Páginas

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Prefeito Leandro Polarini, de Mesópolis, é recebido pela deputada Analice Fernandes

Paulo Lima, prefeito Leandro, deputada Analice Fernandes
 e o vereador Elton Milani, durante audiência
A deputada Analice Fernandes atendeu em seu gabinete o prefeito de Mesópolis, Leandro Polarini (PSDB) , o vereador Elton Milani (PSDB) e o presidente do Diretório Municipal de PSDB, Paulo Lima, para discutir problemas relacionados com o município.
Os estragos causados pelas chuvas de final de ano entraram na pauta de discussão. O prefeito fez um relatório detalhado da situação em que ficou o município e solicitou ajuda da deputada para obter recursos para o recapeamento asfáltico. "Estamos em uma situação delicada, precisamos de ajuda para recuperar a cidade", afirmou o prefeito Leandro.
Outra necessidade apontada pelo prefeito foi a de um triturador de galhos e uma prensa hidráulica para que o município possa dar destinação adequada a parte dos resíduos sólidos produzidos no município. "Temos um acordo com o Ministério Público e precisamos fazer a reciclagem dos materiais, diminuindo o volume do que é descartado como lixo", disse o prefeito.
Segundo a deputada Analice todos os pedidos serão encaminhados. "Vamos tentar conseguir recursos para estes programas. Sou parceira de Mesópolis, e sei da seriedade do trabalho que o Leandro quer implantar no município. Ele vem com a experiência de quem foi vice-prefeito de uma ótima gestão", afirmou a deputada.

FolhaGeral: Estão empurrando com a barriga

A Prefeitura ainda não cadastrou os mototaxistas e motofretistas. A conversa é que a Prefeitura só fará o cadastro após o curso obrigatório. Para alguns, se após o curso, os profissionais de hoje não cumprirem a exigências da lei, como apresentar atestado de antecedente criminal e outros, como agirá os órgãos responsáveis em especial, o Poder Público Municipal para acomodar o reprovado? O que querem na verdade, é empurrar com a barriga a normalização dos serviços, como aconteceu na administração anterior. O problema em Jales está se tornando político e não técnico.
Prudência
A Lei Orgânica do Município de Jales proíbe a nomeação de pessoas para cargos em comissão que estejam com a ficha suja. A prefeita Nice Mistilides precisa cuidado nas indicações para não ficar numa saia justa danada se nomear ficha suja para o seu estado-maior.
Eleição
O PSDB de Jales vai realizar eleição para renovar ou manter os mesmos dirigentes frente ao Diretório Municipal. O que os tucanos precisam mesmo é uma injeção amor declarado à cidade e sair em busca de investimentos para o município, principalmente as que beneficiam a população. Sabe-se que no governo municipal anterior, os tucanos não fizeram muita questão correr atrás dos recursos. Mas agora, o vice-prefeito de Jales é um tucano e é por ele que o PSDB deve se unir e reinvidicar, mesmo.
Uma década
Em março fará dez anos que a Lei 2.734, que regulamentou os serviços de mototaxi e motofrete no município de Jales foi sancionada pelo então prefeito Hilário Pupim. Poderia ter sido a primeira cidade no estado, como ocorreu quando da implantação do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), a ter implantado os serviços de transportes de cargas e de passageiros por moto.
Sem por ou tirar
Querem revogar a lei 2.734 de 21/03/2003, sancionada pelo então prefeito Hilário Pupim, que regulamentou os serviços de mototaxi e motofrete sob a alegação que ela muito exigente para Jales, e usar por base uma lei aprovada em Votuporanga em 2.010, que na verdade é idêntica à lei jalesense, mudando apenas as palavras, números e outros itens. De resto, não muda. Aliás, não é melhor que a de Jales.
Fica
O juiz substituto da 147ª Zona Eleitoral de Votuporanga, Mateus Moreira Siketo, determinou na última quarta-feira, 6 de fevereiro, a permanência de Rosa Luchi Caldeira no cargo de prefeita municipal de Valentim Gentil, até que o recurso movido contra ela, pedindo a cassação do seu registro de candidatura, seja julgado em última instância.
Na ativa
Cidades maiores, com mais dificuldades já estão com os serviços regulamentados e funcionando no estado, como: Motofrete – São Paulo, Campinas, São José do Rio Preto, Guarulhos, Sorocaba, Santos, São José dos Campos, Araraquara, Lins, Cubatão, Jacareí, Presidente Prudente, São Vicente e Peruíbe. Mototáxi – Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Franca, Araçatuba, Piracicaba, Barretos, Araras, Bauru, Taubaté, Araraquara, Lins, Agudos, Limeira e Presidente Prudente.
Informação
Depois do acidente envolvendo o veículo oficial na ida da prefeita Nice Mistilides a Brasília, vereador que querem saber, a ocupação do motorista Aldo José Nunes de Sá na Prefeitura. Lá no botequim a turma comentou que o motorista do gabinete do Executivo precisa estar enquadrado numa lei municipal regula esse tipo de serviço. Sabe-se lá qual?
Quem manda é...
Lá no botequim da vila, conversa vai conversa vem, disseram que em um município vizinho, o sistema de governo é tal qual o Parlamentarismo. O eleito pelo voto popular não governa, é o relações públicas, e quem governa, é o nomeado para o gabinete que não teve voto.
Com o povo
Uma vez por mês, o prefeito, a vice-prefeita e os diretores de e os secretários vão até um bairro da cidade para atender a população. É o programa Prefeitura nos Bairros. Não é em Jales não, é em Barra Bonita.
No ex-PS
O programa Estratégia de Saúde da Família Uni-América que funcionava em uma casa alugada, passa a atender agora no antigo prédio do Pronto Socorro Municipal.
Não sai
Os dirigentes das equipes de futebol amador do município e aqueles envolvidos com outras modalidades esportivas estão descrentes quanto à nomeação de um nome que agrade a todos para a Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo (SMECT). Os setores da cultura e turismo também vivem a mesma expectativa. Nunca se viu uma secretaria ficar tanto tempo sem o titular, pelo menos até o momento em que digitávamos esta coluna.
Se demorar
A atual administração recebeu uma grande partes das vias públicas em péssimo estado de tráfego, dado a buraqueira. Se houver demora no inicio do recapeamento às ruas mais precárias, não vai demorar, pedestres e veículos vão estar andando como antigamente: no leito carroçável de terra.

Alex e Vanessa, para todo o sempre


No sábado, 2 de fevereiro, na Igreja São José Operário, no Jardim São Judas Tadeu, com as bençãos do padre Pedro Martelo, se uniram matrimônio, os jovens Alex Fernando Corte de Oliveira e Vanessa Dam Ferreira,
Ele é filho de José Carlos de Oliveira e Maria Aparecida Cristina Corte de Oliveira, e ela filha de Luiz Carlos Ferreira e de Maria Aparecida Dam Ferreira.
Logo após a cerimônia religiosa, Alex e Vanessa recepcionaram os familiares e convidados na sede social do Lions Club.

Festejou

Nesta sexta-feira, 8 de fevereiro, festejou mais um aniversário no calendário da vida, o palmeirense Wilson Barroso. Felizes por ele, ficaram a esposa Luiza, os filhos Daniela e Junior, o genro Ricardo e a sua mãe Ermelinda.
Parabéns a você

Maria Cristina Lopes Bocchi Sanomiya, da Transportadora Bocchi, é a aniversariante desta segunda-feira, 11 de fevereiro, e estará re-cebendo os parabéns do esposo Cesar, da filha Natalia, de seus familiares e amigos

Festejará o aniversário

Na quarta-feira, 13 de fevereiro, a professora Neide Maria Souza de Freitas Carvalho, da E.E "Onélia Faggioni Moreira" receberá os parabéns pelo aniversário. Comemoram com Neide Maria, o marido Roberto, os filhos Marcelo e Leonardo, as noras Patricia e Micheli e os netos Augusto e Lavínia.

Parabéns

Na terça-feira, 12 de fevereiro, Lu Prado Carvalho, esposa do médico Mauro Carvalho (Clinica Quanta), vai comemorar mais um ano de vida, e receberá os parabéns de demais familiares e amigos.

Em Urânia, rurais concluem o curso de Processamento Artesanal de Mandioca


Trabalhadores rurais do município de Urânia concluíram na terça-feira, (06/02), o curso de Processamento Artesanal de Mandioca realizado gratuitamente pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar, através do Sindicato Rural de Jales.
No curso, os produtores rurais e seus familiares aprenderam com o instrutor Alexandre Pereira, como preparar a mandioca e seus subprodutos como a farinha de mandioca, farinha puba, polvilho doce e azedo, além de sorvete de mandioca, brigadeiro, suco de mandioca, entre outras delícias.
Com a capacitação, os trabalhadores estão apitos a produzir os alimentos para consumo próprio e até para comercialização, como fonte de renda extra.
Ao final das aulas, todos tiveram a oportunidade de degustar os alimentos preparados.

Formatura Fatec

Vai acontecer no dia 23 de fevereiro, sábado, a colação de grau da 6ª Turma de Tecnólogos em Agronegócio e da 1ª Turma de Tecnólogos em Sistemas para a Internet da
Faculdade de Tecnologia – Fatec Jales.
O evento será no Plenário Tancredo Neves, da Câmara Municipal de Jales, às 19h30m.
O convite é assinado pela diretora da Fatec Jales, Professora Dourtora Andrea Piranhe da Silva.

Prefeita de Vitória Brasil Ana Lúcia participa de reunião

A prefeita Ana Lúcia Olhier Módulo (PSDB), de Vitória Brasil, ladeada pelo deputado estadual Itamar Franco e o secretário estadual de Emprego e Relações do Trabalho, esteve na terça-feira, 5 de fevereiro, participando do lançamento da linha de crédito aos mutuários adimplentes da CDHU.

Parabéns, Juliana

Quem festeja nova idade nesse domingo, 10 de fevereiro, é a advogada jalesense Juliana Batista Soares e comemora com seus pais Miguel Paiva Soares (funcionário do Fórum de Jales) e Lindomaura Batista de Souza Soares, as irmãs Isabela, Ana Julia e o namorado Neto. Familiares e amigos vão desejar-lhe os parabéns.

Palmas e cobranças

Marta Sousa Costa
www.martasousacosta.com

Em Pelotas, foi inaugurado o PopCenter, centro comercial popular construído para alojar os comerciantes antes instalados no camelódromo, bem como os demais camelôs distribuídos pelas ruas centrais da cidade. Na primeira semana, o PopCenter recebeu 15.000 visitantes; nos jornais locais, os lojistas, grande parte receosos da mudança, se declararam surpresos e encantados, jamais imaginaram tal receptividade do público.
Num mutirão de limpeza, as ruas anteriormente ocupadas foram limpas; no espaço ocupado pelo antigo camelódromo breve será construído estacionamento para 160 carros; a praça Cipriano Barcelos – local paradisíaco, abandonado há muitos anos – tem prevista a revitalização também para breve. Palmas para a administração anterior e também para a atual, encarregada da condução dos importantes detalhes finais, sem os quais as coisas travam, algumas vezes.
Na mídia, muitas pessoas parabenizaram a administração municipal. Outras tantas, após os merecidos elogios, se estenderam em cobranças: e o calçadão, quando será recuperado? As lixeiras, quando serão recolocadas? E as lajotas quebradas, serão repostas? E bem que o PopCenter deveria ser mais amplo, corredores mais largos, bancas maiores, e por aí se foram as sugestões.
Sempre que uma nova obra é apresentada à comunidade, junto com os elogios, surgem as cobranças por outras melhorias. Neste mês de janeiro, muitas administrações municipais foram renovadas, por todo o país. Por outro lado, muitos prefeitos foram reempossados, tendo a chance de continuar a administração aprovada pelos eleitores. Espera-se que os reempossados tenham planos para os próximos quatro anos e entusiasmo e condições de realizá-los, já que lutaram pela continuidade de seu governo; os novos titulares precisam de tempo para conhecer toda a situação herdada do antecessor. Terão erros e acertos, na aprendizagem de administrar verbas mais escassas do que gostariam. Precisarão de apoio e incentivo e que cada cidadão faça a sua parte, principalmente.
Os cidadãos continuam esparramando o lixo nas ruas? Vândalos destroem as lixeiras, picham os prédios recém pintados? Destroem os brinquedos nas praças infantis, sob os olhares complacentes de pais e transeuntes? Pagam os impostos em dia? Esses são exemplos banais, pequena amostra do comportamento do cidadão comum, o mesmo que, a cada obra entregue, incrementa o rol das críticas.
Criticar é fácil e críticas podem ser construtivas, quando bem embasadas, direcionadas a quem de direito, e quando é dado algum tempo de crédito para que as coisas sejam postas a funcionar. Críticas bem intencionadas ocasionam mudanças benéficas, quando os criticados encontram coerência na argumentação apresentada. É comum perdermos a noção do todo, quando estamos dentro de uma situação; quem olha de fora, encontra falhas que fogem à nossa percepção.
Mas críticas precisam ser bem pensadas, para serem levadas a sério. Criticar por criticar, sem conhecimento da situação, pode ser interpretado como desejo de aparecer, pegando carona no trabalho dos outros.

EDITAIS DE PROCLAMAS

Ademir de Mattis
, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.
ELIZAEL ALVES DE PAULA e SUSELI VETRANI PASCHOA. ELE,
natural de Monte Aprazível, deste Estado, nascido aos 22 de setembro de 1.963, motorista, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Sebastião Alves de Paula e de Lázara Amália de Paula. ELA, natural de Dolcinópolis, deste Estado, nascida aos 20 de julho de 1.975, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Antonio Vetrani Paschoa e de Maria de Fátima Barboza Paschoa.
BRUNO DUCA DE LIMA e NATÁLIA APARECIDA DO PRADO VELLO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 25 de janeiro de 1.990, técnico de laboratório em patologia, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Fidelcino Duca de Lima e de Maria Rosa Rodrigues Duca. ELA, natural de Santa Albertina, deste Estado, nascida aos 10 de julho de 1.989, farmacêutica, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Lazinho Vilmar Vello e de Cleide Lemes do Prado Vello.
ALAERCIO JEREMIAS e LUCIMARA BARBOSA DO NASCIMENTO. ELE,
natural de Campinas, deste Estado, nascido aos 16 de setembro de 1.962, professor, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Anelcio Jeremias e de Sebastiana de Lima Jeremias. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 30 de novembro de 1.983, professora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Amado Francisco do Nascimento e de Aparecida Ferreira Barbosa do Nascimento.
CLESO PANTALEÃO e LUCIANA CRISTINE DA SILVA. ELE,
natural de Pontalinda, deste Estado, nascido aos 08 de novembro de 1.962, operador de máquinas, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Durval Pantaleão e de Ilda Mota Pantaleão. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 12 de fevereiro de 1.982, secretária, solteira, residente e domiciliada em nesta Cidade, filha de Ilnara Nalú da Silva.
CARLOS EDUARDO BRUNELLI CUSTODIO e DAIANE CRISTINA DEMITI. ELE,
natural de Ribeirão Preto, deste Estado, nascido aos 18 de setembro de 1.981, técnico hidraulico, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Jose Roberto Custodio e de Suzete Levrini Brunelli Custodio. ELA, natural de São José do Rio Preto, deste Estado, nascida aos 05 de janeiro de 1.984, vendedora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Valdecir Demiti e de Maria do Socorro Simião dos Santos Demiti.
ADILSON AUGUSTINHO CAMARGO e VANDERLEIA LUDMILA FERNANDES,
ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 20 de fevereiro de 1.986, vigilante, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Jair Bertolino Camargo e de Helena Augustinho Camargo. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 28 de março de 1.983, auxiliar de lavanderia, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Divina Conceição Fernandes.
JEAN CARLOS DA SILVA e CIBELE LETÍCIA MENDES FOENTES,
ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 18 de julho de 1.993, serralheiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Célia Neusir da Silva. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 09 de dezembro de 1.993, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Amarildo Foentes e de Roseli Mendes.
FABRÍCIO CARLOS ZANATA e FERNANDA APARECIDA DA SILVA,
ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 15 de fevereiro de 1.983, técnico em enfermagem, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Francisco Carlos Zanata e de Ilda Rodrigues Machado Zanata. ELA, natural de São Paulo, deste Estado, nascida aos 11 de março de 1.987, chefe de cozinha, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de José Francisco da Silva e de Barbara Aparecida Chevalier.
SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.
Ademir de Mattis - Oficial

Sandra Gigante se reúne com comunidade do Córrego do Jataí

Secretária Sandra Gigante, da Agricultura e Abastecimento,
em reunião, conversa com moradores do córrego do Jataí
Dando início a uma série de visitas que serão feitas às comunidades rurais, a secretária municipal de Agricultura, Abaastecimento e Meio Ambiente, Sandra Gigante se reuniu na noite de quinta-feira, 7 de fevereiro, com os moradores do Córrego do Jataí.
Na oportunidade, Sandra ouviu as principais reivindicações dos produtores e expôs a situação da pasta. "Atualmente temos apenas uma retro escavadeira e uma motoniveladora para atender mais de seiscentos quilômetros de estradas. A prefeita Nice já está empenhada em até o meio do ano, adquirir novos equipamentos e uma patrulha rural para suprir a demanda" afirmou.
Entre os pedidos dos viticultores do Jataí estão a reforma da ponte que liga Jales a Urânia, uma torre de internet, a liberação da escritura do Barracão dos produtores e também a conservação e manutenção das estradas rurais que cortam o bairro.
"Depois do carnaval já solicitei ao técnico para que faça o estudo destas estradas e imediatamente faça um projeto para a reforma da ponte. Enquanto isso, será providenciada a inclusão dos locais no programa Melhor Caminho. Foi uma conversa bastante produtiva e tivemos a oportunidade de colocar a secretaria à disposição deles", finalizou a secretária.

Policiais apreendem arma de fogo em propriedade rural

Nessa quinta-feira, 7 de fevereiro, por volta das 16h20m , policiais militares ambientais de Jales, juntamente com policiais civis e policiamento de área, dando cumprimento ao Mandado de Busca de Apreensão expedido pela Justiça da Comarca de Jales, visando localizar irregularidades referente armas de fogo, após denúncia anônima, deslocaram até uma propriedade rural, situada nas proximidades da divisa de Santa Albertina e Urânia,
Na residência de E.G.M, onde após minuciosa vistoria por residências existentes no local, encontraram uma espingarda calibre 28 e sete cartuchos do mesmo calibre, estando seis deflagradas e um intacto, sem registro junto ao órgão competente, cometendo assim, crime capitulado no artigo 12 da Lei Federal nº 10.826/03. A pena para esse tipo de crime varia de 1 a 3 anos de detenção.
Diante dos fatos, foi dada voz de prisão a E.G.M e conduzido à Delegacia de Polícia de Urânia, onde a autoridade de Polícia Judiciária ratificou a prisão. E.G.M prestou depoimento e foi liberado após o pagamento de fiança fixada em R$ 700,00 .

Cidade de Jales se destaca no fornecimento de certificado digital

O Sindicato do Comércio Varejista de Jales ficou em 5º lugar entre as entidades de classe do comércio que mais venderam certificados digitais durante o mês de janeiro, de acordo com a Tabela Top 10, da Autofax Tecnologia, divulgada na semana passada. Na região, outro destaque foi Santa Fé do Sul, que ficou em 7º lugar.
Entre as 58 entidades ranqueadas, em primeiro lugar ficou o sindicato de Penápolis, seguido do Clube de Diretores Lojistas de Barreiras, o Sindilojas de São Paulo e o sindicato de Lins.
Depois de Jales, entre os 10 primeiros, ficaram o sindicato do ABC, o sindicato de Santa Fé do Sul, o sindicato de Guarulhos, o Sincovave e SVC de Cruzeiro e o Sindtur.
Para o presidente do sindicato e da Associação Comercial e Industrial de Jales, Alexandre Rensi, essse número é resultado do esforço das duas entidades visando contribuir com algumas facilidades para os empresários fazerem a sua certificação. Para isso, foi instalado, desde junho de 2012, um posto de certificação, oferecendo um desconto de 20% para os associados e evitando que os mesmos tenham que se deslocar para outras cidades da região para obterem o seu documento.
O pagamento da certificação pode ser feito pelo próprio site da Acij, que mantém um link, do lado direito, para a certificadora conveniada. A certificação pode ser para o e-CNPJ ou para o e-CPF com validade para dois ou três anos, com ou sem leitor de cartão.
O certificado digital é um documento eletrônico exigido pelo Governo Federal que possibilita comprovar a identidade de uma pessoa, de uma empresa ou de um site na internet. Esse documento funciona como uma assinatura digital, com validade jurídica, garantindo segurança nas transações online, como troca eletrônica de documentos, mensagens e dados.

Bolsa Universidade recebe inscrições destinadas a estudantes na Diretoria de Ensino de Jales

Estão abertas até sexta-feira, dia 15 de fevereiro, as inscrições para o projeto Bolsa Universidade, da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.
São 96 vagas para universitários interessados em atuar como educadores do programa Escola da Família em unidades da Diretoria de Ensino - Região de Jales.
Para se candidatar é preciso estar regularmente matriculado em uma instituição de ensino superior conveniada ao programa, não receber outra bolsa, financiamento ou similar, proveniente de recursos públicos e ter disponibilidade para atuar como educador universitário aos finais de semana.
O cadastro pode ser feito por meio do Portal da Educação (www.educacao.sp.gov.br), que também dispõe da relação de vagas e universidades conveniadas e do regulamento para participação.
O estudante contemplado receberá bolsa integral de seu curso, custeada pela Secretaria da Educação, que arca com o valor proporcional a 50% da mensalidade, desde que não ultrapasse o teto de R$ 310, e pela instituição de ensino, que completa o restante da mensalidade.
Em contrapartida, o universitário atuará como educador, aos sábados e domingos, em uma unidade participante do Escola da Família, auxiliando no desenvolvimento das atividades previstas pelo programa.
Outras informações podem ser obtidas junto à Central de Atendimento da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), pelo telefone 0800 777 0333 ou pelo e-mail escoladafamilia@fde.sp.gov.br.

A depressão na terceira idade

Por Giovani Alessandro de Mello
e
Vanessa Cristina Lourenço Casotti Ferreira da Palma
O estudo do envelhecimento é atualmente um dos principais pontos de atenção dos agentes sociais e governamentais, bem como da medicina em geral. A Política Nacional do Idoso sancionada pelo Ministério da Saúde designa idosa a pessoa com idade superior ou igual a 60 anos de idade. A Organização Mundial de Saúde estima que aproximadamente um em cada dez idosos sofra de depressão.
A depressão é uma das principais doenças mentais na população idosa e que se caracteriza por episódios de longa duração, alta cronicidade, recaídas e recorrências, prejuízo psicossocial e físico e alto risco de suicídio. Ela é de difícil reconhecimento e diagnóstico, uma vez que a sociedade de um modo geral a encara como um fato normal à velhice. As causas da depressão ainda são desconhecidas, mas acredita-se que vários fatores biológicos, psicológicos e sociais, tudo atuando de forma concomitante, desencadeiem a doença.
É uma condição que coloca em risco a vida, sobretudo daqueles que têm alguma doença crônico-degenerativa ou incapacitante, pois há uma influência recíproca na evolução clínica do paciente. As causas de depressão no idoso configuram-se dentro de um conjunto amplo de componentes onde atuam fatores genéticos, eventos vitais, como luto e abandono, e doenças incapacitantes, entre outros. Cabe ressaltar que a depressão no idoso frequentemente surge em um contexto de perda da qualidade de vida associada ao isolamento social e ao surgimento de doenças clínicas graves.
No cotidiano, constata-se que a palavra "depressão" é utilizada de forma genérica, abrangendo um grande número de doenças, principalmente aquelas ditas mentais, distorcida do seu significado real. No senso comum, designa desde alterações psicológicas, perturbações psiquiátricas graves a flutuações de humor ou de caráter. A incidência de depressão é mais elevada em populações asilares ou em hospitais para internação de doentes agudos do que na comunidade, em razão do isolamento social.
O tratamento da depressão no idoso tem por finalidade reduzir o sofrimento psíquico causado por esta enfermidade, diminuir o risco de suicídio, melhorar o estado geral do paciente e garantir uma melhor qualidade de vida.
O acompanhamento psicoterápico como complemento ao tratamento medicamentoso pode propiciar a recuperação desses idosos. O tratamento da depressão, como também de outras doenças neuropsiquiátricas no idoso, é um desafio que envolve intervenção especializada. As estratégias de tratamento envolvem psicoterapia, intervenção psicofarmacológica e, quando necessário, eletroconvulsoterapia.
Em suma: existem várias maneiras que objetivam o tratamento de depressão no idoso, além das elencadas no texto, podemos afirmar que atividades sociorrecreativas, como ouvir música alegre, dançar, participar de jogos, conversar com os amigos, podem melhorar muito o estado de espírito dos idosos aumentando sua qualidade de vida.
*Giovani Alessandro de Mello: Acadêmico do Curso de Administração da UFMS – Campus de Três Lagoas. E-mail: giovani.rs@gmail.com
*Vanessa Cristina Lourenço Casotti Ferreira da Palma: Professora do Curso de Direito da UFMS – Campus de Três Lagoas. vanessacasotti@hotmail.com

Iamspe assina contrato com Clínica Quanta, em Jales, para atendimento ao servidor estadual

Dr. Mauro Carvalho, representante da Clinica Quanta, de Jales,
assina convênio junto ao secretário estadual Davi Zaia
Os servidores públicos estaduais de Jales passam a ter mais opção de atendimento médico na cidade. O Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual – Iamspe, vinculado à Secretaria de Gestão Pública do Estado, assinou contrato com a Clínica de Diagnóstico por Imagem Dr. Mauro Carvalho.
O convênio foi assinado nesta quinta-feira, 7 de fevereiro, pelo secretário da pasta, Davi Zaia e Mauro Carvalho, da Quanta, em São José do Rio Preto.
Em Jales, o valor mensal do contrato é de R$ 300 mil e vale por um prazo de 15 meses, a serem revertidos a mais de 3.873 servidores estaduais e seus dependentes que moram no município. . Serão oferecidos os serviços de raio-x, ultrassonografia, tomografia e ressonância magnética.
Os credenciamentos fazem parte do Programa de Modernização do Iamspe, o qual prevê um modelo de assistência mais descentralizado e próximo do usuário. Atualmente, a rede de atendimento do Instituto está presente em mais de 200 municípios. "Estamos trabalhando para levar atendimento de qualidade aos servidores públicos e com isso, reduziremos cada vez mais a necessidade de grandes deslocamentos e proporcionaremos mais comodidade", diz o secretário estadual de Gestão Pública, Davi Zaia.

Carnaval e juventude

D. Demétrio Valentini

O carnaval comparece cedo neste ano. Ele depende da data da páscoa. Como desta vez ela acontece ainda em março, é preciso ir recuando o calendário, para que entre o carnaval e a páscoa caiba o tempo da quaresma.
Assim se comprova,a de novo, que o carnaval nasceu como um evento secundário, colocado em referência a outro, mais importante. No caso, o carnaval se desenhou no contexto da expectativa da quaresma, que se constitui num tempo prolongado, bem programado, com metas bem estabelecidas, e com uma cadência bem orquestrada, de apelos positivos para a vivência de valores evangélicos.
Era para começar bem a quaresma, que o carnaval servia de marco divisório, apontando para a quaresma, com seu começo na quarta-feira de cinzas.
Mas, o que continua tendo um valor secundário, assumiu uma importância muito grande. A ponte de se tornar, para muita gente, o evento maior do ano.
Assim, o que era acidental, passou a central. O que era simples aperitivo, tornou-se o prato principal. E com freqüência acontece, que se exagera no aperitivo, e se perde o banquete!
Como evento importante, é preciso reconhecer que ele foi agregando valores, e ao mesmo tempo suscitando riscos.
E´ inegável o valor cultural e simbólico que o carnaval assume, nas suas diversas manifestações, sobretudo em algumas regiões diferenciadas do Brasil. Mérito especialmente das escolas de samba, mas também de uma política equilibrada de promoção do carnaval, especialmente em alguns Estados com mais tradição.
Mas é inegável que muitas práticas carnavalescas descambam para a irresponsabilidade moral, expondo as pessoas a graves riscos, não só de envolvimento em atitudes de devassidão, mas em freqüentes perigos de vida, como conseqüência dos exageros, que se procura justificar invocando para o carnaval uma permissividade ilusória, que abre caminho para atitudes equivocadas, com sérias conseqüências de toda ordem.
Se a este contexto somamos os abusos na bebida, a irresponsabilidade no trânsito, o consumo de drogas, se completa o quadro de ambigüidades e de excessos, que expõem as pessoas a sérios riscos, de que elas na hora não se dão conta, tornando assim ainda mais perigosos os ambientes resultantes destas ambigüidades do carnaval.
Quem mais está exposto a estes exageros é a juventude. Por sua sede de experiências fortes e de liberdade total, facilmente os jovens se tornam vítimas dos seus próprios exageros.
Neste ano, passado o carnaval, a juventude estará no centro de nossas atenções, pela Campanha da Fraternidade. Foi muito oportuna esta opção da CNBB, de fazer da juventude o tema central deste ano. E de novo, o confronto do carnaval com a quaresma se torna símbolo da situação da juventude. Para o carnaval os jovens vão, sem precisar de convite. Para refletir sobre suas vidas, no contexto da Campanha da Fraternidade, temos que encontrar maneiras de nos aproximar dos jovens, e convidá-los a participar.
Neste ano, o carnaval acontece sob o impacto da tragédia de Santa Maria, e com a disposição do policiamento de coibir rigorosamente os motoristas de dirigirem alcoolizados.
Que estes dois fatores sirvam de alerta a todos. Para que, passado o carnaval, possamos viver com intensidade o tempo da quaresma. Que ela seja bem vinda!

Câmara Municipal elege membros das seis Comissões Permanentes

Na primeira sessão ordinária de 2013, da Câmara Municipal de Jales, realizada na segunda-feira, 4 de fevereiro, os vereadores escolheram os membros das seis Comissões Permanentes no Legislativo.
As comissões seguem as normas do Regimento Interno do Poder Legislativo. Têm a função de examinar e emitir pareceres sobre as matérias em tramitação na Câmara, promover estudos e/ou investigar fatos de interesse do município. A cada ano, novos integrantes são escolhidos para a composição dessas comissões. A escolha de seus integrantes é feita por indicação, considerando a representação proporcional dos partidos políticos ou blocos parlamentares. É uma forma de assegurar a participação de todos os partidos. Cada comissão tem um presidente, vice-presidente e relator.
Comissão de Constituição, Justiça , Redação e Legislação Participativa, a mais concorrida, será presidida por Gilberto Alexandre de Moraes (DEM), tendo Luiz Fernando Rosalino (PT) como relator.
Composição das Comissões Permanentes
Comissão de Constituição, Justiça, Redação e Legislação Participativa
Presidente: Gilberto Alexandre de Moraes
Vice-Presidente: Sérgio Yoshimi Nishimoto
Relator: Luís Fernando Rosalino
Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade
Presidente: André Ricardo Viotto
Vice-Presidente: Nivaldo Batista de Oliveira
Relator: Rivail Rodrigues Júnior
Comissão de Obras e Serviços Públicos, Fiscalização, Atividades Privadas e Defesa do Consumidor
Presidente: Tiago Vandré de Souza Abra
Vice-Presidente: Jesus Martins Batista
Relator: Claudir Aranda da Silva
Comissão de Educação, Cultura, Lazer, Esporte, Turismo e Meio Ambiente
Presidente: Luís Fernando Rosalino
Vice-Presidente: Sérgio Yoshimi Nishimoto
Relator: Jesus Martins Batista
Comissão de Saúde, Assistência Social, Defesa dos Direitos Humanos, da Criança e do Adolescente
Presidente: Nivaldo Batista de Oliveira
Vice-Presidente: André Ricardo Viotto
Relator: Tiago Vandré de Souza Abra
Conselho de Ética e Decoro Parlamentar
Titulares:
Presidente: Gilberto Alexandre de Moraes
Vice-Presidente: Claudir Aranda da Silva
Relator: Luís Fernando Rosalino
Suplentes:
Nivaldo Batista de Oliveira
Sérgio Yoshimi Nishimoto
Rivail Rodrigues Júnior
Mesa Diretora
– A primeira sessão ordinária do ano foi realizada com a presença dos 10 vereadores da Legislatura 2013/2016, eleitos no pleito de 2012.
Os atuais 10 parlamentares assumiram oficialmente seus cargos no dia 1º de janeiro, data em que foi eleita a Mesa Diretora da Câmara Municipal, tendo como presidenta Pérola Maria Fonseca Cardoso (PT), vice-presidente Nivaldo Batista de Oliveira (DEM), 1º secretário, Jesus Martins Batista (DEM), e 2º secretário Rivail Rodrigues Júnior.
Horário - Na sessão ordinária foi aprovado o Projeto de Resolução nº 02/2012, de autoria do vereador Claudir Aranda da Silva, com a emenda modificativa nº 02/2013, de autoria de todos os vereadores alterando o horário de início das sessão ordinária para as 20 horas, a partir do dia 18 de fevereiro.

14 municípios da região de Jales são contemplados com recursos do BPP para mutuários do CDHU


O vice-prefeito Aaparecido Vieira da Silva, com Carlos Ortiz,
representou o prefeito Leandro Polarini na cerimômia

Prefeito Airotn Saracuza, de Urânia, ao lado do
secretário estadual Carlo Ortiz, durante a cerimônia
Prefeita Nice Mistilides e o secretário estadual Carlos Ortiz
Na manhã de terça-feira, 5 de fevereiro, secretário estadual de Emprego e Relações do Trabalho, Carlos Ortiz , e diretor-executivo do Banco do Povo Paulista (BPP) , Antonio Mendonça, anunciaram a linha de crédito inicial de R$ 100 milhões para todo o Estado. O evento aconteceu no prédio da prfeitura de São José do Rio Preto.
Estiveram presentes os prefeitos ou representantes dos municípios contemplados da subregião de Jales: Aspásia, Dolcinópolis, Jales, Mesópolis, Nova Canaã Paulista, Paranapuã, Pontalinda, Populina, Rubinéia, Santa Clara d’Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rita d’Oeste, Santa Salete, Três Fronteiras, Urânia.
O vice-prefeito Aparecido Vieira da Silva (PSB), de Mesópolis, esteve represetnando o prefeito Lenado Polarini (PSDB) que cumpriu na terça-feira (5), agenda na capital paulista.
O prefeito Airton Saracuza (PP), de Urânia também se fez presente. Urânia é uma das cidades do noroeste paulista que conta com o Banco do Povo Paulista. Também presente à cerimônia de anúncio da linha de crédito, a prefeita Nice Mistilides (PTB).
O valor é destinado aos mutuários adimplentes da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), inclusive aqueles que já quitaram a dívida, para reforma e ampliação do imóvel. "Trata-se de um instrumento de transformação social. Nos últimos tempos, o Banco do Povo (Paulista) ampliou sua atuação para beneficiar a população do Estado. Agora chegou a vez dos moradores da CDHU", disse Carlos Ortiz. "Essas pessoas vão utilizar esses recursos para transformar o sonho de ver a casa reformada em realidade", acrescentou.
O diretor-executivo do BPP, Aantonio Mendonça, enfatizou o trabalho de toda a equipe da SERT para que os créditos do BPP atinjam a totalidade do Estado. "Temos como objetivo cumprir a meta estabelecida pelo governador Geraldo Alckmin de termos uma agência do Banco do Povo Paulista em cada um dos 645 municípios do Estado." Dezenas de representantes dos municípios da região assinaram a carta de adesão do programa.
Como participar
– Entre os requisitos para participar do programa, é preciso ser mutuário da CDHU, residir no imóvel objeto do financiamento, estar adimplente com a Companhia, ter renda familiar de até cinco salários mínimos, não possuir restrições cadastrais e apresentar fiador (pessoa física sem restrições cadastrais – pode ser parente de primeiro grau, desde que não resida no mesmo endereço do tomador). O requerente deve apresentar RG, CPF, comprovante de residência e cópia do pagamento.
O empréstimo pode ser de no mínimo R$ 200,00 até o valor máximo de R$ 7,5 mil, com taxa de juros de 0,5% (meio por cento) ao mês, parcelado em até 36 meses.

PALAVRAS DE CHICO XAVIER

Pergunta
- Qual seria sua disposição de espírito se tivesse de começar tudo de novo?
Chico Xavier
- Se tiver de reencarnar-me, para atender deveres mediúnicos, rogo ao Senhor para que eu possa tudo recomeçar com obstáculos iguais aos da presente reencarnação, porque, na esfera de imperfeições que ainda carrego, creio que não seja fácil ter vantagens na Terra e obedecer ao Mundo Espiritual, ao mesmo tempo. As lutas e conflitos que tenho experimentado provam para mim próprio que os livros mediúnicos produzidos, por meu intermédio, pertencem aos Benfeitores Espirituais que os escrevem ou ditam e não a mim.
Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.

Marc Ferrez

Reginaldo Villazón

Há 90 anos, faleceu Marc Ferrez (1843 – 1923), foto, o mais importante fotógrafo brasileiro de sua época. Nasceu no Rio de Janeiro, filho de um casal francês radicado no Brasil, que aqui aportou com a Missão Artística Francesa apoiada pelo Rei Dom João VI.
Sua vida movimentada começou quando seus pais faleceram, repentinamente, deixando quatro filhas e dois filhos. Por decisão familiar, ele – caçula de 7 anos – foi mandado a estudar na França sob os cuidados do amigo escultor Alphée Dubois e sua esposa. Em Paris, o garoto se desenvolveu e estudou até os 16 anos.
De volta ao Rio de Janeiro, foi trabalhar na Casa Leuzinger, uma papelaria e tipografia, onde foi criada uma seção de fotografia sob chefia do alemão Franz Keller, que era fotógrafo, engenheiro e botânico. Lá ele aprendeu as técnicas fotográficas de captação, revelação e fixação de imagens. Com muita dedicação, tornou-se hábil.
Aos 23 anos, decidiu se estabelecer por conta própria como fotógrafo de paisagens brasileiras, desprezando a especialidade mais lucrativa de retratar pessoas. Passou por bons e maus momentos, mas acabou tornando-se conhecido e respeitado pela firmeza de caráter, dedicação ao trabalho e competência profissional. Ganhou estima nos meios empresariais, artísticos e científicos. Impôs-se como um artista capaz de tirar, de uma simples cena, uma fotografia majestosa de enquadramento, luz e profundidade.
Marc Ferrez visitou cidades e participou de expedições a locais distantes, registrando com qualidade surpreendente paisagens urbanas, rurais, silvestres e marítimas, contendo coisas, pessoas, animais e plantas. Participou de exposições internacionais e ganhou prêmios. Seu acervo de 15.000 itens reunidos pelo seu neto historiador Gilberto Ferrez (1908 – 2000), pertence hoje ao Instituto Moreira Salles, com sede na cidade de São Paulo e quatro centros culturais (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Poços de Caldas).
A história da fotografia no Brasil começou no Império, no tempo de Dom Pedro II. Fotógrafos brasileiros e estrangeiros documentaram a evolução da nação. Hoje, a fotografia é atividade de um grande número de profissionais, que se dividem em muitas especialidades: futebol, decoração, arquitetura, jornalismo, propaganda, ecologia, arte e outras.
Marc Ferrez pode ser, para muitos jovens, uma fonte de inspiração para buscarem na fotografia uma atividade criativa, uma possibilidade econômica complementar ou uma profissão. Há muitos cursos rápidos que podem ser uma iniciação. Outros, que exigem dos alunos mais estudo e prática, proporcionam ganhos técnicos avançados.
Em toda circunstância, fotografia é arte. Como tal, está obrigatoriamente relacionada com a técnica, a estética, a criatividade, a subjetividade e as emoções. Nenhum robô poderia produzir o que Marc Ferrez produziu, porque jamais seria um Marc Ferrez. Nenhuma máquina sem alma poderá fazer o que faz um fotógrafo humano competente e talentoso. A arte da fotografia será sempre uma atividade humana.

O voto em questão

*Ruy Martins Altenfelder Silva
Passadas as eleições municipais, o foco das análises já começa a se dividir entre os resultados das urnas e as deficiências do sistema eleitoral, tema recorrente nos debates sobre a qualidade da representação popular nos poderes Executivo e Legislativo. Entre pontos relevantes, há um aspecto que logo de início causa preocupação. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, dos 138,5 milhões de brasileiros aptos a votar, 22,8 milhões sequer foram às urnas. Do restante, 3,8 milhões votaram em branco e 9 milhões optaram pelo voto nulo para prefeito. Portanto, entre abstenções, brancos e nulos, quase 36 milhões de cidadãos, ou 30% dos eleitores, não concordaram em participar da escolha dos prefeitos e vereadores de seus municípios – exatamente aqueles representantes cujas decisões afetarão mais de perto suas vidas nos próximos quatro anos. Note-se que o volume das omissões vem aumentando de eleição a eleição, o que reforça a urgência de se pensar numa reforma política que valorize a representação popular e elimine as distorções que desestimulam o eleitor a confiar em candidatos apontados pelos partidos.
Fica cada vez mais evidente a necessidade de se promover uma profunda reformulação da lei eleitoral, nitidamente obsoleta e alheia às aspirações do eleitor. Alguns pontos a serem revistos já não são sequer passíveis de discussão entre os brasileiros mais responsáveis e com o olhar voltado para os interesses maior da sociedade: o fim do voto obrigatório; a criação de cláusulas de barreira que permitiria a depuração do número excessivo de partidos políticos, pois exigiria um percentual mínimo de 5% do total de votos para a Câmara dos Deputados a fim de que o partido tenha funcionamento e direito à distribuição do fundo partidário, bem como participação no tempo da propaganda partidária; a redução do mandato de senador para quatro anos; a extinção da figura do suplente; a exigência de um mínimo de conteúdo programático das candidaturas e dos próprios partidos; o mau uso do horário eleitoral (que não é gratuito, como muitos pensam, mas são compensados com isenções fiscais às emissoras, portanto, com dinheiro público). Esses são apenas alguns aspectos da desejável reforma política. Embora muitos duvidem de sua viabilidade, alegando que os congressistas provavelmente não aprovariam uma lei que prejudica parte deles, nós preferimos acreditar que, tanto na Câmara Federal quanto no Senado da República, há um número suficiente de legisladores sérios, éticos e aptos a dar prosseguimento ao saudável saneamento da cena política, iniciada com a Lei da Ficha Limpa. *Ruy Martins Altenfelder Silva é presidente da Academia Paulista de Letras Jurídicas, do Conselho Superior de Estudos Avançados( Consea) da Fiesp/IRS e do Conselho de Administração do CIEE.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Ação do MPF condena vendedor a 12 anos de reclusão por divulgar pornografia infantil na internet

A Justiça Federal de São Paulo condenou o vendedor W.P., de 49 anos, a uma pena de 12 anos de reclusão, em regime inicialmente fechado, pela divulgação de pornografia infantil na internet. A condenação é fruto de uma ação do Ministério Público Federal, que está recorrendo para aumentar a pena para o réu.
Segundo o recurso de apelação, ao enviar, por e-mail, fotos de crianças e até bebês sendo abusados sexualmente, além de incentivar tais práticas através da publicação de contos pornográficos, o réu cometeu crimes cuja "reprovação social é altíssima".
A repressão aos crimes cibernéticos faz parte de uma preocupação mundial com a segurança dos usuários da internet. Hoje, Dia da Internet Segura do Brasil, diversas ações estão sendo realizadas para incentivar o uso responsável da internet e punir práticas criminosas como a divulgação de pornografia infantil na internet.
A apelação do MPF/SP, datada de 21 de janeiro de 2013, defende uma condenação mais rígida para o réu não só para garantir uma resposta à sociedade, como também para incentivá-lo a não voltar às práticas criminosas. "O apelado foi responsável pela posse e divulgação de inúmeros arquivos contendo cenas de sexo explícito envolvendo crianças de pouca idade", afirma o documento protocolado pelo MPF.
"Ele não se limitava a essa troca de imagens, chamados de ‘presentes’ pelos ávidos interlocutores com quem mantinha contato, mas também incentivava abertamente práticas sexuais com crianças pequenas, através da publicação de contos sórdidos", revela a procuradora Melissa Garcia Blagitz de Abreu e Silva, que assina a apelação.
O MPF começou a investigar o caso em 2004, quando recebeu a denúncia de que um site da internet estaria fazendo apologia à prática de sexo com crianças e adolescentes. A interceptação de dados telemáticos permitiu a identificação de diversas contas de e-mails utilizadas para a troca de fotos pornográficas envolvendo crianças.
Após uma longa investigação, realizada com apoio da Polícia Federal, o vendedor W. P. foi identificado e confessou o envio das fotos e a publicação de contos que faziam referência a fantasias sexuais envolvendo duas meninas, filhas de sua então namorada. "O réu é pessoa perigosa à sociedade", afirmou a procuradora da República Ana Carolina Previtalli Nascimento, responsável pela denúncia. Segundo ela, ele "deve ser punido com rigor, protegendo-se novas crianças de seus instintos criminosos".
Para a procuradora, "a reprimenda deve ser elevada e proporcional à censurabilidade das fotografias por ele trocadas e armazenadas, cujo conteúdo é tão repugnante que choca qualquer pessoa que se proponha a analisá-las".

Ibama torna Javali (javaporco) animal nocivo

No último dia de janeiro de 2013 o IBAMA publicou a Instrução Normativa n. 03/13 (IN 03/13), que trata de declaração de nocividade do animal conhecido popularmente como Javali, ou javaporco. O animal, exótico invasor, com o nome científico Sus scrofa, passa a ser declarado nocivo, portanto autorizado o controle populacional do animal que vive em liberdade em todo o território brasileiro. Tal controle populacional pode ser entendido como o abate do animal, mas desde que não ocorra:
a) com visgos, atiradeiras, fundas, bodoques, veneno, incêndio ou armadilhas que maltratem a caça;
b) com armas a bala, a menos de três quilômetros de qualquer via térrea ou rodovia pública;
c) com armas de calibre 22 para animais de porte superior ao tapiti (sylvilagus brasiliensis);
d) com armadilhas, constituídas de armas de fogo;
e) nas zonas urbanas, suburbanas, povoados e nas estâncias hidrominerais e climáticas;
f) nos estabelecimentos oficiais e açudes do domínio público, bem como nos terrenos adjacentes, até a distância de cinco quilômetros;
g) na faixa de quinhentos metros de cada lado do eixo das vias férreas e rodovias públicas;
h) nas áreas destinadas à proteção da fauna, da flora e das belezas naturais;
i) nos jardins zoológicos, nos parques e jardins públicos;
j) fora do período de permissão de caça, mesmo em propriedades privadas;
l) à noite, exceto em casos especiais e no caso de animais nocivos;
m) do interior de veículos de qualquer espécie.
Tais proibições estão presentes no art. 10 do Código de Caça (Lei n. 5197/67). Mais que isso, a própria IN IBAMA em questão (IN n. 03/13) veda métodos que possam afetar animais que não sejam alvo do controle. Permite somente o uso de armadilhas que capturem os animais mantendo-os vivos, sendo proibidas aquelas capazes de ferir, mutilar, causando-lhes maus tratos ou a morte (laços, canhõezinhos, etc). Todos aqueles que necessitem realizar o controle populacional dos animais têm que se inscrever no IBAMA, adquirindo seu CTF (Cadastro Técnico Federal) no código 20-28, na categoria "uso de recursos naturais" com a descrição "manejo de fauna exótica invasora", portando tal documento. Para aqueles que realizarem os serviços para terceiros, deverão portar cópia Declaração de manejo (declaração de atividades).
As pessoas físicas ou jurídicas que se utilizarem de armas de fogo deverão observar a legislação relacionada. Ou seja, é admitido o uso da arma somente nos casos em que houver o porte de arma ou mesmo a posse, desde que seja em sua propriedade ou em local onde exerça seu trabalho, se for o proprietário ou o responsável legal.
A IN autoriza o abate sem limite de quantidade e em qualquer período do ano. Mas, veda a distribuição e comercialização dos produtos e subprodutos do abate. Mais que isso, os animais só podem ser abatidos no local da captura, sendo vedado o transporte de animais vivos. Tal abate, em propriedade particular, só deve ser feito com autorização do proprietário. Devem ser observadas regras quanto ao transporte, se excepcionalmente autorizado e em relação às questões sanitárias.
Ou seja, a caça ao animal é permitida desde que com autorização legal para o porte ou posse do armamento, além da caracterização indispensável de que tem como objetivo somente o abate do javali. Qualquer outra possibilidade de interpretação do policial de que aquela conduta não se destina à caça daquele animal será objeto de providências policiais. Portanto, a melhor interpretação prática da legislação é a de que ficará permitido o abate do animal (mesmo que com armas de fogo) após capturado em chiqueiros, jaulas, mangueirões, já que também sabe-se que o porte de arma de fogo no Brasil é muito restrito.
Portanto, caso a população queira exercer o ocntrole populacional do animal, que o faça observando toda a legislação aplicável ao caso, principalmente as exigências da IN IBAMA n. 03/13, além do Estatuto do Desarmamento (Lei n. 10826/03), além da Lei de Crimes Ambientais (Lei n. 9605/98), observando-se qualquer aspecto em relação aos maus tratos".
Ten Montanari

Polícia Civil de Cardoso participa de operação contra o tráfico de drogas


Nesta quinta-feira, dia 7 de fevereiro, a Polícia Civil de Cardoso, em parceria com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Votuporanga, deflagrou uma operação contra o tráfico de drogas na cidade.
Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências de suspeitos e, no decorrer da operação foram detidas quatro pessoas, sendo A.A., 34, W.G.M.S., 22, D.M.S., 24 e um adolescente. Todos os presos tinham antecendentes criminais pelo envolvimento com o tráfico de drogas. O crimininoso W.G.M.S., 22, tinha a função de "olheiro", vigiar o local para avisar se a polícia estivesse nas proximidades, enquanto os demais se dedicavam a comercialização de drogas.
Com os criminosos foram encontrados invólucros de crack, dinheiro, plásticos para embalar a droga e outros instrumentos para a comercialização de drogas.
O delegado de polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge informou que os criminosos eram investigados há algum tempo pelos policiais civis e que mantinham um dos principais pontos de tráfico da cidade no bairro formiga que foi eliminado com a prisão dos traficantes. fotos/políciacivilde cardoso).

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Feirantes vão conhecer estrutura de “Feira Livre” em Carneirinho (MG)

A convite da Secretaria Municipal de Agricultura, cerca de 20 produtores rurais da Associação de Feirantes de Jales conheceram "in loco" a estrutura da feira livre de Carneirinho, em Minas Gerais.
A visita foi acompanhada pelo representante da secretaria e técnico em Agricultura, Paulo Fernando Correia. O local que é de alvenaria e administrado por feirantes da cidade, é referência quando o assunto é venda coletiva de produtos do campo. Em apenas dois anos, um grupo de trinta produtores da cidade se uniu e decidiu transformar o local em excelência no modelo de estrutura e organização.
"O que podemos observar é que mesmo com um pequeno número de produtores eles conseguiram transformar um espaço que é sucesso de vendas e visitas no município e região. A ideia de levar nossos feirantes foi para eles conhecerem e juntos podermos fazer esta transformação no comboio aqui em Jales, tudo separado por setores", afirmou Paulo.
Para a secretária municipal de Agricultura e Abastecimento, Sandra Gigante, em breve, toda a estrutura do Comboio de Jales passará por mudanças já que o espaço é um importante posto de venda de produtos hortifrutigranjeiros.
"Queremos valorizar ainda mais nosso produtor rural que utiliza o local. Nas próximas semanas estaremos reunidos com os feirantes para discutir estas novas mudanças de melhorias", finalizou a secretária.

Denatran, motoboys e mototaxistas não chegam a acordo sobre novas regras

Representantes do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e de sindicatos de motoboys e mototaxistas não chegaram a um acordo em reunião realziada nesta terça-feira, 5 de janeiro, no Ministério das Cidades, sobre a aplicação das novas regras para cobrança de cursos especializados para esses profissionais, previstas na Lei 12.009, de 2009.

O início da fiscalização já havia sido adiado duas vezes, a última de agosto do ano passado para o último sábado (2). Mesmo sem o consenso, o Ministério das Cidades informou que as regras estão valendo, inclusive a aplicação de multas e demais penalidades. Além do curso, as novas regras exigem do motociclista a adoção de equipamentos de segurança como antena corta-pipa e protetor de pernas. Quem descumpri-lás estará sujeito às penalidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro, entre elas multa de R$ 191,54, apreensão da motocicleta e até suspensão da carteira de habilitação, dependendo da infração.

Um novo encontro entre o Denatran e os sindicatos ficou marcado para o dia 20 deste mês, durante a reunião ordinária do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em Brasília. Na ocasião, o Sindicato dos Mensageiros, Motociclistas, Ciclistas e Mototaxistas de São Paulo (SindimotoSP), o Sindimoto-DF, a Associação Nacional dos Detrans (AND) e a União Geral dos Trabalhadores (UGT) deverão apresentar uma proposta de resolução, segundo o ministério. Na última semana, mototaxistas e motoboys fizeram manifestações em Brasília e em São Paulo contra a entrada em vigor das novas regras. A categoria argumenta que não há instituições credenciadas suficientes para oferecer os cursos exigidos pelo Denatran, além do custo das aulas e dos equipamentos.

Nice e Pedro Callado recebem provedor da Santa Casa

Venturini conversa com a prefeita
Nice e o vice-prefeito Callado
A prefeita Nice Mistilides recebeu em seu gabinete nesta segunda-feira, 4 de janeiro, a visita do provedor da Santa Casa de Jales, José Pedro Venturini. Também participaram do encontro, o vice-prefeito, Pedro Callado, o presidente do conselho deliberativo, José Luiz Socorro e o presidente do PSDB local, Carlos Cardoso.
Venturini apresentou à prefeita e seu vice, as melhorias feitas no hospital e os novos serviços, como o atendimento presencial de algumas especialidades - dispensando assim plantões à distância.
O provedor aproveitou a oportunidade para pedir empenho no aumento do repasse dos recursos do CONSIRJ – o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região de Jales. Nice agradeceu a visita e se colocou a disposição afirmando que enquanto for prefeita e presidenta do Consórcio continuará sendo uma grande parceira da instituição.

Polícia Militar reforça a segurança no carnaval

O Comando de Policiamento do Interior – 5, por meio do 16°, 17º, 30° e do 52º Batalhões de Polícia Militar do Interior (BPM/I), subordinados, responsáveis pelo policiamento nos 96 municípios da região de São José do Rio Preto, planejou estrategicamente o policiamento a fim de reforçar a segurança durante o período de Carnaval para toda sua área de atuação.
O planejamento adotado consiste na intensificação das operações de visibilidade, saturação e bloqueios de trânsito, utilizando todo o efetivo operacional disponível, fazendo uso de escalas extraordinárias e também com o emprego do efetivo administrativo das Unidades.
O policiamento terá como foco principal os eventos carnavalescos, com previsão de grande público e os bailes populares com entrada franca, os quais estão mais propensos, diante do grande acesso de pessoas, a ocorrências como furtos e roubos de objetos pessoais, uso e tráfico de entorpecentes, lesões corporais, danos ao patrimônio público, atentados violentos ao pudor e condução de veículo por pessoas embriagadas.
Além disso, durante as noites carnavalescas, serão previstas guarnições extras a fim de apoiar o policiamento motorizado em torno de Terminais Rodoviários, Clubes e corredores de grande movimento nas cidades com maior densidade demográfica, principalmente àquelas onde há os "Carnavais de Rua".
A Polícia Militar informa ainda que durante o período de carnaval, a Aeronave Águia estará apoiando os trabalhos de policiamento. Teremos também, em locais específicos e com grande aglomeração de veículos e pessoas, "Operações Direção Segura" com vistas a condutores de veículos e motocicletas sob o efeito de álcool ou outras drogas. Toda essa mobilização visa diminuir ainda mais os números de delitos em nossa região, proporcionando uma maior segurança a toda a sociedade.
É salutar indicar algumas dicas de segurança para os foliões no Carnaval:
- planejar com antecedência o local em que se deseja estar, com informações detalhadas sobre como chegar, horários mais adequados, estacionamentos, segurança mais próximo, saídas de emergência, posto de achados e perdidos e local para primeiros socorros;
- evitar ir à folia com objetos caros (correntes ou braceletes de grande valor), procurando levar consigo somente o indispensável;
- redobrar o cuidado com documentos pessoais, dinheiro e telefones celulares, que costumam extraviar ou ser objeto de desejo para infratores da lei;
- muita atenção e cuidado com os filhos menores de idade, que podem se perder facilmente em meio à multidão. Uma boa dica é colocar no braço dos pequeninos pulseiras com identificação e telefone de contato, ou ainda estabelecer com eles um ponto de encontro caso se sintam perdidos.
- evitar a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas e, se for beber não dirija.
- aproveitar as festas carnavalescas para se divertir, não se envolvendo em brigas ou desordem, confiando à equipe de segurança local a mediação de qualquer conflito.
- lembre-se, a venda de bebida alcoólica à menores de idade é crime, conforme preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (artigo 81, II, c/c artigo 243 da Lei 8.069/90), com penas de detenção de 6 meses a dois anos, mais multa.
- no retorno para casa, atentar para pessoas em atitude suspeita antes mesmo de parar o veículo na porta da garagem ou mesmo para deixar algum parente ou amigo que esteja de carona.
- nunca pare o veículo para conversas em locais escuros, pois poderá ser surpreendido com a ação de infratores da lei.