno portes. “Não há uma única cidade no Brasil sem plantação de banana. Isto faz da fruta a segunda mais importante do País, depois da laranja”, atestou, compartilhando da manifestação dos colegas sobre a necessidade de o governo considerar a sobrevivência socioeconômica desses milhares de brasileiros, antes de escancarar as fronteiras da Nação.

Segundo os ruralistas, todos estarão prontos para apresentar, na próxima terça-feira, as notas técnicas de aspectos fitossanitários que descredenciam a importação de bananas do Equador. Também participaram do encontro com o ministro, os presidentes da Abanort – Associação Central dos Fruticultores do Norte de Minas, Jorge Luis de Sousa; da Abavar – Associação dos Bananicultores do Vale do Ribeira, Agnaldo José de Oliveira; e da Conaban – Confederação Nacional da Bananicultura, Dirceu Colares Moreira; o assessor técnico da CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, José Eduardo Brandão; e o secretário de Estratégias Rurais da Prefeitura de Garuva/SC, Aroldo Acordi, além de outros parlamentares defensores do agronegócio.

BIBLIA E DIREITOS HUMANOS


                                                                   Dom Demétrio Valentini

         A Campanha da Fraternidade vem despertando um novo interesse pela Bíblia. O tema do tráfico humano já tinha surpreendido, pela amplitude do fenômeno e pela assiduidade com que ele se verifica no mundo de hoje, apesar de todas as providências tomadas para garantir os direitos humanos a todas as pessoas.
Agora, buscando as referências bíblicas para o assunto, eis que nos deparamos com outra surpresa. O fenômeno do tráfico humano é corriqueiro na Bíblia.
O caso mais emblemático é a história constrangedora dos filhos do Patriarca Jacó. O mais novo deles, José, foi vendido por seus irmãos por vinte moedas de prata. Um caso típico de tráfico humano, e praticado entre irmãos.
Verdade é que a história teve um “final feliz”, com o sucesso obtido por José no Egito, e pelo reencontro com seu velho pai. Mas o episódio não deixa de ser colocado nas origens do assentamento do povo de Israel no Egito, onde acabaria caindo na escravidão, fruto indesejado da venda de José, mesmo que fruto bastardo, amadurecido lentamente.
O fato é que o tráfico humano manchou o povo de Israel desde o seu nascedouro, na época dos seus patriarcas.
Aí se coloca uma questão importante, que precisa ser bem dirimida. Acontece que a Bíblia, ao longo de todo o Antigo Testamento, está repleta de episódios violentos, de intrigas, de violências, de guerras, de assassinatos, chegando até a situações de genocídios, com a matança de pequenas populações que residiam na antiga Palestina, para ceder lugar aos israelitas, que acabaram se impondo e dominando toda a região. E tudo isto, interpretado como um sinal de bênção de Deus em favor do seu povo escolhido.
Dependendo de como é olhado, o Antigo Testamento pode ser visto como um relato de violências, justificadas em nome de uma crença, colocada a serviço da pretensa superioridade de um povo sobre os outros.
 Esta visão levou muita gente, com sensibilidade humana refinada, a descrerem da Bíblia, relegando-a a meros relatos tribais, sem nenhuma relevância humana.
Que dizer disto, e como recuperar o valor transcendente da Sagrada Escritura?
Em primeiro lugar, precisamos nos dar conta que a Bíblia não se exime de sua dimensão humana. Ao contrário, ela a assume propositalmente, para mostrar que ela se identifica com o lento caminhar da humanidade, dentro do qual vai emergindo cada vez mais claramente o desígnio de Deus, “de formar um povo que o conheça na verdade, e o sirva na santidade”.  É esta humanidade, carregada de ambiguidades e de perversidades, que Deus se propôs redimir e salvar “pela força do seu braço”.
Em segundo lugar, é preciso dar-nos conta do valor simbólico dos fatos relatados pela Bíblia. Quando, por exemplo, Deus prometeu a Abraão uma numerosa descendência, e pediu que saísse de sua terra, e se dirigisse para a terra que Deus iria lhe mostrar, a Bíblia não diz onde estaria esta terra.  Pois na verdade ela não estava em lugar nenhum. A nova terra prometida a Abraão, não era um território determinado. Era o símbolo da bênção que Deus queria conceder a todas as famílias humanas. Esta era a “terra prometida”. 
Se a promessa de uma nova terra não recuperar o valor simbólico que lhe foi dado por Deus, permanecem os equívocos das disputas por território, como infelizmente ainda se verifica hoje.
Como Abraão, e como São Pedro, nós também “esperamos novos céus e nova terra”, não na Criméia, nem em Israel. Mas na prática da justiça e na vivência da fraternidade.           

Unijales oferece gratuitamente curso de Libras

Daniel Zilio

Como forma de ampliar a inclusão social de pessoas com deficiência auditiva, a Unijales oferece, a partir do dia 5 de abril, um curso gratuito de Extensão em Libras.
Estão abertas as inscrições para o curso que será ministrado pela professora Vânia Maria Pacheco, com aulas quinzenais e aos sábados.
O curso de Extensão em Libras tem como objetivo contextualizar as Línguas de Sinais com enfoque prático na Língua brasileira de Sinais como modalidade linguística, conceitual e pedagógica. É uma forma de linguagem, que possibilita o acesso a todo tipo de informação. A utilização de Libras é necessária especialmente nos espaços educacionais, favorecendo ações de inclusão social e oferecendo possibilidades para a quebra de barreiras linguísticas entre surdos e ouvintes.
A Libras é a Linguagem utilizada pela comunidade surda e, segundo o site www.libras.org, tem sua origem na Língua de Sinais Francesa. Vale ressaltar que cada país tem sua própria Língua de Sinais.
“Os movimentos que asseguram os direitos dos surdos estão ganhando cada vez mais força, mas atualmente a sociedade está carente de qualificação e informação nesse sentido. A partir do curso de Libras que a Unijales vai oferecer, será possível obter informações e até dar início a uma futura especialização junto à Instituições que atuam no ensino dessa linguagem”, afirmou a professora Vânia Pacheco.
As inscrições podem ser feitas na Secretaria da Unijales, de segunda à sexta-feira, das 13h30 às 16h30 e das 19h às 22h. Mais informações pelo telefone (17)3622-1620

Deputado Carlão Pignatari conquista recursos para obras de infraestrutura em Dolcinópolis


Prefeito participou da cerimônia de assinatura
 de convênios no Palácio dos Bandeirantes
O município de Dolcinópolis vai receber R$ 150 mil do governo do Estado para obras de infraestrutura. O deputado estadual Carlão Pignatari acompanhou o prefeito José Luiz Reis Inácio de Azevedo na cerimônia de assinatura de convênios, na tarde de segunda-feira, 24 de março, no Palácio dos Bandeirantes, com a presença do governador Geraldo Alckmin e de vários secretários. A emenda dos R$ 150 mil foi apresentada por Carlão.
De acordo com o prefeito José Luiz, são obras de infraestrutura urbana a serem realizadas nas ruas Atílio Gonçalves, José Francisco Dourado, José Vasconcelos e Elydio Massare. 
Por outro lado, o deputado Carlão também desenvolveu gestão para a conquista de um computador e uma impressora para efetuar a inscrição no Sistema de Cadastro Ambiental Rural do Estado. Esse cadastro viabiliza a adesão do proprietário da área ao Programa de Regularização Ambiental, e o acesso a diversos benefícios previstos em lei, como crédito rural e programas de incentivo à conservação e recuperação de áreas.
“As obras de infraestrutura são extremamente necessárias para Dolcinópolis, para melhorar as ruas. Quanto ao Sistema de Cadastro Ambiental Rural é uma prioridade para nossa região, que é eminentemente agrícola. Assim, ficará mais fácil para os produtores rurais obterem recursos para investir em suas culturas, alavancando a economia do município”, comenta o deputado Carlão Pignatari.

 

quarta-feira, 26 de março de 2014

Academia ao ar livre para Santa Fé Do Sul

 
  • Itamar Borges e Edson Aparecido (2º e 1º à dir.)
Itamar Borges, líder do PMDB na assembleia Legislativa, destinou recursos orçamentários, por meio de emenda parlamentar, para a construção de academia ao ar livre em Santa Fé do Sul.
A cerimônia de assinatura do convênio aconteceu, no dia 24/3, no Palácio dos Bandeirantes, e contou com a presença do deputado, do governador Geraldo Alckmin, do secretário de Esportes Auricchio Júnior, e do prefeito Armando.
O deputado Itamar falou sobre a importância da academia e os benefícios das atividades físicas para a população. "Investir no esporte é o melhor caminho para que crianças, jovens, adultos e idosos possam ter melhor qualidade de vida. Estou muito satisfeito que a população da minha Santa Fé possa usufruir desse benefício", finalizou o parlamentar.


Polícia Militar Ambiental realiza Operação “Égide”





 
O Comandante do 4º Batalhão de Polícia Ambiental, que abrange as regiões norte e noroeste do Estado de São Paulo,Tenente Coronel PM Rogério Oliveira Xavier,  leva ao conhecimento da população, pela imprensa, que a Polícia Militar Ambiental, em 26 de março, através de operação policial realizou a repressão aos crimes de caça de animais da fauna silvestre, e também ao porte e posse ilegal de armas de fogo, visando à apreensão de armamentos em situação irregular e de material utilizado para a prática de tais crimes.
Foram cumpridos 29 mandados de busca domiciliar, com o objetivo de apreender armas de fogo, materiais utilizados na caça de animais silvestres, e quaisquer objetos relacionados a ilícitos penais.
A operação, comandada pelo Capitão PM Mário Luciano Siconeli, teve início às 06h da manhã, na região dos municípios de Fernandópolis, Pedranópolis, Ouroeste e Populina. Ao todo foram empregados 83 policiais militares e 28 viaturas, que fiscalizaram 29 locais, sendo confeccionados 16 boletins de ocorrência.
Foram conduzidas para a Delegacia de Polícia 16 pessoas, que responderão processos em liberdade.
Ao todo foram apreendidos:
15 armas de fogo (espingarda/revólver);
 01 silenciador e luneta acoplada;
 268 cartuchos de armas de fogo de diversos calibre (intactos e deflagrados);
materiais para recarga de cartuchos (pólvora/chumbo/espoleta);
 petrechos de caça predatórios, com destaque aos chamados fisgas e laços, dentre outros;
 26 Kg de carne de animais silvestres, que serão destinados posteriormente;
 pássaros silvestres mantidos em cativeiro irregularmente (periquitos/pássaro preto);
Os infratores foram autuados administrativamente através de Autos de Infração Ambiental, que totalizaram mais de R$ 14.000,00.



Karatecas de Jales e região são campeões e vice-campeões geral no 5º Troféu Panorama de Karatê

No domingo, dia 23 de março, os karatecas da Jales, Urânia, Estrela D’Oeste, Santa Salete e Santa Clara D’Oeste, treinados pelo Sensei Edson Resende da Associação Resende de Karatê, conquistaram os troféus de Delegacão Campeã Geral na categoria feminino e Delegação Vice-campeã Geral na categoria masculino do 5º Troféu Panorama de Karatê realizado na cidade de Panorama/SP.

O Campeonato em Panorama contou com a participação de 9 delegações e aproximadamente 300 atletas representando cidades dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, sendo que os karatecas da região conquistaram ao todo 71 medalhas (30 ouros, 21 pratas e 20 bronzes) e 18 troféus, nas modalidades kumitê (luta), katá (simulação de luta) e katá em equipe. As medalhas de ouro foram conquistadas por Aizza Yole C. Camargo (2 - kumitê e katá), Ana Clara de Assis Z. Francisco (kumitê), Ana Julia Alves Gerdulo (kumitê), André Luis Cunita Lourenço (katá), Ane Caroline Belucci Augusto (2 - kumitê e katá), Arthur Ferreira Sanches (kumitê), Caio Genzi Takeda (kumitê), Carlos Eidi Takeda (2 - kumitê e katá), Diego Pimenta da Silva (2 - kumitê e katá), Emanuela Paola Saron Peres (2 - kumitê e katá), Etyara Mariana Augusto (2 - kumitê e katá), Evandro Toshio Morita (katá), Gabriel Fernandes Matos Movio (kumitê), Gilson da Silva (kumitê), Guilherme Souza Toledo (kumitê), Gustavo Amaral Pilos (kumitê), Hudson Bonfim (2 - kumitê e katá), João Peterson Zaquelo Brito (kumitê), Kenyo Selles Maruyama (2 - kumitê e katá), Luiz Miguel Ferreira dos Santos (kumitê) e Renata Yumi Takeda Morita (2 - kumitê e katá). As medalhas de prata foram conquistadas por André Luis Cunita Lourenço (kumitê em equipe), Ane Caroline Belucci Augusto (kumitê em equipe), Arthur Ferreira Sanches (katá), Diego Pimenta da Silva (2 - kumitê em equipe e kumitê open), Etyara Mariana Augusto (kumitê open), Gabriela Belucci (kumitê em equipe), Guilherme dos Santos Ferreira (2 - katá e kumitê em equipe), Isadora Pampamim Perez (2 - katá e kumitê em equipe), Jaqueline da Silva (katá), Kenyo Selles Maruyama (kumitê em equipe), Laura Zacheo Ferreira (kumitê), Maria Eduarda de Souza Santos (2 - kumitê e katá), Maria Eduarda Rodrigues Carvalho (kumitê), Mariany Fernanda de Matos Movio (2 - kumitê e katá), Sthefany Adão da Silva (kumitê) e Thaysla Vitoria Amaes Virginio (katá). As medalhas de bronze foram conquistadas por Ana Clara de Assis Z. Francisco (katá), Bruno Takeda Morita (2 - kumitê e katá), Caio Genzi Takeda (katá), Gabriel Fernandes Matos Movio (katá), Guilherme Souza Toledo (katá), Gustavo Oliveira de Almeida (kumitê), Igor Gabriel de Oliveira Reis (katá), Jaqueline da Silva (kumitê), João Pedro de Melo Hentz (katá), Kaylane Cambuy Augusto (kumitê), Lucas dos Santos (kumitê), Maria Eduarda Rodrigues Carvalho (katá), Nayara Santana Boldrin (2 - kumitê e katá), Nayara Vitoria de Matos Movio (kumitê), Nilton Roberto Assunção Filho (katá), Samuel dos Santos Peres (kumitê), Tais Oliveira de Almeida (katá) e Thaysla Vitoria Amaes Virginio (kumitê). Os troféus foram conquistados por Etyara, Monise e Tais (katá em equipe feminino até 10 anos), Ana Clara, Emanuela e Mariany (katá em equipe até 10 anos), Ane Caroline, Gabriela e Isadora (katá em equipe feminino + 16 anos), Guilherme, Igor e Nilton (katá em equipe masculino até 10 anos), Kaylane, Lorena e Sthefany (katá em equipe feminino até 10 anos) e Gabriel Movio, Gabriel Reis e Hudson (katá em equipe masculino 11 a 15 anos).

A competição premiou também com troféus as três melhores delegações nas categorias masculino e feminino, sendo que, com conquistas obtidas por seus alunos, Sensei Edson trouxe para a região o troféu de Vice-Campeão Geral Masculino (representando a cidade de Santa Salete) e o troféu de Campeão Geral Feminino (representando a cidade de Estrela D’Oeste).

Sensei Edson ainda observou que a competição serviu como um bom treinamento a seus alunos que foram selecionados para competir nos Campeonato Estadual e Campeonato Brasileiro que serão realizados na cidade de Campo Grande/MS em 12 de abril de 2014 e de 1 a 4 de maio de 2014, respectivamente. Os alunos selecionados e que deverão competir nos Campeonatos Estadual e Brasileiro são: Bruno Takeda Morita (katá - Infantil B-10/11 anos), Diego Pimenta da Silva (kumitê e katá - Júnior-16/17 anos), Evandro Toshio Morita (katá - Veterano) e o próprio Sensei Edson (kumitê e katá - Sênior), de Jales; Etyara Mariana Augusto (kumitê - Infantil B-10/11 anos), e Nilton Roberto Assunção Filho (katá - Infantil B-10/11 anos), de Urânia; Arthur Ferreira Sanches (katá - Mirim B-até 7 anos), Gabriel Fernandes de Matos Movio (kumitê e katá - Infantil A-12/13 anos), Geovani Sartorio Serra (kumitê - Infantil A-12/13 anos), e Guilherme dos Santos Ferreira (kumitê e katá - Júnior-16/17 anos), de Santa Salete e Isadora Pampamim Perez (kumitê e katá - Cadetes-14/15 anos) de Santa Clara D’Oeste.


Gestores da água


Paiva Netto

 



Recentemente, Brasília foi confirmada como cidade sede do Fórum Mundial da Água de 2018. E em 22 de março, celebramos o Dia Mundial da Água.
Discutir sobre o líquido sustentador da vida e se o utilizamos de modo sensato é na atualidade uma pauta indispensável. O Brasil, de forma geral, pode se considerar privilegiado, como declarou o dr. Paulo Lopes Varella Neto, diretor de Gestão da Agência Nacional de Águas (ANA). Ele explica: “Nós somos o país que mais dispõe de água doce no mundo, e 12% dela é gerada em território nacional. Mas, se considerarmos a água que vem de outros países e que por aqui passa e, portanto, está disponível para uso, dispomos de aproximadamente 18% da água doce na Terra”. Contudo, a questão é conseguir administrar bem essa fartura, a fim de atender às necessidades de todos. Apesar de abundante em certas regiões, ela é escassa em outras. Um ponto igualmente relevante é o cuidado que devemos ter para não degradar os recursos hídricos.
INTEGRADOR GEOGRÁFICO E GEOPOLÍTICO
O dr. Paulo Varella, que é hidrogeólogo, trouxe-nos um exemplo interessante: “Como a água carrega no seu sabor, na sua cor, no seu cheiro a memória dos territórios por onde passa, ela é um integrador geográfico. E, como também não respeita limites de Estados, nem mesmo de países, ela é um integrador geopolítico. De maneira que vi, há pouco tempo, ao visitar uma determinada instalação nos Estados Unidos, uma frase que me chamou a atenção e agradou: ‘No mundo da água estamos todos ajudantes’. O que quer dizer o seguinte: temos responsabilidades de que a água que passa por nós, a que usamos, afetará a outros que estão mais abaixo. E a água que estamos usando certamente já passou por alguém que estava águas mais acima”.
Falando ao Portal Boa Vontade, comentou: “O esforço que a Agência Nacional de Águas faz, que o governo faz, que os comitês de bacias fazem, tem como motor a posição individual de cada um de nós. Os maiores gestores de água do planeta somos nós. Se cada um tomar consciência disso, tudo pode mudar. Temos que passar de observadores para atores dentro desse processo. E é na forma como se vai colocar o lixo, como vai tomar o banho, lavar o carro, e assim por diante, que a gente pode realmente dar uma contribuição (...)” .
Ao informar-nos do reconhecimento alcançado pelo nosso país no mundo por seu modelo de gestão da água, não deixou de expor também os imensos desafios que enfrentamos: “Neste momento mesmo estamos com uma grande cheia na Amazônia; uma seca histórica em São Paulo; uma seca que se repete, que é sistêmica, e está muito forte no nordeste do Brasil, no semiárido. Então, apesar de toda a riqueza que possuímos, realmente a gente tem que se preocupar em encarar a questão do gerenciamento desse recurso”.
Valendo-se do Dia Mundial da Água, o entrevistado desejou ainda ressaltar: “Que entendamos a água como um grande vetor de progresso, e os usos múltiplos são absolutamente cruciais para que possamos ter um desenvolvimento sustentável. E termino dizendo da importância que acredito seja o papel de cada um de nós enquanto — vamos chamar — minigestores, mas num conjunto de grandes gestores dessa água”.
Agradeço ao dr. Paulo Lopes Varella suas esclarecedoras palavras. Aliás, com satisfação, soube que é um frequentador do Templo da Boa Vontade e possui destacada Fé na Espiritualidade Maior.
GUNS N' ROSES NO TBV

O Templo da Boa Vontade recebeu na segunda-feira (24/3) a visita da banda Guns N' Roses, um dos maiores grupos de rock do mundo dos últimos tempos. Os músicos, produtores e equipe percorreram a espiral da Nave do TBV, conheceram a Sala Egípcia e levaram consigo as revistas “Boa Vontade Educação”, “Globalização do Amor Fraterno” e sobre o Templo da Paz. Todas elas em inglês.

 José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com 

 

Detran.SP e Prefeitura de Fernandópolis promovem III Fórum Regional para Regulamentação do Motofrete e do Mototáxi



A prefeita de Fernandópolis, Ana Maria Matoso Bim, e o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), Daniel Annenberg, promovem nesta quinta-feira, 27 de março, às 14h, o III Fórum Regional para Regulamentação do Motofrete e do Mototáxi.
O evento acontece na Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis (Avenida Primo Angelucci, 135, Centro) e reunirá mais 30 prefeitos do Estado, além das autoridades locais.
  III Fórum para Regulamentação do Motofrete e do Mototáxi em Fernandópolis
Data: 27 de março de 2014
Horário: 14h
Local: Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis – Avenida Primo Angelucci, 135, Centro

Semana da Água: Projeto da Sabesp com a Santa Casa já plantou 4.465 árvores


 
O projeto “Nasce uma criança, plante uma árvore”, uma parceria entre a Sabesp e a Santa Casa ide Jales niciado em 13 de dezembro de 2009 já plantou 4.465 árvores nativas e frutíferas na área de reflorestamento da empresa, junto à Estação de Tratamento de Esgoto Sanitário.

O último plantio de mudas foi realizado no dia 22 de março, pela manhã, dentro da programação da Semana da Água promovida pela Sabesp com apoio da Prefeitura, através da Secretaria de Educação, da Diretoria de Ensino e da Unijales. Mais uma vez foram plantadas espécies como oiti, goiabinha, ipê, amoreira, coqueiro e outras.

Alunos da E.E. Sueli Silveira Marin Batista, do jardim Arapuã, e da Fatec, participaram do plantio, junto com funcionários da Sabesp e da Santa Casa, além de integrantes da ONG EcoAção, a maioria acompanhados de seus filhos. No mesmo dia houve a soltura de alevinos, no córrego do Marimbondo, por alunos da Escola 15 de Abril/Anglo.

O gerente de divisão da Sabesp de Jales, Gilmar Rodrigues de Jesus, lembrou que os dois eventos aconteceram no Dia Mundial da Água. Gilmar destacou a importância do plantio das mudas para recomposição das nossas matas, sendo que a soltura dos alevinos contribui para o repovoamento dos rios da região.
A Semana da Água foi aberta oficialmente no dia 21 de março, com um grande encontro no ginásio poliesportivo da Unijales.
Foram programadas diversas atividades com a participação das escolas do município e das instituições apoiadoras do evento, além de uma palestra dobre a importância da água, proferida pelo superintendente da Sabesp em Lins, Antônio Rodrigues da Grela Filho, o Dalua, no AME – Ambulatório Médico de Especialidades. Também foram selecionadas 15 frases produzidas pelos alunos das escolas participantes para serem divulgadas pela Sabesp.

DEPUTADO ITAMAR BORGES PARTICIPA DE ENTREGA DE EQUIPAMENTOS DO PAC 2



Nesta terça-feira, 25 de março, o deputado Itamar Borges, presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa (CAE), esteve em Araçatuba para a cerimônia de entrega do Ministério do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) de máquinas e caminhões para 230 cidades de São Paulo.
Os equipamentos são destinados à reestruturação das estradas vicinais, que ligam o campo ao perímetro urbano ,e também para a manutenção de vias nas cidades, e fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Com a entrega, mais de mil equipamentos foram  doados pelo Governo Federal aos municípios paulistas.
Segundo o deputado Itamar Borges, as máquinas e equipamentos trarão grandes benefícios para os municípios. “As estradas vicinais são muito importantes para o escoamento da produção rural do Estado, assim como para o deslocamento de bens e pessoas nos municípios”, afirmou o parlamentar.
No total, foram doadas 163 motoniveladoras e 180 caminhões-caçamba diretamente aos prefeitos das localidades favorecidas, com um investimento superior a R$ 115 milhões. Segundo o Governo Federal, a iniciativa beneficiará mais de 400 mil moradores do campo, entre eles 65 mil famílias de agricultores.
“Essas máquinas e caminhões terão grande impacto atividade agrícola dos municípios, o que irá movimentar a economia local e também de todo o Estado, gerando emprego e renda” concluiu o deputado Itamar.
Participaram do evento o deputado Itamar Borges, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, o prefeito de Araçatuba, Cido Sério, o vice-prefeito, Carlos Hernandes, companheiro do deputado Itamar Borges no PMDB, além de deputados federais, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças de toda a região.

 

 

Jales participa do 58º Congresso Estadual de Municípios


A prefeita Eunice Mistilides Silva - Nice e a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Maria José Leite, participaram do 58º Congresso Estadual de Municípios – “Os Novos Horizontes da Gestão Política e Administrativa”, promovido pela Associação Paulista de Municípios- APM.
O Congresso, realizado na cidade de Campos do Jordão, de 18 a 22 de março, contou com duas programações diferenciadas: uma direcionada aos prefeitos dos municípios do Estado de São Paulo, e outra voltada para as primeiras damas e presidentes dos Fundos de Solidariedade.
O evento tem o intuito de promover a interação e a troca de experiências que contribuem para a excelência da gestão municipal, proporcionando uma ampla discussão sobre as principais questões que afetam diretamente o dia a dia dos municípios.
Além da oportunidade de debater as necessidades e prioridades dos municípios paulistas, os convidados puderam aproveitar a exposição de produtos, serviços e tecnologias, conhecendo alternativas que levam à modernização de suas administrações públicas.
“A informação vale ouro para o administrador. Esse encontro é determinante para conhecermos novas alternativas e soluções para o avanço, melhorias e modernização dos serviços públicos destinados à população, além de nos dar a chance para tratarmos da viabilização de recursos para a nossa cidade”, salientou a prefeita Nice.
Diversas autoridades e figuras do cenário político e público estiveram presentes no encontro, como governador do Estado, Geraldo Alckmin, acompanhado da primeira dama Lu Alckmin; o ex-governador, José Serra; o vice-presidente da República, Michel Temer; o senador, Aécio Neves; a ex-senadora, Marina Silva, o secretário de Estado da Educação, Herman Voorwald; o ministro da Saúde, Arthur Chiori e o ex-titular da pasta, Alexandre Padilha; o secretário de Estado do Meio Ambiente, Bruno Covas, entre outras lideranças da esfera política de São Paulo e do Brasil.