Páginas

sábado, 4 de maio de 2013

FOLHAGERAL

De touca
O deputado estadual Itamar Borges esteve reunido com peemedebistas para tratar de assuntos partidários, em especial, uma possível ascensão da sigla a nível municipal. Entre os peemedebistas falou-se da conquista das 99 casas populares junto ao CHDU pedidas pelo então prefeito Humberto Parini e intermediado por Itamar Borges que estaria tramitando junto ao CDHU. Acontece que as 99 casas já foram licitadas e a empresa vencedora dará inicio a obra em breve.
Negado
Em decisão monocrática, o desembargador Oscild de Lima Junior, do Tribunal de Justiça, relator do processo impetrado pela Câmara Municipal de Jales contra decisão de 1ª Instância que suspendeu a instalação da Comissão Processante para apurar possíveis irregularidades de nepotismo praticado pela prefeita Nice Mistilides e seu vice prefeito Pedro Callado, até decisão final do mandamus. não conheceu do recurso por estar prejudicado.
Como pode
De acordo com o relator Oscild Lima, a Câmara Municipal de Jales não instruiu o recurso com nenhuma das peças exigidas pelo artigo 525, inciso I, do Código de Processo Civil., constando dos autos apenas a petição do agravo de instrumento. "Tratam-se de documentos obrigatórios e indispensáveis à instrução do recurso e desta forma, não há como analisar e conhecer o recurso, pois a juntada das cópias dos documentos mencionados está ligada diretamente à verificação de seu cabimento e do interesse recursal". disse ele.
Nota
Em nota divulgada à imprensa no dia 1° de maio, quarta-feira, o deputado estadual Itamar Borges esclarece que a "notícia publicada na quarta-feira, no jornal o Estado de São Paulo, equivocadamente continua vinculando o nome do deputado Itamar Borges às investigações deflagradas pela Operação Fratelli que envolvem empresas e empresários do noroeste paulista. Como o deputado já disse anteriormente, ele conhece o empresário Olívio por ser morador e possuir empreendimentos em diversas cidades da região.
Ainda não
Durante a semana boatos circularam no meio político que que o Secretário Municipal de Administração, Luciano Ferreira Nunes deixaria o cargo. Segundo a Secretaria Municipal de Comunicação tudo não passou de alarme falso. "O secretário continua prestigiado pela prefeita Nice", foi a informação.
Não sou, não
O deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) reuniu a imprensa na tarde de segunda-feira (dia 29), para esclarecer sobre as acusações que lhe estão sendo feitas de que ele seria sócio da empreiteira Demop, alvo de investigação do Ministério Público e Polícia Federal. Na oportunidade, o deputado esclareceu que nunca foi sócio da Demop ou de qualquer empresa da família Scamatti "Estou com minha consciência tranquila, pois não tenho nada a ver com nada disso e torço para que tudo seja esclarecido o mais rápido possível, porque estão querendo me envolver em algo que não devo", disse.
Aniversário
No dia 9 de maio, a partir das 16h15, haverá a solenidade militar alusiva ao 24º aniversário de criação do 4º Batalhão de Polícia Ambiental. Na oportunidade o Comandante Tenente Coronel Wilson Antonio Botero, homenageará Policiais Militares conferindo-lhes Medalhas de Valor Militar, como reconhecimento pelos bons serviços por eles prestados ao Estado, com lealdade, constância e valor. A solenidade contará com a presença do Coronel Milton Sussumu Nomura, Comandante do Policiamento Ambiental, dos membros do Conselho de Polícia Ambiental do Estado de São Paulo e de autoridades políticas, civis e militares da região.
Mudanças
Após manifestação nacional no último dia 8 de abril, o movimento "Tabela SUS, Reajuste Já" deu ao governo um prazo de 60 dias para retorno de suas reivindicações, entre elas o reajuste na Tabela SUS e uma linha de financiamento subsidiado. No início deste mês de maio, o Governo Federal anunciou uma modificação no texto da Medida Provisória nº600, que há tempos tramita na Câmara dos Deputados com a proposta de parcelar as dívidas tributárias e previdenciárias dos hospitais filantrópicos em 30 anos, com um abatimento de 60% das multas aplicadas e 20% dos juros de mora

Undokai: valorização da família

Junji Abe
Tanto quanto ou até maior que a própria criminalidade é a sensação de falta de segurança. E isso não se limita às ruas. Também está dentro de casa. Com impunidade resguardada pelo silêncio das vítimas, os agressores transformam o lar em arena de barbáries. Na maioria dos casos, os atos violentos – físicos e emocionais – irrompem após o abuso de álcool, o consumo de drogas ou até mais um frustrante dia à procura de emprego. Esses fatos dolorosos reforçam minha convicção de que a prevenção da violência começa com o fortalecimento da família, que é o microcosmo da sociedade.
Cada vez mais, ouvimos o clamor por medidas imediatas de repressão. Cobram-se mais policiais, mais armamento, mais penitenciárias e até mudanças na legislação para punir os menores infratores com o rigor da maioridade. Em que pese a necessidade de atos repressivos contra as drogas, o crime organizado e a violência em geral, os sucessivos e pesados aportes financeiros para adoção destas ações não livrarão a sociedade do aumento da criminalidade. Nem já. E muito menos no futuro.
Precisamos parar de correr atrás das consequências e tratar imediatamente das causas, se quisermos deixar um legado digno para as gerações futuras. Todos falam sobre isso. Na maioria das vezes, tudo fica só no discurso. Para começar a mudar o estado de coisas, proponho uma atividade simples, barata e acessível, pinçando o exemplo que vem dos japoneses.
Falo dos undokais, gincanas poliesportivas de origem nipônica que foram introduzidas no Brasil pelos imigrantes japoneses. Surgiram no País do Sol Nascente como forma de comemorar o aniversário do Imperador e perduram até os dias de hoje, realizadas anualmente na Primavera. Aqui, ocorrem no Outono, sob a organização de entidades da comunidade nipo-brasileira, graças ao trabalho de seus voluntários.
É um domingo inteiro de atividades culturais, educacionais, esportivas e de lazer para gente de todas as idades, que têm o condão de promover a valorização da família, o bom relacionamento familiar e a integração social. As pessoas chegam logo às 8 da manhã e ficam até o final da tarde, participando das mais diferentes competições adequadas às diferentes faixas etárias. Os vencedores são premiados com prendas arrecadadas na própria comunidade.
Desse clima de sinergia e recreação, participam desde o bebê caçula de meses de idade até o bisavô quase centenário. São três e até quatro gerações unidas em torno das atividades do undokai. Assim, se vê o avô, com seu andador, feliz da vida em companhia do netinho, enquanto a mamãe disputa e vence uma prova feminina de colocação de linha na agulha. A campeã sai, orgulhosa, ostentando o prêmio: um pacotinho de sabão em pó. Logo em seguida, é a vez de a filha adolescente faturar uma lapiseira na competição de cálculo matemático. E assim vai, o dia inteiro...
Comida? Sim, tem a hora do piquenique. Cada família leva seu lanche – bentô, em japonês – e se abriga à sombra para compartilhar da refeição: um momento mágico de bate-papo e descontração, raro nos tempos modernos de correria e muito trabalho. Com simplicidade, o undokai fornece a bússola para a sociedade equilibrada que tanto buscamos, a partir da união familiar.
Do histórico de grandes contribuições dadas ao nosso País pelos imigrantes japoneses, a realização dos undokais bem pode ser um exemplo primoroso na prevenção da violência. O undokai traduz o que existe de mais democrático em recreação, porque oferece atividades para pessoas de todas as idades, num ambiente saudável, onde as famílias têm a oportunidade de conviver mais e melhor, além de interagir com os vizinhos, com aqueles a quem só conhecia de vista. Minha admiração pelo gênero de gincana poliesportiva inspirou o aclamado projeto "A Rua Feliz" – lazer e recreação para milhares de crianças em todos os bairros, implantado quando fui prefeito de Mogi das Cruzes (2001-2008).
Envolvida com a rotina de práticas esportivas e recreação, a sociedade fortalece a família, exercita a cidadania, afasta a ociosidade e ganha com a integração de todos os segmentos sociais. Corpo em dia e mente sã em nome de bens maiores, como menos violência e mais qualidade de vida. Há gente comum participando das provas, ajudando a organizar a gincana, angariando prendas, cumprindo seu papel na sociedade. E isto faz toda a diferença. Junji Abe é deputado federal pelo Junji Abe PSD-SP contato@junjiabe.com
http://junjiabe.com/

Felicidades, Isabela

"A vida é feita de novos começos movidos pelo desafio
sempre novo de viver e fazer todo sonho brilhar".
Feliz aniversário, são os votos de seus pais Miguel Paiva Soares e Lindomaura B Soares, de suas irmãs Juliana e Ana Julia, a você Isabela Batista Soares, estudante do 1º ano de Direito, por completar seus 18 anos de vida que nesta terça feira, 30 de abril,

Feliz aniversário, Alana

Alana Evelise
, na terça-feira, 7 de maio, estará completando mais um ano de vida, recebendo os parabéns da sua familia em especial da sua mãe Adinaméris e sua irmã Nayane, e seu esposo Neto.

Quermesse solidária


Os jovens do Interact Club de Jales participaram com ajuda voluntária na Quermesse Solidária que ocorreu no bairroSanto Expedito no sábado, dia 27 de Abril. Com sorriso e muita alegria, os Interactianos serviram mesas, limparam e recepcionaram todos.

André Gandolfo apresenta “Concerto Poético”

O poeta e músico jalesense André Gandolfo, apresentará no próximo dia 9 de maio o show solo "Concerto Poético", uma mescla de canções, histórias e poesias que tratam de amor, bondade, paz e felicidade.
O artista, que já apresentou o mesmo concerto nas cidades de Auriflama, Fernandópolis e São José do Rio Preto, afirma: "É um trabalho singelo, mas produzido com muita paixão – tenho certeza que esta miscelânea de linguagens da arte emocionará o nosso público." Durante o concerto, André também homenageará o poeta Vinícius de Moraes, em comemoração ao centenário de seu nascimento.
Os convites para o show estão disponíveis na Banca do Luis, sob o valor de meia-entrada: R$ 10,00. O espectador poderá, também, contribuir com atividades assistências da cidade, levando um quilo de alimento não perecível. Sob esse ponto, André ressalva que "por menor que seja um artista, deve, sem dúvida, contribuir com a parte humanitária – só assim é que viveremos uma cultura de paz".
O início da apresentação está marcada para as 20 horas e 30 minutos no auditório da ACIJ. Para informações, acesse: www.andregandolfo.com – ou ligar 17 9766-4803.

Parabéns Daniele

Daniele S. Colombo de Lima
, estudante do primeiro ano de Engenharia Civil na FUMEP - Piracicaba, completa neste domingo, 5 de maio, 18 anos. Ela é filha de Ilson Colombo e Rosemeire. Os pais e o irmão Vinicicius desejam um feliz aniversário e ela siga em frente na busca de seus ideais.

Almoço beneficente no "Chico Xavier"

A Associação Espírita "Chico Xavier" sito à rua Goiás, n° 4.330. no jardim Paulista, em Jales, realiza neste domingo, 5 de maio, seu tradicional almoço beneficente mensal, cuja renda é revertida em prol das famílias assistidas pela instituição.
Com o valor de R$ 15,00 você poderá ser saboreado um delicioso cardápio, cujo prato principal é Frango Dourado, acompanhado de macarronada, arroz e salada.
O almoço será servido das 11h30m às 13 horas. Você também pode buscar seu almoço para degustá-lo com a sua família em sua residência.
Os ingressos podem ser adquiridos com os dirigentes e ou colaboradores da Associação Espírita "Chico Xavier".
Contamos com a sua presença!

Consumidor deve pesquisar preços e evitar prazos longos nas compras para o Dia das Mães

O Dia das Mães será comemorado no domingo, dia 12 de maio, e quem ainda não comprou o presente pode aproveitar os dias que faltam para planejar melhor os gastos.
Segundo os economistas da Serasa Experian, a principal orientação é pesquisar preços e boas condições de pagamento. Optar por financiar em prazos mais curtos também ajuda o consumidor a não comprometer ainda mais a renda, diminuindo assim o risco de descontrole e inadimplência.
Outro ponto de atenção são os juros. Em tempos de inflação alta, a tendência é de aumento na taxa básica de juros. E se houver um atraso em parcelamentos no cartão de crédito, por exemplo, o consumidor poderá arcar com uma correção maior. O mesmo cuidado deve ser adotado com o cheque especial.
Para saber o quanto pode gastar, antes de ir às compras, o consumidor deve fazer um levantamento das dívidas que já possui. Também precisa considerar os gastos do futuro próximo com outras datas comemorativas, férias de julho e possíveis eventualidades. Com esse planejamento, o consumidor poderá comprar um presente que caiba em seu orçamento.
A recomendação para quem já está inadimplente é buscar a renegociação com seus credores antes de ir às compras, ressaltam os economistas. Segundo eles, esse é um bom momento para o consumidor colocar sua vida financeira em ordem, pois as empresas estão mais receptivas aos acordos para a regularização de débitos. A renegociação deve ser feita diretamente com o credor, sem precisar contratar intermediários.

EDITAIS DE PROCLAMAS

Ademir de Mattis
, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.
FLÁVIO COSTA MARTINEZ e DANIELE CICOTI SARAIVA DA SILVA. ELE,
natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascido aos 28 de abril de 1.979, engenheiro eletricista, solteiro, residente e domiciliado em São Francisco, deste Estado, filho de Norivaldo Martinez Domingues e de Elsa Aparecida da Costa Martinez. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 04 de agosto de 1.984, médica, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Valdir Saraiva da Silva e de Meire Cicoti. Cópia recebida do Oficial de Registro Civil de São Francisco, deste Estado, onde se processa a habilitação.
AILTON GAMA e DÉBORA CRISTINA VERCONDE. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 04 de agosto de 1.971, do lar, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Lidionete Gama de Oliveira. ELA, natural de Catanduva, deste Estado, nascida aos 06 de abril de 1.983, do lar, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ricardo Verconde e de Sara de Jesus Perez Verconde.
ADEMILSON DUTRA e LUSIELI MARIA DA SILVA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 04 de abril de 1.983, auxiliar de produção, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Benedito Dutra e de Maria Luiza Dutra. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 11 de novembro de 1.985, atendente, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Perci Aparecido da Silva e de Neide Martins da Silva.
RODRIGO FABRI e JANE CÉLIA DE OLIVEIRA MENDES. ELE,
natural de Limeira, deste Estado, nascido aos 22 de março de 1.977, servente de pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Valdemar Fabri e de Aparecida de Oliveira Fabri. ELA, natural de Monjolinho, Estado de Minas Gerais, nascida aos 30 de janeiro de 1.944, aposentada, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de José Mendes da Silva e de Rita de Oliveira Mendes.
SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.
Ademir de Mattis - Oficial

AACAJ implanta “Escola de Posturas” para crianças atendidas

A Associação dos Amigos da Criança e do Adolescente – AACAJ de Jales, implantou o projeto Escola de Posturas, que engloba as questões comportamentais, morais e físicas às crianças atendidas. O projeto conta com o acompanhamento de profissionais do Nasf – Núcleo de Apoio da Saúde da Família, da Secretaria Municipal de Saúde.
Dois fisioterapeutas e uma educadora física do Nasf realizam o projeto com 18 crianças e adolescentes com idade entre 10 e 16 anos, todas as sextas-feiras, durante 2 horas, pelo período de 3 meses. Na última sexta, as crianças foram pesadas e medidas, para verificar se elas estão acima ou abaixo do peso, segundo o IMC - índice de massa corporal. Além disso, o exame da pisada que serve para identificar como as crianças pisam e que poderia ser feito para corrigir um possível problema, também foi realizado.
Os profissionais do Nasf, Juliana Toledo (educadora física), Tiago Dan e Dieine Morise (fisioterapeutas) acompanharam as crianças até o ESF do Jardim São Jorge, para serem avaliadas. "Nosso objetivo é levar para essas crianças, além da forma correta de sentar-se e andar, a promoção de valores como morais, éticos, comportamentais e sociais, garantindo assim, um melhor desenvolvimento desses pequenos", garantiu Juliana Toleto.

Repensando o impensável

Vitor Sapienza

Talvez o termo mais comum, ouvido nos dias de hoje, é que precisamos repensar o nosso país. O termo "repensar" é amplo, e sempre dá margens a inúmeras interpretações. E ele se encaixa tanto no que se refere à economia, quanto na política, na segurança pública, mercado de trabalho, ensino, esportes e até mesmo na concepção de família. Sempre que tocamos no assunto, infelizmente na maioria das vezes impulsionados por algum fato desagradável, percebemos claramente o tempo perdido, os erros praticados e a grave constatação do que teremos que gastar para corrigirmos essas falhas.
Quando foi aprovada a nova Carta Magna, conhecida como "Constituição Cidadã", ela foi digna de todos os elogios e hoje, decorridos alguns anos, sabemos que muito do que foi aprovado precisa ser revisto, e muitos itens ainda dependem de lei complementar. No caso do Estatuto da Criança e do Adolescente, a coisa é muito pior. Percebe-se que muito há que ser alterado e que a impunidade ali alicerçada precisa sofrer grandes reparos.
Vários pontos do ECA precisam ser reformulados. As graves infrações cometidas por menores de idade, a prática corriqueira de adultos usarem menores para a prática de crimes, a consciência de que não sofrerão conseqüências pelos atos praticados são agravantes que precisam ser repensadas. Protegidos por uma lei utópica, talvez ideal para os paises no norte europeu, o Estatuto apenas oferece proteção, quando deveria exigir a obediências às normas, deveria exigir mais responsabilidade. Mas não é o que acontece.
Sempre que um caso escabroso vem a público, a sociedade solta o grito e, infelizmente a nossa classe política finge que nada tem a ver com isso. Aos poucos percebe-se que a sociedade já não aceita esse estado de coisas. São rotineiros os clamores por uma mudança na lei, de modo a impedir a impunidade que gera crimes cada vez mais violentos; os velhos argumentos de reeducação precisam ser revistos; a utilização de menores, por parte de criminosos adultos para a prática de crimes precisa sofrer graves punições.
A sociedade quer medidas mais severas, tanto para a redução da idade penal, como na utilização de menores para a prática de crimes. Outro item que precisa ser alterado é a proibição do trabalho antes dos dezesseis anos. Sobre este último tópico, coloquemos algumas ressalvas. Não sabemos se foi premeditado, ou coincidência de alguma medida demagógica, mas impedir o trabalho antes dos dezesseis anos acabou jogando areia nos olhos da sociedade.
Todos sabem que em nosso país, os adultos acima dos quarenta anos já estão sendo considerados muito velhos para o mercado de trabalho. Ao mesmo tempo, a disputa de vagas por parte dos mais jovens poderia reduzir ainda mais as chances dos adultos. Assim, a medida criada pelo ECA acabou servindo para justificar uma situação que no mínimo deveria ser repensada.
De fato, muito há que ser repensado neste país; principalmente aquelas leis, ou aquelas ações semeadas em solo fértil do paternalismo, da política do "tapinha nas costas", da busca por justificativas que nem sempre se fazem merecedoras dessas iniciativas. Vitor Sapienza é deputado estadual (PPS), ex-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, economista e agente fiscal de rendas aposentado. Acesse: www.vitorsapienza.com.br

Na semana da enfermagem equipe sai Santa Casa para atender na praça

Em comemoração ao Dia da Enfermagem, dia 12 de maio, a Santa Casa de Jales preparou um dia especial de atendimento em saúde gratuito a toda população de Jales.
No dia 11 de maio, sábado, uma equipe formada por alunos de curso de técnico em enfermagem estarão prestando atendimentos com serviços de aferição de pressão arterial e a equipe de Coordenação do Programa Municipal DST/AIDS estará realizando testes de HIV em tenda montada na praça "João Mariano de Freitas", das 9 às 13h.
"O objetivo é ampliar o atendimento à população, oferecendo serviços que fazem a diferença, orientando sobre os cuidados com a saúde. Tudo será monitorado por uma equipe de enfermeiros e professores e os casos que apresentarem complicações serão encaminhados a UPA", explica a enfermeira chefe da Santa Casa, Andrea Barnabé.
O evento organizado pelo setor de Captação de Recursos do hospital também estará com uma equipe de vendas no local oferecendo os bilhetes da promoção "Na Santa Casa em boto fé" e apresentando o Ford KA 0km que será sorteado no dia 23 de julho pela Loteria Federal.

Dia Nacional de Combate ao abuso e exploração infantil terá eventos

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Promoção Social de Jales, através do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social realiza, no dia 18 de maio, sábado, uma série de eventos para comemorar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data será marcada pela campanha "Faça bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes".
Nesse dia, uma caravana composta pela sociedade civil, profissionais da rede de proteção e do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente de Jales e região, sairá da Praça João Mariano de Freitas e percorrerá a Avenida Francisco Jalles, passando pela Avenida João Amadeu, Rua 11 e Rua 12. "Depois retornaremos novamente pela Avenida Francisco Jalles até o ponto de partida, onde teremos o show Faça Bonito, promovido por nossas crianças e por cantores de nossa cidade", contou a coordenadora do CREAS Maria Marta Bravo Carvezan.
A programação tem início às 8 horas, quando acontece a concentração da caravana Nós Fazemos Bonito. Está prevista para às 9h20 a cerimônia em alusão ao Dia 18 de maio e, logo em seguida o show Faça bonito por nossas crianças e adolescentes. O encerramento do evento deve acontecer às 12h30.
18 de Maio
– O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, instituído pela Lei Federal 9.970/00, no dia 18 de maio, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro. Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio d e1973, na cidade de Vitória ES, um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o Caso Araceli. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de natureza hedionda, até hoje está impune.
A intenção do 18 de maio é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livre do abuso e da exploração sexual.

Nice representa 26 municípios no Conselho Estadual de Recursos Hídricos

A prefeita Nice Mitilides participou na terça-feira, 28 de abril, no Salão dos Pratos, Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, da reunião extraordinária do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CRH).
Na oportunidade, Nice representou o Comitê de Bacia do São José dos Dourados, que é composto por 26 municípios. A prefeita foi recebida pelo Secretário de Saneamento e Recursos Hídricos, Edson Giriboni.
O CRH possui 33 membros e é composto de maneira paritária, por Secretários de Estado cujas atividades se relacionam com o gerenciamento ou uso dos recursos hídricos, a proteção do meio ambiente, o planejamento estratégico e a gestão financeira do Estado; e por representantes dos municípios contidos nas bacias hidrográficas, eleito entre seus pares. Também integram o CRH representantes de universidades, institutos de ensino superior e de pesquisa, do Ministério Público e da sociedade civil organizada.
Entre as atribuições do Conselho estão: discutir e aprovar propostas de projetos de lei referentes ao Plano Estadual de Recursos Hídricos, assim como as que devam ser incluídas nos projetos de lei sobre o plano plurianual, as diretrizes orçamentárias e orçamento anual do Estado e estabelecer critérios e normas relativas ao rateio, entre os beneficiados, dos custos das obras de uso múltiplo dos recursos hídricos e, estabelecer critérios e normas relativas ao rateio, entre os beneficiados, dos custos das obras de uso múltiplo dos recursos hídricos.
"Fiquei muito feliz pela receptividade do secretário e de todo o grupo durante a reunião. Fui uma das poucas mulheres a participar do evento e já me comprometi em representar com afinco o importante Comitê de Bacia do Rio São José dos Dourados", finalizou Nice.

PMDB vai fazer campanha por novas filiações

Os integrantes do Diretório Municipal do PMDB de Jales se reuniram na sexta feira, 26 de abril, à noite, com o deputado estadual Itamar Borges (PMDB). Na ocasião, o presidente do partido em Jales, José Devanir Rodrigues (Garça) apresentou o planejamento do partido para os próximos anos.
Garça disse que o partido irá fazer uma campanha para conquistar novas filiações e pediu engajamento dos membros do Diretório na busca de novos integrantes ao partido.
Durante a reunião foi apresentada a servidora pública municipal Marynilda Cavenagui Nacca como presidenta do PMDB Mulher. Como candidata a vereadora no pleito de 2012, Marynilda obteve 829 votos, sendo a quinta mais votada de mais de 100 postulantes às 10 cadeiras no legislativo municipal. Como o PMDB não fez coligação partidária, não alcançou o coeficiente eleitoral para elegê-la.
O deputado Itamar Borges que é o líder da bancada do PMDB na Assembleia Legislativa de São Paulo está percorrendo todos os Diretórios Municipais e ressaltando aos seus membros que o PMDB pretende dobrar o número de deputados estaduais na próxima eleição. Hoje são cinco deputado na Alesp. O partido também quer aumentar a bancada no Congresso Nacional. O PMDB de São Paulo conta apenas com Edinho Araújo e Gabriel Chalita, em Brasília.
Segundo Itamar, o PMDB pretende eleger pelo menos mais cinco deputados federais em 2014.
O Partido também discutiu a posição política na cidade, e ficou decidido pelos membros do Diretório Municipal, que o deputado Itamar Borges estará agendando uma visita à prefeita municipal Nice Mistilides, para se colocar a disposição do município na Assembleia Legislativa e nas reivindicações junto aos órgãos do governo do estado.
Garça disse que o partido continuará se reunindo periodicamente com seus filiados e trabalha na reestruturação do PMDB local já pensando nas eleições futuras.
O partido apesar de não ter representantes no Legislativo e no Executivo atualmente, Garça ressaltou que "Edinho Araújo e Itamar Borges tem sempre colocado emendas no orçamento da união e do estado para Jales".

Nhá Chica

D. Demétrio Valentini

A Igreja do Brasil vive um momento muito especial neste final de semana. Na pequena cidade de Baependi, Sul de Minas, se realiza a beatificação de Francisca de Paula de Jesus, popularmente conhecida como Nhá Chica, há muito tempo venerada pelo povo como santa.
Passados mais de cem anos de sua morte, em 1895, o povo nunca esqueceu o exemplo deixado por Nhá Chica. Com sua beatificação, ela pode agora ser venerada publicamente como exemplo de vida cristã, com a certeza de que em breve será canonizada, para ser invocada como santa.
Por seu simbolismo, o fato mereceria maior divulgação. Ele atesta o prodígio da expansão da fé cristã por todo o país, propagada não tanto por uma evangelização explícita da hierarquia eclesial, mas muito mais pela vivência e pelo testemunho de pessoas humildes, leigos e leigas, que mesmo em meio a condições adversas, encontraram na fé e na prática da caridade um caminho de crescimento pessoal e de sua vocação à santidade.
Entre os diversos dados que compõem sua singular biografia, é bom ter presente que no tempo em que Nhá Chica viveu, no Brasil só havia onze dioceses, no enorme mapa, tão rarefeito da presença da hierarquia da Igreja. Se a fé cristã dependesse naquele tempo do punhado de bispos e dos poucos padres existentes, ela não teria se arraigado desta maneira, fincando raízes tão profundas na cultura brasileira.
Neta de escrava, filha de ex-escrava e de pai desconhecido, Francisca de Paula de Jesus nasceu em 1810 em Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno, distrito de São João del Rey, vindo a falecer em 1895 em Baependi, onde viveu por mais de oitenta anos.
De acordo com informações atestadas pelo escritor e historiador José de Souza Martins, a avó de Nhá Chica, uma africana trazida de Angola num navio negreiro em 1725, ficou conhecida como Rosa de Benguela. Violentada aos 14 anos pelo seu "amo e senhor", foi vendida e levada do Rio para Minas, onde veio a morar perto de Mariana. Cativa na Fazenda Cata Preta, viveu 15 anos na prostituição. Aos 30 anos, doente, resolveu mudar de vida. Vendeu os poucos bens que tinha, distribuiu o dinheiro aos pobres e começou a participar de ofícios e liturgias nas igrejas da região. Esta a avó.
Sua filha Izabel Maria, a mãe de Nhá Chica, foi alforriada, deixando então de ser escrava. Mulher piedosa, ela pediu a Francisca que não se casasse, para assim dedicar sua vida à caridade.
Obediente à recomendação da mãe, viveu celibatária, cultivando verduras, frutas e flores, e rezando muito. Com esmolas e ajuda do povo, mandou construir uma capela que ficou conhecida como a igreja de Nhá Chica.
A menina nunca foi à escola. Viveu e morreu analfabeta. Lamentava não poder ler a Bíblia, da qual decorava trechos e recitava de cor algumas orações. Rezava diante de uma pequena imagem da Imaculada Conceição, retirando-se para junto dela no quarto, enquanto pessoas que recorriam às suas preces aguardavam na sala.
Segundo relato dos seus coetâneos, Nhá Chica era uma "moreninha clara, olhos verde-gaios, jovial, dengosa, um encanto de criança, alegre e comunicativa".
Ela captou bem a proposta de Cristo, de perder sua vida a serviço dos pobres. Recusou as persistentes insinuações de gozar da riqueza familiar do seu irmão mais velho que tinha enriquecido. Ficou firme no seu propósito até o fim de sua vida.
Na pessoa de Nhá Chica, podemos reconhecer a rica herança da fé cristã com que Deus abençoou o povo brasileiro. Com ela milhões de pessoas podem se identificar, percebendo a semelhança de situações nos caminhos de suas vidas.
Agora a presença da hierarquia da Igreja no Brasil se multiplicou espetacularmente. No tempo de Nhá Chica eram somente onze dioceses. Agora são 276. Que este crescimento estrutural consolide os laços da comunhão eclesial, e dê mais consistência aos conteúdos da fé. Para que o povo brasileiro, ao mesmo tempo, mantenha a espontaneidade de suas práticas religiosas, e se torne mais consciente de seus compromissos cristãos e eclesiais.

PALAVRAS DE CHICO XAVIER

Pergunta
– O senhor. não acredita no Apocalipse previsto por Nostradamus e outros videntes para o ano 2000? Chico Xavier – Respeito os estudos sobre o Apocalipse, mas não tenho ainda largueza de pensamento para interpretar o Apocalipse como determinados técnicos o interpretam e situam. Mas, acima do próprio Apocalipse, eu creio na bondade eterna do Criador que nos insuflou de vida imortal. Então, acima de todos os Apocalipses, eu creio em Deus e na imortalidade humana e essas duas realidades preponderarão em qualquer tempo da humanidade.
Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.

Trabalhadores

por Reginaldo Villazón

O Dia do Trabalho (01 de maio) foi comemorado com feriado na última quarta-feira. Não foi um dia festivo. No Brasil, o ponto alto foi o discurso da Presidente Dilma Rousseff, exaltando as qualidades do seu governo em cadeia nacional de televisão. Na Europa, houve passeatas de protesto contra o desemprego recorde de 26,5 milhões de trabalhadores.
Os trabalhadores são importantes. Eles servem para os oportunistas fundarem partidos políticos, para os autoritários instituírem ditaduras, para os mentirosos criarem governos populistas, para os gananciosos conquistarem riquezas. Os trabalhadores produzem bens e serviços, consomem os bens e serviços, geram lucros para os capitalistas, pagam impostos para os governos e destinam votos para os políticos.
Parece desnecessário defender os trabalhadores. Afinal de contas, eles formam uma larga camada sócio-econômica presente em todos os países. Eles estão organizados em associações e sindicatos dirigidos por trabalhadores eleitos democraticamente. No entanto, a história registra uma longa série de injustiças, explorações e sofrimentos amargados pelos trabalhadores. E isso ainda não acabou.
Desde antigamente, as sociedades são divididas em classes com poderes e obrigações diferenciados. Os senhores e os servos, com o passar do tempo, evoluíram para patrões e empregados. Assim, os homens libertos se transformaram em trabalhadores assalariados, que vendem o seu trabalho como se fossem animais ou máquinas alugados. Nesta nova ordem, as relações entre opressores e oprimidos continuaram de forma cruel.
Causa mal estar ler e ver imagens sobre a situação dos trabalhadores durante a Revolução Industrial na Europa. Homens, mulheres e crianças trabalhavam pesado por 10 a 16 horas diárias, sob condições precárias e salários baixos. Mortes por exaustão, desnutrição e doenças aconteciam todos os dias. Mas os patrões eram ricos. Ganhavam fortunas no comércio internacional de mercadorias.
De lá para cá, os trabalhadores conquistaram leis trabalhistas e benefícios sociais. Mas o trabalho humano ainda tem o tratamento de mercadoria. Os empresários extinguem postos de trabalho aos milhares e investem em automação. A notícia boa é que os empresários estão sendo forçados a contratar trabalhadores mais qualificados, pagando melhores salários, para elevar o desempenho dos seus empreendimentos.
Já é possível antever como serão os futuros trabalhadores. Em vez de executores de trabalhos mecânicos repetitivos, cansativos e enfadonhos, serão criativos e perfeccionistas, preocupados com a qualidade de vida, a preservação ambiental e a ética. Serão flexíveis o bastante para trabalharem conectados com o mundo diversificado. Serão bons parceiros dos patrões em compartilhar as decisões e os riscos dos empreendimentos.
Fundamental aos trabalhadores vai ser o despertar da consciência política. Ou, melhor, da consciência cidadã. Sempre vai haver minorias, tentando evitar o progresso, resguardar privilégios e manter o poder de alguma forma. As elites não vão mudar a sociedade. Aos trabalhadores, a imensa massa social originada dos oprimidos, caberá a transformação da sociedade. O mundo está cheio de tragédias humanas. Precisa desesperadamente de justiça, solidariedade e fraternidade.

sexta-feira, 3 de maio de 2013

MPF em Jales pede sequestro de bens de envolvidos em esquema de fraudes em licitações em Auriflama

O Ministério Público Federal em Jales pediu que a Justiça Federal determine o sequestro dos bens de 13 dos 19 denunciados por envolvimento na chamada Máfia do Asfalto no município de Auriflama.
O pedido de sequestro dos bens foi classificado como urgente pelo MPF e é do dia 19 de abril. Passadas duas semanas, entretanto, a Justiça Federal em Jales ainda não se manifestou sobre a solicitação. Os réus respondem pela prática dos crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica e fraude em licitação.
A Máfia do Asfalto corrompia agentes públicos e fraudava licitações para a contratação de serviços, especialmente de pavimentação e recapeamento asfáltico em cerca de 80 prefeituras do Noroeste do Estado. O valor dos desvios pode ter alcançado a cifra de R$ 1 bilhão. No dia 16 de abril, o MPF em Jales denunciou 19 pessoas que participaram das fraudes em Auriflama.
Foi a primeira de uma série de denúncias a serem apresentadas ao longo dos próximos meses, a partir das provas obtidas ao longo das investigações da Operação Fratelli, deflagrada no dia 9 de abril.
Responsável pela denúncia e pelo pedido de sequestro de bens dos réus, o procurador da República Thiago Lacerda Nobre explica que o valor dos convênios federais sob suspeita chega a R$ 36,5 milhões somente na subseção judiciária de Jales. "O pedido de sequestro dos bens tem como objetivo garantir que, em caso de condenação, esse dinheiro efetivamente retorne aos cofres públicos", ressalta.
No pedido, o procurador sustenta que, diante do enorme prejuízo causado pela organização criminosa, o ressarcimento "só poderá ocorrer por meio da decretação judicial do sequestro dos bens móveis e imóveis em nome dos envolvidos e de todas as pessoas jurídicas a eles vinculadas".
O pedido abrange o bloqueio de todas as quantias depositadas em contas correntes e aplicações em instituições financeiras.
Thiago Lacerda Nobre destaca também que há "farta prova documental" da existência da fraude – e do consequente dano aos cofres públicos. De acordo com ele, a urgência da medida também é inquestionável - "uma vez que, cientes de toda a operação deflagrada, (…) nada impede os requeridos de tomar medidas para se eximir da responsabilidade". "Notadamente quanto a eventual saldo em contas bancárias e aplicações financeiras, o risco é ainda maior; (…) o dinheiro pode ser transferido, sacado ou utilizado para outros fins a qualquer momento", completa.
Informações publicadas na imprensa da região dão conta de que o grupo Scamatti & Seller, de propriedade dos réus, estaria orientando clientes que compraram imóveis no Residencial Campo Bello a suspender os pagamentos das prestações.

Hospital de Base registrou aumento na captação de órgãos em 2012


A Comissão do Hospital de Base (HB) de Bauru (foto) que avalia condições de órgãos e tecidos humanos colaborou para o aumento do número de captações realizadas em 2012 em relação ao ano anterior. No ano de 2011 foram registrados 11 procedimentos enquanto que no ano passado foram 19.
Ainda em 2011, na área de abrangência do Departamento Regional de Saúde (DRS 6) foram captados 20,4 múltiplos órgãos por milhão de pessoas (PMP). Já no ano passado, esse número subiu para 27,1 PMP.
O trabalho é desenvolvido por uma equipe multiprofissional composta por um médico, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Denominada Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT), o grupo é responsável por verificar a possibilidade de doação e, além disso, pela captação de órgãos em pacientes que tiveram diagnóstico confirmado de morte encefálica.
A partir do momento em que a família do paciente consente a doação, é feita a comunicação com o Serviço de Procura por Órgãos e Tecidos (SPOT) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (HCFMB), que contata a Central Estadual de Transplantes de São Paulo, serviço vinculado à Secretaria de Estado da Saúde. Essa fica encarregada de consultar as listas de pessoas inscritas para transplante de órgãos de doador falecido e manter o contato com os serviços de transplante, identificando os receptores compatíveis com o doador e em condições clínicas de serem transplantados.
Para verificar a compatibilidade entre receptor e doador alguns itens são levados em consideração, como: tipagem sanguínea, tipagem HLA (antígenos de histocompatibilidade), massa corporal e altura, dependendo dos órgãos a serem transplantados.
Tereza Faifer, coordenadora da comissão do Hospital de Base de Bauru explica que o trabalho inicia com a visita às UTI’s dos hospitais, identificando os casos de suspeita clínica de morte encefálica. É feita a orientação das equipes médicas e de enfermagem para a manutenção clínica adequada do paciente e acompanhamento do protocolo de morte encefálica.
"É importante ressaltar que após a comprovação da morte encefálica (são feitos dois exames neurológicos com intervalo de 6 horas, realizados por médicos diferentes e um exame complementar para confirmação inequívoca do diagnóstico) o médico da UTI comunica a família do paciente. A partir daí, a CIHDOTT entra em contato com os familiares para informar sobre a possibilidade de doação de órgãos e colocar a comissão à disposição caso haja interesse na realização do procedimento com a finalidade terapêutica de transplante", esclarece.
O trabalho desenvolvido pela comissão integra o Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos (SPOT) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB).
O município de Botucatu, por meio do SPOT, atende mais de quinze cidades do Centro-Oeste Paulista, abrangendo aproximadamente 1,2 milhão de pessoas no Estado, e age conjuntamente com as demais unidades hospitalares que também possuem a CIHDOTT com o mesmo propósito de atuação.
"Assim que identificamos a morte encefálica e que aquele paciente pode ser um doador em potencial, comunicamos a Central de Órgãos, a qual localiza a pessoa que receberá o transplante. A partir disso, a equipe médica que fará o procedimento vem até o hospital para buscar o órgão", afirma Reginaldo Boni, coordenador do SPOT do Hospital das Clínicas de Botucatu.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Recurso é negado à Câmara Municipal por falta de documentos

Em decisão monocrática, o desembargador Oscild de Lima Junior, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, relatou que "não conheço do presente recurso, pois prejudicado, de acordo com o disposto no artigo 525, inciso I, do Código de Processo Civil.
Trata-se de recurso de Agravo de Instrumento com pedido de efeito suspensivo interposto pela Câmara Municipal de Jales contra a decisão que concedeu liminar em mandado de segurança a fim de suspender a Comissão Processante instalada para apurar possíveis irregularidades de nepotismo praticado pela prefeita Nice Mistilides e seu vice prefeito Pedro Callado, até decisão final do mandamus.
A Câmara Municipal de Jales alega, em síntese, que recebeu denúncia da prática de nepotismo praticada pela agravada e, levando-se em conta que uma das principais funções da Câmara Municipal diz respeito à fiscalização, na Sessão Ordinária de 25/03/2013 leu a denúncia, sendo que a mesma foi recebida pelo quórum de maioria simples. Contudo, a agravada interpôs o mandado de segurança pugnando que o quórum exigido para o recebimento da denúncia é de 2/3 dos membros da Câmara Municipal, sendo que o juiz a quo concedeu a liminar, motivo da irresignação.
No recurso a Mesa da Câmara Municipal alega que cumpriu rigorosamente o estabelecido em lei, não sofrendo a agravada qualquer prejuízo já que permanece no cargo a que foi eleita. Assim, requer o efeito suspensivo, restabelecendo a principal função do Poder Legislativo de fiscalizar os atos do Poder Executivo.
Segundo o relator do processo "A matéria dispensa outras providências e o recurso comporta julgamento por decisão monocrática, consoante disposto no art. 557 do Código de Processo Civil, na medida em que se encontra prejudicado".
De acordo com o relator Oscild Lima, a Câmara Municipal de Jales não instruiu o presente agravo com nenhuma das peças exigidas pelo artigo 525, inciso I, do Código de Processo Civil., constando dos autos apenas a petição do agravo de instrumento.
"Como cediço, tratam-se de documentos obrigatórios e indispensáveis à instrução do presente recurso (art. 525, inciso I, do CPC). Desta forma, não há como analisar e conhecer o recurso, pois a juntada das cópias dos documentos mencionados está ligada diretamente à verificação de seu cabimento e do interesse recursal. Desta forma, patente a prejudicialidade do presente recurso", decidiu o relator
"Ante o exposto, não conheço do presente recurso, pois prejudicado, de acordo com o disposto no artigo 527, inciso I, do Código de Processo Civil", finalizou o desembargador Oscild Lima, cujo decisão foi proferida em 22 de abril e disponibilizado em 29/04/2013 com publicação em 30 de abril.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Polícia Militar e Guarda Civil Municipal de Bebedouro recebem decibelímetros para fiscalização

O prefeito de Bebedouro, Fernando Galvão, entrega um dos decibelímetros ao capitão da Polícia Militar, Flávio Mira D´Arbo, durante ato solene
O equipamento, doado pela Prefeitura de Bebedouro, possibilitará a comprovação dos casos de perturbação da ordem pública devido ao excesso de ruído provocado por veículos ou no interior de imóveis
A Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal de Bebedouro receberam a doação de decibelímetros para auxiliar na fiscalização e autuação dos casos de perturbação da ordem pública no município.
Os aparelhos, cedidos pela Prefeitura de Bebedouro, estão aferidos pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial), o que permite o uso imediato pelas corporações e equipes de fiscalização. O decibelímetro é um equipamento utilizado para realizar a medição dos níveis de pressão sonora que representa a sensação auditiva de volume.
De acordo com o diretor de Desenvolvimento Econômico, Roberto Campanelli, inicialmente, foram cedidos dois aparelhos para a Polícia Militar, responsável pela fiscalização envolvendo os veículos e o trânsito, e dois aparelhos para a Guarda Municipal, responsável pela fiscalização no imóveis com base no Código de Postura do Município.
"A intenção é contribuir para que as autoridades competentes tenham como combater os excessos e reduzir a poluição sonora que é um transtorno para toda a população. Agora estamos entregando quatro aparelhos, mas sendo necessário vamos adquirir quantos forem precisos", diz Campanelli.
Ele afirma que a entrega dos equipamentos tem como objetivo contribuir para que os excessos sejam coibidos de forma eficaz.
"O objetivo é evitar os excessos e abusos. Não vamos criar uma indústria da multa, mas resgatar o respeito à legislação e ao bem-estar da população", diz Campanelli.
O prefeito de Bebedouro, Fernando Galvão, ressaltou que a entrega dos aparelhos é o reforço da parceria com as instituições de segurança do município.
"Tanto a Polícia Militar quanto a Guarda Civil Municipal possuem comandos sérios e comprometidos com a melhoria da qualidade de vida de nossa comunidade, e a Prefeitura investirá o que for possível para aperfeiçoar essa parceria visando capacitar e equipar, cada vez melhor, as corporações que atuam em Bebedouro. Nossa intenção é melhorar cada vez mais as condições de atuação visando a segurança de nossa população", afirma Galvão.
Fiscalização
De acordo com o capitão da Polícia Militar, Flávio Mira D´Arbo, a aquisição dos aparelhos contribuirão para aperfeiçoar o serviço e para proteger a identidade dos denunciantes que sofrem transtornos devido aos excessos de ruído.
"Com o aparelho, o policial tem condições de verificar e autuar o infrator com base nos dados apontados pelo decibelímetro. Assim, não precisamos expor quem fez a denúncia, que muitas vezes se sente intimidado por ser um vizinho ou um morador próximo", diz D´Arbo.
O comandante da Guarda Civil Municipal, Luiz André Rosa Junior, também destacou a importância do aparelho para o trabalho da equipe, que possui cerca de 20 agentes preparados para atender esse tipo de reclamação.
"A Guarda Civil Municipal conta com cerca de 20 agentes treinados e capacitados para utilizarem o decibelímetro e atuarem conforme prevê o Código de Postura do Município", afirma o comandante.
Os comandos da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal afirmaram que, inicialmente, orientarão a população nos casos em que forem detectados excessos. No entanto, nos casos de reincidência serão aplicadas as multas e punições previstas no Código Brasileiro de Trânsito e no Código de Postura do Município.

O comandante da Guarda Civil Municipal, Luiz André Rosa Junior, o diretor de Desenvolvimento Econômico, Roberto Campanellli, o prefeito de Bebedouro, Fernando Galvão, o capitão da Polícia Militar, Flávio Mira D´Arbo, e a diretora de Tráfego, Maria Aparecida Zucatelo Penna, durante a entrega dos decibelímetros . (fotos: Alex Vicente/Divulgação - Prefeitura de Bebedouro)

terça-feira, 30 de abril de 2013

Moradores de Rio Brilhante, cidade do ‘Maníaco da Cruz’, voltam à rotina após sua prisão

Por Graziela Rezende
Jovem preso nesta segunda-feira e casa onde
ele residia com familiares em Rio Brilhante no ano de 2008
(foto Amambay570/Cleber Gellio)

A população rio-brilhantense, distante 160 quilômetros de Campo Grande, está se sentindo aliviada com a prisão do Dionathan Celestrino, 21 anos, mais conhecido como o ‘Maníaco da Cruz’. O temor ocorria principalmente por ser o local dos três assassinatos cometidos por ele, onde também residia a sua família e até mesmo pelos burburinhos de que ele retornaria para dar continuidade aos crimes.
Segundo o jornalista Olimar Gamarra, que anunciou para a população local a prisão do ‘Maníaco da Cruz’, na rádio Kativa FM, inúmeras ligações de agradecimento a polícia, pela prisão do jovem surgiram na rádio. "Muitos disseram que só agora voltarão à rotina normal, depois de muitas adolescentes se negarem a ir para escola, principalmente no período noturno", comenta Gamarra. Nos 23 dias em que Dionathan esteve foragido, o jornalista que também acompanhou a prisão dele em 2008, conta que a população estava apreensiva principalmente pelas pistas falsas que surgiam a todo o momento.
"Aqui foi palco dos assassinatos e onde também viva a mãe dele, os irmãos, enfim todo mundo permanecia em pânico com a possível volta. E com as pistas falsas, a população realmente acreditava que o ‘maníaco’ estava por aqui", afirma Gamarra. Dois dias após a fuga, o Midiamax esteve na cidade e conversou com parentes das vítimas. Cláudia Gardena, 63 anos, mãe da primeira vítima, um pedreiro 30 anos que foi estrangulado no cemitério, disse que conhecia o jovem desde que ‘estava na barriga da mãe’. "Conheci esse menino quando ele ainda estava na barriga da mãe. Ele cresceu e eu não conversava com ele, mas jamais pude imaginar que ele fizesse algo com o meu filho. Hoje, meu medo é de uma neta que estuda à noite ser mais uma vítima dele. Já passei por depressão, loucura e até hoje fico ressentida com o que aconteceu", disse na ocasião. Da mesma maneira garantiu a mãe da adolescente Gleice Kelly, 13 anos, última vítima. Na ocasião Vilma Teresinha da Silva, 33 anos, estava há alguns dias sem dormir e tendo de freqüentar um psiquiatra.
"Só teria sossego se ele aparecesse morto", falou ela, que também ligou para a rádio ontem (30), agradecendo a policia paraguaia pela prisão do jovem. Sem um local específico em Mato Grosso do Sul, para o tratamento psiquiátrico no qual autoridades defendem para o ‘Maníaco da Cruz’, ele pode permanecer provisoriamente nas celas da Polícia Federal, 1ª Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã ou até mesmo voltar para a Unei (Unidade Educacional de Internação) Mitaí.

Terceira Idade de Jales desfruta das águas quentes e medicinais da Lagoa Santa

O fim de semana foi de muita descontração para 60 integrantes do grupo da Terceira Idade que viajaram cerca de 200 quilômetros no dia 27 para aproveitar a data na Lagoa Santa – GO. Acompanhados pela tutora Maria Odete Custódio, os idosos frequentadores do CIEVI – Centro Integrado Esportivo de Valorização do Idoso aproveitaram a oportunidade e saíram encantados da cidade.
A viagem foi promovida pela Prefeitura de Jales, através da secretaria de Desenvolvimento e Promoção Social em conjunto com o CIEVI. O grupo visitou as belas paisagens, os límpidos da Lagoa Santa, conhecida como uma das maiores fontes termais e medicinais, possuindo fontes naturais sulfurosas ideais para o relaxamento e reposição das energias.
A temperatura média da água nas nascentes de Lagoa Santa chega a 31ºC. Os visitantes fizeram atividades mais variadas, como banho na lagoa, mergulho, pescas e passeio de barco, além de aproveitarem a presença de animais silvestres durante os passeios.

Corpo de Bombeiros de Jales recebe novo caminhão

Integrantes da Guarnição dos Bombeiros
em Jales e a prefeita Nice Mistiides
Com a presença da prefeita Nice Mistilides, o Corpo de Bombeiros de Jales na tarde desexta-feira, 26 de abril reebeu um novo caminhão. O evento aconteceu na sede da guarnição.
O veículo Iveco, modelo Tector, foi viabilizado através de uma parceria com o Governo do Estado que cedeu o chassis no valor de R$ 134.000,00. De acordo com o Tenente Sá, ficará a critério da Prefeitura Municipal, responsável pelo custeio da montagem do caminhão, optar por um auto tanque, que comporta até 6 mil litros de água ou por um auto bomba que suporta até 4 mil litros. "Preferimos um auto tanque que comporta até 6 mil litros de água e pode transportar 3 pessoas, além de equipamento de salvamento, ao invés de um auto bomba que tem capacidade para 4 mil litros, 5 pessoas, mas não tem suporte para transportar os equipamentos necessários para casos de salvamento".
"É uma alegria muito grande estar aqui hoje participando da entrega de mais uma ferramenta de trabalho para a corporação de Jales. Nossa administração irá colaborar com o Corpo de Bombeiros em tudo o que for possível por parte da Prefeitura, pois vocês fazem um trabalho muito importante para a nossa cidade e temos a obrigação de reconhecer o belíssimo trabalho e o preparo de todos vocês. Sei que o caminhão antigo tem aproximadamente 26 anos e que esse novo veículo será muito útil para o combate a incêndios e salvamento de vidas. Chegamos com vontade de trabalhar e devolver esperança a nossa população", disse a prefeita Nice.
Participaram da entrega do novo caminhão, o 1º Tenente do Corpo de Bombeiros de Fernandópolis, Cássio Koitsi Hashizume da Luz, o Sub Tenente Comandante do Corpo de Bombeiros de Jales, Claudeonor da Silva Sá e todo o efetivo do Corpo de Bombeiros de Jales.
"Esse caminhão é uma importante ferramenta de trabalho para o nosso dia-a-dia. Agradecemos a prefeita Nice que tem atendido aos anseios da população e atendeu essa reivindicação de nossos homens, que trabalham com afinco, dedicação, profissionalismo e paixão", ressaltou o Sub Tenente Sá.

Ministro defende criação de políticas públicas que atendam todo o setor agrícola

A implementação de políticas públicas específicas para o setor agrícola foi defendida pelo ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, na abertura oficial da 20ª edição da Feira Internacional de Tecnologia Agrícola (Agrishow), nesta segunda-feira (29). Considerado o maior evento do setor agrícola da América Latina, o evento segue até o dia 3 de maio, no município de Ribeirão Preto (SP).
"O objetivo é construir políticas públicas que atendam toda a cadeia produtiva da agricultura familiar e industrial. O grande desafio é levar tecnologias para toda a agricultura", disse Pepe Vargas ao apresentar o Feirão Mais Alimentos para a Agrishow. Promovida pelo MDA pelo quarto ano seguido, a iniciativa apresenta aos visitantes tecnologias que podem beneficiar o setor de agronegócio.
A exposição dos equipamentos é feita no próprio estande MDA. No espaço de dois mil metros quadrados, é possível conhecer máquinas e implementos de 40 empresas e associações parceiras do programa, que incluem a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotivos (Anfavea) e Sindicato da Indústria de Máquinas e Implementos Agrícolas do Rio Grande do Sul (Simers).
Para o presidente da Abimaq, Luiz Aubert Neto, as condições oferecidas pelo Pronaf Mais Alimentos estimularam o crescimento do setor agrícola. "A política de juros baixos é fundamental para o setor de máquinas agrícolas, que estava mal. Os juros baixos implementados pelo Governo Federal, por meio do MDA, impulsionaram esse setor. Só tenho elogios e agradecimentos ao MDA", enfatizou.
A Agrishow deste ano deve movimentar cerca de R$ 2,5 bilhões. São 790 expositores, distribuídos na área de 440 mil metros quadrados do evento.

Deputado Carlão Pignatari afirma que não é dono e nem sócio das empresas do grupo Scamatti

Deputado esclarece à imprensa acusações
sobre envolvimento com empresa Demop

O deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) reuniu a imprensa da região, na tarde desta segunda-feira, 29 de abril, para esclarecer sobre as acusações que lhe estão sendo feitas de que ele seria sócio da empreiteira Demop, alvo de investigação do Ministério Público e Polícia Federal. As empresas Demop e a Scamatti & Seller são investigadas de fraudar licitações em prefeituras, superfaturando o valor das obras.
Na oportunidade, o deputado esclareceu que nunca foi sócio da Demop ou de qualquer empresa da família Scamatti. "A relação que temos é que o Olívio (Scamatti) e seu pai Pedro foram funcionários de empresas da minha família. Por isso, acabamos criando um vínculo de amizade, que dura mais de 30 anos. O que eu tenho dito repetidas vezes é que desde agosto do ano passado, eu e o Olívio, por um problema pessoal, não nos falamos, mas mantenho amizade normal com seus irmãos e pais", disse Carlão.
A respeito de uma suposta testemunha oculta que o jornal Diário da Região (de São José do Rio Preto) cita, de que "teria dito ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) que "imagina" que eu seja sócio da Demop é uma inverdade. Essa pessoa fez uma suposição e não uma afirmação, como colocou o jornal. Nunca fui sócio de empresas da família Scamatti", reforçou o deputado.
Segundo Carlão, "antes do Olívio fundar a Demop, em 1999, ele trabalhou por 15 anos no Frigorífico, como gerente comercial, assim como o pai e o irmão dele. O "seo" Pedro ficou sete anos na empresa e foi o responsável pela construção dos barracões da granja. O Pedro, o filho, foi supervisor de venda no laticínio, do qual minha família era sócia", acrescentou.
Carlão ainda comentou sobre uma foto publicada pelo jornal A Cidade, em abril de 2012, em que ele aparece com alguns dos empresários da Scamatti, "não significa que somos sócios. Apenas estávamos no mesmo evento, na mesma hora e fomos abordados pela repórter social do jornal para posarmos para uma foto meramente social", explicou.
Sobre o envolvimento do engenheiro Fernando César Matavelli, Carlão disse "sei que é uma pessoa do bem, de excelente família da cidade e jamais fez qualquer coisa que o desabonasse. Ele foi secretário de Obras durante a administração do Pedrão Stefanelli, na minha, continuou na gestão do Juninho (Marão) e depois foi para a Demop. Ele é um profissional competente e pode trabalhar onde bem entender, conforme a lei de oferta do mercado. Quero deixar claro que não tenho nada a ver com a contratação dele pela Demop", disse.
Carlão ainda informou que chegou a ser investigado pelo Gaeco, de 2008 a junho de 2010 e que não foi possível provar a sua participação. Desta forma, os promotores manifestaram que não havia interesse em prosseguir com as investigações.
Sobre o que várias pessoas andaram comentando, cujas declarações foram publicadas pelos jornais, o deputado explicou que as perguntas de esclarecimentos devem ser feitas a essas pessoas. Disse ainda que é a favor da apuração dos fatos.
Finalizando, o deputado disse que não há qualquer indício ou possibilidade de sua participação nesses fatos. "Estou com minha consciência tranquila, pois não tenho nada a ver com nada disso e torço para que tudo seja esclarecido o mais rápido possível, porque estão querendo me envolver em algo que não devo", concluiu.