Páginas

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Zona eleitoral de Urânia terá seis municípios. Jales apenas três

"Os Municípios de Aspásia, Mesópolis, Paranapuã, Santa Albertina, Santa Salete e Urânia, serão remanejados para a zona a ser criada, a qual terá denominação de Urânia, nos termos do art. 6º, II, da Resolução TRE/SP nº 413/2017".
A informação foi passada à Folha Noroeste pela Coordenadoria de Supervisão e Orientação às Zonas Eleitorais do TRE-SP às 13h32m de hoje (segunda-feira, 21/08) via e-mail.
Nesse caso, com o município de Vitória Brasil sendo integrado à Zona Eleitoral de Estrela d´Oeste, a Zona Eleitoral de Jales passará a ter apenas os municípios de Jales, Pontalinda e Dirce Reis.
Diz a nota ainda " E, ainda, "ato da Presidência designará a data para início do funcionamento das zonas eleitorais com a configuração territorial prevista nesta Resolução" (art. 9º, parágrafo único).
Assim, a Zona Eleitoral de Jales que tinha no pleito municipal  de 2016 o total  64.670 eleitores inscritos passará a ter somente 42.743 inscritos. A Zona Eleitoral de Urânia ficará com 21.927 eleitores.  

Modelo Lilian Lyrio é a capa do mês de agosto da Revista Sexy

 
Muitas modelos já passaram pela Revista Sexy e nem todas tiveram a honra de serem sua capa. Agora, a próxima gata a estampar a publicação tem 100cm de bumbum, 64 cm de cintura, 60 kg e 1,63m, mora em São Paulo e atende pelo nome de Lilian Lyrio.
 
Aos 21 anos, a beldade que é torcedora do Palmeiras destacou-se como modelo fotográfica após ser descoberta por um site de ensaios nus. Com poses sensuais e uma silhueta de dar inveja, Lilian logo atraiu olhares de todos do mundo da modelagem.
 
A chance para se tornar a capa da edição especial do mês de agosto, ou melhor, se tornar a capa "Gata do Inverno", veio depois da paulistana declarar que "nasceu para posar nua". A edição com a presença de Lilian e outra modelo será lançada no dia 30 deste mês. (Foto: Patrick Brito / MF Press Global)

Comércio e consumidores aprovam prêmios em dinheiro na promoção do Dia dos Pais

O novo formado foi mais uma iniciativa de sucesso da Associação Comercial e Industrial de Jales que este ano decidiu sortear três vales compras na promoção “Papai, seu presente você escolhe”. O sorteio aconteceu neste sábado, dia 19 de agosto, às dez horas, na Praça João Mariano de Freitas, acompanhado por consumidores e comerciantes participantes.

O ganhador do primeiro sorteio, no valor de R$ 1.000,00 foi Laudemir de Souza, de Aspásia, que fez sua compra na Agromec. O segundo sorteio, no valor de R$ 2.000,00 saiu para Diana Troyano Samartino, de Jales, que comprou na Eletrorádio Geromel e o terceiro, no valor de R$ 5.000,00 teve como contemplado Dario Mazzi, também de Jales que comprou no Eder Y. Takeda ME.

Para o presidente da ACIJ, Carlos Roberto Altimari, a grande adesão do comércio e a movimentação dos consumidores de Jales e da região, mostra que as promoções como esta são muito importantes para incentivar as vendas em períodos de comemorações como é o Dia dos Pais, mostrando que a crise existe, mas pode ser amenizada quando todos participam.

Além de agradar a todos os participantes, o sorteio de prêmios em vales compras também é importante para que o dinheiro circule no comércio, entre as lojas que participam da promoção, como afirmou o presidente da associação.

A partir de agora a ACIJ começa preparar a sua grande promoção de fim de ano, mas antes  uma festa já está sendo programada para o Dia das Crianças, nos moldes da que aconteceu no ano passado, com grande sucesso, incluindo muitas brincadeiras, guloseimas e outras atrações para a garotada, espalhadas pelas ruas do centro da cidade.

 

Mulheres que trariam drogas para Jales são presas na rodoviária de Dourados (MS)


Adriano Moretto e Osvaldo Duarte
(Dourados News - MS)



 
Duas mulheres foram presas na manhã deste sábado (19) no Terminal Rodoviário Renato Lemes Soares, em Dourados. Elas estavam num ônibus que fazia o itinerário entre Coronel Sapucaia, na fronteira com o Paraguai e Campo Grande, em posse de malas carregadas com tabletes de maconha.

Os flagrantes ocorreram em ação conjunta de policiais militares do Canil, Rádio Patrulha e ALI (Agência Local de Inteligência).

Com Érika Maranhão Monteiro da Silva, 36, residente em Três Lagoas, foram apreendidos 13,5 quilos da droga divididos em 17 tabletes. Ela disse ter recebido o entorpecente em Coronel Sapucaia de uma pessoa identificada como paraguaio e levaria até Jales (SP).  Pelo ‘serviço’, afirmou aos policiais que receberia R$ 1 mil.

Outra mulher presa na mesma ação foi Franciele Aparecida Oliveira, 21, moradora em Tangará da Serra (MT).
 
A jovem transportava sete tabletes de maconha que totalizou 11,3 quilos. Aos policiais, disse que também pegou a droga em Coronel Sapucaia e levaria até a cidade onde reside por R$ 500.

Ambas foram encaminhadas ao 1º Distrito Policial e autuadas em flagrante pelo tráfico de drogas.

 Fotos/ crédito Osvaldo Duarte

sábado, 19 de agosto de 2017

TRESP aprova reorganização das zonas eleitorais no Estado e cria a ZE de Urânia

152ª Zona Eleitoral de Jales deverá
ficar com apenas
 seis municípios dos dez atuais
 
 
 
O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo - TRESP, aprovou, em sessão realizada nessa terça-feira, 15 de agosto, a Resolução nº 413/2017, que dispõe sobre a reorganização da primeira instância da Justiça Eleitoral no Estado (rezoneamento) determinada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Serão extintas 32 das 425 zonas eleitorais, bem como remanejado o eleitorado entre zonas e municípios.
Foi criada, ainda, uma zona eleitoral em Urânia, resultante do desmembramento da 152ª Zona Eleitoral de Jales.
Apesar da Resolução não trazer os nomes dos municípios que vão fazer parte da Zona Eleitoral de Urânia, provavelmente serão Aspásia e Santa Salete, ex-distritos do município uraniense.
O município de Vitória Brasil pertencente a 152ª Zona Eleitoral de Jales passa a integrar a 233ª Zona Eleitoral de Estrela D’Oeste.
Com essa reorganização da primeira instância da Justiça Eleitoral, a Zona Eleitoral de Jales pode ter apenas seis municípios em sua estrutura: Jales, Santa Albertina, Paranapuã, Pontalinda, Dirce Reis e Mesópolis.
Nas eleições do ano passado (2016), segundo dados da Fundação Seade, os dez municípios que formam a 152ª Zona Eleitoral de Jales, somavam juntos 64.670 eleitores registrados.
Com a reorganização feita pelo TRESP, e com a perda dos quatro municípios - Urânia (ZE) Vitória Brasil (integrando a ZE de Estrela d´Oeste), e provavelmente Santa Salete e Aspásia, a 152ª Zona Eleitoral de Jales perderá 10.381 eleitores ficando com 54.289 eleitores.
O documento obedece à Resolução TSE nº 23.520/2017, diploma que define os critérios para a manutenção de zonas eleitorais em todo o Brasil.
Durante os estudos do rezoneamento, foram identificadas diversas oportunidades de melhoria na estrutura existente para promover a racionalização dos serviços e economia de custos operacionais, considerando as restrições orçamentárias do setor público.
Segundo o presidente do TRE, desembargador Mário Devienne Ferraz, "o eleitor não será prejudicado com as mudanças". As zonas eleitorais extintas serão transformadas em postos de atendimento com estrutura e capacidade para atender às demandas da população.
A efetiva extinção das zonas eleitorais e o remanejamento dos eleitores ainda será regulamentado pelo Tribunal, tendo em vista a readequação das rotinas internas, no prazo de até 60 dias.

CNJ decide investigar folha de salários de juízes de todo o país

 
A presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia (foto), decidiu que o órgão vai investigar a folha de pagamentos de todos os magistrados do país. De acordo com portaria publicada hoje (18) pelo CNJ, os tribunais de Justiça de todos os estados deverão enviar mensalmente ao conselho cópias do contracheque dos magistrados cinco dias após a liberação do pagamento.

A medida foi tomada após o surgimento de suspeitas de irregularidades a 84 juízes do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT). O caso veio à tona após a imprensa publicar que um dos magistrados recebeu R$ 503 mil em julho. Diante do fato, o conselho determinou a suspensão imediata de novos repasses.

Segundo o TJ do Mato Grosso, os pagamentos foram amparados em decisão do CNJ. O juiz Mirko Vincenzo Giannotte, um dos magistrados beneficiados por um pagamento de R$ 503 mil, disse que os valores foram recebidos como compensações legais por ter atuado por dez anos em comarcas maiores da que está lotado.


"A partir do mês de setembro de 2017 todos os tribunais do país submetidos ao controle administrativo do Conselho Nacional de Justiça encaminharão, até cinco dias após o pagamento aos magistrados, cópia da folha de pagamentos realizados para divulgação ampla aos cidadãos e controle dos órgãos competentes e para controle da regularidade do orçamento e finanças de cada qual dos Tribunais pelo Conselho Nacional de Justiça", diz a portaria do CNJ. Conforme a nova norma, o CNJ vai divulgar em seu site todos dados sobre a folha de pagamento dos magistrados do país

André Richter - Repórter
da Agência Brasil





Clássicos exibe a ópera em concerto A Danação de Fausto

Regido por Roberto Minczuk, o espetáculo trata da trágica história de Fausto, baseada em peça escrita pelo alemão Johann Wolfgang Von Goethe. Vai ao ar com exclusividade neste sábado (19/8), às 21h30, na TV Cultura e no YouTube

 
O Clássicos desta semana traz, com exclusividade, a íntegra da apresentação em forma de concerto da ópera A Danação de Fausto pela Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo. Sob a regência de Roberto Minczuk, o espetáculo aconteceu no dia 1º de julho, no Theatro Municipal de São Paulo, com o acompanhamento do Coro Lírico Municipal e o Coro Infantil da Escola Municipal de Música de São Paulo. O programa vai ao ar no sábado (19/8), às 21h30, na TV Cultura e no canal oficial no YouTube.
Escrita por Johann Wolfgang Von Goethe, a história de Fausto, regida como uma peça, foi reelaborada em A Danação de Fausto por Hector Berlioz, que manteve alguns elementos da obra original, como a ligação amorosa com Margarida. Na versão de Berlioz, Fausto, insatisfeito com a vida na Alemanha, resolve se envenenar. Porém, ao tentar levar sua morte a cabo, é impedido por um cântico da Páscoa.
Eis que surge Mefistófeles, seduzindo Fausto com promessas de responder todos seus questionamentos e desejos, e coloca-o para dormir. Ao adormecer, o protagonista sonha com aquela que será sua amada e, quando desperta, pede para levá-lo até ela. Ocorre então um dueto amoroso entre Margarida e Fausto, que é interrompido por Mefistófeles, quando ele avisa aos vizinhos e à mãe de Margarida que Fausto havia estado em casa com sua amada.
Após esse momento, Fausto e Margarida se distanciam. Mefistófeles informa o protagonista que sua amada havia sido presa por envenenar a mãe, mas promete salvá-la, desde que ele entregasse sua alma. Fausto concorda, entretanto, percebe que isso não foi feito para o resgate de Margarida, e sim para sua ida ao inferno. Mefistófeles, então, celebra sua vitória - a danação de Fausto.
 

Câmara Federal homenageia Dia da Imigração Chinesa no Brasil

 
A Câmara dos Deputados realizou nesta terça-feira, 15 de agosto, às 10 horas no Plenário Ulysses Guimarães, sessão solene em homenagem ao Dia Nacional da Imigração Chinesa. O evento contou com a presença do Embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, deputados, senadores, associações sino-brasileiras e autoridades dos dois Países. A homenagem marca a data marca a chegada oficial de chineses a São Paulo, em 15 de agosto de 1900.

"Nada mais justo que celebrar a presença e a contribuição dos chineses ao Brasil com a instituição de uma data nacional que reverencie a memória e a história da imigração e da amizade com aquele País que se tornou nosso maior parceiro comercial", disse Pinato, coordenador na Câmara da Frente Parlamentar Brasil-China.

Um Projeto de Lei (8212/2017) já tramita na Câmara dos Deputados para oficializar o 15 de agosto, o Dia Nacional da Imigração Chinesa. O Projeto é também de autoria do deputado federal Fausto Pinato.

História - De acordo o projeto de lei, a data marca a chegada oficial de chineses a São Paulo, em 15 de agosto de 1900. Um grupo formado por 107 pessoas desembarcou no Rio de Janeiro, vindo de Lisboa, para, mais tarde, chegar à capital paulista em busca de empregos e oportunidades.

A imigração para o Brasil foi retomada nos anos 1950, quando chineses fugiram da chamada "Revolução Comunista de 1949". Vivem atualmente o Brasil cerca de 200 mil chineses.

No STJ, presidente Cauê Macris defende que salário dos servidores da Alesp seja publicado na internet

 
O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), deputado Cauê Macris (foto), se reuniu na manhã desta quinta-feira, 17, com o ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Napoleão Nunes Maia, para discutir a divulgação dos salários dos servidores do parlamento paulista na internet. Maia é o relator do processo que trata do assunto no órgão.

Atualmente, a Alesp publica apenas o número da matrícula do funcionário devido a uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), que impede a divulgação nominal dos valores dos salários. "Solicitei que o ministro coloque em pauta o nosso recurso no plenário do STJ. Queremos que essa a matéria seja apreciada rapidamente. É um ato que vai aumentar a transparência do nosso Poder Legislativo", comentou Cauê Macris ao deixar a audiência. O procurador jurídico da Alesp, Alexandre Kimura, também participou do encontro.

Histórico - A proibição da divulgação completa quatro anos em setembro e ocorre devido a uma ação impetrada pela Associação dos Funcionários da Assembleia Legislativa de São Paulo (Afalesp), pelo Sindicato dos Servidores Públicos da Assembleia Legislativa de São Paulo (Sindalesp) e pela Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas da Assembleia Legislativa de São Paulo (Aspal) no TJ-SP. "Nós entramos com recurso sobre essa decisão porque entendemos que ela vai na contramão daquilo que prevê a Lei da Transparência", concluiu Macris.

Fiéis testemunham sua fé rumo a Romaria Diocesana de Jales

 
No próximo domingo, dia 20 de agosto, a Diocese de Jales realizará a 33º Romaria Diocesana de Jales, comemorando seus 57 anos de caminhada, completados no último dia 15 de agosto, e também fazendo parte da solenidade da Padroeira, Nossa Senhora da Assunção. Com início previsto para às 14h em frente ao Lar Transitório São Francisco de Assis, próximo a Facip.

São 33 anos de história, com muitas graças e benção recebidas por muitos fiéis que deixam seu testemunho expressando a sua fé.

A 13 anos atrás, na 20ª Romaria Diocesana, no ano de 2004, o senhor Osmar Tozarini, hoje com 55 anos, manifestou sua fé de uma forma grandiosa, de forma espontânea, e com suas intenções pessoais, iniciando uma peregrinação, saindo de sua cidade, Urânia, caminhando descalço, apenas com seu rosário, uma garrafinha de água e em jejum, até a cidade de Jales, pelas estradas de terra, rumo a Romaria Diocesana.

"No seu segundo ano de minha caminhada, ainda peregrinei sozinho, e em um determinado momento enquanto caminhava, percebi que não conseguia mais continuar com minhas orações, e chegando próximo a uma encruzilhada me deparei com um montante de lixo depositado no meio da estrada, com revistas e livros, e em minha curiosidade humana resolvi dar uma olhada no que tinha ali, e entre a muitos livros encontrei um livro de terços, com cânticos e orações, que me deu força e esperança para continuar a caminhada", recordou o senhor Osmar.

O seu livro de orações encontrado na estrada é seu companheiro até hoje, e em todas as peregrinações, relata seu testemunho aos peregrinos que passam por ali. Sua força e coragem, entusiasmou outros fiéis que permaneceram com o ato de fé até hoje, com um número crescente a cada ano.

Com o testemunho de muitos que começaram a participar da peregrinação, o fiel Marcos Soratto, de Santana da Ponte Pensa, resolveu ir mais além, iniciar uma peregrinação de três dias começando na sexta-feira, saindo a pé de Santa Fé do Sul, passando por Três Fronteiras, Santana da Ponte Pensa, Santa Salete e Urânia, até a cidade de Jales.

 
"Conhecendo a Estrada Boiadeira que era o único caminho que existia na época dos antigos povoados, sabendo da sua existência e que ela cortava todos os municípios de nossa região, partilhei a ideia com o Padre Mário Roberto Faria para iniciarmos nossa caminhada aqui na Diocese, que nos incentivou a iniciar no ano passado, por ocasião da Romaria Diocesana, partindo de Santa Fé do Sul, da Vila Mariana, Capela de Nossa Senhora Aparecida", disse Marcos.

Neste ano de 2017, a peregrinação até a cidade de Jales, terá início na sexta-feira, dia 18, às oito horas da manhã saindo da Capela Nossa Senhora Aparecida, chegando em Urânia no Sábado para pernoitar. No Domingo os peregrinos sairão rumo a Romaria Diocesana, às seis horas da manhã, do Campo Municipal. (por Edivaldo Mella Janasco).

Maria da Assunção e nossa missão

Dom Reginaldo Andrietta, Bispo Diocesano de Jales

 
A 33ª. Romaria da Diocese de Jales em comemoração à Nossa Senhora da Assunção, padroeira diocesana, deverá reunir neste dia 20 de agosto, como nos anos anteriores, cerca de 15 mil pessoas de 45 municípios que abrangem os 13 mil quilômetros quadrados da Diocese. Por meio desta grande peregrinação, a Diocese de Jales também festeja seus 57 anos de instalação.

Esta Romaria é muito especial por ocorrer no Ano Jubilar Mariano, no qual a Igreja no Brasil celebra os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, ocorrido no tempo da longa escravidão afro deste país. Qual interpretação bíblico-teológica a Igreja faz dessa "aparição de Maria" na forma de uma imagem negra da Imaculada Conceição?
Por meio da figura negra de Maria, Deus manifestou sua solidariedade ao povo oprimido, ouviu o seu clamor e desceu para libertá-lo, assim como o fez no tempo da escravidão dos hebreus no Egito (cf. Ex 3,7-10) e por meio de Cristo, cuja missão ele mesmo anunciou como libertadora (cf. Lc 4,16-21). A Igreja, guiada pelo Espírito Santo, dá continuidade a esta missão.
Hoje, estamos submetidos a novas escravidões causadas sobretudo pelo sistema econômico, cujo centro de interesse é o capital, não as pessoas humanas. Enquanto os organismos financeiros lucram altamente, a miséria assola grande parte da população. "Raposas que fazem suas tocas" em nossos governos, defendem interesses de conglomerados econômicos, retiram direitos da classe trabalhadora e pouco fazem para que nosso habitat natural deixe de ser destruído.

Clamamos a Deus por libertação desses e de outros males, inspirados pelo Magnificat, no qual Maria canta as maravilhas que Deus realiza em favor de seu povo, derrubando do trono os poderosos e exaltando os humildes, saciando de bens os famintos e despedindo os ricos de mãos vazias (cf. Lc 1,47-55). Maria acolheu, viveu e manifestou a ação libertadora de Deus em defesa do povo oprimido, decorrendo disso o lema da Romaria: "Com Maria nos libertamos de novas escravidões".
Esta Romaria será, como sempre, uma grande manifestação de fé de nosso povo, em Cristo libertador, de clamor por uma sociedade mais justa e de compromisso em ações coletivas para conquistá-la. Cada participante apresentará na Eucaristia celebrada no final da Romaria, na Catedral Nossa Senhora da Assunção, seus clamores a Deus e seus compromissos de ação, escritos em cartões distribuídos antecipadamente, recolhidos na hora das preces comunitárias.

Esses cartões com orações e compromissos de ação serão depositados aos pés de um grande cruzeiro de madeira, que é um marco histórico de Jales. Ele está na Catedral como um ícone da fundação do município, em 1941, e das profundas conexões históricas entre a Igreja Católica e a sociedade. Todos os municípios da região se desenvolveram com uma grandiosíssima contribuição da Igreja, em todos os campos da vida social.
A temática libertadora da Romaria deste ano demonstra que a Igreja continua se dispondo a colaborar para que os cidadãos e cidadãs se tornem, verdadeiramente, sujeitos da vida econômica, social, política e cultural dos municípios desta região e do Brasil, superando as novas formas de escravidão que impedem nosso desenvolvimento humano integral e sustentável, responsabilidade esta que nos é dada por Cristo. Que Maria da Assunção nos conduza sempre nesta missão!

Revoada na floresta tucana

Gaudêncio Torquato, jornalista, professor titular da USP é consultor
político e de comunicação. Twitter: @gaudtorquato

Os tucanos, apontados como os bichos que mais gostam de pousar em cima dos muros, vivem momentos críticos nesse ciclo de turbulências por que passa o país. O partido da social-democracia brasileira, o PSDB, está rachado. A fissura se acentuou por ocasião da votação na Câmara sobre a denúncia feita pelo Procurador Geral da República, encaminhada ao STF, envolvendo o presidente da República. A Câmara acabou rejeitando por 263 votos a autorização pedida pela alta Corte para investigar o presidente, com a bancada tucana dando 22 votos a favor de Temer contra 21.

O racha se alarga. O partido se aproxima da Torre de Babel, ameaçando a necessária integração de forças, fator absolutamente indispensável para que o PSDB seja forte protagonista no pleito presidencial de 2018.

Já faz tempo que os tucanos enxergam sua identidade coberta de fumaça. Por ocasião de sua fundação, o PSDB apresentou ao país um denso documento, com a descrição da social-democracia que queria implantar. Apontava sua distinção de partidos liberais, a partir da preocupação com o bem-estar coletivo, e a meta de combate à pobreza e à exclusão social.

Os fundadores do partido em 1988 (Mário Covas, Franco Montoro, Fernando Henrique, José Serra, entre muitos), inspiravam-se na modelagem de forte tradição democrata que se podia ver na Alemanha, Suécia, França, Inglaterra, Holanda e Espanha. Mais adiante, o país elegeu presidente o sociólogo Fernando Henrique. Mas a social-democracia acabou se transformando em gigantesca encruzilhada em que se encontram, hoje, grandes e médios partidos do país: PMDB, PFL/DEM, PT, depois PSB, PDT, PTB e os entes criados nos laboratórios da desideologização, esses que se aglomeram no espaço que se designa de centrão.

O PT, principalmente, saiu da ponta esquerda do arco ideológico para se aproximar do centro, avizinhando-se do PSDB e do próprio PMDB. A descaracterização das siglas jogou-as todas no painel da pasteurização ideológica, sobrando a elas apenas slogans. Ante a fragmentação doutrinário-ideológica, é possível compreender a crise que nesses tempos nebulosos afeta o PSDB. Indivíduos e alas a que pertencem tornaram-se mais importantes que a substância programática. Com o desaparecimento de tucanos de boa origem (Covas, Montoro, Teotônio Vilela, Beto Richa), sobrou Fernando Henrique como o ícone e maestro da orquestra.

No comando do tucanato, apareceram Tasso e Aécio. O partido se esgarçou. Tornou-se um ente igual aos outros, cheio de grupos e posições. Há, por exemplo, uma parcela que defende a retirada dos tucanos do governo Temer e outra que defende sua permanência. Lembre-se que a parceria entre PMDB e PSDB, construída para dar salvaguarda ao atual governo, foi construída sobre um conjunto de ações e reformas aprovadas por ambos. Não haveria razão, portanto, para o PSDB abandonar o navio no meio da travessia. Quem defende a saída o faz por interesses eleitoreiros. Receiam não ganhar votos no pleito de 2018 por conta da impopularidade do presidente.

O chefão tucano interino, senador Tasso Jereissati, quer pedir perdão à sociedade por ter seu PSDB cometido erros, sob a crença de que o reconhecimento público de pecados acabará jorrando votos nas urnas tucanas. Mas há uma turma que não admite ter feito infração. E que tucano poderá ter as asas quebradas? Geraldo Alckmin, que praticou um erro crasso: combinar com o líder Ricardo Tripoli o voto contra Michel Temer na Câmara; e, segundo se viu, ainda sugeriu a saída dos tucanos do Ministério.

Quem ganha com a balbúrdia? O prefeito de São Paulo, João Doria. É o único que simboliza avanços, modernidade, inovação. Um perfil com condições para adentrar as portas da eleição presidencial de 2018 e ser bem-sucedido. As portas de muitos partidos se abrem para ele.

Mais: João Doria lapida sua identidade anti-Lula. Uma alavanca poderosa. Mesmo que Luiz Inácio não seja candidato.

Palavras de Allan Kardec

 
Allan Kardec - Desde que a vida corpórea é apenas uma efêmera passagem por este mundo, e que o nosso futuro deve ser a nossa principal preocupação, é útil esforçar-nos por adquirir conhecimentos científicos que se referem somente às coisas e necessidades materiais?

Os Espíritos - Sem dúvida. Primeiro, isso vos torna capazes de aliviar os vossos irmãos; depois, vosso Espírito se elevará mais depressa se houver progredido intelectualmente. No intervalo das encarnações aprendereis em uma hora aquilo que na Terra demandaria anos. Nenhum conhecimento é inútil; todos contribuem mais ou menos para o adiantamento, porque o Espírito perfeito deve saber tudo e devendo o progresso realizar-se em todos os sentidos, todas as idéias adquiridas ajudam o desenvolvimento do Espírito.

O Livro dos Espíritos: Pergunta 898

(Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade do Grupo Espírita "Chico Xavier", de Jales.)
 
 

Há espaço para o bem?

José Renato Nalini
secretário estadual de Educação



Sempre leio o que Nizan Guanaes escreve na Folha, pois ele é um inspirador. Estes dias brindou seus leitores com o artigo "Digitais do bem", narrando a experiência do Museu de Arte Moderna de São Francisco. Para incentivar o gosto pela arte moderna, a diretoria do museu instituiu um aplicativo mediante o qual as pessoas mandam a mensagem "send me" (mande-me) seguida de algum verbete ou expressão. A partir daí, os curadores do museu escolhem uma obra correspondente ao desejo do usuário e, com isso, dissemina-se o acervo disponível.

A campanha viralizou e mais de dois milhões de mensagens foram enviadas em uma semana apenas. Para Nizan, "esse uso da conectividade ubíqua de nossos dias para um fim tão nobre (difundir a arte) mostra o verdadeiro potencial desta era da comunicação total".

A sugestão é sedutora. Por que não nos servimos dessa possibilidade para garimpar aquilo de bom que acontece em nossas escolas? Posso falar pela Rede Pública Estadual da Educação Paulista. Mais de cinco mil escolas, quase quatro milhões de alunos. Sei que muita coisa interessante e louvável ocorre nesses estabelecimentos de ensino. Professores criativos, engenhosos, vocacionados, estimulam seus alunos a práticas que precisam ser disseminadas. E que podem ser customizadas, para se adaptar à realidade de cada escola.

Quando se verifica o talento de alunos nas Feiras de Ciências, em criação compatível com a de seus colegas do Primeiro Mundo, tem-se a certeza de que a aposta na criança e no jovem brasileiro tem razão de ser. Há exemplos de superação que motivam aquele que estiver desalentado. Há inúmeros projetos e programas que tiveram início de um sonho e se converteram em grandes tentos na comunidade em que surgiram, ocorreram e continuam a acontecer.

A qualidade dos filmes produzidos para os concursos "Lygia Fagundes Telles" e "Paulo Bomfim", dão mostra de como temos valores em todas as áreas. Os "shows de talentos", as obras publicadas com poemas, crônicas, contos, romances e ensaios produzidos pelo alunado da Rede Pública é a constatação de que mesmo em tempos difíceis, vale a pena insistir no contínuo aprimoramento da educação. Única fórmula para a ascensão digna a uma vida melhor e a um futuro compatível com o sonho que nutrimos quanto ao amanhã de nosso Brasil.
 

Equipe do NASF realiza confraternização do Dia dos Pais no Lar dos Velhinhos de Urânia

 
Todas as sextas-feiras, no período da tarde, a Equipe do NASF - Núcleo de Apoio à Saúde da Família – composta por quatro profissionais (farmacêutico, nutricionista, psicóloga e terapeuta ocupacional) desenvolve atividades no Lar dos Velhinhos "São Vicente de Paulo" de Urânia, coordenadas pela psicóloga Jaqueline Pedroso Scapin e pela terapeuta ocupacional Tamires Soares Alves.

Na sexta-feira, 11 de agosto, a psicóloga Jaqueline Pedroso Scapin, a enfermeira Larissa Waki e as agentes de saúde Sônia Aparecida Marcolino Zanaldi e Fabiano Esposito comemoraram o "Dia Dos Pais" no Lar, onde foi produzido um painel em homenagens aos pais moradores do lar. Os idosos com auxílio dos profissionais presentes confeccionaram o painel e, ao término da montagem, houve um momento de descontração com música e lanche para os idosos.

O dia foi marcado por muitos sorrisos e abraços. A psicóloga Jaqueline Pedroso Scapin, em nome da Equipe do NASF, agradece a participação de todos os profissionais presentes neste dia, em especial à enfermeira do lar, Dierlis Rodrigues Meneses e todas as outras profissionais técnicas de enfermagem e cozinheira.

Autorizado assinatura de convênios com dois municípios da região


A Secretaria da Casa Civil assinou 26 convênios com 26 municípios, num total de R$ 7,7 milhões. A maior parte das obras são para melhoria da infraestrutura urbana com recapeamento asfáltico.






foto - Coronel Helena, secretária-chefe da Casa Militar, assina convênios para Defesa Civil

Por meio dos convênios, as prefeituras e entidades recebem repasses de recursos ou materiais do Estado para executar projetos de importância local.

Na região de Jales são dois convênios que somam R$ 425 mil, sendo R$ 125 mil para o município de Santa Fé do Sul para investimentos em infraestrutura e R$ 300 mil para Santa Rita d´Oeste para investimentos em infraestrutura e recape de vias públicas.

"Com a assinatura destes convênios, estamos praticando dois princípios importantes: a descentralização, passando o recurso para a ponta, mais perto da população; e a participação, investindo na parceria com os governos locais. São convênios importantes que assinamos com prefeituras e entidades, entre Apaes e Santas Casas", afirmou o governador Geraldo Alckmin.

O Estresse e o Estressado

Flávio Rodrigo Masson Carvalho
Professor do UNIBAVE  – Orleans - SC equilibriumtc@hotmail.com

Trabalho demais ou de menos, problemas financeiros ou familiares, má alimentação, correria… ufa! Poderia passar horas enumerando as causas que desenvolvem o STRESS, que é uma reação do organismo com componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais que ocorre quando surge a necessidade de uma adaptação grande a um evento ou situação de importância na vida de uma pessoa. Este evento pode ser positivo ou negativo. O ser humano, por natureza, sempre esteve exposto ao stress. Cada geração aprende a lidar com o seu respectivo ambiente social complexo e estressante. Stress é um mecanismo de defesa que prepara o organismo para lutar ou fugir, frente a um perigo, mas o stress pode tornar-se crônico e as modificações bioquímicas solicitadas pelo cérebro, numa situação de alta tensão, se torna contínuo, além de aumentar a incidência de hipertensão, distúrbios cardiovasculares, gastrite, úlcera, insônia, enxaqueca, também afeta a beleza e a postura.

O estresse tem afetado bastante a população brasileira. Prova disso é a pesquisa realizada pela Associação internacional do Controle do Estresse, que aponta que o brasileiro é o segundo mais estressado do mundo, perdendo apenas para o japonês. O estudo também mostra que 70% dos entrevistados culpam o trabalho pelo problema.

O desequilíbrio físico e emocional podem acarretar uma série de problemas, tais como: Apatia, isolamento introspeção. Fisicamente, pode provocar queda de cabelo, problemas de pelo, taquicardia, ansiedade e outros sintomas.

Muitos confundem o cansaço com estresse. O cansaço pode ser resolvido com uma boa noite de sono. Já o estresse provoca insônia.

Perfil do estressado
Ambicioso - Assume sempre papel de liderança - luta contra o tempo - desempenha múltiplas funções - é exigente e perfeccionista – é pontual (detesta perder tempo) - extremamente responsável - competitivo e adora desafio - têm dificuldade em relaxar.

Providências que auxiliam na prevenção e combate ao stress

- Faça pausas no trabalho a cada 60 ou, no máximo, 90 minutos para respirar fundo para relaxar. Pratique respiração profunda várias vezes por dia;

- Reserve algumas horas do dia para diversão, longe de preocupações;

- Diminua seu perfeccionismo;

- Evite tomar decisões nos momentos de tensões, se tiver que tomar decisões, aja rápido, não durma com a cabeça quente;

- Aprenda a avaliar situações, pergunte-se sempre se o problema é seu mesmo ou se está assumindo responsabilidades de outra pessoa;

- Ouça música, ouvir música ajuda a reduzir a tensão e ganhar energia;

- Gerencie melhor o tempo, não passe noites em claro;

- Não descuide da alimentação, não pule refeições, beba muita água e evite os excessos de gordura, sal, cafeína, açúcar refinado e chocolate, para não sobrecarregar o metabolismo e aumentar a sensação de cansaço;

- Inicie imediatamente uma atividade física que lhe dê prazer, quando fazemos exercícios físicos liberamos a beta-endorfina, substância que ajuda a controlar o stress;

- Mentalize positivo, pense sempre nas coisas que deram e darão certo;

- Faça relaxamento: deite-se no colchão, coloque uma música suave, apague as luzes, e concentre-se nos seus pés, mentalize uma onda de calor invadindo seus pés e proporcionando um relaxamento e bem estar aos seus pés. Repita o exercício com as pernas, o bumbum, o tronco e a cabeça.

Matrículas para o CEEJA poderão ser feitas em qualquer escola da rede estadual de ensino

A partir desta terça-feira, 15 de agosto, as matrículas para o CEEJA (Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos) poderão ser feitas em qualquer escola da rede estadual de ensino.

As inscrições destinam-se a candidatos com 18 anos ou mais que queiram voltar à sala de aula. O diferencial do modelo é que ele oferece carga horária flexível.

Para fazer a inscrição, basta comparecer a uma escola da rede estadual de ensino e fornecer nome completo, data de nascimento, endereço residencial e telefone para contato. É necessário levar documento de identificação.

O CEEJA oferece cursos de Ensino Fundamental – Anos Finais (6º ao 9º ano) e Ensino Médio, de presença flexível para o aluno, com atendimento individualizado para orientação de estudo e realização das avaliações parciais e final. O curso é organizado em regime de eliminação de matéria, inclusive com aproveitamento de estudos anteriores devidamente comprovados. Os endereços das escolas estaduais podem ser consultados no site http://bit.ly/1G7z9o7.

Início do 2º semestre é marcado por Semana Acadêmica de Farmácia

 
A agenda de Semanas Acadêmicas dos cursos de graduação da Unijales começou neste início de agosto.

No último dia 7 de agosto, segunda-feira, o curso de Farmácia, coordenado pela professora Kelys Ramos, deu início a palestras, minicursos e workshops.

 
Na abertura, os alunos, professores e profissionais da área, assistiram a palestra "Horizontes da Cosmetologia", ministrada pela representante da Associação Brasileira de Cosmetologia, Adriana Emi Haramoto Carloni (foto ao lado).

Na terça-feira, dia 8, o professor mestre Marcos Rechi Siqueira ofereceu um minicurso sobre Ciência Policial- Análises toxicológicas no "post mortem". Marcos é Técnico em Necropsia na SPTC de São Paulo, Doutorando em Química pelo Unesp e Mestre em Ciências (Química) pela FFCLRP/USP.

No dia 9 de agosto, na Unijales, os alunos participaram da palestra "Atuação do Farmacêutico nas Análises Clínicas", ministrada pela professora mestre Franciele Bernardes Mechi (foto ao lado).

A programação seguiu na quinta-feira, dia 10, com o minicurso "Ensaios celulares in vitro para triagem de substâncias bioativas". O professor mestre José Carlos Quilles Junior mostrou todo seu conhecimento sobre o assunto para os alunos e professores de Farmácia da Unijales.

No encerramento da Semana Acadêmica, a doutora Lucinda Giampietro Brandão ministrou um workshop com o tema "Que Farmacêutico sou eu?". Lucinda é Farmacêutica, Mestre e Doutora em Imunologia Básica e Aplicada pela FMRP/USP e Doutora Sanduíche pelo National Institute of Health- NIH, Maryland, Estados Unidos.

A VI Semana Acadêmica de Farmácia foi organizada pela coordenadora Kelys Ramos, pelos professores Adônis Coelho e Eduardo Yakio Yasunaga e pelos alunos do curso. (foto ao lado)

Citricultura impulsiona geração de empregos no interior de São Paulo

 
A citricultura foi uma das atividades que mais gerou empregos no Estado de São Paulo e no Triângulo Mineiro. De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o segmento foi responsável pela geração de 45.508 postos de trabalho entre julho de 2016 a junho de 2017, período que compreende a safra 2016/2017 de laranja. A maior parte das contratações ocorreu entre os meses de janeiro e junho desse ano, quando foram criadas 32.190 vagas, aumento de 4,82% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com o diretor-executivo da Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR), Ibiapaba Netto, a citricultura é extremamente demandante de mão de obra, principalmente na colheita, que é feita de forma manual. "Nessa safra a estimativa é de uma produção de 364,4 milhões de caixas de laranjas. Se pensar que cada caixa possui em média 250 frutas, são 9,1 bilhões de frutas, todas colhidas por uma mão humana", diz o diretor.

Entre os municípios que a citricultura mais gerou empregos estão Mogi Guaçu com 3.657 contratações, seguida por Colômbia com 3.512. Em terceiro lugar está a cidade de Botucatu, que contratou 2.920 trabalhadores e a mineira Comendador Gomes, com 2.475 admissões. As cidades de Bebedouro e Matão, dois importantes polos de produção de laranja, ficaram em sétimo e em nono lugar, com 2.129 e 1.370 contratações respectivamente.

Quando observamos o período entre julho de 2016 e junho de 2017, é possível verificar que o ápice de contratações no cinturão citrícola aconteceu entre os meses de maio, quando foram contratados 13.216 profissionais e junho deste ano, quando foram admitidos 10.170 trabalhadores. "Embora essas vagas tenham sido preenchidas durante o final da safra 2016/2017, boa parte desses trabalhadores foi admitida para trabalhar no início da safra 2017/2018, que começou em julho", pondera o executivo. Esse aumento no número de novas contratações da citricultura também contribuiu para fazer do setor agropecuário o segmento da economia que mais contratou no mês de junho: segundo dados do próprio Caged foram 36.827 novas contratações.

Outro dado relevante está no chamado vínculo trabalhista, que é a relação entre contratações e demissões em um período. No acumulado entre janeiro e junho desse ano, por exemplo, o número de admissões chegou a 32.190, praticamente o dobro do número de demissões que ficou em 16.867.

Reflexões:- Alívio

Adelvair David



Mais do que a cura e do que a solução definitiva do problema, o que o homem mais precisa em alguns momentos é do alívio.
Os desconfortos existenciais de qualquer espécie, seja físico, moral, material ou espiritual, quando atinge a criatura humana por períodos prolongados pode levá-la ao amolentamento e a desistência do desejo de continuar lutando.
Muita vez, a trégua vem de forma inusitada e por quem ou de onde não se esperava. Vimos certa feita um documentário de um dos países asiáticos onde o repórter que sondava o jeito de viver de um vilarejo, percebeu que uma senhorinha subia e descia por longo tempo já uma ladeira carregando um balde d´água, e sempre descansava ao pé do primeiro degrau o balde pesado, quando em um desses momentos, um jovem turista que passava e viu a cena acudiu a anciã tomando-lhe o balde d´água, e mesmo sem falar a língua, ela aponta para o topo da escada, pois lá ficava o seu barraco e onde um velhinho polia pedras utilizando a água que ela levava. Enquanto o jovem subia com o balde a escada, o repórter pode ver o sorriso de alívio da senhorinha que estava a pensar de si para consigo mesma: ­ - Nossa! Afinal um balde a menos para carregar, aliviada do peso enquanto o rapaz subia, pode contemplar a rua que por certo a muito não fazia, era o alívio das horas monótonas e difíceis que vivia.
Disse Jesus: "Se tiverdes fé...", asseverando ao homem que se perseverar no seu trabalho de qualquer espécie, sobretudo o de fazer a sua própria transformação moral, se aliviará do peso das consequências das suas imperfeições e cumprindo os seus deveres, chegará sempre a ajuda que o alcançará na hora limite, lhe fortalecendo para seguir mais um pouquinho, e assim por diante, até o ultimo dia na terra. Com certeza essa ajuda virá do Senhor da vida de onde emana todas as bênçãos que alcança o homem.
O amor é a inspiração verdadeira para todas as renúncias, para todas as verdadeiras caridades, para a iluminação de todos aqueles se lhe submetem e alívio para todos os cansaços do corpo e da alma.
SE DESEJAS ALÍVIO PARA VIDA ATRIBULADA DE CURTO OU LONGO CURSO, LEMBRA-TE DE QUE AMOR É O ALÍVIO ESPERADO.
 

Alesp analisa PL cria Conselho de Usuários de Serviços Públicos

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) retoma, a partir da próxima semana, a análise do Projeto de Lei 544/2017, de autoria do deputado Edmir Chedid (DEM), que institui o Conselho de Usuários de Serviços Públicos (Ceusp). A análise está sob a responsabilidade dos parlamentares que integram a Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor.

De acordo com o parlamentar, a finalidade do Ceusp é zelar pela participação, proteção e defesa dos direitos do usuário dos serviços públicos prestados direta ou indiretamente pela administração pública estadual. "Trata-se de uma iniciativa que considero importante em nível estadual, visto que poderá auxiliar os serviços já implementados em defesa do consumidor", garantiu.

O Ceusp deverá ser composto por 23 membros, escolhidos em votação aberta a ser realizada pelo presidente da Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – cargo que atualmente é ocupado pelo deputado Jorge Wilson Xerife do Consumidor –, dentre os representantes de 17 categorias de usuários dos serviços públicos.

"Estas categorias foram definidas a partir do número de reclamações registrado pelos atuais serviços de proteção e defesa do consumidor com atuação no Estado, como as relacionadas à prestação de serviços em energia elétrica até comunicação social. Também estarão inseridas as reclamações sobre Educação, Saneamento Básico, Saúde, Transportes", complementou Edmir Chedid.

Conselho de Usuários - A candidatura para membro do Conselho poderá ser efetuada por qualquer cidadão, com formação superior, e residência mínima de 10 anos ininterruptos no Estado de São Paulo. Também será necessário comprovar ser usuário do serviço público pelo prazo mínimo de cinco anos ou desde que o serviço tenha se iniciado, quando se tratar de algo oferecido em prazo inferior.

Os membros do Conselho serão nomeados pelo Chefe do Poder Executivo para um mandato de quatro anos, vedada a recondução, ainda que em outra categoria. Em sua ausência, o representante poderá ser substituído pelo candidato mais bem classificado no processo eleitoral que se faça presente à reunião. Seus membros não receberão nenhum tipo de remuneração do Estado.

Em 10 anos, Habitação leva regularização fundiária a 2,5 milhões de famílias

O programa de regularização fundiária Cidade Legal completa neste mês de agosto 10 anos de atuação para acelerar e desburocratizar os processos de regularização fundiária no estado de São Paulo. Nesse período, a iniciativa emitiu 1.469 certificados de regularização fundiária que beneficiaram 2,5 milhões de famílias que moravam em moradias irregulares, nas 554 cidades paulistas conveniadas que recebem apoio técnico do programa.

"O Cidade Legal traz segurança jurídica para famílias que não tinham as escrituras das suas casas. Elas não podiam registrá-las, passar para o nome dos filhos ou vender, mas o Cidade Legal permite superar todas essas etapas burocráticas", diz o secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia. Em 10 anos, o Governo do Estado investiu R$ 157,7 milhões na iniciativa.

No ano passado, o Cidade Legal registrou um crescimento de 126% no estado de São Paulo, em relação a 2015. O programa de regularização fundiária permitiu que 20.336 famílias paulistas regularizassem os seus imóveis em 2016, enquanto que 8.982 famílias foram atendidas pela iniciativa no ano anterior.

"Com a parceira das prefeituras, nos esforçamos para que as famílias de todo o Estado tenham suas casas registradas e, assim, uma melhor qualidade de vida. Somente desta forma, os moradores se tornam de fato os donos de suas casas", afirma o coordenador do Cidade Legal, Geninho Zuliani.

O trabalho do Cidade Legal começa com a execução de levantamento topográfico, realizada pela equipe técnica do programa. A iniciativa realiza buscas documentais, análise e diagnóstico da situação dos locais para a elaboração de um plano de regularização.

Em seguida, é feita a emissão de certificados de regularização fundiária, que são as Declarações de Conformidade Urbanística e Ambiental (DCUAs) e possibilitam o registro dos loteamentos. Além disso, o Cidade Legal intermedia o contato com os registros de imóveis para registrar os documentos de posse dos proprietários, obter as matrículas individuais e as escrituras das unidades.

A regularização fundiária garante acesso ao mercado formal de crédito, podendo até comercializar suas casas ou transferi-las para seus herdeiros, entre outros benefícios. O Cidade Legal atua na regularização de parcelamento do solo e de núcleos habitacionais, públicos ou privados, para fins residenciais, localizados em área urbana ou de expansão urbana, sem custo para os moradores.

Atualmente, o programa possui 488 municípios conveniados, com 8.788 núcleos habitacionais para regularização e 1,5 milhão de famílias em atendimento.

Ministra Cármen Lúcia propõe ação de cidadania contra a corrupção e combate aos privilégios

 
"Precisamos combater os privilégios e transformar isso aqui em uma República verdadeira", afirmou a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, em palestra proferida no encerramento do IV Fórum Jovem Pan Mitos e Fatos, realizado nesta terça-feira, 15 dede agosto, em São Paulo. Ela propôs a união de todos os brasileiros em uma ação de cidadania contra a corrupção e pela Justiça.

Para a ministra, a exemplo da Ação da Cidadania contra a Fome e a Miséria lançada em 1993 pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho – todos devem se unir no combate à corrupção e na busca de um país ético, justo e solidário. "Uma sociedade tem o direito de abrir mão de valores éticos em nome de interesses pessoais?", indagou. "Estamos no mesmo barco. Se der certo, chegamos a um bom porto, se der errado, afundaremos todos nós", afirmou, reforçando a necessidade de união da sociedade para combater as mazelas da corrupção e dos privilégios.

Em sua avaliação, é preciso que o próprio cidadão brasileiro tome para si a consciência de que é possível a construção de um novo modelo de país, afastando a concepção preconizada na chamada "Lei de Gerson", segundo a qual "deve-se ter vantagem em tudo". Citando frases que, segundo a ministra, refletem um sentimento social como "sempre foi assim" ou "todo mundo faz", ela reforçou que corrupção é crime e como tal deve ser investigado, processado e punido.

A ministra afirmou que não é contra a política, mas contra a forma como a política é feita no Brasil. "É preciso mudar a forma de fazer política", defendeu. Citando a filósofa alemã Hanna Arendt, para quem ou há política ou há guerra entre as pessoas, ela disse que não acredita que se possa viver fora da política. "A política é a forma de a gente viver com nossos consensos e não nossos dissensos", lembrou.

Sobre o papel da Justiça e do Judiciário no atual contexto do país, a presidente do STF reconheceu que há um "estresse social" à espera de resultados imediatos. "A população clama por Justiça e contra a impunidade. E ética não é uma escolha, mas a única forma de se viver sem o caos", observou. Para Cármen Lúcia, os valores podem mudar ao longo do tempo, mas a busca por Justiça é permanente e as instituições precisam dar uma resposta à sociedade. "Corrupção é um ato de traição contra o cidadão. Corroi as instituições, deteriora a política e descontrola a economia, é um fator de destruição institucional", frisou.

Segundo a ministra Cármen Lúcia, o Brasil tem boas leis, como a de Improbidade Administrativa (Lei 8.429/1992) e a Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006), que são copiadas em outros países, mas que aqui encontram dificuldades em serem cumpridas. Ela salientou ainda a importância da política na construção de uma sociedade ética e democrática. "O Brasil somos todos nós. Portanto, nós teremos ética e democracia no Brasil quando a ação da cidadania contra a corrupção e pela Justiça for a luta de cada um de nós, juntos, porque juntos somos muito mais", disse.

A ministra, iniciou sua palestra afirmando que nutre um profundo amor pelo Brasil e que acredita no país e em seus cidadãos. "Eu quero mudar o Brasil, não quero me mudar do Brasil", enfatizou. (AR/JR)