Páginas

sábado, 8 de fevereiro de 2014

EDITAIS DE PROCLAMAS

Ademir de Mattis, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.
BRUNO UEHARA e CÁRINA IDALGO DOS REIS. ELE, natural de São Paulo, deste Estado, nascido aos 20 de abril de 1.983, médico veterinário, solteiro, residente e domiciliado em Paranapuã, filho de Shigueo Uehara e de Angela Maria Felix Uehara. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 12 de agosto de 1.981, funcionária pública municipal, solteira, residente e domiciliada em Jales, filha de Nelson Henrique dos Reis e de Maria Idalgo Ramos dos Reis. Cópia para ser afixada do cartório de Paranapuã, deste Estado, onde reside o contraente.
WESLEI QUEÇADA PAVÃO e QUEDIMA TONIOL. ELE, natural de Estrela D’Oeste, deste Estado, nascido aos 04 de novembro de 1.988, agricultor, solteiro, residente e domiciliado em Paranapuã, filho de Pedro Carlos Pavão e de Shirley Queçada Pavão. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 02 de julho de 1.990, assistente financeiro, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de José Toniol e de Osmarina Furini Toniol. Cópia para ser afixada do cartório de Paranapuã, deste Estado, onde reside o contraente.
PAULO SÉRGIO DE MEDEIROS e GREICE KELLY LIMA MARIA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 15 de fevereiro de 1.981, vidraceiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Francisco Florentino de Medeiros e de Alvina Batista da Silva Medeiros. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 06 de novembro de 1.987, cabeleireira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Alaôr Maria e de Marli Souza Lima.
DANILO QUINTÉLA SOARES e TATIANE CRISTAL CLAUDINO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 28 de junho de 1.982, cartorário, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Soares Primo e de Irene Ilda Quintéla Soares. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 30 de agosto de 1.983, auxiliar administrativo, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Osmair Negri Claudino de Sonia Aparecida Cristal.
CLEBERSON BENTES OLIVEIRA e ALINE CRUS DE SOUZA. ELE, natural de Itaituba, Estado de Pará, nascido aos 02 de setembro de 1.992, serviços gerais, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Laert Pereira de Oliveira e de Clarice Ferreira Bentes. ELA, natural de São Paulo, deste Estado, nascido aos 17 de julho de 1.993, operadora de caixa, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Emerson Rogerio de Souza e de Sueli Roque Crus.
MARCELO BORDON BIGULIN e KATIA JULIARA CASSUCHI. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 20 de abril de 1.984, cirurgião dentista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Antonio Luiz Bigulin e de Rosangela Juliano Bordon Bigulin. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 21 de maio de 1.983, bancária, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Gilberto Donizete Cassuchi e de Ana Aparecida Roberto Cassuchi.
SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.
Ademir de Mattis - Oficial


Sebrae-SP apóia formação de rede cooperativista na região


Com o objetivo de unir forças para alcançar melhores resultados, as cooperativas de catadores de materiais recicláveis de Jales, Santa Fé do Sul e Votuporanga estão formando uma rede cooperativista. A primeira reunião deste ano foi promovida na última semana na sede do Escritório Regional do Sebrae-SP em Votuporanga. Novos encontros serão realizados com especialistas no assunto. Durante a atividade, o grupo fará um Termo de Adesão à rede, para que juridicamente esteja formalizado.

"Em outubro tivemos o nosso primeiro encontro, tendo como fruto dessa reunião a ideia de formar uma rede entre as cooperativas. Com a formação da rede, há a possibilidade de conquistarmos, futuramente, convênios com o governo, além de muitos outros benefícios que o trabalho em grupo pode fornecer, tendo em vista que uma lei sobre o assunto entrará em vigor ainda este ano", destacou Edgard Batista, membro da Ecoação (Associação Primavera de Defesa do Meio Ambiente e Ação Social) e idealizador da rede.

A rede inicialmente conta com as cooperativas Coopersol, Coopervinte e Coopersul e está em processo de formação. "Essa união permitirá que as cooperativas captem recursos e desenvolvam projetos, por exemplo, já que estarão associados à Ocesp - Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo –, órgão que contribui com os trabalhos das associadas", destacou a consultora de projetos do Sebrae-SP, Evelise Galbe.

Rosângela Mazonas Fonseca, presidente da Coopersol, lembra ainda que "desta maneira, as cooperativas conseguirão agregar valor, força de trabalho, além de alcançar muitas outras conquistas e aumentar o poder de negociações".

Sebrae-SP
O Escritório Regional do Sebrae-SP em Votuporanga está, desde outubro do ano passado, contribuindo com as cooperativas para a criação e formalização da rede.

"Serão muitos os benefícios que as Cooperativas alcançarão com a rede. Quando várias se juntam, o trabalho gera melhores resultados e todo o sistema consegue ficar ainda mais forte", afirmou Luciano Solimar Impastaro, Gerente Interino do Escritório Regional do Sebrae-SP em Votuporanga. 

Outras cooperativas também poderão participar do grupo, como lembra Elias Ghiotto, da Coopervinte. "Assim que estiver formalizada, outras poderão integrar o grupo. Serão vários os benefícios, já que futuros projetos do governo, por exemplo, devem auxiliar aquelas que estiverem inseridas em uma rede, como esta que estamos formando".

Índice Big Cat: o que nos mostra?

Por Lívia Zanholo Santos e Marçal Rogério Rizzo

No "economês", utilizam-se muitos números, estatísticas e índices, embora estes nem sempre funcionem. Roberto Campos (economista, diplomata, político brasileiro e ministro do Planejamento no governo de Castello Branco) costumava dizer: "As estatísticas são como o biquíni: o que revelam é interessante, mas o que ocultam é essencial".

Em português claro: Não somos e nem pretendemos ser sumidades na área de estatística, mas achamos interessante escrever sobre um novo indicador de progresso chamado Big Cat, que é baseado na população de felinos domésticos. Tal índice aponta que há uma predominância de gatos em países desenvolvidos, em detrimento dos cães.

O fato curioso é que já há algum tempo existe um ponto de vista respeitável e alvo de ferrenha defesa: o cão é considerado o melhor amigo do homem. Esse status pode, porém, segundo o referido índice, ser transferido para os gatos. Isso é explicado, uma vez que alguns países tiveram uma expansão das cidades, enriquecimento e aumento populacional, que, concomitantemente, fez a população de felinos crescer e superar a população de cães. Tal fenômeno ocorreu na França, nos Estados Unidos e na Alemanha.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (ABINPET), esse fenômeno tende a se manifestar também no Brasil, já que a estimativa para 2022 é que, para cada cachorro que for visto passeando na rua de coleira, haverá um gato dentro de uma casa. Tal tese também é explicada: os gatos não necessitam de tanta atenção como os cães, são autossuficientes e não precisam de muito espaço. E com a verticalização das cidades tal aspecto é relevante.

Ora, a questão não se restringe a ter esse ou aquele animal. Vai além. Gatos se encaixam perfeitamente no mundo contemporâneo, no qual as pessoas não têm tempo para cuidar dos bichos de estimação. A mulher, que era a principal responsável pelos devidos cuidados com os bichos, invadiu o mercado de trabalho, não tendo mais tempo para se dedicar aos animais. Enfim, entende-se que cuidar de gatos é mais fácil, prático e econômico do que cuidar de cachorros.

O índice Big Cat foi desenvolvido com o intuito de demonstrar que o número de gatos em um país é proporcional ao seu desenvolvimento econômico-social, ou seja, quanto mais gatos um país tem, este é proporcionalmente mais desenvolvido, uma vez que possui uma maior população economicamente ativa e mais mulheres no mercado de trabalho.

Percebe-se que o gato é a personalidade humana contemporânea exteriorizada: independente, autossuficiente, age somente em prol de interesses próprios; quando não se adapta a um determinado ambiente desloca-se, sem pestanejar, para outro melhor e com mais oportunidades. Destarte, o índice Big Cat mostra que as pessoas estão trabalhando cada vez mais e dispondo de menos espaço e tempo. Diante de tal constatação, desponta a seguinte questão: Será que daqui a alguns anos não estaremos afirmando que, quanto menos animais de estimação a população de um país tiver, mais desenvolvido ele será? Vamos aguardar os próximos capítulos deste "mundo cão"! Ou será "mundo sem cão?".

Uma coisa é patente. Sabemos que é covarde, cruel e desumano maltratar os animais de estimação, seja gato, cachorro ou outro "bicho" qualquer! Talvez desenvolvido seja aquele que não agrida a fauna, a flora e os próprios seres humanos.

Lívia Zanholo Santos: Acadêmica do Curso de Direito – Câmpus de Três Lagoas. E-mail: liviazanholo13@gmail.com

Marçal Rogério Rizzo: Economista e Professor do Curso de Administração da UFMS – Câmpus de Três Lagoas. E-mail: marcalprofessor@yahoo.com.br

Unidades de Saúde realizam testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatites

 
As Estratégias de Saúde da Família (ESFs) e o Núcleo Central da Saúde passam, a partir de agora, a realizar testes rápidos periodicamente para doenças como HIV, Sífilis, Hepatite B e Hepatite C.

O grande benefício do teste se dá ao fato de o diagnóstico ser imediato, sem a necessidade de o paciente precisar esperar pelo resultado como era feito com os exames de sangue. Em 15 minutos pode-se ter o resultado para HIV, Sífilis e Hepatite C e, em 30 minutos, o teste de Hepatite B.

"Essas doenças são transmitidas pela prática de sexo sem o uso de preservativo e, no caso das hepatites, também pelo uso de alicates de unha coletivos, barbeadores compartilhados, tatuagens e piercings. Usuários de drogas também correm o risco da transmissão dessas doenças devido ao compartilhamento de agulhas e os acessórios para o uso das drogas", informou a coordenadora PM DST/AIDS, Vanessa Ferreira Martins Aparício.

Todas as enfermeiras das Unidades Básicas de Saúde e Núcleo Central de Saúde passaram por um treinamento no ano de 2013 que abordou a prática e o aconselhamento dos testes rápidos.

"Os testes sendo realizados nas UBS e no Núcleo Central e isso facilita muito a procura pelos pacientes que moram nas áreas de abrangências destas unidades", frisou a enfermeira.

De acordo com a secretária de Saúde, Nilva Gomes, e a chefe de gabinete da pasta, Celma Crepaldi, "através desta mobilização, com orientação e prevenção, certamente vamos conseguir reduzir consideravelmente o número dessas doenças sexualmente transmissíveis. Nosso objetivo também é mostrar que, com o tratamento adequado, as condições de sobrevida do paciente hoje em dia são grandes, o que devemos é deixar o preconceito de lado, buscar ajuda, e realizar precocemente exames. As unidades de saúde estarão sempre de portas abertas para atender a população".

Os exames também podem ser feitos de segunda a sexta-feira, das 7 às 16 horas no SAI/CTA - Serviço de Atendimento de Infectologia / Centro de Testagem e Aconselhamento, na rua 7 esquina com a rua França.

Sebrae-SP promove palestras gratuitas em Santa Fé do Sul 

Em continuidade ao trabalho desenvolvido pelo Escritório Regional do Sebrae-SP em Votuporanga, novos encontros serão promovidos em fevereiro, com o objetivo de capacitar e contribuir com as atividades dos empreendedores de toda a região. Os empresários já podem se inscrever.
Santa Fé do Sul – Os empreendedores de Santa Fé do Sul e região poderão participar de três encontros, que serão promovidos durante o mês, na Prefeitura Municipal na av. Conselheiro Antônio Prado, 1616, . Os interessados podem entrar em contato pelo telefone (17) 3631-6145.
A primeira palestra será no dia 10, às 19 horas, com o tema "Como criar e manter uma equipe motivada". Em 18 de fevereiro, às 19 horas, "Por dentro do código de defesa do consumidor". A oficina "SEI Empreender", será aplicada no dia 24, às 15 horas.
 
 

Árbitros da SAJA trabalharam em eventos esportivos em Dirce Reis

 


No mês de janeiro, a cidade de Dirce Reis, região de Jales, comemorou-se os seus 54 anos de fundação e, entre os eventos realizados pela Prefeitura Municipal, houve shows artísticos, a tradicional chegada de Folia de Reis na praça da Matriz, e no dia 12, o torneio quadrangular com a participação das equipes da A.E. Dirce Reis, Pontalindense, E.C Internacional de Dirce Reis e Cruzeiro F.C de Palmeira d’ Oeste.
Sagrou-se campeão do torneio realizado no Estádio Municipal "Rafael Cavalin" a equipe do Cruzeiro F.C, de Palmeira d’ Oeste. Entre os dias 16 a 31 de janeiro, no mini-campo do Centro de Lazer, foi realizado o 20º Campeonato Municipal de Futebol Soçaite "Troféu Roberto Carlos Visoná" com a participação oito equipes tendo como campeão o Lava Jato do Peta. Foram distribuído troféu e medalhas às equipes campeã e vice, terceiro e quatro lugares, jogador revelação, artilheiro, goleiro menos vazado, equipes mais disciplinadas.
A diretora Maria Jose Aielo Lourenço, da Sociedade de Árbitros de Jales "SAJA, que esteve prestando os serviços de arbitragem no torneio de futebol de campo e futebol soçaite enalteceu o climas das disputas "com à presença marcante do público nos eventos realizados, participando e torcendo.

Parabéns a você

Obrigada Senhor, pois há 7 anos atrás, neste dia 9 de fevereiro, nascia um anjo em nossas vida, você Nicolly Bonetti, felicidades, muita saúde e paz...Sãos os votos de seu pai Bonetti e sua mãe Isabel (ambos funcionários da Prefeitura Urânia) e de toda a sua família

Ilustre aniversariante


O ilustre aniversariante da quarta-feira, 12 de fevereiro, é Durvalino Fernandes Gouveia, empresário e advogado de nossa cidade. Na certa, seu dia vai ser pequeno para tantas demonstrações de carinho e apreço da parte dos seus familiares e incontáveis amigos.

Bodas de Renda

Fabiano (Tipografia A Moderna) e Vanessa comemoram nesta segunda-feira, 10 de fevereiro, 13 anos de uma vida em comum

O Anglo dá show em aprovações

 
O Colégio XV de Abril-Anglo Jales está em comemoração. O motivo é que os resultados das mais conceituadas Universidades do Brasil, já foram divulgados e alunos formados no 3º ano do Ensino Médio, do Colégio Anglo de Jales, em 2013, fazem parte das listas de aprovados.
O mais atual foi do aluno Vitor Yamasita, aprovado em Medicina na UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso). Vitor é filho de Mario Hiroshi Yamasita e Ivone Yamasita. Se formou no 3º ano do ensino médio em 2013 e estudou no Anglo de Jales desde a 2ª série do ensino fundamental.
Em outras universidades, foram aprovados os alunos Higor Augusto Bassi Rozan em Engenharia da Computação na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Isadora Rodrigues Pontes em História, Psicologia e Odontologia, nas respectivas Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) e FUNEC, Isabela Ignácio da Silva em Engenharia Química na Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Valdo Toledo em Letras na Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP).
O Colégio XV de Abril-Anglo Jales também comemora outras conquistas, com as aprovações de diversos alunos em Faculdades Privadas.
"As aprovações são resultados de um trabalho comprometido e de excelência. São 25 anos de tradição e reúne professores competentes, experientes e dedicados, que com profissionalismo, didática, disciplina e ética tem honrado e dignificado a missão de educar e orientar os seus alunos.
Oferece o melhor material didático do país, orientação pedagógica, psicopedagógica, educacional e profissional para acompanhar o desenvolvimento dos alunos, aulas complementares, tarefas supervisionadas, plantões de dúvidas, aulas extras e de preparação para o vestibular" disse a gestora Élida Maria Barison da Silva.

Amigo

Adelvair David

[...] Chamei-vos meus amigos, porque vos tenho feito saber tudo o que aprendi de meu Pai (Jesus)

Jesus chama os seus discípulos de amigos, dando a mais alta significação à amizade.

Ele amou os seus amigos de tal forma que chegou a afirmar: Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos. Um sentido profundo acerca-se desta fala. Dar a vida significa dedicar a vida de todas as maneiras à quem acredita-se merecê-lo. É ter a coragem de aceitar o outro exatamente como ele é, sem julgamentos, sem censuras e sem qualquer condicionamento. Quem exige não dá a vida, muito menos poderá ser chamado de amigo, pelo menos não na concepção dos ensinamentos do mestre nazareno.

O amigo pode aceitar o outro apoiando, direcionando, amparando, dando-lhe o aconselhamento para que possa decidir melhor ou mudar de rumo se compreender que está no caminho errado, neste sentido, sem dúvida alguma, Jesus foi o amigo fiel, com um amor inconfundível, completamente desinteressado e dedicado.

Ao aconselhar: "amai-vos uns aos outros", Ele anuncia que somente através da saudável convivência na amizade sincera, poderá o homem construir a sua própria felicidade e colaborar também com o crescimento alheio; aprendendo e ensinando, vendo-se refletido nas virtudes e defeitos daqueles com quem se relaciona, adquirirá medida mais justa para o bem proceder, educando o seu sentimento em construção; ninguém deve esperar encontrar absoluta nobreza nos outros. A humanidade se nivela em imperfeições, não sendo prudente transferir-se o controle da própria vida aos outros, atitude tão prejudicial quanto a de julgar. Quem julga não pode compreender, quem abdica do esforço na luta pela própria felicidade frustra-se; somente em Jesus encontrará o amigo perfeito e presente por toda a vida.

Elegendo Jesus como o amigo inseparável de todas as horas, o homem poderá se aconselhar constantemente com Ele. O hábito contínuo de fazê-lo trará mais segurança nas decisões, inspiração para o idealismo superior, tendo mais possibilidades de evitar o mal que deseja arrastá-lo; melhorará também o trânsito do pensamento que trará mais tranquilidade para o sentimento. Sempre que as paixões desejarem assumir o controle dos sentimentos, induzindo a equívocos comportamentais, um coração querido poderá auxiliar, porém, será prudente primeiro buscar n´Ele a resposta sem mácula.

Perguntado a um grupo de pessoas a respeito de quem tem Jesus como amigo de caminhada e costumeiramente se aconselha com Ele, poucos responderam fazê-lo completamente. A maioria só o busca em momentos que julgam de grande necessidade. Sem o Senhor Jesus como inseparável amigo de todas as horas, dificilmente terá a criatura humana discernimento completo para os enfrentamentos do cotidiano.

JESUS É O AMIGO DA HUMANIDADE.

Urânia realiza com sucesso o 1° Campeonato de Futebol Soçaite




 
Foi realizado pelo Departamento Municipal de Esportes de Urânia, o I Campeonato Municipal de Futebol Soçaite, no mini campo do Centro de Lazer dos Trabalhadores
O torneio teve inicio no dia 12 de janeiro com oito equipes, divididas em dois grupos de quatro equipes cada um, com término no domingo, 2 de fevereiro, com participação de 112 pessoas, entre atletas e membros da comissão técnica de cada equipe.
O prefeito Airton Saracuza e o presidente da Câmara Municipal, Donizeti Mussato, juntamente com assessores prestigiaram com a presença durante as rodadas do campeonato que contou sempre com um grande público, se constituindo em grande sucesso.
O campeão foi a equipe Ás de Ouro/Casa de Esportes II, que recebeu o prêmio de R$ 500,00 e troféu; o vice-campeão As/Virtual recebeu R$ 330,00 como prêmio e troféu; como 3° colocado ficou o Ajax que faturou R$ 200,00 e troféu e o 4° colocado América/Urânia recebeu o troféu e R$ 100,00 como prêmio.
O artilheiro do campeonato foi Erverton, mais conhecido por Pacotinho, da Ás de Ouro e o goleiro menos vazado foi Wellington, também do As de  Ouro. Receberam troféus como prêmio.

Depressão: doença de todos tempos

Flávio Rodrigo Masson Carvalho

A depressão é uma doença tão antiga quanto o homem. Encontramos homens deprimidos em todas as épocas da história.

Dentre os personagens bíblicos, Jó é o exemplo mais clássico. Possuindo esposa, filhos e empregados, bem como amigos e respeitabilidade, e muitos bens materiais, como, bois, jumentos, ovelhas, camelos, numa certa quadra de sua existência, perdeu-os praticamente a todos.

Além de toda essa perda ( que pode ser uma das causas da depressão ), Jó enfrentou adversidades, enfermidades e incontáveis aflições. Jó caiu em profunda depressão, amaldiçoando a vida e desejando a morte, sintomas estes muito comuns aos portadores de tal enfermidade.

No livro de Jó, versículos 20 a 22 ele exclama: por que se dá a luz ao miserável, e vida aos amargurados de ânimo, que esperam a morte, e ela não vem: e cavam em procura dela mais do que de tesouros ocultos; que de alegria saltam, e exultam, achando a sepultura ?

Dentre os apóstolos de Jesus, Pedro e Judas Iscariotes também tinham um comportamento tipicamente depressivo.

A depressão é uma doença de todos os tempos, e está presente nos dias atuais, podendo-se afirmar que muitos são os depressivos célebres e somam-se, aos milhões, os doentes que jazem no anonimato. Muitos afirmam ser a depressão a doença do século.

Características do deprimido:

Aparência triste e abatida; Os movimentos se tornam mais lentos, diminui a gesticulação que acompanha a fala e o andar; A pessoa fala pouco e o tom de voz é baixo; tem poucos assuntos para conversar; Preocupações constantes com doenças físicas; Perda ou ganho significativo de peso; aumento ou diminuição de apetite; A pessoa passa muitas horas por dia sentada ou deitada; Redução marcante de interesse ou prazer em todas ou quase todas as atividades a maior parte do dia, quase todos os dias.

O deprimido não reconhece que está deprimido A pessoa não tem capacidade de recuperar sozinha as atividades normais, dai a importância do apoio e da compreensão da família, dos amigos, do apoio do profissional especializado; Insônia ou hipersônia; Fadiga ou perda de energia quase todos os dias; Sensações de desvalorização ou culpa excessiva ou inadequda, exagerada; Diminuição da capacidade de pensar ou de se concentrar, indecisão quase todos os dias; Vontade de morrer ( pensamento de morte – suicídio ).

Para caracterizar-se depressão patológica, estes sintomas aqui mencionados devem perdurar por pelo menos algumas semanas. Deve se sempre verificar se os sinais observados não são reflexos de doenças orgânicas.

De qualquer maneira, os sinais relacionados são um sério indício de depressão já instalada ou em vias de instalar-se.

( fonte de pesquisa: livro: Depressão: causas, conseqüências e tratamento – autor: Izaias Claro – Editora O Clarim ). Flávio Rodrigo Masson Carvalho E-mail: equilibriumtc@hotmail.com

Mais da metade da população do Estado de SP está acima do peso

Levantamento inédito realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, em parceria com o Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo, aponta que 52,6% dos paulistas estão acima do peso.
A pesquisa teve como objetivo monitorar fatores de risco e de proteção para doenças crônicas, que mais causam adoecimento e mortalidade precoce no país.
Foram ouvidas, por telefone 5,7 mil adultos, de ambos os sexos, residentes na capital, cidades da região metropolitana e interior do Estado entre 2012 e 2013.
Os principais fatores de risco identificados foram o tabagismo, sedentarismo, abuso de álcool e alimentação inadequada. O estudo vai ajudar o governo do Estado a definir novas políticas públicas na área de prevenção e promoção da saúde.
Os principais resultados obtidos revelam que 37,9% dos entrevistados consomem regularmente carnes com excesso de gordura, 14,3% não realizam atividades físicas e 13,5% são fumantes. Além disso, 15% abusam da ingestão de álcool. Foi observado ainda que 31,5% das pessoas ouvidas consome refrigerante cinco ou mais dias da semana. 
"Todos estes hábitos favorecem o desenvolvimento de doenças crônicas, como por exemplo, problemas cardiovasculares, cânceres, doenças respiratórias crônicas e diabetes mellitus, podendo levar o individuo à morte", diz Marco Antônio de Moraes, do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria.
O questionário aplicado pelos pesquisadores incluiu perguntas sobre características demográficas e socioeconômicas, padrão de alimentação e atividade física, frequência de consumo de cigarros e bebidas alcoólicas, autoavaliação do estado de saúde, peso e altura e também questões relacionas a situações de trânsito.
 

Justiça Federal realiza inauguração em Jales


 
 
A 24ª Subseção Judiciária do estado de São Paulo recebeu na terça-feira, 4 de fevereiro, a 1ª Vara Federal com Juizado Especial Federal Adjunto, ampliando o acesso da população ao poder judiciário.

A partir de agora, além das ações que já transitavam pela Justiça Federal na região como criminal, cível e tributária já podem ser tratadas também as demandas cíveis em geral relacionadas à Previdência e Assistência Social, Sistema Financeiro de Habitação, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, entre outras cujo valor não ultrapasse 60 salários mínimos.
"Isso vai garantir uma maior agilidade na prestação jurisdicional. O Juizado Especial Federal é implantando num sistema virtual, sem nenhum suporte em papel. Além disso, separar as competências da Vara e do JEF deixa mais fácil o trabalho interno no sentido de promover uma prestação jurisdicional mais eficiente", afirmou o juiz federal Fabiano Lopes Carraro, titular da 1ª Vara Federal em Jales.

Para a prefeita Nice Miistilides, o JEF beneficiará diretamente os munícipes atendidos pela Subseção: "com a inauguração do JEF nós sabemos que a população vai receber um retorno muito mais rápido às suas reivindicações".
O desembargador federal e presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª região, Newton De Lucca, ressaltou a importância da instalação do JEF em Jales para por um fim na competência da Justiça Federal delegada, beneficiar a população e desafogar a Justiça Estadual.

"É um dever moral para todos os dirigentes da Justiça Federal aumentar a capilaridade dela. Porque nós sabemos que a solução dada pelo constituinte em 1988 ao estabelecer a competência federal delegada foi uma forma de não deixar a população brasileira sem jurisdição", disse De Lucca.
Participaram da solenidade, o juiz federal da 1ª Vara de Jales Fabiano Lopes Carraro, o deputado federal Arnaldo Faria de Sá, a desembargadora Therezinha Cazerta, desembargador federal do Tribunal Regional Federal da 3ª Região Luiz Stefanini, procurador geral da República Gabriel da Rocha, coordenador jurídico da Caixa Econômica Federal Antônio Araújo Martins, conselheiro seccional da OAB Carlos Alberto Expedito de Brito Neto, presidente da OAB de Jales, Aislan de Queiroga Trigo, presidente da Câmara Municipal, Gilberto Alexandre de Moraes e convidados.

A 24ª Subseção da Justiça Federal em Jales tem jurisdição sobre os municípios de Aparecida d’Oeste, Aspásia, Auriflama, Dirce Reis, Dolcinópolis, Estrela d’Oeste, Fernandópolis, General Salgado, Guarani d’Oeste, Guzolândia, Indiaporã, Macedônia, Marinópolis, Meridiano, Mesópolis, Mira Estrela, Nova Canaã Paulista, Nova Castilho, Ouroeste, Palmeira d’Oeste, Paranapuã, Pedranópolis, Pontalinda, Populina, Rubinéia, Santa Albertina, Santa Clara d’Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rita d’Oeste, Santa Salete,
O Fórum Federal em Jales atende à população de 40 municípios e está situado na rua Seis n° 1837, jardim Maria Paula.

Cidadania universal

D. Demétrio Valentini

O carnaval neste ano chega um pouco mais tarde. De tal modo que a quarta-feira de cinzas vai acontecer só no dia cinco de março.

O aproximar-se da quaresma, para nós no Brasil, significa a emergência de um tema relevante, trazido pela Campanha da Fraternidade. Ela vem se realizando todos os anos, desde 1964. Desta vez com um assunto difícil, pois aborda questões que circulam mais nos porões da opinião pública do que nas pautas estabelecidas diariamente.

Trata-se do Tráfico Humano. Este é o tema da Campanha da Fraternidade deste ano de 2014: "Fraternidade e Tráfico Humano".

Ele vem acompanhado de um lema, de inspiração bíblica, que vai logo apontando critérios para a compreensão do assunto, sugerindo também posicionamentos práticos para a ação pastoral.

Desta vez o lema é citação de uma das sentenças mais fortes e contundentes do Apóstolo Paulo. De maneira categórica afirma com convicção: "É para a liberdade que Cristo nos libertou!"

Pode ser que alguns estejam inclinados a perguntar, se existe mesmo o "tráfico humano" Ou quando muito admitem que existam casos isolados, certamente longe da realidade em que vivem.

Mas quando tomamos conhecimento de situações que envolvem pessoas acidentadas, quando em vez do pronto atendimento para salvar os envolvidos, parece haver um indisfarçável desejo de que venham a morrer, para assim sobrar mais órgãos para serem comercializados, sentimos então como este problema de "tráfico humano", pode existir, sim, e pode assumir diversas modalidades, em circunstâncias também desconhecidas.

Parece o cúmulo da perversão do sistema econômico, em que tudo se reduz a mercadoria, que pode ser vendida ou comprada, entrando nesta categoria também as pessoas, que dependendo de certas circunstâncias, podem virar mercadorias a serem simplesmente negociadas.

Para enfrentar esta mentalidade perversa é necessário desmascarar esta realidade, e mostrar os interesses escusos que presidem e articulam este tráfico.

Para isto, é indispensável dispormos de convicções bem arraigadas, que advogam com lucidez e firmeza a sacralidade de toda pessoa humana, independente de qualquer caracterização. Todos somos portadores de uma dignidade inalienável, que nos acompanha deste o início de nossa trajetória humana.

Lembro que em uma das diversas reuniões continentais, convocadas para escutar a sociedade mundial, tive a oportunidade de insistir na proposta de que todo ser humano, pelo simples fato de existir, deveria gozar de um reconhecimento mundial, admitido por todos.

Este reconhecimento precisaria assumir uma forma jurídica que lhe garantisse minimamente seus direitos. Ela se traduziria em forma de "cidadania universal", a ser devidamente registrada e documentada.

A declaração universal dos direitos humanos, feita pelas Nações Unidas logo no início de sua existência, se constituiu em estatuto consistente, que foi conquistando sempre maiores adesões.

O estatuto da cidadania universal, pelo qual cada indivíduo seria reconhecido como "cidadão do mundo", efetivaria na prática os "direitos humanos", garantindo sua vigência em favor de todos, não só das minorias privilegiadas do mundo.

Assim, a cidadania universal daria eficácia verdadeira aos direitos humanos.

PALAVRAS DE CHICO XAVIER

Agradeço todas as dificuldades que enfrentei; não fosse por elas, eu não teria saído do lugar... As facilidades nos impedem de caminhar. Mesmo as críticas nos auxiliam muito.
Emmanuel sempre me ensinou assim:
– Chico, se as críticas dirigidas a você são verdadeiras, não reclame; se não são, não ligue para elas..

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da "Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.
.

Promover a pacificação

Renato Nalini

O Poder Judiciário é encarregado de fazer incidir a vontade concreta da lei às situações conflituosas. A formatação clássica das funções estatais confere à lei o primado, porque deveria ser a relação necessária extraída da natureza das coisas. Administrar, no Estado de Direito, seria apenas cumprir a vontade da lei.

Só que os tempos correntes causaram fissura nessa tripartição. O processo legislativo é complexo e a realidade necessita de respostas mais ágeis. Diante disso, o Executivo passa a normatizar, diretamente ou mediante atuação profícua de suas inúmeras exteriorizações: agências públicas, Bancos estatais e outros organismos.

Para o Judiciário, não é fácil hoje saber qual a lei vigente. Há uma prolífica produção normativa, incompatível com a certeza que deveria gerar a ambicionada "segurança jurídica".

O quadro é ainda mais preocupante, quando todas as questões passam a ser judicializadas. Tudo é objeto de questionamento perante as quatro instâncias do Judiciário brasileiro. O resultado é o número impressionante de 93 milhões de processos em curso, 20 milhões dele na Justiça Comum de São Paulo.

Para vencer o acúmulo de demandas, juízes e funcionários se esforçam e elaboram quantidade incrível de respostas às pretensões formuladas perante o foro. Muitas dessas respostas são processuais, pois a ciência processual mereceu consistente incremento e, de ferramenta utilizada para "fazer justiça", não é raro que o processo se converta em finalidade. O jejuno não compreende porque o seu processo se encerrou, mas o problema que o suscitou continua incólume. Quando não, até mais agravado.

O fenômeno da judicialização de todas as questões impõe à sociedade uma reflexão inadiável. Será esta a melhor alternativa para o enfrentamento das aflições geradas pelo convívio?

Verdade que o processo é considerado a opção mais civilizada de resolução de controvérsias. Mas não é a mais rápida, nem a menos dispendiosa. Estudiosos do tema chegam a afirmar que é a mais precária, porque se a resposta for meramente processual, os desdobramentos vão aflorar e germinarão novos processos.

Diante disso, avulta a importância da adoção de alternativas ao processo judicial, rumo à pacificação que prescinda do formalismo do juízo. Dentre as já praticadas, a conciliação e a mediação parecem atender à vocação brasileira por compor-se amigavelmente. Se elas vierem a ser incrementadas, contando para isso com a imprescindível contribuição dos advogados, defensores, promotores e outros parceiros, não será o Judiciário o principal beneficiário dessa mudança de rumo. Pois o alívio na carga de trabalho da Justiça é um fator relevante. Mas muito mais importante para o Brasil será a formação de uma cidadania atuante, capaz de dialogar e de entender como se chega a um ajuste de vontades, transigindo, se for o caso, mas exercendo sua autonomia. Autonomia que não existe no processo judicial, onde o "sujeito processual" na verdade será objeto da vontade do Estado-juiz, intérprete da lei e totalmente heterônomo à parte.

O Brasil ingressa numa nova e alvissareira fase, que é a valorização das alternativas de resolução de conflitos, caminho mais eficiente até à pacificação, último e real objetivo da Justiça. *José Renato Nalini é presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo

Desorganizando

Reginaldo Villazón

É sempre interessante refletir sobre os caminhos humanos através da história. Muitas vezes, tem-se a impressão de que o homem é autor consciente dos seus trajetos. Outras vezes, percebe-se que a esta consciência é um privilégio de poucos iluminados. De qualquer jeito, é improvável que os acontecimentos da história sejam aleatórios e incoerentes. Toda reflexão imparcial mostra que o ser humano nunca cometeu desacertos graves que pusessem em risco a sua existência. Ao contrário, a história humana é uma história de evolução.

A organização do trabalho através dos tempos é um assunto de importância dilatada por causa das conseqüências políticas, econômicas e sociais. Ela diz respeito a relações de poder, repartição da renda e segmentação social. Ela se relaciona com as lutas de classes, assinaladas por confrontações físicas, jurídicas, filosóficas e políticas.

Na Europa medieval, com a formação de cidades, surgiram as chamadas "corporações de ofício". Eram associações profissionais com as finalidades de produzir e comercializar produtos e serviços. A produção artesanal abrangia roupas, chapéus, pães, vinhos, móveis e outros. Cada corporação era especializada num produto ou serviço. Seus componentes trabalhavam organizados numa hierarquia rígida: havia mestres, oficiais e aprendizes. Os títulos profissionais "mestre carpinteiro" e "oficial de barbeiro" têm origem nestas corporações.

As corporações de ofício significaram um avanço na economia medieval fundamentada na posse da terra pelos nobres e no trabalho dos servos. Mas elas se tornaram frágeis diante das transformações ocorridas na Europa, na passagem da Idade Média para a Idade Moderna. A produção de bens e serviços ganhou produtividade com a adoção de novas técnicas e ferramentas, o comércio local foi invadido por produtos e serviços ofertados em larga escala. Surgiu a figura do capitalista, o proprietário dos meios de produção.

A decadência das associações de ofício não impediu o capitalismo de reorganizar o trabalho humano sob hierarquia e normas inflexíveis. Ainda, na segunda metade do século passado, as empresas industriais e comerciais mantinham seu sistema administrativo próximo ao do militar. Patrões, gerentes e empregados desempenhavam seus papéis, e pronto.

Hoje, é possível saber de empresas que remuneram muito bem seus proprietários, mas pagam salários pequenos aos empregados. No entanto, é possível saber de empresas que pagam bons salários aos empregados e ainda sustentam benefícios, como planos de saúde e cestas básicas. Há empresas que qualificam seus empregados e lhes distribui participação nos lucros. Há empresas democráticas, flexíveis e eficientes em que seus "colaboradores" podem trabalhar em trajes esportivos e acompanhados de seus animais de estimação. Não se pode descrever o perfil atual das empresas. Nem o perfil atual dos trabalhadores. Empresas voltadas para a tradição buscam trabalhadores obedientes e refugam os empreendedores. Empresas avançadas fazem exatamente o contrário. Do lado dos trabalhadores, cresce o número dos que não suportam cumprir ordens nas empresas tradicionais e preferem aproveitar as oportunidades de trabalhar por conta própria. Dar banho em idosos, tosquiar cães e gatos, executar serviços elétricos e hidráulicos, tocar música, ministrar aulas particulares, consertar roupas, preparar doces e salgados são exemplos de atividades de bons profissionais livres.

O cenário do emprego indica que a desorganização do trabalho nas empresas pode abrir possibilidades de formas mais descontraídas e seguras de produzir e comercializar. Hoje, patrões e empregados têm mais escolhas a fazer nas suas conversações.

FOLHAGERAL

O presidente
da Câmara Municipal, Gilberto Alexandre de Moraes acompanhou empresários para uma audiência com a prefeita Nice. Foi solicitado que os tubos bloqueando o cruzamento a passagem de veículos na rua dez com a avenida Fco Jalles fosse retirados.
Com
o poder e a influência que o presidente Gilbertão está tendo, bem que poderia solicitar à autoridade de trânsito uma fiscalização mais rigorosa nas vias publicas e, em especial nos cruzamentos com semáforo. As mudanças no trânsito são necessárias. Educar o motorista mais ainda mesmo com o rigor da caneta.
A pressão
política fez com que os membros do Conselho Municipal de Trânsito - Comutran, revogasse a decisão anteriormente autorizada para fechamento do cruzamento da rua 10 com a avenida Francisco Jalles em caráter experimental, a pedido da Polícia Mulitar que considerou-o perigoso e propício a acidentes.A coluna já havia informado semana passada que a pressão estava sendo forte e difícilmente manteriam a decisão.
Os políticos
ainda não perceberam que a frota de veículos em Jales cresceu e continuará crescendo - como nas demais cidades do país - assustadoramente e as mudanças no trânsito não são para agora.
Se não mudar
agora, os milhares de veículos de Jales e de cidades da região noroeste paulista e até de outros estados que circulam diariamente pelas vias públicas, farão do trânsito jalesense um caos. Para o pessoal do botequim da vila, os lideres que protestam contra as mudanças estão olhando o presente, e não o futuro. Infelizmente Jales ainda vive no tempo do coronelismo.Não querem que cidade evolui.
Não se
sabe até que ponto uma conversa ouvida lá no botequim da vila sobre a queda do ex Luiz Henrique Viotto, o Macetão, como diretor administrativo do Consirg é fato. Disseram a turma lá no boteco, que Macetão arquitetou transformar o Consirg num exemplo de atendimento à saúde mas que ele esqueceu de se calar quanto ao seu desejo de se candidatar a prefeito no próximo pleito.
O Secretário
Municipal de Comunicação Bruno Guzzo, dias destes em entrevista à Rádio Moriah enfatizou que as críticas ou acusações que venham atingir a honra ou a moral membros da administração municipal, serão decididas na Justiça. Se o adversário critica e acusa, como irá à Justiça se de imediato se dá a resposta. Como diz o dito popular , o time da Nice "gosta de dar milho ao bode".
O deputado
Carlão Pignatari esta semana atendeu vários prefeitos da região de Jales em solicitações ao Palácio dos Bandeirantes A Associação
Comercial e Industrial de Fernandópolis e a Associação de Amigos do Município de Fernandópolis, divulgaram dados estatísticos e comparativos como: População em extrema pobreza – síntese, % de crianças extremamente pobres (2010), % de pessoas de 15 a 24 anos que não estudam nem trabalham e são vulneráveis à pobreza (2010), PIB  per capita 2011, Bolsa Família - dezembro/2013 – síntese, % de empregadores - 18 anos ou mais (2010), total de empresas atuantes, total de estabelecimentos, e liderança de empregos em 2013, nesta quinta-feira, 6 de fevereiro entre os municípios mais populosos da região: São José do Rio Preto, Catanduva, Votuporanga, Fernandópolis, Mirassol e Jales
Jales
se destacou em dois itens; percentual de empregadores e evolução de empregos (MTE/CAGED) (2013 + 3,10%) ficando em 2° lugar. Quanto ao PIB (Total dos bens e serviços produzidos pelas unidades produtoras, ou seja, a soma dos valores adicionados acrescida dos impostos dentro do território municipal) per capita 2011, Jales ficou com o 5° lugar, à frente de Votuporanga. Nos demais itens ficou com três 3ª posição, três 4ª posição, duas 5ª posição e duas 6ª posição.
 
Os vereadores
aprovaram em sessão extraordinária autorização ao Poder Executivo a abrir Crédito Adicional Especial de quase R$ 5 milhões na Lei Orçamentária do exercício de 2014 a serem investidos em diversos setores do município, dentre eles saúde e infra-estrutura. Será que vai haver investimentos em recapeamento asfáltico?

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

PROJETO DE ITAMAR BORGES, QUE OBRIGA A DISPONIBILIZAÇÃO DE MASCARAS DE INCÊNDIO EM EDIFÍCIOS, É APROVADO EM COMISSÃO


O projeto de Lei Nº 875/2013, de autoria do deputado Itamar Borges, que obriga à disponibilização de máscaras de proteção pessoal em edifícios públicos e privados e nos estabelecimentos comerciais e industriais, passou por mais uma etapa na Assembleia Legislativa, e foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça.
Segundo Itamar Borges, o projeto tem o objetivo de proporcionar condições de segurança e proteção à vida em situações de acidentes. “Infelizmente, recentemente vimos grandes tragédias no Brasil, que poderiam ter consequências menores se os edifícios e estabelecimentos fossem equipados com máscaras contra incêndio”, afirmou o deputado.
As mascaras possibilitam que o local seja abandonado com segurança, evitando o pânico e, principalmente, a perda de vidas durante acidentes de grande porte, explosões, incêndios, e situações de vazamento de gases tóxicos.
O projeto agora segue para votação na Comissão de Segurança Pública e Assuntos Penitenciários. Se aprovado seguirá para apreciação no plenário da casa.

Sustentabilidade e reeducação



Paiva Netto
O mundo inteiro fala em sustentabilidade, mas firmada em quê? Em geral, num pensamento econômico que sobrevive pela avidez, não liquidando apenas as criaturas humanas por força do desemprego, da fome em várias regiões do planeta, no entanto, igualmente pela carência de instrução que nega melhor perspectiva à juventude. Contudo, existem, por todo lado, esforços de pessoas decididas a corrigir tal situação, que trava o crescimento de muitos países. E não basta instruir, é preciso educar, reeducar! Em diversos lugares, onde a economia tornou-se mais forte, após certo tempo, por falta de maior investimento nos princípios éticos e espirituais, a violência, que diminuíra, ressurge, advinda tantas vezes da arrogância contra os que têm menos em suas fronteiras ou fora delas. Aí se atinge o relacionamento internacional. Por quê? Porque faltou o ensino, muito mais, a Reeducação, que é a Educação com Espiritualidade Ecumênica.
As ações humanas muitas vezes refletem uma cultura em que o futuro depende unicamente das coisas que se podem tocar, segurar. Ora, e se existir algo além? É importante priorizarmos o Espírito, que antes de tudo somos, aguardando por ser esclarecido, iluminado pela Verdade e pelo Amor. Uma fórmula, cujo resultado constitui a elevada Justiça, aquela que alcançará a eficiência de ser, de acordo com o que dizia Confúcio, “o castigo para acabar com o castigo”. Ou seja, corrigir a criatura, livrando-a de seus enganos e conduzindo-a por caminhos acertados. A Reeducação, portanto, é uma escolha que nos deixa mais receptivos ao apoio celeste, pois o governo da Terra começa no Céu.
Essa minha palavra vem de alguns temas que desenvolvi com os jovens em 24/11/2009. Quando foi ao ar pela Super Rede Boa Vontade de Rádio (em Brasília, AM 1.210 kHz), chamou a atenção do professor doutor Marco Antonio Azkoul, ouvinte da nossa programação. Segundo ele, “é realmente providencial para a prevalência do básico sobre o acessório, isto é, do Espírito sobre a matéria”.

 FORMANDO CÉREBRO E CORAÇÃO
 Compartilho com vocês uma boa notícia doJornal mural de circulação interna do Conjunto Educacional Boa Vontade”, na capital paulista, sobre as cerimônias de formatura do Infantil ao Ensino Médio, ocorridas em dezembro último:
“Foram momentos marcados pelo entusiasmo dos educandos que galgaram mais um degrau na trajetória escolar, pela emoção das famílias com o feito dos estudantes e pela satisfação dos educadores pela certeza do dever cumprido. Destaque para os formandos do Ensino Médio, dos quais muitos iniciaram os estudos na Supercreche Jesus, aos 4 meses de idade”.
E a nota nos traz ainda um número bem expressivo: “Vale observar que mais de 85% desses alunos, pelos bons resultados obtidos no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e em outros vestibulares, garantiram vaga no Ensino Superior. Outros optaram pela formação técnica, buscando assim o seu espaço no mercado de trabal

Mister Rodeio Brasil e Musa do Rodeio Nacional 2014 serão eleitos em Barretos




Os participantes terão que promover uma ação social em suas cidades para a prova social ou ambiental intitulada de Comitiva do Bem. O Concurso Mister Rodeio Brasil & Musa do Rodeio Nacional 2014 irá eleger o casal mais bonito dos rodeios brasileiros na cidade de Barretos (SP), Capital Country do país, no dia 2 de agosto. Porém, os candidatos e candidatas que representarão os 26 estados e o Distrito Federal estarão no município a partir de 31 de julho.
Neste ano, o concurso será misto (quarta edição do Mister e segunda da Musa) e terá provas classificatórias  como Fotogenia, Social, melhor corpo (Best Body) e Popularidade (com o voto dos internautas). Os vencedores dessas provas terão uma vaga garantida no time dos semifinalistas na grande final no dia 2 de agosto.
Os candidatos e as candidatas terão que promover uma ação social ou ambiental em suas cidades para a prova social intitulada de Comitiva do Bem. O projeto social deverá unir pessoas de bem em prol de entidades assistenciais, organizações não governamentais ou ações ambientais.
No ano passado, o concurso elegeu aquele que havia conquistado o segundo lugar em 2011. O eletricista e modelo Lucas Bóvi, representante do estado do Rio Grande do Norte nas duas edições, venceu a disputa pelo título de “homem mais bonito dos rodeios” com apenas um ponto à frente do segundo colocado, e se tornou Mister Rodeio Brasil 2013.
O Concurso Musa do Rodeio Nacional, que elegeu a modelo Ingrid Irano em agosto do ano passado, foi promovido no formato online. Ingrid disputou o título com outras duas garotas com o voto dos internautas e de um júri composto apenas de homens que analisou as fotos e vídeos e conquistou o título.
A realização do concurso é de MF Comunicação & Eventos, do técnico em Gestão com Ênfase em Rodeio e jornalista, Milton Figueiredo, e não tem vínculo com a organização do rodeio realizado em Barretos.
Concurso Mister Rodeio Brasil & Musa do Rodeio Nacional 2014
Data: 31 de julho a 3 de agosto de 2014
Local: Barretos - SP

 

 

Nesta sexta Agentes Federais vão pendurar as algemas em protesto



Nesta sexta-feira, 07, Agentes Federais de todo o país vão participar de protestos em frente às unidades da Polícia Federal, e vão pendurar literalmente as algemas contra o boicote imposto pelo atual Governo, considerado um castigo pelas operações anticorrupção que abalaram o Poder Executivo na última década.
Há várias décadas sem uma lei orgânica que reconheça suas atribuições que exigem formação acadêmica, Agentes, Escrivães e Papiloscopistas da PF se tornaram os únicos cargos públicos que, na história do Brasil, amargam um congelamento salarial de sete anos, com perdas inflacionárias que já acumulam uma deterioração superior a 40%.
Um dos efeitos mais sensíveis do sucateamento salarial é a desvalorização da carreira dos Agentes, Escrivães e Papiloscopistas da PF, e a constatação de que uma carreira antigamente reconhecida, foi desvalorizada em relação às demais. Atualmente, muitos ingressam provisoriamente, e continuam estudando para outros concursos, que também exigem formação acadêmica, mas são carreiras não depreciadas pelo atual Governo.
Estatísticas oficiais do Ministério do Planejamento demonstram a impressionante queda no número de Agentes Federais em todo o país, no decorrer do ano de 2013, logo após a realização de um concurso para 500 novas vagas:

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

CONSIRJ abre vagas para técnicos em Enfermagem e Contabilidade

O CONSIRJ – Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região de Jales está recebendo desde a quinta-feira, 6 de fevereiro, inscrições para o concurso nº. 01/2014, que visa oferecer dez vagas, sendo nove para Técnico em Enfermagem e uma para Técnico em Contabilidade. Para concorrer o candidato necessita ter curso técnico completo em suas respectivas áreas. O critério de seleção dos candidatos será baseado em prova objetiva, com previsão para ser aplicada no dia 9 de março de 2014. O conteúdo programático pode ser consultado no edital. O concurso terá validade de dois anos a contar da homologação final, com possibilidade de ser prorrogado pelo mesmo período. O salário será de R$ 923,76, para o técnicos em Contabilidade e de R$ 969,95 para os técnicos em Enfermagem que também recebem 20% de insalubridade, em jornadas de 40 e 36 horas, respectivamente. Para participar, os interessados devem efetuar a inscrição pelo site www.personacapacitacao.com.br <http://www.personacapacitacao.com.br/> , até às 22h do dia 21 de fevereiro de 2014, além de pagar uma taxa de R$ 53,50.

Santa Casa de Jales adquire novo aparelho de Tomografia Computadorizada

A Santa Casa de Jales acaba de adquirir um novo aparelho de Tomografia Computadorizada no valor de R$800 mil para atender aos pacientes de Jales e de mais 15 municípios vizinhos.
O equipamento foi comprado com recursos próprios e a expectativa da Direção do hospital é que até o mês de maio ele já esteja à disposição dos pacientes.  “É uma grande conquista para Jales e região, já que o antigo aparelho estava totalmente ultrapassado. Desta maneira, os pacientes terão uma melhora significativa na qualidade do serviço prestado”, ressaltou o provedor José Pedro Venturini. Para receber o equipamento, a sala de exame deverá passar por uma readequação técnica e de segurança, totalizando investimentos de R$900 mil.
Empenhado em continuar realizando melhorias no atendimento ao público, as próximas metas do provedor incluem a ampliação da estrutura física da entidade em mais 03 andares, a conclusão da construção do Centro de Diagnóstico por Imagem e a implantação de um Centro Obstétrico para procedimentos de gestação de alto risco.


Novo aparelho de Tomografia Computadorizada vai atender pacientes de Jales, da região e de municípios vizinhos e estados limítrofes.

 

Deputado Carlão Pignatari solicita R$ 200 mil para obras em Mesópolis


O deputado estadual Carlão Pignatari solicitou a liberação de R$ 230 mil para obras de infraestrutura na cidade de Mesópolis. Carlão acompanhou o prefeito Leandro Aparecido Polarini, nesta quarta-feira (dia 05/02), em audiência com o secretário adjunto da Casa Civil, Rubens Cury, oportunidade em que apresentou a reivindicação do município.
O prefeito Leandro informou que os R$ 230 mil serão destinados para as obras de construção de vestiários, sanitários e alambrados no estádio municipal “José Cândido Borges”, onde são disputadas as partidas de futebol aos domingos, bem como os torneios que reúnem as comunidades vizinhas.
“O governo do Estado tem colaborado com todos os municípios, liberando recursos para obras de infraestrutura, como é o caso de praças esportivas para a prática de lazer. As cidades do interior do Estado necessitam muito disso”, explicou o deputado Carlão Pignatari. 

Deputado Carlão Pignatari reivindica R$ 250 mil para obras em Pontalinda


 O deputado estadual Carlão Pignatari reivindicou ao secretário adjunto da Casa Civil, Rubens Cury, a liberação de R$ 250 mil para o município de Pontalinda. Carlão esteve em audiência com Cury, acompanhado do prefeito Elvis Carlos de Souza, nesta quarta-feira (dia 05/02).  O prefeito informou que os R$ 250 mil são para a construção de um centro de multiuso, onde possam ser desenvolvidas diversas atividades, englobando toda a comunidade.
“O centro de multiuso é uma necessidade premente para Pontalinda, onde existem diversos projetos sociais, abrangendo as várias faixas etárias da população. É um local onde poderão ser realizados cursos, palestras, jogos e atividades lúdicas e educativas”, frisou o deputado Carlão Pignatari.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

JF aceita denúncia contra ex-deputado Vadão Gomes por sonegação de contribuição previdenciária em empresa de transporte

Valor do prejuízo aos cofres públicos alcançou quase R$ 2 milhões
A Justiça Federal recebeu denúncia do Ministério Público Federal em Jales contra o ex-deputado Etivaldo Vadão Gomes e dois administradores da empresa Vadão Transportes Ltda., Pedro Cândido Miranda e Antonio Carlos Pelissari. Eles foram denunciados pela prática do crime de sonegação de contribuição previdenciária. O MPF também denunciou Pelissari pelos crimes de uso de documento falso e falsidade ideológica.
Entre janeiro de 2003 e agosto de 2005, a empresa teve um faturamento expressivo referente à prestação de serviço de fretes, embora possuísse apenas cinco empregados com contratos formalizados, sendo q ue apenas um deles atuava como motorista. Havia, portanto, claramente, um número insuficiente de funcionários para operacionalizar tamanha demanda por serviços de frete.
Além disso, a empresa prestava serviços de mão de obra na construção civil e de terraplanagem, embora não tivesse em sua folha de pagamento pessoas registradas para essas atividades. O Fisco constatou também a existência de notas fiscais de prestação de serviço de máquinas e caminhões que não faziam parte do ativo da empresa e ainda a remessa de máquinas para a prestação de serviços sem a correspondente nota fiscal do valor prestado.
Os contratos apresentados pela empresa foram apontados como falsos pela Receita Federal, sendo alguns de prestação de serviços de transporte e frete firmados entre a empresa Frigorífico Estrela D’Oeste Ltda. (Frigoestrela), na condição de locatária, e a Vadão Transportes Ltda, como locadora. Os motoristas dos veículos seriam funcionários da Frigoestrela, que seria a responsável por todas as despesas incidentes sobre as folhas de pagamento, mas eles não foram registrados em cartório e não houve reconhecimento de firma dos sócios e testemunhas.
Os documentos possuíam logomarca que não correspondia à utilizada pela empresa à época em que supostamente foram confeccionados. A empresa ainda possuía contratos de cessão de uso de máquinas e equipamentos a custo zero. Eles eram firmados com diversas propriedades rurais, em sua maioria pertencentes a Vadão ou familiares, e também junto à Frigoestrela. Apesar disso, alguns contratos foram remunerados, com o intuito apenas de atender à intimação fiscal.
Por fim, constatou-se que a Vadão Transportes lançou mão de um artifício conhecido popularmente como "nota fiscal calçada", o que gerou a omissão de receita da prestação. Até o momento da denúncia, os créditos tributários não foram pagos ou parcelados.
A denúncia é do dia 3 de outubro de 2013.

Governador autoriza contratação de 5 mil para atividades administrativas da PM

O governador Geraldo Alckmin autorizou a abertura de concurso público para contratar 5.000 oficiais administrativos, que exercerão funções burocráticas na Polícia Militar.
Com a contratação, o policiamento nas ruas será intensificado. Os novos oficiais administrativos vão substituir gradativamente soldados temporários ao fim de seus contratos.
Os oficiais administrativos serão civis – uma inovação na gestão da Polícia Militar que permite a concentração dos militares nas atividades fim. Os policiais que atuam nas ruas não precisarão ser remanejados para as funções administrativas.
As contratações se darão por meio de concurso público. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado de terça-feira, 4 de fevereiro.
 
Valorização da PM
A criação das vagas faz parte de uma série de medidas para a valorização da Polícia Militar. O governador também sancionou outras três importantes leis, em dezembro do ano passado.
A primeira aumenta o teto salarial para recebimento do auxílio alimentação, que passa a ser de R$ 2.924. O reajuste beneficia 15.900 policiais, que ficariam acima do atual patamar com o aumento salarial de 7% sancionado em novembro.
Outra medida permite aos policiais militares trabalharem voluntariamente em suas folgas, com direito à remuneração extraordinária. Os valores das diárias serão de R$ 185,95 para oficiais e R$ 154,96 para praças.
A terceira lei sancionada permitirá a policiais reformados ascender ao posto imediatamente superior. O benefício, resgatado em 2011, será estendido aos policiais que se aposentaram no período de 1991 a 2011 e não foram contemplados com a promoção.