Páginas

sábado, 23 de novembro de 2013

TCE-SP nega provimento ao recurso do então prefeito Parini

O Plenário do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, em sessão realizada em 6 de novembro de 2013, negou provimento ao recurso interposto pelo então prefeito Humberto Parini contra o acórdão da Segunda Câmara, que julgou irregulares a dispensa de licitação, o contrato e ilegal o ato determinativo das despesas decorrentes, assianado entre a Prefeitura Municipal de Jales e o Banco Nossa Caixa S/A, objetivando a outorga, pelo Município, em caráter de exclusividade, ao Banco, o processamento da folha de pagamento da totalidade dos funcionários públicos ativos da Prefeitura, inclusive envolvendo os efetivos e comissionados, centralização da movimentação financeira, efetivação dos pagamentos aos fornecedores e realização de consignação em folha de pagamento de empréstimos aos funcionários públicos municipais ativos, referente ao exercício de 2006.
Votaram os Conselheiros Edgard Camargo Rodrigues, Relator, Renato Martins Costa, Cristiana de Castro Moraes, Dimas Eduardo Ramalho e Sidney Estanislau Beraldo, e do Auditor Substituto de Conselheiro Alexandre Manir Figueiredo Sarquis. Preliminarmente o TCE-SP conheceu do Recurso Ordinário e, quanto ao mérito, negou-lhe provimento. Acórdão publicado no Diário Oficial do Estado na terça-feira, 20 de novembro.

Em Urânia, governador Alckmin entrega duplicação da rodovia Euclides da Cunha



O governador Geraldo Alckmin entregou nesta sexta-feira, 22 de novembro, na região de Jales, parte da duplicação da rodovia Euclides da Cunha – SP-320, considerada a maior obra em execução no modal rodoviário do Governo do Estado de São Paulo. "É uma grande alegria entregar parte deste grande eixo rodoviário. Ficam faltando apenas dois pontos, em Jales e Votuporanga, que até fevereiro estarão concluídos. Será um grande impulso ao desenvolvimento da região. Mais empresas, emprego e desenvolvimento para a região", ressaltou o governador.

No município de Urânia, que correspondem aos lotes 4, 5 e 7 e totalizam 60,9 quilômetros da rodovia entregue em perfeitas condições de trafegabilidade aos motoristas e usuários.
Em sua chegada a Urânia, o governador Alckmin foi recebido pelo prefeito Francisco Airton Saracuza, o presidente da Câmara Municipal, Donizeti Mussato, a primeira-dama Marinete Saracuza, prefeitos, vereadores e lideranças políticas e comunitárias de toda a região.
O prefeito Airton Saracuza, elogiou Geraldo Alckmin pelo seu dinamismo como governador e pela duplicação da rodovia Euclides da Cunha que só trará benefícios para os municípios da Região Noroeste. No município de Urânia, 16,6 quilômetros de duplicação do lote 7 – entre o km 592,9 e o km 609,5 – foram entregues à população. O investimento nesse lote foi de R$ 78,8 milhões.
Ainda está em andamento as obras do lote 6, entre Estrela D’Oeste, Jales e Urânia. A previsão é que esse lote seja inaugurados em fevereiro de 2014.
O deputado estadual Itamar Borges (PMDB) ao discursar disse que "o dia de hoje marca uma importante conquista de todos nós e um grande passo para o progresso e o desenvolvimento da região, destacou ele.
Durante a solenidade em Urânia, também estiveram presentes o Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Júlio Semeghini; o Secretário dos Transportes, Saulo de Castro; o Secretário Adjunto dos Transportes Moacir Rossetti; o Superintendente do DER, Clodoaldo Pelissioni; o Superintendente da Daesp, Ricardo Volpi; Diretor Regional do DER, Dr. Everson; os deputados estaduais Orlando Bolçone e Carlos
 Pignatari e o deputado federal Edinho Araújo
Reivindicação
-

O prefeito Airton Saracuza (foto), aproveitou a ocasião para entregar diretamente ao governador Geraldo Alckmin, ofício reivindicando a pavimentação asfáltica da vicinal do bairro São Francisco numa extensão de 10 kms, que liga Urânia a São Francisco "uma vicinal de suma importância para a interligação dos dois municípios e que muito contribuirá para o escoamento de produtos agropecuários e melhorando o tráfego de veículos entre os dois municípios".
Saracuza solicitou também ao governador Alckmin, a duplicação de um trecho de aproximadamente 2 kms da via de acesso "José Francisco Pereira" que liga a rodovia Euclides da Cunha a Urânia. Um ônibus para transportes de usuários do SUS para as cidades de São José do Rio Preto, Barretos, e outras também foi reivindicado pelo prefeito Saracuza ao governador Alckmin.

O presidente da Câmara Municipal de Urânia, Donizeti Mussato (foto) entregou ao governador Geraldo Alckmin, dois ofícios assinados pelos nove vereadores, solicitando a construção de um viaduto no KM 595 da rodovia Euclides da Cunha, visando atender não só dos empresários e industriais instalados no Parque Industrial e Comer cial, como à população que segundo os parlamentares "todos sofreram danos, uma vez que o trevo de retorno que atende os mesmos, ficou fora do parque industrial". Os vereadores também reforçaram o pedido de pavimentação da vicinal que liga as cidades de Urânia a São Francisco que beneficiará não só a população urbana dos dois municípios mas também os proprietários rurais.

A mulher na sociedade

Por Rodrigo Souza Silva e Inês Francisca Neves Silva
Ao longo dos anos, o papel da mulher vem-se alterando e modificando a sociedade. Até pouco tempo atrás, a mulher limitava-se ao serviço doméstico. As meninas eram educadas para casar-se e exercer atividades domésticas, como lavar, passar, cozinhar e limpar, além da responsabilidade com a educação dos filhos. Brinquedos de meninas sempre foram bonecas, panelinhas, entre outros, que já traziam a mensagem do papel futuro delas.
O homem era o responsável pelo aspecto financeiro da casa, sendo visto como provedor e protetor. A mulher saía da tutela do pai e passava à tutela do esposo, reforçando a ideia de fragilidade e dependência.
Com o movimento feminista, a mulher começou a lutar por seus direitos, como o de votar, ao divórcio, à educação e ao trabalho. Após essas conquistas, com o surgimento da pílula anticoncepcional, ocorreu a liberação sexual, e o "ex-sexo frágil" conquistou o direito ao planejamento familiar, de que resultou a redução da taxa de fecundidade. No final da década de 1970, o foco das reivindicações femininas foi a luta sindical.
No âmbito profissional, também tem havido significativas mudanças. Antigamente as mulheres atuavam em atividades consideradas tipicamente femininas; eram professoras, enfermeiras, cabeleireiras, manicures e empregadas domésticas. Essas atividades ainda permanecem caracteristicamente femininas, porém as mulheres já são considerável parte da mão de obra em profissões historicamente masculinas, como, por exemplo, a engenharia e até a construção civil.
Com o crescimento da sociedade industrial, adveio o aumento da demanda de mão de obra e as mulheres passaram a ser aceitas como operárias, ajudando no complemento à renda das famílias. Essa mudança foi gradual, e hoje vemos que os rendimentos femininos são parte indispensável da renda familiar; mais que isso: muitas vezes, são "elas" as únicas responsáveis pelo sustento da casa.
As mulheres "modernas" dão grande importância à carreira e desejam primeiro estabilizar-se profissionalmente para depois casar e ter filhos, sendo poucas as que optam por dedicar-se apenas à família.
Há também as que se vêm destacando como executivas, presidentes de grandes empresas e chefes de Estado. Podemos citar a presidente da Argentina Cristina Kirchner; a chanceler alemã Angela Merkel, considerada pela revista Forbes, em 2012 como a segunda pessoa mais poderosa do mundo. Nesse cenário,não podemos deixar de citar o Brasil, um país ainda machista, que elegeu Dilma Rousseff como presidente da república, também mencionada pela revista Forbes, em 2010, como a 18ª pessoa mais poderosa do mundo, sendo a segunda mulher da lista.
Também se destacam na escolaridade, já sendo maioria nas universidades, segundo dados da União Nacional dos Estudantes (UNE),que apontam as mulheres ocupando 57% das matrículas nas universidades, e correspondendo a 60% das pessoas que chegam ao final de cursos superiores.
Além da atuação no mercado de trabalho, elas ainda acumulam funções, sendo ainda as principais responsáveis pela educação dos filhos e pelo serviço doméstico, tendo cada vez mais poder de decisão dentro da família. São elas que continuam dando geralmente a última palavra na decisão de compras, especialmente na classe C; classe social em que, conforme a Fecomércio, cerca de 70% das mulheres são responsáveis pela família.
Diante desse fato, a publicidade e o marketing das empresas estão-se voltando a este público, que acaba influenciando o mercado, como, por exemplo,o de cosméticos, que é uma área que vem crescendo a cada ano.
Apesar de todos esses pontos favoráveis conquistados ao longo do tempo, a mulher continua a sofrer com problemas que são reflexo da sociedade ainda machista, como a diferença salarial entre homens e mulheres que exercem as mesmas funções e o assédio sexual, pois, muitas vezes, os chefes tentam aproveitar-se de sua posição hierárquica e assediam suas subordinadas. Ainda assistimos,também, ao triste problema da violência doméstica, uma vez que muitos cônjuges consideram-se proprietários da parceira e a agridem, especialmente quando (e porque) não aceitam o fim do relacionamento. Hoje dispomos da "Lei Maria da Penha", que vem defender essas mulheres e punir os agressores, mas muitas ainda não usufruem desse direito porque sentem vergonha ou culpa pela agressão e deixam de denunciar.
As mulheres merecem a posição de destaque que vêm conquistando, mas não podemos esquecer que ainda é pouco, visto que suas capacidades e sua inteligência não podem ser subestimadas em comparações entre homens e mulheres. E essas conquistas já são um começo, uma vez que estamos lidando com séculos de opressão, e essa "revolução" sequer começou na parte oriental do planeta.
Fechamos esta reflexão com um trecho da música "Mulher", de autoria de Erasmo Carlos: "Dizem que a mulher é o sexo frágil / Mas que mentira absurda! / Eu que faço parte da rotina de uma delas / Sei que a força está com elas... [...]".
*Rodrigo Souza Silva: Acadêmico do curso de Ciências Contábeis da UFMS – Câmpus de Três Lagoas– rodrigo_souza_silva_@hotmail.com – *Inês Francisca Neves Silva:
Professora do curso de Ciências Contábeis da UFMS – Câmpus de Três Lagoas – ines_francisca@hotmail.com

Prelúdio tem sua primeira semifinal neste domingo






O Prelúdio, único programa de calouros da música erudita do País, promovido e exibido pela TV Cultura, apresenta sua primeira semifinal neste domingo, 24 de novembro. Gravada no auditório do Centro Cultural São Paulo, na capital paulista, com plateia lotada, esta etapa traz quatro jovens músicos disputando duas vagas para a grande final, na Sala São Paulo. Com apresentação de Roberta Martinelli e do maestro Júlio Medaglia, que também assume a direção artística, o programa vai ao ar às 12 horas.
Nesta fase, competem o violinista Wellington Rebouças (22 anos), a soprano Lilian Giovanini (23 anos), o violonista João Batista de Souza (22 anos) e o violoncelista Lucas de Oliveira (19 anos). Eles interpretam, respectivamente, o Concerto No. 3 - I-Allegro non Troppo, de Saint Saens; Qui La você sua soave... Vien, diletto..., da Ópera I Puritani, de Vincenzo Bellini; o Concerto para Violão em Lá Maior, Op. 30 - I - Allegro Maestoso, de Mauro Giuliani; e Concerto n.1 para cello e orquestra em do maior - 1mov, de Haydn.
Os quatro calouros serão avaliados por um júri formado pelos pianistas Gilberto Tinetti e Marcelo Bratke, pelo jornalista e crítico de música Irineu Franco Perpétuo e pela cantora lírica Rosana Lamosa.
No domingo seguinte (1º/12), outros quatro candidatos se apresentam no mesmo auditório, para disputar mais duas vagas na final. São eles: Camila Titinger (soprano), Isaac Andrade (violoncelo), Pedro Navarro (flauta) e Thierry de Lucas (violino).
No Prelúdio, instrumentistas e cantores com até 28 anos têm a oportunidade de mostrar seu talento como solistas de uma orquestra profissional regida pelo maestro Júlio Medaglia. O concurso é composto por seis eliminatórias, duas semifinais, gravadas no Centro Cultural São Paulo, e a grande final, na Sala São Paulo, que será exibida no dia 8 de dezembro.
Os prêmios para o vencedor do concurso são uma bolsa de estudos na Alemanha, oferecida pelo Instituto Goethe, e um concerto a ser realizado em 2014, no Sesi de São Paulo, acompanhado da orquestra do programa.

Rodeio Saúde em prol da Santa Casa de Urânia terá Ivis & Carraro



Aproveitando que dezembro é um mês de festa e comunhão, em função do Natal e do ano novo que renova as esperanças, a Di Minas Eventos, Comissão Organizadora, com total apoio da Prefeitura e Câmara Municipal realizam, entre os dias 12 e 14, o Rodeio Saúde, em prol da Santa Casa de Urânia.
A festa será promovida no Recinto de Exposições Wanderlei Genolez e terá grandes atrações como rodeio, apresentações artísticas, praça de alimentação, boate itinerante, entre outras.
No dia 12, quem abre a grade de shows é a dupla Ivis & Carraro (foto) que já se apresentou em diversas cidades do Brasil e tem arrastado multidões para grandes festas de rodeios. Eles prometem fazer bonito em Urânia com canções como"Danada vem que vem", "Paga motel pros homens", "Vou te pegar de jeito" e "Que cachaça é essa".
Na sexta-feira, George Henrique & Rodrigo embalam o público com seus hits "Conto até dez", "Quando amanhecer", "Receita de amar" e "E agora?", título di último álbum da dupla goiana.
No sábado, 14, a dupla Israel & Rodolfo levantam poeira na grande festa da solidariedade. "Marca evidente", "Não faz mal", "Conto de fadas", "vacilou perdeu", são alguns dos hits que prometem colocar todos pra cantar e dançar no Rodeio Saúde.
As permanentes que dão acesso aos três dias de festa em Urânia já estão à venda por R$ 40,00. A Dellary Modas e o Serv Festas do André (em Urânia) e a Banca do Edu e o Clube do Garfo (em Jales), são pontos de venda. (Daniel Zílio).

2ª Caminhada “Passos que Salvam” será amanhã

A segunda edição da ação "Passos que Salvam", caminhada que mobiliza cidades de todo o Brasil em prol do Hospital de Câncer de Barretos, realizada pela AVCC - Associação de Voluntários no Combate ao Câncer de Jales, acontece neste domingo, 24 de novembro.
A caminhada tem o objetivo de conscientizar toda a população para o diagnóstico precoce e combate do câncer infanto-juvenil. A saída está prevista a partir das 8 horas, em frente ao Hospital de Câncer da Unidade de Jales. Os participantes percorrerão a avenida Francisco Jalles, com destino a praça João Mariano de Freitas.
O evento acontece simultaneamente em todas as cidades alertando a população para que encaminhem as crianças e jovens aos centros especializados de tratamento em tempo hábil para que alcancem a cura. O sucesso do tratamento é concedido quando a doença é detectada em fase inicial.
Os interessados em participar podem procurar a sede da AVCC de Jales para fazer a inscrição, que é composta da aquisição de um kit que inclui camiseta, boné e cadarço. Toda a arrecadação da venda dos kits será destinada para o tratamento das crianças dos Hospitais de Câncer Infanto Juvenis.

Municípios selecionados pelo Cidades Digitais assinam acordo de cooperação com o MiniCom



Secretário municipal de Comunicação Bruno Guzzo e a prefeita municipal Nice
Mistilides com o ministro das Comunicações Paulo Bernardo e assessores
Prefeitos e representantes dos municípios selecionados na segunda etapa do programa Cidades Digitais assinaram, na tarde de terça-feira,19 de novembro, os acordos de cooperação. Trata-se da formalização dos compromissos assumidos tanto pelo Ministério das Comunicações quanto pelos gestores dos municípios participantes do programa.
A prefeita Nice Mistilides acompanhada do secretário municipal de Comunicação, Bruno Guzzo, responsável pela candidatura de Jales à inclusão no programa estiveram presentes ao ato de formalização dos compromissos assumidos.
O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou que o governo já planeja uma nova chamada para o Cidades Digitais. Isso porque, segundo ele, há muitos outros municípios interessados em participar do programa. "Todos querem os benefícios que a tecnologia pode trazer, como a modernização da máquina pública e a melhoria de vida da população", acrescentou.
Os prefeitos e seus assessores, que assistiram ao ato e participaram de uma reunião técnica com a secretária de Inclusão Digital do MiniCom, Lygia Pupatto, pela manhã, foram representados na cerimônia pelo prefeito de Araçaí (MG), Armando Jardim Paixão. "Nós estamos muito otimistas porque acreditamos que este programa vai trazer ganhos econômicos e sociais para nossas cidades. E também vai dar mais oportunidades de estudo e de trabalho para os jovens, o que é tão importante, principalmente para os municípios pequenos", avaliou.
São 262 municípios de todas as regiões do Brasil que vão fazer parte da segunda etapa do Cidades Digitais. O programa tem o objetivo de modernizar a gestão e o acesso aos serviços públicos nos municípios brasileiros. Para isso, atua na construção de redes de fibras ópticas que possibilitem a conexão entre os órgãos públicos, o acesso da população a serviços de governo eletrônico e a espaços de uso de internet.
Segundo o secretário municipal de Comunicações, Bruno Guzzo, a obra de instalação deve começar em janeiro com previsão de término em cinco meses. "A contratação da empresa responsável pelo programa será feita pelo MiniCom. Na nossa cidade, mais de cinquenta prédios públicos serão interligados por fibra ótica, além disso, algumas praças e pontos com grande circulação de pessoas também disponibilizarão gratuitamente internet pelo sistema wi-fi", disse o secretário.
O subchefe de assuntos federativos da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Olavo Noleto, que também marcou presença no evento, ressaltou o mérito dos prefeitos e de suas equipes. "Cada um que está aqui merece muito, pois cumpriram todos os critérios técnicos e exigências do edital. E nós sabemos o esforço que tudo isso demandou".
O projeto inclui a implantação de aplicativos de e-gov nas áreas financeira, de tributação, educação e saúde, bem como a capacitação dos servidores municipais para o uso e gestão da rede. Outra ação é a oferta de pontos de acesso à internet para uso livre e gratuito em espaços públicos de grande circulação, como praças, parques e rodoviárias

Professora da Unijales obtém nota nove na Prova de Mérito



A prova de Processo de Promoção dos Integrantes do Quadro de Magistério, conhecida como Prova de Mérito, que definem o aumento salarial dos servidores da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo aconteceu nos dias 25 de agosto e 1 de setembro.
Por meio desse exame, professores de Educação Básica I e II, professores II, diretores de escolas, supervisores de ensino e assistentes de direção de escolas puderam alcançar promoção para a faixa seguinte e aumento salarial.
Nesta prova de 2013, a Diretoria de Ensino de Jales se destacou com todas as aprovações, ficando à frente de Diretorias de Ensino da região. Os dados podem ser comprovados no Diário Oficial do dia 2 de novembro. Foram promovidos 76 professores/ membros da equipe gestora, passando do Faixa 1 para o Faixa 2 e 64 professores da equipe gestora, passando da Faixa 3 para a Faixa 4.
A professora da Unijales, dos cursos de Pedagogia, História, Educação Física e Fisioterapia, Célia Regina da Silva Zerbato (foto) obteve a nota média 9,0, a maior da Diretoria de Jales e assim foi promovida do nível 3 para o nível 4.
"A Professora Célia concluiu a Licenciatura em Geografia na UniJales. Aluna responsável e dedicada, sempre priorizou na sua vida o comprometimento com o magistério, considerado por ela sua grande vocação. Logo após a conclusão da licenciatura, buscou também na UniJales a pós-graduação Lato Sensu, no curso - Geografia e Meio ambiente. Em seguida, após concurso público, efetivou-se na Rede Estadual de Ensino, destacando-se como professora, sendo reconhecida como profissional de qualidade.
Com sua ânsia de ampliar conhecimentos e aprimorar seu trabalho como professora, buscou o mestrado, concluído em 2012. Estudiosa, acostumada a ter compromisso permanente com o aprendizado dos seus alunos, nunca deixou de buscar novos conhecimentos.
Esta nota, portanto, alcançada por ela nesta prova de mérito, promovida pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, é mais do que justa, deixando todos nós da UniJales, em especial, eu, que fui sua professora e coordenadora no Curso de Geografia, extremamente orgulhosa por mais esta sua grande conquista dentro da educação, setor fundamental para o desenvolvimento de um país e que precisa ser, urgentemente mais valorizado", afirmou a diretora de graduação Rosangela Juliano Bordon Bigulin
O exame foi constituído de duas partes, sendo: Parte Objetiva, composta por 60 questões de múltipla escolha sobre formação específica por campo de atuação e Parte Dissertativa, composta de uma questão sobre formação pedagógica por campo de atuação. Foi considerado aprovado o candidato que obteve nota igual ou superior a seis pontos.

As inquietações da saúde pública

Por Débora Salatino Palomares e Michel Ernesto Flumian
A questão da saúde no Brasil sempre esteve em destaque, em decorrência da situação caótica em que se encontra. Mesmo com as mudanças e avanços nas últimas décadas, a população sofre com a falta de médicos e a má infraestrutura dos hospitais. Entretanto, quem mais sofre com esse estado alarmante é, principalmente, a população de regiões mais carentes, que possuem acesso restrito à saúde devido à deficiência (tanto de profissionais quanto de infraestrutura), sendo estas regiões a do Norte e Nordeste do país. Diante dos fatos, o governo brasileiro anunciou, em julho, o programa Mais Médicos, com o intuito de levar médicos brasileiros e também estrangeiros para as áreas que necessitam de profissionais.
É notório que a saúde brasileira apresentou melhoras, especialmente, com o advento da Constituição Federal de 1988, a qual trouxe garantias que tornaram a saúde um direito de todos e um dever do Estado, de forma a atingir a população de maneira igualitária e com equidade. Após 25 anos da promulgação da Constituição, é possível notar mudanças significativas no setor da saúde, tais como a ampliação do acesso para todos os brasileiros (o sistema é universal); campanhas de vacinação que tiveram grande sucesso, como por exemplo, a da vacinação infantil que alcançou mais de 95% das crianças, além de significativa queda na mortalidade infantil. Além disso, houve grandes avanços tecnológicos em relação aos instrumentos e técnicas utilizadas na medicina.
Apesar de todos os avanços, estes não foram suficientes para suprir as necessidades e atender a população. As emergências dos hospitais encontram-se sempre lotadas, há macas pelos corredores por causa da falta de leitos, bem como há muita dificuldade ao acesso a consultas e até mesmo à realização de cirurgias emergenciais na rede pública de saúde. Isso ocorre em decorrência da deficiência na infraestrutura dos hospitais e também da falta de médicos para atender a todos.
Segundo o último levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM), realizado em 2012, o Brasil possui 388.015 médicos, cerca de 1,8 por mil habitantes, sendo considerado um índice baixo se comparado com outros países, como Argentina (3,2) e Uruguai (3,7). Em relação ao Distrito Federal e os estados do Rio de Janeiro e São Paulo, estes possuem, respectivamente, taxas de 3,46, 3,44 e 2,49 médicos por mil habitantes. Enquanto que a situação se inverte em outros estados que não somam nem um profissional por mil habitantes, que é o caso do Maranhão (0,58), Amapá (0,76) e Pará (0,77).
Por conseguinte, a situação nas capitais dos estados e nos municípios próximos, principalmente do Sudeste do país, se apresenta em melhores condições se comparado com as regiões mais afastadas dos centros urbanos, como o Norte e Nordeste do Brasil, especialmente as cidades do interior dos estados à situação da saúde se torna ainda mais preocupante.
Em razão do problema de infraestrutura dos hospitais os médicos são atraídos para os municípios que oferecem melhores condições de trabalho, de modo que as cidades do interior que não possuem essa infraestrutura sofrem com o déficit de profissionais. Com isso, o programa Mais Médicos tem como objetivo o melhor atendimento à população no Sistema Único de Saúde (SUS), trazer mais investimento em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, e também levar mais médicos para as regiões onde há carência e ausência de profissionais.
As vagas são oferecidas, primeiramente, a médicos brasileiros que possuem interesse em atuar nessas regiões e, caso não haja o preenchimento de todas as vagas, o país está aceitando a inscrição de profissionais estrangeiros. No dia 14 de agosto foi anunciada a seleção de 1.618 médicos, sendo 358 estrangeiros. Esse número de profissionais ainda não é suficiente para a demanda brasileira, a qual é de 15.460 médicos para 3.511 municípios do país.
Ainda que a instalação do programa seja uma solução para o problema do déficit de médicos no país, esta é uma medida de curto prazo. Além disso, haverá muita dificuldade em relação às condições de trabalho para os médicos, tanto brasileiros quanto para estrangeiros, pois a infraestrutura dos municípios e dos hospitais não foram melhoradas para receber esses profissionais.
Segundo Carlos Vital, vice-presidente do CFM, a má distribuição de profissionais não está relacionado a um desinteresse por parte dos médicos, mas sim a um problema muito mais grave. "Os médicos brasileiros até migram para essas regiões, mas se deparam com uma cidade sem infraestrutura. Não há hospitais, não há Unidade de Pronto Atendimento (UPA) nem Unidade Básica de Saúde (UBS). Não há transporte, ou seja, não há o mínimo de condições para atender a população. O médico se sente impotente diante de uma situação como essa. Ele vai fazer o quê, sem um local para atender? Só prescrever medicamento? O problema tem uma base complexa que não pode ser resolvida simplesmente com a vinda de médicos estrangeiros. O Brasil precisa, primeiro, melhorar as condições de infraestrutura de saúde".
Assim, apesar do aperfeiçoamento em tecnologia, infraestrutura e a garantia da saúde ser um direito de todos, estas mudanças ainda não foram suficientes para atender a população brasileira, visto que, em sua maioria, os hospitais não possuem infraestrutura apropriada, e por consequência ocorre enorme déficit de médicos nessas regiões, especialmente no interior do Norte e Nordeste do Brasil. Desse modo, o Programa "Mais Médicos" carece de planejamento e de estratégia em saúde e mostra-se apenas como uma solução política, emergencial, não permanente e longe de solucionar o problema.
Logo, é necessário o aprimoramento pelo Governo do uso dos recursos, visando que estes possam ser empregados de maneira adequada e inteligente, pois, em sua grande maioria, os recursos são administrados de forma incorreta e, consequentemente, ocorre o desperdiço de dinheiro público. Por conseguinte, acaso haja real interesse em diminuir as mazelas sofridas pela população, certamente se investirá mais e melhor na estruturação dos serviços de saúde, bem como se remunerará adequadamente o profissional para que o mesmo se saia da sua zona de conforto e se arrisque a fazer em regiões carentes desses profissionais.
Débora Salatino Palomares: Acadêmica do Curso de Direito da UFMS – Câmpus de Três Lagoas. E-mail: debora.spalomares@gmail.com
Michel Ernesto Flumian: Professor da UFMS do Campus de Três Lagoas/MS. E-mail: meflumianadv@uol.com.br

Fórum permanente Pontos de Cultura é realizado em Jales

Jales sediou na manhã dessa quinta feira, dia 21 de novembro, o Fórum Permanente dos Pontos de Cultura das macro regiões de São José do Rio Preto e Araçatuba. O evento contou com a presença da assessora de cultura da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo de Jales, Ivani Franco Pereira, além dos representantes dos Pontos de Cultura das cidades de Jales, Santa Fé do Sul, Ilha Solteira, Fernandópolis, São João das Duas Pontes, Tanabi e Mirassolândia.
Os participantes discutiram temas como "A representação regional na Teia Nacional dos Pontos de Cultura em 2014", "A articulação regional, estadual e nacional entre os Pontos de Cultura" e a "Forma de comunicação entre os diversos Fóruns Regionais que estão acontecendo no Estado de São Paulo"
"O movimento de Fórum Permanente já é um modelo de articulação que vem sendo desenvolvido há alguns anos entre os Pontos de Cultura da região e depois do Fórum Estadual dos Pontos de Cultura –SP, realizado em agosto de 2013, passou a ser modelo de articulação estadual", disse Clayton Campos.
Durante o Fórum foram eleitos os representantes regionais para participar como delegados, do Fórum Nacional dos Pontos de Cultura, em Natal-RN em 2014.

Encontro Regional

Na sexta-feira, 29 de novembro, às 15h, na Câmara Municipal de Jales acontecerá o Encontro Regional de "Desenvolvimento Territorial Sustentável", no contexto das Políticas Públicas de fortalecimento de cadeias produtivas no modelo de Arranjos Produtivos Locais "APL’s".
O evento contará com a presença do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, deputado federal Rodrigo Garcia, e de Organismos Multi Setoriais, ocasião em que serão apresentadas as propostas de criação de APL’s na região do extremo noroeste do estado de São Paulo.
O evento marca uma nova etapa de oportunidades na inserção de diversos setores em cadeias produtivas e no desenvolvimento econômico estratégico sustentável, atendendo aos formatos e às exigências atuais das estruturas de mercado.

Encerramento do Curso de Enxoval



Uma animada festa de confraternização marcou o encerramento do Curso de Enxoval oferecido pelo Fundo Social de Solidariedade de Jales. O evento aconteceu na última semana e contou com a presença da presidente do Fundo Social, Maria José Leite (foto).
Doze alunas participaram do curso que teve duração de 120 horas, com aulas todas as terças e quintas-feiras, nos períodos da tarde e da noite. "Tivemos duas turmas, uma com sete e outra com cinco alunas que participavam de aulas com duração de três horas, duas vezes por semana", contou a professora Maria Izabel de Araújo Giovanini.
O curso teve início no mês de setembro e, ao longo desse período as alunas aprenderam a confeccionar enxoval para cozinha.
Para a presidente do Fundo Social, Zezé, os cursos são destinados às pessoas em situação de vulnerabilidade social. "Além do curso de enxoval e artesanato, oferecidos pelo Fundo Social, temos outros cursos em parceria com o CRAS, como o de Corte e Costura e Patchwork".
Zezé finalizou lembrando que através do CRAS "são ofertados serviços e programas assistenciais de proteção básica para o indivíduo em conjunto com a família, inserindo-os nas políticas públicas e fazendo com que tenham independência, possibilitando a chance de melhorar de vida, profissional, psicológica e financeiramente".
Para o início do de 2014 estão previstas e formação de novas turmas para os cursos oferecidos pelo Fundo Social de Solidariedade de Jales.

Matriarca da família Bezerra, de Urânia, comemorou 80 anos





Sábado, 16 de novembro, a Chácara Martins, foi preparada para servir de cenário a uma comemoração importante e marcante na vida da família Bezerra que se reuniu em Urânia, para os 80 anos da matriarca Nilza Maria Carvalho Bezerra, mãe do vereador Odair Bezerra (Fião), Olair, Ivone, Odailton, Aparecida e João.
Um delicioso jantar foi servido a todos os presentes.
O vereador Fião, emocionado, fez uso da palavra para agradecer a presença de todos. Tudo transcorreu em ambiente de euforia.
Parabéns Dª Nilza.

EDITAIS DE PROCLAMAS

Ademir de Mattis
, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.
EDSON FERNANDO FERREIRA DE MELO e MAYRA KARINA DE FREITAS DE JESUS. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 16 de fevereiro de 1.982, pintor, solteiro, residente e domiciliado em nesta Cidade, filho de João Ferreira de Melo e de Iracema Alves Carneiro de Melo. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 10 de outubro de 1.988, vendedora, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Roberto Mauricio de Jesus e de Maria Gracinda Freitas de Jesus.
TAILOR MARCELO GOMES e GISLENE DA SILVA CURTI. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 18 de abri de 1.974, mecânico industrial, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Jose Aparecido Gomes e de Altino Antonio de Oliveira. ELA, natural de Campinas, deste Estado, nascida aos 28 de março de 1.978, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Antonio Fabrega Curti e de Diorisa Osoria da Silva.
CARLOS ROBERTO DE JESUS SILVA e LOURDES CLEUSA RIBEIRO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 19 de maio de 1.966, cabeleireiro, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Antonio da Silva e de Izaura de Jesus Silva. ELA, natural de Dirce Reis, deste Estado, nascida aos 10 de março de 1.963, do lar, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Antonio José Ribeiro e de Maria Rosa Afonso.
VLADIMIR GARCIA DOS SANTOS e THAIS CRISTINA RIBEIRO DOS ANJOS. ELE,
natural de Paranaíba, Estado de Mato Grosso do Sul, nascido aos 16 de outubro de 1.983, soldador, solteiro, residente e domiciliado em Santa Adelia, filho de Sebastião Garcia Machado e de Marilúcia Malva dos Santos. ELA, natural de Americana, deste Estado, nascida aos 16 de novembro de 1.987, vendedora, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Valdeir Quintino dos Anjos e de Maria Madalena Francisca Ribeiro dos Santos.
GUSTAVO SERRA REINAS e RAFAELA DAMIANI SALIONI. ELE,
natural de Tupã, deste Estado, nascido aos 12 de agosto de 1.982, médico, solteiro, residente e domiciliado em Tupã, filho de Benjamin Simão Reinas e de Tereza Serra Reinas. ELA, natural de Ituverava, deste Estado, nascida aos 02 de abril de 1.985, médica, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Dair Salioni e de Silvana Gobbi Damiani Salioni. Cópia para ser afixada no Cartório de Tupã – SP, onde reside o contraente.
RICARDO DE ALMEIDA OLIVEIRA e HETÁCIA VIEIRA SILVA DA ROSA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 22 de setembro de 1.988, técnico em informática, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Marcos Barbieri de Oliveira e de Silvia Helena de Almeida Oliveira. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 18 de janeiro de 1.994, vendedora, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Fulvio Alexandre Silva da Rosa e de Josiane Maria da Silva Vieira.
SIDMAR DA SILVA BARCO e DIANA REGINA DOS SANTOS. ELE,
natural de Urânia, deste Estado, nascido aos 05 de novembro de 1.975, pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Nelson Barco Paniagua e de Maria Aparecida da Silva Barco. ELA, natural de Osasco, deste Estado, nascida aos 06 de novembro de 1.979, auxiliar de serviços gerais, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Waldir dos Santos e de Solange Francisca Nunes dos Santos.
ANGELO APARECIDO RIBEIRO e JOSIANE PAVAM SOLER. ELE,
natural de Bilac, deste Estado, nascido aos 09 de abril de 1.988, auxiliar de deposito, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Pedro da Silva Ribeiro e de Claudete Bezerra Ribeiro. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 25 de novembro de 1.982, cortadeira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Florêncio Cervantes Soler e de Maria Neide Pavam Soler.
RENATO FURLANETTO NOVAIS e MICHELI APARECIDA MOLINA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 10 de abril de 1.986, escriturário, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Renato Teixeira Novais e de Elisabete Aparecida Furlanetto Novais. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 10 de agosto de 1.986, nutricionista, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Aparecido Batista Molina e de Eva Maria Farinha Vitorio Molina.
ALAN CRUZ DA SILVA e LUANA INGRID SANTOS NUNES. ELE,
natural de São Paulo, deste Estado, nascido aos 03 de abril de 1.992, auxiliar administrativo, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Antonio Pereira da Silva e de Teresinha do Rocio da Cruz. ELA, natural de São Paulo, deste Estado, nascida aos 08 de dezembro de 1.996, estudante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Aparecido Nunes Francisco e de Marta Roseli dos Santos da Silva.
MAURO DA SILVA SOARES e DULCINÉIA DE FÁTIMA GARCIA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 15 de setembro de 1.973, funcionário público municipal, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Vitorino Soares e de Benedita Vicente da Silva. ELA, natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascida aos 29 de junho de 1.965, recepcionista, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Raphael Garcia Assêncio e de Durvalina Biscassi Garcia.
RAFAEL SANTANA DA SILVA e ANDRESSA TAÍS DE SOUZA. ELE,
natural de Diadema, deste Estado, nascido aos 02 de novembro de 1.990, açougueiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Izaias Ferreira da Silva e de Maria da Silva Santana. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 01 de março de 1.992, açougueira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Aparecido Sizilio de Souza e de Sandra Maria Duarte de Souza.
IGOR HENRIQUE BORGES DA SILVA e JOSIANE RODRIGUES DA SILVA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 18 de maio de 1.990, frentista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Itamar Borges da Silva e de Sonia Aparecida Henrique da Silva. ELA, natural de Aparecida do Taboado, Estado de Mato Grosso do Sul, nascida aos 10 de dezembro de 1.987, professora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Belmiro Rodrigues da Silva e de Eli Rodrigues da Silva.
FAUSTO FISCARELLI NETO e LARISSA AVELAR MADALOSSO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 11 de junho de 1.987, vendedor, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Amarildo Cezar de Oliveira Capila e de Cristina Selma Fiscarelli. ELA, natural de Fernandópolis, deste Estado, nascida aos 28 de agosto de 1.987, professora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Emerson Roberto Madalosso e de Marley Sonia de Oliveira Avelar Madalasso.
LEANDRO LOPES FERNANDES e DANIELE ORTEGA MARTHA. ELE,
natural de São Paulo, deste Estado, nascido aos 02 de dezembro de 1.986, montador de equipamentos eletrônicos, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Francisco Fernandes e de Elaine Aparecida Lopes Fernandes. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 10 de fevereiro de 1.991, estudante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Benedito Antonio Martha e de Sandra Mara Ortega Martha.
DOUGLAS ANDRADE SILVA e EDILENE APARECIDA TEIXEIRA DE MENDONÇA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 07 de maio de 1.974, eletricista de bombas, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Alencar Alves da Silva e de Nair de Andrade Silva. ELA, natural de São Paulo, deste Estado, nascida aos 01 de janeiro de 1.968, professora, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Joaquim Teixeira de Mendonça e de Irene Agostini Mendonça.
LUIZ CARLOS MAXIMIANO FELIX e FLÁVIA CRISTINA DOS SANTOS CARDOSO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 26 de agosto de 1.965, funcionário público estadual, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Pedro Felix e de Joana Maximiana Felix. ELA, natural de Fernandópolis, deste Estado, nascida aos 14 de agosto de 1.974, vigilante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Antonio Cardoso e de Lourdes dos Santos Cardoso.
REGIS APARECIDO DA SILVA GUIMARÃES e AILA BELETTI DE OLIVEIRA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 25 de novembro de 1.991, instalador de ar condicionado, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Aparecido Donizeti Ribeiro Guimarães e de Maria Jose da Silva Guimarães. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 10 de março de 1.993, autônoma, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Manoel Romildo de Oliveira e de Vilma Beletti de oliveira.
THIAGO LUÍS TORTÉLI RODRIGUES e ELEN CASSIA GONÇALVES DA SILVA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 29 de julho de 1.985, embalador, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Natalino de Oliveira Rodrigues e de Tereza Tortéli. ELA, natural de Fernandópolis, deste Estado, nascida aos 29 de fevereiro de 1.992, balconista, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de PauloVitorino da Silva e de Antonia Felix Gonçalves da Silva.
SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.
Ademir de Mattis - Oficial

Comissão que irá analisar problemas relativos aos serviços prestados pelo Iamspe em Jales foi instalada

A Comissão de Assuntos Relevantes, criada a partir do Projeto de Resolução nº.007/2013, discutido e aprovado por unanimidade na sessão ordinária de 21 de outubro, teve seus integrantes nomeados na quinta-feira, 21 de novembro.
Criada para estudar problemas relativos à prestação de serviços pelo escritório regional do IInstituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual - Iamspe em Jales, aos servidores públicos estaduais, a Comissão será composta pelos vereadores Luís Fernando Rosalino, presidente; Gilberto Alexandre de Moraes, vice-presidente e Rivail Rodrigues Junior; relator. De acordo com o Regimento Interno, o vereador Luís Fernando Rosalino, primeiro autor signatário do Projeto de Resolução que propôs a criação da Comissão, nos termos regimentais, integrou a Comissão obrigatoriamente na qualidade de presidente.
A Comissão de Assuntos Relevantes se destina à elaboração e apreciação de estudos de problemas municipais e à tomada de posição da Câmara em assuntos de reconhecida relevância. Depois de iniciados os trabalhos a Comissão terá o prazo de 90 (noventa) dias para a conclusão dos seus trabalhos, podendo ser prorrogado nos termos do § 8º do artigo 116, do Regimento Interno, se necessário.
Segundo justificativa apresentada no Projeto de Resolução "há alguns meses foi inaugurado em Jales o Escritório Regional do IAMSPE – Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual. Para seu funcionamento, a Prefeitura cedeu toda a infraestrutura, inclusive servidores municipais. Contudo, reclamações encabeçadas especialmente pela APEOESP de Jales, dão conta de que o Escritório Regional do IAMSPE, de fato, não tem prestado serviços aos segurados, nem contribuído para a melhoria de atendimentos na área da saúde com uma maior quantidade de profissionais credenciados".
Ainda, segundo o entendimento dos Servidores Públicos Estaduais, a oferta de serviços na área da saúde pelo IAMSPE em Jales é bem inferior, em número e qualidade, ao que é encontrado em cidades como Fernandópolis e São José do Rio Preto, apesar de Jales sediar este Escritório Regional do instituto.

Projeto obriga estabelecimentos comerciais a se adaptarem às pessoas com necessidade especiais

O 1º secretário da Assembleia Legislativa, deputado Enio Tatto (PT), apresentou o Projeto de Lei (PL) nº 828/2013, que estabelece normas de proteção à saúde e de respeito à dignidade de obesos, gestantes e pessoas com necessidades especiais, na condição de consumidores em supermercados, hipermercados, lojas de conveniências, praças de alimentação e estabelecimentos assemelhados.
Conforme o PL, os estabelecimentos comerciais ou de serviços ficam obrigados a instalar espaços adequados à locomoção de obesos, gestantes e pessoas com necessidades especiais, inclusive usuários de cadeiras de rodas, em suas áreas de circulação e nos acessos aos caixas. Esses espaços devem ter largura igual ou superior a 1,20 m tanto nas áreas de circulação em geral como nos acessos aos caixas.
Os estabelecimentos que não realizarem as adaptações estarão sujeitos a multa de 100 a 1.000 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesps), aplicada de acordo com a capacidade econômica e com a gravidade da transgressão cometida. Hoje a Ufesp vale R$ 19,37. Em caso de reincidência a multa será em dobro. A fiscalização ficará a cargo da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania, em conjunto com a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/SP).
"Este Projeto de lei nasceu da necessidade de evitar o constrangimento de cidadãs e cidadãos que, ao fazerem compras, encontram dificuldade de locomoção em determinados estabelecimentos", justifica Enio Tatto. Para ele, pessoas com necessidades especiais, como usuários de cadeiras de rodas, ficam impossibilitadas de se locomover especialmente quando se dirigem aos caixas, que, via de regra, têm largura de 70 cm.
"Ao se levar em conta que uma cadeira de rodas possui, em média, 80 cm de largura, podendo chegar a 90 cm, então é necessário espaço não inferior a 1,20 m para que seus usuários possam transitar sem dificuldade entre os caixas, considerando-se, ainda, o espaço lateral ocupado por suas mãos e braços", comenta o autor da proposta. "Já as gestantes carecem do máximo de cuidados, devendo se proteger de impactos e de situações de pressão na barriga", acrescenta.
Para Enio Tatto, pessoas obesas encontram nos estabelecimentos a que se refere o PL muitas dificuldades de locomoção e sofrem até mesmo o constrangimento de ficarem literalmente comprimidas e presas entre dois caixas, enquanto pessoas com necessidades especiais precisam, muitas vezes, contorná-los para poder se retirar. "Por isso o Projeto de Lei visa garantir não apenas conforto aos consumidores, mas também a redução do tempo de espera nas filas no caixa, na medida em que seus preceitos deverão agilizar as compras e o pagamento", conclui.

Saúde promove megamutirão de testes HIV e sífilis em todo o Estado

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo promove a partir da próxima segunda-feira, 25 de novembro, um megamutirão de testes gratuitos para HIV e sífilis em todo o Estado.
O objetivo da campanha Fique Sabendo é incentivar o diagnóstico precoce dessas doenças sexualmente transmissíveis.
Foram mobilizadas 2,5 mil unidades de saúde em 516 municípios paulistas. A estimativa é realizar até 1º de dezembro, Dia Mundial de Combate à Aids, cerca de 200 mil exames, dos quais 100 mil anti-HIV e 100 mil para sífilis.
"O exame é simples, rápido e indolor, realizado com privacidade e sigilo. Em ambos os casos, o diagnóstico precoce possibilita tratamento em tempo adequado, evita a transmissão de mãe para filho e a infecção de parceiros", diz Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual DST/Aids.
Informações sobre as unidades que estão participando da campanha podem ser obtidas pelo Disque DST/Aids (0800-16-25-50) e no site www.crt.saude.sp.gov.br.

Atleta, filho de Urânia, se destaca nos Jogos Latino Americanos na Argentina




Elson Bueno Junior, mudou-se aos 16 anos de idade de Urânia para Cuiabá (MT) onde reside até hoje. Investigador da Polícia Judiciária Civil do Mato Grosso, lotado na Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), sempre praticou esportes, jogando principalmente, vôlei, mas por causa de uma lesão na coluna, começou a praticar natação e atletismo, onde logo se destacou, sendo chamado a representar o Brasil em Jogos da Polícia pelo mundo.
No dia 30 de outubro, foi publicado no Diário Oficial de Mato Grosso, ato do Governador Sinval Barbosa, autorizando Elson Bueno Junior, a se ausentar do País de 13 a 22 de novembro, com a finalidade de participar dos 1° Jogos Latino Americanos de Policiais a Bombeiros como convocado oficialmente pela Confederação Brasileira de Esportes de Policiais e Bombeiros (CBEPB), que aconteceram entre os dias 16 a 20 deste mês, em Córdoba, na Argentina, que tem como finalidade, fortalecer as relações entre a sociedade, a polícia e bombeiros e integrar os membros de policia do mundo,
Elson Junior já ganhou 7 medalhas: sendo 2 de ouro em nado peito e arremesso de dardo; 4 pratas em 50m, 100m, 200m nado livre e 50m nado borboleta e 1 bronze em arremesso de peso.
Elson Junior também disputou este ano os World Police and Fire Games - Jogos Mundiais de Polícias, em Belfast, na Irlanda do Norte, onde também foi medalhista de Ouro. Apesar da distância, Elson Junior nunca se esqueceu da nossa terra. Parabéns, ao filho de nossa cidade!

Homens e cirurgias plásticas: tabu diminui cada vez mais

Não é novidade que a sociedade atual cultua o belo e o perfeito, o jovem e o saudável. Portanto, nada mais natural do que as pessoas procurarem meios de alcançar essa tal ‘perfeição’, ou a ‘juventude eterna’. Se há tempos, as mulheres recorrem às cirurgias plásticas para manter o aspecto físico em dia – e até o seu emocional e autoestima, - agora, os homens já deram seus primeiros passos neste assunto, que há pouco tempo era tratado com certo preconceito e tabu.
Segundo Alderson Luiz Pacheco (CRM-Pr 15715), cirurgião plástico da Clínica Michelangelo, de Curitiba (PR), apesar de as mulheres ainda liderarem com folga o número de procedimentos estéticos, o número de homens que os aderiram tem aumentado constantemente – e, para o especialista, o muito desse crescimento é devido à mudança da mentalidade masculina a respeito do tema.
A prova de que os homens estão aderindo cada vez mais às cirurgias plásticas são mostradas pelo levantamento realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP): segundo o estudo, nos últimos cinco anos subiu de 5% para 30% a porcentagem de pacientes do sexo masculino que se submetem a cirurgias estéticas.
"Antes, a cirurgia plástica em homens era tratada como um tabu, existia um misto de vergonha e preconceito. Esse tipo de pensamento ainda existe, claro, mas ele tem diminuído bastante", comenta Pacheco.
Segundo o cirurgião, uma das maiores diferenças entre as cirurgias plásticas entre homens e mulheres é que, diferentemente da mulher, o homem não precisa estar "lindo e maravilhoso, até mesmo porque a nossa cultura machista não permite isso", diz. Os homens, pelo contrário, só procuram estar bem consigo mesmo sem muito sofrimento e a cirurgia plástica permite isso, explica.
Além disso, além da própria mentalidade, a segurança dos procedimentos têm evoluído muito e tornando-se mais seguros e menos dolorosos, assim como as pessoas também estão cada vez mais bem informadas.
Porém, Pacheco lembra que apesar desses dados positivos, o paciente deve sempre pesquisar no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica o médico com o qual pretende fazer a cirurgia e ver se o cadastro do profissional consta no endereço virtual. Outro ponto importante é a relação médico-paciente, pois não adianta se consultar com um médico com o qual o paciente não simpatize e que não seja capaz de tirar todas as dúvidas que o paciente possuir sobre o assunto.
Pacheco lembra que a cirurgia plástica é um procedimento aberto a quase todas as idades. "Tenho pacientes dos 15 aos 70 anos e cada faixa etária é mais adepta a certo tipo de cirurgia. Dos 15 aos 20, a ginecomastia - redução de mama para os homens - é a mais procurada. Dos 20 aos 30 anos é a lipoaspiração. Dos 30 aos 40 anos são as cirurgias de pálpebras, nariz e o semblante em geral. Dos 45 anos em diante dificilmente o paciente realiza cirurgias no corpo, somente na face", conclui o médico.

DPOC: desconhecimento da doença agrava situação no país

Presente em cerca de 15% da população com mais de 40 anos, a doença respiratória deve ser diagnosticada precocemente
Caracterizada por falta de ar, cansaço aos esforços e insuficiência respiratória, a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é a quarta causa de óbito no mundo, depois do infarto do miocárdio, câncer e doença cerebrovascular. Na cidade de São Paulo, dados do Projeto Platino apontam que aproximadamente 15% da população com 40 anos ou mais é portadora da doença. Projetando estes dados para a população brasileira, estima-se que isso corresponda a cerca de 5 milhões de pessoas.
A doença custa aproximadamente R$ 100 milhões aos cofres públicos por ano - sendo que cerca de 70% dos pacientes dependem do Sistema Único de Saúde (SUS) para o tratamento, conforme aponta o relatório do Fórum DPOC e Saúde Pública: Atendendo as necessidades dos pacientes, organizado pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT).
Segundo a dra. Mônica Corso, presidente da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT), a doença representa um grave problema de saúde pública. Outro problema é que a rede pública não dispõe de número suficiente do equipamento utilizado para confirmar o diagnóstico da doença (espirômetro), revela.
"Além da cessação do tabagismo, o diagnóstico precoce da doença é uma medida imprescindível para oferecer melhores chances de tratamento ao paciente e também reduzir o alto custo da doença".
A proposta, no entanto, não é tão simples quanto parece. Ainda hoje, mesmo com a alta incidência, existem poucos centros de referência para tratamento especializado, e alguns centros que distribuem medicamentos ou avaliam o desempenho dos pacientes. Também faltam profissionais capacitados para o diagnóstico correto. Por este motivo, muitos pacientes acabam demorando a ser encaminhados ao pneumologista para a confirmação diagnóstica e orientação terapêutica, retardando a detecção da doença e gerando um impacto econômico duplo: para o paciente e para o governo.
"Infelizmente, a DPOC ainda é desconhecida por grande parte da população. Muitas vezes, o paciente acredita que a falta de ar está associada ao fumo ou à velhice, deixando de relatar estes sintomas para que o médico possa investigar corretamente a doença. Assim, vários portadores de DPOC só descobrem a doença quando são internados por insuficiência respiratória, já na fase moderada ou grave, quando o prognóstico é ruim", explica a dra. Sônia Martins, coordenadora do Grupo de Trabalho de Problemas Respiratórios (GRESP) da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC).
De acordo com o dr. William Salibe, também membro do GRESP, "entidades de pneumologia apostam na prevenção para reduzir a taxa de prevalência da DPOC. Elaboramos um guia para capacitar os profissionais da atenção primária para que possam identificar o paciente sintomático. No projeto, que ainda está em desenvolvimento, damos aulas expositivas e convidamos o médico a participar de uma discussão de casos clínicos em grupo".
"A ideia é melhorar a comunicação entre pneumologistas e clínicos da rede primária através do apoio matricial. O médico da atenção primária já está deixando de ver o especialista como um encaminhador e o especialista já está deixando de ver o clínico geral como um profissional isolado. Essa interlocução é muito importante porque essa ferramenta de gestão dá suporte científico para que o médico saiba como conduzir o tratamento do portador de DPOC", afirma a dra. Sônia.

Anabolizantes: uso indiscriminado aumenta risco de câncer de fígado

Com a chegada do calor e a proximidade do verão, o Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo, unidade da Secretaria de Estado da Saúde gerenciada em parceria com a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), decidiu alertar sobre os riscos do uso indiscriminado de anabolizantes, principalmente entre adultos jovens preocupados com a forma física.
Corpo enxuto e músculos definidos são os desejos de muitas pessoas para esta época do ano. Mas não há mágica. O uso sem prescrição médica de hormônios, mais conhecidos como "bomba", para acelerar o crescimento muscular é arriscado e perigoso.
"O uso de anabolizantes de forma indiscriminada, com objetivos estéticos, pode gerar efeitos colaterais fatais, pois esses hormônios sobrecarregam o fígado e desequilibram o organismo de forma grave", explica o hepatologista Carlos Baía, responsável pelos transplantes de fígado no hospital.
Além dos riscos de tumores hepáticos, as consequências podem ser problemas cardiovasculares, impotência, atrofia testicular, falta de libido, acne, elevação do colesterol, aumento da pressão arterial e perda óssea.
Alguns produtos são derivados de hormônios masculinos, e podem causar "masculinização" de mulheres, como mudança da voz, queda de cabelos e interrupção da menstruação.
Os tumores associados ao uso de anabolizantes podem ser benignos ou malignos. Em alguns casos, o transplante de fígado pode ser a única opção de tratamento.
O ganho de massa muscular adequado precisa estar associado a uma alimentação balanceada, recomendada por nutricionistas. A dieta deve ser complementada com exercícios de hipertrofia (musculação), devidamente acompanhados por educadores físicos.
Os anabolizantes são medicamentos indicados para tratamentos específicos, supervisionados e prescritos somente por médicos, por um período de tempo predeterminado. São utilizados para tratar desgastes da musculatura e ossos, além de serem prescritos aos portadores de hipogonadismo (homens que sofreram trauma testicular ou que tiveram que retirar os testículos).

Curso de Agronegócio da Fatec Jales realiza semana acadêmica


 
De 12 a 14 de novembro, o curso de Agronegócio da Faculdade de Tecnologia de Jales (Fatec Jales) realizou a VI SEAGRO – Semana Acadêmica do Agronegócio, que foi um sucesso. O evento ocorreu por meio de palestras e mesa-redonda, realizadas por profissionais renomados e representantes de importantes empresas da cidade, que abordaram questões relativas ao mercado de trabalho para o gestor do agronegócio baseando-se em suas próprias experiências ou nas necessidades visualizadas no contexto atual, sob a ótica empresarial.  No encerramento, houve um coquetel, para comemorar um encontro que trouxe uma perspectiva de trabalho promissora ao Tecnólogo em Agronegócio. As atividades aconteceram na faculdade, na Câmara Municipal de Jales e no Centr

Urânia recebe, em definitivo, doação de área do governo federal


Assessor de Gabinete do Poder Executivo José Carlos Neves, Superintendente do Patrimônio da União em São Paulo Ana Lucia dos Anjos, Prefeito Municipal Francisco Airton Saracuza e o Coordenador de Gestão Patrimonial Glauber Augusto Macedo Girotto, após a assinatura do documento que transfere em definitivo o imóvel para o município de Urânia
Depois de várias etapas, o prefeito Francisco Airton Saracuza, de Urânia, conseguiu junto à Superintendência do Patrimônio da União – SUP São Paulo, a doação definitiva de terreno da antiga Ferrovias Paulista S.A - Fepasa.
Na quarta-feira, 13 de novembro, na sede da SUP em São Paulo, que contou a presença da superintendente regional da SUP, Ana Lúcia dos Anjos, do coordenador de Gestão Patrimonial Glauber Augusto de Macedo Girotto, do prefeito Airton Saracuza que esteve acompanhado do assessor de Gabinete do Poder Executivo, José Carlos Neves, foi assinado o termo de doação do imóvel em definitivo ao Município de Urânia.
Com a liberação pelo Governo Federal, para a construção de uma escola pró-infância em Urânia, inicialmente a Prefeitura optou pela obra em um terreno – o único disponível pela municipalidade à época – vizinho ao cemitério, quando o prefeito Airton Saracuza, teve a ideia da transferência da construção do prédio para o terreno da antiga Fepasa, na avenida Presidente Getúlio Vargas, no bairro Nossa Senhora de Fátima.
Com essa importante conquista para o município de Urânia, o prefeito Saracuza deu o início ao trabalho para que, junto à Superintendência do Patrimônio da União – SUP São Paulo, houvesse a assinatura do Termo de Cessão Provisória objetivando a construção do prédio da escola, que de fato ocorreu, e inaugurada recentemente, recebendo o nome de Escola Pró-Infância "Profª Martha Laiz Ferrari Biason"

Assessor José Carlos, prefeito Saracuza e a superintendente
Ana Lucia durante a assinatura do documento de doação
Outra conquista do prefeito Saracuza autorizada pelo Governo do Estado do Estado de São Paulo, foi a construção do prédio para a implantação da Creche Escola. Diante a necessidade de uma área para a obra, a prefeitura de Urânia apresentou o imóvel em questão para a execução do prédio da escola, vista ter ali espaço suficiente para abrigar mais uma escola.
Como o terreno não pertencia ao Município de Urânia, o Governo do Estado não aceitou o Termo de Cessão Provisória, dando aí, início a uma outra luta do prefeito Saracuza: assinar o termo definitivo de doação do terreno pelo governo federal ao município.
Depois de muitas idas e vindas a São Paulo, a administração do prefeito Airton Saracuza viu coroado de êxito, o trabalho em prol de Urânia, ao assinar o tão pretendido Terno de Doação Definitivo junto ao Governo Federal, que possibilitará assim, a construção da escola.
Durante o processo de oficialização da doação do imóvel pelo governo Federal à Prefeitura de Urânia, a documentação foi analisada pelos seguintes técnicos da Superintendência do Patrimônio da União - SUP-SP, superintendente substituto Inácio Massaru Aihara, Analista de Planejamento e Orçamento Silvana Rosolen, Coordenador de Incorporação Valter Gomes Gonçalves, e pelos técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte-DNIT/SP: Superintendente Regional Ricardo Rossi Madalena e o engenheiro Jair Garcia, especialista em infraestrutura senior, responsável pela vistoria in loco do terreno da antiga Fepasa.

Vereadores se reúnem solicitam aos deputados recursos para Jales

Os vereadores Gilberto Alexandre de Moraes (DEM), Jesus Martins Batista (DEM) e Luís Fernando Rosalino (PT) estiveram em são Paulo na terça-feira, 19 de novembro, participando de audiências com os deputados estaduais Estevam Galvão (DEM), José Zico Prado (PT) e Itamar Borges (PMDB).
Durante audiência com o deputado Estevam Galvão os vereadores Gilberto Alexandre e Jesus Martins solicitaram a apresentação de emendas parlamentares na ordem de R$ 120 mil para reconstrução de trecho da galeria na rua Joaquim Catarino, no jardim São Judas Tadeu e de R$ 90 mil para a Secretaria Municipal de Saúde para aquisição de uma ambulância para transporte de pacientes.
O vereador pestista Luís Fernando Rosalino solicitou dos deputados Zico Prado e Itamar Borges que intercedam junto à liderança das minorias no sentido de agendar uma reunião com as lideranças partidárias da Assembleia Legislativa de São Paulo com o intuito de tratar da destinação de recursos do orçamento estadual de 2014 para obras de infraestrutura do Distrito Industrial III "José Carlos Guisso".
As obras estão orçadas em mais de R$ 2,5 milhões e o projeto já foi discutido por parte dos vereadores jalesenses durante audiência pública realizada em outubro deste ano em São José do Rio Preto, coma a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa.
Pedidos a Carlão
- Na terça-feira, 19 de novembro, os vereadores Gilberto Alexandre de Moraes (DEM) e Jesus Martins Batista (DEM) participaram de audiência agendada com o deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB), apara apresentação de emendas parlamentares ao orçamento estadual do próximo ano e, nesta quinta-feira, 21 de novembro, juntamente com Rivail Rodrigues Junior (PSB) encaminharam os pedidos de recursos destinados ao município num total R$ 300 mil, dos R$ 106 mil para a construção e recuperação de sarjetões nos cruzamentos das vias urbanas e R$ 100 mil recapeamento asfáltico das ruas Raphael Andreo Blaia, no jardim Paraíso, e rua Quinze, no jardim América, e R$ 94 mil, feito aos edis pela Associação Comunitária Moriah, que será utilizado na aquisição de um veículo Van no atendimento de crianças e adolescentes em situação de risco, dentre outros serviços.
Aranda vai a Brasília –
O vereador Claudir Aranda da Silva (PDT) esteve em Brasília na terça-feira, 12 de novembro, para participar de audiência com o deputado federal Nelson Marquezelli (PTB). Durante a reunião, foi solicitado pelo vereador a apresentação de emenda parlamentar no valor de R$ 300 mil para construção de um velório municipal junto ao novo cemitério da cidade.
O "Cemitério Nossa Senhora da Paz" foi inaugurado há algum tempo e devido a ocupação total do Cemitério Municipal da Consolação, que conta com velório, mas fica distante do cemitério novo, o vereador Claudir entende que "tal fato causa grandes transtornos aos familiares que perdem seus entes queridos e no momento do sepultamento enfrentam dificuldades no translado até o novo cemitério".
Durante a audiência também foi solicitado ao parlamentar a destinação de emenda parlamentar no valor de R$ 100 mil a ser encaminhada à Secretaria Municipal de Saúde para aquisição de equipamentos hospitalares.

Nossa fé de cada dia

D. Demétrio Valentini
Estamos vivendo os últimos dias do "Ano da Fé". Ele teve seu início em 11 de outubro de 2012, lançado pelo Papa Bento XVI e termina, oficialmente, neste domingo de Cristo Rei, quando se conclui também o Ano Litúrgico, já sob o pontificado do Papa Francisco.
Estas duas datas trazem uma evidente sinalização, de inserir daqui por diante o "Ano da Fé", na normalidade do calendário, a ser vivido cada ano.
A data inicial, 11 de outubro, ligada a um fato histórico, os 50 anos da abertura do Concílio Vaticano II. O seu encerramento neste dia 24 de novembro, no final do calendário litúrgico.
Foi uma iniciativa ligada a uma data vinculada a acontecimentos que a história registra: 11 de outubro, dia em que, há 50 anos, o Papa João XXIII abria solenemente o Concílio Vaticano II.
O fato do Ano da Fé se concluir no final do Ano Litúrgico parece conter uma clara insinuação de que o clima de fé, suscitado pelo Ano da Fé, se insere daqui por diante na caminhada normal da Igreja.
Isto é, o Ano da Fé se conclui. Mas as verdades da fé continuam fazendo parte das motivações profundas que devem sustentar a caminhada da Igreja.
A atitude de fé é a primeira e a mais fundamental, para sermos associados aos planos de salvação que Deus tem por nós.
Daí a importância de mantermos acesa a chama da fé, para a própria Igreja, e para quem ela leva esta Boa Nova da Salvação em Cristo, o Filho de Deus encarnado, em quem pela fé reconhecemos a presença do próprio Deus que veio nos propor a reconciliação e a salvação.
Há um fato histórico que merece destaque. Pela segunda vez, em nosso tempo, a Igreja propôs um "Ano da Fé". Na primeira vez foi convocado por Paulo VI, logo depois do Concílio, em 1967. A segunda vez nos 50 anos da abertura do Concílio. Não há dúvida que nesta insistência está contida uma advertência: o fato eclesial mais consistente de nosso tempo continua sendo o Concílio. Como falou o Papa João Paulo II, "o Concilio continua sendo a bússola a guiar a Igreja em nosso tempo".
Deste "Ano da Fé" ficam algumas lembranças que não esqueceremos tão cedo. O Ano da Fé inspirou a Novena de Natal de 2012: "O Natal no Ano da Fé". Inspirou também a valorização do "Credo do Povo de Deus", do Papa Paulo VI em nossa novena de Pentecostes deste ano. E por fim, motivou a romaria que destacou as verdades a respeito da Igreja de Cristo, como Una, Santa, Católica e Apostólica.
O "Ano" já passou, a fé continua!

PALAVRAS DE CHICO XAVIER

O Cristo não pediu muita coisa, não exigiu que as pessoas escalassem o Everest ou fizessem grandes sacrifícios. Ele só pediu que nos amássemos uns aos outros.
Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.

Depois de 8 anos, TV Tem volta a gravar “Revista de Sábado” em Jales

A produção do programa Revista de Sábado, um dos sucessos da TV Tem, afiliada da Rede Globo, esteve em Jales, nos dias 18 e 19 de novembro, para gravações que vão mostrar peculiaridades, cultura e turismo da cidade. O trabalho foi realizado com o apoio da secretaria de Comunicação da Prefeitura.
Após 8 anos sem fazer imagens no município, o programa caracterizado como uma revista eletrônica semanal exibe, todos os sábados após o Jornal Hoje, matérias sobre música, comportamento, cinema, atitude, educação, esportes, meio ambiente, teatro, entre outros assuntos abordados pela apresentadora Natália Graciano que visita uma cidade diferente da área de cobertura da TV Tem e apresenta curiosidades e histórias de moradores desses municípios.
"Sugerimos pautas interessantes para a produção do Revista de Sábado que gravou em Jales com personagens inusitados e vai mostrar um pouco de nossa cultura, esporte, agricultura e lazer. Tenho certeza que os telespectadores vão gostar muito de conhecer as peculiaridades de nossa cidade", disse o secretário de Comunicação, Bruno Guzzo.

Além de corruptos parasitas, cínicos

*Luiz Flávio Gomes
O corrupto que, por natureza, é um parasita que suga o dinheiro público para seu enriquecimento privado, se torna ainda mais detestável do ponto de vista ético e social quando se converte também em cínico. "Cínico é uma pessoa desavergonhada, debochada, sem amor, sem pudor, descarado, alguém que não tem senso de respeito [pelos outros]" (Larousse).
Muitas pessoas se enquadram nesse figurino: "rouba" o dinheiro público, vive da malandragem, corrompe ou é corrompido, e ainda discursa, cheio de moralismo e debochadamente, contra os outros criminosos. Os corruptos e corruptores são as cloacas do Brasil que não deu certo. Esse Brasil atrasado está marcado pelo teocratismo, patriarcalismo, ignorantismo, parasitismo, selvagerismo e cinismo.
De acordo com a Folha (10/11/13, p. C3), um dos integrantes da máfia dos fiscais na Prefeitura de São Paulo (Amílcar Lemos), poucos dias antes de saber que estava sendo investigado, teria postado mensagem no facebook dizendo-se contrário ao indulto de Natal: "Sou contra o indulto de natal. Quem também é, compartilha". Muita gente deve ter compartilhado a mensagem, incluindo-se alguns cínicos despudorados.
Como não seria assim? O primeiro ouvidor-geral do país também foi um corrupto?
Se os corruptos e corruptores, no Brasil, atuam com a mais absoluta sensação de que ficarão para sempre impunes, se a corrupção (entendida como prática criminosa que envolve agentes públicos e privados) nasceu com a construção do arremedo do "Estado Brasil", em 1548 (tempo de Tomé de Sousa, Governador-Geral) e se o primeiro ouvidor-geral do Brasil, Pero Borges, para cá foi nomeado (em 17/12/1548) pelo rei depois de ter surrupiado grande soma de dinheiro na construção de um aqueduto, em Elvas (no Alemtejo) (veja E. Bueno, em História do Brasil para ocupados, organizado por L. Figueiredo, p. 259), como negar que pertencemos a uma cultura patriarcal desavergonhada, sem escrúpulos, sem pudor, debochada?
Dentro dessa cultura da impunidade, que é coirmã da "normalidade" da corrupção entre os agentes públicos e políticos (ressalvando-se poucos casos), como não poderia o corrupto ou corruptor ser também um cínico, que "é o homem que sabe o preço de tudo, mas o valor de nada" (Oscar Wilde)? Que sabe muito bem o preço da corrupção, mas nada faz para preservar sua honra, sua reputação, sua credibilidade.
Degeneração moral absoluta. Estágio avançado de putrefação cultural. A ponto de não se ver como mais um criminoso, até mais pernicioso do que muitos que se encontram recolhidos nas cadeias. Para o corrupto (parasita), os criminosos presos constituiriam a latrina mais desprezível da cloaca da criminalidade. Daí o seu cinismo lhe permitir pisar naqueles que supostamente estariam mais embaixo, num tipo de escala da criminalidade. O cínico é, antes de tudo, um moralista. Reivindica, em seu inconsciente, um certo status imunizador para o seu crime. Se é que, na nossa cultura, veja sua própria corrupção como um crime!
"Uma pessoa cínica, em sua totalidade, é inteligente e com humor elevadíssimo. Tem a capacidade de observar a realidade do ambiente que a cerca e de conhecer e perceber um acontecimento rapidamente. Não confia nas pessoas, na realidade, suspeita de todos. Muitas vezes o cínico trata as pessoas como se elas fossem simples objetos. Na realidade essa pessoa nega a si mesma". Em uma entrevista para a revista Viver, de abril de 2001, o psicólogo Jadir Lessa explicou que "o cinismo é uma negação da natureza humana" (Fonte: http://familia.com.br/como-lidar-com-uma-pessoa-cinica). *Luiz Flávio Gomes - professorlfg.com.br

Punições

Reginaldo Villazón
Na sexta-feira (15), feriado da Proclamação da República, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, aproveitou a data para expedir mandados de prisão de 12 condenados no processo do mensalão (Ação Penal 470), que teve início há oito anos. No grupo, três políticos importantes: José Dirceu (PT), José Genoíno (PT) e Romeu Queiroz (PTB-PSB). Dois petistas influentes, Delúbio Soares (ex-tesoureiro do partido) e Henrique Pizzolato (ex-diretor do Banco do Brasil).
O fato chamou a atenção por se tratar da prisão de personagens da política nacional e do status dos demais envolvidos (empresários e executivos). As penas incluem multas e reclusões no regime fechado e no semiaberto. O envio destas pessoas à prisão teve um efeito positivo. Serviu para trazer à tona os defeitos da justiça e do sistema prisional brasileiro. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (PT), declarou que preferia morrer em vez de cumprir pena em prisões brasileiras, que são medievais.
O ministro Cardozo não quis defender os ilustres condenados. Ele é jurista, sabe da calamidade do sistema prisional brasileiro. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), criado em 2004 para atuar no aperfeiçoamento do sistema judiciário, registra o número de 471.000 presos no país, cumprindo penas em presídios superlotados sob condições perversas. E o número de 43.000 presos em cadeias, aguardando julgamento. Desde 2008, o CNJ libertou 36.000 detentos que já tinham direito à liberdade.
O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, declarou que considera natural a fuga de Henrique Pizzolato para a Itália, visando evitar as condições desumanas do sistema carcerário brasileiro. Outro ministro do STF, Gilmar Mendes, disse que é hora oportuna de reavaliar o sistema prisional brasileiro. Disse que há enorme déficit de vagas em todos os regimes: fechado, aberto e semiaberto. Que o sistema é um caos, uma vergonha. Que a desatenção do poder público abre espaço para as ações das organizações criminosas.
A história dos julgamentos, sentenças e punições é longa e horrível. A justiça já foi realizada de muitas maneiras. Por confisco de bens, torturas, mutilações corporais, prisões e vários tipos de morte. Em grande parte, os códigos penais tiveram inspiração em filosofias religiosas. Felizmente, o progresso foi grande. No Brasil, hoje, não há penas contra a integridade física e a vida dos condenados. As reclusões se limitam a 30 anos.
Porém, mesmo nas culturas mais desenvolvidas, ainda é forte a idéia de "pecado e castigo", "culpa e expiação", pela qual os infratores devem pagar por seus erros na prisão. Quando o povo clama por justiça, está pedindo a condenação dos réus por muitos anos de cárcere, onde o bem-estar é considerado um privilégio inaceitável. Por isto, há penitenciárias superlotadas de presos ociosos. Eles não estudam, não trabalham e sofrem humilhações.
Contrariando esta idéia de justiça, o filósofo Sócrates (469 a 399 a.C.) disse: "Ninguém erra voluntariamente". De fato, hoje os cientistas provam que o meio ambiente tem enorme influência na formação do caráter das pessoas. Que as condições orgânicas e psíquicas alteram o comportamento natural. Assim, os erros humanos devem ter outro entendimento.
A maior parte dos prisioneiros brasileiros deveria estar fora dos presídios, cumprindo penas alternativas, estudando, trabalhando e se ressocializando. Os políticos corruptos, a estes três medidas corretivas são suficientes: a condenação pública, a devolução do dinheiro surrupiado e a suspensão dos direitos políticos por 30 anos. Fora isto, vida normal!

FOLHAGERAL

As raposas
políticas lá do botequim da vila neste feriado prolongado estiveram analisando a situação que pode acontecer em 2016, apesar de faltar ainda muitos meses e uns dias para outubro.
Para eles,
hipoteticamente falando, se a prefeita Nice mudar o seu modo unilateral de governar e dar um novo perfil ao seu secretariado: "sem campanha publicitária, sem guru ou pesquisas, põe os seus adversários no bolso".
Isso tudo
porque a oposição por aqui só começa campanha um ano antes do pleito. Como na política existe a imprevisibilidade, muita coisa pode ainda acontecer. nunca se sabe.
O governador
Geraldo Alckmin, esteve ontem, 22 de novembro, em Urânia, para a inauguração do trecho duplicado O trecho jalesense ficará próximo do carnaval de 2014 para a sua inauguração. Na região, Jales está sempre atrasado em relação à demais cidades.
Falou-se ali
e falou-se aqui sobre regularização das empresas e mototaxistas no município mas até agora nada foi divulgado se está tudo conforme a lei.
O professor
e ex-prefeito de Urânia, Joaquim Pires, se recupera de uma delicada cirurgia realizada com sucesso no Hospital do Câncer de Jales. Pelo atendimento e atenção que ele recebeu naquele hospital e vendo sua boa recuperação, ele agora mais do que nunca vê como é importante colaborar, o trabalho desenvolvido em prol aquela entidade hospitalar que oferece atendimento de primeiro mundo com medicina de ponta, tudo gratuitamente. Boa recuperação profº Joaquim.
Pessoas
ligadas ao círculo de amizade da chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Saúde, Celma Crepaldi, disseram que ela estaria ensejando a volta para o seu cargo de origem na Prefeitura de Vitória Brasil de onde se afastou para assumir o cargo na administração nicista.
Com a chegada
do Natal, a prefeita Nice quer dar uma nova cara ao perímetro central deixando-o mais convidativo não só aos jalesenses como também aos visitantes. Tanto que nesta semana deu um "banho" no tanque da fonte luminosa na praça Euplhy Jalles. E periodicamente irá acontecer o "banho". Não é só cuidar e lavar o tanque da fonte, é preciso uma reforma geral da praça que está um bagaço, horrorosa, para ficar mais convidativa.
A praça
pode ser reformada por empresas privadas, oferecendo-lhe espaço publicitário. Só querer e pedir autorização para o Legislativo que o logradouro voltará a ser o cartão postal do Jalão.
Algumas
ruas da cidade estão mais vistosas com o fim de placas de sinalização de trânsito totalmente inadequadas à legislação vigente . Ainda a muito por fazer no trânsito jalesense. Tudo é uma questão política e sem média para agradar este ou aquele. Cumprindo as regras ninguém reclama. Espera-se que continue assim e as placas não voltem.
Entra no ar
o programa radiofônico da prefeita Nice, idealizado pela empresa contratada para divulgar os seus feitos, e de responsabilidade da Secretaria Municipal de Comunicação. Vão ter que arrumar muito assunto para a prefeita levar ao ar e ao público.
Os vereadores
estão correndo atrás de deputados federais e estaduais em busca de recursos para o município. Não é só pedir emendas parlamentares (que podem ou não ser liberadas) e ficar por isso mesmo. O próximo ano é eleitoral, e os candidatos vão aparecer por aqui com a cara lambuzada de óleo de peroba pedindo apoio dos vereadores, políticos e a população por votos. Será a hora da pressão e da cobrança pra valer.
Falando nisso,
o deputado federal Guilherme Mussi (PV), respondeu e-mail de um eleitor jalesense, afirmando que está tentando a liberação de recursos para a Santa Casa e para recapeamento asfáltico. A deputada Rita Passos ainda não se manifestou.
A receita
e despesa do município de Jales em 2.014 será de R$ 106.850.000,00. A principal receita é oriunda de transferências correntes por parte dos governos federal e estadual no valor de R$ 78.831.500,00.
Sete vereadores
apresentaram emenda modificativa ao orçamento municipal destinando R$ 50 mil para determinados reparos no Estádio Municipal Dr. Roberto Valle Rollemberg. Esse dinheiro poderia ter sido direcionado a uma instituição filantrópica ou assistencial e não para aquele jussarik park que está atravacando o desenvolvimento daquele setor.
*Em Urânia
causou estranheza a ausência de muitos políticos de Jales. *Estiveram presentes Gilbertão, Jesus, Rivail e mais tarde Tiago Abra. A prefeita Nice estava em São Paulo a serviço do municipio. A assessora da deputada Analice Fernandes, deixou o local mais cedo.
Perguntar não ofende
Só este ano de 2.013, são R$ 300 mil os investimentos em publicidades institucionais pelo município?
*No jornal impresso, a presente nota saiu truncada e anexada à nota anterior e faltando " Estiveram presentes ...".