Páginas

sábado, 20 de abril de 2013

O folhetim dos "100 dias"

Reflexão
Quem comete uma injustiça é sempre mais infeliz
que o injustiçado. (Platão)

No próximo
O folhetim dos "100 dias" da administração Nice Mistilides, que segundo consta, foi bancado pelo PTB com noticias do site da Prefeitura, deixou muito a desejar na opinião da população.
Absurdo
Está certo que é impossível fiscalizar diariamente o trânsito pela cidade mas a autoridade deveria estar mais atenta aos cruzamentos com semáforos, principalmente aquele na avenida João Amadeu com a rua 11. Ali os motoristas fazem cada barbaridade que até Deus dúvida. Cada vez em quando reprimir os abusadinhos, os demais aprendem.
Retornar
Na quinta-feira pela manhã, um cidadão numa dessas camionetas que só tem tamanho, decidiu sair do lado direito de quem estava estacionado (paralelo à ilha) na avenida sentido à "Chico Jalles" esperando o semáforo abrir para entrar à rua 11, e retornar em direção à rodovia contornando ali mesmo, quase cometendo uma tragédia. Infelizmente vemos de tudo no trânsito, e àqueles que precisam ver nada enxergam. Aliás certas ruas também carecem de fiscalização.
Adeus
Recentemente a prefeita Nice se reuniu com os estágios de todos os setores da administração municipal. Treze deles, segundo comentaram lá no botequim da vila não compareceram. Adivinham o que aconteceu?
Cadastrada
A Prefeitura de Palmeira D´Oeste vai receber uma verba de R$ 289 mil a reforma do recinto da Festa do Peão que é realizada todos os anos no mês de setembro, num pedido do deputado Carlão Pignatari. A festa de Palmeira tem data definida para a sua realização, ao contrário de Jales.
Nada oficial
O município de Jales não tem nada oficial como atração turística apesar de eventos que atraem visitantes de toda a região. Nesse setor, o Poder Público Municipal não está avançando. Oficialmente a Facip não existe, já que não é cadastrada ou registrada em órgãos relacionados ao turismo, agricultura, comércio
Calendário
Através de lei, a administração municipal poderia implantar o calendário oficial de eventos. A Facip ou outro nome que pode receber já na festa de setembro teria sua data definida de 14/04 a 20/04. O Arraial na Praça, A festa do Motorista e Caminhoneiro em julho. A Romaria em agosto. A Festa da Uva em setembro. E outros eventos que podem ser atrativos para toda a região.
Atrás de tutu
A prefeita Nice Mistilides teria viajado para Brasília na quinta-feira. Ela visitaria os ministérios e gabinetes de deputados e senadores tentando a liberação de recursos para recapeamento das vias públicas em estado de calamidade para pedestres e veículos. Os mais próximos a ela, dizem que Nice já teria conseguido R$ 8 milhões que precisam ser liberados.
Muito mais
Estimativas dos "experts" é de a Prefeitura precisaria de R$ 20 a 30 milhões para um novo asfalto em substituição ao atual nas vias em pior estado de tráfego. Só recapear realmente não resolve.
Pelos eleitores
Nessa empreitada, a prefeita deveria contar com o apoio do vereadores que vivem pedindo vans e ambulâncias - parecem existir milhares para ser distribuídas - que também pressionariam os deputados de seus partidos para apresentar emendas ou mesmo reivindicar junto aos governos federal e estadual recursos mediante projetos de recapeamento asfáltico. Os vereadores precisam ficar espertos que o seu eleitor vai a qualquer momento cobrar
Emenda
O deputado estadual João Paulo Rillo (PT) esteve em Jales nos últimos dias a fim de realizar audiência com vereadores da cidade. O vice-presidente do Lar dos Velhinhos "São Vicente de Paulo" de Jales, Alicio Frassato esteve presente e a pedido dos vereadores, o deputado se comprometeu a destinar emenda parlamentar no valor de R$ 30 mil a ser utilizada na reforma, adequação e melhorias da cozinha e refeitório do local.
E o elefante branco?
A prefeitura de Jales precisa de dinheiro não só para o recapeamento das ruas mas também para pagar suas dívidas. Até quando os administradores vão ficar protegendo o dinossauro do estádio municipal. Deve colocar aquela área à venda para fazer caixa. Não adiante ficar agradando meia de utópicos que acham que o futebol profissional vai voltar em Jales.
Sem anistia
a Câmara Municipal de Jales rejeitou o Projeto de Lei do Poder Executivo que concedia anistia de multas e cancelava os juros moratórios dos débitos tributários e não tributários inscritos na dívida ativa até o ano de 2012. Caso tivesse sido aprovado, os contribuintes em débito poderiam quitar suas dívidas e regularizar sua situação fiscal. Os débitos poderiam ser pagas à vista, com 100% de desconto, ou parceladas em até 5 vezes com 70% de desconto.
É preciso mesmo dar um basta nesse tipo de benefício.

Engenheiros da cidade de Santos visitam a Sabesp

A Sabesp de Jales recebeu nesta quinta-feira, 18 de abril, a visita de oito engenheiros da cidade de Santos. O objetivo da visita foi de realizar um benchmarking, para que os engenheiros pudessem conhecer os trabalhos de combate as perdas de água que é realizado em Jales pela Sabesp. Jales tem hoje um dos melhores resultados de perdas de água da América Latina, sendo referência na gestão de perdas de água
Além de engenheiros e dirigentes de empresas de saneamento de vários estados brasileiros, profissionais de saneamento de mais de 20 países já vieram a Jales para conhecerem as técnicas aqui praticadas e aplicá-las em seus países de origem.
Esteve presente também prestigiando a visita, o superintendente da Sabesp de Lins, o jalesense Antonio Rodrigues da Grela Filho (Dalua) que iniciou o combate as perdas de água em Jales no ano de 1995, coordenando todos os trabalhos até o início do ano de 2.011, quando assumiu a Superintendência da Sabesp em Lins, de onde tem dado todo apoio necessário para a continuidade dos trabalhos.

Além dos trabalhos de combate as perdas, a equipe de engenheiros conheceu também a Estação de Tratamento de Esgotos de Jales, que é referência não só pela eficiência do tratamento dos esgotos, como pelo espaço de Educação Ambiental, área de reflorestamento e o paisagismo existente local.

Vereador Tiago Abra recebe confirmação de mais ambulância para o município de Jales

Esta semana o vereador Tiago Abra recebeu ofício do deputado estadual Cauê Macris (PSDB) confirmando a solicitação de recursos no valor de R$ 50 mil feita pelo vereador para aquisição de uma ambulância.
De acordo com o ofício o pedido já foi liberado e segue agora os trâmites legais para ser encaminhado a Jales através da Secretaria de Estado da Saúde.
Segundo o deputado, esse é o início de uma parceria com a cidade. "Estive aqui durante a campanha da prefeita, fui muito bem recebido e agora vou trabalhar muito para ajudar. Recebi muitas solicitações do vereador Tiago Abra e já estou trabalhando para atendê-las. Primeiro vamos focar nos problemas emergenciais, as prioridades, e depois avançar em outras questões. Vamos, juntos, trabalhar incansavelmente para ajudar Jales", disse.
O vereador Tiago Abra agradeceu a atenção do deputado: "Fico muito feliz em ter sido atendido no pedido da ambulância, porque sei da situação precária dos veículos da saúde. E o mais importante é que a população será beneficiada. Já estou trabalhando bastante para ajudar ainda mais nossa cidade".

Planetário Itinerante e Avaliação Institucional agitaram e mudaram a rotina da população de Vitoria Brasil

A EE Jose Nogueira de Souza protagonizou dois eventos muito importantes na semana de 8 a 14 de abril .
A diretora da unidade escolar, Vera Lucia Calvoso Paulon disse que "começamos pela quarta-feira, 10 de abril, dia eleito pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo para a realização da Avaliação Institucional quando professores, alunos, funcionários e pais dedicaram seu tempo à escola estadual, para refletir e avaliar os diversos setores da escola: pedagógico, administrativo e físicos".

 Segundo a diretora da unidade este foi um momento muito especial de grande participação e envolvimento da escola com toda a comunidade, num esforço conjunto para levantamento de pontos frágeis e propostas de soluções adequadas e criativas. "A equipe de pais surpreendeu a todos manifestando articulação e conhecimento dos dados da escola e disponibilidade para ajudar nas ações propostas", ressaltou.
Continuando a programação, dia 14 de abril, domingo, a unidade escolar foi contemplada com a presença do Planetário Móbile, projeto promovido pela Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), da Secretaria de Estado da Educação ( SEDUC), com sessões gratuitas previamente agendadas e divididas entre toda a população e comunidade escolar de Vitória Brasil, e município de Jales com escolas das redes estadual E.E Euplhy e E.E Dom Artur Housthius, municipal e particular acompanhadas dos professores e coordenadores, também e professores e equipe da Escola da Família.
A diretora Vera Lúcia explica que "este evento possibilitou não só uma grande integração entre municípios vizinhos (alunos, população, professores, pais ) como também ofereceu muitas informações e conhecimentos sobre astronomia, cujo tema tem despertado grande curiosidade e interesse nas crianças, jovens e adultos. O espetáculo foi muito bem feito e toda a equipe do planetário atuou com muito profissionalismo. Quem assistiu as apresentações saiu "maravilhado", segundo a diretora, e feliz pela rara oportunidade de vivenciar uma experiência que dificilmente teriam no seu dia a dia".

Santa Fé do Sul é escolhida como Pólo de Beleza pelo Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo

O prefeito Armando Rossafa, junto com a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Rosemeire Rossafa Corrêa, participou em São Paulo da assinatura de convênio para a implantação da Escola da Beleza, programa oferecido pelo Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo.
A primeira-dama do Estado, Lu Alckmin, anunciou que Santa Fé do Sul é um dos 25 municípios – dentre os 645 municípios do Estado - escolhido como Pólo de Beleza.
Rosemeire (foto) recebeu a notícia com grande alegria. "É uma honra para nós que Santa Fé tenha sido escolhida como Pólo de Beleza. Isso significa que receberemos os quatro cursos oferecidos pelo Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo e faremos a capacitação de 39 municípios. Já enviamos três profissionais para serem capacitados em São Paulo e posteriormente transmitam o conhecimento aos demais".
Os cursos que Santa Fé receberá são: assistente de cabeleireiro, depilação e designer de sobrancelha, manicure e pedicure e maquiador. "O Fundo Social de Solidariedade está sempre oferecendo curso que qualificam a população. É uma grande satisfação para nós sermos pólo de beleza e podermos oferecer mais opções de cursos, dando oportunidade para a inserção no mercado de trabalho", disse Armando.

Existe um povo que a bandeira empresta

Por Alana Menezes
Brasil, 2013. Estamos diante do julgamento do massacre do Carandiru, diretamente do Plenário do Fórum Criminal da Barra Funda, em São Paulo. São 83 militares acusados de participar da morte de 111 detentos, em 1992 (e vamos colocar na conta 87 feridos, também).
Pois bem, não vamos discutir aqui a demora de mais de duas décadas para a realização do julgamento. Também não vamos discutir aqui que as famílias das vítimas permanecem sem indenizações. Também não precisamos conversar sobre a superlotação de tantos e tantos presídios brasileiros como o Carandiru, nem vamos nos sensibilizar porque há uma grande porcentagem de presos que são executados nos presídios todos os dias (e há quem diga que não temos pena de morte). É necessário que falemos do quanto é inconstitucional a duração do processo, que fere o direito fundamental de garantia da celeridade de tramitação do processo? Não, não é.
Ou ainda, será que precisamos aqui saber que nas pontas das armas dos policiais que se puseram nos corredores do Pavilhão 9, havia facas que perfuravam o corpo dos presos que eram obrigados a passar levando socos e pontapés? Em 02 de outubro de 1992, se você fosse um detento no Carandiru, caindo no chão, não levantaria mais.
Mas não vamos falar disso não. Vamos falar sobre nossos jovens de 16. O ilustre governador Geraldo Alckmin quer resolver os problemas de segurança pública do estado jogando nossos jovens de 16 nas pontas das facas dos presídios. Quer que nossos jovens, aos 16, já escalem corpos de seres humanos e já aprendam a executar e serem executados.
As notícias que nos chegam por esses dias são de resoluções de problemas em curto prazo: colocaremos nossas crianças aos 4 anos na escola (na precária escola pública, sem nos preocuparmos com a distribuição das vagas e com a capacitação dos professores – que se fará junto ao processo: por que não preparar o terreno primeiro?) e as retiraremos aos 16 direto para a cadeia. Sim, é um sistema de segregação. Sim, vamos nos livrar do problema.
É óbvio que o problema de menores infratores existe, é óbvio que temos de tratá-los, mas a prisão não foi, e temo que nunca será, o meio para recuperar um indivíduo que fere a paz social.
Alguns noticiários pintam a ideia de que a redução da maioridade penal é um apelo social. Há deputados que sugerem até que a redução chegue aos 14. Triste sentimento social. Lamentável visão de uma sociedade que não percebe suas vítimas. Aos 16, jovem nenhum é recuperado dentro de um sistema carcerário falido. Aos 14 nem se comenta a respeito, é quase uma ofensa à cidadania do país.
Ler notícias que afirmam que a sociedade quer ver seus jovens infratores de 16 presos, observando os fins, sem observância dos meios, remete-me a Castro Alves dizendo que "existe um povo que a bandeira empresta pra cobrir tanta infâmia e covardia e deixa-a transformar-se nessa festa: um manto impuro de bacante fria".
Somos um povo que empresta sua bandeira para cobrir o corpo dos jovens de 16 que queremos colocar no próximo massacre do qual nos lembraremos somente 21 anos depois. Mais famílias lavarão pavilhões com seus prantos, porque o sistema resiste, mas não desiste. *Alana Regina Sousa de Menezes: Acadêmica do Curso de Direito da UFMS – Campus de Três Lagoas (MS). E-mail: alanareginasm@hotmail.com

Vitória Brasil está entre os municípios beneficiados com o programa "Além Renda", do Governo do Estado

Prefeita Ana Lúcia e o secretário
 estadual Rodrigo Garcia
O governador Geraldo Alckmin e o secretário de Desenvolvimento Social Rodrigo Garcia lançaram no sábado, 6 de abril, em Itapeva, o "Além da Renda" do programa São Paulo Solidário. A iniciativa garantirá a superação da extrema pobreza de forma definitiva no Estado, investindo em ações que eliminam os obstáculos que impedem a mobilidade social dos paulistas.
Em 2011 o Programa São Paulo Solidário foi lançado. Em 2012 o programa foi implantado nos 100 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Duzentos mil domicílios foram visitados e responderam ao questionário para avaliar as condições de saúde, educação e padrão de vida, segundo o Índice de Pobreza Multidimensional (IPM). Com isso foi possível saber quem são, onde moram e qual grau de privações sociais vivem as famílias, considerando que pobreza não pode ser medida apenas pela renda. Em 2011 o Programa São Paulo Solidário foi lançado.
Agora, o Governo de São Paulo está apresentando o "Além da Renda", um conjunto de ações que vai oferecer, de maneira organizada e articulada: formação, qualificação e ativos sociais nas áreas de habitação, saneamento e outras para cerca de 60 mil famílias em situação de pobreza multidimensional nas 100 cidades de menor IDH.
Em Vitória Brasil foram visitadas 650 casas, apurando os resultados, constatou que no município havia 149 famílias com algum tipo de privação e dentre as privações, a que mais se destacou foi a baixa escolaridade , onde nenhum membro da família havia completado 5 anos de estudos.
São 56,4 mil novas vagas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), abertura de 5 mil vagas de cursos de qualificação do Via Rápida Emprego em todo estado, sendo 60 capacitações diferentes como Rotinas de Escritório, Jardinagem, Eletricista, Encanador, Produção de Mudas em Viveiros, e muitos outros.
A prefeita Ana Lúcia (PSDB) esteve presente ao evento em Itapeva, e assinou convênio com o Programa, do qual Vitória Brasil receberá R$ 102 mil através do FEAS para realizar ações para superar a extrema pobreza e 30 vagas para os Cursos Via Rápida e 120 vagas para o EJA.
"O repasse financeiro será do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS), para os Fundos Municipais, tendo como foco ações para superar a extrema pobreza", disse Rodrigo Garcia. Os municípios terão que apresentar plano de trabalho aprovado pelo Conselho Municipal de Assistência Social, justificando como vão investir o dinheiro para superar as privações das famílias.

Automedicação: escolha perigosa

*Antonio Carlos Lopes
Atualmente intensificou-se bastante a discussão sobre o aumento da rigidez na venda de medicamentos, sobretudo de anti-inflamatórios. Isso porque, lamentavelmente, a automedicação tem se tornado cada vez mais comum, prejudicando tratamentos, agravando sintomas e piorando quadros clínicos.
Nem sempre o médico toma conhecimento dos fármacos que o paciente usou antes de chegar ao consultório e a interação medicamentosa possui consequências que podem ser perigosas.
O Brasil é um dos países que mais consome anti-inflamatórios comercializados sem receita médica no mundo. Esses remédios são muitos úteis e eficazes quando administrados adequadamente e mediante diagnóstico preciso. Mas o que notamos é o aumento indiscriminado do uso desses medicamentos. E esse abuso pode causar, entre outras coisas, hemorragias do aparelho digestivo, diabetes, insuficiência cardíaca e piora na função renal e hipertensiva. Existem na literatura médica relatos até de óbitos ocasionados pela medicação exagerada.
Informar a população sobre os perigos atribuídos à automedicação é o primeiro passo que precisa ser dado. Portanto, uma campanha de conscientização se faz mais do que necessária. O ideal seria inserir esse assunto nos meios de comunicação, usando esses veículos como uma ferramenta a favor da saúde pública e, dessa forma, alcançar o maior número possível de pessoas.
O mais recomendável é que haja a exigência de receita médica para todos os anti-inflamatórios, e não apenas para alguns. Esse tema inclusive pautará discussões na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e estamos no aguardo de resoluções.
No entanto, não é apenas dificultando a compra do medicamento na farmácia que será sanado o problema. O desafio é muito maior. Além do viés cultural, de ensinar a população sobre a importância do parecer do médico, também deve ser garantido o fácil acesso ao atendimento, e aí já entramos no mérito da busca pela valorização do Sistema Único de Saúde.
Devido às longas esperas para marcar consultas, a pessoa acaba recorrendo aos palpites de conhecidos ou se baseando em prescrições anteriores: uma decisão que compromete seu bem estar.
Precisamos de um sistema de saúde que, na prática, seja tão eficaz quanto o SUS é na teoria. E nesse sentido não podemos deixar de considerar a falta da relação médico-paciente e a diminuição da competência profissional, fatores que muitas vezes prejudicam tanto quanto a automedicação. Quando os brasileiros tiverem de fato acesso universal e integral à assistência de qualidade, a automedicação terá enfim seus dias contados. *Antonio Carlos Lopes, presidente da Sociedade Brasileira De Clínica Médica

EDITAIS DE PROCLAMAS

Ademir de Mattis
, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.
REGINALDO CUNHA DE OLIVEIRA e GRACIANE MARTINS DA SILVA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 02 de agosto de 1.982, auxiliar de industria, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Cizino de Oliveira de Alaide Cunha de Souza. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 14 de julho de 1.983, doméstica, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Osmar Martins da Silva e de Aparecida Soares Martini da Silva.
ALCIDES GADOTTI e ISABEL MEIRA DE ARAUJO. ELE,
natural de Santa Albertina, deste Estado, nascido aos 02 de maio de 1.957, vigilante noturno, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Abilio Gadotti e de Alayde Arcanjo Gadotti. ELA, natural de Mirante, Estado de Bahia, nascida aos 12 de setembro de 1.961, manicure, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de João Meira de Araujo e de Berenice Reis de Araujo.
SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.
Ademir de Mattis - Oficial

Proposto aumento de 8,1% aos profissionais da Educação do estado de São Paulo

O governador Geraldo Alckmin encaminhou, nesta quarta-feira (17), à Assembleia Legislativa de São Paulo projeto de lei complementar que propõe elevar para 8,1% o aumento salarial previsto para julho a 415 mil servidores da Educação, entre eles os mais de 270 mil funcionários ativos dos quadros do magistério e de apoio escolar e cerca de 145 mil aposentados. O Governo de SP enviou ainda ao Legislativo um projeto de lei para a criação de 818 postos de analista administrativo e analista de tecnologia na rede estadual de ensino.
A ampliação da Política Salarial implementada em 2011 vai possibilitar que o aumento escalonado até 2014 passe de 42,2% para 45,1%. Desse modo, o salário inicial de um professor de educação básica II –que leciona para classes de anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio– com jornada de 40 horas semanais, que é de R$ 2.088,27, passará para R$ 2.257,84 a partir de 1º de julho deste ano e para R$ 2.415,89 em 2014. Ou seja, a partir de julho, a remuneração dos professores da rede estadual de ensino paulista, que já é 33,3% superior ao piso nacional vigente, de R$ 1.567,00, passará a ser 44,1% maior que o vencimento mínimo estabelecido em decorrência da Lei Nacional do Piso Salarial Magistério Público.
"Graças ao apoio decisivo do governador Geraldo Alckmin, nosso Estado já havia estabelecido em 2011, para seus profissionais da Educação, uma Política Salarial inédita, para os quatro anos de gestão. Agora, com essa ampliação, estamos reafirmando que a valorização dos recursos humanos é uma das prioridades do programa Educação – Compromisso de São Paulo. Valorizar nossos profissionais é imprescindível para conseguirmos aprimorar a qualidade do ensino oferecido aos nossos alunos", afirmou o secretário da Educação do Estado, professor Herman Voorwald.
A proposta visa alterar as leis complementares nº 1.143 e 1.144, de julho de 2011, nas quais o percentual de acréscimo salarial previsto para este ano era de 6% aos quadros do magistério e de apoio escolar –composto por agentes de organização escolar, agentes de serviços escolares entre outros funcionários.
O projeto de lei mantém as regras de evolução profissional estabelecidas na lei nº 1.143, que estipulou oito faixas de promoção salarial com intervalos de três anos, com aumentos de 10,5% sobre a remuneração para todos os que atingirem determinadas metas de avaliação, e oito níveis de progressão funcional com valores crescentes à razão de 5%.
Ainda com o objetivo de oferecer melhores condições de trabalho aos professores da rede estadual de ensino, a Secretaria da Educação elabora atualmente, com a colaboração de representantes de associações e sindicatos do magistério, um Plano de Carreira, que deve ser concluído ainda neste semestre.

Itamar Borges pede regularização das áreas pertencentes à CESP

Em audiência com o presidente da CESP, Mauro Arce, o deputado Itamar Borges (foto) solicitou, com base no Novo Código Florestal, a regularização das áreas pertencentes à CESP que não se encontram na faixa da Área de Preservação Permanente (APP).
O artigo 62 do novo Código Florestal, não deixa mais qualquer margem de dúvidas a respeito da localização exata da APP ao redor dos reservatórios artificiais fixando-a entre o nível máximo operativo normal (cota 328m) e a cota máxima (329m) para o lago da Usina de Ilha Solteira.
Com o novo Código, toda a área da escritura do imóvel até o marco da CESP, está livre para a construção e benfeitorias. Ocorre que após o marco existe uma faixa entre as cotas 329 e 330 que não são consideradas APPs.
Diante disso, o deputado Itamar Borges pediu ao presidente Arce que a CESP regularize a área compreendida entre a cota 329 e 330 - que não é mais considerada APP – para normalizar a situação dos ranchos naquela localidade e evitar as possíveis demolições.
O parlamentar, desde a época em que era prefeito de Santa Fé do Sul, tem feito diversas gestões junto ao Governo para resolver a questão das edificações construídas ao longo de décadas nas margens dos lagos artificiais das represas hidroelétricas.
Segundo Itamar, a aprovação do Novo Código Florestal causou um impacto positivo sobre os proprietários de edificações no entorno de lagos artificiais no Brasil. "A matéria aprovada pela Câmara Federal na mesma forma que veio do Senado Federal deve solucionar definitivamente a questão destas edificações, popularmente conhecidas como ranchos, em todo o país" disse o deputado.
O parlamentar teve uma de suas moções aprovadas pela Assembleia Legislativa no sentido de que fosse feita uma metragem nos municípios localizados às margens de rios onde se estabeleceram ranchos para possibilitar a manutenção dos mesmos sem a necessidade de demoli-los.

Mantendo a tradição, cavalgada reuniu mais de mil cavaleiros e comitivas de toda a região

Foi realizada no domingo, 14 de abril, a tradicional cavalgada em comemoração ao aniversário de 72 anos de fundação de Jales.
Mais de mil cavaleiros marcaram presença na cavalgada, além de comitivas de outras cidades da região, fazendo do evento um enorme sucesso. O trajeto de aproximadamente seis quilômetros, teve início na sede do Sindicato Rural e se estendeu pelas avenidas João Amadeu, Francisco Jalles e Paulo Marcondes, terminando no Recinto de Exposições "Juvenal Geraldelli" (Facip), onde foi servido um almoço aos cavaleiros, cujo valor arrecadado com os convites foi revertido em prol à construção da Igreja de Santo Expedito, padroeiro do município, cuja data foi comemorada nesta sexta-feira, 19 de abril. "Agradeço a todas as comitivas que participaram conosco, ao Clube da Cavalgada, aos nossos colaboradores e patrocinadores, a nossa prefeita pelo apoio e a população que prestigiou o desfile", destacou o presidente do Sindicato Rural, José Candeo.
A cavalgada é um dos eventos mais tradicionais no aniversário da cidade e também tem o objetivo de reviver e resgatar a tradição, as raízes rurais em que os tropeiros e boiadas viajavam pelas estradas.

Karatecas de Jales e região disputam certame estadual

Hoje,sábado, 20 de abril, o professor de karatê da Associação de Judô e Karatê Jalesense, sensei Edson Resende juntamente com alguns de seus alunos da região, disputam a primeira etapa do Campeonato Estadual de Karatê na cidade de Campo Grande (MS).
O Campeonato Estadual da Federação de Karatê de Mato Grosso do Sul, é reconhecido pela Confederação Brasileira de Karatê (CBK), única entidade nacional reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) como representante do Karatê Esportivo Oficial.
Os alunos do Sensei Edson que também participarão da competição são: Diego Pimenta e Luis Eduardo Silva, de Jales; Etyara Mariana Augusto, Leonardo Augusto Fuzaro e Nilton Roberto Assunção Filho, de Urânia e Deivid Henrique Santos, de Estrela d’Oeste.
O professor sempre incentiva seus alunos a participarem de competições como forma de colocar em prática os ensinamentos adquiridos nos treinamentos, além disso, vê a sua participação nesse Campeonato Estadual como mais uma oportunidade para aumentar sua experiência, de forma a proporcionar mais qualidade para o ensino do karatê na região. "Todo professor de karatê deve sempre participar de treinamentos e atividades externas, de modo a garantir a continuidade do crescimento nesta arte marcial", comenta Sensei Edson referindo-se ao fato de não existir final de carreira no karatê, sendo um esporte com início, meio e continuidade.
O professor lembrou que o karatê está de braços abertos também àqueles que desejam apenas praticar um esporte para condicionamento físico, mental e espiritual, sem a participação em competições.

Jales sedia reunião do Fussesp com fundos sociais da região

Na sexta-feira, 12 de abril, foi realizada uma reunião com 33 municípios da região de Jales e Fernandópolis, para a apresentação de Programas e Projetos da Escola de Qualificação Profissional, do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (FUSSESP). A reunião foi presidida pela presidenta do Fundo Social de Solidariedade de Jales, Lúcia Helena Gomes Callado Moraes, e contou com a presença do vice-prefeito Pedro Callado.
Na reunião, o coordenador estadual do Fussesp, coronel Ronesmir Borges Lima, apresentou às primeiras damas e presidentes dos fundos sociais dos municípios da região, os cursos de qualificação profissional oferecidos pela pasta, como a Padaria Artesanal, Horta Educativa, Escola de Moda e Escola de Beleza. Segundo o coordenador "os municípios podem requerer a celebração de convênios, quantos acharem necessários para atender a demanda da comunidade".
A assistente social e técnica Sueli Aparecida Cezarete, responsável por auxiliar os fundos sociais dos municípios da região para celebrar convênios com o Fussesp, afirmou a importância desses cursos de qualificação profissional. "Cada vez mais a população precisa se capacitar para atender as demandas do mercado de trabalho e até mesmo, para complementar a renda familiar, por isso, esses cursos são de extrema importância para as comunidades", afirmou.
A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Jales, Lúcia Callado, agradeceu a presença das primeiras damas e presidentes de fundos sociais dos municípios. "É com muita satisfação e orgulho que recebemos todos aqui hoje para conhecermos um pouco mais dos programas e projetos que estão disponíveis para a celebração de convênios com o Fussesp", disse.
Já o vice-prefeito Pedro Callado lembrou que "a Constituição de 1988, garante a todos os cidadãos, a seguridade ao exercício dos direitos sociais, devendo ao Estado e a sociedade, garantir tais direitos a todos, por isso, precisamos firmar convênios com diversos órgãos, para que a população seja beneficiada e a comunidade se desenvolva".
Para o próximo mês, está agendada uma reunião com a primeira dama do Estado de São Paulo e presidente do Fussesp Lú Alckmin, com as presidentes de fundos sociais da região de Jales e Fernandópolis.

Itamar Borges reitera pavimentação da vicinal que dá acesso a Brisa d´Oeste

E
m audiência com o Secretário de Esdtado dos Transportes, Saulo de Castro (foto), o líder da bancada do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado Itamar Borges, reiterou o pedido de pavimentação asfáltica da estrada municipal RBN- 359, que dá acesso ao loteamento Brisa D´Oeste, entre os municípios de Santa Fé do Sul e Rubinéia .
"A estrada, com aproximadamente 5.200 metros, é muito utilizada por produtores agrícolas, turistas e estudantes de ambas as cidades que frequentam o local. Portanto, a medida será providencial para atender todos os que trafegam por aquele trecho" disse Itamar Borges.
Deputado Itamar Borges vem trabalhando juntos com as prefeituras de Santa Fé do Sul e Rubinéia e com as Câmaras Municipais, desde o início de seu mandato para esta obra.
O Secretário Saulo de Castro disse que pretende dentro do Governo Alckimin realizar a obra.
Audiência Pública – O deputado Itamar Borges que é presidente da Comissão de Atividades Econômicas na Assembleia Legislativa reiterou também o pedido de realização das Audiências Públicas em conjunto das Comissões de Atividades Econômicas e Infraestrutura, com a presença do Diretor do Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo, Casemiro Tércio Carvalho, para tratar de assunto referente àquela pasta.

Primeira-dama Marinângela Polarini entrega uniforme aos alunos da rede municipal e comemora a Páscoa na praça central da cidade

A primeira-dama Marinângela Campos Zequini Polarini (foto), de Mesópolis, está mostrando que realmente quer trabalhar com o objetivo de melhorar a qualidade de vida de seus munícipes.
Um dos acontecimentos mais recentes, realizado dia 25 de março, foi a entrega de uniforme escolar a todos os alunos da rede municipal de ensino.
Cada aluno, da pré–escola e do ensino fundamental do 1º ao 5º ano – ciclo I, receberam dois uniformes. Os da creche também serão beneficiados brevemente.
Outro fato marcante foi a festa que a primeira-dama Marinângela proporcionou, ao distribuir ovos de páscoa aos alunos da Escola Municipal "Rosimeri Niza Menezes" – creche, pré–escola e ensino fundamental – ciclo I.
A entrega, para alegria dos alunos, foi realizada na praça da central da cidade, onde foi estrategicamente colocado um outdoor desejando "Feliz Páscoa" à população de Mesópolis.
A primeira-dama também distribuiu ovos da Páscoa aos alunos, equipe gestora, professores e funcionários da Escola Estadual "Adelino Bertani".
Além dos alunos, ela abraçou os funcionários de todos os setores da administração municipal e os integrantes do Grupo da Terceira Idade, entregando o simbólico ovo de páscoa a cada um deles, em comemoração a Ressurreição de Jesus.

Para o povo

A prefeita Ana Lúcia Olhier Módulo, de Vitória Brasil, em audiência com o Secretário de Estado de Emprego e Relações do Trabalho, Carlos Ortiz, e com o diretor executivo do Banco do Povo, Antonio Mendonça, assinou o convênio para que o município seja contemplado com uma unidade do Banco do Povo Paulista.
O Banco do Povo possibilita que os micro e pequenos empreendedores tenham acesso às vantagens oferecidas pela instituição na aquisição e parcelamento de crédito contribuindo, dessa forma, para o aquecimento da economia regional e geração de novas frentes de trabalho.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura


A equipe da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Santa Fé do Sul, as jornalistas Anahi Duarte, Amanda Casimiro e Flávia Silvestrini, o fotógrafo João Navarro e o Diretor de Comunicação Paulo Correia participaram na quinta e sexta-feira (11 e 12), do curso de Fotografia e Edição de Imagem, ministrado pelo fotógrafo Marcelo Sigekazu. Com aulas teóricas e práticas, a equipe obteve conhecimento, possibilitando o aperfeiçoamento do trabalho que realizam no dia a dia.
O prefeito Armando Rossafa disse que a capacitação dos servidores é importante para a melhoria do trabalho. "Queremos que nossos servidores ampliem seus conhecimentos e desta forma estejam cada vez mais preparados para desenvolverem com excelência suas funções".

Interact Club de Jales no arrastão do agasalho

Na quinta-feira, dia 11 de abril, o Interact Club de Jales participou do Arrastão do Agasalho juntamente com outras instituições que colaboraram, voluntariamente com o evento
A arrecadação foi um sucesso, uma vez que conseguiram grandes quantidades de roupas, sapatos e cobertores para aquecer muitas famílias neste inverno. "Com grande alegria e enorme disposição os Interactianos saíram felizes de poderem além de ajudar a comunidade conhecer um pouco mais sobre ela", segundo Taisa Selis.

Formatura na UAB

Na sexta-feira, 12 de abril, aconteceu a formatura da primeira turma de Engenharia Ambiental oferecida pela UFSCar – Universidade Federal de São Carlos na modalidade à distância. A cerimônia de colação de grau aconteceu às 13 horas, no Teatro Universitário Florestan Fernandes, USFCAR e formou 34 alunos, entre os quais os UAB- Universidade Aberta do Brasil, pelo polo presencial e regional de Jales, na foto, com a secretária municipal de Educação, Simone Aranda.  
No mesmo dia 12 de abril, além da primeira turma de Engenharia Ambiental, a UFSCar formou também a segunda turma do curso de Educação Musical. Colaram grau 45 novos educadores musicais dos polos de Itapetininga , Jales e São Carlos .

Os consultores do Papa

D. Demétrio Valentini
 
Ao completar o seu primeiro mês como "Bispo de Roma", o Papa Francisco tomou a decisão mais importante do seu pontificado. Ele constituiu um grupo de cardeais, para o ajudar no governo da Igreja.
A medida é original. Nenhum papa partilhou, oficialmente, o seu poder com outras pessoas. Mas além de original, esta medida tem objetivos bem claros e importantes.
Verdade que desde Paulo VI, logo depois do Concílio, a sugestão de formar um grupo de "conselheiros próximos", uma espécie de "senado" que acompanhasse o papa nas decisões que ele deve tomar, começou a ser cogitada, como resposta aos anseios de maior participação que o Concílio tinha suscitado.
Mas a sugestão só agora toma forma, com o grupo constituído pelo Papa nesta semana.
Vale a pena intuir as intenções desta medida. São diversos ângulos por onde dá para ir entrando, na tentativa de compreender o seu alcance.
Podemos começar pela data. A medida foi tomada depois que ele completou o primeiro mês de pontificado. Todos já iam se perguntando, depois dos gestos e das primeiras mensagens, quais seriam suas decisões práticas, para implementar as esperanças que ele suscitou. A data serve de indicativo do que ele de fato quer fazer. A medida de agora faz parte, portanto, do seu plano de governo.
Outra observação importante. Escolheu cardeais de todos os continentes. Isto significa, claramente, que as medidas que ele espera implementar com a ajuda desses seus "consultores", são para toda a Igreja. Ele quer sentir de perto a realidade de cada continente. De certa maneira, ele busca os mesmos objetivos dos "sínodos continentais", instituídos por João Paulo II. E quem sabe, com um grupo menor de pessoas, a dinâmica de trabalho possa ser mais ágil.
O critério de escolha foi claramente geográfico. Mas observando atentamente, há diferenças significativas. A África, a Ásia, a Austrália, um representante cada continente, o que parece normal. Mas a Europa ficou só com um Cardeal, de Munique, na Alemanha, e um bispo para o encargo prático de secretário. Mas a diferença maior está na América Latina, de onde ele chamou dois cardeais, do Chile e de Honduras, respectivamente o Cardeal Errazuris, e Cardeal Maradiaga. E ainda, da América, o Cardeal de Boston.
Diante destas constatações, é evidente a intenção do Papa de valorizar a Igreja da América Latina. Ele assume o desafio que muitos já lhe sugeriram: temos um Papa vindo da América Latina, que universalize para toda a Igreja os valores positivos da caminhada da Igreja da América Latina.
Mas nesta constatação dá para intuir outra segurança que o Papa Francisco está buscando. Ele quer "sentir firmeza" com a boa experiência que ele teve na Conferência de Aparecida, em 2007, quando ele foi coordenador da equipe de redação. E seus auxiliares imediatos eram o Cardeal Errazuris, do Chile, e o Cardeal Maradiaga, de Honduras. Agora, ele chamou os dois, privilegiando a América Latina com dois representantes, que foram seus companheiros no momento talvez mais importante que ele teve, antes de ser Papa, a Quinta Conferência da América Latina. E ainda por cima, estabeleceu o Cardeal Maradiaga como coordenador do grupo todo.
Portanto, dá para esperar muitos encaminhamentos, decorrentes desta importante iniciativa do Papa Francisco. Ele quer encontrar um primeiro consenso entre estes seus auxiliares mais próximos, para contar com o consenso de todos, nas importantes decisões que a Igreja e a humanidade estão esperando em nosso tempo

Prefeito Leandro Polarini, de Mesópolis, assina convênios para recursos do "Além da Renda"

Prefeito Leandro e o secretário
estadual Rodrigo Garcia
O prefeito Leandro Aparecido Polarini (PSDB), de Mesópolis, esteve no sábado, 6 de abril, em Itapeva (SP), participando do lançamento do Programa São Paulo Solidário "Além da Renda", pelo governador Geraldo Alckimin. Esteve presente o secretário de estado do Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia, que disse ser a iniciativa é inédita no Brasil. A iniciativa garantirá a superação da extrema pobreza de forma definitiva no Estado, investindo em ações que eliminam os obstáculos que impedem a mobilidade social dos paulistas.
O "Além da Renda" é um conjunto de ações que vai oferecer, de maneira organizada e articulada: ativos sociais, formação, qualificação e outras iniciativas nas áreas de habitação e saneamento que beneficiarão cerca de 60 mil famílias em situação de pobreza multidimensional nas 100 cidades de menor IDH do Estado.
Foram visitados e responderam ao questionário para avaliar as condições de saúde, educação e padrão de vida, segundo o Índice de Pobreza Multidimensional (IPM), 200 mil domicílios. Com isso foi possível saber quem são, onde moram e qual grau de privações sociais vivem as famílias, considerando que pobreza não pode ser medida apenas pela renda.
Em Mesópolis foram visitadas 704 domicílios e constatadas 197 famílias com algum tipo de privação, sendo que a maior foi a de que nenhum membro da família completou cinco anos de estudos.
Há também investimentos de R$ 25 milhões para as prefeituras executarem seus planos de trabalho para promover a mobilidade social. "O repasse financeiro será do Fundo Estadual de Assistência Social para os Fundos Municipais, tendo como foco ações para superar a extrema pobreza", disse Rodrigo Garcia.
Os municípios terão que apresentar plano de trabalho aprovado pelo Conselho Municipal de Assistência Social, justificando como vão investir o dinheiro para superar as privações das famílias.
A Prefeitura de Mesópolis terá um repasse de R$ 110 mil do Fundo Estadual de Assistência Social ( Feas) e terá 320 novas vagas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), e abertura de 30 vagas de cursos de qualificação do Via Rápida Emprego, em capacitações diferentes como Rotinas de Escritório, Jardinagem, Eletricista, Encanador, Produção de Mudas em Viveiros, e muitos outros.
O governador também garantiu que caso as vagas do EJA e de qualificação sejam insuficientes, estas poderão ser expandidas. Será disponibilizando ainda a bolsa auxílio para os desempregados que fizerem o curso do Via Rápida, no valor de R$ 330.
Após o evento, o prefeito Leandro Aparecido Polarini na foto com o governadro Geraldo Alckmin e a primeira dama Marinângela Polarini, foi convidado a assinar o protocolo do recurso "Além da Renda", garantindo os investimentos em sua cidade de acordo com o índice de pobreza local.

PALAVRAS DE CHICO XAVIER

Pergunta
– Estuda-se no Brasil uma forma de legalização do aborto. Qual a sua opinião?

Chico Xavier
- O aborto é sempre lamentável. Se já estamos na Terra com elementos anticoncepcionais de aplicação mais suave, compreensível e humanitária, por que é que havemos de criar a matança de crianças indefesas, com absoluta impunidade, entre as paredes de nossas casas? Isto é delito muito grave perante a Providência Divina, porque a vida não nos pertence e sim ao Poder Divino.
Se as criaturas têm necessidade do relacionamento sexual para revitalização de suas próprias forças, o que achamos muito justo, seria melhor se o fizessem sem alarde ou sem lesão espiritual ou psicológica para ninguém. Se o anticoncepcional veio favorecer esta movimentação das criaturas, por que vamos legalizar ou estimular o aborto?
Por outro lado , podemos analisar que, se nossas mães tivessem esse propósito de criar uma lei do aborto no século passado, ou no princípio e meados deste século, nós não estaríamos vivos.
Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.

Lobo

Reginaldo Villazón
Na última segunda-feira (15 de abril), o mundo foi sacudido com a notícia de mais um audacioso atentado contra a vida de civis. O fato aconteceu no encerramento da tradicional Maratona de Boston, em sua 117ª. edição. A capital do Estado de Massachusetts (EUA), de 600 mil habitantes, abrigava milhares de corredores da prova e uma multidão de expectadores em clima festivo.
O local de chegada estava movimentado. Houve duas fortes explosões. A primeira bomba explodiu às 14:50 horas. Após 10 segundos, a segunda explodiu. Cenas de guerra: fumaça, sangue, mortos, feridos, desespero. Socorristas de plantão e pessoas solidárias conseguiram reunir forças e prestar ajuda às vítimas. Três pessoas perderam a vida. Mais de 170 se feriram, 17 em estado grave.
É inevitável lembrar o atentado de 11 de setembro de 2001, na cidade de Nova Iorque, onde terroristas islâmicos colidiram dois aviões comerciais com passageiros num ataque suicida contra dois altos edifícios empresariais. Os edifícios desmoronaram. Morreram milhares de pessoas. O governo norte-americano caçou os chefes terroristas, até executar Osama bin Laden, no Paquistão, em 2011.
Não importa se o atentado em Boston foi (ou não) perpetrado por um grupo terrorista, como em Nova Iorque. Nem se o motivo foi (ou não) uma confrontação política e ideológica. Importa saber que, para realizar esse tipo de ação premeditada, é preciso ter muito ódio no coração. Que o ódio não brota do nada. Nem cresce sem a energia fornecida por atos de violência.
A história registra farta quantidade de guerras, massacres, torturas e execuções, em campanhas de nações contra nações, sob o comando de líderes nacionalistas. Assim foram apropriadas terras vizinhas, constituídos vastos impérios, exploradas colônias distantes. Países modernos – Inglaterra, Espanha, Portugal, Rússia e outros – cometeram muitos atos de violência oficiais, determinados por seus governantes.
Os Estados Unidos da América é a democracia mais desenvolvida, rica e forte do planeta. Lá está a sede da ONU – Organização das Nações Unidas –, entidade que existe para promover o diálogo, a paz, a cooperação e o progresso no mundo. Mas, desde a sua formação, o país está envolvido em disputas e guerras. Tem bombas atômicas, fabrica e exporta armas, pratica violência.
Nenhum político assume responsabilidade pela violência. Todos eles discursam em favor da família, da religião e da paz. Na teoria, eles são eleitos e pagos para manter a paz e lutar contra todo tipo de violência. Mas, eles também são eleitos e pagos para lutar em defesa da segurança e dos interesses das nações. Eis a justificativa necessária e suficiente para tanta violência institucional no mundo.
É triste ver as cenas do atentado em Boston. Ver as fotos, em plena vida, dos que pereceram. Saber dos que vão carregar no corpo as marcas sofridas. Ouvir pessoas do povo, clamando apenas contra os autores diretos da tragédia. Observar os políticos, bem vestidos, criticando a violência alheia. Enfim, cada povo terá que abrir os olhos para a sua realidade política e exigir sempre a paz.

O menor, o crime e a idade penal

*Dirceu Cardoso

Ao afirmar que a prisão dos menores infratores, com a legislação hoje vigente, é o mesmo que "enxugar gelo", o comandante da PM paulista, cel. Benedito Roberto Meira, com sua larga experiência no trabalho de policiamento, vai direto ao ponto e propõe a discussão do problema. De nada adianta prender se as leis mandam soltá-los quase que incondicionalmente e nada os impede de voltar a cometer crimes que, em se tratando de menores, são considerados "atos infracionais". Na verdade, esses jovens constituem-se no produto da sociedade dos direitos sem deveres que se implantou em nosso país durante as últimas décadas.
No empuxo da sociedade libertária que todo ser humano traz no seu próprio DNA, os sonhadores, politiqueiros e interesseiros, venderam ao povo uma sociedade utópica, onde cada qual goza de seus direitos mas não paga a proporcional cota de deveres. Com isso, a família se degringola, o sexo se torna livre e a paternidade/maternidade irresponsável. Crianças são geradas por outras crianças e restam desassistidas. Para as famílias que ainda tentam resistir, legou-se leis que tiram a autoridade paterna e materna quando, na verdade, deveriam punir apenas os excessos e cobrar o exercício pleno do pátrio poder. Pais e mães têm do dever de prover e zelar de seus filhos, e o Estado não pode negligenciar na prestação de serviços e políticas públicas de amparo e encaminhamento.
Aquilo que hoje temos é a caótica situação de famílias desagregadas, irresponsáveis e, muitas vezes, sem condições básicas para assumir as responsabilidades de criar os filhos gerados. Os teóricos ditam regras que os demagogos transformam em leis e as instituições públicas, apesar de receber verbas para tanto, não conseguem executar. Essas crianças acabam, desgraçadamente, cooptadas pelo crime.
O simples ato de prender o indivíduo, seja ele menor ou maior, não resolve o problema. Quando chega a esse nível é porque toda uma estrutura sócio-oficial falhou e já temos um produto problemático. Aí não há outra alternativa, senão prender. Mas a prisão não pode ser um simples depósito, e sim um lugar que faça da pena um instrumento de ressocialização e recuperação para a volta ao convívio social. Quanto ao menor, a redução da idade penal poderá ser um importante instrumento para a sua proteção. Evitará que seja assediado pelos esquemas criminosos que o escravizam. E, na certeza da punição, ele próprio, não terá interesse em entrar no terreno do crime.
A maioria dos crimes hoje cometidos é de autoria de indivíduos reincidentes, que deveriam estar recolhidos, pagando as penas dos delitos anteriores. Se estivessem cumprindo suas penas e recebendo efetiva ressocialização, não estariam na rua fazendo novas vítimas. Mas, infelizmente, a atual política penal brasileira é voltada para a facilitação da liberdade, mesmo que isso não represente a mínima recuperação do apenado. Chega a ser um incentivo à criminalidade e precisa se mudada, urgentemente...
Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) aspomilpm@terra.com.br

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Morador de Jales vende imóvel e doa R$110 mil para Santa Casa


Na última semana, a Santa Casa de Jales foi alvo de uma expressiva ação de solidariedade por parte do oficial aposentado e escritor, Genésio Mendes Seixas, que num ato de generosidade decidiu doar R$110 mil para o hospital. O valor é parte da renda auferida com a venda de imóvel de sua propriedade, localizado no Jardim Samambaia, em Jales.
Segundo o provedor da Santa Casa, José Pedro Venturini, o valor será aplicado na construção de um prédio anexo ao Centro de Diagnóstico por Imagem que terá serviços com diversos exames para diagnósticos como ecocardiograma, endoscopia, coloscopia, sala para doação de sangue entre outros. "Gostaria de agradecer ao Sr.Genésio pelo seu desprendimento em ajudar a Santa Casa a realizar esse sonho, ao Carlinhos da imobiliária Globo e ao Antonio de Ângelo Berti, membro de nossa irmandade e do Rotary Club ‘Grandes Lagos’ que colaborou como intermediário dessa ação, lembrando da necessidade de nossa entidade", ressaltou Venturini.
A coordenadora de Captação de Recursos e Projetos do hospital, Adriana Mariano além de agradecer o Sr. Genésio pelo gesto, também ressaltou o nome de Carlos Alberto Silveira, da imobiliária Globo, que prontamente atendeu seu pedido e doou o valor integral de sua comissão e o grande parceiro, Antonio de Ângelo Berti, membro de nossa irmandade e do Rotary Club ‘Grandes Lagos’ que colaborou como intermediário dessa ação, após uma visita realizada no Rotary expondo as necessidades do hospital. "Acredito que o gesto do nosso amigo seja uma manifestação divina e fico feliz em poder fazer parte disso", disse.
Não é a primeira vez que o oficial aposentado e escritor, realiza doações como essa. A renda da venda do livro "Beija-flor apagando incêndio", escrito por ele, também foi totalmente doada para a Santa Casa.

Agentes públicos com prerrogativa de foro: MPF em Jales envia cópia dos autos da Operação Fratelli para a PGR e a PRR-3

 
O Ministério Público Federal em Jales enviou nesta semana à Procuradoria-Geral da República (PGR) e à Procuradoria Regional Federal da 3a Região (PRR-3) a cópia integral dos autos da Operação Fratelli.
 No ofício que acompanha a cópia dos autos enviada à PGR, o procurador da República Thiago Lacerda Nobre, responsável pela Operação Fratelli, destaca que, no decorrer das investigações, surgiram informações que podem indicar o eventual envolvimento de agentes públicos com foro por prerrogativa de função no Supremo Tribunal Federal.
 “Tendo em vista que a prática de eventuais delitos por tais agentes deve ser investigados, processados e julgados respectivamente pela Procuradoria-Geral da República e pelo Supremo Tribunal Federal, remeto a íntegra dos autos anteriormente citados, bem como demais documentos correlatos, para adoção das medidas pertinentes”, diz o procurador no documento.
 Da mesma forma procedeu o Ministério Público Federal em Jales em relação a informações sobre o eventual envolvimento de agentes públicos com foro por prerrogativa de função no Tribunal Regional Federal da 3ª Região, que devem ser investigados, processados e julgados respectivamente pela PRR3 e pelo Tribunal Regional Federal da 3a Região.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Tenente Luciano, da Polícia Militar, lança em Bebedouro seu livro contra as drogas



O livro "Drogas Recreativas" destina-se a auxiliar os pais que se preocupam com o bem-estar de seus filhos, a juventude engajada de forma consciente na questão das drogas e os profissionais que atuam na prevenção e combate.
Os termos "Drogas Recreativas" são empregados em diversos países, e definem toda substância, lícita ou ilícita, que tem por finalidade proporcionar um prazer temporário, geralmente rápido, mas que causa em determinado prazo consequências físicas e psíquicas desastrosas para a pessoa, incluindo dependência, cânceres e morte.
A obra possui 422 páginas, mais de 400 imagens em excepcional resolução, papel de altíssima qualidade, dotada de capa dura e nobre acabamento, fruto de cerca de uma década de pesquisas sérias e sólidas em respeito à franqueza, onde são debatidas aproximadamente 600 espécies de substâncias, entre elas álcool, tabaco, maconha, cocaína, crack, anorexígenos, ecstasy, anabolizantes e tranquilizantes.
O autor é Luciano Quemello Borges, 1° Tenente da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Instituição em que trabalha faz 16 anos, sempre atuando no combate às drogas, profissional especializado em Força Tática, Controle de Distúrbios Civis, Técnicas de Utilização de Equipamentos Não-Letais, Defesa Pessoal e Ocorrências envolvendo Artefatos Explosivos.
No dia 25 de abril de 2013, quinta-feira, às 20 horas, no Bebedouro Shopping Center, entrada gratuita, o autor realizará uma palestra com o tema "Como falar sobre drogas aos filhos", e em seguida receberá os leitores em uma noite de autógrafos.
Exemplares do livro poderão ser adquiridos tanto na data do lançamento quanto nas duas livrarias Herança Cultural de Bebedouro, Loja I, no Bebedouro Shopping Center – fone (17) 3345-4479 ou Loja II, na Rua São João, 696, Centro – fone (17) 3342-6099.
Compareça, adquira conhecimento e ajude a desestimular o consumo de drogas, protegendo assim tudo o que lhe é sagrado: a sua família!
Informações pela página do livro no facebook: Drogas Recreativas

Elena Rosa e Marilza participam de Encontro de Prefeitos, Gestores Municipais da Educação

A vice-prefeita Elena Rosa e a secretária de Educação Marilza de Almeida Marques participaram na última sexta-feira (12) na cidade de Votuporanga do Encontro de Prefeitos, Gestores Municipais da Educação e Instituições Parceiras, o local do eventos foi no Centro de Convenções Jornalista Nelson Camargo, onde estavam presentes representantes de 44 municípios da região que compõem Arranjo de Desenvolvimento da Educação do Noroeste do Estado de São Paulo.
De acordo com a secretária de Educação Marilza o evento teve o objetivo de fazer o realinhamento e integração de novos municípios ao Arranjo de Desenvolvimento da Educação do Noroeste do Estado de São Paulo.
Elena Rosa que na ocasião assinou uma carta de compromisso, explicou que este encontro fortalece ainda mais os vínculos entre os municípios parceiros. "Esse Arranjo regional de educação envolve e cria parcerias entre gestores públicos, sociedade e empresas com o objetivo de desenvolver efetivamente políticas públicas na área da educação. Juntos somos fortes, e traremos com certeza muitos benefícios para nossa região", disse Elena.
O Arranjo Noroeste Paulista conta com a parceria do Ministério da Educação e do Centro de Liderança Paulista (CLP) e apoio de instituições regionais como o Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de São Paulo – Campus Votuporanga; Centro Universitário de Votuporanga/Unifev; Senac Votuporanga; e Diretoria de Ensino de Votuporanga.
Diretrizes e Metas 2013/2016
Entre as diretrizes do Arranjo de Desenvolvimento da Educação do Noroeste Paulista para os próximos quatro anos estão a elaboração do Plano Municipal da Educação com base no território regional e a aprendizagem na idade certa para todos, com base no território regional, além de outras ações.
A meta é de reduzir para 3% a defasagem na aprendizagem por série/ano em Língua Portuguesa e Matemática até 2016, realizar o II Congresso Internacional de Educação e a Escola de Tempo Integral – Programa Mais Educação também são metas do Arranjo.

Máfia do asfalto: Justiça Federal aceita denúncia contra 19 integrantes de organização criminosa que fraudava licitações em Auriflama e decreta prisão de 13

Entre os quatro presos está dono de empreiteira;
outros nove não foram localizados e são considerados foragidos

A Justiça Federal em Jales recebeu nesta quarta-feira, 17 de abril, a denúncia do Ministério Público Federal contra 19 integrantes de uma organização criminosa que corrompia agentes públicos e fraudava licitações para a contratação de serviços, especialmente de pavimentação e recapeamento asfáltico, para a prefeitura de Auriflama, no Noroeste do Estado. Também foi decretada a prisão preventiva de 13 dos 19 denunciados. Até o momento, apenas quatro pessoas foram presas. Os demais já são considerados foragidos.
Eles já haviam sido presos temporariamente por determinação da Justiça Estadual no dia da deflagração da Operação Fratelli, na semana passada, mas foram liberados na segunda-feira pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. A decretação das novas prisões, desta vez em caráter preventivo, atende a pedido formulado pelo MPF. A prisão preventiva não tem um prazo estipulado.
Fraudes semelhantes à de Auriflama ocorreram em cerca de 80 municípios da região, e o valor dos desvios pode ter alcançado a cifra de R$ 1 bilhão. Os denunciados nesta ação penal agora respondem na condição de réus pela prática dos crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica e fraude em licitação.
O MPF fundamentou o pedido de decretação da prisão preventiva dos réus na garantia da ordem pública, na garantia da ordem econômica, na conveniência da instrução criminal e na garantia da aplicação da lei penal. Quanto à garantia da ordem econômica, se forem mantidos em liberdade, a quadrilha pode continuar na prática das atividades criminosas. "As empresas do grupo econômico investigado fraudaram e superfaturaram inúmeras licitações. Houve lesão à livre concorrência, o que prejudica a ordem econômica", explica o autor do pedido, o procurador da República Thiago Lacerda Nobre.
Em relação à conveniência da instrução penal, o grupo, além de deter enorme poder econômico, "possui contatos influentes nas mais diversas esferas de poder, sendo certo que, uma vez em liberdade, causariam enorme transtorno para a instrução penal". "Se mantidos em liberdade, eles podem fazer uso de seu poder e influência para intimidar eventuais testemunhas e destruir ou ocultar provas, tumultuando o andamento processual". Já sobre a garantia da aplicação da lei penal, o MPF destacou o risco de fuga por parte dos réus.
MÁFIA.
O núcleo empresarial Scamatti, liderado por Olívio Scamatti, dono da empreiteira Demop, de Votuporanga, se desdobrava em pelo menos 31 empresas distintas, algumas delas apenas de fachada. Os quadros societários variavam, mas eram compostos sempre por membros da família. A existência dessas diversas empresas, aliás, foi um dos principais instrumentos utilizados para facilitar a prática dos crimes. Na verdade, tratava-se de um único grupo empresarial pertencente aos Scamatti, subdividido em várias empresas apenas com o objetivo de praticar crimes. As empresas participavam dos processos licitatórios, mas na verdade não havia uma concorrência real, já que pertenciam todas ao Grupo Scamatti. "Eram simulacros de licitações", define Thiago Lacerda Nobre.
As obras de recapeamento de vias eram realizadas com verbas federais dos Ministérios das Cidades e do Turismo. O dinheiro era destinado à região por meio de emendas de parlamentares ao Orçamento da União, o que era definido no Congresso. As emendas em si não são alvo da investigação do MPF no momento, mas sim os processos licitatórios realizados para definir as empresas que receberiam essas verbas federais para tocar obras no Noroeste do Estado. Como as licitações eram direcionadas, as obras eram superfaturadas, e os lucros eram divididos entre os integrantes do esquema – inclusive sendo utilizados para corromper agentes públicos.

PF de Jales prende novamente empresários de Votuporanga investigados por fraudes em licitações públicas

Justiça Federal, após representação do MPF de Jales (SP), decretou a prisão preventiva de 13 pessoas
Viatura da PF chegado a Jales com os presos
Eles haviam sido liberados na segunda (15/04) em razão de Habeas Corpus concedido pelo Tribunal de Justiça de SP
Policiais federais de Jales e São José do Rio Preto (SP) diligenciaram, na manhã desta quinta-feira (18/04), em cumprimento a treze mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal de Jales (SP). As prisões foram decretadas após representação do MPF à Justiça Federal baseada em investigações conduzidas pela PF de Jales bem como em análise de farta quantidade de documentos requisitados pelo Ministério Público Federal em desfavor dos investigados. Quatro pessoas foram presas.
O.S. e sua esposa M. A. S. S., ambos empresários com 48 anos de idade foram presos na residência do casal, no centro de Votuporanga (SP). G.S., 50 anos, foi preso em Neves Paulista e O.F.F., 60 anos, foi detido em Uchôa, cidades do interior paulista. Os demais procurados não foram localizados e são considerados foragidos pela PF, entre eles estão quatro irmãos de O.S., além de sócios e diretores das empresas investigadas. Diligências continuam sendo realizadas com o objetivo de localizá-los e prendê-los.
Os mandados de prisão preventiva ora expedidos são relativos às investigações que fazem parte da Operação Fratelli deflagrada no início do mês, porém, o objetivo das diligências desta investigação é a apuração de crimes praticados no âmbito federal, ou seja, relacionados às verbas federais oriundas principalmente dos Ministérios das Cidades e do Turismo. Desde o final de 2012 a PF de Jales investiga o grupo objetivando esclarecer os crimes e os envolvidos com os desvios dos recursos federais.
Os presos e alguns dos foragidos foram beneficiados há poucos dias pelo Tribunal de Justiça de SP em razão da concessão de um Habeas Corpus impetrado pela defesa de O.S. e estendido aos demais presos. Agora, a competência para a análise de recursos contra as prisões realizadas é da Justiça Federal e não mais da Justiça Estadual de São Paulo.
Todos os presos serão conduzidos para o CDP (Centro de Detenção Provisória) em São José do Rio Preto, com exceção de M.A.S.S., que será conduzida ao presídio feminino de General Salgado. Todos permanecerão presos por tempo indeterminado à disposição da Justiça Federal.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

BPP Jales conquista 1º lugar em Prêmio do Banco do Povo Paulista


O vice-prefeito Pedro Callado (à direita) representando
 Jales na entrega do prêmio
O vice-prefeito Pedro Callado e os agentes de crédito da unidade de Jales, do Banco do Povo, Paulo Viana e Rodolfo Tondati, participaram na segunda-feira, 15 de abril, da 4ª edição do Prêmio Anual do Banco do Povo Paulista que homenageia as unidades que mais concedem créditos no Estado de São Paulo.
O evento realizado no Palácio dos Bandeirantes reúne oito categorias diferentes. Sete são por número de habitantes (até 7,5 mil, até 15 mil, até 30 mil, até 50 mil, até 100 mil, até 300 mil e acima de 300 mil) e a oitava categoria é por maior índice de produção per capita. De acordo com o secretário do Emprego e Relações do Trabalho, Carlos Ortiz, "nosso banco só funciona se realmente houver um engajamento do prefeito e do nosso agente. Nosso agente realmente é a pessoa mais importante". Segundo ele, a qualidade do trabalho foi ainda mais estimulada a partir da criação da Lei 14922/2012 que criou o Bônus por Participação nos Resultados (BPR).
Jales ficou em primeiro lugar na categoria de agências que pertencem a municípios de até 50 mil habitantes. Nessa categoria, José Bonifácio ficou em segundo lugar e Paraguaçú Paulista ficou em terceiro.
Carlos Ortiz explicou que o programa de crédito do Banco do Povo Paulista funciona em parceria com as prefeituras para fomentar o microempreendedorismo e disse que a expectativa para este ano é emprestar mais de R$ 250 milhões e superar em 30% o montante concedido em 2012.
"Ficamos felizes e honrados com o prêmio de melhor unidade do Banco do Povo Paulista no Estado de São Paulo, em nossa faixa populacional. Esta premiação é o resultado de um trabalho sério que vem sendo realizado nos últimos 4 anos, onde desde a nossa chegada na unidade nos empenhamos em procurar nossos empreendedores pessoalmente, oferecendo e explicando os benefícios do programa de microcrédito do Banco do Povo Paulista", disse o agente de crédito Paulo Viana. Para Rodolfo Tondati, "é um trabalho gratificante, pois participamos de certa forma da realização do sonho das pessoas em ter seu próprio negócio tornando-se um empreendedor. Acompanhamos o crescimento dos empreendedores da nossa cidade que através do Banco do Povo, gera emprego e renda, auxiliando no desenvolvimento econômico e social do município. Agradecemos a todos os clientes, amigos e a administração municipal, que tem nos auxiliado em muito nesta conquis