Páginas

sábado, 20 de julho de 2013

Itamar Borges apoia a campanha por voo comercial para Barretos

O deputado Itamar Borges, líder do PMDB na Assembleia Legislativa, entrou na campanha Voo Contra o Câncer, que luta pela implantação de um voo comercial direto para a cidade de Barretos, sede do mais avançado hospital oncológico da América Latina.
O Hospital de Câncer de Barretos atende diariamente, via SUS, 4.000 pacientes vindos de todos os 27 estados do país. São famílias inteiras, que viajam horas, ou mesmo dias, para ter acesso aos tratamentos do hospital.
A cidade conta com um aeroporto pronto, com a pista de pouso maior do que a do Santos Dumond, no Rio de Janeiro. Porém, nenhuma das grandes empresas de aviação do país até o momento tem voo comercial até a cidade.
Borges encaminhou expediente da Assembleia Legislativa para as empresas aéreas TAM, Gol e Azul, reforçando a importância da implantação de um voo comercial regular para Barretos, para atender os pacientes do hospital, seus familiares e a população da cidade em geral.
"É muito importante que exista um voo comercial para Barretos. É um hospital importantíssimo para todo o país, o mais avançado em pesquisa e tratamento do câncer da América Latina, atende milhares de pessoas por mês", afirmou o parlamentar.
Segundo estudos da prefeitura de Barretos, a cidade tem uma demanda de 7 mil passageiros por ano. Esse número, mais os 70 mil passageiros que chegam de ônibus ao município todos os anos, mostram que existe um grande fluxo de pessoas até a cidade, e uma linha comercial é viável.
A Campanha Voo Contra o Câncer, criada pelo conceituado publicitário Washington Olivetto, já recebeu mais de 70 mil assinaturas de apoio, entre elas Marcelo Tas, Ivete Sangalo, Ronaldo, Reynaldo Gianecchini, que narra o vídeo institucional.

Wanderley Cardoso fala de sua briga com Chacrinha no Ensaio

Fernando Faro recebe neste sábado (20/7), no Ensaio, o cantor Wanderley Cardoso (foto de José Magri), que no movimento Jovem Guarda ganhou o apelido de "O bom rapaz", título de seu grande sucesso, que vendeu mais de 5 milhões de cópias.
No programa, que vai ao ar às 23h15, na TV Cultura, o artista conta sobre a briga que teve com Chacrinha, lembra sua experiência como ator de telenovela e dos tempos em que participou do humorístico Adoráveis Trapalhões ao lado de Ivon Curi, Renato Aragão e Ted Boy Marino, na extinta TV Excelsior, na década de 1960. É dessa época também os movimentos O Fino da Bossa e Jovem Guarda, e ele fala a respeito da rivalidade que existia entre os dois.
Wanderley Cardoso também relata os problemas de saúde que enfrentou no final de 2012 e cita a importância dos amigos. A conversa chega até sua relação com seus fãs e com a Igreja.
O artista ainda interpreta as composições que marcaram sua carreira, com destaque para O Bom Rapaz, Presta Atenção, Doce de Côco, A Volta do Pic-nic, Promessa, História de Amor e Sempre lhe Direi.
Classificação indicativa 12 anos.

Guarda provisória de animais silvestres é discutida na Assembleia Legislativa

A Frente Parlamentar de Defesa e Direito dos Animais, coordenada pelo deputado Feliciano Filho (PEN), discutiu nesta quarta-feira, 17/7, a resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente " Conama 457, que dispõe sobre o depósito e a guarda provisória de animais silvestres apreendidos e resgatados pelos órgãos ambientais integrantes do Sistema Nacional do Meio Ambiente.
Para falar sobre o assunto, estiveram presentes o coronel PM Milton Sussumu Nomura, comandante do 3º Batalhão de Policiamento Militar Ambiental, e o presidente da ONG SOS Fauna, Marcelo Pavlenco Rocha, que compuseram a mesa juntamente com o deputado Feliciano Filho.
A posição da PM sobre o assunto é de colocar o bem estar do animal silvestre em primeiro lugar. "Somente em último caso, quando esgotadas todas as possibilidades de guarda do animal é que a PM permite que ele continue provisoriamente com a pessoa que o mantém em cativeiro", esclareceu Nomura.
Marcelo Rocha, entretanto, vê com ceticismo essa destinação de animais porque, segundo ele, há o risco de se entregar a guarda para quem vive de traficar animais. Marcelo, que disse militar na proteção de animais há mais de 20 anos, lembrou o caso de um comerciante " em cuja casa foram encontradas centenas de aves ", que usava sempre a mesma licença para negociar animais diferentes daqueles para quais a licença foi fornecida.
A assessoria de Feliciano Filho anotou as sugestões que foram feitas pelos especialistas presentes com o objetivo de sugerir melhorias para a resolução do Conselho.
Representantes de associações de proteção a animais, da polícia militar, veterinários e militantes da causa de direitos dos animais participaram da reunião.

Santa Casa bate recorde e completa mais de 100 dias sem acidentes de trabalho

A Santa Casa de Jales acaba de bater um recorde ao completar na quinta-feira, dia 18, 117 dias sem acidentes de trabalho. Até então, o recorde era de apenas 61 dias.
De acordo com o técnico em Segurança do Trabalho, Delvaci Trevisan, isso se deve principalmente ao trabalho pela conscientização de todos os colaboradores. "Estamos sempre promovendo palestras, programas e visitas técnicas através da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). E com isso, diminuímos bastante o índice de acidentes", diz.
Ele explica que esse bom resultado, conquistado pelo empenho de cada profissional, reflete num melhor desenvolvimento do trabalho, sem contar a motivação dos colaboradores de não estar envolvido em acidentes, principalmente acidentes com materiais biológicos (perfuro-cortantes).
O objetivo da CIPA é continuar fazendo com que esse número aumente, proporcionando qualidade e segurança no desempenho das atividades realizadas pelos funcionários da Santa Casa de Jales.

Admirável mundo velho

* Dimas Eduardo Ramalho
As manifestações que começaram em São Paulo, se ampliando para todo o Brasil, geraram sensação de desamparo para os políticos e de falta de compreensão da população de modo geral. As causas vão muito além das aparentes e têm origens muito mais complexas, que não poderão ser entendidas à luz de um pensamento político tradicional. Pode ser o interregno que falava Gramsci "a crise consiste precisamente no fato que o velho esta morrendo e o novo ainda não pode nascer. Neste interregno, uma grande variedade de sintomas mórbidos aparecem".
As transformações que acontecem não são um fenômeno completamente novo e estão extremamente relacionadas ao advento da Internet e suas transformações sociais. Análises feitas por estudiosos como Manuel Castells, Michel Maffesoli, Pierre Levy e Massimo Di Felice, com influências de Norberto Bobbio, McLuhan, Vattimo, entre outros, nos explicam teoricamente o ocorrido.
Os meios digitais proporcionaram uma nova arquitetura de informação, em que a lógica piramidal de distribuição de um pequeno grupo comunicado para uma grande massa, dá lugar a uma comunicação reticular de "todos para todos", descentralizada, bidirecional, horizontal, interativa. Ou seja, há aquilo que Gianni Vattimo definiu como "tomada coletiva da palavra", em que o público, antes apenas receptor, torna-se produtor de conteúdo. A própria cronologia dos acontecimentos revelaram esse novo poder: nos primeiros dias de protesto, a grande mídia avaliou o movimento como negativo e violento; momentos depois, os manifestantes veicularam nas redes a repressão e agressões arbitrárias da polícia, que então predominaram e ganharam corpo nas próprias grandes empresas de comunicação.
Essa nova forma de interação e de participação do indivíduo se reflete na política. A rede digital cria o que é a chamada cyberdemocracia, uma forma de democracia ativa e direta, em que não há intermediários, em contraposição à política tradicional, representativa. Massimo Di Felice, fazendo uso de uma citação profética de Norberto Bobbio, alega que uma democracia plena e absoluta só aconteceria quando houvesse um meio pelo qual "o indivíduo possa, com um simples apertar de um botão, distribuir o próprio parecer, a própria idéia, o próprio voto, em tempo real para a população inteira." Nesse contexto, ganham força, formas organizativas, que se articulam em diversos países, atuando conforme o "net ativismo", como o M-15, Indignados, Anonymous, Movimento 5 Estrelas, Occupy, etc.
Os meios digitais propiciaram o que se chama de pós-modernidade, período em que, pela intensa multiplicação dos discursos, das constantes atualizações e da possibilidade de criação de conteúdo por qualquer indivíduo, caracteriza-se pela dificuldade de estabelecimento de verdades absolutas e da manutenção de grandes instituições. Com isso, o tripé razão, trabalho e progresso da modernidade satura-se e a nova geração, segundo Maffesoli, "acentua não o trabalho, mas a criação. Não o progresso, mas o presente. Não a razão, mas a imaginação".
Então, ao invés da política na era da razão, programática, o que tivemos foi uma manifestação sem uma grande causa, e sim com preocupações cotidianas. O que importa agora não é mais o futuro, e sim o presente. Assim, o movimento não tem uma identidade, não pode ser reconhecido embaixo de bandeiras políticas, o que torna difícil que seja rotulado, lido na perspectiva de uma política tradicional, e vencido. O que temos são demandas específicas que conectam indivíduos fora da órbita de disputa pelo poder.
Tudo isso acontece com motivação emocional. Como diz Maffesoli, o que temos não é o engajamento, que é racional, mas a indignação, que é emocional. E a ideia cartesiana individualista do "Eu penso" se desloca para "nós", dentro da lógica da Internet, das redes sociais, em que o que importa é o "estar junto". Ao invés da razão do indivíduo, temos as emoções coletivas. Um exemplo disso são os "flash mobs", que objetivam o encontro e a interação, seja por razões lúdicas, políticas ou festivas.
Assim como surgem de forma rápida, sem embasamento em uma causa, as manifestações atuais também tendem a desaparecer de forma rápida. Mas com certeza irão impactar as instituições e fazer com que a política e sociedade sejam mais profundamente repensadas. Nada será igual após este outono-inverno com gosto de primavera! *Dimas Eduardo Ramalho é Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e Professor de Direito

TV Cultura apresenta programa especial sobre a FLIP na 3ª

A equipe de reportagem da TV Cultura viajou até Paraty para acompanhar a última edição da FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty –, realizada entre 3 e 7 de julho. Além da cobertura diária que fez, colheu material para um programa especial que será apresentado agora pela emissora.
O resultado pode ser visto na próxima terça-feira, 23 de julho, às 23 horas, com depoimentos de escritores nacionais e estrangeiros, críticos de literatura, artistas e especialistas na obra de Graciliano Ramos, o autor homenageado deste ano. O jornalista Manuel da Costa Pinto e a apresentadora Marina Person conduzem o programa.
O primeiro bloco faz uma reflexão social, comportamental e política do autor de Vidas Secas a partir de entrevistas com a psicanalista Maria Rita Kehl, o escritor Milton Hatoum, os críticos literários Alcides Villaça e Benjamin Abdala, o artista plástico Nuno Ramos e o músico Gilberto Gil. Cenas de filmes adaptados da obra de Graciliano e leituras de alguns de seus livros costuram os diálogos.
A segunda parte do especial se concentra nos autores que passaram pelas mesas de debate. Entre os entrevistados estão John Jeremiah Sullivan, autor do livro de ensaios Pulphead; Lydia Davis, vencedora do Booker Prize deste ano; Jeromé Ferrari, autor de O Sermão Sobre a Queda de Roma; e Daniel Galera, de Barba Ensopada de Sangue. Os escritores Laurent Binet e Lila Azam Zanganeh e o arquiteto Eduardo Souto de Moura também prestam seus depoimentos.
Um dos destaques do especial é o registro do encontro de Maria Bethânia com Cleonice Berardinelli, uma das maiores autoridades em literatura portuguesa no Brasil, para uma homenagem ao poeta Fernando Pessoa. Além de tecerem uma singela conversa, leram trechos da obra do português.

Sabesp prevê investir meio milhão em Auriflama para construção de novo reservatório de água

Encontra-se em licitação pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de são Paulo) a construção de um reservatório metálico em Auriflama com capacidade para armazenar 750 mil litros de água. A previsão de custo é de cerca de R$ 480 mil. Se o processo licitatório ocorrer dentro do previsto, a conclusão dos serviços e obras será em dezembro de 2013.
O novo reservatório será instalado na rua Projetada A, esquina com a Estrada Municipal, no residencial Colinas Parque. Auriflama já possui o saneamento universalizado, ou seja, conta com 100% de abastecimento de água, coleta, afastamento e tratamento de esgotos.
Investimentos recentes em Auriflama
- Expansão de redes de água, esgotos e ligações para atendimento do crescimento vegetativo do município e troca de ramais.
- Implantação de rede e ligações de água e esgotos na CDHU (155 casas) e coletor tronco de esgotos.
- Execução de rede de reforço de 250 mm.
- Ampliação e modernização do sistema de tratamento de água.
- Implantação do sistema de leitura e entrega de contas simultâneas.
Programa Se Liga na Rede
Auriflama conta com 12 famílias beneficiadas com o Programa Se Liga na Rede, iniciativa da Sabesp e do Governo do Estado de São Paulo, que tem como objetivo incentivar as famílias de baixa renda (até três salários mínimos) a ligarem seus imóveis à rede de esgoto, aumentando a eficiência dos programas de saneamento executados no Estado. Por meio do programa, o morador tem todos os custos da reforma interna do imóvel, cerca de R$ 1.820, subsidiados pela Sabesp.
A medida vai contribuir para a qualidade da vida dos moradores e para a despoluição de rios e córregos, evitando que eles recebam esgoto in natura.

Cidades da região de Jales recebem Sebrae Móvel

Em continuidade aos trabalhos desenvolvidos pelo Escritório Regional do Sebrae-SP de Votuporanga, quatro cidades da região receberão o Sebrae Móvel, na próxima semana, de 22 a 25 de julho.
Uma equipe de consultores prestará atendimentos e esclarecerá dúvidas relacionadas à gestão de negócios e outros assuntos do empreendedorismo.
Orientações gratuitas serão oferecidas para os empresários de Pontalinda na segunda-feira, 22 de julho, São Francisco na terça-feira, 23 de julho, e Santa Rita d’ Oeste, na quinta-feira, 25 de julho.. Todos os atendimentos acontecerão das 10 às 16 horas na praça central da cidade dentro da carreta do Sebrae Móvel.

Produtoras Rurais participam de curso sobre cultivo de orquídeas

A Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Meio Ambiente, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais/SENAR, encerrou na tarde de quinta-feira, 18 de julho, o curso de Cultivo de Orquídeas.
Promovido no Centro Integrado de Atividades de Economia Solidária Líbano Pelarin, nas proximidades do Comboio, o curso capacitou 20 produtoras rurais sobre a maneira correta de manejo e cultivo da planta.
O biólogo Adolfo Ricardo Mollina, de Ourinhos )SP), ministrou aulas e desenvolveu diversos temas durante o curso, além de esclarecer dúvidas das participantes.
O curso de cultivo de orquídeas foi ministrado em quatro aulas teóricos/práticas, ensinando aos alunos a cultivar, produzir e comercializar as orquídeas. "Neste curso ainda foi ensinado aos participantes, a forma de se fazer um orquidário e até mesmo como deve ser feito o trabalho de adubagem, aplicação de defensivos, fertilizantes e como deve ser depositada a água nas plantas", disse o instrutor.
Segundo a secretária de Agricultura, Sandra Gigante, algumas alunas aguardavam há mais de 5 anos a vinda desse curso para Jales.
"Algumas produtoras rurais já cultivavam orquídeas, mas não comercializavam devido à falta de conhecimento de como fazer a propagação das mudas, o que dificultava o comércio", disse ela
Para a prefeita Eunice Mistilides, que participou da aula final, "é gratificante poder oferecer um curso tão aguardado e que ensina o cultivo de uma planta tão bela que alegra e colori a vida das pessoas. Espero poder ver muitas flores como essas que vocês aprenderam a cultivar enfeitando os coqueiros de nossas praças e avenidas. Que Deus abençoe cada uma de vocês e permita que continuem a desenvolver essa arte tão bonita".
De acordo com a prefeita, as produtoras que participaram do curso terão a oportunidade de aumentar a renda familiar através do comércio das orquídeas.
Além da prefeita Nice e da secretária Sandra Gigante, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Wilson Donda participou do encerramento do curso de Cultivo de Orquídeas, ressaltando que "fico feliz em poder fazer parte dessa parceria entre o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jales/SENAR e Prefeitura Municipal e poder oferecer esse curso que foi 100% gratuito. É importante difundirmos conhecimento que beneficiem a vida das pessoas", finalizou.

Concerto Solidariedade, Saúde e Música em prol da Santa Casa é sucesso total



O público lotou o auditorio onde foi realizado o evento
A Orquestra Sinfônica de Jales com a regência do maestro
Edivaldo de Paula fez uma apresentação maravilhosa
Os artistas que se apresentaram foram homenageados
Mais de 700 pessoas prestigiaram na noite de sexta-feira, 12, o grande evento beneficente em prol a Santa Casa de Misericórdia de Jales denominado "Solidariedade, Saúde e Música". O concerto realizado no Galdino Eventos, contou com a apresentação da Orquestra Sinfônica de Jales sob a regência do maestro Edivaldo de Paula e a participação de outros músicos de Jales e Fernandópolis.
Vale ressaltar que este foi o primeiro concerto da Orquestra Sinfônica de Jales que foi criada a partir de projeto em parceria com a Corporação Musical Municipal de Jales e a Prefeitura Municipal de Jales. Segundo o Maestro "Estes músicos fizeram história porque são os fundadores da única Orquestra Sinfônica existente em nossa Região". Todo evento ocorreu a custo Zero, tendo todos os participantes e colaboradores doado materiais e trabalhos necessários para a condução do concerto.
O ponto máximo do Concerto foi a participação de vários cantores que acompanhados da Orquestra fizeram o público se emocionar. Segundo o Maestro Edivaldo de Paula, todos os cantores, Paulinho Viana, Isa Frassato, Elder Mansueli, Marcelo Zaia, Ismael Tonholi, Sérgio Kamiyama e Ronaldo Tomé (Banda Velho de War), Priscila Alli, Celso Brito e Rogério Leão, colocaram seus nomes à disposição para o próximo evento que deverá ocorrer no dia 11 de julho de 2014.
O Setor de Captação de recursos da Santa Casa de Jales e a Prefeitura Municipal, através da SMECT pretendem, afixar este evento como calendário Cultural no município de Jales, objetivando aliar saúde e cultura, apresentando o trabalho que o Maestro Edivaldo de Paula e o Ponto de Cultura da CMMJ realizam com crianças, adolescentes e adultos além de contribuir com recursos significativos para a Santa Casa de Jales.

Deputado Carlão partipa da formatura da Turma da Frente de Trabalho em Vitória Brasil

O deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) participou, nesta sexta-feira , 19 de julho, às 11h30, da cerimônia da entrega de certificados da primeira turma do PEAD (Frente de Trabalho), composta de aproximadamente 50 formandos. O evento aconteceu no Centro de Lazer do Trabalhador.
Carlão foi recepcionado, na cidade, pela prefeita Ana Lúcia Olhier Módulo, pelo vice João Oscar de Carvalho, pelos vereadores Leonel Cícero do Amaral Neto (presidente da Câmara), Angélica Helena Catharino Caberlin, Ricardo Ferreira da Silva, Eduardo Reis Carvalho, Fernando Chiarelle Neto, Valdemir Reis Gonçalves e Osvaldo Ortega Delgado; o presidente do PSDB, Marcos Alberto Módulo, entre outras autoridades.
A Frente de Trabalho - Programa Emergencial de Auxílio Desemprego, da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, proporciona ocupação, qualificação profissional e renda para trabalhadores desempregados há no mínimo um ano, maiores de 17 anos e residentes há pelo menos dois anos no Estado de São Paulo, por meio de uma atividade produtiva e cursos de qualificação profissional.
Ao discursar, o deputado Carlão Pignatari elogiou o comprometimento das lideranças com o intuito de transformar a cidade. Pediu que todos que continuem apoiando a prefeita Ana Lúcia. "Ela não mede esforços para buscar recursos em Brasília e São Paulo. Está sempre trabalhando com muito afinco para o bem-estar de toda a população de Vitória Brasil".
Após a formatura, Carlão fez a entrega simbólica de um veículo Ford Fiesta, que ele conquistou junto ao então secretário de Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia, no valor de R$ 42 mil. Desse total, a Prefeitura entrou com a contrapartida com R$ 12mil. O automóvel será utilizado pelo CRAS (Centro de Referência e Assistência Social) e foi reivindicado pela assistente social Aparecida Simioli.
Carlão ainda lembrou que apresentou uma emenda ao orçamento do Estado, R$ 150 mil para a construção de um prédio próprio para o CRAS, cujo dinheiro já foi liberado para a Prefeitura. "Vamos continuar trabalhando para o progresso e desenvolvimento de Vitória Brasil", finalizou o deputado.

O trânsito e o homem da caverna

Por Jacqueline da Silva Souza e Breno Rosostolato*
O trânsito nas cidades tem ficado cada vez mais insuportável. Coisas absurdas acontecem, mas principalmente falta de paciência, desespero, desrespeito e insanidade, que trazem atitudes violentas e cruéis, modificando o quadro de cidadania da população.
Se reportarmos à época das cavernas, vamos verificar todos esses itens, mas com uma diferença, hoje nos consideramos "civilizados". Será? Basta uma fechada ou alguém nos xingar e aí, aparece quem? – O homem das cavernas interior – só nos falta o tacape.
Quem nunca ouviu uma história de alguém que foi alvo da ira de outro motorista por causa de uma simples buzina. Xingamentos, gestos obscenos, perseguições, fechadas... provocando pânico. Hoje, basta alguém dizer um impropério que leva "chumbo". Sem contar que podem arrancar o seu braço, jogá-lo no rio e ficar por isso mesmo. Também se sabe que que é proibido ingerir bebidas alcoólicas e dirigir, porém quantos respeitam isso?
Há uma história bem interessante da Disney, um episódio do Pateta, que é um ser pacato, respeitável, bom cidadão, enquanto pedestre; no entanto, ao entrar em seu carro e colocar suas mãos sobre o volante, transforma-se num "monstrengo", - um verdadeiro homem das cavernas -, não respeita os pedestres, nem sinal, buzina o tempo todo... Em suma, parece ter sido tomado por uma possessão. As autoescolas têm mostrado no primeiro dia de aula, àqueles que querem ser motoristas, esse episódio, o que para muitos é engraçado, contudo serve de reflexão.
Ultimamente, vemos esse tipo de coisa acontecendo. Na verdade, há sim uma transformação no ser humano, diria na maioria. Não obstante, verifica-se a mudança de personalidade de pessoas tranquilas, pacíficas, que ao entrarem em seus carros se descontrolam, decorrência a grande sensação de "poder". A ideia de controle e de controlar é fascinante, muitos só têm essa sensação em seus automóveis. A pergunta é: há uma mudança de personalidade ou a demonstração da "real" personalidade de cada um?
Brigar no trânsito é coisa do homem das cavernas porque é um comportamento típico do troglodita, irracional e inconsequente, que na rua expressa toda a sua agressividade e revela sua alienação pessoal. Gritam e esbravejam como se fossem os donos da rua, passam a toda velocidade com seus carros milionários e denunciam a pobreza de seus condutores. O homem da caverna faz estardalhaço quando descobre o fogo, para que sua utilização leve à evolução, mas consegue distorcer as grandes descobertas em armas, aparelhos de destruição em massa. O carro que foi uma invenção com as melhores das intenções, para facilitar o dia a dia das pessoas, é renegado a um instrumento de status, genocídio e de insanidade. Insano mesmo são as mentes vazias, ou se preferirem, doentias, de indivíduos que têm verdadeiros comportamentos criminosos no trânsito e que assassinam muitas pessoas por ano nas ruas e estradas deste país.
O trânsito não é o responsável por esse tormento todo, e sim a falta de princípios básicos como gentileza, educação e altruísmo. Sem os quais a barbárie vem à tona.
Se queremos um trânsito pacífico temos, à princípio, de nos pacificarmos enquanto cidadãos e pedestres.
* Jacqueline da Silva Souza e Breno Rosostolato são professores da Faculdade Santa Marcelina – FASM

Nova viatura é entregue ao Corpo de Bombeiros

A prefeita Nice Mistilides participou na quinta-feira, 18 de julho, da entrega de uma nova unidade de resgate para o Corpo de Bombeiros de Jales que vai atender as emergências da cidade e de mais 13 municípios da região.
A viatura foi adquirida pelo Governo do Estado no valor aproximado de R$ 145 mil e sua entrega se traduz no cumprimento de metas estratégicas que revelam o compromisso do Corpo de Bombeiros, através do Comando do Corpo de Bombeiros do Interior, em sempre atender a população com o propósito de buscar a excelência na prestação de serviços e fortalecer, na condição de órgão do Estado, as parcerias com o município, com o objetivo de alcançar e materializar o bem comum a toda coletividade.
De acordo com o Tenente Coronel, Paulo Cesar Berto, do 13º Grupamento do Corpo de Bombeiros de São José do Rio Preto, "hoje as ocorrências de resgate no Estado de São Paulo representam cerca de 60% dos atendimentos operacionais do Corpo de Bombeiros. Somente em Jales, são realizados 600 atendimentos por ano pelas viaturas de resgate, resultando em uma média de 50 atendimentos mensais, exigindo assim, cada vez mais treinamento e capacitação dos bombeiros e a aquisição de novas viaturas e equipamentos mais modernos como o entregue nessa cerimônia".
A prefeita Nice disse que o veículo é de fundamental importância para o trabalho da equipe do Corpo de Bombeiros e que a renovação da frota é necessária quando se trata do salvamento de vidas. "A viatura que está sendo substituída serviu a população de Jales e região durante mais de 5 anos e contribuiu com aproximadamente 3.200 atendimentos e necessitava ser substituída. Quero parabenizar o Corpo de Bombeiros pela nova viatura e principalmente pelo belo trabalho que desenvolve. Sabemos que os bombeiros nunca falham e que podemos contar com vocês para nossa segurança e saúde. Que Deus continue abençoando a vida de cada um de vocês para que possam cuidar da vida de nosso povo", finalizou.
Participaram da cerimônia de entrega da nova viatura a prefeita Nice, o vereador Sérgio Nishimoto, o Tenente Coronel, Paulo Cesar Berto, o Capitão Renato Neves Rodrigues, o Subtenente Sá, a 1ª Tenente Sandra e os demais integrantes da corporação do Corpo de Bombeiros de Jales.

Coopercitrus prepara uma FEACOOP para quem quer fazer grandes negócios

Dobrar a produção agrícola brasileira, de forma sustentável, para alimentar uma demanda crescente, é o principal desafio do agronegócio com o qual a Coopercitrus quer colaborar com a 14ª edição da FEACOOP (Feira de Agronegócios Coopercitrus Sicoob Credicitrus), que acontece no período de 06 a 08 de agosto, das 8h às 18h, na EECB – Estação Experimental de Citricultura de Bebedouro, em Bebedouro. Este é um dos maiores eventos do agronegócio e do cooperativismo brasileiro.
A FEACOOP acontece num período do ano escolhido estrategicamente para dar oportunidade aos produtores rurais de se programarem para iniciar suas atividades da próxima safra, adquirindo os insumos necessários para suas atividades e as máquinas adequadas para operações em suas lavouras. Mais de 160 empresas participarão do evento, oferecendo aos visitantes condições de negociações exclusivas para a Feira. "Nossos cooperados continuam investindo em tecnologia e insumos para suas culturas e prestar apoio a estes produtores é o principal objetivo da Feira", comenta João Pedro Matta, diretor vice-presidente da Coopercitrus e presidente da FEACOOP.
A Coopercitrus vai levar novamente para a FEACOOP seu conceito de Shopping Rural, com espaço de vendas e de atendimento de parceiros da cooperativa. Neste modelo, com cerca de 4 mil m², o produtor poderá percorrer as variadas seções do Shopping Rural com um carrinho de compras, para adquirir produtos conforme a sua necessidade, além dos segmentos tradicionais da cooperativa: insumos, máquinas e implementos agrícolas, o produtor rural terá a sua disposição uma infinidade de produtos da linha automotiva, pet shop, selaria, cutelaria, organizadores, jardinagem e muito mais, totalizando mais de 1.000 itens de comercialização, além de produtos disponibilizados pelos seus mais de 77 parceiros presentes no estande.
Uma das atrações da 14ª FEACOOP será o campo demonstrativo de 3 hectares de cana-de-açúcar com o intuito de proporcionar aos produtores de cana o acesso à alta tecnologia e a práticas que podem, de forma significativa, aumentar a produtividade e reduzir os custos de produção. Para dar maior destaque ao setor de Pecuária, segmento que só cresce no país, a FEACOOP terá um espaço voltado para os pecuaristas dentro do Shopping Rural.
A principal novidade deste ano é que a feira terá uma participação mais efetiva do setor de insumos, com a montagem de uma área de estandes para os fornecedores desse setor. Serão 20 estandes com espaço para exposição. Aquisições de insumos deverão ser negociadas sob preços mais acessíveis daqueles praticados pelo mercado.
Os cooperados, produtores de grãos e de café, também terão a opção de troca de suas produções por insumos, máquinas ou implementos agrícolas. O cooperado utiliza sua produção de soja, milho ou café como moeda para aquisição dos bens necessários à condução de sua lavoura e a Coopercitrus compra essa produção a preços competitivos. Várias instituições bancárias , juntamente da Sicoob Credicitrus, também participam do evento com propostas de financiamento agrícola especiais para os cooperados adquirirem produtos.
Durante a realização da Feira, a Coopercitrus colocará à disposição de seus cooperados a mais completa prestação de serviços. Todos os setores da Coopercitrus estarão à disposição dos cooperados. Os produtores poderão contar com o apoio dos setores de Insumos, Máquinas e Implementos, Departamento Técnico, Setor de Grãos, Meio-Ambiente e um dos mais tradicionais parceiros da cooperativa na área de pesquisa, a EECB

Karatecas de Jales e Urânia conquistam ouroem prévia do Brasileiro representando MS


Aconteceu nos dias 12 e 14 de julho, em Joinville (SC), o Campeonato Brasileiro de Karate - 1ª Fase - Região Sul (Gr 3), classificatório para as finais do Campeonato Brasileiro a ser realizado em agosto em Fortaleza (CE). A seleção do Estado de São Paulo sagrou-se a grande campeão geral.
Os karatecas Diego Pimenta (Jales), e Etyara Mariana Augusto (Urânia), medalhistas de Ouro na modalidade Kumite foram inscritos como representantes de Mato Grosso do Sul (MS).
Indagado sobre o motivo dos karatecas se inscreveram por Mato Grosso do Sul e não por São Paulo para a disputa, já que a AZK tem academias em Jales e Urânia, a assessoria de imprensa da AZK-Região de Jales informou que " neste Campeonato Brasileiro, o karateca Diego Pimenta representou a cidade de Jales, e a karateca Etyara Mariana Augusto representou a cidade de Urânia, porém ambos foram a esse campeonato pela Federação de Karatê de Mato Grosso do Sul (FKMS), por questões financeiras. Melhor explicando, as taxas para a FPK são muito mais altas do na FKMS e como a AZK, (Associação Zanon de Karatê) da qual o professor Edson e seus alunos fazem parte, possui academias em cidades dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, os alunos podem escolher qual federação se filiarão, tendo Diego e Etyara se filiado na FKMS. Mas o importante é que tanto a FPK como a FKMS são federações oficiais filiadas à Confederação Brasileira de Karatê (CBK), única confederação oficial de karatê reconhecida pelo Comitê Olímpico Brasileiro".
Diego e Etyara são treinados pelo professor de karatê da Associação de Judô e Karatê Jalesense, sensei Edson Resende. Diego foi campeão na categoria cadete 14/15 anos 2° Kyu e acima de 63 kg masc, e Etyara foi campeã na categoria infantil B 10-11 anos fem, 3 Kyu 30 kg, com a participação de 1017 karatecas selecionados entre os melhores dos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Foram inscritos para a modalidade 852 karatecas sendo 324 no feminino e 528 no masculino,
Com as conquistas, Diego e Etyara classificaram-se para a etapa final, que será realizada entre 1 e 4 de agosto em Fortaleza (CE).
Além dos dois campeões, também estiveram representando a região neste Campeonato Brasileiro, o Sensei Edson, e seus alunos Deivid Henrique do Santos, de Estrela D’Oeste e Nilton Roberto Assunção Filho, de Urânia.
Sensei Edson ficou muito orgulhoso dos seus alunos, principalmente por se tratar de um campeonato oficial organizado pela Confederação Brasileira de Karatê.

Cirurgia de correção do desvio de septo devolve qualidade de vida

Angela Beatriz Lana

Respirar de forma errada é mais comum do que se imagina. Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), estima-se que cerca de 70% da população mundial sofre com dificuldades na respiração. São diversas as causas que acarretam na respiração inadequada e uma das mais comuns é o desvio de septo, que é uma irregularidade nas estruturas das fossas nasais.
Cerca de 80% dos brasileiros têm algum desvio nessas estruturas. Ainda que parte desse número não sinta nenhum desconforto na respiração e não precise de intervenção médica, muitos têm a qualidade de vida impactada, principalmente no sono, que é tão importante para recarregar as energias e manter o corpo e a mente funcionando bem.
Quem sofre do desvio de septo nasal, além de não respirar adequadamente, pode ainda desenvolver outras doenças, como faringites, irritações e dores na garganta, como explica a especialista em medicina do sono, Angela Beatriz Lana. "Isso acontece porque o nariz é responsável por filtrar e aquecer o ar, e uma vez que o ar entra pela boca, não há filtragem e aquecimento do oxigênio, logo, as doenças aparecem".
Em muitos casos, somente a medicação não é suficiente para aliviar e resolver o problema, fazendo-se necessária uma simples intervenção cirúrgica, em que a maioria dos pacientes não precisa sequer de internação. "Hoje em dia, a cirurgia de desvio de septo não é mais sofrida como há alguns anos e o uso dos tampões nasais pós-cirurgia não são mais necessários. A videocirurgia revolucionou a cirurgia nasal e o pós-operatório é bem tranquilo", frisa.
Depois da cirurgia, os resultados podem ser notados em pouco tempo e são absolutamente satisfatórios. "O paciente já acorda respirando melhor pelo nariz. Na primeira semana existe maior inchaço e mais dificuldade para respirar, mas, após este período, a pessoa já sente grande diferença na respiração", avalia a otorrinolaringologista. Em suma, quem passar pela operação pode voltar à rotina normal dentro de uma semana. Há restrições somente para o esforço físico, que deve ser suspenso por até 30 dias, dependendo do caso.
Por ser uma cirurgia simples, qualquer pessoa pode fazer a septoplastia. Apenas crianças podem ter alguma restrição devido ao desenvolvimento do nariz, ressalta Beatriz. "Nas crianças a partir de 10 anos, a cirurgia deve ser mais conservadora. Às vezes é feita uma mínima intervenção para não afetar o crescimento nasal. O ideal é que a cirurgia seja feita por volta dos 14 anos, mas isso depende do desenvolvimento físico do adolescente".
Dormir melhor, ter mais disposição para as atividades diárias sem irritações e incômodos no nariz e na garganta são uma certeza que qualquer paciente pode ter depois de passar pela operação. "A qualidade de vida que se ganha ao usar o nariz adequadamente é imensa e a melhora do sono é incrível", garante a especialista. Dra. Angela Beatriz Lana é formada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Otorrinolaringologista pelo Hospital das Clinicas da UFMG. com especialização em Medicina do Sono pela AFIP (Instituto do Sono). Fellowship em Actigrafia - Med. Do Sono, no Hospital Hotel Dieu em Paris- 2010. Fellowship em Cultura de Condrocitos , Erasmus University em Roterdam 2010-2011. Médica na Comunidade Europeia pela Universidade do Porto- Grau de Mestre, tese: Sonolência excessiva diurna -2011.

MS amplia acesso à vacina contra hepatite B

O Ministério da Saúde ampliou a faixa etária de vacinação contra a hepatite B. A partir de agora, homens e mulheres com até 49 anos poderão receber a vacina gratuitamente em qualquer posto de saúde. A medida beneficia um público-alvo de 150 milhões de pessoas - 75,6% da população total do Brasil. No ano passado, a idade limite para vacinação gratuita era até 29 anos.A vacina é a medida de prevenção mais segura e eficaz contra a hepatite B e hepatite D.
O secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, explica que a proteção é garantida quando a pessoa recebe três doses da vacina. A segunda dose deve ser aplicada 30 dias após a primeira e, a terceira, seis meses após a primeira."Todas as crianças recém-nascidas são vacinamos, mas estamos expandindo a faixa etária a outros grupos visando à eliminação da doença no futuro. Ela é segura, feita com engenharia genética e não tem contraindicação", ressaltou o secretário.
A vacina também é oferecida aos grupos mais expostos à doença, independentemente da faixa etária, como gestantes, manicures, pedicures, podólogos, caminhoneiros, bombeiros, policiais civis, militares, rodoviários, doadores de sangue, profissionais do sexo e coletores de lixo domiciliar e hospitalar. Em 2012, mais de 15,7 milhões de pessoas foram protegidas contra a hepatite B.
Sobre a doença
-
As hepatites são doenças que atacam o fígado, um dos órgãos mais importantes do corpo humano. Estimativas apontam que 2,3 milhões de brasileiros são portadores das hepatites, sendo (800 mil) do tipo B e (1,5 milhão) do tipo C. Toda a produção da vacina de hepatite B é feita pelo Instituto Butantan. O laboratório público abastece o Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde desde 1996.
A hepatite B é uma doença sexualmente transmissível, mas também pode ser transmitida pelo contato com sangue e por materiais cortantes contaminados, como alicate de unha. Por isso, o Ministério da Saúde alerta que, além do uso da camisinha em todas as relações sexuais, não se deve compartilhar escova de dente, alicates de unha, lâminas de barbear ou depilar. É importante também sempre usar materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e piercing, serviços de saúde, acupuntura, procedimentos médicos, odontológicos e hemodiálise.
Sintomas - Nem sempre a hepatite B apresenta sintomas. Quando aparecem, podem provocar cansaço, tontura ou ânsia de vômito. A pessoa pode levar anos para perceber que está doente. O diagnóstico e o tratamento precoce podem evitar a evolução da doença para cirrose ou câncer de fígado, por exemplo. O teste, o tratamento e o acompanhamento das hepatites virais estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2012, foram distribuídos 759,2 mil testes rápidos para triagem de hepatite B. Outros 5,1 milhões de testes convencionais foram realizados no SUS. Por Valéria Amaral, da Agência Saúde.

Sopas e carnes magras ajudam a manter o peso no inverno

Com a chegada do inverno, estação mais fria do ano, o organismo gasta mais energia para manter a temperatura do corpo aquecida e o principal efeito disso é o consumo imediato de mais alimentos. A fome frequente e a busca por refeições que ofereçam fontes de energia de rápida absorção estimulam a ingestão de massas, pães, bolos e doces.
Por isso, o programa "Meu Prato Saudável", da LatinMed em parceria com o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, decidiu orientar a população sobre os alimentos mais indicados para esta época do ano, para que as pessoas não aumentem de peso e comprometam a saúde.
"A necessidade calórica de cada pessoa não costuma ser tão alta quanto a quantidade de alimentos ingerida no inverno", destaca a médica Elisabete Almeida, diretora do Programa. Somado a esses fatores, é no inverno que as pessoas costumam abandonar a prática de atividades físicas e as comidas calóricas são ainda mais tentadoras. "O consumo exagerado pode resultar em aumento de peso e em, casos extremos, diabetes descompensado e colesterol alto", afirma.
Algumas orientações podem ajudar a evitar esses problemas, com adaptações das preparações mais consumidas no clima frio, como sopas, carnes, chás e fondues. O controle da alimentação, no entanto, deve ser feito com bom senso. "Se a pessoa quer emagrecer, não deve nunca partir para uma restrição alimentar muito rígida, pois as ‘dietas da moda’ podem causar sérios prejuízos à saúde", ensina a nutricionista Denise Evazian, do Instituto Central do HC-FMUSP.
Entre as doenças que podem resultar de uma dieta desequilibrada, estão a anemia, úlcera, gastrite, problemas de digestão, além do indesejado efeito sanfona. Um mínimo de gordura também é necessário ao organismo, pois ela é responsável pelo transporte das vitaminas A, K, E e D. "A gordura protege contra choques e é um isolante térmico", afirma Denise.
Algumas dicas
Prefira sopas preparadas com legumes batidos, sem adição de creme de leite ou massas. É interessante acrescentar algumas fibras, como o farelo ou fibra de trigo ou o farelo de aveia. As fibras ajudam a regular a função intestinal, manter o colesterol em níveis normais e provocam uma maior sensação de saciedade.
Substitua o chocolate quente por um chá com adoçante, que esquenta o organismo da mesma forma, ou prepare com leite desnatado e achocolatado light.
Troque os queijos amarelos por queijos brancos ou reduzidos em gordura.
Se for comer fondue, dê preferência aos de queijo, preparados com leite desnatado e queijos magros; prefira os vegetais no lugar do pão (como cenoura, pepino, couve-flor, brócolis, chuchu).
Se não resistir ao tradicional prato de feijoada, consuma com moderação: arroz, feijão, couve sem bacon e carnes mais magras.
Substitua carnes gordurosas por coxão duro e patinho, que podem ser preparados na pressão e consumidas ensopadas.

Municípios recebem, em Jales, retroescavadeiras do PAC 2

Urânia foi representada pelo vice-prefeito Vicente Christiano Neto (ao centro), ladeado por Ademir Fázio (Mirim) Ocledis Barbosa, vereador Dr. Orlando Vieira e o presidente da Câmara Municipal Donizeti Mussato também participou do evento

Donizeti Mussato, deputado Itamar Borges, vereadroes Odair Bezerra Dias (Fião)
e Dr. Orlando Vieira e o vice-prefeito Vicente Christiano Neto

O representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA),
 entrega a chave da retro ao vice-prefeito Vicente Christiano Neto, tendo
ao seu lado José Mussato, o presidente da Câmara
Municipal Donizeti Mussato e Ocledis Barbosa
Mais R$ 9,6 milhões foram investidos pelo Governo Federal para a aquisição das 66 retroescavadeiras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). que foram recebidas pela prefeitura municipais em cerimônia de entrega que ocorreu na quarta-feira, 17 de julho, às 10 horas, no salão social do Jales Clube.
Municípios beneficiados com a entrega em Jales:
Álvares Florence, Américo de Campos, Aparecida d’Oeste, Aspásia, Auriflama, Cardoso, Castilho, Cosmorama, Dirce Reis, Dolcinópolis, Estrela d’Oeste, Floreal, Gastão Vidigal, General Salgado, Guaraçaí, Guarani d’Oeste, Guzolândia, Ilha Solteira, Indiaporã, Itapura, Jales, Lavínia, Macedônia, Magda, Marinópolis, Meridiano, Mesópolis, Mira Estrela, Mirandópolis, Murutinga do Sul, Nova Canaã Paulista, Nova Castilho, Nova Independência, Nova Luzitânia, Orindiúva, Ouroeste, Palmeira d’Oeste, Paranapuã, Parisi, Paulo de Faria, Pedranópolis, Pereira Barreto, Pontalinda, Pontes Gestal, Populina, Riolândia, Rubinéia, Santa Albertina, Santa Clara d’Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rita d’Oeste, Santa Salete, Santana da Ponte Pensa, Santo Antônio do Aracanguá, São Francisco, São João das Duas Pontes, São João de Iracema, Sebastianópolis do Sul, Sud Mennucci, Suzanápolis, Tanabi, Três Fronteiras, Turmalina, Urânia, Valentim Gentil e Vitória Brasil
Os equipamentos serão utilizados para melhorar as estradas vicinais, das quais depende a agricultura familiar local para a comercialização de produtos como frutas cítricas e leite, itens típicos da região onde mais de 70 mil pessoas vivem no campo.
Com melhores estradas, se torna mais fácil o transporte de mercadorias da agricultura familiar entre meio urbano e meio rural, bem como o acesso a serviços de saúde, educação e cultura.
Segundo o delegado do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em São Paulo, José Reinaldo Prates, além de criar melhores condições para comercialização dos produtos, o programa incentiva a sucessão rural. "É uma forma de dar suporte aos municípios que têm capacidade orçamentária limitada", afirma o delegado. "A gente busca dar mobilidade para a agricultura familiar, gerando perspectivas para a permanência da juventude no campo, baixando o custo da produção com logística e transporte e melhorando o processo de geração de renda", explica Prates.
PAC SP – A entrega em Jales é a terceira que São Paulo recebe máquinas do PAC 2. Com esta entrega, 244 municípios do estado já foram contemplados pela ação que investiu R$ 35,3 milhões para atender mais de mil agricultores familiares paulistas. A previsão é de que 521 municípios paulistas recebam 1.385 máquinas do programa, totalizando um investimento de quase R$ 400 milhões.

Prefeitos da região de Jales assinam convênios com o governo do estado

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta quarta-feira, 17 de julho, convênios que irão beneficiar municípios na região de Jales, foram 18 convênios, com 12 municípios, totalizando R$ 3.637.758,60 (veja a relação ao lado).
Por meio das Secretarias da Agricultura, Casa Civil, Casa Militar, Cultura, Desenvolvimento Social, Direito das Pessoas com Deficiência, Educação, Emprego e Relações do Trabalho, Esporte Lazer e Juventude, Gestão Pública, Habitação, Logística e Transportes, Meio Ambiente, Planejamento e Desenvolvimento Regional e Saúde, os prefeitos paulistas voltaram para suas cidades com recursos assegurados para obras e/ou equipamentos de interesse da população.
O governador destacou a importância desses convênios para o desenvolvimento dos municípios: "os recursos serão usados para aquisição de tratores, reconstrução de pontes, reformas de escolas e creches-escolas, acessa SP, estradas vicinais, entre outros". "Devemos fazer mais e melhor com os recursos da população. Não há dinheiro público mais bem aplicado do que em governo local", completou Alckmin.
Aparecida D´Oeste
R$ 200.000,00
Reforma e ampliação do Recinto de Exposição "Benedito da Rocha Corte"
Aspásia
R$ 300.000,00
Pá carregadeira
Dirce Reis
Implantação do Banco do Povo
Dolcinópolis
R$ 1.700.758,60
Construção de Creche Escola
Dolcinópolis
R$ 45.000,00
Projeto Esporte Social
Nova Canaã Paulista
R$ 45.000,00
Projeto Esporte Social
Nova Canaã Paulista
R$ 250.000,00
Cobertura da quadra poliesportiva
Palmeira D´Oeste
R$ 150.000,00
Reforma do cemitério
Palmeira D´Oeste
R$ 45.000,00
Projeto Esporte Social
Santa Albertina
R$ 150.000,00
Aquisição de máquina pá carregadeira
Santa Fé do Sul
R$ 47.000,00
Academia de ginástica acessível
Santa Fé do Sul
R$ 45.000,00
Projeto Esporte Social
Santa Fé do Sul
R$ 200.000,00
Aquisição de caminhão pipa
Santa Fé do Sul
R$ 200.000,00
Aquisição de caminhão truck basculante
Santana da Ponte Pensa
R$ 20.000,00
Implantação do Acessa São Paulo
São Francisco
R$ 20.000,00
Implantação do Acessa São Paulo
Três Fronteiras
R$ 200.000,00
Aquisição de caminhão pipa
Turmalina
R$ 20.000,00
Municipalização da Casa da Agricultura - Inclusão no Programa
Urânia
R$45.000,00
Aquisição de implementos
Vitória Brasil
45.000,00
Projeto Esporte Social
Vitória Brasil
20.000,00
Implantação do Acessa São Paulo

O Papa e os jovens

D. Demétrio Valentini
Quando do primeiro "encontro mundial" do Papa com a Juventude, em 1984, a preocupação era garantir que a grande diferença de idade não inviabilizasse o diálogo. Colocar frente a frente gerações tão diferentes, parecia provocar o desencontro, como resultado do encontro proposto.
A iniciativa tinha sido de João Paulo II, o incansável peregrino, obstinado a se encontrar com todo o mundo. Dessa vez a aposta era com a juventude. E o resultado foi surpreendente: entre o ancião que representava a velha guarda, e os jovens que representavam as novas gerações, na verdade havia muito mais concordâncias do que divergências, mais sintonias do que dissonâncias, mais empatia do que oposição.
Esta primeira experiência acendeu a luz inspiradora, para construir uma plataforma dinâmica de diálogo entre a Igreja e a Juventude de nosso tempo.
Outro fato concomitante veio corroborar esta proposta: a ONU acabava de estabelecer o ano de 1985 como o "Ano Internacional da Juventude". O Papa não perdeu tempo: convocou outro encontro com os jovens, ainda em 1985, e nele expôs sua intenção de criar a "Jornada Mundial da Juventude", a ser realizada em cada ano, por todas as dioceses, de preferência no Domingo de Ramos.
Mas a proposta continha um ingrediente, que a experiência comprovou ser estratégico para sustentar as motivações da Jornada Mundial: ficou estabelecido que, no intervalo de poucos anos, de vez em quando, haveria Jornadas da Juventude, em grandes cidades do mundo, que contariam com a presença do Papa.
E assim já aconteceu em 1986, ano em que se realizou a primeira Jornada Mundial da Juventude, que inaugurou a série que continua até hoje. Daí que agora já estamos na 28ª. JMJ, número que inicia sua contagem em 1986. E esta primeira já contou com a presença especial do Papa, traçando de certa maneira o molde das outras que deveriam vir.
O interessante é que a segunda JMJ foi realizada em Buenos Aires, em 1987. Naqueles anos o Bergoglio ainda não era nem cardeal nem arcebispo de Buenos Aires, mas participou de perto desta nova iniciativa da Igreja, de se aproximar dos jovens, colocá-los em contato com Cristo, inseri-los na comunhão eclesial e envolvê-los na missão apostólica.
O fato é que os jovens se tornaram hoje, através das Jornadas Mundiais, uma referência positiva de sensibilidade cristã, de vontade de recuperar valores perenes que motivam nossa existência, e sobretudo de generosidade em abraçar as causas da humanidade e a missão da Igreja.
Nem é de estranhar que entre Juventude e Evangelho exista uma profunda afinidade e uma mútua cumplicidade. Pois na verdade o Evangelho de Cristo sempre traz a dinâmica da renovação, da recuperação de sentido, da mudança e da conversão pessoal com repercussões na sociedade.
Não é por nada que por definição, o "evangelho" é uma "Boa Notícia", que tem a força de se renovar sempre, encontrando nas "novas gerações" a porta aberta para entrar e ser acolhida.
Se nos perguntarmos o que está acontecendo nestes dias com a Jornada Mundial da Juventude, podemos dizer que é o Evangelho assumindo as feições da juventude de hoje, e mostrando de novo como ele é o caminho verdadeiro para a plena realização de nossa vida.
Os jovens estão nos dando o testemunho da perene vitalidade do Evangelho de Cristo.

PALAVRAS DE CHICO XAVIER

Pergunta
– Há uma preocupação mundial por uma nova ordem econômica e social no mundo.
Na sua opinião, para onde caminha a humanidade?
Haverá possibilidade de, em breve, atingirmos um grau de igualdade e fraternidade entre os homens?
Chico Xvier
– Creio que mesmo que isto nos custe muitos sofrimentos coletivos, nós chegaremos até a confraternização mundial
As circunstâncias da vida na Terra nos induzirão a isso e nos conduzirão para essa vitória da solidariedade humana. Não é para outra coisa que o Cristianismo, nas suas diversas interpretações, dentro das quais está a nossa faixa de Doutrina Espírita militante, terá nascido, não é?
Eu creio que acima de nossas governanças, todas elas veneráveis, temos o governo de poderes maiores que nos inspira e que, naturalmente, nos enviará recursos para que essa vitória de fraternidade universal se verifique.
Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.

Medicina de família

Reginaldo Villazón
Não foi necessário ao povo brasileiro, nas manifestações de rua, denunciar a precariedade do sistema de saúde nacional. Bastou exibir cartazes e bradar com veemência por melhorias, já que as falhas são vistas todos os dias nos noticiários. São consultas adiadas, pacientes em crise na fila de espera, cirurgias marcadas com prazo demorado, insuficiência de aparelhos e técnicos para diagnósticos importantes.
A resposta do governo federal foi evasiva: "vamos trazer médicos estrangeiros para trabalhar no SUS (Sistema Único de Saúde), nas regiões onde faltam médicos". Em resposta, grupos de médicos paralisaram seus trabalhos para postular por melhores condições de trabalho e remuneração. Mas os expoentes da classe médica trataram o assunto de forma banal, criticando vinda de médicos estrangeiros.
Como é de praxe, veio à tona a discussão sobre o sistema de saúde de Cuba. Os críticos ferozes deixaram de lado os problemas da saúde no Brasil para lançar veneno contra Cuba, suas escolas de medicina, seus médicos e seu sistema de saúde, em clara oposição aos defensores ideológicos de Fidel Castro. Portanto, não houve abordagem produtiva. Mas, de real, o que acontece em Cuba?
Profissionais de saúde de países ricos visitaram Cuba para colher experiências. É bom fazer uma comparação. Os Estados Unidos da América (EUA) são o país mais rico do planeta; Cuba é um dos mais pobres do Ocidente. Os EUA aplicam cerca de 14% do PIB em saúde; Cuba aplica cerca de 7%. Os EUA gastam cerca de 4.500 dólares por pessoa-ano em saúde; Cuba gasta cerca de 200 dólares.
Com tantas vantagens em seu favor, porque os especialistas em saúde dos EUA foram a Cuba estudar o sistema de saúde? Por que foram aprender, em vez de ensinar? A resposta é simples. Eles sabiam que Cuba não tem os melhores médicos nem a melhor medicina do mundo. Porém, sabiam de um fato essencial: Cuba tem uma medicina de alta eficiência em resultado e custo.
A medicina de família é praticada nos EUA e Cuba. Só que, em Cuba, muito mais. É a medicina que envolve pessoas, famílias e comunidades. Valoriza boas práticas de vida e tratamentos de baixo custo. A prevenção é priorizada. A relação entre médicos e pacientes é afetuosa. Além disso, os médicos cubanos são mais preparados que os norte-americanos para praticar medicina complementar e alternativa.
O sistema é organizado numa estrutura ascendente. Um grande número de postos de clínica geral, onde os médicos atendem pacientes e de onde eles partem para visitas às famílias do bairro. Os postos resolvem 80% dos casos. Acima, posto de especialidades médicas (um para cada 30 a 40 postos de clínica geral). E um número menor de hospitais para atendimentos complexos.
Assim, o sistema de saúde cubano obtém índices de saúde pública próximos dos índices dos países desenvolvidos. Derruba a idéia de que a riqueza é uma condição para a melhoria da saúde. Mostra que a saúde não depende só de procedimentos médicos, mas de fatores como educação sanitária, habitação limpa, água pura, boa nutrição, afeto nos relacionamentos e coesão social.
No Brasil o governo tenta mostrar que promove a medicina de família. Mas a organização é fraca, os médicos não-preparados e o acesso difícil ao povo. Há quem diga que a medicina comercial capitalista repudia o sistema cubano. E que a elite política só se trata nas instituições excelentes, como os hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein. Melhor, o povo ficar alerta: a luta vai continuar.

FOLHAGERAL

Vapt-vupt
Segunda-feira, 15 de julho, esteve na redação deste jornal acompanhado do Secretário Municipal de Comunicação Bruno Guzzo, a prefeita Nice Mistilides, para uma visita de cortesia.
Tudo em casa
Na opinião de um tucano, se Carlos Roberto Cardoso da Silva for convidado para assumir a Secretaria Municipal de Planejamento e Trânsito, e aceitar, esse imbróglio entre a prefeita e o vice Pedro Callado que estão em via de colisão, estaria solucionado.
Ação, não falação
A prefeita Nice Mistilides e o comandante da 2ª Cia de Policia Militar, Cap PM Prezzuto, estiveram participando de um programa na Antena 102, quando falaram sobre o caos que é o trânsito jalesense. Esta coluna vêm cobrando sistematicamente da necessidade de uma fiscalização rigorosa e mudanças no trânsito. A reclamação agora pela falta da fiscalização por parte da autoridade competente e o descaso do motorista, não é mais da coluna, mas sim da população.
Agir
A prefeitura deve fazer sua parte melhorando a sinalização do trânsito, acabando com privilégios (como determinar o tempo de estacionamento e e a taxa a pagar para idosos e deficiente; a lei diz que se deve deixar um percentual de vagas mas não gratuita e sem limite de tempo) e, convocar as demais autoridades para cumprirem a parte delas. Os vereadores não devem dar uma de avestruz, precisam participar, e ativamente.
No bolso
O Cap PM Prezzuto disse que o motorista não cumpre com a regras e somente multando-o aprenderá se educar no trânsito. Então a autoridade de trânsito simplesmente deve cumprir a lei e fazer o motorista sentir em seu bolso quanto dói pela desobediência às normas.
Ah!!
A autoridade de trânsito não pode se esquecer dos caminhões e outros veículos de carga e descarga que não cumprem o horário de distribuição de mercadorias no comércio jalesense. . Esses são os mais impertinentes, abusam e não são punidos.
Pra ninguém
A prefeita Nice Mistilides fez questão de acompanhar e conferir de perto todos os detalhes dos preparativos para a cerimônia realizada no salão social do Jales Clube na quarta-feira, 17 de julho, para a entrega das retroescavadeiras.
Para mudar
O ex-candidato a deputado federal e também a vereador Juliano de Matos, a convite de Paulinho Paraná, filiou-se ao PV e assumiu a vice-presidência. Diz ele que está chegando para repetir no PV o proveitoso trabalho que realizou no PSB, quando o partido estava quase extinto na cidade e foi colocado em posição de destaque elegendo dois vereadores no pleito de 2012. Juliano até já fala em lançamento de candidatura a prefeito pelo PV em 2016
Eleição vista
O deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) manifestou-se favorável à saída antecipada dos deputados que ocupam cargos de secretários e que desejam disputar as eleições de 2014. O fato foi aventado pelo governador Geraldo Alckmin, que acenou para a possibilidade de mudar o primeiro escalão até dezembro. Hoje, das 25 pastas, oito são comandadas por deputados
*Menos
O governador Alckmin aventou a possibilidade de diminuir as secretarias estaduais. Não só o deputado Carlão, mas todos, poderiam ter discutido esse assunto bem antes do povo ir às ruas Mas como dizem as raposas lá do botequim: quanto mais secretarias, ministérios, etc.. mais cargos para se nomear os apaniguados.Nos municípios também.
Sem propaganda
Apesar da envergadura do evento ocorrido na quarta-feira, 17 de julho, no Jales Clube, não houve nenhuma divulgação, digamos, tipo institucional, por parte dos organizadores. Com sempre, contaram com o tal de "interesse público". Bem, vão dizer que a mídia não estava obrigada a divulgar
Certo
O mérito da boa campanha da delegação uraniense nos Jogos Regionais de Penápolis, está no fato de 90% dos atletas participantes ser oriundos da própria cidade. Apenas 10% dos atletas são reforços. E Urânia fez bonito.
Solução
Falando em trânsito, a prefeita Nice precisa acionar departamento competente da Prefeitura para estudar e analisar a Resolução n° 38, de 21 de maio de 1.998 que dispõe sobre a identificação de entradas e saídas de determinados estabelecimentos comerciais.
Perguntar
não ofende
Quando é que a autoridade de trânsito rigorosamente vai pegar esses donos de veículos que andam pela cidade com o som a extremo? Jales não é currutela.
*no jornal impresso e na impressão em PDF enviado via e-mail, a nota ficou descaracterizado por  empastelamento.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Deputado Cauê Macris visita prefeita Nice

Acompanhado do vice-prefeito, Pedro Callado e do vereador Tiago Abra, o deputado estadual Cauê Macris visitou na tarde de quinta-feira, 18, o gabinete da prefeita Eunice Mistilides Silva – Nice. Cauê veio se colocar a disposição do município e anunciar conquistas para a cidade.
 O deputado lembrou que já apresentou emenda a pedido de Abra para aquisição de uma ambulância para a cidade. “Me sinto em casa aqui. Quero colocar meu gabinete a disposição de vocês e contribuir com o desenvolvimento desta cidade que me acolhe tão bem”, afirmou.
 A prefeita Nice aproveitou a oportunidade para solicitar ao deputado, a pavimentação asfáltica da vicinal JAL – 453, que liga a cidade até a ETEC “Dr. José Luiz Viana Coutinho”, na Chácara Municipal – Córrego do Tamburi.
 “Quero agradecer o carinho que o deputado estadual Cauê Macris tem por Jales e o empenho em conseguir recursos que garantam benefícios para a população. O deputado esteve em nossa cidade durante o período de campanha eleitoral e prometeu que estaria ao nosso lado para o que fosse preciso e agora está cumprindo o prometido em busca de melhorias”, disse a prefeita Nice.
 Após o encontro, o deputado e o vereador se reuniram na sala do vice-prefeito, Pedro Callado, com os representantes da Associação Equoterapia de Jales que solicitaram novas melhorias para a entidade.