Páginas

sábado, 14 de dezembro de 2013

D. Demétrio doa prêmio

Dom Demétrio recebe Prêmio Alceu Amoroso de Direitos Humanos, em cerimônia realiada nesta quarta-feira, 11 de dezembro. O prêmio no valor de R$ 5.000.00 é um reconhecimento ao trabalho de dom Demétrio na Cáritas Brasileira e nas Pastorais Sociais da CNBB, pelo seu empenho em favor da justiça e dos direitos humanos. O prêmio será doado à Cáritas Brasileira, para a Campanha contra a fome no mundo, lançada neste dia 11 de dezembro, Dia Mundial dos Direitos Humanos.

Mesópolis teve diversas atividades durante a semana


 
Iluminação natalina – Luzes, cores e emoção deram o tom, na noite do sábado, 7 de dezembro, à abertura oficial da decoração de Natal de Mesópolis, na praça da Matriz, com a presença do prefeito Leandro Polarini, primeira-dama Marinangela Polarini, vice-prefeito Aparecido Vieira e esposa Patrícia e com toda a população mesopolense. As luzes, consideradas um dos símbolos mais representativos do Natal, estão presentes de forma inédita no centro, entradas principais e avenida principal da cidade. O clima natalino foi literalmente inaugurado com a chegada do Papai Noel e abertura de sua exuberante casa. O momento foi comemorado com queima de fogos e muita animação principalmente pelas crianças que tiraram muitas fotos no trenó e com o Papai Noel.

Chaves da casa – Na sexta-feira, 6 de dezembro, foi o dia de sonho realizado para 50 famílias do município de Mesópolis que receberam das mãos do deputado Itamar Borges (PMDB), do prefeito Leandro Polarini, do vice-prefeito Aparecido Vieira e do secretário-adjunto de Estado da Habitação, Marcos Rodrigues Penido, o diretor técnico da CDHU, João Abukater Neto e deputado Carlão Pignatari, as chaves das casas próprias construídas pela CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano. .A cerimônia contou também com a presença da deputada Analice Fernandes. Os novos mutuários terão prazo de até 25 anos para quitar o financiamento habitacional. As prestações serão subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a renda familiar. Os novos mutuários contaram ainda com a presença da população, grande queima de fogos e um saboroso coquetel.

Formatura 2013 –  Escola Municipal "Rosiméri Niza Menezes" de Mesópolis realizou no dia 06/12 a formatura da Turma Pré II e do 5º ano E.F. Foi um momento emocionante. Com carinho e cuidado de sempre Direção, Coordenação, Professores organizaram uma linda festa . O tema este ano foi anos 60. A escola contou com total apoio do Prefeito Municipal Leandro Polarini e sua esposa Marinangela Polarini. A cerimônia foi prestigiada pelo Prefeito e esposa, vice prefeito e esposa, membros do Conselho Tutelar e vereadores. Ao final da festividade os alunos receberam presentes e apresentaram um lindo coral de natal.

Eleito – Já em janeiro de 2014, a Câmara Municipal de Mesópolis começará o ano com novo presidente: Luiz Carlos Pereira (Luizinho). A eleição foi na terça-feira, 10 dezembro, Para completar a Mesa Diretora do Legislativo, foram eleitos os vereadores Jovelino Barros Borges vice-presidente, Elton Milani 1ª secretário, Denilson Bortollozo como 2º secretário e Lauvir dos Santos como tesoureiro.

Sarau – Na noite de quinta-feira, 5 de dezembro, a E.E. "Adelino Bertani" da Diretoria de Ensino - Região de Jales, realizou o Sarau de Homenagem aos 100 anos de Vinícius de Moraes, com apresentações de seus alunos declamando e dançando e cantando as obras do autor.

Grupo de Integração – O Grupo de Integração do Idoso de Mesópolis que participa do Consórcio entre os Municípios parceiros de Ouroeste, começaram a semana com muita agitação no domingo dia 08, passaram a tarde dançando forró na cidade de Indiaporã e na terça-feira dia 10 tiveram um dia de lazer no Clube Água Viva de Fernandópolis. Esses eventos finalizaram as atividades do ano de 2013 e tiveram total apoio da Coordenadoria do Posto de Saúde, Fundo Social de Solidariedade e Prefeitura Municipal de Mesópolis.


Encerramento com “chave de ouro

 
Foi realizado na segunda-feira, 2 de dezembro, no anfiteatro da ETEC "Dr. José Luiz Viana Coutinho", encontro com alunos dos três módulos de enfermagem, quando a professora e diretora Luiza Corsini Dejavite, proferiu palestra com abordagem de temas relevantes quanto a postura ética e dicas de comportamento em entrevistas.
Segundo Camila Maria Buso Weiller Viotto, enfermeira especialista em Cardiologia e Docência, esta palestra contribuiu imensamente no intuito de fortalecer os "conhecimentos já adquiridos e estimular os alunos a valorizar a boa postura diante de processos admissionais", já que a formatura da primeira turma de técnicos de enfermagem será dia 19 de dezembro".

O Corpo Docente da Enfermagem e os alunos agradecem a disposição e interesse da professora Luiza Corsini Dejavite.

Festa de encerramento das festividades 2013 no CRAS de Mesópolis é recheada de emoções






 










Nesta quinta-feira, 12 de dezembro, o Centro de Referência de Assistência Social - CRAS de Mesópolis, encerrou suas atividades com uma confraternização para a comunidade e, para abrilhantá-la, estiveram presentes o prefeito municipal Leandro Polarini, a primeira-dama Marinangela Polarini, a equipe do órgão gestor formada pela assistente social em exercício Roseli Vaserino, a auxiliar administrativa Neide Brito Faustino e a gestora da Assistência Social em exercício Regiane Bernardino. Também a equipe do CRAS composta pela coordenadora Luciana Rocha, a assistente social Fernanda A. Cordeiro, a assistente social Jaqueline Brandão, a piscóloga Maristela Scandelai e a auxiliar Sandra Rocha do Vale.
A noite também foi abrilhantada pela presença dos monitores dos grupos e oficinas do CRAS, sendo eles: a monitora de artesanato e, E.V.A Aline Costa Oliveira, a monitora de pintura cícera e de dança, ginástica e expressão corporal Nara Luci, o professor de karatê sensei Adauto Guarnieri. Presença também da nutricionista Carla Bernardino que sempre acompanha a distribuição de lanche dos grupos e oficinas.
A confraternização teve inicio com uma agradecimento todo especial para toda equipe que trabalhou neste ano de 2.013 com afinco em suas atividades. Houve também a entrega de lembranchinhas e mimos.
A primeira-dama Marinangela Polarini fez um discurso muito emocionado, ao agradecer todos aqueles que estiveram envolvidos neste ano de 2.013 nas atividades do CRAS ao firmar que "sem vocês seria impossível atingir todos os objetivos propostos e as realizações neste ano".
Logo após deu-se inicio às apresentações, e a primeira delas, foi a graduação e troca de faixa para amarela 6º Kiu pelo Sensei Adauto Guarnieri de três alunos da Oficina de Karatê, sendo: Natiele Caroline Pimentel, André Luiz Soares Júnior e Alan Oliveira Miranda.
Em seguida a professora Na Luci juntamente com as meninas da Oficina de Dança apresentaram uma coreografia para o público presente.
Os alunos Guilherme, Ana Júlia e Betânia da Oficina de Violão apresentaram duas músicas para alegrar ainda mais os corações de todos os participantes do evento.
Durante a confraternização foram expostos os trabalhos dos Grupos que acontecem no CRAS, dentre eles artesanatos em E.V.A, decopagem, pintura, bordado e muito outros. Para encerrar a noite, a equipe do CRAS e Órgão Gestor serviram um delicioso lanche aos presentes ao som de "jingle Bell" , agradeceram a presença de todos, desejando-lhes um Feliz Natal e Próspero Ano Novo.
 
 
 
 

Jales perde 72 posições no ranking do Programa Município Verde Azul de 2013

Foi anunciado nesta terça-feira, 10 de dezembro, o Ranking Ambiental Paulista 2013. Sessenta e sete municípios, que desenvolveram atividades e projetos importantes na área ambiental, atingiram nota superior a 80 e receberam o selo Município Verde Azul.

No quinto ano do programa Município Verde, o município de não atingiu a pontuação exigida para conquistar o "Selo Verde Azul". Jales perdeu 72 posições em 2013 em relação ao ano de 2012 (ver quadro) no ranking ambiental paulista, diminuindo a sua nota de 83 para 67 neste ano. É exigida a nota 80 para a obtenção do certificado. No ranking regional o município de Jales também perdeu posições. Dos 24 municípios da região participantes do Programa "Selo Verde Azul", Jales deixou a 7ª conquistada em 2012 para a 16ª posição neste ano.

As ações realizadas em 2013 foram avaliadas pela equipe do programa e reconhecidas pelo Governo do Estado. Ao todo, foram cadastrados 587 municípios, dos quais 489 entregaram planos de ação e foram avaliados. Destes, 73% são de novas gestões (prefeitos eleitos em 2012) e 27% são administrados por prefeitos reeleitos.

Na sub-região de Jales, Dirce Reis, Santa Fé do Sul, Populina e Santa Clara D´Oeste mantiveram o título de Município Verde Azul conquistado em 2.012, Já Urânia, que participou de todas as edições do programa, chegou a ser a 128ª cidade do Estado no ano passado, agora ficou em 211º lugar, perdendo 83 posições. O município de Aspásia que sempre esteve entre os que alcançaram a pontuação exigida, este ano perdeu 51 posições. Caiu da 87ª para a 138ª, perdendo 14 pontos em sua nota.

O "Selo Verde Azul" garante à administração municipal a prioridade na captação de recursos, por meio do Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição (FECOP).



Município Verde Azul – Lançado em junho de 2007, o Município Verde Azul tem como principal proposta descentralizar a agenda ambiental paulista, considerando que a base da sociedade está nos municípios. Em 2008, na divulgação do primeiro ranking, 44 municípios alcançaram nota igual ou superior a 80. Em 2009, foram 168. Já, em 2010, 144 municípios receberam a certificação. Na edição de 2011, 159 cidades foram premiadas. Em 2012, 134 municípios conseguiram nota superior a 80. O objetivo do Programa é descentralizar a política ambiental, ganhando eficiência na gestão ambiental e valorizando a base da sociedade.


Municípios da região no
programa "Selo Verde Azul"

Município                                                             Nota                                                               Ranking
2012/2013 Região                2012/2013                               2012/2013



03 01 - Dirce Reis                            89 89                                        41 16

00 02 - São Francisco                    00 86                                         00 26
01 03 - Santa Fé do Sul               94 83                                        05 44
05 04 - Populina                        86 82                                         67 54
12 05 - Santa Clara d´Oeste          67 81                                        158 60            
00 06 - Dolcinópolis                     00 80                                          00 64
00 07 - Palmeira d´Oeste             00 76                                           00 97
13 08 - Vitória Brasil                    66 75                                          191 99
02 09 - Pontalinda                   90 74                                          34 103
00 10 - Santa Salete                 00 72                                          00 119
06 11 - Santana da Ponte Pensa 84 71                                          89 128
14 12 - Rubineia                          49 70                                         259 135
05 13 - Aspásia                            84 70                                          87 138
00 14 - Turmalina                         00 69                                           00 144
00 15 - Aparecida d´Oeste            00 68                                        00 155
07 16 - Jales                                 83 67                                         97 169
11 17 - Paranapuã                       71 66                                      171 173
08 18 - Santa Rita d´Oeste          83 60                                          99 210
10 19 - Urânia                               80 60                                       128 211
00 20 - Santa Albertina               00 57                                         00 231
04 21 - Nova Canaã Paulista       85 55                                       76 246
09 22 - Três Fronteiras                81 52                                      112 266
00 23 - Marinópolis                     00 48                                        00 285
00 24 - Mesópolis                        00 16                                       00 468









EDITAIS DE PROCLAMAS

Ademir de Mattis, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

WESLEI THIAGO GASPAR e CINTYA BRADASSIO PAULUCCI. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 14 de setembro de 1.985, engenheiro de materiais, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Ynoes Gaspar Filho e de Marli Aparecida Gonçalves Gaspar. ELA, natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascida aos 11 de julho de 1.990, engenheira de alimentos, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Cezar Antonio da Silva Paulucci e de Cleusa Bradassio Paulucci.

RONALDO OLIVEIRA e ZELINDA ALVES DOS SANTOS. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 11 de fevereiro de 1.966, pintor, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Oliveira e de Eutália Fermino Santos Oliveira. ELA, natural de Ibiporanga, deste Estado, nascida aos 30 de julho de 1.959, funcionária pública municipal, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Arlindo Alves dos Santos e de Joaquina Rodrigues dos Santos.

GUSTAVO SUMAIO DOS SANTOS e PATRICIA SANTIAGO DA SILVA. ELE, natural de Nhandeara, deste Estado, nascido aos 08 de março de 1.990, frentista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Ismael José dos Santos e de Eliana Margarida Sumaio dos Santos. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 09 de março de 1.989, farmacêutica, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Osmar Pedro da Silva e de Débora Santiago da Silva.

JOSÉ GABRIEL DE OLIVEIRA e ROSALINA PEREIRA DA SILVA. ELE, natural de Nossa Senhora das Dores, Estado de Sergipe, nascido aos 29 de março de 1.948, aposentado, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Valdomiro Gabriel de Oliveira e de Maria Iracilda de Oliveira. ELA, natural de São Paulo, deste Estado, nascida aos 24 de janeiro de 1.959, lavrador, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Avelino Pereira da Silva e de Aparecida Pereira da Silva.

JOEL DA CRUZ BOSCOLO e GABRIEL APARECIDA AUGUSTO. ELE, natural de Mirassol D’Oeste, deste Estado, nascido aos 29 de outubro de 1.987, auxiliar de hotelaria, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Antonio Boscolo Filho e de Wania da Cruz Boscolo. ELA, natural de São Paulo - Tucuruvi, deste Estado, nascida aos 17 de setembro de 1.990, técnica de enfermagem, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Altomirio Augusto e de Maria Aparecida Julio Augusto.

RAFAEL VIEIRA DE ALMEIDA e CINTHIA ROZAN ANTONIO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 28 de fevereiro de 1.986, designer gráfico, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Celio Roberto Vieira de Almeida e de Denise Araujo de Almeida. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 19 de março de 1.990, assistente social, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Oswaldo Antonio e de Eronildes Rozan Antonio.

EVERTON SILVIO GHIOTTI e ANGÉLICA DOMINGUES LOPES. ELE, natural de Santa Bárbara D’Oeste, deste Estado, nascido aos 06 de agosto de 1.981, motorista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Ivani Ghiotti. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 15 de abril de 1.983, atendente, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Adevaldo José Lopes e de Aurora Domingues Fernandes Lopes.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Ademir de Mattis - Oficial


Conab divulga números da safra de laranja para São Paulo e Triângulo Mineiro

Estado de São Paulo deverá ter um volume de 215,3 milhões de caixas de laranja de 40,8 kg para a moagem industrial para o próximo ano. Para a comercialização in natura a estimativa é de 53,3 milhões de caixas. Somados esses números o total de produção comercial no Estado é de 268,6 milhões de caixas. Os dados referem-se ao Terceiro levantamento de Laranja da safra 2012/13 para São Paulo e foram divulgados nesa quinta-feira, 12 de dezembro, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Atualmente, São Paulo possui 10.100 citricultores, cujos pomares totalizam 170,6 milhões de plantas em produção, em uma área de 464,4 mil hectares. Há 23 milhões de pés ainda sem produção, em uma área de 37,3 mil hectares.

O levantamento também analisou a região do Triâgulo Mineiro, onde a produção esperada de laranja destinada à indústria de suco é de cerca de 8,4 milhões de caixas e a destinada à mesa foi estimada em 1,5 milhões de caixas, totalizando uma produção comercial de aproximadamente 9,9 milhões. A região possui 22,4 mil hectares de área total com plantio de laranja, sendo 19,5 mil hectares de área em produção com 8,4 milhões de pés em produção, com produtividade média estimada de 510 caixas.

O estudo é resultado da parceria entre as Secretarias de Agricultura e Abastecimento de São Paulo e Minas Gerais, de órgãos agrícolas, o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Conab. As informações têm como período de referência a safra 2013/14 e a coleta de dados ocorreu no mês de novembro de 2013, mediante aplicação de questionário estruturado, junto ao responsável pela unidade de produção agrícola. (Antônio Marcos da Costa / Conab)

Karatecas conquistam medalhas em Torneio Internacional e em Campeonato Estadual

No sábado, 7 de dezembro, os karatecas Diego Pimenta da Silva, Nilton Roberto Assunção Filho e Gabriel Fernandes de Matos Movio, treinados pelo professor de karatê Sensei Edson de Freitas Resende, participaram do XVI Festival I.S.O. de Karatê, torneio de nível internacional organizado pela International Shotokan Organization com participantes do Brasil, Chile e Uruguai e que foi realizado na cidade de São Paulo/SP com apoio da Federação Paulista de Karatê.
Diego conquistou a medalha de bronze na categoria Shiai Kumitê, Gabriel conquistou duas medalhas de bronze nas categorias Shiai Kumitê e Katá e Nilton conquistou a medalha de prata na categoria katá.
E no dia 23 de Novembro o Sensei Edson, juntamente com seus alunos Diego Pimenta da Silva, Etyara Mariana Augusto, Nilton Roberto Assunção Filho e Guilherme dos Santos Ferreira, conquistaram 7 medalhas de ouro e 2 medalhas de bronze na 3ª Etapa do Campeonato Estadual de Karatê da FKMS (Federação de Karatê de Mato Grosso do Sul), realizado na cidade de Campo Grande/MS.
O Campeonato Estadual da FKMS, reconhecido pela CBK Confederação Brasileira de Karatê), foi divido em três etapas e com as medalhas conquistadas nesta última etapa, Sensei Edson sagrou-se campeão estadual na categoria katá, Diego sagrou-se campeão estadual na categoria shiai kumitê, Etyara sagrou-se campeã estadual na categoria shiai kumitê e Nilton sagrou-se campeão estadual na categoria katá.
 

Pedagogia da Unijales é brilhantemente reconhecido pelo Ministério da Educação

 
Desde quando passou a funcionar a primeira turma do curso de Pedagogia da Unijales, tudo o que foi necessário para que este se solidificasse, dentro do cumprimento de todos os requisitos, regulamentos e exigências do Ministério da Educação, foi feito. Hoje os resultados não poderiam ser melhores.
No mês de dezembro, o MEC, através dos professores doutores, Ana Marta Aparecida de Souza Inez e Guilherme Salamago de Oliveira, avaliou e aprovou o Curso de Pedagogia da Unijales. Toda a qualidade do ensino numa estrutura física diferenciada, com espaços e recursos adequados, tanto para as aulas práticas como teóricas, os projetos, os professores qualificados e profissionais capacitados fizeram com que o Curso de Pedagogia fosse um dos mais procurados da região de Jales ainda nos primeiros anos de funcionamento. E foram todos esses requisitos que também colaboraram para a aprovação da avaliação do Curso, além da infraestrutura e laboratórios especializados. A avaliação realizada entre os dias 2 e 4 de dezembro recebeu a nota 4, em uma escala de zero a cinco, sendo classificada como de ótima qualidade, atendendo, portanto, plenamente a demanda do Curso. A atuação da coordenadora, Maria Angélica Mistilides Polizio também foi um dos pontos fortes e de acordo com o relatório final do MEC, possui posicionamento firme em relação às suas ações e liderança entre os docentes e discentes, com dedicação e transparência percebidas nos contatos com diferentes grupos no IES.
"Neste momento palavras perdem o sentido diante do sentimento de alegria, de sucesso, de dever cumprido, de cooperação e de comprometimento. A realização de mais uma vitória em nossas vidas só pode ser descrita com as palavras de Confúcio: "Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida". E eu, digo mais. Escolha uma boa equipe e seu trabalho será grandioso.
Na UniJales, não poderia ser diferente. Este conceito do MEC, para o curso de Pedagogia, vem certificar a qualidade do que oferecemos para nossa comunidade local e regional", afirmou a coordenadora Maria Angélica Mistilides Polízio.
A diretora de graduação professora Rosangela Juliano Bordon Bigulin enfatiza que "o conceito 4 conquistado pelo Curso de Pedagogia da Unijales, é o reflexo de um trabalho coletivo desenvolvido com responsabilidade e muita dedicação. É também, motivo de orgulho para nós e toda região de Jales, pois atingiu uma nota igual ou mesmo superior às conquistadas pelas grandes Universidades Públicas do país. Isto comprova que o trabalho desenvolvido pelo nosso corpo docente é realmente de excelência. Resultado disto, é o alto índice de aprovação dos nossos alunos nos concursos públicos, logo que concluem a licenciatura em Pedagogia. Parabéns à coordenadora Maria Angélica Mistilides Polízio, ao corpo docente do curso, alunos e funcionários responsáveis pela conquista deste excelente resultado".
 
 
 

Natal, tempo de Boa Vontade


Adelvair David

"... paz na terra, boa vontade para com os homens."

Naquela noite, a natureza entoou melodias silenciosas, a brisa carreava perfumes de fragrâncias imperceptíveis anunciando a chegada do verdadeiro amor. Os homens foram tomados de alegria incomum, nunca houve noite igual, cuja sublimidade jamais será repetida até os confins dos tempos.

Os coroados da terra sentiram-se profundamente incomodados, ardia-lhes na alma inquietude incomum; pressentiam que o maior entre os maiores acabara de chegar. Ao contrário de ameaça, Ele aportou ao solo terreno em silêncio, sem alarde, entre animais e pastores, não pretendia violentar consciências, nem mesmo fazer imposições, trouxe em notas de paz e esperança o próprio coração como bálsamo para dores humanas

O sentimento que se espraia por toda a terra traz de volta o olhar misericordioso de muitos para com aqueles que pouco ou nada possuem. É o chamado espírito do Natal que invade os corações. É o sentimento perene do amor do Cristo impregnado desde aqueles tempos na realidade espiritual do planeta, o mesmo que motiva os missionários da ternura e da compaixão prosseguirem auxiliando até a exaustão das próprias forças para felicidade do semelhanteAssim, até hoje, um clima de mais concórdia e solidariedade toma conta do homemnestes tempos que antecede ao Natal do Senhor.

É Natal, tempo de alegria, de reflexão e de repensar sentimentos, de renovar disposições para servir a todo o momento, onde o amor se transforme em tarefa de cada dia.

NATAL DE LUZ, TEMPO DE BOA VONTADE, NATAL DE JESUS.
 


Alckmin libera recursos às santas casas da região

O governador Geraldo Alckmin lançou nesta quarta-feira, 11 de dezembro, um programa de auxílio às santas casas e hospitais filantrópicos que prevê o repasse de mais do que o dobro do valor extra total enviado pela Secretaria de Estado da Saúde a essas instituições. Foram beneficiadas 117 entidades, com investimento da Secretaria de Estado da Saúde de R$ 535 milhões já no próximo ano.

"O programa dá racionalidade ao sistema. O pagamento complementar mensal começa fortalecendo a estrutura de 117 santas casas que têm vocação para fazer os atendimentos mais complexos", destacou o governador. "A ajuda extra vai consolidar o atendimento de qualidade com bons serviços, especialistas e beneficiando o sistema como um todo".

Na região, quatro entidades receberão extras do governo do Estado (ver quadro).

A Secretaria classificou, para definir os valores a repassar, as santas casas em três tipos: os "hospitais estruturantes", que são aqueles de referência em atendimentos complexos, como cirurgias cardiovasculares e torácica, hemodiálise e neurocirurgias; os "hospitais estratégicos", de médio porte, que servem como retaguarda aos estruturantes, e os hospitais de apoio, que são os de pequeno porte.

Para tornar o acesso da população aos cuidados de saúde mais justo, equitativo e adequado às suas necessidades e ao potencial produtivo do sistema de saúde, todas as unidades que receberão os recursos do programa irão disponibilizar suas internações, consultas e exames para acompanhamento no Sistema de Informação Estadual de Regulação, garantindo transparência na relação de parceria entre gestor e prestador.


"Além de fortalecer as instituições filantrópicas, esse programa beneficia a população mais carente, que poderá contar com mais oferta de exames, consultas e cirurgias em cada região do Estado", afirma o secretário de Estado da Saúde, David Uip.



Santa Casa de Votuporanga
PRÓ estadual/mês R$ 70.000,00
 
 
Incentivo Santas Casas R$ 828.356,82
Complemento estadual R$ 898.356,82
Santa Casa de Fernandópolis
PRÓ estadual/mês R$ 100.000,00
Incentivo Santas Casas R$ 261.600,31
Complemento estadual R$ 361.600,31
Santa Casa de Jales
PRÓ estadual/mês R$ 70.000,00
Incentivo Santas Casas R$ 42.177,77
Complemento estadual R$ 112.177,77
Santa Casa de Santa Fé do Sul
PRÓ estadual/mês R$ 21.000,00
Incentivo Santas Casas R$ 17.357,24
Complemento estadual R$ 38.357,24

Funcionários da Santa Casa participa de encontro com o ministro Padilha, da Saúde

O administrador hospitalar César Augusto Rúbio, a gerente de captação de recursos e projetosAdriana Mariano dos Santos, e a assistente Cristiane Fachola de Araujo, estiveram em São Paulo na segunda-feira, 9 de dezembro, em encontro das santas casas e hospitais filantrópicos com o Ministro da Saúde,. Alexandre Padilha. O evento aconteceu na na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
 
O encontro organizado pela FEHOSP – Federação dos Hospitais do Estado de São Paulo teve como objetivo demonstrar a luta da federação e do deputado federal Antonio Brito, da Frente Parlamentar das Santas Casas, com apresentação dos trabalhos realizados no ano de 2013.
Para 2014, a federação já trabalha no sentido de ampliar o IAC para custeio de média complexidade a 100% do valor contratado com o SUS; extensão do PROSUS para dívidas com o sistema financeiro, com juros máximos de 4% a.a, prazo mínimo de 120 meses para o pagamento e carência de 2 anos; criação de uma linha de recursos de investimentos, a fundo perdido tanto para tecnologia, quanto para adequações físicas e a implementação do sistema de educação continuada a distância para toda a rede no país, através do hospitais de ensino.
O ministro, Alexandre Padilha disse que o SUS não avançará na qualidade se não existir a Santa Casa em nosso país. Começamos a dar um passo decisivo. Precisamos colocar um ponto final no modelo defasado da Tabela SUS", comentou Padilha. O ministro ainda apontou quatro pilares de trabalho. O primeiro é a mudança da forma de certificação, respeitando a especificidade de cada instituição. O segundo pilar se resume ao PROSUS, programa para resolver o problema das dívidas e ao mesmo tempo, ampliar o atendimento a população. Em terceiro, está a ampliação do modelo de financiamento pelo IAC. Seguido pelo quarto e último item, que é estabelecer regras mais claras para garantir que o recurso chegue nas Santas Casas.
Os representantes da Santa Casa de Jales conversaram com o ministro Padilha e com o deputado federal, Antonio Brito expondo a situação atual do hospital que não possui dívidas com governos e bancos, mas precisa de recursos para cobrir o déficit mensal e para novos investimentos que terão início em 2014.
 
 
 
 

Fome no mundo

D. Demétrio Valentini

A Igreja acaba de lançar uma campanha para a erradicação da fome no mundo. Esta campanha vem respaldada de apoios muito significativos. Quem a encabeça é a Cáritas Internacional, mas quem a subscreve é o Papa Francisco.

A repercussão prática da posição do Papa já se mostrou muito eficaz, quando do seu contundente posicionamento contrário à intervenção dos Estados Unidos na Síria. A posição do Papa demoveu uma decisão já praticamente tomada pelo Presidente Obama. E a partir daí, os acontecimentos na Síria vão convergindo para uma solução pacífica do conflito interno, mesmo com as muitas dificuldades ainda a serem superadas pelo próprio povo da Síria.

Agora, a campanha é mais ampla, mais complexa, e mais duradoura. Desta vez, o Papa fez questão de agregar outros apoios, estratégicos e práticos, visando inserir esta campanha contra a fome na própria dinâmica da ação da Igreja.

A campanha foi sugerida pela Cáritas da Espanha, e foi logo encampada pela Cáritas Internacional. É de salientar que o Presidente da Cáritas Internacional é o Cardeal Oscar Maradiaga, que é um dos membros do "Grupo dos oito Cardeais", nomeados pelo Papa Francisco para o ajudarem no governo da Igreja.

Desta maneira, resulta evidente a importância estratégica desta campanha, lançada quando vai tomando forma a nova postura da Igreja, simbolizada pela figura do Papa Francisco.

Para concretizar a proposta de uma Igreja "voltada para a sociedade", solidária com suas grandes causas, nada melhor do que enfrentar este "escândalo público", que é o flagelo da fome no mundo, como o próprio Papa o qualificou.

Com o lema: "Uma só família – Pão e Justiça para todas as pessoas" a campanha é lançada agora, com a intenção de ir envolvendo a Igreja toda, para atrair também as adesões da esfera pública, sobretudo a nível das Nações Unidas, onde o brasileiro José Graziano da Silva preside a FAO, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura.

A campanha começa "em casa", convocando as Cáritas de todos os países onde ela está organizada. Tem a intenção de se prolongar até o ano de 2015, quando com certeza já será possível avaliar suas repercussões práticas, para que a ação contra a fome se traduza em políticas públicas orgânicas e eficazes nos países que atualmente mais padecem deste flagelo, especialmente na África, e também na Ásia.

Dependendo do critério adotado, chega-se a cifras aproximadas, que quantificam as estatísticas da fome.

O fato é que, segundo as Nações Unidas, existe aproximadamente um bilhão de pessoas que padecem de desnutrição no mundo. Outra constatação persistente é que o problema não decorre da escassez de alimentos. Com a produção atual, seria possível garantir alimentação suficiente para o mundo inteiro.

O problema, portanto, não se limita à produção de alimentos, que continua sendo um desafio. O mais difícil é a adequada distribuição dos alimentos, que não pode ser deixada à lógica mercantilista, onde o alimento vira mera mercadoria, e a própria fome se torna, inclusive, fator de especulação financeira.

Esta, portanto, será uma campanha que vai mexer com nossas convicções.. E vai colocar em destaque a importância do Brasil, não só pelo seu esplêndido potencial de produtor de alimentos, mas também pelos efeitos benéficos de suas políticas sociais, embora ainda incipientes.

Vamos aguardar as instruções práticas da Cáritas Brasileira, para que esta campanha se insira de maneira articulada em nossas comunidades, e encontre uma generosa proposta por parte do povo brasileiro.

Volfer doa 50 cadeiras novas para Santa Casa

A Santa Casa de Fernandópolis recebeu 50 novas cadeiras destinadas aos acompanhantes de pacientes em atendimento no pronto-socorro e nas unidades de internação do hospital. A entrega foi feita na manhã dessa sexta-feira, 13, pela Volfer - Voluntárias da Santa Casa de Fernandópolis.

A doação, segundo a presidente do grupo de voluntárias, Alice da Silva Ferrarezi, aconteceu graças ao apoio de um parceiro da Volfer e da ajuda financeira com os eventos promovidos pelo grupo, como Bazar Solidário e Feirinha na Santa Casa.

"Todos os dias estamos visitando pacientes, trabalhando a humanização dentro da Santa Casa. E em contato com as pessoas vimos qual seria a prioridade do momento, por isso decidimos nos unir e comprar as cadeiras novas", conta Alice Ferrarezi.

O grupo da Volfer, fundado em 2008 por Wandalice Franco Renesto, é formado por cerca de 40 voluntárias que se reúnem uma vez por mês para definir as ações do grupo.

Formandos

Reginaldo Villazón

Dezembro. Para milhares de jovens no país, é tempo de conclusão do curso médio ou universitário de qualificação profissional. Para chegar a esta posição, muitas dificuldades pessoais e materiais foram enfrentadas e superadas. O apoio dos pais, o estímulo dos professores e a colaboração dos colegas foram fundamentais. Haverá muitas despedidas, mas há muito que comemorar. A conquista de uma graduação tem muitos significados. É a concretização de uma escolha, a vitória do esforço, a valorização do conhecimento, o acesso à cidadania.

A pouca experiência dos jovens sobre a vida gera momentos de inquietação sobre o futuro. E quando os adultos distraídos lhes traçam perspectivas descabidas – acima ou abaixo da realidade –, a inquietação juvenil pode virar angústia. Nenhum jovem deve esperar que seu futuro seja um sucesso espetacular ou um fracasso completo. Vai acertar, se prever que sua vida seguirá dentro da normalidade, com facilidades a serem aproveitadas e dificuldades a serem resolvidas. Vida turbulenta, como montanha russa, é para poucos.

As oportunidades de realização profissional e social no Brasil hoje são bem maiores que há vinte anos, antes da abertura econômica do país e a proliferação dos computadores, da internet e dos telefones celulares. Apesar dos debates sobre mudanças e globalização, sob o enfoque econômico, é certo que estes acontecimentos envolvem variáveis políticas, econômicas, tecnológicas, sociais e culturais. As mudanças e a globalização interferem na vida de todas as nações e pessoas, sem depender da qualidade dos seus efeitos.

O cenário mundial mostra países ricos e países em desenvolvimento, realizando investimentos em modernização da infra-estrutura, ampliação da educação, formação de especialistas, pesquisas científicas e tecnológicas, geração de novos materiais, produtos e serviços. Isto aprofunda a desigualdade entre países ricos e pobres, coloca os menos desenvolvidos na condição de fornecedores de bens e serviços secundários. No entanto, as novas tecnologias são democráticas e podem ser adotadas com sucesso também nos países pobres.

Dois conceitos importantes estão presentes nas atividades globais, com força crescente e modo irreversível: economia verde e responsabilidade social. A economia verde decorre da necessidade de preservação ambiental. Os fornecedores de bens e serviços (fazendas, indústrias, construtoras, hotéis e outros) se submetem às exigências da economia verde, adotando novos modelos gerenciais, novas práticas de trabalho e funcionários mais qualificados. O número de empregos verdes no Brasil (2,6 milhões = 6,73% do total) não pára de crescer.

A responsabilidade social se impõe nas empresas e entidades em várias formas de ação social, como projetos ecológicos, filantrópicos, educacionais, culturais e esportivos. Esses projetos estreitam o relacionamento das empresas e entidades com a sociedade. Muitas vezes, ajudam a resolver problemas criados pelo sistema econômico e outros de difícil solução. As organizações envolvidas nos projetos de responsabilidade social precisam de funcionários com formação suficiente para exercer o trabalho produtivo e ainda agir com cidadania.

As mudanças estruturais das atividades humanas e a globalização geram muitos postos de trabalho. Os avanços globais acontecem nos campos, nas indústrias e nas cidades. Energias limpas, veículos eficientes, processos de economia de matéria-prima, eliminação de desperdícios, reciclagens, prédios economizadores de água e energia, agroflorestas, técnicas biológicas de saneamento, redes integradas de produção e consumo de eletricidade. A graduação profissional de agora abre espaços para a realização de muitas outras conquistas.

Onde encontrar socorro? No SUS?

Marçal Rogério Rizzo e Tatiane Martins de Oliveira

Falar em saúde pública doente no Brasil parece redundância. Saúde pública no Brasil significa ausência, falta, carência e deficiência. Realmente, a situação da saúde pública de nosso país é lamentável! Os argumentos que justificam essa afirmação podem ser encontrados nos noticiários televisivos, nos jornais, na internet e na justiça que, a todo o momento, vem obrigando o andamento de procedimentos médicos (e até mesmo a distribuição correta de medicamentos das prefeituras, estados e União).

Assim, o apelo que ocorreu nas ruas por uma saúde melhor é legítimo. Algum dia parou pra pensar quantas pessoas morrem diariamente por falta de atendimento médico neste imenso Brasil? Certamente não! Mas, os números nos assustarão. O modus operandi de boa parte de nossos governantes com a área da saúde não é nada agradável.

Veja o caso do Hospital Universitário da UFMS de Campo Grande (MS), que, nos últimos meses, tem sido alvo de investigação da Polícia Federal e pauta jornalística da grande mídia. O fato é que, após denúncias, se abriu um inquérito para investigar possível esquema de corrupção que visava a beneficiar clínicas particulares de oncologia de Campo Grande.

É nesse contexto que está o cerne da polêmica em relação à área da saúde. Resumindo, a crítica é procedente, pois se estrutura nos desvios de recursos que poderiam ser investidos na saúde com qualidade do cidadão brasileiro. Assim, não causa estranheza que a maior parte dos políticos parece não se importar com a saúde pública do Brasil, até mesmo porque eles não a utilizam. Fica a impressão de que nunca foram cobrados por uma saúde mais benéfica.

Atualmente, atribuem a culpa de todos os males da saúde aos médicos, ou melhor, à falta de médicos. Entretanto, vendo o sofrimento de pacientes – usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) – que, até pra marcar uma simples consulta, tem que esperar de 30 a 60 dias (quando não passam a noite em uma fila para conseguir agendar a tal consulta). Agora, imaginem o tempo necessário para agendar uma cirurgia? Essas situações não nos permitem colocar a culpa nos médicos.

Na verdade, quando olhamos para acontecimentos que revelam a trágica situação que a saúde pública se encontra, logo nos surge uma revolta, pois o cidadão de bem, trabalhador, que paga seus impostos, esperava contar com a mínima humanização no SUS e isso não ocorre. Sabe-se que ali não dá pra pedir socorro!

Se os discursos eleitorais caminharem somente na direção da falta de médicos, será uma tragédia, mas se conseguirmos chegar a um entendimento de que podemos promover uma saúde pública de qualidade com base na melhoria dos gastos públicos e combate da corrupção, sem dúvida, estaremos indo à frente.

Marçal Rogério Rizzo: Professor do curso de Administração – Câmpus de Três Lagoas (MS). E-mail: marcalprofessor@yahoo.com.br

Tatiane Martins de Oliveira: Acadêmica do curso de Administração – Câmpus de Três Lagoas (MS). E-mail: tatianebussolan@hotmail.com

PALAVRAS DE CHICO XAVIER

Existem pessoas que se aproximam de nós com o espírito de maledicência; querem saber da nossa vida, não para nos auxiliar, mas para tornarem públicas as nossas feridas...

Devemos tomar cuidado com esses nossos irmãos que adquiriram uma estranha viciação: querer crescer às custas da indigência alheia...

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da "Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.





Promoção Social participa de seminário sobre BPC na Escola em Águas de Lindóia (SP)


 Representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Promoção Social participaram no dia 05 e 06 de dezembro, em Águas de Lindóia, do Seminário de Formação dos Grupos Gestores Locais e Técnicos Estaduais do Programa Benefício de Prestação Continuada - BPC na Escola, promovido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

A secretária municipal da pasta Maria José Leite, foi acompanhada da técnica do órgão gestor Daniela C. M. Nunes, da coordenadora e da técnica do Centro de Referência Social (CRAS) Maria Aparecida Pietrobom Martha e Lislaine Colombo Chiaparini, respectivamente, e puderam participar de diversas palestras sobre o tema.

O objetivo do seminário foi capacitar e orientar os gestores locais de promoção social sobre o BPC na Escola, e contou com a palestra da Assessora Técnica de Gabinete da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Rosa Elisa Berton Federici, que abordou o tema "O BPC – as ações intersetoriais e a gestão integrada dos serviços e benefícios no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (Suas)"; da diretora do Centro de Atendimento Especializado (Caesp), ligado à Secretaria do Estado de Educação, Neusa Souza dos Santos Rocca, abordando o tema "Educação Inclusiva"; e do Coordenador de Programas da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Luiz Carlos Lopes, ao falar sobre o "Programa de Prevenção e Combate a Violência", dentre outras.

 
Para Maria José Leite, o evento foi muito proveitoso para os gestores conhecerem um pouco sobre as políticas sociais de inclusão de pessoas portadoras de necessidades especiais. "Precisamos cada vez mais incentivar as crianças, adolescentes e jovens com algum tipo de necessidade especial ou com mobilidade reduzida, a participarem e conhecerem as políticas públicas que foram feitas para elas, para que assim, a sociedade e o poder público exerça o seu papel de contribuir para o desenvolvimento deles", disse ela.

O BPC na escola – O Programa de Acompanhamento e Monitoramento do Acesso e Permanência na Escola das Pessoas com Deficiência Beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – Programa BPC na Escola, prioritariamente, na faixa etária de 0 a 18 anos, constitui um Programa Interministerial, sob responsabilidade dos Ministérios da Educação, do Desenvolvimento Social e Combate a Fome, da Saúde e Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República. O Programa se organiza por meio da articulação entre o Grupo Gestor Interministerial, Grupo Gestor Estadual, Grupo Gestor Distrital e Grupo Gestor Local. O Programa BPC na Escola contempla intervenções com vistas a identificação de barreiras de acesso à educação regular. A principal delas é a aplicação de um Questionário especifico, com este fim. Para que isso ocorra os técnicos dos municípios responsáveis pela aplicação do Questionário precisam ser capacitados.

Câmara elege Gilbertão presidente da Mesa Diretora

O vereador Gilberto Alexandre de Moraes (DEM) foi eleito em sessão extraordinária na segunda-feira, 9 de dezembro, como presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal, para o exercício de 2014, com oito votos. O vereador Nivaldo Batista de Oliveira (DEM), obteve recebeu os votos dos vereadores André Ricardo Viotto (PSD) e Tiago Vandré de Souza Abra (SDD) para presidente



 
Os vereadores Claudir Aranda (PTB), Luís Fernando Rosalino (PT) e Rivail Rodrigues Junior (PSB) foram eleitos para vice-presidente, 1º Secretário e 2º Secretário, respectivamente por unanimidade dos votantes.

A nova Mesa Diretora assumirá os trabalhos do legislativo jalesense a partir de 1º de janeiro de 2014. Segundo o presidente eleito "Todos os vereadores da Câmara de Jales continuarão trabalhando com o objetivo de fazer sempre o melhor para o nosso município. Será um prazer substituir a vereadora Pérola, que foi muito competente durante todo este ano", finalizou Gilberto.