Páginas

sábado, 14 de setembro de 2013

Máquinas do PAC chegam a região com maior número de assentamentos em São Paulo


O ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, entregou nesta quinta-feira, 12 de setembro, 50 motoniveladoras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) a municípios do Território da Cidadania do Pontal do Paranapanema e entorno, em São Paulo. A região, que possui a maior concentração de terras da reforma agrária do estado, com 144 assentamentos federais e estaduais, recebe do Governo Federal mais de R$ 100 milhões em benefícios para assentamentos.
Durante a cerimônia, o ministro lembrou que os municípios que têm áreas de assentamento podem firmar convênio com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), para fornecimento de combustível e lubrificante para as máquinas. "Isto tornará o processo ainda mais fácil para as prefeituras e fará com que as máquinas atendam os assentados, ajudando no desenvolvimento da agricultura familiar da região", destacou.
O equipamento foi entregue na Primeira Feira da Agricultura Familiar, realizada no município de Euclides da Cunha Paulista (SP). O município tem 43% da população residente na área rural, o que corresponde a aproximadamente 800 famílias. "As máquinas vão ajudar a abrir estradas e conservar as que já temos. Com isso, poderemos escoar melhor a produção das famílias, promovendo o desenvolvimento do município e de cada produtor", afirmou a prefeita da cidade, Camila Teodora Nicácio de Lima.
PAC2 SP – Com a doação, o Governo Federal já entregou quase um terço das máquinas que serão destinadas ao estado de São Paulo por meio do PAC 2. O investimento é de cerca de R$ 82 milhões. Até o fim da ação, 521 municípios paulistas terão recebido o pacote com retroescavadeira, motoniveladora e caminhão-caçamba. O objetivo é reforçar o parque de máquinas das prefeituras, facilitando a manutenção e construção de estradas vicinais, para melhorar o acesso e a qualidade de vida no meio rural.

Nordeste e Gramado lideram preferência dos brasileiros

Com o objetivo de identificar os destinos preferidos pelos brasileiros e ajudar a elaborar o portfólio de roteiros do dudi (www.dudi.com.br), sua agência de viagens online, o clickOn (www.clickon.com.br) realizou um levantamento entre janeiro e agosto de 2013 junto aos seus clientes. O resultado mostra que o nordeste brasileiro e a cidade de Gramado somam quase metade da preferência dos turistas. Com 25% das escolhas, os destinos nordestinos mais procurados são a Praia do Forte e Porto Seguro (BA), Maragogi (AL), e as capitais Fortaleza (CE) e Natal (RN). Já a tradicional cidade da Serra Gaúcha alcança sozinha a marca de 22% dos pacotes comercializados. Completam a lista a cidade de Florianópolis, com 10%, seguida de Caldas Novas, com 9,8%.
í"Temos parceiros especialistas nessas regiões e com isso conseguimos excelentes pacotes e preços, pois percebemos que o brasileiro tem grande interesse em conhecer o seu país, mesmo com estudos que indicam que o gasto para uma viagem nacional é, em alguns casos, o mesmo que para o exterior", destaca Carolina Torres, diretora comercial do dudi, a agência de viagens do clickOn.
Somente em 2012, o mercado brasileiro de turismo movimentou R$ 150,6 bilhões, o que representou 3,4% do PIB nacional, segundo o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC). "Hoje já sabemos que o brasileiro reserva uma parte do seu orçamento anual pensando em viajar. O que importa não é mais o status de viajar para o exterior, mas sim o prazer de conhecer um destino legal, o que faz sobrar opções no Brasil", completa Carolina.
Foi justamente o crescimento do clickOn no segmento de turismo que fez com que a empresa apostasse em um espaço diferenciado somente para viagens. Daí surgiu o dudi (www.dudi.com.br), uma agência de viagens online, que tem por objetivo concorrer com os principais players brasileiros do segmento. O dudi inicia suas atividades com mais de 100 funcionários dedicados à criação de mais de dois mil roteiros para vários lugares do mundo.

Maior visibilidade para produtos orgânicos

*Enio Tatto

"Protocolei na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei (PL) nº 579/2013, que determina aos hipermercados e supermercados que reservem espaços exclusivos para a exposição de produtos orgânicos. O objetivo do PL é dar maior visibilidade a esses produtos porque, hoje em dia, as pessoas estão optando por alimentos mais saudáveis em busca de melhor qualidade de vida. Ou seja: observamos uma evolução do mercado consumidor de produtos orgânicos.
O PL determina também que os orgânicos sejam identificados e segregados dos demais produtos em cada área ou seção do estabelecimento. A identificação deverá ser de fácil visualização pelo consumidor e conterá os seguintes dizeres: "Produto Orgânico – sem agrotóxico".
No caso são considerados produtos orgânicos, "in natura" ou processado, aquele obtido em sistema orgânico de produção agropecuária ou originário de processo extrativista sustentável e não prejudicial ao ecossistema local, nos termos da Lei federal nº 10.831, de 23 de dezembro de 2003.
Só para dar uma ideia da crescente procura por esses produtos, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) declara que a área destinada à produção de alimentos orgânicos cresce à razão de 30% ao ano e desperta o interesse dos produtores, especialmente em relação às margens de lucro do setor que faturou R$ 1,5 bilhão em 2012.
Além disso, de acordo com dados da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), em 2011, por exemplo, o mercado responsável por este tipo de produto correspondia ao consumo de 0,5% das famílias brasileiras. Em 2013 triplicou, passando para 1,5% e revelando fortes tendências de aumento.
Entre as vantagens do consumo de produtos orgânicos, está o fato de serem alimentos mais saudáveis, pois estão livres de agrotóxicos, hormônios e outras substâncias químicas, são mais saborosos e a produção não agride o meio ambiente, não contamina o solo, a água ou a vegetação próxima. Afora isso, a produção orgânica adota geralmente a responsabilidade social e valoriza a mão de obra.
Os alimentos orgânicos geralmente são produzidos por pequenos proprietários rurais - o que reforça a agricultura familiar -, utiliza menos energia e não apresentam os problemas decorrentes de descarte de embalagens ou invólucros. E tem mais: pesquisas internacionais revelam que alimentos orgânicos apresentam, em média, 63% a mais cálcio, 73% mais ferro, 118% mais magnésio, 178% mais molibdênio, 91% mais fósforo, 125% mais potássio, 60% mais zinco que os alimentos convencionais. Possuem menor quantidade de mercúrio (29%), substância que pode causar doenças graves.
*Enio Tatto (PT) é deputado estadual e 1º secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa

Indústrias têm 16 meses para elevar o teor de suco em néctar de laranja e uva

A partir de janeiro de 2015 os néctares de laranja e de uva deverão conter 40%, no mínimo, do conteúdo de suco da respectiva fruta.
A decisão foi assinada pelo ministro da Agricultura, Antônio Andrade, e publicada nesta quinta-feira, 12 de setembro, no Diário Oficial da União.Atualmente, a quantidade mínima de suco em néctar exigida é de 30% e no caso de fruta ou vegetal com acidez, não deve ser inferior a 20%.
O objetivo da instrução normativa é aumentar o teor nos néctares de laranja e de uva gradativamente de modo a não prejudicar os consumidores nem a indústria.
Por este motivo, fica definido que o setor produtivo terá 16 meses para se adaptar à exigência de 40% e mais 12 meses (janeiro de 2016) para elevar o teor mínimo para 50%.
O diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal, Ricardo Cavalcanti, explica que a decisão de escalonar o prazo foi tomada em audiência pública que reuniu todos os segmentos das cadeias produtivas da uva e da laranja em julho.
"Ouvimos cuidadosamente todas as partes e todos cederam um pouco, objetivando um produto final de qualidade para o consumidor", salientou.

Voto aberto é regra na Câmara de Jales há mais de uma década

Foi votada e aprovada por unanimidade dos parlamentares semana passada na Câmara dos Deputados a PEC - Proposta de Emenda à Constituição que determina voto aberto em todas as deliberações do Congresso Nacional. 
A PEC 349/2001 altera a redação dos artigos 52, 53, 55 e 66 da Constituição Federal para abolir o voto secreto nas decisões da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.
Na Câmara de Jales o voto aberto é regra desde 2001. Através da Emenda à Lei Orgânica do Município nº. 01/2001, que deu nova redação ao parágrafo 1º do Artigo 13, à alínea "b" do inciso VIII do Artigo 23 e criou o parágrafo 4º ao Artigo 32 da LOM, a emenda suprimiu o voto secreto nas deliberações da Câmara, principalmente nos casos de cassação de mandatos, eleição da Mesa Diretora e concessão de medalhas e honrarias. A única votação que continua secreta é no caso de apreciação de veto.
Tal Proposta de Emenda à Lei Orgânica do Município foi assinada pelos vereadores Gilberto Alexandre de Moraes, Aracy de Oliveira Murari Cardoso, José Eduardo Pinheiro Candeo, Roberto Genari, Marcelo Antônio Berti Caparroz, Hilário Pupim, Rivelino Rodrigues e Flávio Prandi Franco.
Em sua justificativa, a Proposta de Emenda à LOM prescreve "conforme preceitua a Constituição Federal, Artigo 1º, parágrafo único, todo poder emana do povo. E foi o povo, através de sufrágio universal que nos outorgou um mandato público, escolhendo-nos para representá-lo junto ao Poder Legislativo. Assim, em tempos de Democracia Plena, entendemos que não mais se justifica em nossa legislação a existência do voto secreto, antigo e ultrapassado resquício do Regime Ditatorial". (por Jaqueline Zambon)

Fatec Jales comemora dez anos

No dia 10 de setembro, a FATEC Jales comemorou 6 anos de muitas conquistas. Em setembro de 2007, foi inaugurada com o curso de Tecnologia em Agronegócio, que há 3 anos está inserindo no mercado de trabalho tecnólogos altamente qualificados para a gestão de empresas do setor do agronegócio. Em 2010, a cidade e região receberam outro presente: o curso de Sistemas para Internet, que forma profissionais capazes de lidar, de modo inovador, com a Tecnologia da Informação (TI).
A empregabilidade dos alunos egressos é alta: pesquisa realizada recentemente pela instituição revela que 92% deles estão inseridos no mercado de trabalho e, desses, mais da metade está atuando na área do curso. Para atingir a plenitude do ensino, são muitos os trabalhos concretizados.
Além do ensino de qualidade oferecido em sala de aula, cursos de extensão são realizados constantemente. Para se ter uma ideia, só a partir de setembro deste ano, serão mais de cinco cursos, como de Fluxo de Caixa e Finanças Pessoais, HP 12C, Excel Avançado e Código Florestal, que serão ministrados por docentes da instituição. Não somente os alunos da faculdade são contemplados, mas também estudantes do Ensino Médio de escolas públicas de Jales, aos quais serão oferecidos cursos como: Instalação e Manutenção de Computadores, Design Gráfico, Saber ou não saber inglês: eis a questão! e Gestão do tempo - boas formas de administrá-lo. 
A Fatec Jales, cumprindo seu papel social, oferece à comunidade, desde 2011, o Click Melhor Idade, projeto de inclusão digital destinado a pessoas com mais de 50 anos, e o projeto de Reuso e reciclagem de microcomputadores: uma ação sustentável, que contempla diversas ações como conscientização sobre a importância da sustentabilidade, recebimento de doações de equipamentos eletrônicos em desuso por entidades públicas ou privadas, reaproveitamento de máquinas e, por fim, doação dos equipamentos novamente funcionais a crianças e adolescentes carentes.
As inúmeras bolsas de intercâmbio também se mostram como uma importante conquista da instituição. Ao término do curso, o aluno com as melhores notas dos dois cursos é premiado com um intercâmbio de um mês a um país de língua inglesa, como Estados Unidos, Inglaterra e Nova Zelândia, por intermédio do Centro de Educação Tecnológica Paula Souza. Outros tipos de seleção também são realizados nesse sentido, como a do Programa Ciência sem Fronteiras, que concedeu uma bolsa de intercâmbio para os Estados Unidos a uma aluna da faculdade, que ficará durante quase um ano estudando em uma das faculdades mais conceituadas do país, o Miami-Dade College. Até o momento, sete discentes foram contemplados, além de quatro professores.
Outro ponto que convém destacar refere-se às pesquisas realizadas por alunos e professores, que contribuem para o conhecimento científico, para a formação acadêmica e, sobretudo, para o desenvolvimento regional. Muitos estudos são divulgados em importantes congressos, como o Congresso Brasileiro de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER), que, só em 2010, aprovou a apresentação de mais de 20 artigos da instituição. A aprovação não se restringe ao território brasileiro: neste ano, um congresso argentino aprovou três trabalhos.
Deve-se ressaltar também que, com o objetivo de melhor atender a comunidade acadêmica e oferecer um ensino superior público de excelência, iniciou-se, há pouco mais de um ano, a reforma e ampliação do prédio da Fatec Jales, cujo orçamento aproxima-se dos R$4 milhões, verba do Governo do Estado de São Paulo. 
Para comemorar essas e tantas outras conquistas, o Grupo de Percussão Taiko, da Associação Cultural e Esportiva Nipo Jalesense, apresentou um show musical que contagiou a todos com sua habilidade rítmica. Após, o empresário Valdemar Oliveira ministrou uma palestra sobre Empreendedorismo, assunto de extrema importância para a formação dos alunos.
As inscrições para o vestibular da Fatec Jales para o 1° semestre de 2014 estarão abertas de 08/10 até as 15h do dia 07/11/2013. Mais informações no site: www.fatecjales.edu.br

O descaso com as obras de arte

Por Débora Salatino Palomares e Alisson Maxwell Ferreira de Andrade

Nos últimos anos, verifica-se uma maior preocupação do governo federal na preservação do patrimônio histórico nacional. Exemplo disso é a utilização do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para "turbinar" o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Estima-se que, em 2013, apenas o PAC injetará algo em torno de 300 milhões de reais para a restauração e conservação de cidades históricas. Para empenhar esses recursos, a ministra da Cultura, Marta Suplicy, nomeou a nova presidente do IPHAN, Jurema Machado, em setembro do ano passado. Para ela, dinheiro para conservação do patrimônio brasileiro não será problema. Em entrevista ao Correio Braziliense, a nova presidente do IPHAN disse: "É completamente diferente o quadro do IPHAN hoje em relação a alguns anos atrás e esses R$ 300 milhões do PAC representam seis vezes o orçamento para investimento do IPHAN em obras." Entretanto, apesar do discurso político, o que se verifica nas ruas de todo o país é uma situação de permanente degradação das obras de arte em vários municípios brasileiros.
A Fonte Monumental, localizada na Praça Júlio Mesquita, no centro da capital paulista e símbolo da São Paulo em transformação nos anos de 1920, até pouco tempo atrás poderia ser considerada como a fotografia dessa situação calamitosa que atinge as obras de artes em todo o país.A "Fonte das Lagostas", como também era conhecida antigamente, foi protagonista de acontecimentos históricos, como oepisódio conhecido como a Revolução de 1924, quando a cidade foi invadida por tropas do general Isidoro Dias Lopes, interrompendo o andamento da obra, que ficariapronta apenas em 1927. A fonte vinha sofrendo um processo de degradação ao longo dos anos, provocado pelo próprio decurso do tempo, pela poluição e pelo vandalismo. Diante disso, desdeo ano passado, a fonte vem passando por reformas: será cercada com placas de vidro, que começaram a ser instaladas no mês de março, sendo transformada em uma espécie de aquário.
A medida de colocar hoje a fonte em uma espécie de aquário tem por objetivo protegê-la do vandalismo e impedir, sobretudo, que continue sendo utilizada como banheiro público ou ainda evitar que se transforme em uma piscina ou local de lavar roupas dos moradores de rua, como já ocorreu. Além disso, há também marcas de urina no mármore de Carraraao redor da fonte, para cuja tentativa – infrutífera – de remoçãoforam utilizados vários produtos químicos, produzindo manchas amareladas e amarronzadas. Para não agravar os danos já existentes, a decisão tomada foi não mexer nela.
Ademais, o material em bronze do chafariz, as lagostas e os mascarões foram substituídos por réplicas em resina que custaram R$ 500 mil ao DPH (Departamento do Patrimônio Histórico da Prefeitura). Essa troca confronta a teoria da restauração: o observador da escultura fica diante de um "falso histórico" que, de certa forma, o engana; porém, como a fonte está localizada na região da cracolândia, a manutençãodosobjetos bronze poderia favorecer a ocorrência de alguma espécie de vandalismo.
Outras obras de arte vêm sofrendo, no Brasil, com os mesmos problemas, como o Monumento aos Açorianos, construído em 1970, em Porto Alegre, que foi cercado e precisará de reformas por causa das corrosões provocadas pela urina de pessoas e animais. Sob assessoria técnica da Secretaria Municipal da Cultura, por meio da Memória Cultural, o projeto para restauro do monumento terá custo em torno de 350 mil reais.
Apenas na cidade de São Paulo há cerca de 400 monumentos públicos marcados por uma realidade bem triste: o descaso, as pichações, o abandono e a falta de manutenção. Um exemplo disso éo monumento Discóbolo, localizado na Praça General Polidoro, no bairro da Aclimação: os dedos do "personagem" estão totalmente quebrados, a fonte em que o monumento se localiza está inativa e, além disso, está sempre sujo de fezes de pássaros. Outra obra que sofre com o descaso é a escultura Índio Ubirajara, construída em 1925,que se encontra hoje no Largo Ubirajara, no bairro de Belém. Ela apresenta as mesmas condições de degradação e também tempartes quebradas, como a lança, que simboliza a resistência do povo indígena, além de pichações espalhas pela obra. Um terceiro exemplo é o Monumento àAmizade Sírio Libanesa, obra produzida pelo escultor Ettore Ximenes, em 1922, localizada na Praça RaguebChohfi, hoje toda pichada e comalgumas esculturas sem os braços, ou sem pernas, cabeça e os pés.
A situação repete-se na região do oeste paulista,em que obras de arte e patrimônio histórico estão em processo de degradação. É o que acontece, por exemplo, na cidade de Itapura, localizada a 220 quilômetros de São José do Rio Preto, marcada pelo abandono, há décadas, do Palácio do Imperador D. Pedro II, construído em 1858. Há um projeto para que seja restaurado ainda este ano, com custo de aproximadamente de 250 mil reais.
Também na cidade de Três Lagoas, no Estado de Mato Grosso do Sul, as poucas obras de arte presentes na cidade não são bem cuidadas e conservadas. Como exemplo, tem-se o totem que marca e celebra o centenário da imigração japonesa no Brasil e que sofre com a ação do tempo, em especial a corrosão da ferragem. Há também o Relógio central da cidade, que sofre com o descaso, com as pichações e com os acidentes provocados por motoristas, sendo necessária a instalação de blocos de concreto para impedir a passagem de veículos muito próximos à obra.
Assim, é necessário promover uma cultura que valorize as obras de arte para que a comunidade entenda o valor e a importância do cuidado e da preservação que merecem. Enquanto isso não acontece, as diversas obras espalhadas, não só na cidade de São Paulo, mas em todo o Brasil, sofrem com o desrespeito e o descaso, quer da sociedade, quer das autoridades, que, por não conseguirem prevenir o vandalismo,gastam valores altíssimos para restaurar as obras de arte ou utilizam medidas drásticas, como colocar placas de vidro ao redor de um monumento a fim de protegê-lo. Finalmente, a preservação do patrimônio histórico brasileiro precisa de menos retórica política e de mais ações efetivas. Uma delas, indubitavelmente, consiste na melhor educação do povo brasileiro.Débora Salatino Palomares: Acadêmica do Curso de Direito da UFMS – Câmpus de Três Lagoas- debora.spalomares@gmail.com Alisson Maxwell Ferreira de Andrade: Professor do Curso de Administração da UFMS – Campus de Três Lagoas.: alissona@fearp.usp.br

Luiz reúne amigos, revive os bons momentos e festeja o aniversário



Ganso, Jura, Carmo e Buiu.
Agachados: Sorrisão, Emílio, Luiz e Cristiano, o timde dos Correios

O time do América: Tiago, Frank, Periquito e Boca.
Agachados: Paulinho, Elcio, Bpquita e Odair

Luiz Antonio Sartório
No sábado, 7 de setembro, completou 51 anos de idade, o funcionário dos Correios há 22 anos, e ainda atuante no futsal e artista plástico nas horas vagas, Luiz Antonio Sartório.
Para festejar a data, Sartório convidou os amigos que há 20 anos formaram a equipe de futsal dos Correios para reelembrar os bons tempos nas quadras.
Conhecido por todos que atuam no esporte, Sartório não perde a oportunidade quando de uma folga, feriado ou final de semana para estar presente às quadras da E.E. Dr. Euplhy Jalles, Ginásio de Esportes Dr. Waldemar Lopes Ferraz, Ginásio de Esportes do jardim Paraíso, E.M Eujácia Moreira e Ginásio de Esportes Cristóvam Soler e, onde haja uma partida da bola pesada.
Sartório tomou gosto pelo futsal ao participar de vários campeonatos e torneios, onde conquistou muitos amigos.
Ao final da partida de futsal, a confraternização que marcou o reencontro de velhos amigos para comemorar o aniversário de Luiz Antonio Sartório, foi festejada com um delicioso churrasco na casa do Buiu.
Emocionado, Luiz Antonio Sartório agradeceu a presença de todos os amigos com um afetuoso abraço.

Alunos de escolas públicas recebem premiação de Concurso de Cartazes





Na tarde desta quarta-feira, 11 de setembro, foi realizada a entrega da premiação do Concurso de Cartazes organizado pela Polícia Civil de Jales que teve como tema "Jales sem Drogas e Violência", envolvendo alunos das redes municipal e estadual de ensino.
Foram premiados com uma bicicleta os alunos vencedores, Gabriela Bueno Gazola, da 5ª série da E. M Professora Maria Olympia Braga Sobrinho, e Marcos Gabriel Tosto Buzzo, da 8ª série da E. E Dr. Euphly Jalles. Eles estavam acompanhados pelas mães, Lidiane Bueno Gazola e Alice Tosto Buzzo.
"Quero agradecer a parceria da Prefeitura Municipal e o apoio da prefeita Nice que está empenhada na prevenção as drogas e no combate à violência, principalmente entre crianças e adolescentes. A polícia também está sensibilizada com essa questão e já estamos trabalhando outras ações de grande relevância para acabarmos com esse mal que aflige nossa cidade", disse o delegado Altair Ramos Leon.
Para a prefeita Nice, é de extrema importância que o poder público incentive e apoie as ações de prevenção e combate às drogas e à violência. "Quero parabenizar todos os alunos que participaram desse concurso e também à Polícia Civil, idealizadora desse projeto que objetiva conscientizar as crianças e os adolescentes em relação aos malefícios causados pelas drogas e consequentemente a violência causada pelo uso de entorpecentes. A Prefeitura de Jales sempre estará de portas abertas e sempre apoiará causas como esta", lembrou a prefeita.
A cerimônia de premiação foi realizada na sala de reuniões do Poder Executivo, e contou com a presença da prefeita Nice Mistilides, do delegado de polícia Altair Ramos Leon, da secretária municipal de Educação Simone Aranda, da diretora técnica do Núcleo Pedagógico, Ana Paula Oliveira Rubio, das supervisoras de Ensino Municipal, Elaine Magri e Marisley Bercelis, da diretora da E.M. Professora Maria Olympia Braga Sobrinho, Eliana Magri de Souza e da professora Nilcéia Sarambelli Marinho, da diretora da E.E. Dr. Euphly Jalles, Silvia Vila Rios e da professora Clarice Conejo Galego e dos responsáveis pelo Projeto Prevenção, Cleoniza Sartori e Paulo Sérgio Ferreira.

EDITAIS DE PROCLAMAS

Ademir de Mattis
, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.
SEBASTIÃO GONÇALVES DOS SANTOS e LAICE BALERO MOLINA. ELE,
natural de Tres Fronteiras, deste Estado, nascido aos 19 de abril de 1.955, aposentado, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Brasilino dos Santos e de Sebastiana Gonçalves dos Santos. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 22 de maio de 1.961, costureira, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de José Balero Molina e de Laurinda Pelais Molina.
LUIZ FERNANDO ROSSINI e NILCEMARA VERONEIS. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 10 de outubro de 1.987, agricultor, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Luiz Rossini e de Antonia Pedrão Soler Rossini. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 22 de agosto de 1.988, assistente social, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Laercio José Veroneis e de Édna Aparecida Miotto Veroneis.
JULIO CESAR BARBOSA DE JESUS e GRAZIELA GARCIA MONTEIRO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 07 de abril de 1.994, empacotador, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Marcio Barbosa de Jesus e de Rosimeire Aparecida Valin. ELA, natural de Francisco Morato, deste Estado, nascida aos 22 de janeiro de 1.994, vendedora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ricardo Ferreira Monteiro e de Ivone Garcia Monteiro.
CLÓVIS CLÁUDIO MACHADO e SIRLEI GOMES DO ESPIRITO SANTO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 01 de maio de 1.970, funcionário público municipal, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de João Cláudio Machado e de Antonia Sonssin Machado. ELA, natural de Mesópolis, deste Estado, nascida aos 24 de setembro de 1.974, auxiliar administrativa, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Geraldo Gomes do Espirito Santo e de Alice Abrante do Espirito Santo.
RAFAEL FRIÓSI SABADIN e DAIANE CAROLINE DOS SANTOS. ELE
, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 27 de agosto de 1.992, comerciário, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Norival Pascoal Sabadin e de Márcia Cristina Friósi Dabadin. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 12 de maio de 1.994, vendedora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Egilberto dos Santos e de Nilcelene Cristina Roque dos Santos .
EDERSON PEREIRA e SUELEN GUERRA RODRIGUES. ELE,
natural de Andradina, deste Estado, nascido aos 27 de Julho de 1.985, corretor de seguros, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Antonio Pereira e de Clarice Ribeiro Pereira. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 23 de janeiro de 1.988, advogada, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ademar Bocalon Rodrigues e de Rosicler Guerra Rodrigues.
JOSÉ ANGELO CAPARROZ VIEIRA e ANA CARLA BOLOGNA DA SILVA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 11 de dezembro de 1.983, assessor, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Vieira Neto e de Ana Maria Ferrari Caparroz. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 25 de agosto de 1.984, jornalista, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Carlos José da Silva e de Helena Maria Bologna da Silva.
SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.
Ademir de Mattis – Oficial

Educação no trânsito


O álcool é responsável por
inúmeros acidentes de trânsito

A Semana Nacional do Trânsito é uma comemoração anual que acontece entre os dias 18 e 25 de setembro. A data foi estabelecida desde a criação do Código de Trânsito Brasileiro, em 1997. A Semana é caracterizada por uma série de eventos e ações educativas promovidas por todos os órgãos e entidades que integram o Sistema Nacional de Trânsito. A definição dos temas é feita anualmente pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).
O Contran, neste ano, escolheu para a Semana Nacional de Trânsito, o tema: "Álcool, outras drogas e a segurança no trânsito; efeitos, responsabilidades e escolhas", uma vez que, apesar dos esforços feitos, a ocorrência de acidentes de trânsito aumenta a cada ano. Um dos fatores causadores de acidentes é o consumo de álcool e de outras drogas, mesmo com o maior rigor da denominada "lei seca".
Em Jales, a Prefeitura Municipal, a Polícia Civil e a Associação Comercial e Industrial, com o apoio de outros segmentos da comunidade, realizarão Campanha Educativa de Trânsito, que está em sua 11ª edição, com o tema escolhido pelo Contran. A programação da campanha consiste na distribuição de folhetos, mensagens pelo rádio, exibição de vídeo (as cinco principais causas de acidentes de trânsito) e concurso de redação entre os alunos da rede municipal de Ensino.
A Polícia Civil de Jales instaurou, no período de janeiro a agosto deste ano, 70 inquéritos policiais, a fim de apurar a responsabilidade criminal de motoristas que dirigiam sob a influência de álcool.
A campanha educativa tem o objetivo, como sempre, conscientizar as pessoas, como motoristas, pedestres e cidadãos, sobre sua responsabilidade na busca de um trânsito melhor.

Karateca jalesense é convocado para Campeonato Mundial



O karateca jalesense Diego Pimenta da Silva (foto), é um dos pré-convocados na categoria Cadete, 63 quilos, para compor a seleção brasileira que irá disputar o VIII Campeonato Mundial Cadete, Júnior e Sub-21, que será realizado entre os dias 7 e 10 de novembro de 2013 na cidade de Guadalajara, na Espanha.
A convocação oficial foi divulgada nesta quarta-feira, 11 de setembro, pela Confederação Brasileira de Karatê.
Diego Pimenta da Silva que está inscrito por Mato Grosso do Sul (MS) é o 1º reserva na categoria Shiai Kumitê Cadetes e poderá ocupar a lista principal se até o dia 4 de outubro houver alguma desistência.
"O Diego vem evoluindo cada vez mais, comprovando que a dedicação e o esforço podem levar o aluno a alcançar os objetivos desejados" salientando que "o fato do Diego estar relacionado nesta convocação, o coloca entre os melhores karatecas do Brasil, podendo vir a disputar contra os melhores karatecas do planeta.", afirmou o professor de karatê Sensei Edson Resende, da Associação de Judô e Karatê Jalesense.
Neste ano de 2013, Diego Pimenta foi medalha de ouro no Campeonato Brasileiro da CBK – Regional Sul, realizado em Joinville/SC em julho/2013 e medalha de prata nas finais do Campeonato Brasileiro da CBK realizado em Fortaleza/CE, em agosto/2013, além de ter conquistado três medalhas de ouro no Campeonato Estadual da FKMS. Diego também, no ano passado, conquistou uma medalha de bronze no Campeonato Sulamericano de Karatê realizado em Lima, no Peru.

Alunos de escola pública de Jales recebem estação móvel de ensino

Na terça-feira, 17 de setembro, cerca de 150 alunos de uma escola da rede pública de ensino de Jales vão ter a oportunidade de visitar a Estação Móvel de Ensino do Projeto "Elektro nas Escolas".
A Estação Móvel conta com infraestrutura para atuar, simultaneamente, como Laboratório de Eficiência Energética, no qual as crianças poderão aprender mais sobre a origem e a história da eletricidade.
Os visitantes também vão receber orientações sobre o uso racional da energia, por meio de experiências, maquetes, projeção de vídeos e outras atrações como: Anel Saltador; Casinha de consumo; Diferença entre lâmpada incandescente e fluorescente; Energia elétrica gerada pelo corpo humano - pilha humana.

Repórter Eco mostra o quanto a anta é inteligente

Quem foi que disse que a anta não é inteligente? Hoje é muito comum que se faça referência à espécie quando se quer acusar alguém de ter reduzido quociente de inteligência. O Repórter Eco deste domingo, 15 de setembro, esclarece essa visão equivocada: traz uma matéria sobre a campanha Minha Amiga é uma Anta, que pretende mostrar que ser comparado a ela pode ser até mesmo um elogio.
Estudos recentes comprovam que o animal tem uma grande quantidade de neurônios, o que o torna capaz de fazer várias associações. Portanto, a anta é extremamente inteligente. Foi para desfazer a imagem negativa construída sobre a espécie que surgiu o projeto, com foco nas crianças. O intuito é divulgar essas informações para conquistar mais amigos para o bichinho, ameaçado pelo desmatamento, caça e atropelamentos.
Os zoológicos também aderiram à campanha para ajudar esse que é o maior mamífero terrestre do Brasil. Além disso, a anta colabora para manter as florestas onde habita, como a Mata Atlântica, a Amazônia e o Pantanal, através da dispersão de sementes de muitas espécies pelas grandes distâncias que percorre.
Outro destaque do programa é a reportagem sobre energia eólica, uma das mais promissoras fontes de energia renovável. Com recursos naturais como água, sol e vento em abundância, o Brasil tem uma das mais limpas energias do mundo. O principal meio são as usinas hidrelétricas, mas com a crescente preocupação ambiental e com o desenvolvimento tecnológico, a energia eólica vem se tornando nossa segunda fonte mais competitiva. Classificação indicativa: Livre.

Santa Fé do Sul sedia exposição do Museu Índia Vanuíre

Santa Fé do Sul recebe, a partir de terça-feira, 17 de setembro, a exposição temporária "Harald Schultz – Olhar Antropológico". A mostra chega à cidade pelo Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), instância ligada à Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com o Museu Índia Vanuíre, localizado em Tupã (SP), e a Prefeitura.
Exposta no Complexo Turístico, Cultural e Histórico "Roberto Valle Rollemberg", a montagem reúne fotografias tiradas em expedições durante quase 30 anos, de 1909 a 1966, pelo antropólogo Harald Schultz.
O material registra vários grupos indígenas e aspectos de seus cotidianos, como o universo mágico-religioso, a cosmologia, medicina e alimentação, entre outros.
Composta por imagens selecionadas a partir de uma coleção de mais de 1.100 slides do Museu de Arqueologia e Etnografia da Universidade de São Paulo (MAE/USP), a mostra tem como objetivo apresentar os hábitos de crianças de 12 etnias indígenas.
Aberta à comunidade e em cartaz até 20 de outubro, a visitação acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O Complexo Turístico, Cultural e Histórico "Roberto Valle Rollemberg" está localizado na Avenida Paulo Nunes, s/nº, Centro. Mais informações no site www.sisemsp.org.br

Sociedade de Árbitros de Jales ganha licitação e fornece serviços para torneio em cidade de MG



A empresa Sociedade de Árbitros de Jales "SAJA", foi a vencedora da licitação aberta pela prefeitura de União de Minas (MG), para o fornecimento de árbitros para atuarem no XV Torneio 7 de setembro, realizado nos dias 6, 7, e 8 deste mês, naquele município.
Segundo a diretora Maria José Aielo Lourenço, em um pequeno desabafo, disse que a situação da empresa está regular e de acordo com a lei vigente, prestando serviços "em atividades de arbitragem nas modalidades de futebol, futsal e outras modalidades desportivas", ao contrário do que andaram dizendo.
Ela explicou ainda, que nesse período de existência da empresa, foram mantidos contatos com vários segmentos como associações, clubes, ligas, prefeituras e organizadores de eventos esportivos, apresentando a Sociedade de Árbitros de Jales.
Segundo ela, após essa divulgação, foram desenvolvidas atividades de arbitragem e intercâmbio nas cidades de Cardoso, Macedônia, Riolândia e União de Minas (MG).
"Em princípio destacando nossa atuação no campeonato organizado e promovido pela Associação Desportiva Fronteirense - ADEF, da cidade de Fronteiras (MG), cuja entidade tem poder de Liga, na 9ª Copa Três Rios, tendo a participação de 16 equipes de cidades do Triângulo Mineiro e Noroeste Paulista", ressaltou a diretora Maria José.
Marai José fez questão de enfatizar o êxito da Sociedade de Árbitros de Jales na participação da concorrência e licitação pública realizada pela Prefeitura Municipal de União de Minas (MG), na qual saiu-se vencedora, e salientou a importância da competição que "teve a participação de 41 equipes dos estados de Minas Gerais, São Paulo e Distrito Federal, sendo o maior torneio do Triângulo Mineiro, com a realização de 40 partidas para chegar-se ao campeão que foi a equipe Jacuba, de Gurinhatã (MG), cuja premiação foi de R$ 10 mil; recebendo o vice-campeão, uma equipe de Votuporanga, o valor de R$ 4 mil; R$ 2. mil para o terceiro lugar e R$ 1 mil ao quarto lugar e, R$ 300.00 divididos entre artilheiro e goleiro menos vazado".
Maria José frisou que as atividades da Sociedade foram bem sucedidas neste período de sua existência, "graças a união dos nossos árbitros na realização de seus trabalhos, com aplicação dos conhecimentos técnicos desportivos, assim reconhecidos por aqueles que por hora nos contratou para as atividades de arbitragem, em seus respectivos campeonatos."
Ela expôs ainda, que nem tudo foi maravilha ao longo deste tempo "e manifesto os pontos não satisfatórios, constrangimentos, comentários tendenciosos no que se refere a nossa situação legal, de que somos uma sociedade clandestina, sem documentação, pessoal de refugo de serviços em arbitragem de Jales, sem qualidade técnica e efetiva para realizar quaisquer atividades, mas com tudo isso sendo resolvido e superado".
Maria José deixou bem claro que as conquistas da SAJA foram adquiridas com "muita dedicação e trabalho, e nossos objetivos são: transparência e respeito".

Vereadores e Sindicato se reúnem com prefeita em prol dos servidores públicos



A presidenta da Mesa Diretora da Câmara Municipal, Pérola Maria Fonseca Cardoso, acompanhada pelos vereadores Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista, Luís Fernando Rosalino e pelo presidente e vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jales e Região, José Luiz Francisco e Jorge Luiz de Souza, estiveram reunidos com a prefeita Nice Mistilides, o Chefe de Gabinete do Executivo Roberto Timpurim e o chefe de Gabinete da Secretaria Municipal de Administração Reginaldo Viotta.
O encontro foi realizado no gabinete do Executivo na manhã de terça-feira, 10 de setembro, tendo por objetivo discutir o pagamento de 1/3 do salário dos funcionários públicos que saíram de férias, e assinaram acordo aceitando receber a quantia após o gozo das férias. É previsto em lei, o pagamento de 1/3 do salário ao funcionário público em até 2 dias antes do início das férias.
No documento assinado pelos funcionários não havia data para a previsão de pagamento do benefício das férias e, segundo os vereadores, alguns funcionários relataram ter feito acordo com a administração para recebimento do valor, mas a administração, segundo eles, ainda não teria efetuado este pagamento.
Segundo o chefe de gabinete Roberto Timpurim, a soma do valor total do pagamento que deverá ser efetuado aos funcionários que tiveram suas férias deferidas, ultrapassa R$ 230 mil e a administração propôs começar a quitação a partir de outubro, no valor de R$ 20 mil por mês.
A proposta não satisfez os vereadores e foi solicitado por eles, que a administração faça um estudo mais detalhado sobre a possibilidade de aumentar este valor, a fim de que esta dívida com os funcionários públicos seja sanada o mais breve possível.
Na discussão, ainda foram colocadas pelos vereadores outras propostas para resolver o problema, como a diminuição dos cargos comissionados e a revisão da quantidade de horas extras que está sendo paga a alguns funcionários sem que tenham efetivado realmente o serviço.
Foi solicitado também pelos vereadores que a prefeita encaminhe à Câmara, Projeto de Lei que regulamente a venda de 1/3 do período de férias (abono pecuniário) a qual os funcionários públicos têm direito, mas que ainda não está devidamente regulamentada, visto que, segundo os vereadores e representantes do sindicato o benefício não segue parâmetros iguais para ser deferido aos funcionários.

A corrida e as lesões

*Dr. Gustavo Arliani

Nas últimas décadas temos observado em todo o mundo, incluindo o Brasil, um grande aumento do número de praticantes de atividades esportivas. Muito desta elevação deve-se a ampla divulgação na mídia e meios de comunicação dos benefícios a saúde, como melhor qualidade de vida e redução do risco de várias doenças, atrelados a prática regular destas atividades.
A corrida é o terceiro esporte mais praticado no Brasil com aproximadamente 4 milhões de praticantes.
Somente no ano de 2012 houve um crescimento de 15% no número de corredores de rua no Estado de São Paulo. Este crescimento se justifica pelas características da atividade que não exige necessariamente habilidades específicas para a prática e pela flexibilidade da corrida. Somente os corredores sabem o prazer e a satisfação sentidas antes, durante e após um treino ou uma corrida. No entanto, todos estes efeitos benéficos da prática esportiva devem ser equilibrados com as lesões que são, até certo ponto, inevitáveis e afastam o esportista da atividade que este mais ama.
As lesões na corrida são normalmente resultado da combinação de fatores extrínsecos e intrínsecos. Entre os fatores extrínsecos podemos incluir os métodos de treinamento, superfície da corrida e tênis para prática do esporte. Já os fatores intrínsecos, entre outros, são força muscular, alongamento, mau alinhamento do membros inferiores, tipo de pisada e fatores genéticos.
As características do treinamento na corrida são fundamentais na prevenção de lesões. Um treinamento apropriado e individualizado é essencial, visto que 60% de todas as lesões da corrida são resultados do que chamamos em inglês de: "doing too much, too soon" (fazendo muita atividade de maneira muito rápida). Ou seja, o atleta, na ânsia de aumentar seu desempenho, acelera o processo natural de evolução do esporte e acaba tendo como resultado lesões por sobrecarga.
Um programa de treinamento ideal deve expor o corredor a doses apropriadas e crescentes de estresse intercalando as mesmas com períodos de repouso (usualmente 24 a 48 horas). Sendo o tempo de descanso considerado tão importante quanto as sessões de treinamento.
No entanto, sabemos que atualmente um programa de treinamento é avaliado baseado na performance do atleta e não pela ausência de lesões.
Um estudo científico recente sugeriu que corredores com quilometragem semanal superior a 64 Km podem reduzir o risco de lesões em 15% em um ano com a diminuição da quilometragem/semana para 48-64Km.
Por isso, com a intenção de minimizar o risco de lesão, recomendo um aumento na duração e intensidade do treinamento de 10% por semana. Desejo a todos uma boa corrida e cuidado com as lesões. *Dr. Gustavo Arliani é ortopedista formado pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP e especialista em Traumatologia do esporte e Cirurgia do Joelho, também pela UNIFESP. Dr. Gustavo é membro do Centro de Traumatologia do Esporte (CETE).

Teor de flúor da água:

Está inadequado em muitos municípios paulistas

De janeiro a maio de 2013, o CROSP, em parceria com a Faculdade de Odontologia de Piracicaba da Universidade Estadual de Campinas (FOP – UNICAMP), coletou amostras e estudou os teores de fluoreto da água de 105 municípios paulistas. No dia 13 de agosto, o Conselho encaminhou os resultados alarmantes às autoridades: mais da metade das cidades analisadas estava com fluoretação inadequada e fora do padrão de potabilidade, o que coloca em risco a saúde da população.
Segundo os resultados laboratoriais, a água não estava com o teor de concentração ideal do flúor para o consumo humano (de 0,6 a 0,8 mg/L) em 68% das cidades analisadas em janeiro; a irregularidade foi comprovada em 65,3% de fevereiro a março e em 59,8% em março, abril e maio. O Laboratório do Departamento de Ciências Fisiológicas da FOP – UNICAMP realizou mais de 300 coletas.
A fluoretação da água, quando utilizada na quantidade correta, combate a formação de cáries. A subdosagem, por sua vez, torna o flúor ineficaz nesse sentido, deixando a saúde bucal dos cidadãos em risco.
Essa situação foi verificada em 54 cidades na primeira coleta (janeiro), em 51 na segunda (fevereiro a março) e em 46 na última (março, abril e maio).
A superdosagem também é prejudicial. O excesso pode causar fluorose, que prejudica a formação dentária de crianças de 0 a 12 anos, alterando o esmalte e a dentina. A condição se mostrou presente na água de 24 cidades, durante o processo de coletas.
Exigindo atitudes
Diante da ameaça que essa constatação representa para a saúde da população, o CROSP encaminhou ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, por meio de ofício o relatório completo do estudo. O documento foi enviado igualmente para as Executivas da Secretaria Estadual da Saúde, Comitê Estadual de Referência em Saúde Bucal, Centro de Vigilância Sanitária, Coordenadoria de Planejamento em Saúde, Grupo Técnico de Ações Estratégicas da Secretaria de Estado da Saúde e ao Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo.
Claudio Miyake, presidente do CROSP, ressalta que os demais 540 municípios paulistas precisam passar por inspeção semelhante. "Os esforços da Odontologia para a efetiva fluoretação das águas de abastecimento resultaram em uma grande conquista, principalmente para a saúde bucal da população. Não podemos deixar que, por falta de monitoramento e fiscalização, este grande benefício seja desperdiçado."
 

Mulheres têm dificuldade em reconhecer sintomas do infarto e demoram para procurar ajuda, alerta cardiologista do HC

Algumas doenças não acometem homens e mulheres da mesma forma, por isso é importante saber dessas diferenças para evitar transtornos e finais inesperados. O infarto, uma das principais causas de morte no mundo, encabeça essa lista. Enquanto neles a dor no peito é comum e vem acompanhada de vômito e sudorese, nelas, os sinais são outros e menos evidentes. A dor no peito não é relatada em mais de 40% dos casos nas infartadas, apontou estudo com mais de 1 milhão de pacientes nos Estados Unidos, conduzido pelo Centro Médico de Lakeland (Flórida).
"As mulheres se queixam mais de dor nas costas, cansaço, queimação no estômago e náusea", alerta a Dra. Magaly Arrais, cardiologista e cirurgiã cardíaca do Hospital do Coração, em São Paulo. "Esses sinais, nem sempre reconhecidos e relacionados ao coração, fazem com que as mulheres associem o mal-estar a problemas gastrointestinais ou ortopédicos, o que faz com que demorem para procurar socorro médico. É algo preocupante, pois sabemos que os indivíduos enfartados sem atendimento morrem mais", esclarece.
Somado a esses sinais, outras condições negligenciadas pelas mulheres as transformam em vítimas potenciais, como o crescimento da obesidade, o descontrole do diabetes e dos níveis do colesterol, o tabagismo, o sedentarismo, o estresse do dia a dia e a pressão arterial elevada. "A jornada tripla da mulher moderna aumentou o estresse e a ansiedade - fatores que também deixam elas mais suscetíveis aos problemas cardíacos", destaca a especialista.
Estimativas também apontam que a probabilidade de a mulher morrer de infarto é 50% maior quando comparada aos homens. Segundo a cardiologista, isso acontece por uma série de fatores. Um das explicações refere-se ao menor calibre das artérias das mulheres, as placas ateromatosas tendem a fechar mais a artérias delas do que dos homens, o que faz com que a obstrução seja mais grave, tornando-as mais propicias a oclusões arteriais. O estrógeno tem função vasodilatadora, evita o acúmulo do LDL, o colesterol ruim, e facilita o HDL, colesterol bom. "Na menopausa, período em que as mulheres estão mais velhas e mais propensas a males cardiovasculares, o estrógeno apresenta queda progressiva e diminuição desse efeito protetor", argumenta.
Mesmo podendo acometer todas as pessoas em faixas etárias distintas, o infarto é ainda mais frequente em homens, a partir dos 55 anos, e nas mulheres, após 65. Mas, o que acontece ao coração durante esse tipo de ocorrência? "O infarto acontece em decorrência da oclusão arterial, sem receber o sangue, o tecido não irrigado necrosa, morre", explica. "Trata-se de uma doença traiçoeira, pois nem todos pacientes apresentam sintomas característicos e a sobrevida depende do diagnóstico e tratamento precoces", conclui.

Câmara aprova projeto que concede área para Instituto de Criminalística

A Câmara de Jales discutiu, votou e aprovou por unanimidade o Projeto de lei de autoria do Poder Executivo, em sessão extraordinária realizada nesta quinta-feira, 12 de setembro, às 9 horas, no Plenário "Presidente Tancredo Neves".
O projeto de lei autoriza o Executivo a alienar, mediante doação, área de sua propriedade para o Estado de São Paulo. A área doada está localizada na rua Marciano da Veiga Pimentel, esquina com a rua Carlos Chiaparini, no bairro Dr. Euphly Jalles.
Com área de 2.698,85m², o local será destinado à construção, instalação e funcionamento do Instituto de Perícias Criminalísticas e o Instituto de Perícias Médico-Legais, subordinada à Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.
Através do requerimento nº174/2013, de autoria do vereador Rivail Rodrigues Junior e aprovado na sessão ordinária, realizada na segunda-feira, 9 de setembro, o legislativo jalesense questiona o andamento dos trâmites para doação do terreno e, também, durante a sessão, o vereador Junior Rodrigues apresentou uma Indicação que solicita a disponibilização do terreno supracitado com a maior brevidade possível.
O Projeto de Lei nº114/2013 foi encaminhado à Comissão de Constituição, Justiça, Redação e Legislação Participativa, composta pelos vereadores Gilberto Alexandre de Moraes, Luís Fernando Rosalino e Sérgio Yoshimi Nishimoto no dia 9 de setembro e a mesma emitiu parecer favorável ao documento.

Representação ao Conselho de Ética é lida durante sessão ordinária

Foi lida na sessão ordinária, de segunda-feira, 9 de setembro, Representação ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, protocolada na Secretaria da Câmara Municipal de Jales em 3 de setembro, pelo servidor municipal aposentado Lauro Gonçalves Leite de Figueiredo.
A representação no Conselho de Ética solicita a apuração de infração ao Código de Ética e Decoro Parlamentar, supostamente cometida pelos vereadores Claudir Aranda da Silva (PDT) relator e Sérgio Yoshimi Nishimoto (PTB) presidente , que integraram a Comissão Processante que apurou possíveis irregularidades de nepotismo praticada pela prefeita Nice Mistilides e seu vice Pedro Manoel Callado de Moraes.
A representação foi motivada pelo encerramento da Comissão Processante, que aconteceu na noite de segunda-feira, 2 de setembro, durante sessão ordinária, quando foi lido o Parecer Final da Comissão Processante e, segundo ele, não houve prática de nepotismo cometida pela Administração. Cabe ressaltar que o vereador Jesus Martins Batista, vice-presidente da Comissão, votou contrário ao Parecer.
A representação diz que os representados não deram a devida atenção, como também não publicaram ato a que estavam incumbidos nos autos da Comissão Processante com clara informação aos dispositivos do Código de Ética. Afirma, Lauro Figueiredo em sua representação, que Claudir Aranda e Sergio Nishimoto não praticaram atos e não instruíram devidamente o processo, não ouvindo testemunhas ou outras diligências que se fizeram necessárias.
A representação protocolada por Lauro Gonçalves Leite de Figueiredo segue agora para estudo do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Poder Legislativo, composta pelos vereadores Gilberto Alexandre de Moraes (DEM), Claudir Aranda da Silva (PDT) e Luís Fernando Rosalino (PT).
A presidência da Mesa Diretora da Câmara já está tomando as medidas que se fazem necessárias para substituição do vereador Claudir Aranda na composição da Comissão, visto que ele é parte citada na representação.

Clamor pela paz

D. Demétrio Valentini
Continua a angústia com a situação da Síria, envolvida em complicada guerra civil que vem se prolongando, sem perspectivas de solução.
Por mais justa que possa parecer, a guerra traz sempre consigo graves equívocos, que desautorizam sua opção. E quando se trata de guerra civil, as circunstâncias são ainda mais trágicas, pois coloca em confronto cidadãos do mesmo país, apelando para a força das armas, em vez de apostar no diálogo que a democracia possibilita.
A complexidade de uma guerra civil, coloca a difícil questão de discernir como e quando seria conveniente uma intervenção com garantia da neutralidade, e com ascendência moral para levar as partes em conflito a deporem as armas, e retomarem as negociações.
Em princípio, caberia às Nações Unidas tomar a iniciativa de persuadir as partes a abdicarem das armas, e instaurarem um processo de reconciliação nacional.
O organismo previsto nos próprios estatutos das Nações Unidas para estas hipóteses seria o Conselho de Segurança. Mas de novo assistimos ao triste espetáculo da incapacidade deste organismo, que foi pensado para ser um primeiro esboço de uma espécie de "governança global" de que a humanidade há mais tempo necessitaria.
Por sua vez, quanto mais complicada a situação do país envolvido em guerra civil, mais difícil se torna uma ação externa com vistas a cessar os combates e providenciar a indispensável ação de mediadores, com a garantia de neutralidade diante das posições contrastantes das forças em combate.
A recente experiência de diversas guerras ocorridas na complexa situação do Oriente Médio, a lição mais clara parece ser esta: a intervenção militar estrangeira em nada ajuda a solucionar os problemas. Ao contrário, acaba acirrando os ânimos e radicalizando sempre mais as posições. Uma intervenção militar significaria colocar lenha na fogueira. Ainda mais na complicada situação dos países próximos à Síria.
O que não significa que todas as ações externas sejam vedadas. Mas todas elas, devem ter o claro propósito de dissuadir as partes a continuarem o confronto militar. Se possível, uma mediação que ajude a superar impasses, deveria garantir a todas as partes envolvidas no conflito, que serão respeitadas, e poderão contar com o efetivo apoio das outras nações para a consecução da paz.
Uma mediação muito importante e imprescindível, para a situação atual da Síria, é continuar o esforço iniciado pelo Papa Francisco, procurando envolver a todos no esforço de garantir as condições de paz para a Síria.
Para isto, é bom colocar o peso da instituição à qual cada um está integrado. Mas em casos tão complicados e delicados como este que o povo sírio está vivendo, mais que as instituições, vale o testemunho pessoal de quem goza de autoridade moral, que precisa ser sempre preservada como patrimônio comum da humanidade.
Todos nos damos conta de quanto foi preciosa a iniciativa do Papa Francisco, de promover um dia de oração e de jejum pela paz na Síria. Esta iniciativa deteve o ímpeto belicista do Governo dos Estados Unidos, e conseguiu ao menos que a hipótese de uma mesa de negociações se torne possível e seja assumida pelas partes envolvidas, como caminho de diálogo e de superação das desavenças acontecidas.
A solução deste difícil conflito é um desafio que poderá significar a superação das causas que o produziram, e a confirmação do Papa Francisco como personalidade de ascendência moral importante, de que a humanidade tanto precisa hoje.
Não podemos ficar em paz, enquanto povos irmãos se degladiam em guerra.
Que Deus atenda nossas preces, e ajude o povo sírio a experimentar a nobreza de espírito das atitudes de perdão mútuo, de reconciliação fraterna e de paz duradoura!

PALAVRAS DE CHICO XAVIER

Não vemos luta competitiva entre a Doutrina Espírita e as religiões tradicionais que zelaram e continuam zelando pela memória e pelos ensinos de Jesus.
Ante o Evangelho do Divino Mestre, a Doutrina Espírita é portadora de princípios que aclaram com segurança as lições do Cristo, sem qualquer pretensão de superioridade sobre as organizações cristãs, sempre dignas do maior respeito.
Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.

O médico em crise

Por Pedro Felix Vital Jr.*


Diante de tantas situações novas envolvendo os médicos, peguei-me em reflexões e questionamentos. Conjecturo sobre a razão de se encontrar mergulhada em tamanha crise uma profissão que sempre esteve inserida num contexto de sacerdócio na sua doação, numa posição elevada na pirâmide sociocultural e na liderança da pesquisa e academicismo.
A valorização da carreira no Brasil padece de um estado mórbido, silencioso e latente, claramente perceptível na trajetória de várias gerações de profissionais, que, se bem posicionadas, ignoraram as grandes massas e seus movimentos e, se dentro da grande massa, lutam para existir e suprir suas expectativas, a um custo que muitas vezes apena a sua construção saudável. Tal atitude sacrifica alguns princípios doutrinários e suas sequelas tornam-se mais evidentes para a sociedade do que muitas das boas ações praticadas no cotidiano. Supõe-se que o "bem" que é feito esteja embutido no pacote da opção profissional.
Valorizar esse estado de ser médico transcende às questões financeiras, apesar da importância do aspecto material inerente a todas as carreiras. Ambiente e qualidade de trabalho adequados, acesso à qualificação, educação permanente, trocas de experiências e reconhecimento comporiam o contexto da motivação para o exercício digno da profissão, expresso em respostas e resultados que a sociedade espera e exige.
Numerosos colegas vivem em constante estado de "Burnout" (esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida profissional). Dividem-se em vários locais de trabalho, seguindo verdadeiras maratonas de plantões, supondo, num plano imaginário, conseguir os elementos materiais que possibilitariam a composição da sua qualidade de vida. Ficam mais vulneráveis e susceptíveis aos erros médicos, sempre imperdoáveis e juridicamente imputáveis aos olhos da população, e se expõem aos grandes vilões da má alimentação, ao estresse, à agressividade e à depressão. Mergulham num vazio que torna difícil entender exatamente a causa que os mantém num ambiente de tantas adversidades. A vocação?
Estamos enxergando a atuação do médico assistencialista conectado ao empreendedor, ao pesquisador, ao líder de equipe, ao estrategista, ao administrador e ao profissional de olhar amplo, que consegue identificar dentro do seu microambiente as oportunidades de desenvolvimento individual e coletivo? Quantos de nós dedicamos alguns minutos de nosso tempo para pensar no que fazemos de diferente em prol de nossa carreira? Quantos de nós estabelecemos metas de realizações pessoais ou coletivas? Quantos de nós pensamos estrategicamente em nosso futuro?
Caso tenhamos a intenção de voltar a ser fortes, deveremos rever conceitos. A realidade à qual estamos inseridos nos permite muito pouco amadorismo. As informações chegam rapidamente e são metricamente incontáveis. Pensar em grupo e agir coletivamente deveria ser meta jamais perdida. Sermos efetivos e mostrarmos os nossos resultados são exigências do mundo globalizado.
De fato, já somos diferenciados pela nossa opção profissional. Entretanto, poderemos perder o bonde da história caso não nos apoderemos de maneira ética, civilizada e inteligente do potencial transformador do médico, que vivencia uma crise existencial de exponencial grandeza.
*Pedro Felix Vital Jr. é o coordenador do Curso de Medicina da Faculdade Santa Marcelina.

Lixo zero

Reginaldo Villazón

O pão nosso de cada dia – mais abundante, variado e acessível – faz crescer o deplorável desperdício, que seria capaz de solucionar a fome no mundo. A sociedade, acostumada a descartar, escolhe os alimentos de aparência perfeita e despreza os que apresentam defeitos comuns, especialmente legumes, hortaliças e frutas. Estimativas apontam que cerca de um terço dos alimentos produzidos no mundo vira lixo.
Alimentos vão para o lixo, não só pelas mãos das donas de casa, quando elas separam produtos na banca da feira e quando rejeitam partes nutritivas deles por falta de conhecimento e costume. Os desperdícios acontecem na colheita, no acondicionamento, no transporte, nas indústrias de alimentos, nos refeitórios de instituições, nos restaurantes comerciais. O volume se agrava nas lixeiras com a soma das embalagens descartáveis.
Mas, aos poucos, a sociedade vai entendendo que não existe lixo. Tudo o que teve serventia deve ter destino, tratamento e reciclagem de modo a eliminar o desperdício, evitar a poluição e sustentar a vida no planeta. Materiais como papel, papelão, plástico e vidro são bons exemplos de como, o que era lixo, pode gerar empreendimentos estruturados em cadeias produtivas importantes na geração de produtos, emprego e renda.
Mais recentemente, tomou vulto o chamado "lixo de alta tecnologia". São aparelhos inteiros, componentes complexos e elementares, resultados do descarte de televisores, computadores, telefones celulares e outros produtos eletrônicos. O volume desse lixo, que contém materiais de alta toxidade, aumenta rapidamente no mundo. A reciclagem é vantajosa do ponto de vista econômico, mas ainda é incipiente.
Assim, tudo se complica quando se transforma descarte em lixo. Produtos e resíduos úteis viram lixo sem valor. O lixo se acumula em milhões de toneladas e, de forma pouco responsável, é jogado em lixões a céu aberto, onde é disputado por humanos e animais, propaga doenças, polui o ar com gases e contamina o solo com substâncias nocivas. Muitas prefeituras brasileiras já não têm onde acumular tanto lixo.
A lei federal 12.305, de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, altera a maneira como as prefeituras tratam o lixo, desde a coleta seletiva até a reciclagem e a destinação dos materiais não reutilizáveis. A meta de acabar com os lixões em quatro anos (até 2014) e criar aterros sanitários (fechados, sem vazamento), claro que não será cumprida. Mas é evidente que as questões relativas ao lixo terão que ser enfrentadas.
No Brasil, cresce o número de cidades que fazem coleta seletiva do lixo com apoio de cooperativas de reciclagem. Há boas experiências de coleta em contêineres mantidos sob calçadas e destinação do lixo a reciclagem, compostagem de adubo orgânico e produção de gás. Na Europa, a seleção do lixo é feita em até sete diferentes lixeiras. O lixo comum é recolhido pelas prefeituras, os recicláveis diretamente pelas indústrias.
A utilização dos bens naturais, o descarte de produtos e o tratamento de resíduos, na prática, são desafios locais. Em outras palavras, são problemas resolvidos na comunidade. Eles fazem referência ao grau de civilidade da população, ao cuidado dos governantes municipais com a qualidade de vida das pessoas. Nesta perspectiva, no futuro próximo, haverá comunidades mais desenvolvidas, e outras menos.

Folhageral

Reflexão
Há duas formas para viver sua vida: Uma é acreditar que não existe milagres. A outra é acreditar que todas as coisas são um milagres. Albert Einstein

A praça Dr. Euplhy
Jalles, que já foi o cartão postal da cidade, mas acabou deteriorada pela administração petista, ficou mais convidativa após a reinauguração da fonte luminosa – apesar do jogo de luz estar incompleto – uma promessa de campanha da prefeita Nice, que ela voltaria a funcionar, a cada dia a praça vai ampliando seu aspecto de abandono. Pode até ser que a prefeita Nice tenha um projeto para a reforma da praça e se houver, é preciso agilizá-lo.
Por muito
tempo uma placa informando a assinatura de um convênio com o governo federal para a sua reforma esteve à vista de todos. Só que, trocaram apenas os bancos originais pelos atuais de madeira e fizeram área de estacionamento pela rua 13.
A prefeita Nice
Mistilides esteve semana passada, acompanhada pelo deputado Gondim, em audiência com o secretário de Desenvolvimento Social, Rogério Hamam, quando solicitou a possibilidade de incluir o município na lista para conseguir outra creche para 70 crianças e, assim, ofertar mais vagas de berçário e pré-escola à população.
O secretário
Rogério Haman esclareceu que esta segunda creche poderá ser aprovada em substituição, na hipótese de município já contemplado não ter interesse no projeto ou não apresentar documentos suficientes para fechar o contrato. Para o Centro Novo Dia, o secretário agilizou a tramitação do processo para que a prefeita assine convênio com o governo do Estado.
Uma pessoa
que acompanha a prefeita Nice desde o início de sua entrada na política, confidenciou a um amigo que o sistema hoje, de governar e administrar no Paço Municipal precisa ser reformulado para que a alcaide alcance seus objetivos.
Existem muitos
meios para se fiscalizar a aplicação dos recursos públicos do município sem a necessidade de se criar uma ONG como desejam algumas pessoas. Mas se ela for criada que tenha em seu bojo pessoas do povo.
O vice-prefeito
Pedro Callado disse em um programa radiofônico ante a notícia em que a cidade estagnou em seu crescimento populacional, enquanto Fernandópolis e Votuporanga evoluíram nesse campo, que todos precisam de unir em torno de um só ideal: Jales.
O vice
precisa entender que não está numa ilha da fantasia, mas simplesmente em Jales. Agora que vive a política local, sabe perfeitamente que por aqui só existe união quando o objetivo é o corporativismo. Por isso, jamais os segmentos vão se unir em prol de Jales, ainda mais os políticos. Quanto a isso, os exemplos estão escancarados.
Dias destes,
a redação recebeu um realese de que aquela "Feirinha da madrugada" que é realizada na capital paulista, estaria em Jales. Dizem que corporativismo local não permitiu a tal "feirinha" na cidade. Foi para Fernandópolis e lá o povão comprou e muito de tudo quiseram. Lá puderam, aqui disseram que os organizadores da "feirinha" não quiseram pagar os impostos devidos.
Há tempos
que a coluna não fala nada sobre a fiscalização no trânsito e hoje toca no assunto por que reclamações do povo é que não falta, mas falta fiscalização para valer pela autoridade competente para acabar com o abuso e dar uma satisfação ao povo.
Aliás
em ruas com sinalização diferenciadas para estacionamento de veículos, o motorista faz o que bem entende pára seu veículo à frente de garagens, na contramão, e assim vai e mesmo alertado da infração, faz gozação.
A ministra
Carmem Lúcia, do STF, é a relatora do processo "Caso Facip" onde são réus, os ex-prefeito Antonio Sanches Cardoso e Humberto Parini e outras pessoas
O Plenário da
Câmara Federal apreciará, em data ainda indefinida, o texto aprovado pela comissão especial que analisou a PEC – Proposta de Emenda à Constituição (10/2011) da responsabilidade eleitoral. O substitutivo do relator, deputado João Paulo Lima (PT-PE), prevê que os executivos federal, estaduais e municipais, assim como do Distrito Federal, serão obrigados a elaborar e cumprir um plano de metas estabelecido com base nas respectivas promessas de campanha. "Esperamos o aval da Casa a esta importante medida que chega para moralizar as campanhas eleitorais, acabando definitivamente com os chamados ‘promessões’", manifestou-se o deputado federal Junji Abe (PSD-SP) que integra o colegiado.

 

Instituto de Criminalística e Núcleo de Perícias Médico-Legais será reinstalados em Santa Fé

O deputado Itamar Borges (PMDB), participou no fim de agosto de uma audiência com a superintendente da Polícia Técnico-Científica do Estado, Norma Sueli Bonaccorso, para tratar da reinstalação do Instituto de Criminalística e do Instituto Médico Legal em Santa Fé do Sul. Durante a audiência, a superintendente Norma, atendendo a solicitação do parlamentar, confirmou que será priorizada a reinstalação dos órgãos no município, após a realização de concurso público.
Com a instalação dos respectivos setores em Santa Fé serão atendidos, de maneira mais eficiente, os municípios de Três Fronteiras, Santana da Ponte Pensa, Nova Canaã Paulista, Santa Rita D´Oeste, Santa Clara D´Oeste e Rubineia.

1ª Campanha Solidária em prol do HC - Unidade de Jales

O Rotary Club de Jales "Grandes Lagos" e a AVCC - Associação de Voluntários no Combate ao Câncer de Jales, estão iniciando a 1ª Campanha Solidária em Prol ao Hospital de Câncer de Barretos - Unidade de Jales, com a colaboração das secretarias Municipal e Estadual de Educação do Estado, , Fatec Jales e escolas particulares.
A coleta acontecerá nos dias 02, 03 e 04 de outubro e será feita por membros do Rotary Club de Jales "Grandes Lagos’, com o apoio da Prefeitura Municipal de Jales. No dia 5 de outubro, às 9 horas, haverá uma caminhada, que terá o ponto inicial no Hospital de Câncer e finalizará na praça João Mariano de Freitas.
Todos os produtos arrecadados serão colocados em um caminhão, que estará acompanhando as pessoas presentes na caminhada até o ponto final. Após o término da caminhada haverá o sorteio de uma bicicleta, seis meses em todas as academias de ginástica da cidade, além de outros brindes. Na praça haverá a entrega oficial dos produtos ao Hospital de Câncer de Barretos.
Os empresários que desejarem contribuir com uma quantidade maior de quaisquer dos produtos listados abaixo, poderão fazê-lo, indicando um Supermercado de sua preferência, para o fornecimento do produto desejado. Os produtos a serem doados são os seguintes: Leite Longa Vida (caixinha); Arroz Tipo 1; Café em pó; Açúcar Cristal; Óleo de soja; Feijão Tipo 1; Achocolatado em pó; Macarrão para sopa; Fralda geriátrica - Tamanho "G" e Papel higiênico

Couro do Brasil em destaque na feira ACLE em Shangai



A recente participação brasileira na feira All China Leather Exhibition (ACLE), no mês de setembro, em Shanghai, reafirma a posição do país como um dos maiores players do cenário mundial da indústria de couros. As 20 empresas do Brasil, entre elas a Fuga Couros S/A que participaram da ACLE apoiadas pelo projeto Brazilian Leather – uma iniciativa de CICB e Apex-Brasil – destacaram que os bons negócios e a excelente receptividade dos compradores internacionais deram o tom da atividade brasileira na feira, cujos resultados superaram expectativas.
Relacionamento
– Durante a ACLE, o projeto Brazilian Leather proporcionou aos empresários brasileiros e seus convidados especiais um momento para estreitar relacionamentos e oportunizar negócios, com a realização de coquetéis ao final do dia. A iniciativa – apoiada pela Apex-Brasil e seu centro de negócios em Beijing – apresentou aos convidados vinhos, cafés, guaraná e comidas brasileiras – como pão de queijo e brigadeiro –, com a parceria de marcas de renome do país.
Preview do Couro
– A mostra Preview do Couro foi uma das atrações da ACLE 2013. Reunindo couros especialmente desenvolvidos com as tendências para o verão 2015, a mostra apresentou aos estilistas, compradores e empresários do ramo uma prévia para os trabalhos de criação que devem se iniciar em breve. O Preview do Couro tem se mostrado um projeto de sucesso, gerando, inclusive, novos negócios e contatos para os curtumes participantes.

Inauguração da Casa de Madô, será neste domingo


Neste domingo, 15 de setembro, as 19h30m, na rua 19, nº 768, bairro São Judas Tadeu , em Jales, acontecerá a inauguração do salão multiuso, que servirá para abrigar melhor as atividades desenvolvidas pelo Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores, conhecido carinhosamente como a Casa de Madô, como era também chamada benfeitora, cuja comemoração de seu aniversário faz parte da programação do evento que terá:
apresentação de um teatro pela evangelização infantil da casa; homenagens; retrospectiva fotográfica; vídeo de saudação gravado com Divaldo Franco ao Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores, com depoimento a respeito da benfeitora, tendo ele a conhecido em vida; palestra com o orador e trabalhador da Casa, Adelvair David e, noite de autógrafos com o escritor espírita Wilson Granella, da Associação Espírita Missionários da Luz , de Fernandópolis e fundador da Associação Filantrópica Henry Pestalozzi e um pouco de sua biografia

Alckmin propõe reajuste de 7% para policiais

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta sexta-feira, 13, o envio à Assembleia Legislativa de um projeto de lei que concede aumento salarial de 7% para os membros da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Polícia Técnico-Científica. O reajuste também será estendido aos agentes penitenciários. Aposentados e pensionistas das quatro categorias também terão o mesmo benefício. No total, serão beneficiados 172 mil policiais militares, 53 mil policiais civis e 33 mil agentes penitenciários. O custo para o Tesouro do Estado será de R$ 983 milhões por ano.
Esta é a terceira vez que o governador Alckmin concede aumento salarial acima da inflação do período. Desde o último reajuste, o índice oficial de inflação acumulada é 5,66%. Em outubro de 2011, os policiais tiveram 15% de aumento retroativo a julho de 2011. Em agosto de 2012, o aumento foi de 11%. Com a nova proposta, o reajuste acumulado desde 2011 chega a 36,59%.
O projeto de lei será enviado ao Legislativo com pedido de urgência.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Expo Show Uva e Mel já tem suas rainhas

A Expo Show Uva e Mel que acontece entre os dias 25 e 29 de setembro já tem suas rainhas. Três representantes da beleza feminina participam do evento e defendem suas faixas de Rainha Expo Show, Rainha do Rodeio e Rainha da Uva e do Mel.
Um concurso virtual foi realizado durante o mês de março e a população teve a oportunidade de votar pela rede social Facebook em suas candidatas preferidas.
Monise Roberta, a mais votada, foi eleita a Rainha Expo Show, enquanto a segunda colocada, Patrícia Souza, ficou com o título de Rainha do Rodeio e o terceiro lugar, concedeu a candidata Thalita Valini o título de Rainha da Uva e do Mel.
"As três meninas encantaram as pessoas que participaram do concurso virtual e se credenciaram para representar a beleza da mulher jalesense durante os cinco dias de festa. Vale ressaltar que apenas as meninas que residem em Jales puderam participar e serem eleitas as rainhas de nosso grande evento", disse o coordenador geral da Expo Show Uva e Mel, Renato Preto, que aproveitou para convidar a população para prestigiar a festa: "quero convidar toda a população de Jales e região para prestigiar a Expo Show Uva e Mel. Além dos grandes shows de Jorge & Matheus, Milionário & José Rico, Fernando & Sorocaba e João Carreiro & Capataz, com participação de Gustavo Mioto, teremos um rodeio espetacular, praça de alimentação, exposições, queima de fogos e dezenas de outras atrações", finalizou.

As rainhas: Patrícia Souza, rainha do Rodeio, Monise Roberta, rainha Expo Show e Thalita Vallini, rainha da Uva e do Mel

Semanas Acadêmicas da UniJales: Um espaço de difusão do conhecimento




Consideradas como eventos institucionais, espaços de integração, interdisciplinaridade, discussão e socialização de conhecimentos científicos, as Semanas Acadêmicas da UNIJALES – Centro Universitário de Jales, começam neste mês de setembro a agitar os alunos dos diversos cursos da instituição.
Organizadas para reunir docentes e discentes em torno de atividades científicas, artísticas e culturais, as Semanas Acadêmicas contam com palestras, oficinas, mini cursos, apresentação de trabalhos, teatro, mesas redondas, exposições e outras atividades diversificadas que visam o debate sobre temas da atualidade, propiciando um espaço de aprendizagem significativo que vai além dos muros do Centro Universitário.
O curso de História abriu o ciclo das semanas, de 09 a 13 de setembro, na Casa do Poeta e Unidade Central da UNIJALES, abordando o tema: História, Economia e Sociedade no século XXI, contando com a presença de professores da UEMS – Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul e da UNIOESTE – Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Além das palestras, minicurso e mesa redonda, no primeiro dia, o grupo de teatro experimental SEIS4UTRO apresentou a cena performática "O leite nosso de cada dia", levando a plateia, no final do espetáculo, a aplaudir de pé a performance do grupo.
Na sequência foi realizada a Semana Acadêmica de Administração e Ciências Contábeis, de 11 a 13 de setembro que contou com a presença dos seguintes professores: Marcos Silvério que abordou o tema "Motivando para vencer", Dr. Lucimar Sasso que discorreu sobre os "10 Segredos para ficar rico" e Dr. Osvaldo Gastaldon que encerrou o evento explanando sobre o tema "Desenvolvimento Pessoal e Profissional".
A partir do dia 16 de setembro, teremos a VII Jornada de Educação Física que abordará o tema: Paixão por Educação e Saúde. Durante a semana, que será encerrada no dia 20, acontecerão diversos minicursos, como por exemplo: Vivência de Chair Dance, Musculação para a Terceira Idade, Educação Física Inclusiva, Ritmo e Movimento: Atividades Criativas e Expressivas na Escola, todos no Campus da Unidade I UNIJALES/Jales Clube. Para maiores informações acesse o site do Centro Universitário de Jales
www.unijales.edu.br . Quem se interessar em participar, pode fazer sua inscrição na secretaria do curso de Educação Física.No mês de outubro outros cursos terão suas semanas desenvolvendo várias atividades. Estas semanas representam a grande oportunidade para alunos e profissionais da comunidade se inteirarem dos principais assuntos discutidos nas universidades. Você, portanto, que se preocupa com sua educação continuada, fique conectado no site da instituição para poder acompanhar o que cada curso irá programar. Participe e amplie seus conhecimentos.

Prefeita Nice visita a 13º Feira do Artesanato

A prefeita Eunice Mistilides visitou na noite da última terça-feira, 10, a 13ª Feira do Artesanato de Jales que acontece desde o dia 5 de setembro na Praça João Mariano de Freitas. Nice estava acompanhada pela coordenadora da feira, Lucilene Aparecida Fiochi.
A prefeita conversou com artesãos de Jales e de diversas partes do país que estão na cidade para mostrarem seus talentos e comercializarem suas produções. A Feira do Artesanato, segundo Nice, tem como proposta valorizar o trabalho dos artesãos, aquecer a economia do setor e facilitar o acesso da população à produção.
"O evento tem todo o apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Esportes, Cultura e Turismo e é uma excelente opção de cultura e lazer. Convido toda a população de nossa cidade a prestigiar a 13ª edição do evento que acontece todos os dias das 10 às 22 horas".
O visitante que passar pela Praça terá a oportunidade de conhecer em um só lugar a riqueza do artesanato e ter a chance de fazer bons negócios com produtos criativos e preços variados, como também apreciar deliciosas comidas típicas baianas.
"Tenho defendido a cultura de Jales e o nosso artesanato é uma riqueza que precisa ser valorizada. Estamos trabalhando para o reconhecimento, em nível nacional, das belezas de nossa cidade", ressaltou Nice.