Páginas

sábado, 20 de outubro de 2012

Pedro Callado é o coordenador da equipe de transição de governo

Na tarde de terça-feira, 16 de outubro, o prefeito Humberto Parini recebeu em seu gabinete na Prefeitura Municipal a prefeita eleita Nice Mistilides e o seu vice-prefeito eleito, Pedro Manoel Callado Moraes, além de integrantes da equipe nomeada para a transição de governo
O coordenador da equipe, Pedro Callado, apresentou o grupo composto por Adriano Vinícius Leão de Carvalho, Celma Cristina Crepaldi Henriques, Ivani Ferreira Franco, João Nogueira, Luciano Ferreira Nunes, Luís Fernando de Paula, Nilva Gomes Rodrigues de Souza e Roberto Timpurim Berto.
Durante a reunião, foram tratados os assuntos pertinentes ao Governo de Transição e acordado que a equipe se instalará na sala de reuniões da Câmara Municipal de Jales, em função da falta de espaço físico na sede do executivo municipal. "Ficou acordado entre o prefeito Humberto Parini, nossa equipe de transição e o presidente da Câmara Municipal de Jales, Luiz Henrique Viotto, que poderemos utilizar a sala de reuniões daquela Casa de Leis para podermos trabalhar durante esse período", contou o vice-prefeito eleito, Pedro Callado.
O Governo de Transição terá início no dia 1º de novembro, mas, já no dia 19 de outubro, foi protocolado na Prefeitura um ofício contendo as primeiras solicitações de informações referentes à atual administração municipal, como por exemplo, convênios em andamento e que aguardam celebração, relação das obras em andamento, relação dos projetos/programas sociais desenvolvidos pelo Departamento de Promoção e Assistência Social do município, relação de todos os projetos de lei em trâmite no Poder Legislativo Municipal, entre outros.
A prefeita eleita garantiu que agora o trabalho será para captar os dados, analisar o números e informações para chegar ao primeiro dia de governo com condições de poder executar as ações primordiais. "A Equipe de Transição de Governo vai ter um trabalho diário, recebendo informações, analisando e convivendo com a prefeitura em relação aos assuntos que precisam ser iniciados esse ano e que têm impacto em janeiro e fevereiro", contou Nice.
Nice e Pedro Callado ressaltaram que foram muito bem recebidos e atendidos pelo prefeito Parini e por sua equipe, que colocaram toda a administração à disposição da equipe de transição de governo. "O prefeito Parini nos recebeu cordialmente, se dispôs a passar as informações e isso é extremamente positivo e importante para a cidade. É fundamental que não haja a quebra de continuidade. Se há ambiente de colaboração para quem está entrando é bom para a população jalesense", enfatizou o coordenador da equipe e vice-prefeito eleito, Pedro Callado.

Crianças comemoraram seu dia na E.M. Jacira de Carvalho

Nos dias 13 e 14 de outubro o grupo Escola da Família da E.M. Jacira de Carvalho comemorou o Dia das Crianças. No sábado foi realizado um bingo com distribuição de brindes, sendo servido aos presentes pipoca e refrigerante.
No domingo, dia 14, a empresa "Algo Mais Locações", dirigida por Fabiana Cordeiro, concedeu às crianças no período da tarde, algodão doce e cama elástica. Logo em seguida os alunos da UniJales, fizeram recreação com as crianças com diversas brincadeiras.
Toda realização foi dirigida pelo educador profissional Gustavo Pereira e pela coordenadora Nilce Feitosa, sendo supervisionada pelos universitários da escola, Francislaine Cecarelli, Eduardo Monteiro, Bruna Martins, Andressa Fanti, Bruna Caroline, Daiane Ramos e Edna Martins.
Com aproximadamente 250 crianças que passaram pelos dois dias de festa, o evento foi sinônimo de sucesso para os que puderam participar. (Bruna Martins)

Parabéns, Grazielli


A futura bacharel em Fonoaudiologia pela Fundação de Educacional de Fernandópolis (FEF), Grazielli Freitas Silva, recebendo neste sábado, 20 de outubro, os parabéns pelo aniversário. Felizes por ela, estão seus pais Marlene e Clodoveu, residentes em Itajá (GO) e, claro, seu padrinhos de Jales, Neide Maria e Roberto Carvalho.

Congresso em Cuba


O advogado jalesense Alessandro Martins Prado, docente da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, coordenador do Curso de Pós-Graduação em Direitos Humanos da UEMS, Mestre em Direito/Tutela Jurisdicional no Estado Democrático de Direito e líder dos Grupos de Pesquisa CNPq: "Direitos Humanos no Estado Democrático de Direito, interdisciplinaridade e efetivação possível" e "Direitos Humanos e Desenvolvimento Sustentável", irá representar UEMS no "IV Congresso Cubano de Desenvolvimento Local: Articulando estratégias para o desenvolvimento e Sustentabilidade" no período de 6 a 8 de março de 2013, em Cuba, e será um dos palestrantes com apresentação intitulada: "A valorização da pessoa humana como sujeito central do processo de desenvolvimento sustentável".

Aniversariante de hoje


O professor Luiz Fernando Rosalino, eleito vereador à Câmara Municipalde Jales, recebe neste sábdo, 20 de outubro, os cumprimentos de famliares e amigos pelo aniversário.

David, 35 anos de trabalho e dedicação


Adelvair David (foto)
, ilustre jalesense, neto de italianos, atualmente com 49 anos, completou, em 17 de outubro, 35 anos de serviço público na Prefeitura de Jales.
Admirado e querido por todos, David começou sua carreira na prefeitura em 1977, aos 15 anos de idade, na função de guarda mirim, no último ano do segundo mandato do prefeito Honório Amadeu.
Nos anos seguintes, no mandato do prefeito José Antonio Caparroz, passou a exercer as funções de Auxiliar de Departamento de Viação e Obras Públicas (DVOP). Depois foi auxiliar de desenho, desenhista, chefe de setor na área de desenho e Diretor de Divisão na Secretaria Municipal de Obras, Serviços Públicos e Habitação.
Paralelamente a sua carreira na prefeitura David foi professor em escolas públicas por cerca de dois anos. É licenciado em Letras, Ciências Sociais e Matemática pela UNIJALES.
A sua maior paixão é a música clássica. Estudou piano, acordeom, órgão e foi professor na Escola de Música Santa Cecília durante seis anos.
David é considerado excelente servidor público, querido e respeitado por seus colegas de trabalho. Além disso, desempenha intensa atividade social e assistencial junto ao grupo espírita beneficente Maria Dolores que realiza visita à pessoas doentes e fornece sopas aos necessitados no bairro São Judas Tadeu. (Ana Elisa Lopes).

CRAS de Urânia realiza festa para idosos e crianças


O Centro de Referência de Assistência Social - CRAS de Urânia, realiza mensalamente atividades recreativas com as crianças e adolescentes do "Projeto Sonho Meu" no intuito de assegurar a referência para o convívio grupal, comunitário e social e o desenvolvimento de realações de atetividade , solidariedade e respeito mútuo.
Neste mês de outubro, o CRAS em parceria com o Lar dos Velhinhos São Vicente de Paulo, realizou na quinta-feira, 11 de outubro, uma festa em comemoração aos aniversariantes do mês, como também em comemoração ao Dia da Criança, considerando que dentro de cada um sempre existe "uma criança", e, pensando nisso, e no intuito de resgatar as brincadeiras da infância e com elas as boas lembranças, a psicóloga do CRAS vestida de palhaço levou aos residentes do Lar dos Velhinhos muita animação, cantigas de infância, resgate das lembranças positivas do passado, o significado do palhaço, da alegria, lembranças dos circos.
Enfim, tudo que pudesse lembrar do tempo que foram felizes com brincadeiras saudáveis e que só restaram as lembranças e que isso nada, nem o tempo pode apagar.
Esses encontros acontecem mensalmente com o objetivo de contribuir, aos idosos um envelhecimento ativo, saudável e autônomo. (equipe do CRAS).

Lions Club de Jales faz doação à Santa Casa

O Lions Club de Jales, através do Projeto Arte e Conhecimento, fez a doação de 113 lençóis para a Santa Casa de Jales. O material foi entregue pelas voluntárias do projeto ao provedor do hospital, José Pedro Venturini, sua esposa Jô Venturini, a assistente social Maria Angélica Pereira e a psicóloga da Santa Casa, Jihan Said na tarde de terça-feira, dia 16 de outubro.
Os lençóis foram confeccionados pelas próprias voluntárias do projeto especialmente para atender as necessidades do hospital. Além disso, as mulheres também confeccionam artesanatos em crochê, tricô e ponto cruz. O recurso financeiro do material é convertido em doações para diversas entidades da cidade.
O provedor e sua esposa fizeram um discurso de agradecimento pela doação do Projeto Arte e Conhecimento e ressaltaram a importância da colaboração de todos em prol da entidade.
"Pequenas ações fazem toda diferença na qualidade do atendimento a nossa população que precisa da Santa Casa. Fico muito feliz em ver o empenho de todos ajudando a nossa entidade", disse ele.

Recebendo a chave do Fusca

No dia 29 de setembro terminou a campanha beneficente "Ah, seu ganhasse esse Fusca 5", promovida pela diretoria do Lar dos Velhinhos São Vicente de Paulo. O sorteio do Fusca que foi oferecido para quem colaborou com R$ 1,99, pela Loteria Federal do dia 29 de setembro de 2012 da extração nº.04.697 e o número sorteado foi 45.470.
A entrega do prêmio foi feita no dia 5 de outubro, na sede do Lar dos Velhinhos para Jean Carlos Francelino de Freitas da Guia, reiidente no Jardim São Gabriel em Jales.
O Lar dos Velhinhos São Vicente de Paulo, agradece a todos os diretores, funcionários, voluntários, amigos e empresas que ajudaram nas vendas dos cupons e a toda população que gentilmente todos os anos colaboram com a entidade.

EDITAIS DE PROCLAMAS

Ademir de Mattis
, Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.
ADRIANO MARQUES PIMENTA e LAISA DRIELEN DA SILVA MARINHO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 06 de fevereiro de 1.991, servente de pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Antonio Luiz Pimenta e de Cristina Marques Pimenta. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 22 de outubro de 1.987, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Ademar Domingos Marinho e de Elizania Lourenço da Silva.
VINÍCIUS MARCEL GARCIA DELFINO e MAYARA OLIVEIRA GOMES. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 09 de dezembro de 1.986, autônomo, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Flauzino Delfino e de Marilena Garcia Delfino. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 29 de março de 1.988, funcionária pública municipal, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Oney José Gomes e de Rachel de Oliveira Gomes.
JULIANO LUCIANO DA SILVA e REGINA APARECIDA RICCI ALVES. ELE,
natural de Aparecida D’Oeste, deste Estado, nascido aos 08 de outubro de 1.985, pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de João Anselmo da Silva e de Luzinete Luciano de Lima Silva. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 13 de abril de 1.975, do lar, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de José Antonio Alves e de Aparecida Antonia Ricci.
MANOEL JOZIAS DA SILVA e JOSIANE ZINEZI. ELE
, natural de Dom Basílio, Estado de Bahia, nascido aos 14 de setembro de 1.959, lavrador, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Josias Francisco da Silva e de Teresa Carvalho da Silva. ELA, natural de Macedônia, deste Estado, nascida aos 10 de março de 1.976, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Alvaro Zinezi e de Maria Modulo Zinezi.
JÚLIO CESAR DE OLIVEIRA BELIAS e RITA DE CASSIA BARBOSA GUEDES. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 17 de novembro de 1.970, cabeleireiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de João Belias e de Maria de Oliveira Belias. ELA, natural de Cardoso, deste Estado, nascida aos 02 de maio de 1.971, do lar, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Luiz Bezerra Guedes e de Guilhermina Barbosa Guedes.
AUGUSTO ALVES DOS SANTOS e JENETE PESSOPANE. ELE,
natural de Macaubas, Estado de Bahia, nascido ao 1º de outubro de 1.944, operador de máquinas, viúvo, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Antonio Alves dos Santos e de Antonia Maria de Jesus. ELA, natural de Santa Albertina, deste Estado, nascida aos 24 de janeiro de 1.965, faxineira, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Antônio Pessopane e de Inácia Marjassi Pessopane.
MARCOS COELHO GOMES e LUCIA ENSIDES. ELE,
natural de São Bernardo do Campo, deste Estado, nascido aos 26 de maio de 1.979, mecânico, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Valdemir João Gomes e de Ana Maria Coelho Gomes. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 18 de abril de 1.974, funcionária pública estadual, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Oswaldo Ensides e de Maria Domingues Ensides.
EVANDRO CÉSAR GONÇALVES e SOLIMAR ARCANJO ATANAZIO. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 05 de janeiro de 1.979, pedreiro, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Leonardo Gonçalves e de Ivanete de Souza Gonçalves. ELA, natural de Boituva, deste Estado, nascida aos 16 de abril de 1.983, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Sueli Arcanjo Atanazio.
DEVANIL LUIZ CALDEIRA JUNIOR e SILVANIA PASQUINI. ELE,
natural de São José do Rio Preto, deste Estado, nascido aos 14 de novembro de 1.976, vigilante, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Devanil Luiz Caldeira e de Iara Tereza Camargo Caldeira. ELA, natural de São Francisco, deste Estado, nascida aos 09 de fevereiro de 1.979, faxineira, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de João Pasquini e de Benedita Aparecida dos Santos Pereira.
CLEBER LOPES DE CARVALHO e LUCÉLIA CRISTINA ALVES. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 11 de fevereiro de 1.978, soldador, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de José Siqueira de Carvalho e de Aparecida Ferreira Lopes de Carvalho. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida ao 1º de abril de 1.981, doméstica, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Josias Alves e de Maria Aparecida de Souza.
ADENIR ANTONIO DA SILVA e SELMA DE OLIVEIRA DA SILVA. ELE,
natural de Jales, deste Estado, nascido aos 17 de setembro de 1.969, pintor, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Enedino Antonio da Silva e de Maria Rocha e Silva. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida ao 1º de junho de 1.982, diarista, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Garcia Rodrigues da Silva e de Nilce Constantino de Oliveira.
CLOVIS DA SILVA e ISABEL CRISTINA BRIGATTI. ELE,
natural de Palmeira D’Oeste, deste Estado, nascido aos 18 de março de 1.983, administrador, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Raimundo Gomes da Silva e de Antonia Camuri da Silva. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 03 de dezembro de 1.976, universitária, divorciada, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de João Brigatti Neto e de Irene de Calli Brigatti.
SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.
Ademir de Mattis - Oficial

Terceirização do CDI é aprovada pela irmandade da Santa Casa de Jales

A terceirização dos serviços do futuro Centro de Diagnóstico por Imagem anexo à Santa Casa de Jales foi aprovada por unanimidade em assembléia da irmandade realizada na noite de quarta-feira, dia 10 de outubro. Uma proposta de prestação dos serviços já foi apresentada a Diretoria do hospital e está sendo analisada.
As obras irão ocupar uma área de 700m² e inicialmente as instalações vão contar com aparelho de ressonância magnética e densitometria óssea de última geração para atendimento de todos os pacientes internados e ambulatoriais de Jales e região. A construção do prédio, aquisição dos aparelhos e toda despesa operacional ficará sob responsabilidade da empresa prestadora de serviço que deverá repassar 6% de seu faturamento bruto para a Santa Casa, com contrato de exploração de 20 anos.
Uma comissão formada por Amauri Cruz dos Santos, Antônio José da Cruz, Agnaldo Bogaz e Sinval Pimentel ficará responsável pela análise das negociações e assuntos envolvendo o projeto. "Nossos planos são para que até o final de 2013 o Centro de Diagnóstico por Imagem esteja em pleno funcionamento para atender a população", afirmou o provedor José Pedro Venturini.

Curso de Processamento Artesanal de Tomate capacita produtores rurais de Paranapuã

Produtores rurais do município de Paranapuã participaram nos dias 09 e 10 de outubro do curso de Processamento Artesanal de Tomate oferecido pelo SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) em parceria com o Sindicato Rural de Jales.
Sob instrução da professora Cleide Viana Soares, os participantes aprenderam sobre as diversas variedades do tomate, o preparo para o processamento, valor nutricional e ainda como preparar receitas aproveitando as sobras das colheitas para massas de tomate, macarronada, catchup, geléia, molho de pimenta, tomate seco e compotas; seja para o consumo familiar ou para comércio.
A instrutora do curso lembrou que o objetivo do SENAR é ensinar receitas fáceis, que possam ser preparadas no dia-a-dia e que garantam também uma oportunidade de renda extra para os produtores rurais.

Rumo à verdadeira educação?!

Por Thalita da Silva Farias e Luciano Mendes
O Estado contemporâneo surge como uma entidade politicamente organizada, capaz de administrar os recursos da população, assim como ser responsável pela ordem, pela justiça e pelo bem comum. Para tanto, ao Estado é tributado o poder de legislar (sobre/pela ordem jurídica), administrar (recursos da população) e julgar (conflitos de interesse). Apesar desse conceito e dessas atribuições, ainda é visível sua ineficiência em vários serviços prestados, como é o caso da educação.
Talvez por isso tenha havido a necessidade de tornar a educação – assim como a saúde – um serviço não exclusivo, para que parte da ineficiência do Estado fosse, pelo menos em tese, suprida pela iniciativa privada. Isso porque os serviços educacionais surgem na Constituição Federal Brasileira como direitos sociais, conforme pode ser visto em seu artigo 6
o: "são direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados".
A educação transita, ainda, nos artigos 205, 206 e 208, que estabelecem diretrizes para a efetivação do direito social à educação. Nesses artigos, ela surge como: "direitos de todos e dever do Estado e da família..." (Art. 205), "igualdade de condições para o acesso e permanência na escola" (parágrafo I, Art. 206), "garantias de padrões de qualidade" (parágrafo VII, Art. 206) e "educação básica obrigatória e gratuita dos 4 (quatro) aos 17 (dezessete) anos de idade, assegurada inclusive sua oferta gratuita para todos os que a ela não tiverem acesso na idade própria" (parágrafo I, Art. 208).
Esses fragmentos da Constituição Federal apresentam uma concepção idealizada de educação, porém distante da realidade brasileira. Sabe-se que os problemas na educação são muitos: a falta de estrutura das escolas, a baixa qualidade na alimentação e o acúmulo de tarefas para os professores de ensino fundamental e médio, cujas atividades e funções exercidas são muitas. São planos de aula, fichas avaliativas, formulários, atividades de correção de provas e trabalhos, projetos, exigências de capacitação ou formação "continuada e em serviço". Esse excesso de tarefas acaba repercutindo no esgotamento físico e mental do professor. No entremeio a essas atribulações de atividades, fica evidente a má qualidade do ensino, associada aos baixos salários, falta de participação da família do aluno na educação e infraestrutura precária na maioria das escolas públicas.
Essas não são as únicas agravantes. O professor ainda tem que enfrentar o problema da indisciplina escolar difundida na maioria das escolas brasileiras, como excesso de conversa, bagunça, uso indevido de aparelhos eletrônicos que invadiram as escolas e até agressão física ou ameaças. Uma estimativa de 2009 divulgada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) mostra que, a cada ano, os professores brasileiros perdem, em média, 35 dias inteiros de aula tentando controlar alunos bagunceiros.
Com relação ao salário, segundo dados do Ministério da Educação (MEC), a remuneração de um professor da educação básica é de R$ 1.451, mas, apesar de ser uma lei federal, o piso para professores ainda é desrespeitado por muitos estados e municípios. Uma reportagem da Revista Folha (edição de novembro de 2011) mostrou que 17 estados não cumpriam a legislação relativa, comprovando-se que, além de todas as agravantes, há uma defasagem salarial, que não "recompensa" todo o trabalho realizado na escola e fora dela nos finais de semana e feriados. No bojo de todos esses problemas, fica evidente – nos últimos anos – o desinteresse de muitos professores em lecionar nos diferentes níveis da educação básica.
Com todos esses problemas envolvidos na educação, há esperança de melhorias para os próximos anos? O novo projeto do Plano Nacional de Educação (PNE) de 2011 – 2020 é composto de 20 metas, cada uma delas acompanhada de estratégias para que se atinjam os objetivos delimitados. Algumas determinações já foram previstas em leis aprovadas recentemente ou fazem parte do PNE ainda em vigor.
De acordo com o Censo Escolar de 2009, dos 1,97 milhão de professores que atuam hoje nas salas de aula do país, 32% não possuem formação em nível superior. Dos que têm diploma universitário, há ainda 62 mil não licenciados. Pelo menos 20% das metas do PNE tratam diretamente da valorização e formação dos professores. Entre elas, a garantia de que todos os sistemas de ensino elaborem planos de carreira no prazo de dois anos, de que todos os professores da educação básica tenham nível superior e de que metade deles tenha formação continuada com pós-graduação (com a previsão de licenças para qualificação). O PNE ainda determina que o rendimento médio do profissional da educação não seja inferior ao dos demais trabalhadores com escolaridade equivalente.
Mas, para que isso aconteça, segundo o MEC e os estudos que seguem, as políticas públicas educacionais em execução, somadas aos desafios propostos pelo novo PNE, demandarão investimentos públicos graduais, de modo que se atinjam 7% do PIB até 2020. O cumprimento das metas do PNE depende da manutenção de um ritmo forte de crescimento dos investimentos em educação, o que demandará o efetivo comprometimento não só da União, mas também dos sistemas subnacionais, que terão que realizar um esforço considerável para garantir os recursos necessários para a educação na próxima década.
Portanto, para que a educação básica no Brasil possa vir a melhorar efetivamente, não bastam os investimentos em qualificação; é necessário e urgente o engajamento das esferas que estão diretamente vinculadas à educação, formando uma tríade: Família, Escola e Estado. Os resultados do projeto poderão ser melhores se a sociedade estiver mobilizada, pois a participação sempre estimula os resultados. Só assim poderemos virar a página da educação brasileira precária rumo à verdadeira educação. Thalita da Silva Farias: Acadêmica do curso de Administração da UFMS – Campus de Três Lagoas. – farias_bitencour@yahoo.com.brLuciano Mendes: Administrador e Professor Dr. da Universidade Estadual de Maringá (UEM).– lucianobtos@yahoo.com.br